João Carlos

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Sinceramente acho pouco...
Pensei que tivessemos a falar de valores na ordem dos 10/15k (em média).

O RP ainda está com o primeiro contrato de profissional que assinou? :think:
Sinceramente acho pouco...
Pensei que tivessemos a falar de valores na ordem dos 10/15k (em média).

O RP ainda está com o primeiro contrato de profissional que assinou? :think:

Não. O RP já viu o seu contrato revisto umas 2/3 vezes, pelo menos.

Basta veres que o Miguel Veloso, na última época em Alvalade, passou de 20k para 40k. Djalo saiu a ganhar 25k, e Salomão, se não estou em erro, ganha 10k.

Estes miúdos, tendo em conta os ordenados (vejam em % sobre o custo total de pessoal), apresentam um risco diminuto.

Volto a dizer, deixar escapar o João Carlos por 3/4k , é uma vergonha e um erro crasso. Um miúdo que joga o que este joga, aos 18 anos, nunca sairia por menos de 100/200k.
Desculpem lá a curiosidade, mas alguém sabe se o Sporting fez alguma coisa para segurar o jogador?
Propôs-lhe um contrato um contrato profissional?
Disse que não contava com ele?
Como é? Parece evidente que alguns de vocês devem ter a resposta para estas questões, pelo menos a avaliar pelas certezas que têm.

Não conheço o jogador em questão mas, se for realmente bom, das duas uma:

- O Sporting não fez o que podia e devia para tentar segurá-lo e, então, fez asneira da grossa;

- O Sporting tentou até à última assinar um contrato profissional com o jogador mas este, por vontade própria, dos seus agentes ou seja de quem for, recusou-se a fazê-lo já na perspectiva de ir experimentar a sorte numa liga mais apelativa.

Se for esta última hipótese, então, meus amigos, vão-se habituando. Se nem o Barcelona consegue evitá-lo, muito mais difícil será para nós.
Não conheço o jogador em questão mas, se for realmente bom, das duas uma:

- O Sporting não fez o que podia e devia para tentar segurá-lo e, então, fez asneira da grossa;

- O Sporting tentou até à última assinar um contrato profissional com o jogador mas este, por vontade própria, dos seus agentes ou seja de quem for, recusou-se a fazê-lo já na perspectiva de ir experimentar a sorte numa liga mais apelativa.

ou então, dadas as alternativas para a posição dentro dum intervalo de idades considerável, o Sporting simplesmente não teve interesse em continuar a ligação com o jogador.

não podem ficar todos.
Não conheço o jogador em questão mas, se for realmente bom, das duas uma:

- O Sporting não fez o que podia e devia para tentar segurá-lo e, então, fez asneira da grossa;

- O Sporting tentou até à última assinar um contrato profissional com o jogador mas este, por vontade própria, dos seus agentes ou seja de quem for, recusou-se a fazê-lo já na perspectiva de ir experimentar a sorte numa liga mais apelativa.

ou então, dadas as alternativas para a posição dentro dum intervalo de idades considerável, o Sporting simplesmente não teve interesse em continuar a ligação com o jogador.

não podem ficar todos.

Mas o que é preferível:

-Visto o jogador ter bastante potencial (porque o tem!), mesmo que possa não vir a ter lugar no plantel, emprestar o jogador e ver se pode ou não ser hipótese para a equipa ou então ganhar algum € com ele após esse mesmo empréstimo;
-Vender / deixar sair já o jogador ganhando consideravelmente menos do que aquilo que ganharia tendo deixado o jogador rodar enquanto sénior?

Eu considero preferível a 1ª opção.

Mesmo achando João Mário e Chaby excelentes jogadores, João Carlos não lhes fica nada nada atrás.

EDIT: E ainda há a equipa B.
a questão não passa só pelo João Mário e/ou pelo Chaby, mas também pelo Zezinho, Adrien e/ou André Martins.

como disse antes, não poderão ficar todos.
Sem dúvida, todos não podem ficar.

Dos jogos que vi desta temporada, não hesitava em continuar a ligação com o Ricardo Esgaio, Mica, Tiago Ilori, João Carlos, Bruma e Betinho.

São seis, mas o investimento não me pareceria ser assim tão avultado.

Claro, se possível, também continuar a ligação com o Rafael Veloso e com o João Mário. Com o Ié não sei (futuro a defesa-central no futebol sénior... tenho algumas dúvidas).

Isto porque o Filipe Chaby e o Iuri Medeiros continuarão a ser juniores (o Bruma também, mas já leva 2 anos no escalão, jogou um acima quase sempre).

De qualquer forma, o talento dos jogadores que transitarão para o futebol sénior é muito. São entre 6 a 8 elementos com enorme potencial. Que se aproveite o mais possível.

PS - Não falei do Altaír, nem do Mateus Fonseca, porque não sei em que condições estarão, mas tenho dúvidas que não os fosse incluir no segundo grupo (o do Veloso e do JME).
a questão não passa só pelo João Mário e/ou pelo Chaby, mas também pelo Zezinho, Adrien e/ou André Martins.

como disse antes, não poderão ficar todos.

A equipa B vai ser boa por causa disso.
Claro, se possível, também continuar a ligação com o Rafael Veloso e com o João Mário. Com o Ié não sei (futuro a defesa-central no futebol sénior... tenho algumas dúvidas).

Isto porque o Filipe Chaby e o Iuri Medeiros continuarão a ser juniores (o Bruma também, mas já leva 2 anos no escalão, jogou um acima quase sempre).

Também é júnior de primeiro ano. :great:
Sem dúvida, todos não podem ficar.

Dos jogos que vi desta temporada, não hesitava em continuar a ligação com o Ricardo Esgaio, Mica, Tiago Ilori, João Carlos, Bruma e Betinho.

São seis, mas o investimento não me pareceria ser assim tão avultado.

(...)

Com base nas vossas observações, umas quantas contas de merceeiro para ter uma ideia se é ou não comportável ter 6/miúdos ano com contrato profissional:

Os dados são:

- 6 Jogadores;
- Contratos de 3 anos;
- Ordenados de 3.500 € /mês no primeiro ano e com progressão de 500 € /mês por anualmente;

(Não sei se os valores que referiram são brutos ou líquidos, mas pressupus que eram brutos, ou seja incluem os encargos do clube - para facilitar os cálculos)

Isto dá:


Ano 1:   294.000 €  /ano    (6 * 3.500  * 14)

Ano 2:   336.000 €  /ano    (6 * 4.000  * 14)

Ano 3:   378.000 €  /ano    (6 * 4.500  * 14)

=============================

Total:   1.008.000 €


Ou seja propôr a 6 jogadores contratos de profissional, custaria qq coisa como 1 milhão de Euros (para os 3 anos de contrato).

É ou não comportável ?!


Considerando o investimento na Academia e o nosso historial, parece-me que esta aposta é totalmente justificável. Mas claro que é preiciso que os jogadores aceitem (a Next Gen tb tem os seus inconvenientes).
@ hemiba,

São contas, agradeço-te por as fazeres. Eu pessoalmente não teria em conta o tempo de contrato, como não tenho nas contas que faço relativamente ao futebol sénior.

Se eu te disser que, no mesmo período de tempo, o Rodriguez vai ganhar o dobro desses 6 miúdos juntos, e o Sporting tinha uma opção como o Pedro Mendes (nem digo o Nuno Reis) que desportiva e financeiramente faria sentido integrar o plantel...

O que eu referi anteriormente, neste tópico (não estou seguro se viste), é que depois da participação num torneio destes, o Sporting tinha de decidir se ia apostar a sério no talento que forma ou não.

Achar que propor contrato profissional a 6 jogadores que transitem para séniores é incomportável financeiramente, é abdicar de apostar fortemente na formação. E o Liverpool agradece, parece-me.

Só uma questão: como vai ser formada a Equipa B, e quanto custará por ano?

É que me parece que a base da equipa B vai ser composta por jogadores que não ex-juniores deste ano, financeiramente com um custo bem mais significativo.

E se as Equipas B fossem para a II Divisão, podendo subir á Orangina, e não necessitassem de jogadores tão experientes e batidos como irão precisar, baseando-se antes esta equipa em ex-juniores deste ano?
« Última modificação: Janeiro 12, 2012, 22:27 pm por Goncalojbcorreia »
Para podermos comentar isto em condições precisariamos de algumas respostas, sob risco de estarmos unicamente a especular:
-Assinou ou não com o Liverpool?
-Havia ou não interesse do Sporting na assinatura do contrato?
-Houve ou não alguma proposta do Sporting que ele tenha recusado?
...

@ hemiba,

(...)
Achar que propor contrato profissional a 6 jogadores que transitem para séniores é incomportável financeiramente, é abdicar de apostar fortemente na formação. E o Liverpool agradece, parece-me.
(...)


Mas essa não foi a minha conclusão. Antes pelo contrário.

Aliás posso acrescentar que (segundo os meus cálculos, correndo o risco de estar a partir de pressupostos errados), se desta aposta /ano em 6 jogadores só um for aproveitado para a equipa principal (mesmo que todos os outros não sejam aproveitados nem sequer transacionados), significa que esse jogador custou: 1 Milhão de Euros.

Ou seja, o risco deste investimento é muito baixo.
Interpretei mal o ultimo parágrafo, percebi "(in)justificável"  :lol:
Parece que sairá brevemente para o Liverpool.em principio será já em Janeiro.
Não querendo entrar em conflito com nenhum dos foristas,há alguns dias atras fiquei
pior do que estragado,porque pensei que o jogador em questão era o Joao Mario.Sendo o
Joao Carlos é mau,perdermos o jogador,mas não tão mau como perdermos o João Mario,
na minha opinião o verdadeiro craque do nosso meio campo.

Todos sabemos que não podem ficar todos,mas esta equipa de juniores,que é para mim a
melhor da ultima decada,merecia um esforço extra por parte da direcção ,para que uma grande
percentagem destes jogadores assinasse contrato profissional.

SL
de pensar que o Sporting é muito grande, e que são estas coisas que valem muito para um clube. São estas coisas que trazem sportinguismo ao clube. Isto não é quantificável. Isto não são 6%, 7%... Isto é o Sporting! Isso traz coisas muito importantes ao Sporting. Fervor sportinguista, acima de tudo! - João Benedito, 20-06-2010
se for para o liverpool desejo-lhe uma má carreira, muito sinceramente. O Sporting formou-o e depois sai sem o Sporting ganhar nada com isso, ao menos que recebesse uns trocos. Não demonstra intelegencia na saida, vai ter dificuldades de adaptação em tão tenra idade no estrangeiro. Faz me lembrar aqueles jogadores que sairam para o Chelsea mas o Adrien preferiu ficar. Hoje os que sairam estão não sei onde e o Adrien preparasse para voltar ao Sporting e lutar pela titularidade.
Este vai-se perder como tantos outros.
Gonçalo

O Pedro Mendes não joga em Espanha. A sua estreia, pela equipa principal, deu azo a polémica, precisamente, por o atleta não jogar no Real Madrid B.

Em relação ao João Carlos, eu não o conheço bem. Nem a ele, nem aos outros, para ser sincero.

No entanto, sem estar na posse de algumas informações, é-me complicado criticar a direcção do Sporting. Mormente, seria interessante saber se o atleta interessava ao clube e/ou se o atleta tinha interesse em permanecer.

De certeza que os ingleses oferecem uma boa maquia. Numa fase tão precoce, há quem prefira o conforto da almofada financeira, em vez de investir na carreira. A história diz-nos que é um erro. Mas o dinheiro que se ganha pode ser um apelo mais forte e também ninguém tem garantias de que, investindo na carreira e no Sporting, o jogador tenha futuro no futebol profissional do clube.
"Players lose you games, not tactics. There's so much crap talked about tactics by people who barely know how to win at dominoes." - Brian Clough

"He is a perfect illustration of my constant theme about assembling a team of imperfect players who compliment each other perfectly. Unless he is surrounded by team mates who recognise his strenghts and cover for his weaknesses, his special goal scoring ability will go largely untapped. He needs to to be in the right place at the right time!" - Bob Paisley on John Wark
se for para o liverpool desejo-lhe uma má carreira, muito sinceramente. O Sporting formou-o e depois sai sem o Sporting ganhar nada com isso, ao menos que recebesse uns trocos. Não demonstra intelegencia na saida, vai ter dificuldades de adaptação em tão tenra idade no estrangeiro. Faz me lembrar aqueles jogadores que sairam para o Chelsea mas o Adrien preferiu ficar. Hoje os que sairam estão não sei onde e o Adrien preparasse para voltar ao Sporting e lutar pela titularidade.

Não entendo a tua afirmação. Se o jogador não tinha contrato com o Sporting (ao contrario de vários colegas de equipa) era porque o clube não devia estar muito interessado que o mesmo continuasse. Assim sendo parece-me normal que o atleta vá procurar outra equipa para jogar.

A maior sorte do mundo é o que lhe desejo.