Pavilhão pode avançar com apoio da CGD

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

A ser verdade, é de facto uma excelente notícia para o universo Sportinguista!  :clap:
Uma prenda aos sportinguistas em tempo de campanha eleitoral. Vão dizer que o pavilhão pode começar a ser construído no próximo ano, com as condicionantes de serem eleitos novamente e da venda do estádio e da academia para arranjar dinheiro. :naughty:

Claro que a ser verdade é uma notícia boa, não digo muito boa porque vai depender da localização (perto não vai ser)
· · · ·
O do Casal Vistoso até não está mal localizado, sendo de fácil acesso pelos transportes. Se construirem num sítio com fácil acesso, não tenho de me queixar.
Citar
E que tal uma Taça
da Liga Ibérica?

O presidente do Sporting deslocou--se ao hotel onde ficam os jornalistas portugueses, sentou-se a uma ponta de uma mesa oval e respondeu a tudo o que no seu entender tem resposta. A sessão de esclarecimentos durou mais de uma hora.
Novidade, novidade: o Sporting já transmitiu a Hermínio Loureiro a ideia de uma Taça da Liga Ibérica, competição que se seguiria à Taça da Liga, da qual o Sporting também foi um dos principais promotores. "Já dei várias vezes essa sugestão", disse, remetendo qualquer desenvolvimento para o presidente da Liga de clubes. Lançou outro isco. Um pavilhão municipal na cidade de Lisboa. Tradução: "Mais atletas medalhados, mais sucesso."
O resto foi uma espécie de auto--avaliação - Soares Franco prometeu uma avaliação mais rigorosa antes de decidir se avança ou não para a recandidatura à presidência do Sporting. A começar pelo caso Apito Dourado. "O Sporting tem um enorme orgulho em não estar envolvido e tem a consciência tranquila", sublinhou, não adiantando qualquer comentário sobre o processo e lamentando apenas a "pouca celeridade" da sua evolução. "No dia em que houver condenações, podem esperar uma reacção do Sporting", concluiu. A propósito, deixou um elogio a Dias da Cunha, seu antecessor. "Lutou até à exaustão para que este processo avançasse." Ao fim da tarde, Paulo Bento foi um pouco mais explícito. "Que se puna quem é culpado. É preciso definir quem é culpado e quem é inocente. Tem que se deixar o futebol ser decidido no relvado", comentou o treinador sportinguista.
Indirectamente, também Andy Webster foi tema de conversa. Recorde--se que o actual jogador do Glasgow Rangers foi o principal responsável pela mediatização do chamado Artigo 17 (do regulamento de transferências da FIFA). A aproximação ao Sporting faz-se através de Liedson. Mas o Sporting defende-se com uma "cláusula de rescisão de 25 milhões de euros", segundo Soares Franco tão válida como a cláusula de 40 milhões de euros do portista Ricardo Quaresma. No entender de Soares Franco, "esse problema não existe": "O Liedson tem contrato, diz que está bem no Sporting, não vejo razões para falar com ele". Ontem, e apesar de Liedson já ter falado em castelhano para a imprensa espanhola (Soares Franco questionou a autenticidade dessas declarações, mas Liedson, pouco depois, confirmou-as), Ramón Rodriguez, director desportivo do Sevilha, também se pronunciou: "Não existe absolutamente nada."
Seguiu-se o tema Paulo Bento. Filipe Soares Franco desenrolou o guião do costume, lembrando que tudo dependerá da vontade do treinador e não dos resultados por si alcançados. "No Sporting, os contratos são para cumprir", exclamou. Pediu mais "paciência" aos sócios, voltou a falar em "dar tempo ao tempo", nomeadamente no que diz respeito ao investimento no projecto de formação. Defendeu as mais recentes contratações (colocou algumas reticências nas de Marian Had e de Purovic, mas disse que a compra definitiva tanto do passe de Vukcevic como de Izmailov seriam "bons negócios"), admitiu que "este Cristiano Ronaldo não é o Ronaldo que saiu do Sporting" e que teria "o maior prazer em ter Figo a colaborar com o Sporting".
Prognósticos para a Taça UEFA? "Não somos favoritos a vencer. Vamos passar às meias-finais e logo se vê. A primeira equipa que gostava de ver na final é o Sporting".

O que é isto de um pavilhão municipal? Poderá ser uma contrapartida para a CML deixar o Sporting fazer a infraestrutura na área do antigo estádio em que está interdita a construção, ou seja, não sendo o pavilhão para uso exclusivo do Sporting? Ou será que o Sporting desistiu de um pavilhão seu e vai utilizar um da CML? Sendo que aqui não se aplica a lógica de um estádio municipal, porque nem Benfica nem Belenenses precisam de um pavilhão municipal, dado já terem os seus.  :think:
FORÇA LEÕES!!
A minha duvida é o piso do pavilhao... é que se pensar-mos que o futsal do sporting é jogado num piso destinado a futsal/andebol, as equipas estao mais que habituados ao piso do multidesportivo de alvalade, local onde treinam, e semelhante ao do pavilhao paz e amizade em loures.

A minha questao é que o sporting tem hoquei em patins... e esse piso é inapropriado para hoquei, entao... o pavilhao vai ser tipo o açoreana seguros do slb?
Diogo, acho que os pisos são amovíveis. Quero dizer, consoante a modalidade, consoante o piso.
Pretendo ficar amarrado àquilo que foi o sonho de um fundador do Clube.

"Quando se afirma que o mal está no Clube porque a SAD funciona lindamente, estamos chegados a um nível de despudor e de falta de vergonha poucas vezes visto desde que Édipo matou o pai e casou com a mãe."