Votação

Melhor em campo?

Rui Patrício
0 (0%)
Cédric Soares
13 (19.7%)
Tiago Ilori
0 (0%)
Marcos Rojo
0 (0%)
Joãozinho
1 (1.5%)
Rinaudo
2 (3%)
Eric Dier
6 (9.1%)
Labyad
10 (15.2%)
V. Wolfswinkel
0 (0%)
Bruma
32 (48.5%)
Diego Capel
2 (3%)
Adrien
0 (0%)
Carrillo
0 (0%)
Jeffrén
0 (0%)

Votos totais: 64

Votação encerrada: Março 22, 2013, 16:42 pm

1ª Liga 2012-13 [23ªJ | 16-03] SPORTING 2 - 1 V. Setúbal

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

 Duas pequenas notas.

 1) Quando se marca à zona, nos lances de bola parada, é preciso atacar a bola e não esperar que o adversário venha ao nosso encontro.




2) Em cantos, onde há dois jogadores adversários junto à marcação do mesmo, espera-se e pede-se que hajam dois jogadores, de quem defende, junto aos que vão marcar o canto. Isto é básico e tem falhado sempre.
“We have to be compact, close together tactically, and if you are close then you have options to play with. You don't always have to try the most risky ball if you are compact. You have to run, to fight, until the moment, and then ... bang, you take it.”

Jurgen Klopp
Não tive possibilidade de ver o jogo, alguem sabe de algum sitio onde possa "arranjar" o jogo completo?

Mandem pm, sff ;)

SL  :beer:
 Duas pequenas notas.

 1) Quando se marca à zona, nos lances de bola parada, é preciso atacar a bola e não esperar que o adversário venha ao nosso encontro.




2) Em cantos, onde há dois jogadores adversários junto à marcação do mesmo, espera-se e pede-se que hajam dois jogadores, de quem defende, junto aos que vão marcar o canto. Isto é básico e tem falhado sempre.

JF passa por aqui e aprende qqcoisa, isto ensina-se nos treinos e treina-se , há pelo menos 25 anos atrás já o meu treinador o dizia  :great:

Mas boa vitória peca por escassa  :great: , agora é continuar a melhorar rumo ao 5º lugar  :pray:

SL
O SCP É O NOSSO GRANDE AMOR................Força SCP

90 + 2 = Melão , olha a cabeça, olha a cabeça, olha a cabeça do lampião continua a inchar continua a inchar
Jogos miserável entre duas equipas muito fracas, onde acabou por ganhar a que se mostrou menos fraca.

Ridículo começarmos o jogo com Rinaudo e Dier no meio-campo, não só porque mostra a nossa falta de ambição, mas também porque é um desperdício meter o inglês fora da sua posição de origem, defesa central. Mas já se sabe que, para meter a vaca sagrada Rojo, vale de tudo.
Mas quê? Já se sabe que o Sporting vai ser exlcuido das competições europeias ou isto são apenas rumores? Sinceramente, não acredito que o Sporting seja excluido das competicoes por outros motivos.

Sim muito provavelmente não vamos ás competições europeias, fiquemos em 4º ou 5º lugar.

A época passada tivemos mais de 45 M negativos de resultados líquidos, esta época temos de ter 1/2 M positivos, só que no 1º semestre já vamos em 23 M negativos...

Está aqui tudo explicado -> http://football-industry.com/financas/uefa-financial-fair-play-explicado/  :great:

A minha dúvida é se são 45 M negativos no total das 2 épocas ou 45 M negativos por cada época...(porque tenho ouvido e lido as 2 versões)
Se for a 1º coisa que disse, então estamos lixados de certeza, porque como disse teríamos de ter 2 M positivos esta época. Se for a 2º coisa, então ainda nos podemos safar...

Mas penso que na próxima época (quando o fair play financeiro entrar em vigor, ou seja época 2013/2014), o limite será 45 M negativos de resultados liquidos em cada época, e não na soma das 2 épocas. Depois a partir da época 2014/2015, já será a soma das épocas anteriores, e antes de serem as duas anteriores, serão as 3 anteriores.



Ontem ganhámos e ganhámos bem, e podíamos ter ganho por mais.

Grande azar com os postes  ^-^ ^-^


« Última modificação: Março 17, 2013, 18:44 pm por Moutinho-Kun »
A tarde esta a correr a favor do Sporting... rio ave perde num jogo em que não se previa grandes dificuldades para o rio ave... nacional empata num jogo que não se previa muito complicado... se os que estão no topo da tabela ganharem, ganhamos vantagem a 4 equipas.. só não ganhamos vantagem ao estoril...
Proxima jornada será dificil, penso lá estar... Força Sporting!!


Nao vi o jogo , nao opino
Parabens pela vitória
Mais 3 pontos na luta pela manutencao

SL

Pontuações dos jogadores segundo o Rascord (em anexo).
« Última modificação: Março 17, 2013, 20:14 pm por Moutinho-Kun »
Mas quê? Já se sabe que o Sporting vai ser exlcuido das competições europeias ou isto são apenas rumores? Sinceramente, não acredito que o Sporting seja excluido das competicoes por outros motivos.

Sim muito provavelmente não vamos ás competições europeias, fiquemos em 4º ou 5º lugar.

A época passada tivemos mais de 45 M negativos de resultados líquidos, esta época temos de ter 1/2 M positivos, só que no 1º semestre já vamos em 23 M negativos...

Está aqui tudo explicado -> http://football-industry.com/financas/uefa-financial-fair-play-explicado/  :great:

A minha dúvida é se são 45 M negativos no total das 2 épocas ou 45 M negativos por cada época...(porque tenho ouvido e lido as 2 versões)
Se for a 1º coisa que disse, então estamos lixados de certeza, porque como disse teríamos de ter 2 M positivos esta época. Se for a 2º coisa, então ainda nos podemos safar...

Mas penso que na próxima época (quando o fair play financeiro entrar em vigor, ou seja época 2013/2014), o limite será 45 M negativos de resultados liquidos em cada época, e não na soma das 2 épocas. Depois a partir da época 2014/2015, já será a soma das épocas anteriores, e antes de serem as duas anteriores, serão as 3 anteriores.



Ontem ganhámos e ganhámos bem, e podíamos ter ganho por mais.

Grande azar com os postes  ^-^ ^-^




sobre isto ja tinha feito um post no topic 1a liga....vou passá-lo para aqui

Citar
O que é o fair play financeiro?
É um sistema de controlo das finanças dos clubes, para verificar se cumprem os requisitos de participação nas competições organizadas pela UEFA.

Na prática, que critérios os clubes têm de cumprir?
O conceito principal é a obrigação de os clubes não poderem ter despesas superiores às receitas no conjunto das três últimas épocas. "Pretende-se que os clubes gastem apenas o que têm ou podem vir a ter", diz Luís Paulo Relógio, presidente do Órgão de Gestão de Licenciamento da Federação Portuguesa de Futebol, que tem acompanhado a implementação deste sistema.

Que receitas e despesas contam?
O que será controlado é a conta de exploração dos clubes, com todas as receitas e despesas, incluindo as transferências de jogadores. Nesta análise, só não serão tidas em conta as despesas com construção de infra-estruturas (como estádios e centros de treinos) e os gastos com o futebol jovem.

O fair play financeiro entra já em vigor?
Não, mas as contas desta época serão as primeiras a ser avaliadas pela UEFA, que no início da época de 2013-14 analisará as contas das duas temporadas anteriores.

As novas regras incluem alguma forma de transição?
Sim. Na avaliação a fazer no início da época de 2013-14, os clubes não podem ter perdas superiores a 45 milhões de euros nas duas épocas anteriores. Em 2014-15, não podem ultrapassar os 45 milhões negativos na soma dos três últimos exercícios. E entre 2015-16 e 2017-18, a derrapagem não pode superar os 30 milhões, sempre tendo em conta os resultados financeiros das útimas três épocas. "Os limites de risco continuarão depois a baixar", diz Paulo Relógio, embora esses montantes ainda não estejam definidos.

Quem ultrapassar os limites é automaticamente excluído da competição?
Não, mas corre sérios riscos de ser penalizado. Assim que um clube apresentar prejuízos superiores a cinco milhões de euros, passa a estar sob avaliação do Painel de Controlo das Finanças dos Clubes da UEFA (presidido pelo antigo primeiro-ministro da Bélgica Jean-Luc Dehaene), tendo de apresentar relatórios trimestrais e planos para solucionar o problema. Quando ultrapassar os 45 milhões, o painel de controlo envia o processo para os órgãos disciplinares da UEFA.

Que sanções podem ser aplicadas aos infractores?
"O quadro de sanções ainda não está definido", explica Paulo Relógio, acreditando que só na próxima época esse dossier ficará encerrado. Na teoria, as sanções "podem ir até à expulsão do clube da competição", mas "cada vez mais se aponta para a retirada de pontos e proibição de inscrição de jogadores", diz Luís Paulo Relógio, explicando que "a ideia é evitar punições como a exclusão da competição, para não matar o doente com a cura." Em casos mais graves, pondera-se, por exemplo, a proibição de participar nas competições europeias durante um ano. Este advogado salienta, porém, que cada caso será avaliado individualmente, tendo em conta a situação do clube e as suas perspectivas.

A UEFA vai controlar as despesas e receitas operacionais. E os passivos serão tidos em conta?
"É uma das questões em aberto", responde Luís Paulo Relógio. Domingos Soares Oliveira, administrador da SAD do Benfica, revela que o clube faz parte de um grupo de trabalho que funciona como "piloto" para verificar as regras do fair play, uma vez que a SAD "encarnada" já reflecte nas suas contas todas as empresas do grupo, o que não acontece com outros clubes.

O fair play financeiro é algo completamente novo?
Não. Actualmente, as federações nacionais verificam, em Março, se os clubes candidatos à participação nas provas europeias cumprem os requisitos exigidos. Agora, a exigência passa a ser maior e será controlada pela própria UEFA.


fonte: jornal Público

São portanto 45 Milhões referentes às duas últimas épocas.

Ler mais: http://www.forumscp.com/index.php?topic=46643.3960#ixzz2NpXVQ0BX




Cab já tinha visto isso que postaste, como já vi várias outras coisas sobre o fair play financeiro...

Ou seja, segundo essa, o clube não pode ter 45 M negativos ao todo nas últimas 2 épocas certo? E não 45 M negativos por cada época  :think:
Quanto ao jogo, como sempre fui a Alvalade e gostei de ver o Sporting fazer várias jogadas de qualidade no ataque, onde se pecou e muito na finalização. Podia-se ter chegado ao intervalo a vencer por 4-1 perfeitamente. Quero destacar o Bruma que é um verdadeiro diamante em bruto, que tem de ser aproveitado ao máximo. Gostei de ver alguns pormenores do Labyad, e achei que o Cedric fez também um bom jogo e que merece uma nota por isso.

Na 2a parte até meio vi mais do mesmo, o Sporting a falhar golos, embora o Setubal também tenha tido uma ou outra hipótese, e depois assistiu-se ao filme do costume, que já se percebeu que vai ser inevitável até ao fim da época. A equipa tremeu que nem varas verdes nos últimos 20 minutos e já só pedia era que o jogo acabasse a uma dada altura. Esta inconsistência faz com que seja impossível estarmos a ver um jogo descansados nem que estejamos a ganhar por 3-0. Obviamente isto é fruto da enorme juventude e inexperiência desta equipa.

3 pontos fulcrais por dois motivos:

-Cavar de vez um fosso para o grupo de equipas que são claramente as piores da liga e que lutam pela manutenção ( Setubal, Académica, Olhanense, Gil Vicente, Moreirense, Beira-Mar);
- Mantermo-nos no pelotão Europa via 5º lugar, embora na cauda do mesmo ainda.

Já tinha digo aqui no fórum que apostava que iamos ganhar os jogos todos que faltavam em Alvalade, mas um possível 5º/6º lugar vai depender se vamos ter capacidade de nos superar fora de casa e fazer mais pontos do que o previsto. Sem isso acabaremos com certeza em 7º ou abaixo.
« Última modificação: Março 17, 2013, 21:00 pm por Cab »
.

Ou seja, segundo essa, o clube não pode ter 45 M negativos ao todo nas últimas 2 épocas certo? E não 45 M negativos por cada época  :think:

Sim  :great:
.

Ou seja, segundo essa, o clube não pode ter 45 M negativos ao todo nas últimas 2 épocas certo? E não 45 M negativos por cada época  :think:

Sim  :great:

Então como pensava, estamos lixados. Já que vamos com um prejuizo somando a época anterior com a que decorre, de 70 M negativos basicamente  ::) ::)

Se ficarmos mesmo em 4º ou 5º lugar, só um milagre ou a Uefa dar um outro tipo de castigo que não seja a exclusão das competições europeias...
Então como pensava, estamos lixados. Já que vamos com um prejuizo somando a época anterior com a que decorre, de 70 M negativos basicamente  ::) ::)

Se ficarmos mesmo em 4º ou 5º lugar, só um milagre ou a Uefa dar um outro tipo de castigo que não seja a exclusão das competições europeias...

Ò diabo! Tinha-me esquecido dessa coisa do "Fair Play Financeiro" da UEFA. Nada corre bem...
Por acaso alguem sabe a que canal pertence  aquele sujeito que andou la pelo estadio antes do jogo começar? Fazia perguntas sobre as eleiçoes...
Foi um jogo que podíamos ter resolvido mais cedo e não sofrer um bocado. Espero que esta vitoria moralize as tropas  :victory: para um grande final de época
Começamos o jogo com uma excelente atitude, empenho e vontade. O primeiro pensamento  :twisted: maldoso que me passou pela cabeça foi: pronto, foram verificar a conta bancária e já receberam. Não entendo a mudança de atitude da noite para o dia simplesmente com discursos "motivadores" ainda por cima à la Jesualdo Ferreira.

Boa entrada, boa dinâmica, posse de bola de qualidade, passes conseguidos, 3 ou 4 jogadores nas situações atacantes, alguns rasgos individuais de qualidade. Bom jogo. Golos, bolas nos ferros, sofremos golo e... pronto, começou a tremideira. Compreensível, no entanto, devido ao estado psicológico calamitoso em que acredito que estão estes jogadores. Não concordo com o insistir de Dier no meio campo, mas compreendo. Agora, o Juju tem de mudar um pouco as substituições, quanto mais não seja, para disfarçar. A predilecção por Adrien é por demais descarada. Atrevo-me a dizer que perdemos todo e qualquer controlo do jogo com a entrada do mesmo em campo.

Um a Um: (0 a 5)

Patrício (3): Tirando uma pequena falha em que larga a bola, esteve seguro como habitualmente, mas mais rápido nas reposições de bola em jogo.

Cédric (4): Considerando Bruma o melhor em campo pela forma como destoou em jogadas individuais, penso que o Cédric fez um jogo à prova de tudo. Não me recordo de ser ultrapassado no 1x1 e se mais do que 1 cruzamento houve do seu lado, daquele que me lembro, foi tirado pelo jogador do Setúbal a uns bons metros atrás do Cédric, pouco depois da linha de meio campo. Atacou e subiu a preceito, combinando bem com o companheiro da ala, sobretudo, quando Bruma surgiu por lá.

Ilori (3): Voltaram alguns "abusos" técnicos com a bola no pé. Pode ser sinal de confiança, mas a mesma não pode ser exagerada, sob pena de cair em erros fatais. De qualquer forma, dos centrais, o mais seguro, sem dúvida.

Rojo (1): Embora pouco importunado, mostra decisões no passe, na forma como corta a bola, que parecem de alguém sem qualquer tipo de escola. A forma como o Setúbal consegue o golo é por demais chocante da debilidade que o jogador mostra no centro da defesa. Escolhe afastar-se em vez de atacar a bola.

Joãozinho (3): Não me transmite confiança defensivamente. José Mota percebeu isso, certamente, pois os ataques saíram maioritariamente pelo seu lado. Ainda assim, esteve bem na melhor fase da equipa, sobretudo a apoiar o ataque com alguns cruzamentos que mereciam melhor finalização.

Rinaudo (2,5): Continua a parecer-me demasiado relaxado em campo, com pouca pressão sobre os adversários e algo lento na condução. Pessoalmente, tem-me tirado do sério.

Dier (2,5): Pareceu-me paxorrento, quase sem vontade de correr. É o seu estilo, o que não se coaduna com jogar como médio centro. No entanto, tem uma boa qualidade de passe, visão de jogo e sobretudo é dos únicos que consegue aguentar e segurar a bola com pressão do adversário, vantagem do físico que impõe.

Labyad (3): Muita entrega, garra e velocidade. Tem de saber gerir alturas em que precisa de imprimir tudo o que tem, com alturas que deve relaxar mais, sob pena de rebentar no jogo demasiado cedo.

Bruma (4): Exibição coroada de rasgos individuais de qualidade, um pique e aceleração extraordinários. Assim consiga aprender a decidir melhor os lances e torna-se um jogador indiscutível no 11 titular, não só nesta época como na próxima.

Capel (2): Inconsequente na constante procura da finta que serve para "freguês ver". Procura a falta. Óptimo. No entanto, que a procure a 10/20 metros da baliza adversária, não no meio campo. Demonstra falta de cultura táctica e falta de poder de decisão. Com os argumentos técnicos e físicos que possui, assim se desperdiça um jogador que poderia ser um caso sério de qualidade.

Wolfswinkel (4): Apesar de não ter conseguido perceber se o golo foi seu, ou não, ainda que não seja, estico um pouco esta nota para relevar que o Wolfswinkel fez um trabalho como há algum tempo não se via. Certo que teve maior apoio dos colegas, que jogaram mais perto dele, mas viram-se melhores desmarcações, viu-se procura pela bola, procura pelo contacto para cobrir a bola, decisões acertadas no passe, na desmarcação, na colocação em campo. Pena que o golo não lhe seja atribuído. Neste jogo, bem que o merecia.


Adrien (0): Zero de atitude, zero de vontade, zero de qualidade demonstrada enquanto veste a verde e branca. Zero neste jogo. Chega.

Carrillo (1): quase que lhe atribuiria o comentário acima dado ao Adrien.

Jeffren (1): Entrou para segurar bola, percebeu-se, mas parece trapalhão e sem confiança nas suas capacidades.

Jesualdo Ferreira (2): Passe o azar das bolas nos ferros, insistir em Dier no meio campo é querer marcar um ponto de vista que vai acabar por negar. Colocar Adrien em campo acabou com as possibilidades do Sporting ligar o meio campo com o ataque. Convocar jogadores da B para ficarem na bancada serve de zero, para isso convoque somente 18 jogadores.

Setúbal: Uma equipa com jogadores com alguma qualidade técnica, mas muitos deles já no seu último fôlego desportivo. Makukula, apesar de não ser um portento técnico, enquanto tenha uma equipa que o saiba servir, vai ainda marcar vários golos.

Arbitragem: Escandalosamente, desde o 1º minuto a dar indicação das suas intenções.
Já tinha digo aqui no fórum que apostava que iamos ganhar os jogos todos que faltavam em Alvalade, mas um possível 5º/6º lugar vai depender se vamos ter capacidade de nos superar fora de casa e fazer mais pontos do que o previsto. Sem isso acabaremos com certeza em 7º ou abaixo.

Três dos quatro jogos fora que faltam são contra Braga, Benfica e Paços de Ferreira. Se conseguirmos 1 ponto que seja em qualquer um destes 3 jogos já será uma surpresa para mim.

Quanto aos outros 4 jogos que faltam até ao fim do campeonato, se tivesse que apostar, era capaz de ir para 2 vitórias (Olhanense e Nacional) e 2 empates (Beira-Mar e Moreirense). Tudo isto daria o magnífico total de 35 pontos. Olhando para os campeonatos dos últimos cinco anos, isto significara que ficaríamos algures entre o 9º e o 11º.

Aliás, mesmo que ganhássemos estes 4 jogos, só chegaríamos aos 39 pontos. O máximo que, nas últimas 5 épocas, uma equipa com 39 pontos conseguiu foi um 7º lugar. Por isso, esqueçam a Europa - está perdida há muito.

Para mim, este jogo significou apenas duas coisas:

- Garantimos praticamente a manutenção. Desde a redução do campeonato para 16 equipas, nenhuma equipa com 27 pontos desceu.
- Falta menos um jogo para o fim deste calvário.