Wiki Sporting, a enciclopédia do Sporting Clube de Portugal

Forum SCP - A Comunidade do Sporting Clube de Portugal


Olá, Visitante. Por favor Entre ou Registe-se se ainda não for membro.
Julho 31, 2014, 12:42

Entrar com nome de utilizador, password e duração da sessão

Anúncios:

Início Início  Ajuda Ajuda  Regras Regras  Pesquisa Pesquisa  Entrar Entrar  Registe-se Registe-se       Wiki Wiki  Links Links 
Fórum SCP - A Comunidade do Sporting Clube de Portugal Universo Sporting Clube de Portugal Redacção Porta 10-A Tópico:

Muita Parra, pouca uva

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.
Páginas: « anterior 1 [2] 3 4 ... 6 seguinte » Ir para o fundo Imprimir
Autor Tópico: Muita Parra, pouca uva (Lida 9149 vezes)

Re: Muita Parra, pouca uva , « Resposta #20 em: Agosto 07, 2011, 21:17 »



*
Veterano

Mensagens: 7192


Mas alguém no seu pleno juízo acredita que um clube que compra 14 jogadores a uma média de custo de aquisição de cerca de 1,4M pode ter grandes aspirações num campeonato minimamente competitivo? Se isso acontecesse, então, os dirigentes leoninos ficavam para a História do dirigismo desportivo a nível mundial, conseguindo algo absolutamente inacreditável. O paradigma de gestão dos clubes de futebol mudava em todo o mundo, abrindo caminho à recuperação financeira dos mesmos. Começava-se a comprar jogadores muitíssimo mais baratos, obrigando ao desinflacionamento do mercado.
...

O António Salvador agradece os elogios.
O Braga, em 2009/2010, contratou os tais 14 jogadores, gastou infinitamente menos que os tais 1,4M de média que referes, e foi das equipas mais competitivas a nível nacional nos últimos anos, tendo disputado o título até ao fim com o benfica, que, já agora, terá gasto 10 vezes mais.
E com a curiosidade dos 71 pontos conseguidos nessa época pelo Braga, chegavam para ser campeões nos 3 anos anteriores...

Uma andorinha nao faz a primavera. No ano seguinte ficou a quase 40 pontos. Nao percebo porque se insiste tanto nessa época e nao nos outros 20 ou 30 anos de história do braga , ou esses nao são relevantes ? Estatisticamente esse ano seria ruido sem qualquer correlação com aquilo que deve ser o investimento de uma equipa que quer ser campeã.

Os títulos de épocas regulares estão destinados a quem tem força no mercado. É aqui e em todo o lado. Existem sempre excepções ...que só confirmam a regra. O Sporting nao consegue mudar essa realidade. Estamos a falar de Portugal , onde só duas equipas conseguiram ganhar além dos 3. O dinheiro nao é tudo , existem margens  de investimento que têm uma consequência muito semelhante , o Sporting poderá perceber essa margem e actuar na sua face inferior , mas tem de lá chegar. E esta realidade acentuo-se muito nos ultimos 20 anos.

Se vamos esperar que o Domingos repita o que fez numa época no braga...estamos bem lixados.

Exactamente!
E cabe à direcção eleita arranjar os meios para o fazer.
Caso não consiga, para que é que se candidata?
Registado

Nada é bom demais para o SCP!
Racionalismo e orientação aos resultados sempre...


Re: Muita Parra, pouca uva , « Resposta #21 em: Agosto 07, 2011, 21:46 »



*
Iniciado

Mensagens: 102


Não posso concordar, de forma alguma, com o que li. Creio que, pela primeira vez na história, Carlos Freitas não meteu mais barretes que mais valias, e isso é por demais positivo. Quem diz que contratar caro é que é? Veja-se o exemplo de Rinaudo, Rubio e Carrillo. Quem diz que só com 6 ou 7 íamos lá? Não concordo. Até podíamos ter um onze titular ao nível do Barcelona, mas se o banco é do Pinhalnovense não conseguimos vencer absolutamente nada. Há que existir um equilíbrio.

A única coisa que me tem preocupado é ver o Domingos a apostar sempre nos mesmos. Depois destes jogos ficou claro como água que Evaldo, Postiga e Yannick não têm lugar na equipa titular do Sporting, quiçá no banco. No entanto, aposto que serão titulares no primeiro jogo da temporada oficial. Isso é que me preocupa!

Somos dois. Penso que infelizmente estão com um estatuto de intocáveis, vá-se lá saber porquê...
Registado
Re: Muita Parra, pouca uva , « Resposta #22 em: Agosto 07, 2011, 21:56 »


Ex-YES WE CAN


*
Júnior

Mensagens: 1923
Idade: 17
Localidade: Viana do Castelo
Masculino


Infelizmente, concordo com o SCP Always, continuo a ver o porto e o benfica mais fortes que nos Sad
Registado
Re: Muita Parra, pouca uva , « Resposta #23 em: Agosto 07, 2011, 22:11 »



*
Veterano

Mensagens: 5061
Idade: 27
Localidade: Évora
Masculino



O tópico do investimento em contratações teve toda a razão de ser.
Aliás, o SCP não investiu (pelas regras de contabilização que quem estiver de boa fé considerar normais) nem de perto nem de longe aquilo que se disse que ia investir.
Que isto fique bem claro!

Quanto a este tópico, apesar de considerar que a nossa actuação no mercado não foi assim tão má e fizémos algumas boas contratações (há algumas uvas), é perfeitamente pertinente.
A discussão é mais do que válida.

O que já não muito válido e tem pouco interesse é um comentário onde sem se acrescentar absolutamente nada para a discussão se tenta provocar o forista que se deu ao trabalho de abrir 2 tópicos que, repito, fazem todo o sentido.

Foi uma questão de azar... um dia depois da abertura do tópico, ou coisa parecida, chegou o PL. Penso que já chegámos aos 20M€ ou não? AInda há mercado e mesmo esses 20M€ já se aproximam do prometido que era apenas uma projecção.
A expresão "sem milhões" desapareceu. Agora é passar à próxima... que naturalmente será mais uma expressão que espelha algo que "só um cego não vê".

O problema agora é a média do valor gasto em cada jogador... se Deus quiser seremos campeões, e ao contrário do que o SCP Always diz talvez ainda venha a ouvir que a época foi boa porque os árbitros nos beneficiaram.

Basta aguardar e ver... Eu reconheço as minhas limitações em avaliar jogadores por 2 ou 3 jogos que não interessam para nada, alguns deles com os jogadores acabados de chegar, numa equipa quase toda nova incluindo o treinador.

Sem a bola rolar e ver o que os jogadores valem não percebo como se pode dizer que este ou aquele estão imensamente à frente dos outros...

O Real o ano passado parecia tão bom como o Barça e levou 5 no camp nou, depois todos pensavam que o Real era pior e conseguiu equilibrar em todos os jogos. O Sporting foi campeão no ano do Inácio com uma equipa que não era nada de especial, os lamps todos os anos atiram 30M€ para cima da equipa e ganharam um campeonato, o Braga gasta quase nada e foi segundo, o Porto do ano pós Mourinho tinha uma equipa do outro mundo e foi o que se viu.

Em vez de andarem a babar pelo Rubio e o pelo RInaudo que nunca fizeram nada no futebol e dizerem mal de alguns que cá estavam (exemplo Djaló que foi dos melhores da pré época) e de outros que chegaram, talvez fosse mais produtivo se apoiassem a equipa como um todo e deixassem essas desconfianças para mais tarde, quando houver uma amostra minimamente decente. Coisa que claramente não há.

Não tentei provocar o forista, quem critica tem que estar aberto à critica. Não te preocupes que não faço quotes de coisas de há um ano atrás. Primeiro porque dá muito trabalho, mas também porque será sempre feito quando dájeito e eu não gosto desse tipo de coisas.

A industria do soundbyte é bastante activa no fórum. São os "sem milhões", são o "votaram neles mamem com eles", o "só um cego não vê"... e depois não querem resposta... não pode ser...

Eu vejo um conjunto de leões antes da batalha rendidos. Acho que somos melhores soldados que isto que mostramos por aqui.
Registado
Re: Muita Parra, pouca uva , « Resposta #24 em: Agosto 07, 2011, 22:13 »



*
Júnior

Mensagens: 1931
Localidade: Fulham - UK
Masculino

WWW
Mas alguém no seu pleno juízo acredita que um clube que compra 14 jogadores a uma média de custo de aquisição de cerca de 1,4M pode ter grandes aspirações num campeonato minimamente competitivo? Se isso acontecesse, então, os dirigentes leoninos ficavam para a História do dirigismo desportivo a nível mundial, conseguindo algo absolutamente inacreditável. O paradigma de gestão dos clubes de futebol mudava em todo o mundo, abrindo caminho à recuperação financeira dos mesmos. Começava-se a comprar jogadores muitíssimo mais baratos, obrigando ao desinflacionamento do mercado.
...

O António Salvador agradece os elogios.
O Braga, em 2009/2010, contratou os tais 14 jogadores, gastou infinitamente menos que os tais 1,4M de média que referes, e foi das equipas mais competitivas a nível nacional nos últimos anos, tendo disputado o título até ao fim com o benfica, que, já agora, terá gasto 10 vezes mais.
E com a curiosidade dos 71 pontos conseguidos nessa época pelo Braga, chegavam para ser campeões nos 3 anos anteriores...

Uma andorinha nao faz a primavera. No ano seguinte ficou a quase 40 pontos. Nao percebo porque se insiste tanto nessa época e nao nos outros 20 ou 30 anos de história do braga , ou esses nao são relevantes ? Estatisticamente esse ano seria ruido sem qualquer correlação com aquilo que deve ser o investimento de uma equipa que quer ser campeã.

Os títulos de épocas regulares estão destinados a quem tem força no mercado. É aqui e em todo o lado. Existem sempre excepções ...que só confirmam a regra. O Sporting nao consegue mudar essa realidade. Estamos a falar de Portugal , onde só duas equipas conseguiram ganhar além dos 3. O dinheiro nao é tudo , existem margens  de investimento que têm uma consequência muito semelhante , o Sporting poderá perceber essa margem e actuar na sua face inferior , mas tem de lá chegar. E esta realidade acentuo-se muito nos ultimos 20 anos.

Se vamos esperar que o Domingos repita o que fez numa época no braga...estamos bem lixados.

Peço desculpa, mas o Always fez uma pergunta e eu respondi-lhe. Com números.
E esse argumento dos 40 pontos no ano seguinte não colhe, até porque isso aconteceu frente a um porto que fez uma época absolutamente anormal e o Braga apostou mais no seu percurso europeu, tendo sido finalista, depois de ter batido, entre outros, Sevilha, Liverpool e benfica. Podemos voltar a comparar os orçamentos destas equipas com o do Braga, se quiseres.
Portanto, andorinhas já são duas e, se puxares por mim, arranjo-te já algumas dúzias de casos semelhantes para veres que a competência nem sempre rima com orçamentos milionários.
Registado
Re: Muita Parra, pouca uva , « Resposta #25 em: Agosto 07, 2011, 22:24 »



*
Veterano

Mensagens: 7192



O tópico do investimento em contratações teve toda a razão de ser.
Aliás, o SCP não investiu (pelas regras de contabilização que quem estiver de boa fé considerar normais) nem de perto nem de longe aquilo que se disse que ia investir.
Que isto fique bem claro!

Quanto a este tópico, apesar de considerar que a nossa actuação no mercado não foi assim tão má e fizémos algumas boas contratações (há algumas uvas), é perfeitamente pertinente.
A discussão é mais do que válida.

O que já não muito válido e tem pouco interesse é um comentário onde sem se acrescentar absolutamente nada para a discussão se tenta provocar o forista que se deu ao trabalho de abrir 2 tópicos que, repito, fazem todo o sentido.

Foi uma questão de azar... um dia depois da abertura do tópico, ou coisa parecida, chegou o PL. Penso que já chegámos aos 20M€ ou não? AInda há mercado e mesmo esses 20M€ já se aproximam do prometido que era apenas uma projecção.
A expresão "sem milhões" desapareceu. Agora é passar à próxima... que naturalmente será mais uma expressão que espelha algo que "só um cego não vê".

O problema agora é a média do valor gasto em cada jogador... se Deus quiser seremos campeões, e ao contrário do que o SCP Always diz talvez ainda venha a ouvir que a época foi boa porque os árbitros nos beneficiaram.

Basta aguardar e ver... Eu reconheço as minhas limitações em avaliar jogadores por 2 ou 3 jogos que não interessam para nada, alguns deles com os jogadores acabados de chegar, numa equipa quase toda nova incluindo o treinador.

Sem a bola rolar e ver o que os jogadores valem não percebo como se pode dizer que este ou aquele estão imensamente à frente dos outros...

O Real o ano passado parecia tão bom como o Barça e levou 5 no camp nou, depois todos pensavam que o Real era pior e conseguiu equilibrar em todos os jogos. O Sporting foi campeão no ano do Inácio com uma equipa que não era nada de especial, os lamps todos os anos atiram 30M€ para cima da equipa e ganharam um campeonato, o Braga gasta quase nada e foi segundo, o Porto do ano pós Mourinho tinha uma equipa do outro mundo e foi o que se viu.

Em vez de andarem a babar pelo Rubio e o pelo RInaudo que nunca fizeram nada no futebol e dizerem mal de alguns que cá estavam (exemplo Djaló que foi dos melhores da pré época) e de outros que chegaram, talvez fosse mais produtivo se apoiassem a equipa como um todo e deixassem essas desconfianças para mais tarde, quando houver uma amostra minimamente decente. Coisa que claramente não há.

Não tentei provocar o forista, quem critica tem que estar aberto à critica. Não te preocupes que não faço quotes de coisas de há um ano atrás. Primeiro porque dá muito trabalho, mas também porque será sempre feito quando dájeito e eu não gosto desse tipo de coisas.

A industria do soundbyte é bastante activa no fórum. São os "sem milhões", são o "votaram neles mamem com eles", o "só um cego não vê"... e depois não querem resposta... não pode ser...

Eu vejo um conjunto de leões antes da batalha rendidos. Acho que somos melhores soldados que isto que mostramos por aqui.

De 20 a 30 ME ainda vai uma boa distância.
São 50% que faltam.
Se lá chegarem contratando os jogadores que nos fazem falta, óptimo.
O tópico fazia sentido e continua a fazer porque há uma óbvia desconfiança.
Eu, por exemplo, aposto que não chegam aos 30!
E podes-me vir fazer quote disso ao fim de menos de 1 ano se me enganar que eu não me importo nada.
Aliás, pago para ver até 31 de Agosto!

Quanto à provocação ao forista, enfim...
Se aquela frase não é provocadora, vou ali e já venho...

De qualquer dos modos, pelo menos agora fizeste um post a explicar a tua ideia.
Foi bem mais construtivo do que o anterior e até nem discordo de tudo...
Registado

Nada é bom demais para o SCP!
Racionalismo e orientação aos resultados sempre...
Re: Muita Parra, pouca uva , « Resposta #26 em: Agosto 07, 2011, 22:46 »



*
Veterano

Condecorações:Por onde andas 2012Treinador de Bancada 2010


Mensagens: 9410


Mas alguém no seu pleno juízo acredita que um clube que compra 14 jogadores a uma média de custo de aquisição de cerca de 1,4M pode ter grandes aspirações num campeonato minimamente competitivo? Se isso acontecesse, então, os dirigentes leoninos ficavam para a História do dirigismo desportivo a nível mundial, conseguindo algo absolutamente inacreditável. O paradigma de gestão dos clubes de futebol mudava em todo o mundo, abrindo caminho à recuperação financeira dos mesmos. Começava-se a comprar jogadores muitíssimo mais baratos, obrigando ao desinflacionamento do mercado.
...

O António Salvador agradece os elogios.
O Braga, em 2009/2010, contratou os tais 14 jogadores, gastou infinitamente menos que os tais 1,4M de média que referes, e foi das equipas mais competitivas a nível nacional nos últimos anos, tendo disputado o título até ao fim com o benfica, que, já agora, terá gasto 10 vezes mais.
E com a curiosidade dos 71 pontos conseguidos nessa época pelo Braga, chegavam para ser campeões nos 3 anos anteriores...

Uma andorinha nao faz a primavera. No ano seguinte ficou a quase 40 pontos. Nao percebo porque se insiste tanto nessa época e nao nos outros 20 ou 30 anos de história do braga , ou esses nao são relevantes ? Estatisticamente esse ano seria ruido sem qualquer correlação com aquilo que deve ser o investimento de uma equipa que quer ser campeã.

Os títulos de épocas regulares estão destinados a quem tem força no mercado. É aqui e em todo o lado. Existem sempre excepções ...que só confirmam a regra. O Sporting nao consegue mudar essa realidade. Estamos a falar de Portugal , onde só duas equipas conseguiram ganhar além dos 3. O dinheiro nao é tudo , existem margens  de investimento que têm uma consequência muito semelhante , o Sporting poderá perceber essa margem e actuar na sua face inferior , mas tem de lá chegar. E esta realidade acentuo-se muito nos ultimos 20 anos.

Se vamos esperar que o Domingos repita o que fez numa época no braga...estamos bem lixados.

Peço desculpa, mas o Always fez uma pergunta e eu respondi-lhe. Com números.
E esse argumento dos 40 pontos no ano seguinte não colhe, até porque isso aconteceu frente a um porto que fez uma época absolutamente anormal e o Braga apostou mais no seu percurso europeu, tendo sido finalista, depois de ter batido, entre outros, Sevilha, Liverpool e benfica. Podemos voltar a comparar os orçamentos destas equipas com o do Braga, se quiseres.
Portanto, andorinhas já são duas e, se puxares por mim, arranjo-te já algumas dúzias de casos semelhantes para veres que a competência nem sempre rima com orçamentos milionários.

Barbicane concordo totalmente que competência nem sempre rima com orçamentos milionários..mas ajuda. De tal forma que os dirigentes do Sporting acharam que precisavam de investir nesta temporada. Na forma de investimento eu discordo da opção seguida , mas também eles perceberam que necessitam de um nivel alto. O que eu nao percebi foi se eles só queriam dar uma nova face ao plantel ou transforma-lo para muito melhor (friso o muito , o plantel este ano tem mais soluções).

Eu nao estou a dizer que nao podemos ser campeoes. Acho que pelo nivel da nossa liga , uma equipa com determinadas condições pode fazer boas temporadas. Com o que o Sporting gasta podiamos fazer muito mais , até com o plantel da época passada. Com estes 20 milhoes acredito até que podiamos ter uma equipa teoricamente muitíssimo melhor.

 No entanto eu acredito que as equipas , em 90% dos casos ou mais  , precisam de atingir um determinado nivel de aposta para serem reais candidatos . O Sporting dilui esse valor por demasiados jogadores na minha óptica.

Por muito que os dortmunds , boavistas e muitos outros da europa sejam a excepção , os grandes campeonatos europeus sao decididos pelo barça , real , united , chelsea , milan , inter, bayern , etc nao é apenas pela competências mas principalmente porque têm os melhores jogadores. Um caso óptimo da capacidade de se intrometer foi o valência que durante muito tempo tinha uma equipa de top , gastando milhões...assim que desinvestiu caiu tudo de um dia para o outro. E a competência nao desapareceu de um dia para o outro. Foi mesmo a falta de dinheiro e o aumento exponencial das dividas.

O Sporting nos últimos anos esteve demasiado atrás no seu investimento para se considerar verdadeiramente um candidato. Devia fazer muito melhor mas o titulo era apenas um desejo e nao objectivo real. Nestas condições preferia gastar nem metade.Temos 18 titulos de campeão , nao existe assim tantas equipas na europa com mais , o modelo a seguir é o deles e nao agarrarmos-nos a uma época dourada de uma equipa inferior. O próprio braga se consegue actualmente manter a sua posição é também pela capacidade dominante no mercado em relação aos seus competidores do 4 , 5, 6 lugar.

Temos de olhar para cima. É ai que estão os nosso adversários. É essa a nossa realidade. Ninguem diz que devemos atirar dinheiro para cima das equipas á benfica. A nossa competência deve permitir atenuar os desperdícios. Mas sem dinheiro , os titulos só aparecem ocasionalmente e muito por força do mau momento dos adversários.
« Última modificação: Agosto 07, 2011, 22:53 por Ash » Registado

My name is Ash and I am a slave. As far as I can tell, the year is 1300 A.D and I'm being dragged to my death. It wasn't always like this, I had a normal life, once.....
Re: Muita Parra, pouca uva , « Resposta #27 em: Agosto 07, 2011, 22:59 »



*

Mensagens: 3642
Idade: 51
Localidade: Lisboa
Masculino



O tópico do investimento em contratações teve toda a razão de ser.
Aliás, o SCP não investiu (pelas regras de contabilização que quem estiver de boa fé considerar normais) nem de perto nem de longe aquilo que se disse que ia investir.
Que isto fique bem claro!

Quanto a este tópico, apesar de considerar que a nossa actuação no mercado não foi assim tão má e fizémos algumas boas contratações (há algumas uvas), é perfeitamente pertinente.
A discussão é mais do que válida.

O que já não muito válido e tem pouco interesse é um comentário onde sem se acrescentar absolutamente nada para a discussão se tenta provocar o forista que se deu ao trabalho de abrir 2 tópicos que, repito, fazem todo o sentido.

Foi uma questão de azar... um dia depois da abertura do tópico, ou coisa parecida, chegou o PL. Penso que já chegámos aos 20M€ ou não? AInda há mercado e mesmo esses 20M€ já se aproximam do prometido que era apenas uma projecção.
A expresão "sem milhões" desapareceu. Agora é passar à próxima... que naturalmente será mais uma expressão que espelha algo que "só um cego não vê".

O problema agora é a média do valor gasto em cada jogador... se Deus quiser seremos campeões, e ao contrário do que o SCP Always diz talvez ainda venha a ouvir que a época foi boa porque os árbitros nos beneficiaram.

Basta aguardar e ver... Eu reconheço as minhas limitações em avaliar jogadores por 2 ou 3 jogos que não interessam para nada, alguns deles com os jogadores acabados de chegar, numa equipa quase toda nova incluindo o treinador.

Sem a bola rolar e ver o que os jogadores valem não percebo como se pode dizer que este ou aquele estão imensamente à frente dos outros...

O Real o ano passado parecia tão bom como o Barça e levou 5 no camp nou, depois todos pensavam que o Real era pior e conseguiu equilibrar em todos os jogos. O Sporting foi campeão no ano do Inácio com uma equipa que não era nada de especial, os lamps todos os anos atiram 30M€ para cima da equipa e ganharam um campeonato, o Braga gasta quase nada e foi segundo, o Porto do ano pós Mourinho tinha uma equipa do outro mundo e foi o que se viu.

Em vez de andarem a babar pelo Rubio e o pelo RInaudo que nunca fizeram nada no futebol e dizerem mal de alguns que cá estavam (exemplo Djaló que foi dos melhores da pré época) e de outros que chegaram, talvez fosse mais produtivo se apoiassem a equipa como um todo e deixassem essas desconfianças para mais tarde, quando houver uma amostra minimamente decente. Coisa que claramente não há.

Não tentei provocar o forista, quem critica tem que estar aberto à critica. Não te preocupes que não faço quotes de coisas de há um ano atrás. Primeiro porque dá muito trabalho, mas também porque será sempre feito quando dájeito e eu não gosto desse tipo de coisas.

A industria do soundbyte é bastante activa no fórum. São os "sem milhões", são o "votaram neles mamem com eles", o "só um cego não vê"... e depois não querem resposta... não pode ser...

Eu vejo um conjunto de leões antes da batalha rendidos. Acho que somos melhores soldados que isto que mostramos por aqui.


Questão de azar, é não saberes ler, ou melhor, interpretar um texto - isso é que é grave.

Para mim, esta Direcção não tinha o dinheiro que afirmava ter pelas inúmeras razões que fui explanando ao longo desse tópico e se tivesses entendido o sentido daquilo que escrevi (tu e outros como, não te preocupes que não estás só), não vinhas falar na contratação de um jogador (fosse ele qual fosse) cujo valor do passe, a juntar ao pecúlio que já se tinha gasto, não somava mais de 10M na altura. Isso só demonstra que leste o que escrevi transversalmente e ainda por cima, só retiraste o que te interessou e o que te conveio. O que é que a chegada do PL ou do DC ou do DE, do MC ou o que quer que seja anula ou desdiz aquilo que escrevi? Só se o jogador contratado custasse mais de 12M de euros - aí sim, poderias ter alguma razão para falar.

O tópico teve pouca duração? Dizes tu. Ele está mais actualizado que nunca. Esta crónica, por exemplo, foi escrita neste espaço, mas eu estava indeciso se haveria de o fazer aqui, ou nesse tópico, usando um texto um pouco diferente. Como vês, perdeste uma boa oportunidade de não falares fora de tempo.   Seta

Citar
Sem a bola rolar e ver o que os jogadores valem não percebo como se pode dizer que este ou aquele estão imensamente à frente dos outros...


Portanto, quando constatares que os jogadores não valem nada, é que criticas a Direcção, o Freitas, o Duque, etc., pelo mau trabalho realizado no passado. É a tal porra do Euromilhões - à segunda, toda a gente acerta, mas antes dos nºs rolarem na tômbola, muito poucos ou nenhuns acertam e é por isso é que quem ganha, fica multi-milionário. Por essa ordem de ideias, não vale a pena criticarmos quem quer que seja pelo que quer que seja, porque já vi que para ti, nunca existem boas ou más decisões no momento em que são tomadas. A competência das decisões, deve ser aferida de forma... retroactiva. É interessante essa filosofia.    Pensar
Registado

As mulheres são como as piscinas: o seu custo de manutenção é muito elevado e não é compensado pelo tempo que passamos dentro delas.

Um homem é como um soalho flutuante: se for bem montado, pode ser pisado durante mais de 30 anos.
Re: Muita Parra, pouca uva , « Resposta #28 em: Agosto 07, 2011, 23:04 »



*
Veterano

Mensagens: 5061
Idade: 27
Localidade: Évora
Masculino



De 20 a 30 ME ainda vai uma boa distância.
São 50% que faltam.
Se lá chegarem contratando os jogadores que nos fazem falta, óptimo.
O tópico fazia sentido e continua a fazer porque há uma óbvia desconfiança.
Eu, por exemplo, aposto que não chegam aos 30!
E podes-me vir fazer quote disso ao fim de menos de 1 ano se me enganar que eu não me importo nada.
Aliás, pago para ver até 31 de Agosto!

Quanto à provocação ao forista, enfim...
Se aquela frase não é provocadora, vou ali e já venho...

De qualquer dos modos, pelo menos agora fizeste um post a explicar a tua ideia.
Foi bem mais construtivo do que o anterior e até nem discordo de tudo...

Faltam 10M€ relembrando que há jogadores que penso que não sabemos quanto custaram ao certo porque não foi revelado. E não me parece fazer sentido estar a contar ao centimo o valor que foi gasto, da mesma forma que quando se faz um orçamento para uma grande obra o valor gasto nunca será bem aquele, e existem sepre barreiras aceitáveis.

20M€ para mim é um valor aceitável dada a dificuldade que há em prever uma coisa dessas, como escrevi no inicio do defeso. Mas admito que há quem pense que 25M€ é que é aceitável. Agora dizerem que esperam pelos 30M€ certos, acho que é de quem não compreende a complexidade de uma avaliação destas.

Foi construtivo, estava inerente o facto de anteriormente se ter feito uma outra avaliação prematuramente que não estava muito correcta. São coisas que acontecem naturalmente... e eu espero mesmo que esta seja a segunda vez para bem do Sporting. Se eu dissesse o contrário seria preocupante acho eu.

Que volte a depressão. E as avaliações de jogadores pela pré-época.~

Se bem me lembro Cristiano ROnaldo na primeira pré época não fez quase nada. A época passada ao fim de 3 jogos oficiais havia quem pedisse que fosse para o banco... é a voz do povo que nem sempre é a voz da razão.


Portanto, quando constatares que os jogadores não valem nada, é que criticas a Direcção, o Freitas, o Duque, etc., pelo mau trabalho realizado no passado. É a tal porra do Euromilhões - à segunda, toda a gente acerta, mas antes dos nºs rolarem na tômbola, muito poucos ou nenhuns acertam e é por isso é que quem ganha, fica multi-milionário. Por essa ordem de ideias, não vale a pena criticarmos quem quer que seja pelo que quer que seja, porque já vi que para ti, nunca existem boas ou más decisões no momento em que são tomadas. A competência das decisões, deve ser aferida de forma... retroactiva. É interessante essa filosofia.    Pensar

Mas estamos a discutir esta época, as passadas, ou na globalidade? Temos que definir isso...
Eu acho que as contratações foram acertadas, à priori. Capel e Jeffren são jogadores que me agradam bastante, Rubio e Carrillo parecem ser jovens com talento, falta um DE que eu não compreendo como não foi contratado, Rinaudo também me agrada, bem como os os restantes.
Mas isto é uma percepção muito ténue sobre os jogadores contratados... até ver os primeiros jogos do campeonato não acho que tenhamos grande margem para mais.

Eu não vou estar a dizer que estas contratações foram excelentes ou péssimas com base no dinheiro gasto ou no passado, tenho que ver jogos para concluir isso. E acho que ao fim de um mês de competição já me sentirei mais à vontade para isso.
« Última modificação: Agosto 07, 2011, 23:19 por romero » Registado
Re: Muita Parra, pouca uva , « Resposta #29 em: Agosto 07, 2011, 23:13 »



*
Veterano

Mensagens: 7192



De 20 a 30 ME ainda vai uma boa distância.
São 50% que faltam.
Se lá chegarem contratando os jogadores que nos fazem falta, óptimo.
O tópico fazia sentido e continua a fazer porque há uma óbvia desconfiança.
Eu, por exemplo, aposto que não chegam aos 30!
E podes-me vir fazer quote disso ao fim de menos de 1 ano se me enganar que eu não me importo nada.
Aliás, pago para ver até 31 de Agosto!

Quanto à provocação ao forista, enfim...
Se aquela frase não é provocadora, vou ali e já venho...

De qualquer dos modos, pelo menos agora fizeste um post a explicar a tua ideia.
Foi bem mais construtivo do que o anterior e até nem discordo de tudo...

Faltam 10M€ relembrando que há jogadores que penso que não sabemos quanto custaram ao certo porque não foi revelado. E não me parece fazer sentido estar a contar ao centimo o valor que foi gasto, da mesma forma que quando se faz um orçamento para uma grande obra o valor gasto nunca será bem aquele, e existem sepre barreiras aceitáveis.

20M€ para mim é um valor aceitável dada a dificuldade que há em prever uma coisa dessas, como escrevi no inicio do defeso. Mas admito que há quem pense que 25M€ é que é aceitável. Agora dizerem que esperam pelos 30M€ certos, acho que é de quem não compreende a complexidade de uma avaliação destas.


Não espero que sejam certos.
Espero um valor a rondar o que foi prometido.
Ou achamos que não falta nenhum jogador à equipa?
O que não espero é um valor que surge através de um critério contabilistico criativo como o confessado pelo presidente em que até os prémios contavam para chegar ao valor que ele pretendia.
Toda a gente sabe que ninguém contabiliza essas despezas para determinar o valor do investimento em jogadores.
Fez-nos pensar que ia investir à volta de 30ME limpos em contratações (passes de jogadores) e dizer o contrário agora é atirar areia para os olhos das pessoas brincando com as palavras, o que ainda é pior e mostra mais habilidade em ser enganoso quando convém.

Registado

Nada é bom demais para o SCP!
Racionalismo e orientação aos resultados sempre...
Re: Muita Parra, pouca uva , « Resposta #30 em: Agosto 08, 2011, 00:16 »


BANIDO

No avatar!


Registado

Mensagens: 6


Há que dar tempo ao tempo, os jogadores não são máquinas!

O Sporting tem a tarefa herculea de "renascer das cinzas" e para tal é preciso cortar com vicios antigos (postigas djalo´s e jogadores em constante subrendimento) , izmailovs e vuceviks são eternas frustrações pois o valor está lá mas o 1º sem saúde e o 2º sem estrutura para "crescer".

Criar um novo ciclo requer um esforço coléctivo de todos , mas para tal é preciso tempo e dinheiro!

O Benfica à uns anos atrás estava enterrado sem estrutura, comprava mto e mal, começou acertar alguns e a ganhar uns milhões (david luiz / dimaria / coentrão) e agora tem força pa ir ao mercado e ombrear com o Porto (mesmo que este lhe passe a perna na maior parte das vezes). Gastaram milhões os ultimos anos 20/30 milhôes por época e contrataram agora neste defeso 6 jogadores que entram de caras para a equipa titular por pouco mais de 10 milhões de euros, Artur - 0, Nolito- 0, Capdevila- 0? , Emerson- 2M, Garay- 5M, Witsel 6.5M ... tá certo que também contrataram mto refugo para o banco e por mtos mais milhões... mas é só para exempleficar que o $$ gasto não é = qualidade absoluta = resultados!

Nós contratámos mtos jogadores, alguns muito bons, Rinaudo, Shars são jogadores feitos e mais valias mas sozinhos não fazem milagres, Rubio e Carrillo são ambos mto jovens e já tem dado optimas indicações... Mas tem que crescer, a equipa em si está nos inicios da integração, demorará tempo a maturar... não podemos pedir já o campeonato... é injusto e pouco realizável...

A defesa está aprender a jogar junta, das coisas mais dificeis de criar são os automatismos numa defesa!

É apoiar a equipa jogo a jogo e esperar o melhor!
 Corrupto infiltrado.

(skygod)
« Última modificação: Agosto 08, 2011, 10:10 por JCastro » Registado
Re: Muita Parra, pouca uva , « Resposta #31 em: Agosto 08, 2011, 01:06 »


Longa vida ao Sportinguismo-Leoninismo!


*

Mensagens: 2521
Idade: 39
Localidade: Chelas
Masculino


Está a ficar um tópico interessante.  Smiley

Acho que há aqui dois níveis de discussão.

O primeiro nível tem a ver com a preparação desta época. Sobre a actual equipa, tenho de ser sincero. Estou com vontade que a época comece - e é algo que não sentia há uns bons 4 ou 5 anos. O Ash diz que não fazemos ideia do que vale esta equipa e que ela tanto pode andar na luta como acabar outra vez a 30 e tal pontos do 1º . Eu diria que isso já é uma novidade: de há quatro épocas para cá que essa dúvida não existia. Nada mudava, a não ser para vender os poucos jogadores de qualidade que tínhamos a preços de saldo (e quando não aos rivais), pelo que não havia qualquer razão para acreditar que os resultados iam ser diferentes.

Mais a sério, não concordo nada com a ideia de que bastavam 3 ou 4 jogadores em posições-chave para termos uma equipa a lutar pelo título. Bem pelo contrário. Tenho dificuldade em ver 3 ou 4 jogadores da época passada que entrassem numa equipa campeã. Talvez o Patrício e o João Pereira conseguissem ser titulares e André Santos suplente utilizado com alguma frequência. Mas o resto nunca calçaria no Benfica ou no Porto.  

Aliás, o difícil engolir alguns "pentes" que, contra todas as expectativas, lá ficaram. Ainda percebia que jogadores como Postiga ou Djaló ficassem para 4ºs avançados, porque não é possível contratar 20 jogadores de uma vez. Agora apostar neles como titulares e achar que vão dar qualquer coisa diferente da quase nulidade que mostraram nos últimos 3 anos, é algo que só pode ser justificado pela fé, não pela razão. O mesmo vale, embora por outras razões, para Izmailov: independentemente da sua qualidade, alguém são de mente e de corpo apostaria nele para titulares para aguentar uma época inteira?

Por isso, é verdade que contratar 14 jogadores é uma medida radical. Mas após quatro anos atrozes, plenamente justificada.

Agora também não conheço muitos casos em que um plantel quase novo se ponha a jogar ao seu máximo de um dia para o outro. Eu já dei de barato que esta é uma época para construir as bases para um assalto ao título a sério em 12/13. Espero ver evolução com o avançar da época que me confirme isso e uma participação digna no campeonato - isto é, ficar a menos 10 pontos do 1º e conseguir vitórias sobre os rivais em Alvalade. E espero que no final da próxima época se façam mais contratações - aí já mais cirurgicas - para afinar o plantel. E em 12/13, só o título será suficiente. É essa a minha bitola.

Mas há um segundo nível que é mais importante do que isto. Tem a ver com a estratégia de longo prazo para o futebol do clube. E aqui estou completamente de acordo com o Ash . Sem dinheiro, não há palhaços - e não me refiro (só) ao Aimar. Sim, pode-se ganhar um título de vez em quando com compras na loja dos trezentos; mas qualquer forma de dominação consistente de um campeonato ( que tem de ser o grande objectivo do Sporting) implica dominação económica - ou pelo menos paridade com os rivais mais poderosos. Negar isto é ignorar no mesmo passo a história do futebol e a teoria das probabilidades.

Isto não é nada de novo. Franco e JEB, secundados pelos ROC deste mundo, lamuriavam-se vezes sem conta sobre as "armas diferentes" dos nossos rivais. Não é que estivessem errados ao diagnosticar a situação ; só que em vez de pensaram em formas de superar o fosso, pintavam-no como uma espécie de fatalidade inscrita nas estrelas. O que não só desculpava os seus fracassos como os tornava, num passe de mágica, em grandes vitórias morais (veja-se os festejos dos 2ºs lugares...) e provas irrefutáveis de que, afinal, tudo estava bem no reino do leão - tão bem que bastaria apenas "mais uns treinos e um pouco de sorte" para conquistarmos o título.

Apesar de ser um disparate total, foi um discurso que calou fundo na psique sportinguista. Veja-se o fascínio que o 2º lugar que o Braga conseguiu há dois anos continua a exercer sobre muitos de nós. Foi uma daquelas aberrações estatísticas, um acontecimento que não se vai repetir nos próximos 10 anos, pelo menos. No entanto, muito sportinguista que eu conheço continua a apresentá-lo como a prova de que na verdade ter (muito) menos dinheiro afinal não é problema nenhum e que é tudo uma questão de competência. O facto de Benfica e Porto terem conquistado os dois últimos títulos sem espinhas, com excelente futebol - e, claro, grande investimento em grandes jogadores - parece passar-lhes despercebido.

Desculpem-me mas isso não faz sentido nenhum. Se tivermos um terço do orçamento dos nossos rivais - que é mais ou menos o que nos espera se o Benfica confirmar o seu novo negócio dos direitos televisivos - as hipóteses de sermos campeão deixam de depender da nossa competência e passam a depender da incompetência (e em doses industriais) deles. Por isso, a grande questão é como vamos diminuir este fosso. E se Godinho Lopes tem um plano para o fazer, confesso que ainda não o percebi.
Registado

"Em matéria de contratações, não há caro nem barato. 100 milhões podem ser baratos e 20 milhões caros. Zidane custou-me 73 milhões de euros - e foi uma pechincha" - Florentino Pérez
Re: Muita Parra, pouca uva , « Resposta #32 em: Agosto 08, 2011, 05:24 »



*
Júnior

Mensagens: 2750
Idade: 21
Localidade: Lisboa/ Southampton, UK


Acho que se fizeram boas contratações, talvez não sejam todas ao mesmo nível mas acho que temos um grupo de 6-7 jogadores contratados entre este defeso e 2009 que realmente farão a diferença este ano, dado que o "2º nível" de contratações e jogadores é melhor do que anteriormente. Schaars, Rinaudo, Rubio, Jeffrén e Capel fazem parte deste grupo, que também inclui (esperemos) um Matías à procura de estabilidade e consistência e um Patrício em explosão.

Depois temos essa tal 2ª linha, que inclui um Carrillo com vontade de entrar nesse grupo de jogadores que arrastam a equipa, uma defesa mais reforçada em altura e que espera ansiosamente pela integração completa de Arías e Turan para escaldar os pés a Evaldo. Resta esperar que Rodríguez se assuma mesmo como um novo patrão, que Onyewu ganhe velocidade e que Polga esteja bem quando for chamado, pois parece-me que a titularidade já não é para ele. No caso da defesa então, parece-me uma questão de minutos. Marcelo é o suplente ideal do Patrício e quando assimilar o seu lugar, em caso de saída do Patrício só precisamos de pensar num suplente (Golas poderá já servir).

Destaco ainda a falta de um 2º avançado na linha da frente: todos sabemos onde devia andar Postiga, pelo que nos falta um avançado que faça companhia a Rubio (em abono da verdade, faltam dois, porque aos 18 anos mandar um jovem para a titularidade sem concorrência não é bom).

Escusado será dizer que em 2 meses é difícil meter tudo a funcionar de forma a concorrer com um Porto fortíssimo e que não está a despachar estrelas como antes. Mas com uma época, se realmente existir uma melhoria em relação ao passado recente, o ano a seguir está bem mais próximo de ser nosso. Agora, acho que há um entrave bem maior ao sucesso da nossa equipa do que a excessiva contratação de jogadores. Aliás, o problema já cá estava, por muito doa a alguns.

Meus caros, enquanto jogadores que somam épocas de fracasso no clube forem as apostas fortes do projecto de um SCP campeão, não vamos ganhar nada. Um clube, seja ele qual for, não pode estar 3/4 anos à espera que um activo consiga finalmente atingir o que dele se pretendia,e preparar o plantel a pensar que este finalmente, após tanto tempo, atingirá esse nível!

E quem são eles? Acusem-me do que quiserem:

-Daniel Carriço
-Yannick Djaló
-Hélder Postiga
-Izmailov
-Bruno Pereirinha

E infelizmente, pelo menos 4 são vistos como apostas firmes para o 11 inicial! São jogadores que tiveram a sua oportunidade, e que já ficou provado que não funcionou e que em Alvalade não funcionará. Não podemos esperar pelo alinhamento perfeito dos astros, os outros não esperam! Carriço é um central baixo que não é nenhum destaque em termos de técnica, o que o faz ser completamente banal e até impróprio para a posição. Como capitão, parece-me um líder forçado. Djaló é o craque da pré-época que depois nunca passa do mesmo. 2-3 momentos ao ano não chegam, esta época já vem em excesso.  Postiga é simplesmente medíocre, como de resto sempre o foi no Porto (embora com alguns momentos de inspiração, aqui nem isso), por isso a sua saída era para ontem. Já o russo vai passar o resto da carreira em gestão de esforço para um dia fazer sabe-se lá bem o quê (talvez passar dos 45 minutos de jogo uma vez?), e momentos de inspiração passados não justificam tamanha aposta. O último, a presença no plantel é simplesmente um insulto ao futebol, e não digo mais porque não quero exagerar.

Para alguns, o argumento de ser "da casa" já não chega. Aliás, se qualquer coisa fica provada por estes 3 (Patrício é a excepção que confirma a regra), é que as fornadas da Academia estagnaram em termos de qualidade. O próprio André Santos, para os objectivos que todos queremos, não tem lugar firme no 11 (é sim, um suplente fiável).

Em suma, é precisa uma remodelação geral. E para termos uma equipa ao nível do Porto, precisamos de 2 anos para tudo funcionar como deve ser. Até porque não temos a possibilidade de fazer as coisas à Benfas, investindo milhões em 2 anos para ganhar 1 vez.
Registado

What do you wanna hear first: bad news, or the worst?
Re: Muita Parra, pouca uva , « Resposta #33 em: Agosto 08, 2011, 08:36 »



*
Júnior

Mensagens: 2440
Localidade: Lisboa


Que giro, agora medimos o valor dos jogadores por aquilo que eles custaram.

Vamos por partes:

1º ponto - necessidades/lacunas do plantel
No final da época passada a grande maioria dos adeptos considerou que teria de haver uma limpeza na plantel, para isso seria necessário capital para contratações e efectuar as dispensas necessárias. Alguns afirmam ser necessário só 5/6 jogadores, outros para além dos 14 já contratados querem mais.
A mim parece-me que 5/6 seria curto mas 14 foram demais tendo em conta que alguns são jovens esperanças (Arias, Turan, Carrillo) de valor mais ou menos desconhecido e dos quais não podemos exigir muito.
Para se contratarem só 6 jogadores muitos teriam de ficar da época passada. Precisavamos de um GR, um DC, um DE, um médio centro, um extremo e um ponta de lança. Aqui estão os tais 6 mas teriamos de ficar com Torsiglieri, Pedro Mendes, Zapater, Vukcevic, Valdes e muito provavelmente Saleiro. Não me parece que com 6 aquisições (a uma média de 5 M cada) e mantendo os jogadores referidos podessemos ter um plantel mais forte.

2º ponto - contratações efectuadasÉ verdade vão em 14 e como já referi foram demasiadas. A aposta em jovens desconhecidos e baratos pode dar frutos com pode não dar em nada. Como os custos inerentes á contratação de Arias, Turan e Carrillo são reduzidos não posso condenar este tipo de apostas embora considere que se podia ter apostado em jogadores formados por nós (Cedric, Wilson, Adrien, Nuno Reis ou Renato Neto). Por falar em formação o regresso de dois jovens leões (Pereirinha e Andre Martins)é de saudar uma vez que prova que a aposta na nossa formação é para manter e que um futuro próximo os 5 nomes que mencionei e outros bons valores podem ambicionar chegar ao plantel principal do Sporting.
Para o posto de GR e sabendo que Patricio é titular absoluto a opção Marcelo parece-me boa. Um jogador barato, com futuro e já experiente.
Para o centro da defesa Rodriguez é boa opção, a custo zero, ainda jovem mas já muito rodado. Boa aquisição. Em Onyewu reside uma das grandes duvidas deste plantel, se voltar á forma de á dois anos será o melhor central em Portugal, se...
Para o lado esquerdo a aposta em Turan é curta, a maior falha ao nivel das contratações foi a não contratação de um lateral esquerdo titular.
No meio campo, epá aqui estamos muito bem Rinaudo, Schaars foram grandes contratações e muito, muito baratas (lá está talento não se mede em euros). Aguiar pode ser uma boa opção e parece-me que pelo menos está uns furos acima de Zapater.
Capel e Jeffren precisam de tempo mas para a nossa bolsa dificilmente conseguiriamos melhor. Em teoria são os melhores extremos dos ultimos largos anos.
No ataque Ricky é grande ponta de lança e Rubio á a surpresa. A contratação de um jogador experiente tipo Klose seria o ideal mas penso que temos dois grandes pontas de lança. Bojinov é outra grande duvida e aqui preferia que tivesse chegado um jogador mais experiente capaz de facturar com facilidade.

3º ponto - possibilidade de ser campeão
É dificil sem duvida, uma equipa totalmente nova precisa de tempo. A pressão para ganhar é muita e isso pode não ajudar estes jovens. Temos algumas lacunas e alguns "SE", mas os rivais também os têm.
Temos valor e possibilidades reais de sermos campeões, precisamos é de acreditar e não de atiramos a toalha ao chão ainda antes da 1ª jornada.

FORÇA SPORTING
Registado

Re: Muita Parra, pouca uva , « Resposta #34 em: Agosto 08, 2011, 10:41 »


On a steel horse I ride


*

Condecorações:Membro do Ano 2012Membro do ano 2011


Mensagens: 23173
Localidade: VILA NOVA GAIA
Masculino


Que giro, agora medimos o valor dos jogadores por aquilo que eles custaram.

Vamos por partes:

1º ponto - necessidades/lacunas do plantel
No final da época passada a grande maioria dos adeptos considerou que teria de haver uma limpeza na plantel, para isso seria necessário capital para contratações e efectuar as dispensas necessárias. Alguns afirmam ser necessário só 5/6 jogadores, outros para além dos 14 já contratados querem mais.
A mim parece-me que 5/6 seria curto mas 14 foram demais tendo em conta que alguns são jovens esperanças (Arias, Turan, Carrillo) de valor mais ou menos desconhecido e dos quais não podemos exigir muito.
Para se contratarem só 6 jogadores muitos teriam de ficar da época passada. Precisavamos de um GR, um DC, um DE, um médio centro, um extremo e um ponta de lança. Aqui estão os tais 6 mas teriamos de ficar com Torsiglieri, Pedro Mendes, Zapater, Vukcevic, Valdes e muito provavelmente Saleiro. Não me parece que com 6 aquisições (a uma média de 5 M cada) e mantendo os jogadores referidos podessemos ter um plantel mais forte.



O que se precisava e na minha opinião, não era uma política de terra queimada mas sim de um upgrade de qualidade claro e inequívoco ao plantel anterior. Se as apostas nos jovens Arias, Turan, Carrillo e Rubio fazem sentido em qualquer cenário, até porque  não implicaram grande investimento, eu sou um dos que e provavelmente contra a tal maioria que pedia cabeças e a tal limpeza, preferia a aposta em 5, 6 jogadores ( não contando com os tais jovens ) que fossem mais valias claras e sem os pontos de interrogação que muitos dos contratados levantam… fiquei agradavelmente surpreendido com o que se contratou, porque as minhas expectativas eram baixas… mas em quase todos os jogadores vejo um ou outro problema que pode ser decisivo para o eventual insucesso. Poucas vezes vejo êxito neste tipo de remodelações como esta que o plantel o alvo… continuo a achar que teria sido mais prudente que as mudanças, necessárias, fossem feitas de forma gradual e o tivessem planeado por um período de 2 anos.

E penso que Torsiglieri, Salomão, Valdés  e eventualmente Zapater ou Mendes teriam espaço no plantel para esta época.

Está a ficar um tópico interessante.  Smiley

Acho que há aqui dois níveis de discussão.

O primeiro nível tem a ver com a preparação desta época. Sobre a actual equipa, tenho de ser sincero. Estou com vontade que a época comece - e é algo que não sentia há uns bons 4 ou 5 anos. O Ash diz que não fazemos ideia do que vale esta equipa e que ela tanto pode andar na luta como acabar outra vez a 30 e tal pontos do 1º . Eu diria que isso já é uma novidade: de há quatro épocas para cá que essa dúvida não existia. Nada mudava, a não ser para vender os poucos jogadores de qualidade que tínhamos a preços de saldo (e quando não aos rivais), pelo que não havia qualquer razão para acreditar que os resultados iam ser diferentes.

Mais a sério, não concordo nada com a ideia de que bastavam 3 ou 4 jogadores em posições-chave para termos uma equipa a lutar pelo título. Bem pelo contrário. Tenho dificuldade em ver 3 ou 4 jogadores da época passada que entrassem numa equipa campeã. Talvez o Patrício e o João Pereira conseguissem ser titulares e André Santos suplente utilizado com alguma frequência. Mas o resto nunca calçaria no Benfica ou no Porto. 

Aliás, o difícil engolir alguns "pentes" que, contra todas as expectativas, lá ficaram. Ainda percebia que jogadores como Postiga ou Djaló ficassem para 4ºs avançados, porque não é possível contratar 20 jogadores de uma vez. Agora apostar neles como titulares e achar que vão dar qualquer coisa diferente da quase nulidade que mostraram nos últimos 3 anos, é algo que só pode ser justificado pela fé, não pela razão. O mesmo vale, embora por outras razões, para Izmailov: independentemente da sua qualidade, alguém são de mente e de corpo apostaria nele para titulares para aguentar uma época inteira?

Por isso, é verdade que contratar 14 jogadores é uma medida radical. Mas após quatro anos atrozes, plenamente justificada.



Pois… eu também tenho essa expectativa… mas pergunto-me se não será mais porque há treinador novo e 14 jogadores a conhecer do que propriamente sentir-me confiante com a qualidade do plantel…. é que em teoria, vejo vários jogadores com valor para nos tornar mais fortes… continuo a achar é que salvo várias excepções, contratámos demasiadas incógnitas.

Não comungo da opinião quanto à qualidade do plantel do ano passado… ou, por outra, concordo que era fraco, o que me parece é que todo o enquadramento colectivo afectou e muito os desempenhos individuais, a sua afirmação e o seu desenvolvimento como atletas. Não tenho dúvidas que além de RP, JP, André Santos, há mais 3 ou 4 , integrados numa equipa que funcionasse, seriam vistos, hoje, de forma diferente.
_________________________________________________________________________________________ ________

Quanto aos 30M… eu sou dos que passou semanas e semanas a chatear o pessoal aqui nó Fórum ( e não só ), a lembrar que foram prometidos 40M e depois 30M; porque foi uma promessa pré eleições e confirmada várias vezes nos meses a seguir, embora afinada… neste momento diria, que sem as contabilidades criativas de há umas semanas, se gastaram entre 20 a 25M, incluindo os prémios de assinatura e não será uma surpresa, face a várias declarações, que não se fiquem por aqui. Não está já em causa, a meu ver, o cumprimento da tal promessa, poderá é estar em causa a boa aplicação desse montante.

Para um SCP forte e consistente para o futuro, precisa-se mais ou 1 ou 2 anos a fazer um investimento desta grandeza. Com competência e tendo em conta o que conseguimos extrair da formação, talvez não se necessite gastar o que os rivais gastam, mas a diferença nunca poderá ser de 1 para 3.
Registado

Re: Muita Parra, pouca uva , « Resposta #35 em: Agosto 08, 2011, 10:58 »



*
Iniciado

Mensagens: 410
Localidade: Torres Novas
Masculino

WWW
Concordo em parte!
Sim, acho que era preciso uma limpeza;
Sim, algumas das contratações parecem-me boas tendo em conta o racio qualidade/preço;

Agora, para ganhar este ano no way, infelizmente (quem me dera arrepender-me mais tarde) e por 2 razões principais:
1 - porque era preciso acrescentar à tal limpeza necessária, 2 ou 3 jogadores feitos, os tais de 6 ou 7M para cima. Principalmente em dois lugares nucleares para se ser campeão, um PL e um DC patrão, isso continua sem haver, pese embora ache que o Rubio tem grande potencial... mas convenhamos...
2 - Ser realista e olhar para os plantéis dos rivais... é duro mas é a verdade. Certamente faremos melhor que a epoca passada, acho que o treinador não é burro e temos melhores jogadores. Agora ombrear com os 2 rivais ainda estamos claramente noutro degrau... Falcões e Hulks, James etc.. Luisão, Aimar, Witsel... nada disso temos...
Registado

Re: Muita Parra, pouca uva , « Resposta #36 em: Agosto 08, 2011, 11:21 »


Longa vida ao Sportinguismo-Leoninismo!


*

Mensagens: 2521
Idade: 39
Localidade: Chelas
Masculino


Poucas vezes vejo êxito neste tipo de remodelações como esta que o plantel o alvo… continuo a achar que teria sido mais prudente que as mudanças, necessárias, fossem feitas de forma gradual e o tivessem planeado por um período de 2 anos.

Não nos podemos esquecer do contexto político. Foi uma direcção eleita por uma unha negra e por menos eleitores do que os que votaram na candidatura adversária. Os sinais de saturação e de desejo da mudança entre os sócios - e mesmo entre as anteriormente coesas e lealmente cegas elites - eram bem claros e não acredito que houvesse margem para algo muito diferente do que a limpeza de balneário a que se assistiu. Sob pena de a contestação se começar a fazer sentir desde o início.

Alguém aguentaria ver a mesma equipa com 2 ou 3 retoques?

Por isso, é verdade que contratar 14 jogadores é uma medida radical. Mas após quatro anos atrozes, plenamente justificada.

Pois… eu também tenho essa expectativa… mas pergunto-me se não será mais porque há treinador novo e 14 jogadores a conhecer do que propriamente sentir-me confiante com a qualidade do plantel…. é que em teoria, vejo vários jogadores com valor para nos tornar mais fortes… continuo a achar é que salvo várias excepções, contratámos demasiadas incógnitas.

Não comungo da opinião quanto à qualidade do plantel do ano passado… ou, por outra, concordo que era fraco, o que me parece é que todo o enquadramento colectivo afectou e muito os desempenhos individuais, a sua afirmação e o seu desenvolvimento como atletas. Não tenho dúvidas que além de RP, JP, André Santos, há mais 3 ou 4 , integrados numa equipa que funcionasse, seriam vistos, hoje, de forma diferente.
[/quote]

Uma ressalva: o facto de haver jogadores a entrar não é Pelo contrário, é muito positivo. Haver 2 ou 3 jogadores com potencial de titulares a entrar por época para mim devia ser a norma. É o que fortalece o plantel, impede a complacência de quem já lá está e alimenta o entusiasmo dos sócios e adeptos. O problema é quando vemos os meses passarem e nada a acontecer. Isso é que desespera - e normalmente é um muito mau sinal.

Sobre os jogadores, Acho que encontrámos um diamante no Rubio e jogadores como Rinaudo, Schaars parecem-me adições de
Concordo que temos muitos incógnitas e aqui

Quanto ao plantel do ano passado, há um que eu deliberadamente ignorei: o Matías. Sinceramente, para mim esta é a época do "make or break" para o chileno. Se em três épocas não consegue afirmar-se claramente na equipa, então não será certamente à quarta que o fará. E na perspectiva de um assalto ao título em 12/13 não deverá ficar.

Para um SCP forte e consistente para o futuro, precisa-se mais ou 1 ou 2 anos a fazer um investimento desta grandeza. Com competência e tendo em conta o que conseguimos extrair da formação, talvez não se necessite gastar o que os rivais gastam, mas a diferença nunca poderá ser de 1 para 3.

Aqui, estou de acordo. Com a ressalva de que eu olharia para qualquer coisa que viesse da formação como um bónus e não como uma peça central nesta reconstrução. Porque espero sinceramente que os dias de meter jogadores medianos na equipa só porque vêm da formação tenham acabado.

Talvez esteja ser muito duro, mas por favor compreendam: hoje em dia, quando me falam na formação, o que me vem à cabeça são a) os André Marques, Pereirinhas e Saleiros com que tivemos de levar e (b) uma desculpa esfarrapada para não investir no mercado de transferências.
Registado

"Em matéria de contratações, não há caro nem barato. 100 milhões podem ser baratos e 20 milhões caros. Zidane custou-me 73 milhões de euros - e foi uma pechincha" - Florentino Pérez
Re: Muita Parra, pouca uva , « Resposta #37 em: Agosto 08, 2011, 12:20 »



*
Juvenil

Mensagens: 514
Idade: 27
Localidade: Benavente
Masculino


Se não for pedir muito, gostava que quem defende que só precisávamos de 6 ou 7 contratações de inegável qualidade, em detrimento das 14 que fizemos até agora, desse nomes a esses 6 ou 7 que podíamos ter ido buscar, indicando uma estimativa de quanto custaria cada um.
Atenção que não tenho nada contra essa abordagem, mas quanto a mim parece-me que 30 milhões não chegavam para 7 jogadores que por si só nos pusessem na corrida pelo título este ano e nos próximos. Se forem jogadores consagrados para além do custo do passe, terão certamente associado um ordenado milionário e incomportável para a nossa realidade, se forem jovens conhecidos de todo o mundo custam balúrdios (ver os casos do Alex Sandro, e do Danilo por exemplo) - fugindo desses valores provavelmente só conseguimos jogadores que levantam tantas ou mais dúvidas do que aqueles que contratámos.

Por essa razão não condeno a abordagem ao mercado que fizemos, pois vê-se que temos um plantel com potencial e muita margem de progressão, que bem aproveitado pode dotar o Sporting de uma base forte para muitos anos. Não quero com isto dizer que concordei com tudo o que foi feito, para mim há jogadores que ainda estão a mais neste plantel, e outros dispensados que não o deviam ter sido, mas admito que desta vez o CF me surpreendeu pela positiva (ok, as expectativas também não eram elevadas ).

Pedia-se uma revolução, e ela mal ou bem foi feita, resta aguardar pelos resultados desportivos que havendo uma pontinha de sorte que também nos tem faltado podem facilmente aparecer. O arranque do campeonato vai ser decisivo para dar estabilidade a uma equipa que precisa de trabalhar muito e depressa, pois caso falhe vai-se abater sobre ela toda a pressão dos media e dos adeptos, e só espero que esta direcção tenha costas largas para aguentar, e não faça rolar a cabeça do homem em quem depositaram toda a confiança para este projecto. Os nossos inimigos já cerram os dentes à espera da primeira oportunidade para começar a morder e deitar abaixo este Sporting que se está a querer levantar aos poucos, portanto se não formos nós a defendê-lo desde o primeiro momento estamos liminarmente condenados.
Não é fácil e ainda hoje me custa defender a "direcção das afinações", mas o receio de que o Sporting não se consiga levantar de um novo tombo é superior a isso e procuro apoiar e acreditar nesta equipa, pelo que me recuso a profetizar a desgraça ainda antes do primeiro jogo oficial.
Registado

Re: Muita Parra, pouca uva , « Resposta #38 em: Agosto 08, 2011, 12:50 »



*
Veterano

Condecorações:Por onde andas 2012Treinador de Bancada 2010


Mensagens: 9410


Nada melhor como olhar para equipas que vencem muito , e não de forma pontual , para perceber o sucesso.

O que era o porto do jesulado sem lucho , lisandro e quaresma ? Nada. 3 jogadores , 3 aquisições de valor acrescentado. O lisandro vinha de um torneio de grande qualidade , o lucho era um jogador reconhecidissimo e o quaresma era o génio que todos conhecíamos. Ora o que fazem assim que perdem o quaresma ? Vao buscar a um rival o jogador em destaque (c.rodriguez) e ainda o hulk. Duas contratações caras. É o brasileiro que acaba por se destacar. Quando sai lucho e lisandro , o porto volta a apostar seguro com falcao e beluschi. A coisa não corre logo bem e no ano seguinte vai-se buscar ao capitão do Sporting (bem como otamendi por bruno alves) , enquanto se constroi no resto do plantel um conjunto de valores emergentes .

Não existe aqui tiros no escuro. Existe um investimento claro e seguro. Depois sim existem as apostas que podem ou não correr bem , e que vão valorizar junto dos melhores. Se o Sporting nao comprar activos seguros e continuar apenas no ramo das apostas , então vamos continuar todos os anos a rodar de plantel.

O Sporting precisava de 2-4 grandes jogadores nesta equipa. Depois se querem encher os bolsos com comissões ou descobrir jovens e oportunidades de mercado...têm espaço para isso.
« Última modificação: Agosto 08, 2011, 12:58 por Ash » Registado

My name is Ash and I am a slave. As far as I can tell, the year is 1300 A.D and I'm being dragged to my death. It wasn't always like this, I had a normal life, once.....
Re: Muita Parra, pouca uva , « Resposta #39 em: Agosto 08, 2011, 13:00 »



*
Júnior

Mensagens: 2440
Localidade: Lisboa


Não existem tiros no escuro? Quem era Hulk antes de chegar ao Porco? E Falcão marcava no River o que marca agora? E Beluschi seria melhor que Rinaudo ou Schaars?
Registado

Gosta deste tópico? Partilhe-o:
Páginas: « anterior 1 [2] 3 4 ... 6 seguinte » Ir para o topo Imprimir
Fórum SCP - A Comunidade do Sporting Clube de Portugal Universo Sporting Clube de Portugal Redacção Porta 10-A Tópico:

Muita Parra, pouca uva

« tópico anterior seguinte »
Ir para:

Powered by SMF 1.1.19 | SMF © 2011, Simple Machines
Tema SMFone modificado por Avantix e Paracelsus.
Optimizado para o Mozilla Firefox na resolução 1024 x 768.
© 2004 - 2010 | Fórum SCP | Alguns Direitos Reservados
Fórum não-oficial do Sporting Clube de Portugal

Ajuda | | Sitemap | Política de Privacidade