Treinadores [Discussão]

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

@Moutinho-Kun, o artigo é de 2015, postado originalmente no site do Marti Perarnau (autor dos 2 livros sobre o Pep).

Lembro-me de o ler na fila para comprar bilhetes para um qualquer jogo nosso na Luz por essa altura, curiosamente :mrgreen: É uma das melhores coisas que anda por aí em termos de aprendizagem sobre o jogo, de facto.
"Se uma equipa de futebol fosse uma empresa de construção civil e o adepto comum um empreiteiro, os trabalhadores não construiriam segundo um projecto, mas trabalhariam incessantemente, colocando tijolos em tudo o que era sítio. Não haveria casa, mas ninguém os poderia acusar de não terem trabalhado."
@Moutinho-Kun, o artigo é de 2015, postado originalmente no site do Marti Perarnau (autor dos 2 livros sobre o Pep).

Lembro-me de o ler na fila para comprar bilhetes para um qualquer jogo nosso na Luz por essa altura, curiosamente :mrgreen: É uma das melhores coisas que anda por aí em termos de aprendizagem sobre o jogo, de facto.

Bem me parecia que já o tinha visto em qualquer lado  :mrgreen:
Já não ouvia falar dele há anos.

Citação de: ZeroZero

Caixinha cada vez mais perto do Rangers

Pedro Caixinha deverá ser oficializado como novo treinador do Rangers nas próximas horas ou dias. Esta tarde, através do seu Twitter, o Al-Gharafa, atual equipa do treinador português, anunciou que aprovou a saída do técnico para o clube escocês.

Em comunicado, o clube do Qatar anuncia que esta decisão está ligada ao facto do contrato de Caixinha com o Al-Gharafa terminar em breve, podendo assim o clube encaixar alguma verba pelo técnico.

Recorde-se que a imprensa inglesa já tinha avançado que o treinador era esperado em Glasgow no próximo fim-de-semana.


#الغرافة يوافق على انتقال بيدرو كايشنيا لنادي رينجرز الإسكتلندي pic.twitter.com/1sjc0JZAm7
— Al Gharafa SC (@ALGHARAFACLUB) 9 de março de 2017
Esforço, Dedicação e Devoção servem de pouco se não houver Competência e Rigor.

Acrescente-se definitivamente estes 2 pilares ao ADN do Sporting, para atingirmos a Gloria.
Mais um artigo meu sobre alguns aspectos onde alguns treinadores têm tentado inovar ao longo dos últimos tempos.
https://omeiocampo.wordpress.com/2017/03/24/laterais-a-nova-evolucao/
Mais um artigo meu sobre alguns aspectos onde alguns treinadores têm tentado inovar ao longo dos últimos tempos.
https://omeiocampo.wordpress.com/2017/03/24/laterais-a-nova-evolucao/

Bom post  :great:

Eu sou mais fã dos laterais bem avançados no campo a dar largura, com os extremos a aparecem por dentro e os centrais + médio-defensivo a serem os jogadores principais pela 1ª fase de construção. O que não impede obviamente que haja momentos que os extremos é que aparecerem a dar largura e os laterais apareçam por dentro, mas na primeira fase de construção de jogo o que eu faria sempre era mandar ambos os laterais avançarem bem no campo.

Por exemplo acho que o Sarri fica a perder em vários momentos com a falta de largura dada pelo lateral (normalmente o direito), vimos por exemplo nos jogos da Champions com o Real em que havia um buracão no lado esquerdo da defesa do Real e não aparecia ninguém do Napoles lá para aproveitar.

Já o Guardiola, no Shitty tem-se visto, mas principalmente no Bayern notava-se muito o uso dos laterais a aparecer por dentro com os extremos por fora, mas acho que isso é pedir muito aos laterais, pedir muitas qualidades a um lateral, o que é complicado, porque nem todos são Lahms e Alabas, uma coisa é um extremo vir para fora e o lateral dar a bola e aproveitar o espaço interior para depois receber a bola e finalizar ou fazer uma assistência, outra coisa é pedir que o lateral além disso apareça constantemente por dentro (onde há menos espaço) e seja uma parte importante da construção de jogo. 
O Guardiola fazia isso no Bayern porque tinha Douglas Costa, Ribéry, Robben e Coman nas alas. Os três primeiros de top mundial no 1x1, e o último já também com imensa qualidade nesse aspecto. No City, desconfio que só vai fazendo isso ocasionalmente para disfarçar a falta de qualidade dos laterais que tem.

A minha opinião sobre os laterais é simples: são jogadores de ataque. Interessa-me que tenham qualidade, muita qualidade, com bola. E idealmente, que sejam atleticamente acima da média. Porque essa conjugação de características, quase de certeza, fará com que eles também sejam relativamente capazes no 1x1 defensivo. E o resto, com maior ou menor dificuldade, ou dá para ensinar/corrigir, ou nem sequer é algo que veja como importante. Não me interessa muito ter um lateral exímio sem bola, se a minha ideia é atacar durante 90 minutos, usar os extremos/avançados por dentro e fazer dos laterais autênticos extremos.
"If God had meant football to be played in the air, he would have put grass in the sky" - Brian Clough

“Quando treinava o Saragoça, um jogador veio ter comigo no início da época e disse-me, todo contente: ‘Mister, estou melhor do que nunca fisicamente.’ Olhei para ele e respondi-lhe: ‘Isso é a pior notícia que me podias dar. Agora vais estar em mais sítios errados mais vezes, c*****.’” - Juan Manuel Lillo
O Guardiola fazia isso no Bayern porque tinha Douglas Costa, Ribéry, Robben e Coman nas alas. Os três primeiros de top mundial no 1x1, e o último já também com imensa qualidade nesse aspecto. No City, desconfio que só vai fazendo isso ocasionalmente para disfarçar a falta de qualidade dos laterais que tem.

A minha opinião sobre os laterais é simples: são jogadores de ataque. Interessa-me que tenham qualidade, muita qualidade, com bola. E idealmente, que sejam atleticamente acima da média. Porque essa conjugação de características, quase de certeza, fará com que eles também sejam relativamente capazes no 1x1 defensivo. E o resto, com maior ou menor dificuldade, ou dá para ensinar/corrigir, ou nem sequer é algo que veja como importante. Não me interessa muito ter um lateral exímio sem bola, se a minha ideia é atacar durante 90 minutos, usar os extremos/avançados por dentro e fazer dos laterais autênticos extremos.

No $hitty tem Sterling, Sane, Nolito (que desapareceu do mapa) e pode lá pôr o David Silva e o De Bruyne como falsos extremos.

Agora, com os laterais que tem, dificilmente poderá jogar muito com eles por dentro da forma como fazia no Bayern. Mesmo adaptando um Fernandinho...
No $hitty tem Sterling, Sane, Nolito (que desapareceu do mapa) e pode lá pôr o David Silva e o De Bruyne como falsos extremos.

Agora, com os laterais que tem, dificilmente poderá jogar muito com eles por dentro da forma como fazia no Bayern. Mesmo adaptando um Fernandinho...
É ao contrário. Por terem pouca qualidade com bola é que ele não pode confiar neles para darem a largura e procurarem o 1x1. Como médios nos momentos ofensivos, garantem equilíbrio e coberturas aos da frente. Daí a adaptação do Fernandinho ou do Fernando na lateral direita. Ou a utilização do Zabaleta como interior direito, quando ele andou a experimentar o 4x4x2 losango.

Silva e De Bruyne são para jogar no meio, e é crime tirá-los dali, a não ser em situações pontuais. É a melhor dupla de médios da liga. Agora, passar de Ribéry, Robben e Douglas Costa para Sterling, Sané e Nolito é um tombo considerável. Percebo porque cria condições para eles jogarem no 1x1. Apesar de inferiores, continuam a ter bastante sucesso nesse aspecto. Agora, para mim, o aumento brutal de qualidade no City tem de passar por dois aspectos cruciais: a contratação de dois laterais de qualidade, que possam assumir as despesas da largura e soltem os extremos para jogarem por dentro, entre linhas e mais próximos do avançado; e a contratação de um "6" com uma cultura de jogo que se enquadre nas ideias do Guardiola, com uma inteligência sem bola acima da média e que tenha capacidade para associar toda a equipa com bola. Isto vai permitir que as soluções com bola aumentem e variem, que a equipa se torne mais imprevisível e sobretudo, vai permitir que o City aumente imenso a qualidade de circulação da bola e, consequentemente, a facilidade em controlar jogos com bola, tendo-a muito mais tempo, fazendo o adversário correr atrás dela, forçando mais erros e tendo mais tempo para criar mais oportunidades de golo.
"If God had meant football to be played in the air, he would have put grass in the sky" - Brian Clough

“Quando treinava o Saragoça, um jogador veio ter comigo no início da época e disse-me, todo contente: ‘Mister, estou melhor do que nunca fisicamente.’ Olhei para ele e respondi-lhe: ‘Isso é a pior notícia que me podias dar. Agora vais estar em mais sítios errados mais vezes, c*****.’” - Juan Manuel Lillo
Desde já obrigado pelas opiniões. Eu também prefiro muito mais ver os laterais a dar largura total no ataque. Agora, acho é que os treinadores estão a procurar novos mecanismos para a posição, de modo a conseguir uma equipa que renda, mesmo que não tenha laterais tão competentes do ponto de vista ofensivo.

Concordo que a situação é muito diferente entre Bayern e City de Guardiola. Em Munique os seus extremos eram incrivelmente talentosos no 1x1 e os laterais eram jogadores bastante inteligentes e por isso desempenhavam muito bem o papel de médios que lhes era atribuído em construção. Agora em Manchester Guardiola não tem nem extremos tão competentes no 1x1 nem laterais tão inteligentes e/ou com a capacidade ofensiva dos que tinha em Barcelona. Ainda assim, penso que a solução encontrada é a melhor, porque confere maior equilíbrio defensivo à equipa, que poderá ter uma reacção à perda melhor porque tem jogadores colocados mais atras e em zonas mais interiores.

Eu por acaso até tirava o deBruyne do meio... metia-o na ala e fazia regressar o Nasri para perto do Silva se fosse possível...
O que o @Poeira quer dizer é que o problema do City é basicamente o do nosso Sporting  :mrgreen:

O Sporting é nosso outra vez !
 @jl17, quando falas de Pochettino e Conte, na questão dos laterais, convém especificar um pouco mais. Dado que são dois treinadores com ideias distintas, o que também se aplica aos laterais, dado que os do Tottenham jogam bem e imenso por dentro, sobretudo o Danny Rose. E o 3x4x3 de um e o 5x3x2 diferem e eu coloco assim os números exactamente por isso. Para mim, a equipa que melhor usa os seus laterais para jogar ao ataque é, nesta fase, o Tottenham, também pelo perfil de jogador que tem disponível. Até o Davies tem arriscado mais pelo corredor central.

 Entendo a citação que fazes, mas apesar de jogarem com dois laterais bem abertos e dando profundidade, num sistema são muito mais que isso e noutro sistema são quase que praticamente isso. De resto, perfeitamente de acordo. Os laterais devem ser vistos normalmente como dois jogadores de ataque em todas as equipas, em algumas têm mais prepotência e noutras menos. 
“We have to be compact, close together tactically, and if you are close then you have options to play with. You don't always have to try the most risky ball if you are compact. You have to run, to fight, until the moment, and then ... bang, you take it.”

Jurgen Klopp
O que o @Poeira quer dizer é que o problema do City é basicamente o do nosso Sporting  :mrgreen:

Se o Pep aceitar podíamos fazer uma troca de laterais, mandávamos para lá os nossos quase internacionais Lotto & Marvin e recebíamos os dele :twisted:
O SCP É O NOSSO GRANDE AMOR................Força SCP

90 + 2 = Melão , olha a cabeça, olha a cabeça, olha a cabeça do lampião continua a inchar continua a inchar
 @jl17, quando falas de Pochettino e Conte, na questão dos laterais, convém especificar um pouco mais. Dado que são dois treinadores com ideias distintas, o que também se aplica aos laterais, dado que os do Tottenham jogam bem e imenso por dentro, sobretudo o Danny Rose. E o 3x4x3 de um e o 5x3x2 diferem e eu coloco assim os números exactamente por isso. Para mim, a equipa que melhor usa os seus laterais para jogar ao ataque é, nesta fase, o Tottenham, também pelo perfil de jogador que tem disponível. Até o Davies tem arriscado mais pelo corredor central.

 Entendo a citação que fazes, mas apesar de jogarem com dois laterais bem abertos e dando profundidade, num sistema são muito mais que isso e noutro sistema são quase que praticamente isso. De resto, perfeitamente de acordo. Os laterais devem ser vistos normalmente como dois jogadores de ataque em todas as equipas, em algumas têm mais prepotência e noutras menos. 

Percebo o que dizes. Mas ambos utilizam nas alas dois jogadores capazes de dar a largura e a profundidade necessárias, ainda que uns, por melhores e mais inteligentes, façam um uso melhor do corredor central. Foi mais neste sentido que os referi.
Melhor ainda que o Nápoles, quem combina quase na perfeição circulação horizontal com vertical (por trabalho no treino (aqueles movimentos verticais constantes dos 5 homens da linha intermédia estão trabalhados ao detalhe, e bem interligados com a exploração constante do espaço entre-linhas por parte do Kramaric) e por qualidade na tomada de decisão da maioria dos seus jogadores) é o Hoffenheim. O jogo de hoje vs Bayern é digno de ser visto e revisto. Há qualquer coisa de inovador ali.
"If God had meant football to be played in the air, he would have put grass in the sky" - Brian Clough

“Quando treinava o Saragoça, um jogador veio ter comigo no início da época e disse-me, todo contente: ‘Mister, estou melhor do que nunca fisicamente.’ Olhei para ele e respondi-lhe: ‘Isso é a pior notícia que me podias dar. Agora vais estar em mais sítios errados mais vezes, c*****.’” - Juan Manuel Lillo
Por acaso ainda hoje falei disso. E sim, o Hoffenheim é bastante diferente do que estou habituado, é uma equipa super dinâmica, os jogadores estão constantemente a moverem-se de um sitio para o outro, uns vão outros vêm, com o Rudy a puxar os cordelinhos.
Mas não acho que sejam melhores que o Nápoles na circulação vertical. Pelo menos para já.
Eu estou tentado a dizer que são. Essencialmente, porque encontram linhas de passe verticais e na diagonal como praticamente ninguém, hoje em dia. A última equipa que vi fazer isto com muita qualidade foi o Chile do Sampaoli, que era a obra de arte que era.

Muito curioso para ver o Nagelsmann trabalhar com outra qualidade individual. Baumann, Sule, Toljan, Demirbay, Rudy, Amiri e Kramaric são bons, mas não são de top.
"If God had meant football to be played in the air, he would have put grass in the sky" - Brian Clough

“Quando treinava o Saragoça, um jogador veio ter comigo no início da época e disse-me, todo contente: ‘Mister, estou melhor do que nunca fisicamente.’ Olhei para ele e respondi-lhe: ‘Isso é a pior notícia que me podias dar. Agora vais estar em mais sítios errados mais vezes, c*****.’” - Juan Manuel Lillo
Eu estou tentado a dizer que são. Essencialmente, porque encontram linhas de passe verticais e na diagonal como praticamente ninguém, hoje em dia. A última equipa que vi fazer isto com muita qualidade foi o Chile do Sampaoli, que era a obra de arte que era.

Muito curioso para ver o Nagelsmann trabalhar com outra qualidade individual. Baumann, Sule, Toljan, Demirbay, Rudy, Amiri e Kramaric são bons, mas não são de top.

E vamos ver se ele tem estaleca para domar um balneário de prima donas, se eventualmente der o salto. O problema de muitos treinadores não está na sua qualidade.
Mais um artigo meu sobre alguns aspectos onde alguns treinadores têm tentado inovar ao longo dos últimos tempos.
https://omeiocampo.wordpress.com/2017/03/24/laterais-a-nova-evolucao/

Excelente artigo  :great:.

O problema nestas inovações é encontrar jogadores que se enquadrem, por exemplo o modelo de Guardiola eu pensava que os laterais subiam e entravam para dentro mas a frente dos médios e não atrás, sendo assim seriam precisos laterais capazes de defender e de desempanhar posições no meio campo, não precisando das valencias de extremo. O sistema do napoles curiosamente vejo algumas vezes no Sporting na construção, quando o William não está lá parece que um lateral forma ali o terceiro central. No 3-4-3, quem punhas na ala, um extremo, um lateral? É que os próprios extremos são algo deste século, antes usava-se muitos jogadores com melhor capacidade interior, zidane, figo, etc.
Mais um artigo meu sobre alguns aspectos onde alguns treinadores têm tentado inovar ao longo dos últimos tempos.
https://omeiocampo.wordpress.com/2017/03/24/laterais-a-nova-evolucao/

Excelente artigo  :great:.

O problema nestas inovações é encontrar jogadores que se enquadrem, por exemplo o modelo de Guardiola eu pensava que os laterais subiam e entravam para dentro mas a frente dos médios e não atrás, sendo assim seriam precisos laterais capazes de defender e de desempanhar posições no meio campo, não precisando das valencias de extremo. O sistema do napoles curiosamente vejo algumas vezes no Sporting na construção, quando o William não está lá parece que um lateral forma ali o terceiro central. No 3-4-3, quem punhas na ala, um extremo, um lateral? É que os próprios extremos são algo deste século, antes usava-se muitos jogadores com melhor capacidade interior, zidane, figo, etc.
Obrigado :great:

Não acho que precisem de "saber defender" Ou melhor, não percebi muito bem o que queres dizer com isso. Acho que o que Guardiola idealiza é ter a bola tanto quanto possível e, quando a perder, estar o melhor colocado possível para a recuperar rapidamente, sem que o adversário se consiga adaptar. Isto de uma forma muito muito simplista, penso que consegue resumir +/- aquilo que pode ser uma perspectiva da abordagem defensiva de Guardiola. Para esta abordagem o posicionamento correcto dos laterais aliada a qualidade técnica, compreensão do jogo, resistencia à pressão, etc, tudo conceitos normalmente ligados à parte "ofensiva" do jogo, são o mais importante. O posicionamento depende, diria, praí 60% do treinador. Os outros 40% da compreensão do jog e da assimilação dos conceitos por parte do jogador.

Num 3-4-3 eu jogaria com 4 médios e 2 extremos. Não punha propriamente niguém "a fazer a ala toda". Mas isso sou eu...