Fórum SCP

André Martins – A qualidade elitista

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Excelente texto @Novo! :clap: :great:
Xbox Live - Luis1906
Falta só acrescentar, que toda a orquestra precisa de um maestro e todo o maestro precisa de uma orquestra. O "músico" André Martins (como analogia feita no texto original deste tópico), não se realçou porque era um elemento estranho, um solista, numa orquestra de ferrinhos.

Sê bem vindo ao teu verdadeiro lugar.

Muito boa a analogia musical. Parabéns, Novo.
André Martins - A Qualidade Elitista

Imaginem a “escola”, o mecanismo, a dinâmica, a concentração da qualidade no aspecto técnico e táctico...tudo isso conjugado num jogador pronto a ser lançado para a equipa sénior.

Imaginem o empréstimo a clubes onde os companheiros, não duvidando de toda a sua entrega ao jogo e garra, não partilham desses atributos.
O jogo não flui, parece que o que se aprendeu se desvaneceu, os adeptos desse clube perguntam “Este tipo foi formado no Sporting? O que é que viram nele?”. Ele insiste, quer que a sinfonia que tão bem aprendeu a tocar ecoe com os seus colegas, mas ali toca-se tambor, o violino não é aceite, pelo menos nos objectivos imediatos. O treinador acaba por o deixar de fora, há a luta pela “sobrevivência” ali, clubes que mais do que beleza futebolística, precisam de ganhar.

 Há jogadores assim, que só tocam com solistas ao lado, com quem sinta a música e a compreenda. Imaginam o Quim Barreiros no Scala? Andrea Bocelli numa qualquer Queima das Fitas? Não...a qualidade por vezes é elitista e só se dá bem em certos sítios.

André, o teu lugar é aqui, o João Pereira sabe o que pensas e já está a subir no flanco, o Capel prevê a tua rotação de jogo e já se posiciona para receber a bola, o Schaars supõe que irás tocar curto para posteriormente receberes o esférico. Eles compreendem-te, incitam-te, percebem o teu ritmo, o teu toque de violino. André, o teu lugar é aqui!



:clap: :clap: :clap:
Bom texto, 1º violino! :great:
De facto o puto destoa de muitos matacões que por aí pululam e dos quais de dizem maravilhas.
QUERO    UM   SPORTING
CREDÍVEL  -  LIMPO  -  AMBICIOSO
Essa comparação do futebol com o violino e o tambor é um absurdo, mas pronto  :lol:

Continua a ser um mistério porque foi tapado em Belém. Acho que não tem nada a ver com o estilo de jogo do Sporting e Belenenses. Talvez o homem ainda estivesse muito verdinho, e a pré-época fraca que fez o ano passado connosco em parte, comprova-o.

Entretanto, está irreconhecível esta época, tanto nos sub-21 como no Sporting. Muitos bons pormenores!
Grande pérola que temos aqui. Excelentes apontamentos contra o Zurique, parecia que estava o Ronaldo a jogar aqui à uns aninhos eheh :mrgreen:
Excelente texto. :clap:
Mais uma vez digo: este rapaz apenas precisa de oportunidades. A qualidade, está lá toda. Não me venham com as tretas do físico e da altura. O toque de bola do André não engana.
Leão ao peito, SPORTING no coração!
Ecletismo: uma bandeira do Sporting Clube de Portugal!
Obrigado pelos comentários..foi apenas um devaneio que resolvi partilhar convosco.

Essa comparação do futebol com o violino e o tambor é um absurdo, mas pronto  :lol:

 Foi só uma analogia. :great:
 Se bem que o absurdo até pode ser algo filosófico:

Citar
Em filosofia, "O Absurdo" se refere ao conflito entre a tendência humana de buscar significado inerente à vida e a inabilidade humana para encontrar algum significado. Nesse contexto "absurdo" não significa "logicamente impossível", mas sim "humanamente impossível". O universo e a mente humana não causam separadamente o Absurdo, Absurdo surge pela natureza contraditória de ambos existindo simultaneamente.

in Wikipédia
2h9m21s
Excelente texto que contem uma reflexão muito interessante sobre o André Martins, um jogador já de si extremamente interessante.

Se lhe derem espaço e tempo, acho que temos ali um jogador que pode vir a ser um caso sério.
Obrigado pelos comentários..foi apenas um devaneio que resolvi partilhar convosco.

Essa comparação do futebol com o violino e o tambor é um absurdo, mas pronto  :lol:

 Foi só uma analogia. :great:
 Se bem que o absurdo até pode ser algo filosófico:

Citar
Em filosofia, "O Absurdo" se refere ao conflito entre a tendência humana de buscar significado inerente à vida e a inabilidade humana para encontrar algum significado. Nesse contexto "absurdo" não significa "logicamente impossível", mas sim "humanamente impossível". O universo e a mente humana não causam separadamente o Absurdo, Absurdo surge pela natureza contraditória de ambos existindo simultaneamente.

in Wikipédia

 :)  :great:
Há muitos anos que vejo André Martins jogar nas nossas camadas jovens. Companheiro de jogadores como André Santos, Diogo Rosado, Diogo Amado, Adrien Silva, Wilson Eduardo, e Diogo Viana por exemplo.

Há muito tempo também que penso (e talvez já o tenha escrito também), que André Martins era o jogador com mais potencial nessa equipa. Com muito mais potencial que o João Merdinho até. Que aproveite bem as oportunidades, é o que lhe desejo, pois tem este ano a oportunidade de ouro de se afirmar. Penso mesmo que o único obstáculo a isso ainda é o factor físico. O André precisa de ganhar mais força e poder de choque, algo que mesmo sendo baixinho, um grande treino físico permite. Ainda perde algumas vezes a bola porque não tem o poder de dar o corpo ao adversário para proteger a bola sem se desposicionar e a perder. Se ganhar esta capacidade, teremos um jogador de eleição.
Essa comparação do futebol com o violino e o tambor é um absurdo, mas pronto  :lol:

Continua a ser um mistério porque foi tapado em Belém. Acho que não tem nada a ver com o estilo de jogo do Sporting e Belenenses. Talvez o homem ainda estivesse muito verdinho, e a pré-época fraca que fez o ano passado connosco em parte, comprova-o.

Entretanto, está irreconhecível esta época, tanto nos sub-21 como no Sporting. Muitos bons pormenores!

Não acho um mistério. O André terá sempre ainda mais dificuldade nas dimensões inferiores, devido à dimensão muito mais física do jogo. E nessa altura ainda mais débil fisicamente ele era. Esperemos pacientemente, pois ele ainda pode e vai com certeza melhorar muito esse aspecto.
Obrigado pelos comentários..foi apenas um devaneio que resolvi partilhar convosco.

Essa comparação do futebol com o violino e o tambor é um absurdo, mas pronto  :lol:

 Foi só uma analogia. :great:
 Se bem que o absurdo até pode ser algo filosófico:

Citar
Em filosofia, "O Absurdo" se refere ao conflito entre a tendência humana de buscar significado inerente à vida e a inabilidade humana para encontrar algum significado. Nesse contexto "absurdo" não significa "logicamente impossível", mas sim "humanamente impossível". O universo e a mente humana não causam separadamente o Absurdo, Absurdo surge pela natureza contraditória de ambos existindo simultaneamente.

in Wikipédia

É nada absurdo pá... não quer dizer que não sejam ambos instrumentos importantes, mas um é mais bruto e o outro é mais sublime, assim como um Grimi e um Insua...   :mrgreen: :mrgreen: :mrgreen:
Parabéns pelo texto
 :clap:

Gostaria de propor uma reflexão: imaginem dezenas de jovens futebolistas a serem instruídos na nossa academia durante anos; imaginem que em 80% ou mais dos jogos efetuados só se joga futebol positivo (i.e. para ganhar/golear); imaginem emprestá-los no(s) primeiro(s) ano(s) de séniores a clubes com treinadores bafientos que se preocupam mais com o seu lugar do que com a qualidade de futebol praticado pela sua equipa.

Haverá lugar ao risco de ter futebolistas a sério em detrimento de qualquer coisa parecida (ratice/matreirice/manhosice)?

Claro que não!!  :wall:

Por mim deveriamos fazer uma petição para acabar com empréstimos a gente mofenta e de objetivos minímos. :cartao:

Voto já em empréstimos a emblemas etrangeiros sem preconceitos em jogar futebol - disse bem, futebol, e não um desporto no qual as balizas são adereços engraçados para enfeitar os topos do campo.

Saudações Leninas
O André é um centrocampista fantástico.

Excelente visão de jogo, excelente qualidade de passe e também tem um remate deveras fácil.