Ricardo Sá Pinto - Treinador do Sporting Clube de Portugal

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

O que eu tenho visto com o Sá Pinto:

- Uma Equipa trabalhadora e com garra!

- Jogo distribuido a meio campo e não a pontapé para a frente a partir dos centrais.

- Após o intrevalo a Equipa adapta-se melhor ao jogo do adversário o que indicia um treinador que sabe ler o jogo.

- As alterações que faz (mesmo as forçadas) acabam por resultar em melhor desempenho da Equipa.

- Uma Equipa que previligia a troca de bola e isso nota-se no tempo de posse de bola.

- Uma mudança clara nos resultados e em muito pouco tempo disponivel com a Equipa.

- Um treinador activo e motivador a partir da área tecnica.

- Um treinador que domina claramente os acontecimentos nas entrevistas e nas conferencias de imprensa. 

Concordo com tudo menos o que está a bold.

A circulação de bola e o consequente aumento do tempo de posse de bola continua a ser feito na defesa, entre centrais e por vezes trinco.

Ainda se nota um buraco no meio campo, os passes para a frente agora são mais lateralizados, mas continuam a ser demasiado longos.
«O importante é ganhar. Quer se goste mais de umas coisas e menos de outras, quer se tenha uma opinião mais para a esquerda ou mais para a direita, o que realmente importa é que cada um de nós ponha sempre os interesses do Sporting Clube de Portugal acima de qualquer gosto particular, de qualquer ataque dos nossos adversários, e tão alto que nada nem ninguém nos impeça de sermos cada vez mais fortes, ganhadores e campeões».
Eu não sei mais nem menos do que ninguém, não sou nem nunca serei o dono da razão, mas há aqui críticas em relação à forma de jogar, que não fazem sentido nenhum. Daí a minha intervenção. E se esperam um grande jogo no domingo, esqueçam. Até pode acontecer, mas é muito improvável pelos factores que referi acima, aliado ao cansaço mental e fisíco que este jogo provocou. Que se vá ganhando, até se ter tempo para se poder modelar a equipa. Repito, vai demorar o seu tempo, tenham paciência.

Acham que os júniores do Sporting tiveram aquela qualidade do jogo do dia para a noite? Claro que não. Aquilo é dedo e mérito total de Sá Pinto...

Será que são mesmo críticas ou apenas dificuldade em expressar o que é apenas a constatação factual do que se passa dentro de campo?

Como é óbvio (pelo menos, para mim), o Sá Pinto pouco ou nada fez para criar e implementar um modelo de jogo. Nota-se que há uma tendência para jogar mais curto, ainda assim, sem profundidade. Isto é apenas factual e não me merece crítica alguma.

Crítica merece-me a opção pelo Sá Pinto. Nada me move contra o homem, que até é vero leão. Mas já contra o princípio de fezada e de busca do novo Mourinho (ou do nosso Guardiola), me vejo obrigado a manifestar o que penso e sinto.

O "cozinheiro" tem de ser mesmo muito bom, com provas dadas e trabalho de mérito. Não é o caso do Sá Pinto. Até se pode revelar um treinador extraordinário (e eu assim o desejo, porque a partir do momento que foi nomeado para o cargo, é o treinador a quem mais desejo sucesso), mas o princípio que leva à sua contratação por ano e meio está errado. Não existe currículo que suporte esta opção. E, sendo o Sporting um clube que busca títulos, continua a fazer-me alguma confusão que os seus treinadores sejam tipos a quem se dá um oportunidade, ao invés de tipos que dão uma oportunidade ao Sporting.

 :arrow:

É exactamente isto.

Sobre o Sá Pinto, acho que com uma semana fazem pouco sentido qualquer tipo de elogios ou crítica. O modelo de jogo e as dinâmicas internas são do Domingos e não do Sá. A única diferença que poderá existir é na motivação dos jogadores por terem um treinador novo: querem-se mostrar, ver que podem ser opções válidas, etc.

Contudo, tal como o sotnas, não deixo de criticar a opção Sá Pinto. Não faz sentido nenhum. Num ano onde gastamos dezenas de milhões de euros vai-se buscar um treinador sem currículo e sem qualquer tipo de experiência na primeira divisão? Isto é o mesmo que usar o euromilhões como forma de solucionar os problemas de uma pessoa: até pode resultar, mas a probabilidade é muito baixa.

No fundo, a única razão pela qual o Sá Pinto foi contratado prende-se com o facto de ser um símbolo do clube. As vozes mais discordantes calam-se (até porque parece mal dizer mal do Sá Pinto) e a direcção ganha tempo. O maior problema é que, com isto tudo, quem se vai acabar por queimar vai ser o próprio Sá Pinto.
"The one thing that doesn't abide by majority rule is a person's conscience." - Harper Lee
Relembro que o Pep Guardiola assumiu o Barça sem qualquer experiência na 1ª divisão, eu sei que não há comparação pois ambos assumiram as equipas em momentos distintos, porém, é sempre de salientar este pormenor.
 Ainda é muito cedo para concluir o quer que seja, há factos apontar: pouca experiência, timming não é o melhor, direcção fraca, equipa com problemas crónicos. No fim da época, estaremos cá todos para concluir esta experiência do Sá Pinto.

A bem do Sporting, que tenha sido a escolha ideal.
“Look, we’re not entertaining? I don’t care; we win.”

José Mourinho
Não percebo determinadas opções, independentemente de, até agora, ter ou não tido tempo para mudar o jogo da equipa.
"O Mundo sabe que, pelo teu amor, eu sou doente..."
Dá a nítida sensação que para já não quer mudar muito a equipa em relação ao que era com Domingos. Prova disso são as suas opções.

E sinceramente não consigo perceber muito bem o porquê, já que foi isso que pôs o Domingos onde está neste momento...

Mas nota-se claramente mais esforço e vontade por parte dos jogadores, mas tem estado longe de ser suficiente. Exige-se muito mais ao Sporting Clube de Portugal.

Confio no Sá, mas tem que começar a mudar algo na equipa.


Excelente flash-interview!  :clap:
Confio a 200% nas opções do Sá! Ele sabe o que está a fazer :)

Tudo o que fizer sei que é para bem do Sporting! Dele não duvido :)
Só entendo as palavras do Sá na conferência de imprensa como tentativa de dar um boost de confiança aos jogadores, porque de fantástica nada teve a exibição de ontem.
se o jogo com o paços me deixou optimista o jogo de ontem levou-me de volta ao patamar ceptico em que me encontrava nos últimos meses (para não dizer anos).

as razões são duas:

1) não vi os jogadores do meio campo a jogar tão próximos, tão móveis, com tanta paciencia e qualidade de passe como no jogo com o paços de ferreira.

2) vi uma falta de velocidade constrangedora.. deu-me ideia que nenhum dos nossos jogadores conseguia passar pelo adversário directo em velocidade... já o contrário...
aliás este problema da velocidade já vem de há muito tempo. penso que se tentou atenuar o problema neste ano (rinaudo, elias, jeffren, carrillo) mas as lesoes e impedimentos não têm permitido que sejam utilizados de forma continuada.
vivó Sporting!!!
se o jogo com o paços me deixou optimista o jogo de ontem levou-me de volta ao patamar ceptico em que me encontrava nos últimos meses (para não dizer anos).

as razões são duas:

1) não vi os jogadores do meio campo a jogar tão próximos, tão móveis, com tanta paciencia e qualidade de passe como no jogo com o paços de ferreira.

2) vi uma falta de velocidade constrangedora.. deu-me ideia que nenhum dos nossos jogadores conseguia passar pelo adversário directo em velocidade... já o contrário...
aliás este problema da velocidade já vem de há muito tempo. penso que se tentou atenuar o problema neste ano (rinaudo, elias, jeffren, carrillo) mas as lesoes e impedimentos não têm permitido que sejam utilizados de forma continuada.

O que tu tiveste foram 2 adversários diferentes, um lento que não fez qualquer marcação a meio-campo deixando os médios do Sporting trocarem a bola a seu bel-prazer e depois outro muito mais "musculado" e a fazer pressing quase no campo todo. Bons samaritanos que jogam com a mentalidade do treinador-bigode como o Paços não vais apanhar muitos.
Não consigo entender algumas criticas que tem sido feitas ao Sá Pinto. Desde logo porque se ele hoje é o treinador do Sporting, isso só acontece porque o Domingos falhou com estrondo.

O Sá Pinto pegou na equipa a pouco mais de 72h do jogo com o Légia na Polónia, em seguida e quase sem tempo para respirar, teve um jogo para a liga com o Paços de Ferreira e novamente o Légia em casa. Ora estamos a falar de 3 jogos no espaço de 10 dias, como ele disse, e bem, no flash-interview praticamente só tem tido tempo para recuperar os jogadores, treino sistemático, que envolva novos princípios tácticos têm sido praticamente zero.

Nesta altura tudo o que ele pode fazer, está relacionado com questões psicológicas, procurando recuperar a auto-estima dos jogadores, simplesmente porque não tempo para mais.

Por outro lado, o Domingos não fez tudo mal, logo e sem tempo para treinar novas rotinas, o normal é aproveitar algum do trabalho que já está feito, por isso acho bem que  não tenha optado por fazer uma revolução no onze e nos hábitos da equipa, além de pouco inteligente, seria suicídio.

O que se pede ao Sá Pinto nesta fase é que vá ganhando jogos, as exibições de gala ficam para outra altura, e aproveite para analisar o comportamento dos jogadores dentro e fora do campo, para no final da época, quando chegar o momento de construir o plantel para 2012/2013, ter uma ideia de quem da equipa actual não serve, quais as posições a serem reforçadas, assim como as características necessárias dos jogadores a serem contratados.

Por agora o Sá Pinto é o bombeiro chamado para apagar o fogo, fazer o rescaldo e garantir que os alicerces não vem abaixo, de forma a que a reconstrução seja rápida e, se possível, eficiente.

Tenho o maior respeito pelo Sá Pinto e pelo orgulho que ele denota em cada entrevista, em preservar os valores do Sporting.

Espero que o desejo do treinador do Légia se concretize e o Sá Pinto possa ser o nosso Guardiola.
 :offtopic:

O sá pinto amareçe neste magnifico video, que anda a ser espalhado por todas as redes sociais.

[youtube=650,535]http://www.youtube.com/watch?v=0B5Q_rxTqa8[/youtube]
:offtopic:

O sá pinto amareçe neste magnifico video, que anda a ser espalhado por todas as redes sociais.

[youtube=650,535]http://www.youtube.com/watch?v=0B5Q_rxTqa8[/youtube]

Está magnífico (e já agora, a música do Ecstasy of Gold do filme "O Bom, o Mau e o Vilão" ficou perfeita, já não podia mais com vídeos com as  músicas de carácter belicista... finalmente uma música de elevada qualidade a acompanhar. :clap:)
Revejo-me totalmente no post do Nuno Lapa. Há-que dar tempo ao Ricardo Sá Pinto.

 :offtopic:

O vídeo está bem feito, sim senhor. Mas cheira-me a operação de charme antes do "produto financeiro" ou operação coração, ou lá como querem chamar. "o que é que fazes quando um amigo te pede ajuda?"  :think:

"Alianças só na mão esquerda da minha mulher"
Não consigo entender algumas criticas que tem sido feitas ao Sá Pinto. Desde logo porque se ele hoje é o treinador do Sporting, isso só acontece porque o Domingos falhou com estrondo.

O Sá Pinto pegou na equipa a pouco mais de 72h do jogo com o Légia na Polónia, em seguida e quase sem tempo para respirar, teve um jogo para a liga com o Paços de Ferreira e novamente o Légia em casa. Ora estamos a falar de 3 jogos no espaço de 10 dias, como ele disse, e bem, no flash-interview praticamente só tem tido tempo para recuperar os jogadores, treino sistemático, que envolva novos princípios tácticos têm sido praticamente zero.

Nesta altura tudo o que ele pode fazer, está relacionado com questões psicológicas, procurando recuperar a auto-estima dos jogadores, simplesmente porque não tempo para mais.

Por outro lado, o Domingos não fez tudo mal, logo e sem tempo para treinar novas rotinas, o normal é aproveitar algum do trabalho que já está feito, por isso acho bem que  não tenha optado por fazer uma revolução no onze e nos hábitos da equipa, além de pouco inteligente, seria suicídio.

O que se pede ao Sá Pinto nesta fase é que vá ganhando jogos, as exibições de gala ficam para outra altura, e aproveite para analisar o comportamento dos jogadores dentro e fora do campo, para no final da época, quando chegar o momento de construir o plantel para 2012/2013, ter uma ideia de quem da equipa actual não serve, quais as posições a serem reforçadas, assim como as características necessárias dos jogadores a serem contratados.

Por agora o Sá Pinto é o bombeiro chamado para apagar o fogo, fazer o rescaldo e garantir que os alicerces não vem abaixo, de forma a que a reconstrução seja rápida e, se possível, eficiente.

Tenho o maior respeito pelo Sá Pinto e pelo orgulho que ele denota em cada entrevista, em preservar os valores do Sporting.

Espero que o desejo do treinador do Légia se concretize e o Sá Pinto possa ser o nosso Guardiola.

Só discordo do que está a negrito, porque se fosse o "bombeiro de serviço" não lhe tinha sido dado um contrato de ano e meio. Se a ideia foi a de recorrer a uma solução de desenrascanço, então, nota negativa para a direcção.

Eu critico a opção pelo Sá Pinto. Mas serei mais veementemente crítico se a aposta for feita a título precário.
"Players lose you games, not tactics. There's so much crap talked about tactics by people who barely know how to win at dominoes." - Brian Clough

"He is a perfect illustration of my constant theme about assembling a team of imperfect players who compliment each other perfectly. Unless he is surrounded by team mates who recognise his strenghts and cover for his weaknesses, his special goal scoring ability will go largely untapped. He needs to to be in the right place at the right time!" - Bob Paisley on John Wark
Também concordo com o Nuno, excepto na parte referida pelo sotnas, com um contrato de ano e meio o Sá será mais que bombeiro, é mesmo a opção da SAD para reconstruir.

Má opção, a meu ver, mas estou mais que pronto para dar um cambalhota e engolir o Sapo Sá Pinto! :great:
Hoje como sempre, tenho o FórumSCP na mente e o Sporting Clube de Portugal no coração!
:offtopic:

O sá pinto amareçe neste magnifico video, que anda a ser espalhado por todas as redes sociais.

[youtube=650,535]http://www.youtube.com/watch?v=0B5Q_rxTqa8[/youtube]

 :rotfl:

 :clap:

 :great:

SPORTING !!
Também concordo com o Nuno, excepto na parte referida pelo sotnas, com um contrato de ano e meio o Sá será mais que bombeiro, é mesmo a opção da SAD para reconstruir.

Má opção, a meu ver, mas estou mais que pronto para dar um cambalhota e engolir o Sapo Sá Pinto! :great:

 :arrow: :arrow: :arrow:

Mais, é o que espero que aconteça.
Não consigo entender algumas criticas que tem sido feitas ao Sá Pinto. Desde logo porque se ele hoje é o treinador do Sporting, isso só acontece porque o Domingos falhou com estrondo.

O Sá Pinto pegou na equipa a pouco mais de 72h do jogo com o Légia na Polónia, em seguida e quase sem tempo para respirar, teve um jogo para a liga com o Paços de Ferreira e novamente o Légia em casa. Ora estamos a falar de 3 jogos no espaço de 10 dias, como ele disse, e bem, no flash-interview praticamente só tem tido tempo para recuperar os jogadores, treino sistemático, que envolva novos princípios tácticos têm sido praticamente zero.

Nesta altura tudo o que ele pode fazer, está relacionado com questões psicológicas, procurando recuperar a auto-estima dos jogadores, simplesmente porque não tempo para mais.

Por outro lado, o Domingos não fez tudo mal, logo e sem tempo para treinar novas rotinas, o normal é aproveitar algum do trabalho que já está feito, por isso acho bem que  não tenha optado por fazer uma revolução no onze e nos hábitos da equipa, além de pouco inteligente, seria suicídio.

O que se pede ao Sá Pinto nesta fase é que vá ganhando jogos, as exibições de gala ficam para outra altura, e aproveite para analisar o comportamento dos jogadores dentro e fora do campo, para no final da época, quando chegar o momento de construir o plantel para 2012/2013, ter uma ideia de quem da equipa actual não serve, quais as posições a serem reforçadas, assim como as características necessárias dos jogadores a serem contratados.

Por agora o Sá Pinto é o bombeiro chamado para apagar o fogo, fazer o rescaldo e garantir que os alicerces não vem abaixo, de forma a que a reconstrução seja rápida e, se possível, eficiente.

Tenho o maior respeito pelo Sá Pinto e pelo orgulho que ele denota em cada entrevista, em preservar os valores do Sporting.

Espero que o desejo do treinador do Légia se concretize e o Sá Pinto possa ser o nosso Guardiola.

Só discordo do que está a negrito, porque se fosse o "bombeiro de serviço" não lhe tinha sido dado um contrato de ano e meio. Se a ideia foi a de recorrer a uma solução de desenrascanço, então, nota negativa para a direcção.

Eu critico a opção pelo Sá Pinto. Mas serei mais veementemente crítico se a aposta for feita a título precário.


Quando usei o termo "bombeiro", não foi no sentido de considerar que o Sá Pinto está ali a prazo. Aliás como foi assinalado, o contrato de 1 ano e meio garanta-lhe estabilidade para trabalhar. O termo foi mais no sentido de lhe ter sido pedido que recuperasse a equipa e lhe desse nova vida. Talvez não tenha sido feliz na imagem que escolhi, mas era esta a ideia.
Pessoalmente tenho apreciado muito o discurso do Sá Pinto. Otimista, demonstrando vontade de vencer.

Se esse discurso que ele é capaz de colocar para fora conseguir circular dentro do seio da equipa, somos capazes de ter ali um homem que será um bom condutor de homens.

Em termos de processo de jogo, vão-se notando ligeiras diferenças, um pouco mais de posse, um pouco mais de garra essencialmente. Pode ser coincidência, mas noto contudo que a equipa está menos incisiva no ataque.

Agora, ainda é muito cedo. O Sá chegou à equipa numa fase muito delicada e sem tempo para respirar. Ele está cá há uma semana e nessa semana fez 3 jogos de seguida.

Se, por um lado é verdade que jogamos mal, por outro também é verdade que os resultados foram positivos e isso acaba por ter o mérito de levar a que a equipa não entre numa situação emocional ainda pior (ainda que admita que possa não melhorar).


No enorme Sá Pinto acredito e muito, não acredito é no que está por trás dele que esse é que é o grande problema.

23-03-2013 A noite mais feliz da minha vida como Sportinguista.
A partir de agora mandamos nós e o Sporting terá o seu caminho novamente, quero vos agradecer a todos e dizer claramente para que toda a gente oiça:
Viva o Sporting Clube de Portugal! É nosso outra vez!
Palavras do Presidente do Sporting Clube de Portugal, Bruno de Carvalho. Bem haja Presidente!