Morreu Kim Jong Il

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Só para saber: o PCP também planeia endereçar ao povo checo condolências pelo falecimento de Václav Havel, uma das mais importantes figuras políticas dos últimos 30 anos?




Toda a imprensa e vários colunistas têm como dado adquirido que Hitler foi o único mauzão do Século XX, como se qualquer grande evento malicioso desse mesmo século tenha tido como único protagonista Hitler. A história do século XX, no entanto, em matéria de atrocidades e de subida ao poder de ideologias totalitárias, precede Hitler e o regime Nazi. O primeiro regime totalitário como ele é definido hoje não se iniciou no regime Nazi.

O Comunismo é uma ideologia totalitária que beneficia de uma atitude de branqueamento por parte da imprensa, quando a verdade histórica exige que ela mereça o mesmo tratamento que o Fascismo/Nazismo, e este último nunca teve no mundo o papel preponderante que o comunismo alcançou - a Itália, o berço do fascismo, foi sempre um país secundário em importância e em capacidade de influenciar, uma centelha de poder quando comparada com a União Soviética ou com a China. É uma ideologia, o Comunismo, que, quando chegada ao poder, rapidamente trata de abolir a oposição - eliminando-a fisicamente! - e de criar os mais repressivos elementos a serviço do Estado que a história moderna alguma vez conheceu.

Ca para mim so deves ler o Avante! :D

A historia do Comunismo, do Fascismo, do Nacional-Socialsmo, e de muitos movimentos que podem a eles ser assimilados (como os Kmhers Vermelhos, ou a longa sucessao de ditaduras militares latino-americanas) esta bem documentada e divulgada, com a ressalva da grande variancia nas estatisticas. Os juizos de valor e tentativas de relativizacao (porque e disso que se trata quando se afirma que ainda houve pior que o Nazismo) resultam em geral de percepcoes informadas ideologicamente. Era o caso do Jaime Nogueira Pinto, e tambem o teu.
Saudades do futuro.
O comunismo enquanto ideologia nunca existiu, o que houve foi tentativas deturpadas e falsas promessas de lá chegar e é pena que isso se confunda com um conceito que é até bastante positivo, mas que têm sido muitas vezes corrompido por jogos de interesse e oportunidades de ganhar poder absoluto. E depois há toda esta propaganda e guerra ideológica à volta do nome "comunismo" e a falsa imagem que se lhe foi colada que chegamos a um ponto que se alguém que não achar justo as grandes desigualdades sociais que existem, que critique todo este modelo actual supostamente "darwinistico" em que se defende a ideia que é bom que 2% da população do planeta possua mais de 40% de toda a riqueza, e que os pobres são pobres porque não se esforçaram demasiado para lutar pelas migalhas largadas de tempos a tempos pelo top 1%, é logo considerado comunista e está a favor de um estado totalitário. Isto claro agrada bastante a uma pequena minoria que em paralelo propaga a ideia que o capitalismo é sinónimo de liberdade, que toda a gente têm as mesmas oportunidades e é a única forma "moral" de uma sociedade se organizar enquanto o que a realidade nos mostra é que quem nasce pobre muito dificilmente deixa de o ser e cada um é tão livre o quanto a sua carteira ditar.

Eu não apoio o PCP nem qualquer partido politico, pois embora concorde com muitos dos seus objectivos finais não acredito que os mesmos conseguiram ser alcançados dentro deste paradigma económico nem por meios políticos a não ser que estabeleçam uma espécie de democracia directa e uma economia paralela. Até porque todo este conceito da classe trabalhadora e do mercado de trabalho está cada vez mais a ficar obsoleta com a evolução da automatização tecnológica, e o nosso pensamento cultural está cada vez a ter mais dificuldade em acompanhar todo este avanço tecnológico. Mas também reconheço que não devemos ser cínicos e rejeitar princípios como igualdade, partilha e cooperação, pois se queremos sobreviver enquanto espécies, os nossos princípios terão de estar muito mais próximos desses do que os actuais que propagam uma mentalidade tribalista e consumista, e premeiam ganância e o egoísmo.
« Última modificação: Dezembro 20, 2011, 17:05 pm por GreenRebel »

Eu não apoio o PCP nem qualquer partido politico, pois embora concorde com muitos dos seus objectivos finais não acredito que os mesmos conseguiram ser alcançados dentro deste paradigma económico nem por meios políticos a não ser que estabeleçam uma espécie de democracia directa e uma economia paralela. Até porque todo este conceito da classe trabalhadora e do mercado de trabalho está cada vez mais a ficar obsoleta com a evolução da automatização tecnológica, e o nosso pensamento cultural está cada vez a ter mais dificuldade em acompanhar todo este avanço tecnológico. Mas também reconheço que não devemos ser cínicos e rejeitar princípios como igualdade, partilha e cooperação, pois se queremos sobreviver enquanto espécies, os nossos princípios terão de estar muito mais próximos desses do que os actuais que propagam uma mentalidade tribalista e consumista, e premeiam ganância e o egoísmo.

 :arrow:

O que está a bold, é uma ideia que ultrapassa em muito qualquer questão relacionada com o Comunismo. É algo que afecta a sociedade em geral, seja qual for o regime em que está inserido!
Só para saber: o PCP também planeia endereçar ao povo checo condolências pelo falecimento de Václav Have
Não sei se tens dificuldades de leitura, se não te deste ao trabalho de ler a nota do PCP, se é mesmo por desonestidade ou se simplesmente te escapou. assim  sendo, fica 1 quote em tamanho XL para ver se não te escapa.
Citar
Face a várias solicitações de diferentes órgãos de comunicação social sobre o falecimento de Kim Jong-Il, o PCP divulga a seguinte informação

Não deixa de ser curioso como ainda não deste um piu que fosse sobre a cowboyada que o «teu» governo está a fazer! nem um comentário Às privatizações/negociatas como o caso da privatização metro/carris, nem um comentário sobre o aumento do desemprego, do IVA, da recessão, NADA. Por isso nem me dou ao trabalho de comentar o restante das tuas fantasias e o já normal transformar meias verdades em factos absolutos.


edit
Angel Lion
A historia do Comunismo, do Fascismo, do Nacional-Socialsmo, e de muitos movimentos que podem a eles ser assimilados (como os Kmhers Vermelhos, ou a longa sucessao de ditaduras militares latino-americanas)

Já agora faço um aparte: quem correu com os Kmhers vermelhos foi o Vietname com o apoio da URSS. Já os EUA e UK defenderam na ONU a legitimidade dos Kmhers (já depois do ano zero!!)com o apoio dos amiguinhos da china! mas claro quem ficou com a fama foram os comunas
SL
« Última modificação: Dezembro 20, 2011, 20:11 pm por LISBON1906 »

The past is now part of my future,the present is well out of hand Ian Curtis, Heart and Soul

Eu não apoio o PCP nem qualquer partido politico, pois embora concorde com muitos dos seus objectivos finais não acredito que os mesmos conseguiram ser alcançados dentro deste paradigma económico nem por meios políticos a não ser que estabeleçam uma espécie de democracia directa e uma economia paralela. Até porque todo este conceito da classe trabalhadora e do mercado de trabalho está cada vez mais a ficar obsoleta com a evolução da automatização tecnológica, e o nosso pensamento cultural está cada vez a ter mais dificuldade em acompanhar todo este avanço tecnológico. Mas também reconheço que não devemos ser cínicos e rejeitar princípios como igualdade, partilha e cooperação, pois se queremos sobreviver enquanto espécies, os nossos princípios terão de estar muito mais próximos desses do que os actuais que propagam uma mentalidade tribalista e consumista, e premeiam ganância e o egoísmo.

 :arrow:

O que está a bold, é uma ideia que ultrapassa em muito qualquer questão relacionada com o Comunismo. É algo que afecta a sociedade em geral, seja qual for o regime em que está inserido!

Sem duvida, e é algo que vai ser muito badalado nos próximos anos.
É assombrosa a dualidade de critérios que esta moderação tem em relação à morte de personagens famosos.

Se a pessoa em questão for uma drogadita que por acaso também era cantora é um caso de luto nacional e quem ousar questionar os louvores ou a pertinência de tanto pranto pela pessoa em questão é alvo de punição exemplar.

Se por outro lado a personagem em questão for um ditador e aqui a palavra-chave é ditador, qualquer forista tem a bênção do patriarcado censor para celebrar, beber copos e deitar foguetes.

 Há aqui uma grande incoerência…

Existem aspectos que para os mais iletrados em matéria geopolítica entenderem que eu gostava de sublinhar.

O que nos foi vendido pelos media Saddam Hussein era um ditador cruel que fazia sofrer o seu povo e era urgente removê-lo do poder pois tinha em seu poder Armas de Destruição Massiva.

Os factos:
Saddam Hussein era um líder que manteve pacificada durante décadas uma amálgama de tribos e convicções religiosas distintas, tendo um governo pró-ocidental, livre da Al-Qaeda, com um nível de desenvolvimento possível dadas as sanções económicas internacionais, promoveu a modernização deste país com ensino e saúde gratuita e promoveu fortemente a agricultura com vastos subsídios e equipamentos técnicos; contudo era urgente que fosse aniquilado assim que ousou pensar em deixar de vender o petróleo em dólares mas sim em euros. Era um homem vil, arrogante, prepotente, com riqueza ilícita, contudo com se diz em bom português um mal necessário tanto para o seu povo como para o equilíbrio de forças no Médio Oriente.

Outro ditador assustador foi Muammar Gaddafi desde que tomou o poder os níveis de literacia da Líbia passaram de 10% para 90%, a esperança média de vida aumentou de 57 para 77 anos de vida, estabeleceu direitos iguais para mulheres e pretos que eram subjugados e tratados como propriedade, desenvolveu o estado social promovendo o ensino e saúde gratuitos, apoiou o desenvolvimento universitário com protocolos para que os jovens pudessem estudar nas melhores universidades europeias, desenvolveu programas de emprego, criou um vasto rio artificial para irrigar as zonas mais desérticas do seu país. Era arrogante, prepotente, mau, no obstante, útil! Como sempre tinha nas suas mãos petróleo e como os seus modos negociais não agradaram a França, Itália, Reino Unido e E.U.A tinha que ser liquidado.

O que Saddam Hussein e Muammar Gadaffi têm em comum é que em dada altura foram convenientes à política externa norte-americana que fechava os olhos aos seus crimes, e de repente quando estes deixaram de ser meros joguetes e a pensar por si próprios ao invés dos interesses petrolíferos, ficaram com os seus dias contados.

Agora temos este Kim Jong Il que exigia um culto cego do seu povo à sua personagem, que fez ZERO avanços no seu país, que submetia o seu povo numa pobreza e escravidão exemplares, cujos negócios obscuros com os E.U.A não interessa nem convém sequer falar, que estava em pleno desenvolvimento do seu programa nuclear enquanto Saddam Hussein era perseguido por um alegado programa de armas de destruição massiva acaba por morrer com uma m.e.r.d.a de um ataque cardíaco depois de encher-se de dinheiros Russos, materiais nucleares Chineses e lavagem de dinheiro Americano. A este lixo humano já ninguém perseguiu, atacou e mesmo tentou matar, este sim era um ditador exemplar, um intocável da política externa norte-americana pelo simples facto de não possuir petróleo!

Curioso como funciona a política externa dos Estados Unidos, primeiro eram por ser Comunistas, depois veio o terrorismo e as guerras preventivas, agora são pelas guerras em prol da democratização e com o Irão que razão virá?

A verdadeira politica externa é esta:

Enquanto o ditador convém apoia-se, quando este já cheira mal denúncia-se e quando começa a pensar por si mata-se.
Herói neoliberal – Entende-se como sendo o individuo que usufruindo dos benefícios do estado social,
opta por esquemas de fraude e evasão fiscal em prejuízo do bem comum.
É assombrosa a dualidade de critérios que esta moderação tem em relação à morte de personagens famosos.

Se a pessoa em questão for uma drogadita que por acaso também era cantora é um caso de luto nacional e quem ousar questionar os louvores ou a pertinência de tanto pranto pela pessoa em questão é alvo de punição exemplar.

Se por outro lado a personagem em questão for um ditador e aqui a palavra-chave é ditador, qualquer forista tem a bênção do patriarcado censor para celebrar, beber copos e deitar foguetes.

 Há aqui uma grande incoerência…

Foram apagadas ou editadas mensagens que passaram dos limites, tal como no tópico a que aludes. Se há alguma coisa assombrosa que perpassa por este fórum, é a tua falta de capacidade de análise. Se quiseres comentar ulteriormente a actuação da Moderação, dirige-te ao Atendimento VIP.
Saudades do futuro.
É assombrosa a dualidade de critérios que esta moderação tem em relação à morte de personagens famosos.

Se a pessoa em questão for uma drogadita que por acaso também era cantora é um caso de luto nacional e quem ousar questionar os louvores ou a pertinência de tanto pranto pela pessoa em questão é alvo de punição exemplar.

Se por outro lado a personagem em questão for um ditador e aqui a palavra-chave é ditador, qualquer forista tem a bênção do patriarcado censor para celebrar, beber copos e deitar foguetes.

 Há aqui uma grande incoerência…

Existem aspectos que para os mais iletrados em matéria geopolítica entenderem que eu gostava de sublinhar.

O que nos foi vendido pelos media Saddam Hussein era um ditador cruel que fazia sofrer o seu povo e era urgente removê-lo do poder pois tinha em seu poder Armas de Destruição Massiva.

Os factos:
Saddam Hussein era um líder que manteve pacificada durante décadas uma amálgama de tribos e convicções religiosas distintas, tendo um governo pró-ocidental, livre da Al-Qaeda, com um nível de desenvolvimento possível dadas as sanções económicas internacionais, promoveu a modernização deste país com ensino e saúde gratuita e promoveu fortemente a agricultura com vastos subsídios e equipamentos técnicos; contudo era urgente que fosse aniquilado assim que ousou pensar em deixar de vender o petróleo em dólares mas sim em euros. Era um homem vil, arrogante, prepotente, com riqueza ilícita, contudo com se diz em bom português um mal necessário tanto para o seu povo como para o equilíbrio de forças no Médio Oriente.

Outro ditador assustador foi Muammar Gaddafi desde que tomou o poder os níveis de literacia da Líbia passaram de 10% para 90%, a esperança média de vida aumentou de 57 para 77 anos de vida, estabeleceu direitos iguais para mulheres e pretos que eram subjugados e tratados como propriedade, desenvolveu o estado social promovendo o ensino e saúde gratuitos, apoiou o desenvolvimento universitário com protocolos para que os jovens pudessem estudar nas melhores universidades europeias, desenvolveu programas de emprego, criou um vasto rio artificial para irrigar as zonas mais desérticas do seu país. Era arrogante, prepotente, mau, no obstante, útil! Como sempre tinha nas suas mãos petróleo e como os seus modos negociais não agradaram a França, Itália, Reino Unido e E.U.A tinha que ser liquidado.

O que Saddam Hussein e Muammar Gadaffi têm em comum é que em dada altura foram convenientes à política externa norte-americana que fechava os olhos aos seus crimes, e de repente quando estes deixaram de ser meros joguetes e a pensar por si próprios ao invés dos interesses petrolíferos, ficaram com os seus dias contados.

Agora temos este Kim Jong Il que exigia um culto cego do seu povo à sua personagem, que fez ZERO avanços no seu país, que submetia o seu povo numa pobreza e escravidão exemplares, cujos negócios obscuros com os E.U.A não interessa nem convém sequer falar, que estava em pleno desenvolvimento do seu programa nuclear enquanto Saddam Hussein era perseguido por um alegado programa de armas de destruição massiva acaba por morrer com uma m.e.r.d.a de um ataque cardíaco depois de encher-se de dinheiros Russos, materiais nucleares Chineses e lavagem de dinheiro Americano. A este lixo humano já ninguém perseguiu, atacou e mesmo tentou matar, este sim era um ditador exemplar, um intocável da política externa norte-americana pelo simples facto de não possuir petróleo!

Curioso como funciona a política externa dos Estados Unidos, primeiro eram por ser Comunistas, depois veio o terrorismo e as guerras preventivas, agora são pelas guerras em prol da democratização e com o Irão que razão virá?

A verdadeira politica externa é esta:

Enquanto o ditador convém apoia-se, quando este já cheira mal denúncia-se e quando começa a pensar por si mata-se.


Hás-de me explicar porque é que alguém, quando a isso não é obrigado, deve investir dinheiro seu sabendo que o retorno não o compensará.
É assombrosa a dualidade de critérios que esta moderação tem em relação à morte de personagens famosos.

Se a pessoa em questão for uma drogadita que por acaso também era cantora é um caso de luto nacional e quem ousar questionar os louvores ou a pertinência de tanto pranto pela pessoa em questão é alvo de punição exemplar.

Se por outro lado a personagem em questão for um ditador e aqui a palavra-chave é ditador, qualquer forista tem a bênção do patriarcado censor para celebrar, beber copos e deitar foguetes.

 Há aqui uma grande incoerência…

Foram apagadas ou editadas mensagens que passaram dos limites, tal como no tópico a que aludes. Se há alguma coisa assombrosa que perpassa por este fórum, é a tua falta de capacidade de análise. Se quiseres comentar ulteriormente a actuação da Moderação, dirige-te ao Atendimento VIP.

Dirigir-me ao Atendimento VIP já o fiz antes sem sucesso!

Agora paternalismos e observações quanto à minha capacidade de análise, dispenso obrigado! Porque quanto mais já tive conversas infrutíferas com outros membros da moderação sobre censura com a qual estou totalmente em desacordo.

Para mim é um caso flagrante do tipo Let's Agree to Disagree (Vamos Concordar que Discordamos), não adianta zangarmo-nos sobre isso.


Agora back on-topic:


Joaommx tens toda a razão! É que é mesmo isso, quanto a este tipo de interesses. :great:


Cumps

 

Herói neoliberal – Entende-se como sendo o individuo que usufruindo dos benefícios do estado social,
opta por esquemas de fraude e evasão fiscal em prejuízo do bem comum.
Para mim é um caso flagrante do tipo Let's Agree to Disagree (Vamos Concordar que Discordamos), não adianta zangarmo-nos sobre isso.

Ficamos assim, entao. :great:
Saudades do futuro.
[youtube=650,535]http://www.youtube.com/watch?v=pSWN6Qj98Iw&feature=g-logo&context=G200cee4FOAAAAAAABAA[/youtube]

O 1º caso de flash mob na Coreia do Norte
“no small number of these whaling seamen belong to the Azores, where the outward bound Nantucket whalers frequently touch to augment their crews from the hardy peasants of those rocky shores.”
Herman Melville - Moby Dick
Também quero um Querido Líder destes em Portugal!

http://www.cbsnews.com/8334-503543_162-57345134-503543/kim-jong-il-10-weird-facts-propaganda/?pageNum=10&tag=next

É tão perfeito que aprendeu a falar em 8 semanas, a andar em 4 e não caga! É o maior!
''You have forgotten who you are and so have forgotten me. Look inside yourself, Simba. You are more than what you have become. You must take your place in the Circle of Life.'' Mufasa, Lion King, 1994

''These are dark times, there is no denying. Our world has perhaps faced no greater threat than it does today. But I say this to our citizenry: We, ever your servants, will continue to defend your liberty and repel the forces that seek to take it from you!'' Rufus Scrimgeour, Minister for Magic
Depois de ver este video nem sei que pensar lol
Eles amavam mesmo este ditador, este sacana de primeira , lol