Votação

Melhor em campo

Rui Patrício
17 (4.4%)
João Pereira
2 (0.5%)
Onyewu
10 (2.6%)
Polga
0 (0%)
Insúa
7 (1.8%)
Daniel Carriço
20 (5.2%)
Schaars
80 (20.9%)
Elias
5 (1.3%)
Capel
14 (3.7%)
Bojinov
1 (0.3%)
Wolfswinkel
212 (55.4%)
Carrillo
2 (0.5%)
André Martins
4 (1%)
Arias
1 (0.3%)
Ninguém se destacou
8 (2.1%)

Votos totais: 362

Votação encerrada: Dezembro 08, 2011, 22:10 pm

TPortugal 2011–12 [8º-F. 05/12] SPORTING 2-0 Belenenses

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

* Dezembro 06, 2011, 11:20 am
Bem lá passámos que é o que mais interessa, mas a exibição contra uma equipa que está em 13º na Liga Orangina podia ter sido bem melhor.

Penso que o problema da falta de dinâmica está no nosso meio campo. Inúmeras vezes temos a bola na posse dos centrais e o que acontece?

 O Carriço esconde-se, e o Schaars e o Elias quase que encostam ao Wolswinkel. O que acontece então?

 Ficamos com um grande fosso no meio campo e pior que isso não temos ninguém que paute o jogo. O Carriço que até jogou bem, e sem dúvida alguma que é melhor trinco do que alguma vez será central, não assume jogo nem tenta organizá-lo.
 Ou seja invariavelmente tem que ser o Capel a que receber a bola e a desatar a correr feito maluco, pois o Schaars e o Elias não criam linhas de passe.

Para mim isto é o que é preciso reter deste jogo, até os comentadores da SportTV diziam o mesmo que eu digo.

Não concordam?
**** Dezembro 06, 2011, 12:23 pm
Bem lá passámos que é o que mais interessa, mas a exibição contra uma equipa que está em 13º na Liga Orangina podia ter sido bem melhor.

Penso que o problema da falta de dinâmica está no nosso meio campo. Inúmeras vezes temos a bola na posse dos centrais e o que acontece?

 O Carriço esconde-se, e o Schaars e o Elias quase que encostam ao Wolswinkel. O que acontece então?

 Ficamos com um grande fosso no meio campo e pior que isso não temos ninguém que paute o jogo. O Carriço que até jogou bem, e sem dúvida alguma que é melhor trinco do que alguma vez será central, não assume jogo nem tenta organizá-lo.
 Ou seja invariavelmente tem que ser o Capel a que receber a bola e a desatar a correr feito maluco, pois o Schaars e o Elias não criam linhas de passe.

Para mim isto é o que é preciso reter deste jogo, até os comentadores da SportTV diziam o mesmo que eu digo.

Não concordam?

Não estava cá e não vi o jogo, mas segundo parece o belém defendia com a equipa toda no seu meio campo, se assim foi é natural esse fosso no nosso.
****** Dezembro 06, 2011, 12:43 pm


Temos de assumir que jogamos pouco
Existem vários factores que levaram a isso
O importante foi conseguido
Agora é pensar na equipa do 500

SL
*** Dezembro 06, 2011, 13:18 pm
Ganhámos, passámos à próxima fase.

Se tinhamos obrigação de fazer melhor figura? Sim, tinhamos...
No entanto, o resultado e a exibição são explicados por uma série de factores:
- O Belenenses abordou o jogo da única maneira que o podia abordar, defendendo com 11 e partindo para o contra-ataque quando recuperava a bola. Houve pouco espaço para o Sporting poder praticar o seu futebol (principalmente na 1ª parte), o que adiou o golo do Sporting para a 2ª parte. É uma situação à qual o Sporting se tem de habituar pois 90% dos jogos da época são contra equipas que defendem desta maneira.

- A passividade de alguns jogadores em campo. Jogando contra uma equipa que defende contra 11, atacamos sempre em desvantagem numérica. Como tal, não é permitido que jogadores como o Elias e Bojinov não apareçam no jogo! O Elias tem de assumir o jogo do Sporting, ele tem de ser o estratega da equipa! Tem de pegar na bola e transportá-la até à área, fazer passes de ruptura, aparecer em zonas de finalização... Infelizmente, o que eu vejo, é que o Elias se esconde demasiado, raramente procura desmarcar-se para que os colegas lhe passem a bola, resumindo, raramente se assume como o estratega da equipa (algo que o André Martins desempenhou bastante bem no jogo com o Zurique)! E no que resulta esta situação? Que a equipa abuse dos ataque pelas alas, tornando o nosso futebol algo previsível e dependente de jogadores como Capel e João Pereira.

Digo isto porque acho que o Sporting suprimindo algumas lacunas, será uma equipa mais do que capaz para vencer todas as frentes na qual ainda joga. Cada vez mais tenho a sensação que este pode ser o nosso ano!
* Dezembro 06, 2011, 13:33 pm
Citar
Antuerpia64:



- A passividade de alguns jogadores em campo. Jogando contra uma equipa que defende contra 11, atacamos sempre em desvantagem numérica. Como tal, não é permitido que jogadores como o Elias e Bojinov não apareçam no jogo! O Elias tem de assumir o jogo do Sporting, ele tem de ser o estratega da equipa! Tem de pegar na bola e transportá-la até à área, fazer passes de ruptura, aparecer em zonas de finalização... Infelizmente, o que eu vejo, é que o Elias se esconde demasiado, raramente procura desmarcar-se para que os colegas lhe passem a bola, resumindo, raramente se assume como o estratega da equipa (algo que o André Martins desempenhou bastante bem no jogo com o Zurique)! E no que resulta esta situação? Que a equipa abuse dos ataque pelas alas, tornando o nosso futebol algo previsível e dependente de jogadores como Capel e João Pereira.


Desculpa cortar-te o post, concordo com o resto, mas saliento este parágrafo. Não vejo em Elias um estratega. Isso não lhe posso pedir. É um jogador de equilíbrios, com alguma vocação para aparecer em zonas de finalização. E Schaars, com outras características, tem um registo parecido. Contra estas equipas de bloco baixo e com este meio campo e ainda por cima com as ausências que temos em termos de jogadores desequilibradores a equipa tem e continuará a ter dificuldades. Serão mais... ou menos visíveis, se a bola entrar mais... ou menos cedo.


* Dezembro 06, 2011, 13:53 pm
Citar
Antuerpia64:



- A passividade de alguns jogadores em campo. Jogando contra uma equipa que defende contra 11, atacamos sempre em desvantagem numérica. Como tal, não é permitido que jogadores como o Elias e Bojinov não apareçam no jogo! O Elias tem de assumir o jogo do Sporting, ele tem de ser o estratega da equipa! Tem de pegar na bola e transportá-la até à área, fazer passes de ruptura, aparecer em zonas de finalização... Infelizmente, o que eu vejo, é que o Elias se esconde demasiado, raramente procura desmarcar-se para que os colegas lhe passem a bola, resumindo, raramente se assume como o estratega da equipa (algo que o André Martins desempenhou bastante bem no jogo com o Zurique)! E no que resulta esta situação? Que a equipa abuse dos ataque pelas alas, tornando o nosso futebol algo previsível e dependente de jogadores como Capel e João Pereira.


Desculpa cortar-te o post, concordo com o resto, mas saliento este parágrafo. Não vejo em Elias um estratega. Isso não lhe posso pedir. É um jogador de equilíbrios, com alguma vocação para aparecer em zonas de finalização. E Schaars, com outras características, tem um registo parecido. Contra estas equipas de bloco baixo e com este meio campo e ainda por cima com as ausências que temos em termos de jogadores desequilibradores a equipa tem e continuará a ter dificuldades. Serão mais... ou menos visíveis, se a bola entrar mais... ou menos cedo.




Ora nem mais, mas eu acho que o Elias pode ser esse jogador. Que organiza, desmarca e conclui quando é preciso. Apenas tem que trabalhar nesse sentido. Com o André Martins em campo viu-se logo a diferença, pois começaram logo a surgir passes de ruptura e ele acabou por fazer a ponte entre defesa e ataque, algo que não aconteceu quase o jogo todo.

 Para jogarem assim, tanto o Elias como Schaars acabam por passar um bocado ao lado do jogo. Poderão eventualmente não ser compatíveis os dois. Cabe ao DP perceber isso e se for preciso alterar alguma coisa...

E não venham com a desculpa que o Belenenses jogou com 11 atrás da linha do meio campo. Viu-se claramente que são uma equipa mediocre e abriam espaços quando a equipa do Sporting fazia uma boa troca de bola ou algum passe de ruptura. Contra estas equipas é essencial dinâmica e constante criação de linhas de passe. E ontem isso apenas a espaços se viu...
« Última modificação: Dezembro 06, 2011, 13:58 pm por Filianthuri »
*** Dezembro 06, 2011, 14:15 pm
Citar
Antuerpia64:



- A passividade de alguns jogadores em campo. Jogando contra uma equipa que defende contra 11, atacamos sempre em desvantagem numérica. Como tal, não é permitido que jogadores como o Elias e Bojinov não apareçam no jogo! O Elias tem de assumir o jogo do Sporting, ele tem de ser o estratega da equipa! Tem de pegar na bola e transportá-la até à área, fazer passes de ruptura, aparecer em zonas de finalização... Infelizmente, o que eu vejo, é que o Elias se esconde demasiado, raramente procura desmarcar-se para que os colegas lhe passem a bola, resumindo, raramente se assume como o estratega da equipa (algo que o André Martins desempenhou bastante bem no jogo com o Zurique)! E no que resulta esta situação? Que a equipa abuse dos ataque pelas alas, tornando o nosso futebol algo previsível e dependente de jogadores como Capel e João Pereira.


Desculpa cortar-te o post, concordo com o resto, mas saliento este parágrafo. Não vejo em Elias um estratega. Isso não lhe posso pedir. É um jogador de equilíbrios, com alguma vocação para aparecer em zonas de finalização. E Schaars, com outras características, tem um registo parecido. Contra estas equipas de bloco baixo e com este meio campo e ainda por cima com as ausências que temos em termos de jogadores desequilibradores a equipa tem e continuará a ter dificuldades. Serão mais... ou menos visíveis, se a bola entrar mais... ou menos cedo.




Ora nem mais, mas eu acho que o Elias pode ser esse jogador. Que organiza, desmarca e conclui quando é preciso. Apenas tem que trabalhar nesse sentido. Com o André Martins em campo viu-se logo a diferença, pois começaram logo a surgir passes de ruptura e ele acabou por fazer a ponte entre defesa e ataque, algo que não aconteceu quase o jogo todo.

 Para jogarem assim, tanto o Elias como Schaars acabam por passar um bocado ao lado do jogo. Poderão eventualmente não ser compatíveis os dois. Cabe ao DP perceber isso e se for preciso alterar alguma coisa...

E não venham com a desculpa que o Belenenses jogou com 11 atrás da linha do meio campo. Viu-se claramente que são uma equipa mediocre e abriam espaços quando a equipa do Sporting fazia uma boa troca de bola ou algum passe de ruptura. Contra estas equipas é essencial dinâmica e constante criação de linhas de passe. E ontem isso apenas a espaços se viu...

Sim, o Elias não tem as mesmas características do Matias Fernandez ou do Izmailov (na minha opinião, os verdadeiros estrategas da equipa). No entanto, com estes 2 lesionados alguém tem de desempenhar esse papel e só vejo o Elias e o André Martins capazes de o fazer. O Schaars é um jogador de equilíbrio, importantíssimo para a equipa e que permite que o outro jogador do meio-campo se liberte nas acções ofensivas. E o Elias não o tem feito... independentemente de ter ou não vocação para isso (e eu acho que tem), ele tem de ser capaz de assumir o jogo e criar situações de perigo com passes de ruptura, aparecendo em zonas de finalização, etc.

Sendo o Elias um jogador bastante polivalente e como o Schaars não poderá jogar o próximo jogo para a Liga, pensei que o DP fosse dar minutos ao Elias na posição do Schaars. Na minha opinião, o Elias tem capacidades para desempenhar as duas funções no meio campo. Precisa é de deixar de se esconder do jogo e começar a criar rotinas...
**** Dezembro 06, 2011, 15:10 pm
entrou o André Martins e mexeu logo.. soube levar a bola pra frente o puto
Its a feeling we cant explain but we spend our lives explaining it, Its our religion.. we do not apologise for it we do not deny it, their our team our family OUR LIFE!!
Dezembro 06, 2011, 15:25 pm
Lá me decidi ir ao jogo à última hora, considerações:

assistência fraquinha a atirar para o medíocre;
primeira parte de fraca qualidade e sem grande garra;
Bojinov claramente alheado do jogo;
Onyewu repetidamente em progressão com a bola na pé (!!!);
segundos 45 minutos um pouco melhores.

Se a indicação para o Onyewu vem de treinador, parece-me uma clara tentativa de fazer o que os lampiões fazem com Luisão. Aproveitar a força física do jogo para progredir no terreno. Só que os pés do Onyewu são dois verdadeiros tamancos.

Foi a minha primeira ida ao estádio deste que colocaram as faixas nos topos. Fica ainda melhor ao vivo do que nas fotografias.
**** Dezembro 06, 2011, 15:43 pm
Jogaram qb, chegou perfeitamente para despachar este Belenenses e sem se cansar muito.

Gostei do Domingos ter encarado esta competição com seriedade como se pode ter visto pela equipa que apresentou.

Aquele André Martins faz cada passe a rasgar oh oh

www.atelier76.pt.vu

Sporting Sempre.
***** Dezembro 06, 2011, 16:09 pm
Tendo em conta a estrategia do Belem, os nossos abre latas no estaleiro, o facto de sermos uma equipa nova, em restruturação e que está a fazer bem mais do que eu esperava....Estou muito satisfeito com a exibição e o resultado. na taça, o que interessa é ir passando!
* Dezembro 06, 2011, 16:34 pm

Ganhámos bem, com mais um golo roubado.
Na 1ª parte fomos muito lentos e iamos sendo surpreendidos pelos contra-ataques dos azuis.

O Bruno Prates estava bastante preocupado quando já ganhávamos por 2-O.
Disse ele que era um resultado de dois bicos... :lol: :lol: :lol:  :wall: :wall: :wall:
se calhar "um" "bico" era melhor... :mrgreen: :mrgreen:
QUERO    UM   SPORTING
CREDÍVEL  -  LIMPO  -  AMBICIOSO
*** Dezembro 06, 2011, 16:59 pm
Marquei presença no estádio e esteve um ambiente fantástico, o Belenenses surpreendeu-me pois jogou com grande qualidade eu que tinha já visto jogos do Belenenses pela Sporttv e nunca jogaram aquele nível, estou consciente que o Sporting só não deu goleada devido á tática do Belém e por ter tido os jogadores tão motivados por jogar contra o grande Sporting.

Em relação aos jogadores em si do Sporting, mais uma vez Bojinov não fez uma boa exibição, mas também não foi um jogo fácil para ele, de qualquer maneira ainda fica por demonstrar o porque do dinheiro investido nele. Faltou que o Carriço aparecesse mais para receber a bola e distribuir jogo, infelizmente o Domingos apostou no Carriço e não no André Santos. O aspeto mais positivo foi termos passado aos quartos-de-final ;)

SL
Dezembro 06, 2011, 17:23 pm
Se a indicação para o Onyewu vem de treinador, parece-me uma clara tentativa de fazer o que os lampiões fazem com Luisão.
Não me parece de todo. Parece-me até estratégia da parte dos treinadores adversários, pressionando os outros jogadores mas não Onyweu, 'obrigando-o' a progredir.
*** Dezembro 06, 2011, 17:33 pm
Citar
Antuerpia64:



- A passividade de alguns jogadores em campo. Jogando contra uma equipa que defende contra 11, atacamos sempre em desvantagem numérica. Como tal, não é permitido que jogadores como o Elias e Bojinov não apareçam no jogo! O Elias tem de assumir o jogo do Sporting, ele tem de ser o estratega da equipa! Tem de pegar na bola e transportá-la até à área, fazer passes de ruptura, aparecer em zonas de finalização... Infelizmente, o que eu vejo, é que o Elias se esconde demasiado, raramente procura desmarcar-se para que os colegas lhe passem a bola, resumindo, raramente se assume como o estratega da equipa (algo que o André Martins desempenhou bastante bem no jogo com o Zurique)! E no que resulta esta situação? Que a equipa abuse dos ataque pelas alas, tornando o nosso futebol algo previsível e dependente de jogadores como Capel e João Pereira.


Desculpa cortar-te o post, concordo com o resto, mas saliento este parágrafo. Não vejo em Elias um estratega. Isso não lhe posso pedir. É um jogador de equilíbrios, com alguma vocação para aparecer em zonas de finalização. E Schaars, com outras características, tem um registo parecido. Contra estas equipas de bloco baixo e com este meio campo e ainda por cima com as ausências que temos em termos de jogadores desequilibradores a equipa tem e continuará a ter dificuldades. Serão mais... ou menos visíveis, se a bola entrar mais... ou menos cedo.




Antídotos: Carrillo e André Martins, em menor dose (os disponíveis).
Bojinov na ala foi opção que tinha tudo para dar errado. Mas o Domingos também não deve incorrer no mesmo erro outra vez.
* Dezembro 06, 2011, 18:17 pm
Citar
Antuerpia64:



- A passividade de alguns jogadores em campo. Jogando contra uma equipa que defende contra 11, atacamos sempre em desvantagem numérica. Como tal, não é permitido que jogadores como o Elias e Bojinov não apareçam no jogo! O Elias tem de assumir o jogo do Sporting, ele tem de ser o estratega da equipa! Tem de pegar na bola e transportá-la até à área, fazer passes de ruptura, aparecer em zonas de finalização... Infelizmente, o que eu vejo, é que o Elias se esconde demasiado, raramente procura desmarcar-se para que os colegas lhe passem a bola, resumindo, raramente se assume como o estratega da equipa (algo que o André Martins desempenhou bastante bem no jogo com o Zurique)! E no que resulta esta situação? Que a equipa abuse dos ataque pelas alas, tornando o nosso futebol algo previsível e dependente de jogadores como Capel e João Pereira.


Desculpa cortar-te o post, concordo com o resto, mas saliento este parágrafo. Não vejo em Elias um estratega. Isso não lhe posso pedir. É um jogador de equilíbrios, com alguma vocação para aparecer em zonas de finalização. E Schaars, com outras características, tem um registo parecido. Contra estas equipas de bloco baixo e com este meio campo e ainda por cima com as ausências que temos em termos de jogadores desequilibradores a equipa tem e continuará a ter dificuldades. Serão mais... ou menos visíveis, se a bola entrar mais... ou menos cedo.




Antídotos: Carrillo e André Martins, em menor dose (os disponíveis).
Bojinov na ala foi opção que tinha tudo para dar errado. Mas o Domingos também não deve incorrer no mesmo erro outra vez.

Sim sem dúvida.

Outra coisa que não percebi foi o porquê do João Pereira subir tão pouco. Logo ele que costuma ter um pendor tão ofensivo, neste jogo era necessário que fizesse o lugar dele e do Bojinov que nota-se claramente que não é um extremo.
****** Dezembro 06, 2011, 18:55 pm
Quanto ao jogo:
:mais::mais: Schaars, Wolfswinkel, Capel [na segunda parte] e Carrillo
:mais: Patrício, Elias, Onyewu
:menos: Bojinov, Insúa (como sempre a deixar demasiado espaço na sua lateral, a ser demasiado lento na transição e a deixar vulnerável o lado esquerdo. Numa vertente atacante, não esteve mal, abrindo o resultado)

Numa vista geral sobre o jogo: a primeira parte foi fraquita, com pouco esforço a ser visto jogadores conjugado com um grande trabalho defensivo do Belém, mas na segunda parte a equipa reavivou com a entrada de Carrillo, e depois do golo do Wolfswinkel pudémos controlar o jogo à vontade.

Comentário do Moderador Mensagem editada: se querem pedir links para download do jogo façam-no por PM. Isto não é só para o Brendever mas, também, para a comunidade em geral. A Moderação está farta de apagar pedidos de links para o download de jogos!
« Última modificação: Dezembro 07, 2011, 11:52 am por FranciscoG »
*** Dezembro 06, 2011, 19:50 pm
Primeira parte fraca. Na segunda parte os jogadores fizeram o suficiente para ganhar ao belém.  :victory:

Agora que venha o maritimo...

PS: Toda a sorte para o belém na orangina espero que não desçam.
"Eu posso não ter escrito SPORTINGUISTA na testa mas tenho no coração"
*** Dezembro 14, 2011, 10:43 am
O jogo com o Marítimo não estava marcado para dia 21?!

Recebi agora a mensagem para a compra do bilhete do jogo e diz dia 22 às 21H!!!!!!!!!!! :cartao: :cartao: :cartao:
O amor ao Sporting é único
O ódio ao benfica eterno
*** Dezembro 14, 2011, 12:16 pm
O jogo com o Marítimo não estava marcado para dia 21?!

Recebi agora a mensagem para a compra do bilhete do jogo e diz dia 22 às 21H!!!!!!!!!!! :cartao: :cartao: :cartao:

http://www.maisfutebol.iol.pt/taca-de-portugal/sporting-maritimo-taca-dia-hora-calendario/1308264-1441.html
Demasiado fiel para desistir ! Só todos unidos podemos VENCER!