Xandão

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Sentar o Rodriguez é fácil, que o homem senta-se a ele próprio...  ???


"O ser humano será o único animal que procura voluntariamente a servidão para se furtar ao dom que o distingue da restante criação: a inteligência." (Miguel Castelo Branco)
Entrou bastante bem, conseguiu comprometer e jogou simples  :great:

Gostaria que fizesse dupla com o Rodriguez, mas face à lesão deste penso que deveria ser titular ao lado do Carriço
Pelo que tenho visto do Xandão vai ter muitas dificuldades em impor-se no Sporting. Poucos recursos técnicos, alguma falta de velocidade...
Pelo que tenho visto do Xandão vai ter muitas dificuldades em impor-se no Sporting. Poucos recursos técnicos, alguma falta de velocidade...
Estas a brincar?É que precisamente ao contrario!!
Muito bem. Na miséria geral destoou.

É incrível por o Rodriguez e o Polga e deixar este no banco.
--------------------------------------------------------------------------------
Sentar o Rodriguez é fácil, que o homem senta-se a ele próprio...  ???

 :mrgreen:  :clap:
23-03-2013 A noite mais feliz da minha vida como Sportinguista.
A partir de agora mandamos nós e o Sporting terá o seu caminho novamente, quero vos agradecer a todos e dizer claramente para que toda a gente oiça:
Viva o Sporting Clube de Portugal! É nosso outra vez!
Palavras do Presidente do Sporting Clube de Portugal, Bruno de Carvalho. Bem haja Presidente!


Entrou a frio e bem
Deve ir para o banco no domingo para poder jogar o ridiculo Polga

SL
É sempre complicado um defesa entrar naquela fase do jogo, mas penso que esteve bem.

Creio que deve ser titular já contra o Rio Ave.
Pelo que tenho visto do Xandão vai ter muitas dificuldades em impor-se no Sporting. Poucos recursos técnicos, alguma falta de velocidade...

Tu elogias o Polga e criticas o Xandão?  :lol:

Este parece ser o melhor central que neste momento temos disponível...
Sá Pinto, quem me dera ouvisses isto... É este e o Carriço, é a nossa melhor dupla.
Entrou bem não comprometeu.

Para apostar contra Rio Ave em Xandão e carriço a centrais.
www.huden.pt

Sporting Sempre.
Entrou sem aquecer e mesmo assim não comprometeu. Está algo lento mas é preciso compreender que esteve parado um mês. Com a titularidade vai subir de rendimento, deverá formar dupla com o Polga apesar de defender que seja com o Carriço.
“Look, we’re not entertaining? I don’t care; we win.”

José Mourinho
Lento? Onde? Em que jogada é que perde em velocidade? Dois lances aéreos, limpou-os... na primeira jogada abusou, mas retratou-se logo a seguir a cortar logo e simples, ou seja, antes de voltar a abusar decidiu jogar pelo seguro. Ainda que falhe, prefiro vê-lo a falhar do que a "dupla maravilha" que jogou no centro da defesa ontem... já irrita a repetição do filme em todos os jogos.
«O importante é ganhar. Quer se goste mais de umas coisas e menos de outras, quer se tenha uma opinião mais para a esquerda ou mais para a direita, o que realmente importa é que cada um de nós ponha sempre os interesses do Sporting Clube de Portugal acima de qualquer gosto particular, de qualquer ataque dos nossos adversários, e tão alto que nada nem ninguém nos impeça de sermos cada vez mais fortes, ganhadores e campeões».
Ora deixa cá ver... :think:
Entrou a frio e fez um bom jogo, tal como já tinha dado bons indicadores anteriormente...
É forte no jogo aereo, bem mais do que qualquer um dos outros disponiveis...
Não sendo muito rápido, também não é lento, e se a defesa não jogar tão subida como jogava com DP não deverá ter grandes problemas...
Não é um André Cruz, mas também não é nenhum cepo a jogar com os pés...

Será que já não é altura de colocar o homem a titular? Principalmente enquanto o Oneywu está lesionado!
Dizem que o Xandão é lento... então e por isso joga o Polga? Acho que o Xandão dá 3 voltas ao campo enquanto o Polga sprinta da linha de fundo até à cabeça da área.
Entrou sem aquecer e mesmo assim não comprometeu. Está algo lento mas é preciso compreender que esteve parado um mês. Com a titularidade vai subir de rendimento, deverá formar dupla com o Polga apesar de defender que seja com o Carriço.

Por acaso do que tenho visto não me parece nada lento!
Eu não gostei muito. Aliás, gostar gostar só gostei com o Nacional. Pareceu-me algo descordenado, com pouca classe para, não cortando com chutão para a atmosfera, sair a jogar.

Acredito, ainda assim, que a falta de aquecimento não o terá beneficiado em nada...

Era o jogo ideal para ele. Os polacos meteram o jogo aéreo, os duelos físicos e a agressividade no campo (acho que foi por aí que jogou o DC a trinco), e ele sairia beneficiado disso.

Ainda assim, os outros dois centrais deram conta do recado, especialmente o AR até ao momento da lesão.

Acho que só tirarei grandes conclusões sobre ele balanceando no final do Campeonato estes primeiros seis meses. Veio sem ritmo e veio do futebol brasileiro, é difícil tirar já grandes conclusões sobre ter ou não qualidade.

Se for aposta domingo, desejo-lhe toda a sorte. Não me parece uma aposta nada descabida nem desprovida de sentido, embora eu, pessoalmente, não o utilizasse no onze inicial.

O Rio Ave vai jogar um jogo muito diferente do Legia. Dará espaço aos centrais para construírem, não jogará tão directo, nem procurará tanto os contactos físicos e os pontapés aéreos para a referência ofensiva.

Optava pelo Daniel e pelo Polga na defesa.
Eu não gostei muito. Aliás, gostar gostar só gostei com o Nacional. Pareceu-me algo descordenado, com pouca classe para, não cortando com chutão para a atmosfera, sair a jogar.

Acredito, ainda assim, que a falta de aquecimento não o terá beneficiado em nada...

Era o jogo ideal para ele. Os polacos meteram o jogo aéreo, os duelos físicos e a agressividade no campo (acho que foi por aí que jogou o DC a trinco), e ele sairia beneficiado disso.

Ainda assim, os outros dois centrais deram conta do recado, especialmente o AR até ao momento da lesão.

Acho que só tirarei grandes conclusões sobre ele balanceando no final do Campeonato estes primeiros seis meses. Veio sem ritmo e veio do futebol brasileiro, é difícil tirar já grandes conclusões sobre ter ou não qualidade.

Se for aposta domingo, desejo-lhe toda a sorte. Não me parece uma aposta nada descabida nem desprovida de sentido, embora eu, pessoalmente, não o utilizasse no onze inicial.

O Rio Ave vai jogar um jogo muito diferente do Legia. Dará espaço aos centrais para construírem, não jogará tão directo, nem procurará tanto os contactos físicos e os pontapés aéreos para a referência ofensiva.

Optava pelo Daniel e pelo Polga na defesa.

Polga?? Realmente com essa mentalidade não vamos a lado nenhum, se o Polga jogar garanto te que no intervalo já levamos pelo menos um golo à pala dele.
Polga?? Realmente com essa mentalidade não vamos a lado nenhum, se o Polga jogar garanto te que no intervalo já levamos pelo menos um golo à pala dele.

Não iremos ao lado que tu quererás, por certo  :inde:

Quantos golos levámos "até ao intervalo à pala dele" nos últimos jogos?

Eu sou dos que tem tido que, em condições normais, o Polga era o último defesa.

Mas entretanto o OO e o AR estão lesionados, tendo chegado o Xandão, que reitero não ter apreciado muito e, acima de tudo, não achar ter as características indicadas para este jogo em específico (tinha-o metido no onze ontem).

Sobra o DC.

E são precisos dois.

Recuperem-me o Rodriguez - que é praticamente impossível -, ou até o Onyewu, e eu "atiro" o Polga para o banco ou para a bancada com gosto...
« Última modificação: Fevereiro 24, 2012, 18:38 pm por Goncalojbcorreia »
Não vou entrar em discussões desnecessárias sobre a qualidade do jogador e o erro de comparar as qualidades do colega de sector para menorizar este, ou o inverso. No entanto, dizer que Polga e Rodriguez estiveram bem e Xandão pareceu com pouca classe, choca-me bastante.  
«O importante é ganhar. Quer se goste mais de umas coisas e menos de outras, quer se tenha uma opinião mais para a esquerda ou mais para a direita, o que realmente importa é que cada um de nós ponha sempre os interesses do Sporting Clube de Portugal acima de qualquer gosto particular, de qualquer ataque dos nossos adversários, e tão alto que nada nem ninguém nos impeça de sermos cada vez mais fortes, ganhadores e campeões».