Wiki Sporting, a enciclopédia do Sporting Clube de Portugal

Forum SCP - A Comunidade do Sporting Clube de Portugal


Olá, Visitante. Por favor Entre ou Registe-se se ainda não for membro.
Novembro 23, 2014, 20:10

Entrar com nome de utilizador, password e duração da sessão

Anúncios:

Início Início  Ajuda Ajuda  Regras Regras  Pesquisa Pesquisa  Entrar Entrar  Registe-se Registe-se       Wiki Wiki  Links Links 
Fórum SCP - A Comunidade do Sporting Clube de Portugal Futebol e Modalidades do Sporting Formação do Sporting (Moderador: sotnas) Tópico:

Aurélio Pereira

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.
Páginas: « anterior 1 ... 6 7 [8] 9 10 11 seguinte » Ir para o fundo Imprimir
Autor Tópico: Aurélio Pereira (Lida 34644 vezes)

Re: Aurélio Pereira , « Resposta #140 em: Novembro 01, 2008, 18:38 »


No avatar!

*
Iniciado

Mensagens: 123


Eu não contesto que se tragam estrangeiros. Até acho bem que se aposte no mercado brasileiro e africano. Agora, acho que só deviam vir aqueles que fossem realmente promissores, os que pudessem mesmo fazer a diferença. E apenas para as posições onde não se vê ninguém que a médio/longo prazo possa chegar à equipa principal (como ponta de lança, por exemplo).

Agora, trazer Vinicius Golas, Radut e derivados...  Angry

Certo, Amigo, mas não é fácil. Repara que das largas dezenas de jovens jogadores portugueses que passam por Alcochete só conseguimos elevar à equipa principal 1 ou 2. E há gerações inteiras que nem um deixam para amostra! Também acho que com os estrangeiros devemos ser mais exigentes à partida. Não devemos é pensar que a tendência se inverte. Portugueses ou estrangeiros serão sempre mais as desilusões que os casos de verdadeiro sucesso. Mesmo quando se paga bom dinheiro por miúdos - como fez o Sporting com o Rabiu e o Quintulén - os resultados não estão garantidos.

Certo que não é fácil acertar em contratações e é obvio que das centenas de jogadores que passam por alcochete, poucos sobem à equipa principal, no entanto volto a frisar que sou apologista da contratação de bons jogadores e de qualidade acrescida. Na minha opinião para se contratar um estrangeiro para as camadas jovens tem que ser um "fenomeno" não pode ser feito como é... pois não podem vir jogadores às dezenas para treinar à experiência ( a maioria sem qualquer qualidade) para depois ficar um ou dois com ordenados brutais e condições que nem a maioria dos profissionais da 1ª liga têm, para depois não dar em nada.
Porque é um grande contrasenço o que se está a passar no SCP, pois estamos a apostar na formação por falta de condições financeiras e depois temos uma formação que tem uns custos super elevados sem qualquer critério, visto irem buscar jogadores para posições que realmente estamos bem servidos.
Casos como os do Alisson não podem acontecer.... mas infelizmente estamos cheios disso no SCP e mais virão se não ouver uma grande volta na formação Sad(((.

Pergunto eu... que futuro poderemos ter? é um mundo de vaidade que temos na Academia, vaidade essa veio de um trabalho meritório e que infelizmente por interesses de empresários, "não sportiguistas" e de pessoas que zelam pelos interesses do SCP, que se vai perder....

Saudações Leoninas.
Registado


Re: Aurélio Pereira , « Resposta #141 em: Novembro 07, 2008, 21:48 »




Registado

Mensagens: 26
Idade: 35
Localidade: Rio de Mouro
Masculino


O verdadeiro mundo da vaidade existe dentro de casa de muitos jovens jogadores de Futebol...

É um mundo de vaidade implementado pelos próprios pais...

Os pais são os críticos mais ferozes e injustos que um jogador pode ter...

Os pais são os piores empresários que um jogador pode ter...

Os pais são os piores professores e treinadores que os jogadores podem ter...

Desculpem falar nisto num post sobre um grande senhor de nome Aurélio Pereira, mas alguém (mdfixe) envenenou isto e foi mesmo por causa dele que eu escolhi o tema "pais de jogadores"...

Saudações Leoninas
Registado
Re: Aurélio Pereira , « Resposta #142 em: Novembro 07, 2008, 23:55 »


BANIDO


*
Iniciado

Mensagens: 342


Eu não contesto que se tragam estrangeiros. Até acho bem que se aposte no mercado brasileiro e africano. Agora, acho que só deviam vir aqueles que fossem realmente promissores, os que pudessem mesmo fazer a diferença. E apenas para as posições onde não se vê ninguém que a médio/longo prazo possa chegar à equipa principal (como ponta de lança, por exemplo).

Agora, trazer Vinicius Golas, Radut e derivados...  Angry

Vinicius Golas. O Sporting tinha 2 jogadores que podiam jogar nessa posição, eram eles o Tiago Pedrosa e o Jorge Abreu. Alguém me vai dizer que o Vinicius Golas era inferior ao Pedrosa ou Abreu? A mesma pergunta relativamente ao Weliton? Alguns dos 4 é um fora de série? Não, mas os 2 centrais estrangeiros não eram melhores que os 2 portugueses? Na minha opinião eram.

Radut Mihai. Médio centro de qualidade que não tendo capacidade para ficar com o lugar de um Adrien, André Santos, Rosado, André Martins, etc foi adaptado a lateral direito. Que outro lateral direito da mesma geração (1990) tinha o Sporting? Que eu saiba não tinha nenhum, portanto necessariamente tiveram que ir buscar o Radut. Deviam antes ter ido buscar um LD português? Fantástico, então quem era esse jogador?

Com os melhores cumprimentos
« Última modificação: Novembro 08, 2008, 00:21 por Academia de Talentos » Registado

Re: Aurélio Pereira , « Resposta #143 em: Novembro 08, 2008, 16:22 »



*
Veterano

Mensagens: 16188
Idade: 28
Localidade: Lisboa
Masculino


Nenhum dos dois tinha ou tem qualidade para jogar na equipa principal do Sporting, ponto. Se eram melhores que os outros desse mesmo plantel? Sim, talvez. Mas o que interessa é formar jogadores que possam chegar à equipa sénior, que possam alimentar o plantel principal. Alguns destes dois tem qualidade para isso? Não. Faz sentido contratar estrangeiros para virem jogar para os juniores, mesmo que nunca tenham qualidade para chegar aos séniores? Para mim não.
Registado

"O Sporting é nosso outra vez!"
Re: Aurélio Pereira , « Resposta #144 em: Novembro 08, 2008, 17:07 »



*
Juvenil

Mensagens: 1399
Idade: 40
Localidade: Lisboa
Masculino


O verdadeiro mundo da vaidade existe dentro de casa de muitos jovens jogadores de Futebol...

É um mundo de vaidade implementado pelos próprios pais...

Os pais são os críticos mais ferozes e injustos que um jogador pode ter...

Os pais são os piores empresários que um jogador pode ter...

Os pais são os piores professores e treinadores que os jogadores podem ter...

Desculpem falar nisto num post sobre um grande senhor de nome Aurélio Pereira, mas alguém (mdfixe) envenenou isto e foi mesmo por causa dele que eu escolhi o tema "pais de jogadores"...

Saudações Leoninas


Concordo com as tuas palavras, mas por acaso desta vez foi ao lado.

Eu tenho o prazer de conhecer pessoalmente o mdfixe, tem a minha idade e não é pai de nenhum atleta. Contudo garanto que sabe mais sobre o que se passa nos bastidores da formação do Sporting do que qualquer outro colega do forum.

Não tenho qualquer problema em afirmar que subscrevo o conteúdo das suas intervenções, ainda bem que ele não contou metade da porcaria que por lá se passa e espero verdadeiramente que não o faça. Lips Sealed

Para os foristas mais antigos, sobretudo aqueles que desde alguns anos acompanham a formação, as palavras do mdfixe não deverão causar estranheza até pq essas preocupações já foram levantadas aqui no forum em outras ocasiões, se bem me recordo a Felina chegou a fazê-lo há mais de 2 anos.
 
É verdade que o Sporting é forte na formação, mas poderia ser muito melhor, nem tudo é o mar de rosas que muita gente pensa, há muitos interesses, verificam-se situações pouco transparentes e é cometida muita asneira da grossa.

1 ab
Registado
Re: Aurélio Pereira , « Resposta #145 em: Novembro 09, 2008, 15:21 »


BANIDO


*
Iniciado

Mensagens: 342


Nenhum dos dois tinha ou tem qualidade para jogar na equipa principal do Sporting, ponto. Se eram melhores que os outros desse mesmo plantel? Sim, talvez. Mas o que interessa é formar jogadores que possam chegar à equipa sénior, que possam alimentar o plantel principal. Alguns destes dois tem qualidade para isso? Não. Faz sentido contratar estrangeiros para virem jogar para os juniores, mesmo que nunca tenham qualidade para chegar aos séniores? Para mim não.



Caro Skinner, desculpe mas você não está a ser muito realista.

Vamos imaginar um caso extremo/exagerado em que você joga em 4-3-3 e tem 3 dos melhores avançados portugueses nessa equipa e 3 dos melhores médios mas depois tem uma defesa de papel. Obviamente que "formar a perder" não é politica nenhuma, a cultura da vitória é importante, até do ponto de vista psicológico dos miudos e se você tivesse os 3 melhores avançados e médios do país mas devido a uma defesa porosa estivesse a perder jogo atrás de jogo, corria o risco de perder os talentos que militavam no miolo e linha avançada.

Alguns jogadores vieram e de uma certa perspectiva podem ser vistos como "tapa buracos" em vez de apostas de futuro, mas quem lhe agrante a si que esses tapa buracos não vieram equilibrar uma equipa e com isso permitiram a outros jogadores desenvolverem-se num ambiente mais sereno e vitorioso?

O Sporting teria sido campeão sem o Victor Golas, Vinicius e Weliton? Teriam terminado a fase final em 1º lugar sem eles? Viu a diferença entre a 1ª e 2ª volta da fase inicial? Porque acha que subitamente a defesa melhorou?

Trazer jogadores estrangeiros que vão singrar de certeza? Que eu saiba nenhum clube no mundo tem uma taxa de aproveitamente 100% infalivel.

O Páez talvez vá falhar, o Alison falhou, o Pupo falhou mas alguém de cara séria pode afirmar que não eram jogadores talentosos e com potencial para justificar uma aposta neles? Em retrospectiva nunca existem miopes e é fácil criticar a falta de visão de quem tem a responsabilidade de tomar as decisões.

Só me recordo de 2 casos com os quais não concordei nas passadas duas épocas. A falta de oportunidades para Rui Figueiredo na época transacta e a perda de titularidade de André Pires na fase final em 06/07. De resto não vejo um padrão negativo.

Com os melhores cumprimentos.
Registado

Re: Aurélio Pereira , « Resposta #146 em: Novembro 09, 2008, 16:43 »



*

Mensagens: 3241
Idade: 44
Localidade: Amsterdâo(Holanda)/Lisboa
Masculino


Nenhum dos dois tinha ou tem qualidade para jogar na equipa principal do Sporting, ponto. Se eram melhores que os outros desse mesmo plantel? Sim, talvez. Mas o que interessa é formar jogadores que possam chegar à equipa sénior, que possam alimentar o plantel principal. Alguns destes dois tem qualidade para isso? Não. Faz sentido contratar estrangeiros para virem jogar para os juniores, mesmo que nunca tenham qualidade para chegar aos séniores? Para mim não.



Caro Skinner, desculpe mas você não está a ser muito realista.

Vamos imaginar um caso extremo/exagerado em que você joga em 4-3-3 e tem 3 dos melhores avançados portugueses nessa equipa e 3 dos melhores médios mas depois tem uma defesa de papel. Obviamente que "formar a perder" não é politica nenhuma, a cultura da vitória é importante, até do ponto de vista psicológico dos miudos e se você tivesse os 3 melhores avançados e médios do país mas devido a uma defesa porosa estivesse a perder jogo atrás de jogo, corria o risco de perder os talentos que militavam no miolo e linha avançada.

Alguns jogadores vieram e de uma certa perspectiva podem ser vistos como "tapa buracos" em vez de apostas de futuro, mas quem lhe agrante a si que esses tapa buracos não vieram equilibrar uma equipa e com isso permitiram a outros jogadores desenvolverem-se num ambiente mais sereno e vitorioso?

O Sporting teria sido campeão sem o Victor Golas, Vinicius e Weliton? Teriam terminado a fase final em 1º lugar sem eles? Viu a diferença entre a 1ª e 2ª volta da fase inicial? Porque acha que subitamente a defesa melhorou?

Trazer jogadores estrangeiros que vão singrar de certeza? Que eu saiba nenhum clube no mundo tem uma taxa de aproveitamente 100% infalivel.

O Páez talvez vá falhar, o Alison falhou, o Pupo falhou mas alguém de cara séria pode afirmar que não eram jogadores talentosos e com potencial para justificar uma aposta neles? Em retrospectiva nunca existem miopes e é fácil criticar a falta de visão de quem tem a responsabilidade de tomar as decisões.

Só me recordo de 2 casos com os quais não concordei nas passadas duas épocas. A falta de oportunidades para Rui Figueiredo na época transacta e a perda de titularidade de André Pires na fase final em 06/07. De resto não vejo um padrão negativo.

Com os melhores cumprimentos.

 Rebolar de Tanto Rir
Excelente frase!
Registado

Not everything that can be counted counts, and not everything that counts can be counted.
Albert Einstein (1879-1955)

Confront your enemies, avoid them if you can
A gentlemen will walk but never run.
Sting(1951- )
Re: Aurélio Pereira , « Resposta #147 em: Novembro 09, 2008, 17:57 »


Quero um Pavilhão para as modalidades


*

Mensagens: 39175
Localidade: Galiza/lisboa


Nenhum dos dois tinha ou tem qualidade para jogar na equipa principal do Sporting, ponto. Se eram melhores que os outros desse mesmo plantel? Sim, talvez. Mas o que interessa é formar jogadores que possam chegar à equipa sénior, que possam alimentar o plantel principal. Alguns destes dois tem qualidade para isso? Não. Faz sentido contratar estrangeiros para virem jogar para os juniores, mesmo que nunca tenham qualidade para chegar aos séniores? Para mim não.



Caro Skinner, desculpe mas você não está a ser muito realista.

Vamos imaginar um caso extremo/exagerado em que você joga em 4-3-3 e tem 3 dos melhores avançados portugueses nessa equipa e 3 dos melhores médios mas depois tem uma defesa de papel. Obviamente que "formar a perder" não é politica nenhuma, a cultura da vitória é importante, até do ponto de vista psicológico dos miudos e se você tivesse os 3 melhores avançados e médios do país mas devido a uma defesa porosa estivesse a perder jogo atrás de jogo, corria o risco de perder os talentos que militavam no miolo e linha avançada.

Alguns jogadores vieram e de uma certa perspectiva podem ser vistos como "tapa buracos" em vez de apostas de futuro, mas quem lhe agrante a si que esses tapa buracos não vieram equilibrar uma equipa e com isso permitiram a outros jogadores desenvolverem-se num ambiente mais sereno e vitorioso?

O Sporting teria sido campeão sem o Victor Golas, Vinicius e Weliton? Teriam terminado a fase final em 1º lugar sem eles? Viu a diferença entre a 1ª e 2ª volta da fase inicial? Porque acha que subitamente a defesa melhorou?

Trazer jogadores estrangeiros que vão singrar de certeza? Que eu saiba nenhum clube no mundo tem uma taxa de aproveitamente 100% infalivel.

O Páez talvez vá falhar, o Alison falhou, o Pupo falhou mas alguém de cara séria pode afirmar que não eram jogadores talentosos e com potencial para justificar uma aposta neles? Em retrospectiva nunca existem miopes e é fácil criticar a falta de visão de quem tem a responsabilidade de tomar as decisões.

Só me recordo de 2 casos com os quais não concordei nas passadas duas épocas. A falta de oportunidades para Rui Figueiredo na época transacta e a perda de titularidade de André Pires na fase final em 06/07. De resto não vejo um padrão negativo.

Com os melhores cumprimentos.


Em relação a esse caso especifico do centrais do ano passado,posso dizer o seguinte:

Vi o jogo no Seixal da 1ªfase em que a nossa defesa foi composta por: T.Pedrosa,J.Abreu,P.Mendes e M.Santos, lembro-me perfeitamente de ter dito a um amigo que foi comigo algo deste tipo,com esta defesa nao vamos lá nem que tivesssemos o Maradona na frente.
Claro que o Wellinton e o V.Golas sao jogadores perfeitamente normais e nunca irão jogar na 1ºequipa do SCP mas foram importantes na conquista do Titulo,pq trouxeram mais qualidade e equilibrio á equipa.
Entendo que a formação deve ser feita ganhando o mais possivel,por todos os motivos,e nessa prespectiva entendo e aceito este tipo de aquisições.


SL
Registado

Re: Aurélio Pereira , « Resposta #148 em: Novembro 17, 2011, 22:21 »


Quero um Pavilhão para as modalidades


*

Mensagens: 39175
Localidade: Galiza/lisboa




Pequena entrevista de Aurelio Pereira ao Site Relvado:

http://relvado.aeiou.pt/sporting/segredos-formacao-sporting-exclusivo-289791

SL
Registado

Re: Aurélio Pereira , « Resposta #149 em: Novembro 17, 2011, 22:27 »


No avatar!

*

Mensagens: 14895
Idade: 32
Localidade: Figueira da Foz
Masculino


Que grande desenterranço

Btw, uma entrevista para encher chouriços, um redondo nada.
Registado
Re: Aurélio Pereira , « Resposta #150 em: Novembro 17, 2011, 22:40 »


Quero um Pavilhão para as modalidades


*

Mensagens: 39175
Localidade: Galiza/lisboa


Que grande desenterranço

Btw, uma entrevista para encher chouriços, um redondo nada.

Nem imaginas o tempo que perdi á procura do tópico 

SL
Registado

Re: Aurélio Pereira , « Resposta #151 em: Novembro 17, 2011, 23:40 »



*
Veterano

Mensagens: 5268
Localidade: LAV


Que grande desenterranço

Btw, uma entrevista para encher chouriços, um redondo nada.

Nem imaginas o tempo que perdi á procura do tópico 

SL

Gabo-te a paciência  Wink Principalmente quando a entrevista não adianta nada de especial
Registado

Re: Aurélio Pereira , « Resposta #152 em: Junho 29, 2012, 16:54 »



*
Júnior

Mensagens: 1529


http://sporting.blogs.sapo.pt/356696.html

Aurélio Pereira e a formação do Sporting
Rui Gomes

Aurélio Pereira, actual coordenador do Departamento de Detecção e Recrutamento do Sporting, com ligação de 40 anos ao Clube, numa recém-entrevista que concedeu ao jornal «leonino», abordou muitas das questões mais pertinentes ao recrutamento e à formação centrados nas operações da Academia. Transcrevo, neste espaço, algumas das suas considerações mais relevantes:

 

* A estratégia de recrutar em idades mais baixas continua a resultar, mas com uma distinta diferença; enquanto no passado recrutávamos a partir dos 10, actualmente, por força do mercado, passámos a recrutar aos 6.

 

* O número de jogos observados por fim-de-semana não tem qualquer paralelo com o passado recente. Só para dar um exemplo: nos distritos de Lisboa e de Setúbal, observamos cerca de 90 jogos por fim-de-semana. Para além dos elementos da estrutura principal que lideram o processo, existem, sensivelmente, mais 150 homens que, no restante País, prestam a sua colaboração nesta área de observação. Não é fácil arranjar observadores com total disponibilidade e quase de forma graciosa.

 

* O Sporting, como grande formador que é, promove e transmite os valores e princípios da sua própria mística aos seus discípulos. Aqui e ali pode haver desvios, deste ou daquele atleta, o que é normal nestas idades. Infelizmente, estes tipos de situação são quase sempre provenientes de influências negativas exteriores, fora do nosso âmbito, normalmente maus conselheiros e amigos de ocasião.

 

* Não transformamos um tijolo num violino. No Sporting, só entram dois tipos de jogadores: os talentos e os bons jogadores. Os verdadeiros talentos são aqueles que, na prática, o conseguem provar, tendo que ter, para isso, três qualidades fundamentais: paixão pelo treino, paixão pelo jogo e paixão pela profissão. Esses, encontram-se em patamares superiores, e todos nós sabemos quem são. Quanto a todos os restantes, que são bons jogadores, podem transformar-se em grandes jogadores, com mentalidade apropriada e, simultaneamente, poderemos considerá-los, também, atletas de alto rendimento. Todos aqueles cuja mentalidade não possua estes requisitos, serão sempre atletas de segunda escolha.

 

* Nesta indústria do futebol, o factor económico é decisivo - e a capacidade financeira dos clubes portugueses não é comparável à dos grandes clubes europeus. Bom seria que nós, Sporting, pudéssemos segurar os jogadores que produzimos e, aí, seriamos uma força mundial no futebol. Como isso não é possível, não há outra solução.

 

* Não é possível segurar um atleta que ganha dez mil euros e que tem uma proposta de cem mil. A única solução é gerir esses casos, defendendo os interesses do Clube o mais possível, e retirando o máximo proveito desse tipo de operações.

 

* Ficamos orgulhosos por ver dez jogadores, dos 23 seleccionados por Portugal, formados no Sporting. É, ainda, altamente reconfortante que o Sporting seja o único Clube no mundo que se pode orgulhar de, na mesma década, ter formado dois «botas de ouro».

 

* A equipa B é um espaço competitivo muito importante, porque entre a última fase da formação e o primeiro ano da integração no futebol profissional, há um «cabelo». Um jogador que sai dos juniores está no 12.º ano e, quando chega a sénior, vai para o primeiro ano da faculdade. Não pode pensar que já é doutor. Há muita coisa a aprender. E isso só é possível resolver jogando todos os domingos com regularidade.

 

* Há um dado importante: a equipa B não pode ter a obrigação de ganhar. O objectivo principal é criar um espaço competitivo exigente para os atletas poderem evoluir, onde vários serão apenas seniores do 1.º ano. A II Liga irá ser muito forte e os resultados desportivos podem ser afectados. A nossa massa associativa pode e deve colaborar neste processo de crescimento, apoiando-os.

 

* Sete jogadores feitos no Sporting, em 14 utilizados pelo Paulo Bento no jogo com a Bósnia, é um sinal de que o trabalho da formação do Sporting tem sido bem feito.

 

* Hoje já nenhum clube pode afirmar que chega primeiro aos jogadores, pois não  há nenhum torneio em Portugal, no cantinho mais remoto, onde também não estejam presentes observadores dos nossos concorrentes.

 

* Mais de 90% da nossa grande equipa de juniores, base da selecção nacional, passou primeiro pela avaliação do coordenador técnico do Estádio Universitário de Lisboa, antes de começar a trabalhar na Academia. Isto acontece com a vasta maioria dos infantis de 2.º ano, que posteriormente transitam para a Academia como iniciados do 1.º ano. O Pólo do Universitário é onde trabalhamos os miúdos dos 6 aos 12 anos.

 

* Quanto à discussão à escala planetária sobre quem é o melhor jogador do mundo, tendo acompanhado o Cristiano Ronaldo nas camadas jovens do Sporting, entendo que ele e Messi são jogadores diferentes. Para mim, o Ronaldo é um jogador mais completo, mas são, de facto, os dois melhores do Mundo. Estive em casa dele recentemente, por convite, e, em conversa, o Sporting vem sempre à baila. Fico satisfeito que ele diga que sofre pelo Sporting. Nesta ocasião, tive a oportunidade de lhe dizer que, para ele, também é bom haver um Messi: é importante porque o obriga a querer ser melhor. Ele concordou. Em alta competição, a concorrência obriga-nos a evoluir, a não facilitar.
« Última modificação: Junho 29, 2012, 17:09 por Pedro 1906 » Registado

Re: Aurélio Pereira , « Resposta #153 em: Junho 29, 2012, 17:20 »




Registado

Mensagens: 39
Localidade: Aveiro
Masculino


um verdadeiro Senhor ... um Símbolo do Clube ....
Registado
Re: Aurélio Pereira , « Resposta #154 em: Junho 29, 2012, 18:05 »



*
Júnior

Mensagens: 2346
Idade: 21
Localidade: Póvoa de Varzim
Masculino


http://sporting.blogs.sapo.pt/356696.html

Aurélio Pereira e a formação do Sporting
Rui Gomes

Aurélio Pereira, actual coordenador do Departamento de Detecção e Recrutamento do Sporting, com ligação de 40 anos ao Clube, numa recém-entrevista que concedeu ao jornal «leonino», abordou muitas das questões mais pertinentes ao recrutamento e à formação centrados nas operações da Academia. Transcrevo, neste espaço, algumas das suas considerações mais relevantes:

 

* A estratégia de recrutar em idades mais baixas continua a resultar, mas com uma distinta diferença; enquanto no passado recrutávamos a partir dos 10, actualmente, por força do mercado, passámos a recrutar aos 6.

 

* O número de jogos observados por fim-de-semana não tem qualquer paralelo com o passado recente. Só para dar um exemplo: nos distritos de Lisboa e de Setúbal, observamos cerca de 90 jogos por fim-de-semana. Para além dos elementos da estrutura principal que lideram o processo, existem, sensivelmente, mais 150 homens que, no restante País, prestam a sua colaboração nesta área de observação. Não é fácil arranjar observadores com total disponibilidade e quase de forma graciosa.

 

* O Sporting, como grande formador que é, promove e transmite os valores e princípios da sua própria mística aos seus discípulos. Aqui e ali pode haver desvios, deste ou daquele atleta, o que é normal nestas idades. Infelizmente, estes tipos de situação são quase sempre provenientes de influências negativas exteriores, fora do nosso âmbito, normalmente maus conselheiros e amigos de ocasião.

 

* Não transformamos um tijolo num violino. No Sporting, só entram dois tipos de jogadores: os talentos e os bons jogadores. Os verdadeiros talentos são aqueles que, na prática, o conseguem provar, tendo que ter, para isso, três qualidades fundamentais: paixão pelo treino, paixão pelo jogo e paixão pela profissão. Esses, encontram-se em patamares superiores, e todos nós sabemos quem são. Quanto a todos os restantes, que são bons jogadores, podem transformar-se em grandes jogadores, com mentalidade apropriada e, simultaneamente, poderemos considerá-los, também, atletas de alto rendimento. Todos aqueles cuja mentalidade não possua estes requisitos, serão sempre atletas de segunda escolha.

 

* Nesta indústria do futebol, o factor económico é decisivo - e a capacidade financeira dos clubes portugueses não é comparável à dos grandes clubes europeus. Bom seria que nós, Sporting, pudéssemos segurar os jogadores que produzimos e, aí, seriamos uma força mundial no futebol. Como isso não é possível, não há outra solução.

 

* Não é possível segurar um atleta que ganha dez mil euros e que tem uma proposta de cem mil. A única solução é gerir esses casos, defendendo os interesses do Clube o mais possível, e retirando o máximo proveito desse tipo de operações.

 

* Ficamos orgulhosos por ver dez jogadores, dos 23 seleccionados por Portugal, formados no Sporting. É, ainda, altamente reconfortante que o Sporting seja o único Clube no mundo que se pode orgulhar de, na mesma década, ter formado dois «botas de ouro».

 

* A equipa B é um espaço competitivo muito importante, porque entre a última fase da formação e o primeiro ano da integração no futebol profissional, há um «cabelo». Um jogador que sai dos juniores está no 12.º ano e, quando chega a sénior, vai para o primeiro ano da faculdade. Não pode pensar que já é doutor. Há muita coisa a aprender. E isso só é possível resolver jogando todos os domingos com regularidade.

 

* Há um dado importante: a equipa B não pode ter a obrigação de ganhar. O objectivo principal é criar um espaço competitivo exigente para os atletas poderem evoluir, onde vários serão apenas seniores do 1.º ano. A II Liga irá ser muito forte e os resultados desportivos podem ser afectados. A nossa massa associativa pode e deve colaborar neste processo de crescimento, apoiando-os.

 

* Sete jogadores feitos no Sporting, em 14 utilizados pelo Paulo Bento no jogo com a Bósnia, é um sinal de que o trabalho da formação do Sporting tem sido bem feito.

 

* Hoje já nenhum clube pode afirmar que chega primeiro aos jogadores, pois não  há nenhum torneio em Portugal, no cantinho mais remoto, onde também não estejam presentes observadores dos nossos concorrentes.

 

* Mais de 90% da nossa grande equipa de juniores, base da selecção nacional, passou primeiro pela avaliação do coordenador técnico do Estádio Universitário de Lisboa, antes de começar a trabalhar na Academia. Isto acontece com a vasta maioria dos infantis de 2.º ano, que posteriormente transitam para a Academia como iniciados do 1.º ano. O Pólo do Universitário é onde trabalhamos os miúdos dos 6 aos 12 anos.

 

* Quanto à discussão à escala planetária sobre quem é o melhor jogador do mundo, tendo acompanhado o Cristiano Ronaldo nas camadas jovens do Sporting, entendo que ele e Messi são jogadores diferentes. Para mim, o Ronaldo é um jogador mais completo, mas são, de facto, os dois melhores do Mundo. Estive em casa dele recentemente, por convite, e, em conversa, o Sporting vem sempre à baila. Fico satisfeito que ele diga que sofre pelo Sporting. Nesta ocasião, tive a oportunidade de lhe dizer que, para ele, também é bom haver um Messi: é importante porque o obriga a querer ser melhor. Ele concordou. Em alta competição, a concorrência obriga-nos a evoluir, a não facilitar.

Este HOMEM é um VERDADEIRO LEÃO,   Bater Palmas Bater Palmas Bater Palmas
Ainda bem que é nosso xD
Vitória
Registado

Francisco Stromp disse um dia: " O Sporting não se deve sentir honrado por nós aqui jogarmos! Nós é que nos devemos sentir-nos honrados por vestir a camisola do Sporting!"
Re: Aurélio Pereira , « Resposta #155 em: Junho 30, 2012, 01:35 »



*
Sénior

Mensagens: 3719
Idade: 21


O Aurélio Pereira no FM é uma máquina.

Sorry, não resisti  Rir Muito Alto Rir Muito Alto Rir Muito Alto
Registado
Re: Aurélio Pereira , « Resposta #156 em: Julho 19, 2012, 18:13 »



*
Juvenil

Mensagens: 549
Idade: 18
Localidade: Lisboa
Masculino


Grande Aurelio, conheço um puto que é perseguido por PT inteiro e o Aurelio abordou-o, ele queria mas os pais tiveram duvidas, ainda nao sabem como e...
Registado



WELCOME HOME THIERRY THE KING OF HIGHBURY PARK
Re: Aurélio Pereira , « Resposta #157 em: Setembro 03, 2012, 10:38 »



*
Veterano

Mensagens: 11729
Idade: 43
Localidade: Linda-a-Velha
Masculino


Registado

Eu sou responsável pelo que escrevo, não pelo que os outros entendem!

Nunca discutas com um idiota. Ele arrasta-te até ao nível dele, e depois vence-te em experiência.
Re: Aurélio Pereira , « Resposta #158 em: Setembro 03, 2012, 17:26 »


Ex-Irmão Dalton


*
Iniciado

Mensagens: 87
Idade: 33


Um Senhor! Muito obrigado por tudo o que fez pelo Sporting Clube de Portugal, Senhor Aurélio Pereira.

Registado

Re: Aurélio Pereira , « Resposta #159 em: Setembro 04, 2012, 11:14 »



*
Iniciado

Mensagens: 346


Este Senhor Formação, é de facto um verdadeiro Sportinguista, e um Homem de grande Honra de determinação.

Foi o "pai" de grandes nomes do nosso futebol e que DEVERIAM ter estado presentes na sua homenagem ontem!!!!

Talvez um dia se lembrem de quem são e a quem o devem...!!! O Futre lembrou-se!!!!!!

Cristiano, Nani, Figo, Veloso, Moutinho, Simão, Quaresma... deviam ter lá estado para prestar homenagem ao seu "pai"...
Registado
Gosta deste tópico? Partilhe-o:
Páginas: « anterior 1 ... 6 7 [8] 9 10 11 seguinte » Ir para o topo Imprimir
Fórum SCP - A Comunidade do Sporting Clube de Portugal Futebol e Modalidades do Sporting Formação do Sporting (Moderador: sotnas) Tópico:

Aurélio Pereira

« tópico anterior seguinte »
Ir para:

Powered by SMF 1.1.20 | SMF © 2011, Simple Machines
Tema SMFone modificado por Avantix e Paracelsus.
Optimizado para o Mozilla Firefox na resolução 1024 x 768.
© 2004 - 2010 | Fórum SCP | Alguns Direitos Reservados
Fórum não-oficial do Sporting Clube de Portugal

Ajuda | | Sitemap | Política de Privacidade