Ricardo Sá Pinto - Treinador do Sporting Clube de Portugal

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Gostei muito de o ouvir.
É importante o que ele diz acerca dos adeptos e o pedido que faz, no final do video.
Para quando o regresso duma Curva forte no nosso estádio ? Parece que isso nunca vai voltar...  :(

http://videos.sapo.pt/38QNsPUn9I3rKwYt0T1d

« Última modificação: Fevereiro 17, 2012, 01:13 am por Green_Heart »
És um verdadeiro Leão na Internet... mas ainda não és sócio? Muda isso num só minuto, faz-te sócio e sê uma voz activa/participativa no nosso clube! Precisamos da ajuda de todos os Sportinguistas! -> https://socionumminuto.pt

A verdade sobre o Sporting da "geração" Roquette

Documentário "GOLPE NO SPORTING"
Com Domingos a primeira substituição seria, independemente do resultado ou exibição da equipa... aos famosos 60:00 minutos.  :lol:

E o Domingos de vez em quando metia-se à defesa a jogar contra 10, a jogar contra 11, a jogar contra 11 mas com 10, tanto fazia. Se o vírus da retranca atacava estava tudo estragado, não interessava mais nada.
Fantasticas as palavras do Sa Pinto...

Ver um Verdadeiro Sportinguista a treinar e sentir o clube...coisa rara desde Inacio...
Lê-se com cada comentário aqui...
Se gostam tanto do Domingos, um gajo que meteu uma equipa de milhões em 5º lugar, mudem-se para o próximo clube dele.
Mas gostavam dele porquê? Porque era simpático? Porque se vestia bem? É que não havia mais nada para gostar.

O Sá Pinto é o presente.

Treinadores de bancada todos somos, mas não compreender porque razão a entrada do Carriço e do André Santos foi vital, é passar um atestado de pouca inteligência.
Mas agora estão sempre a perguntar ao Sá Pinto se ele não tem medo de se 'passar dos carretos'? Já lhe começam a montar a armadilha  :wall: :wall: :wall:
''You have forgotten who you are and so have forgotten me. Look inside yourself, Simba. You are more than what you have become. You must take your place in the Circle of Life.'' Mufasa, Lion King, 1994

''These are dark times, there is no denying. Our world has perhaps faced no greater threat than it does today. But I say this to our citizenry: We, ever your servants, will continue to defend your liberty and repel the forces that seek to take it from you!'' Rufus Scrimgeour, Minister for Magic
Este discurso do Sá Pinto é vibrante. Independentemente dos gostos e avaliações que se façam no futuro, não me lixem, o Sporting é isto!!

Este discurso do Sá Pinto é vibrante. Independentemente dos gostos e avaliações que se façam no futuro, não me lixem, o Sporting é isto!!



Link? Audio? Vídeo?
Este discurso do Sá Pinto é vibrante. Independentemente dos gostos e avaliações que se façam no futuro, não me lixem, o Sporting é isto!!



Link? Audio? Vídeo?

http://www.forumscp.com/index.php?topic=43907.msg1824535#msg1824535
Com 19 anos apenas chegou a Lisboa a 26 de Junho de 1937 e não assinou logo contrato. Deu apenas a sua palavra de honra em como jogaria no Sporting sem ter sequer discutido questões monetárias. Apesar de abordado por um clube do norte, pensa-se serem os corruptos, e também pelos lampiões, oferecendo-lhe melhores condições, Peyroteo não aceitou pois estava verbalmente comprometido com o Sporting.

NEM QUE FOSSE O RONALDO! - bdc

Este discurso do Sá Pinto é vibrante. Independentemente dos gostos e avaliações que se façam no futuro, não me lixem, o Sporting é isto!!



Link? Audio? Vídeo?

Está o vídeo no primeiro post desta página :great:
Xbox Live - Luis1906
Este discurso do Sá Pinto é vibrante. Independentemente dos gostos e avaliações que se façam no futuro, não me lixem, o Sporting é isto!!



Link? Audio? Vídeo?

Está o vídeo no primeiro post desta página :great:

Pois, o vídeo não carregou quando abri a página da primeira vez. Apareceu um espaço em branco no local do vídeo. Lol!  :wall: ^-^
Principalmente as partes finais do discurso, tem carácter de leão não se vai esconder da crítica e espelha aquilo que para mim é o ponto essencial. Apoiar do primeiro ao último minuto, se for para julgar que se julgue mas no fim...que eles não vão virar as costas aos adeptos.

Essa para mim é a dosagem certa entre pressão, sentir a camisola e ao mesmo tempo o apoio. É preciso os jogadores sentirem-se responsabilizados mas acima de tudo orgulhosos em vestir esta camisola.

Se Sá Pinto passar esta mensagem aos jogadores, tudo será mais fácil.

Mas que boost de emoção é ver este Leão a falar! LINDO.

Está todo babado em ser o nosso treinador. Agora com trabalho e profissionalismo se fará o nosso longo e árduo caminho.

Força Sá Pinto! Nunca serás mal visto por mim como Sportinguista, como treinador resta-te mostrar o que tens para nos oferecer!! És enorme. Eu vejo este senhor a falar e só consigo ver ali um Leão!  :clap: :clap: :clap:

Quanto à curva referida acima, era um dos meus sonhos rever uma espécie de Curva Sul à imagem dos bons velhos tempos. Todos a uma só voz.  :pray:
Grande, grande estratégia esta de colocar o Sá Pinto como treinador principal. Está a resultar em pleno.

E mais não digo.  :-X
"The one thing that doesn't abide by majority rule is a person's conscience." - Harper Lee
Grande, grande estratégia esta de colocar o Sá Pinto como treinador principal. Está a resultar em pleno.

E mais não digo.  :-X
:arrow: :arrow: :arrow:
''You have forgotten who you are and so have forgotten me. Look inside yourself, Simba. You are more than what you have become. You must take your place in the Circle of Life.'' Mufasa, Lion King, 1994

''These are dark times, there is no denying. Our world has perhaps faced no greater threat than it does today. But I say this to our citizenry: We, ever your servants, will continue to defend your liberty and repel the forces that seek to take it from you!'' Rufus Scrimgeour, Minister for Magic
Grande, grande estratégia esta de colocar o Sá Pinto como treinador principal. Está a resultar em pleno.

E mais não digo.  :-X
:arrow: :arrow: :arrow:

   Isso é uma crítica ou uma avaliação ao Sá Pinto? Ou uma crítica ou uma avaliação à direcção?

   Por outro lado, é um sintoma de uma certa forma de estar. Com Domingos, a culpa do mau futebol e dos maus resultados era da direcção (Domingos preferia desculpar-se com os jogadores ou o conta-gotas, mas enfim, também gostava de desresponsabilizar-se a ele próprio e pelos vistos houve quem adoptasse estratégia semelhante em sua defesa). Com Sá Pinto, o mérito e o benefício também são da direcção, aos olhos dos mesmos. O futebol passa para plano terciário, porque em todos os tópicos se tem de falar da direcção. Era para desculpar Domingos e agora para abafar Sá Pinto, não passam de duas vítimas e 2 peões da direcção. As borradas de Domingos? Direcção, direcção, direcção. Falar de treino, de alma, de entusiasmo, de motivação, de intensidade, de fibra, de dinâmica, de futebol, é tabu. Falar das opções de Sá Pinto e as diferenças que já se notam, de tão evidentes, para o predecessor, a principal delas o ânimo e a vontade? A direcção, a direcção, a direcção... O trauma pelos vistos não permite separar as águas e ser pragmático, objectivo e ter discernimento. O Sporting não pode ter um treinador, mau ou bom, que a culpa ou o benefício é sempre da direcção, em detrimento de tudo o que o treinador faça. E andam nisto.

   Ou seja, continua a dar jeito a algumas pessoas confundir o treinador e a sua função e desempenho com a direcção. Como se ela passasse a ser popular só porque despediu o Domingos e contratou o Sá Pinto. Isso, meus amigos, está na vossa cabeça porque vocês estão obcecados em fazer essa associação ou então baralhados. Pensem pela vossa cabeça e deixem de especular sobre o que pensam ou não os outros. Não tirem conclusões sobre o que os outros pensam ou não, tem mais valor se for a vossa.

   Para mim, é clara a distinção. Só não vê quem não quer. Ao treinador o que é do treinador, à direcção o que é da direcção. O primeiro falhanço da direcção, como ficou provado, foi fazer de Domingos o fulcro do "projecto" que defendia e pensar que era o treinador certo para o Sporting. Não era. Por muito que vos custe, esse foi o primeiro erro da direcção, no que respeita o futebol. Mas poucos o perceberam então, e alguns ainda não se inteiraram disso. Talvez porque não queiram. Entraram em negação, e agora... ai a direcção.

   Ai a direcção, mas desde a noite da eleição. E do treinador que posteriormente apresentaram, que nunca tinha culpa de nada porque a culpa de tudo o que é tarefa do treinador é da direcção.

   Mas agora o problema é o Sá Pinto. Coerências.
« Última modificação: Fevereiro 17, 2012, 05:30 am por HULK VERDE »
Pelo que tenho lido nos mais diversos locais foi mesmo um grande estratégia colocar o Sá a treinador.

Eu como gosto bastante dele espero que não se queime nesta história toda e quando o dia de se julgar alguém chegar que não se atire as culpas todas para cima dele. Porque mesmo que acabemos em quinto - e espero bem que não - o Sá terá zero responsabilidade nisso, aconteça o que acontecer até lá.

Infelizmente, e por muito Sportinguismo que ele tenha, por muita garra ou querer que transmita aos jogadores, quando a falta de exigência, empenho e ambição vem mais de cima, nada feito.
Não é praticamente ideia geral que qualquer idiota é campeão no Porto? Pois, nós somos precisamente o oposto.
"O Sporting Clube de Portugal é uma reserva moral no plano desportivo e social. E para tanto temos de trabalhar ainda mais, ser ainda mais competentes do que aqueles que não foram.
Haja Sporting. E haja desporto, paz, justiça, honra, trabalho e dignidade, com dedicação rigor e competencia. Porque o Sporting é mais que um Clube, é uma forma de estar na vida. Com elevação e respeito, é essa a nossa marca.
É isso que nos faz diferentes. É isso que nos faz ganhar. O desejo de ser melhor, de fazer melhor, ir mais longe."

Meter o Sá Pinto agora a treinador do Sporting é estar a queima-lo para proteger a direccao. Se as coisas lhe correrem mal e neste jogo esteve muito perto disso, quem vai estar na mira da frente é o Sá Pinto. Mexeu mal na equipa, o Legia estava a ser dominado pelo Sporting quando tira o Carrillo e mete o André Santos e o Legia imediatamente sobe em campo e marca o 2 a 1 5mns depois.
Teve sorte na jogada individual do André Santos mas nao vamos ter sorte sempre. Espero que a atitude medrosa do Sá Pinto a mexer na equipa nao seja um dejá vu do Paulo Bento
já há muito tempo que não via um treinador interventivo no banco.  :clap: :clap: :clap:

acho que vai dar moral e obrigar os jogadores a trabalhar e acreditar mais
sócio desde 1978
Grande SÁ PINTO, grandes palavras sem dúvidas no flash interview  :clap: Sem dúvida o que ele disse no final é importante.

QUE ORGULHO UMA LENDA VIVA SÁ PINTO  :victory:
"Estamos sempre contigo, a ganhar ou perder SPORTING até morrer."
Não posso deixar de comentar os... comentários que li. Em minha opinião:

- Quando se diz que Domingos seria crucificado com as mexidas de Sá... concordo. Não porque ache que Sá tenha mexido mal, mas porque em poucas semanas instalou-se a febre da critica relativamente a Domingos, em que todos os pequenos pormenores contavam como pedras atiradas ao treinador. Domingos mexeu defensivamente, mal e chegou a fazê-lo, ganhando e fê-lo... bem, não ganhando. Como diz um caro forista, a contextualização é tudo, mas o que se falha aqui em perceber, é que, regra geral, não se critica o novo treinador pelas mexidas.

- O RSP terá tempo de fazer dezenas e dezenas de declarações. Se num ou noutro jogo falar da arbitragem, de uma eventual ausência de meia equipa titular e afins, fico satisfeito por Sá ter a imagem que junto dos Sportinguistas, que não pegarão, em caso de maus resultados, em qualquer declaração avulsa como prova de alguém que se desculpa e não se auto responsabiliza.

- Faço questão de manter a coerência e ter o mínimo de sentido de justiça. Domingos e outros não são passado. São exemplos. E caso Sá prove por merecer o lugar em que está ( o Sportinguismo, por si, não justifica) , espero que nos maus momentos (  porque os terá, todos têm)  também haja preocupações com a contextualizacao e as condicionantes. Porque estas existem, se houver preocupação e cuidado em tentar percebë-las.  Isto para que se seja justo, mesmo na critica negativa, apontando o que realmente correu mal e sem necessidade de recorrer a episódios e estórias, por vezes, falsos ou no mínimo não confirmados.