João de Deus - Treinador da Equipa B

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Só quem não se lembrar de toda a época poderá achar esta renovação injusta. Limpeza na equipa B, com os jogadores que estavam desmotivados ou com menos qualidade a saírem ou serem emprestados, criação de uma equipa base e, após consolidação de estratégias, movimentações, ter uma espinha dorsal na equipa, alguma rotação pelos vários jogadores disponíveis.
Renovação merecida, parabéns pelo trabalho desenvolvido, e que continue a merecer renovações.
Só quem não se lembrar de toda a época poderá achar esta renovação injusta. Limpeza na equipa B, com os jogadores que estavam desmotivados ou com menos qualidade a saírem ou serem emprestados, criação de uma equipa base e, após consolidação de estratégias, movimentações, ter uma espinha dorsal na equipa, alguma rotação pelos vários jogadores disponíveis.

Isto foi o JdD que fez?  :shifty: :shifty:

Sobre a rotação da equipa, não se percebe como certos jogadores como o Guilherme Oliveira, o Domingos Duarte e o Ponde tiveram tão poucos minutos.
Só quem não se lembrar de toda a época poderá achar esta renovação injusta. Limpeza na equipa B, com os jogadores que estavam desmotivados ou com menos qualidade a saírem ou serem emprestados, criação de uma equipa base e, após consolidação de estratégias, movimentações, ter uma espinha dorsal na equipa, alguma rotação pelos vários jogadores disponíveis.

Isto foi o JdD que fez?  :shifty: :shifty:

Sobre a rotação da equipa, não se percebe como certos jogadores como o Guilherme Oliveira, o Domingos Duarte e o Ponde tiveram tão poucos minutos.

Não, mas não tem culpa de não o terem feito antes.  :great:

Não, mas não tem culpa de não o terem feito antes.  :great:

Isso tens razão.

Aí a única coisa que culpo o JdD foi utilizar certos jogadores (que depois acabaram emprestados) em vez de outros.

Não, mas não tem culpa de não o terem feito antes.  :great:


Isso tens razão.

Aí a única coisa que culpo o JdD foi utilizar certos jogadores (que depois acabaram emprestados) em vez de outros.

O homem tinha de experimentar os jogadores para saber os que valiam a pena. Não condeno nada por aí.
Acho que o balanço do trabalho dele foi muito positivo. E temos de nos lembrar do nível de exigência e da capacidade de um treinador para treinar uma equipa B. Um treinador muito superior não quererá estar na 2ª liga.
Citar
Jesus em sintonia com Deus
ADMIRAÇÃO ENTRE TIMONEIRO PRINCIPAL E DA B
Quinta-Feira, 18 junho de 2015 | 08:00


Não se cruzaram ontem na Academia mas no caso as apresentações não serão necessárias. Jorge Jesus e João de Deus conhecem na perfeição o trabalho de cada um e, mais do que isso, são até muito próximos, ao ponto de manterem uma relação de amizade e admiração.

Esta sintonia do treinador do conjunto principal com o técnico da turma secundária poderá, assim, funcionar como um trunfo ao longo da temporada, já que o projeto do futebol do Sporting pressupõe uma grande interação entre as duas equipas.

De resto, quem já teve oportunidade de trabalhar mais de perto com ambos, considera que são parecidos ao nível de métodos de treino, algo que poderá, também, facilitar a preparação. João de Deus, recorde-se, assinou recentemente contrato por três épocas, tantas como as que ligam Jorge Jesus ao Sporting, isto apesar de a cláusula de opção que existia no acordo anterior contemplar somente um vínculo para mais dois anos.

http://www.record.xl.pt/Futebol/Nacional/1a_liga/Sporting/interior.aspx?content_id=956087
Ora bom, primeiro trocadilho entre Jesus e Deus... vamos assistir a muitos durante a época, presumo.