Fórum SCP

Pedro Filipe Teodósio Mendes

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

eu foi varias vezes ver o Pedro jogar e gostei muito mas mesmo muito daquilo que vi nele e nao sou so eu a dize-lo o seu treinador Joao Alves gosto muito do seu trabalho e sei que o seu treinador queria que ele fica-se pêlo menos mais um ano mas segundo eu sei alguem do nosso Sporting recusou esse pedido porquê?
na altura eu até achei bem pois penssava que o Pedro ia fazer parte da equipa para este ano mas depois quando vi que o deixaram de lado e tinha que se treinar ha parte dos outros jogadores vi logo que os grandes erros do nosso Sporting eram para continuar e eu que penssava que era so o JB e Costinha que andavam a comer o nosso Sporting mas afinal os limpa tachos continuam sempre la dentro.

é uma vergonha fazerem isto ao Pedro eu sei que nao é o melhor defesa central do mundo mas até pode vir a ser quem sabe....o que eu sei por aquilo que vi nele e tambem por aquilo que ja vi ao Carriço , Polga , e ao Américas , o Pedro tinha lugar nesta equipa sem qualquer problema mas isto sou so eu a falar claro .

mas uma coisa é certa visto o que fizeram ao Pedro eu tenho a certaza que eu vi mais jogos do Pedro e so vi alguns que o representante do nosso Sporting para acompanhar estes mesmos jogadores que se bem calhar nao viu nem um jogo assim se vê como vai a nossa Formaçao e eu a pensar que era so la mais para o norte que avia bares noturnos e meninas lindas mas afinal ai por Lisboa deve haver ainda muito mais e pêlos vistos é la que estes senhores que dizem andarem a acompanhar a formaçao veem os videos mas para uma outra formaçao extra futebol..... o que aconteçeu ao Pedro ja aconteçeu a muitos outros e tenho a certeza que isto vai continuar assim...

ha 10 anos que a nossa formaçao esta morta ou quase.... Porquê ?
é facil é verem o que fizeram este ano 14 jogadores novos so 4 ou 5 deles é que veem com a rodazem ja feita o resto sao quase todos jogadores que veem das escolas dos seus clubes ou acabaram a escola ha muito pouco tempo mas estes é que sao bons ( e eu nao digo o contrario a ver vamos ) mas estes teem o direto de ficar na nossa equipa 2 ou 3 anos para conseguirem mostrar o que valem....(e eu espéro que sim que estes mostrem mesmo o que valem)
o problema é agora da nossa formaçao vieram quantos? 3 ou 4 so entao porquê ?
e desses 3 ou 4 quantos vao ficar ? 2 ou 1 nao pode ser entao nos nao temos a melhor formaçao da europa e mesmo uma das melhores a nivél mundial ?
sim isso é verdade mas temos sempre o mesmo problema os que veem de fora é que sao bons e mesmo que nao o seijam eles teem sempre o direito de ca ficarem 2 ou 3 anos para se poderem mostrar...
e os da nossa formaçao nao teem direito nenhum porque Freitas e companhia com os da nossa Formaçao nao podiam encher os bolsos tas a ver a grande diferença?
sim agora compreendo e sei tambem porque até agora esses Mafiosos pouco ou nada falaram da nossa Formaçao sera que essa banda de barrigudos sabe que o nosso SPORTING tem a maior escola de Formaçao a nivél mundial ?
claro que sabem se eles vao para la todos os dias passear para fazer a degestao.... ha quase 10 anos que dura esta pouca vergonha e nao ha ninguem que ponha estes anormais na prisao por ocuparem terrenos que sao propriadade privade do Sporting Clube De Portugal? VERGONHA

isto sao preguntas e respostas que muitos de nos Sportinguistas nos fazemos eu fiz aqui as minhas nao critico aqui ninguem nao gosto de criticar gosto mais de falar e foi o que fiz aqui falar sobre coisas que eu penso que nao estao bem para o nosso grande Sporting ninguem é obrigado a ler mas pode haver quem goste de ler este meu desabafo...

como disse eu nao gosto de criticar mas se alguem acha que me deve criticar por algo que aqui nao gostou pode criticar ha vontade que eu ja passei a ternura dos quarenta eu faço parte daqueles que tivemos que aguentar 18 anos de jejum e se todos estes anos nao conseguiram tirar-me todo o amor que eu tenho por este maior clube do mundo que é o nosso Sporting Clube De Portugal um Sportinguista que aguentou isto aguenta tudo tenho dito.

boa sorte Pedro Mendes
força SPORTING
eu foi varias vezes ver o Pedro jogar e gostei muito mas mesmo muito daquilo que vi nele e nao sou so eu a dize-lo o seu treinador Joao Alves gosto muito do seu trabalho e sei que o seu treinador queria que ele fica-se pêlo menos mais um ano mas segundo eu sei alguem do nosso Sporting recusou esse pedido porquê?
na altura eu até achei bem pois penssava que o Pedro ia fazer parte da equipa para este ano mas depois quando vi que o deixaram de lado e tinha que se treinar ha parte dos outros jogadores vi logo que os grandes erros do nosso Sporting eram para continuar e eu que penssava que era so o JB e Costinha que andavam a comer o nosso Sporting mas afinal os limpa tachos continuam sempre la dentro.

é uma vergonha fazerem isto ao Pedro eu sei que nao é o melhor defesa central do mundo mas até pode vir a ser quem sabe....o que eu sei por aquilo que vi nele e tambem por aquilo que ja vi ao Carriço , Polga , e ao Américas , o Pedro tinha lugar nesta equipa sem qualquer problema mas isto sou so eu a falar claro .

mas uma coisa é certa visto o que fizeram ao Pedro eu tenho a certaza que eu vi mais jogos do Pedro e so vi alguns que o representante do nosso Sporting para acompanhar estes mesmos jogadores que se bem calhar nao viu nem um jogo assim se vê como vai a nossa Formaçao e eu a pensar que era so la mais para o norte que avia bares noturnos e meninas lindas mas afinal ai por Lisboa deve haver ainda muito mais e pêlos vistos é la que estes senhores que dizem andarem a acompanhar a formaçao veem os videos mas para uma outra formaçao extra futebol..... o que aconteçeu ao Pedro ja aconteçeu a muitos outros e tenho a certeza que isto vai continuar assim...

ha 10 anos que a nossa formaçao esta morta ou quase.... Porquê ?
é facil é verem o que fizeram este ano 14 jogadores novos so 4 ou 5 deles é que veem com a rodazem ja feita o resto sao quase todos jogadores que veem das escolas dos seus clubes ou acabaram a escola ha muito pouco tempo mas estes é que sao bons ( e eu nao digo o contrario a ver vamos ) mas estes teem o direto de ficar na nossa equipa 2 ou 3 anos para conseguirem mostrar o que valem....(e eu espéro que sim que estes mostrem mesmo o que valem)
o problema é agora da nossa formaçao vieram quantos? 3 ou 4 so entao porquê ?
e desses 3 ou 4 quantos vao ficar ? 2 ou 1 nao pode ser entao nos nao temos a melhor formaçao da europa e mesmo uma das melhores a nivél mundial ?
sim isso é verdade mas temos sempre o mesmo problema os que veem de fora é que sao bons e mesmo que nao o seijam eles teem sempre o direito de ca ficarem 2 ou 3 anos para se poderem mostrar...
e os da nossa formaçao nao teem direito nenhum porque Freitas e companhia com os da nossa Formaçao nao podiam encher os bolsos tas a ver a grande diferença?
sim agora compreendo e sei tambem porque até agora esses Mafiosos pouco ou nada falaram da nossa Formaçao sera que essa banda de barrigudos sabe que o nosso SPORTING tem a maior escola de Formaçao a nivél mundial ?
claro que sabem se eles vao para la todos os dias passear para fazer a degestao.... ha quase 10 anos que dura esta pouca vergonha e nao ha ninguem que ponha estes anormais na prisao por ocuparem terrenos que sao propriadade privade do Sporting Clube De Portugal? VERGONHA

isto sao preguntas e respostas que muitos de nos Sportinguistas nos fazemos eu fiz aqui as minhas nao critico aqui ninguem nao gosto de criticar gosto mais de falar e foi o que fiz aqui falar sobre coisas que eu penso que nao estao bem para o nosso grande Sporting ninguem é obrigado a ler mas pode haver quem goste de ler este meu desabafo...

como disse eu nao gosto de criticar mas se alguem acha que me deve criticar por algo que aqui nao gostou pode criticar ha vontade que eu ja passei a ternura dos quarenta eu faço parte daqueles que tivemos que aguentar 18 anos de jejum e se todos estes anos nao conseguiram tirar-me todo o amor que eu tenho por este maior clube do mundo que é o nosso Sporting Clube De Portugal um Sportinguista que aguentou isto aguenta tudo tenho dito.

boa sorte Pedro Mendes
força SPORTING
:arrow: :arrow: :arrow: :arrow: :arrow: :arrow: :clap: :clap:
Tem qualidade e potencial. Não tanto como o Nuno Reis (o Ilori não falo, não conheço assim tão bem) mas tem-no! Por mim, tinha ficado no plantel como 4º central. Mas isso faria sentido se tivéssemos ido buscar um patrão para o sector. Por exemplo, Garay (promessa eleitoral... ou falado, pelo menos), Carriço, Rodriguez e P. Mendes davam-me muito mais garantias que a actual quadra de centrais. E tinhamos mais um elemento da formação no plantel (ainda por cima português) !
Temos o Nuno Reis que para mim parece ter mais potencial e para o ano deve integrar o plantel. E do Pedro Mendes confesso que não conheço mas os especialistas do que li nunca lhe deram grande futuro  :inde:
“Para mim, o Sporting é como uma mulher que se ama logo à primeira vista. Um homem pode conhecer várias mulheres, mas há sempre ‘aquela’, a especial. Independentemente de ficarmos com ela ou não, lembramo-nos dela para sempre!” De Franceschi
Aprecio muito as qualidades deste miudo(é mais velho do que eu, mas ... :mrgreen:), era de longe o que tinha mais potencial para ser a estrela de futuro da nossa defesa, pois temos jogadores como Nuno Reis e Tiago Illori que podem ser muito melhores do que a geração Carriço e Bruno Pereirinha.

Que o consigam segurar e coloquem emprestado a uma equipa da I divisão pois tem capacidade de ingressar numa.
Já está em Madrid e informações zero.

Citar
Está há uma semana em Madrid, mas só ontem se tornou jogador do Real. O i chegou até Pedro Mendes pelo telefone, ainda no hotel, para uma viagem por uma carreira - ainda curta - que também começou... no Real.

Ficaste surpreendido com o interesse do Real Madrid?

Já sabia há algum tempo, mas ainda não era nada certo. Entretanto veio a convocatória da selecção de sub-21 e depois do jogo com a Eslováquia o João Camacho [Gestifute] ligou-me a dizer que vínhamos para Madrid.

E lá arrancaste, com o queixo cosido [cotovelada de um eslovaco].

Sim, por acaso até tenho de ir tirar os pontos, estão aqui há demasiado tempo! Mas fiz logo os exames médicos, estava tudo bem. Faltava era uma papelada do Sporting, a confirmar a cedência. Fui treinando no ginásio do hotel, até que chegou a documentação. E hoje [ontem] assinei. Vendo bem as coisas, ainda não tive uma pré-época. O único jogo que tive, sem treinos a sério, foi com a Eslováquia. Agora tenho de ganhar ritmo.

Estás aí há uma semana. Como foi o primeiro contacto com o clube?

Estive no centro de estágio, com os treinadores da equipa principal, e vi um treino dos que não foram às selecções. Falei com Mourinho, Rui Faria, Silvino, Humberto Coelho - que estava lá por ocasião e até me deu uns conselhos - Karanka e José Morais. Cumprimentei o Zidane, depois vi o Ricardo Carvalho, mas ele nem percebeu que eu era português. Disse-me "hola!", com sotaque espanhol [risos]. De resto ainda não falei com os jogadores portugueses.

Este é o segundo Real da tua vida [o primeiro foi o Real Massamá]. Começaste a jogar lá, com sete anos.

Mas só devia ter começado com oito. Jogava com autorização dos meus pais.

Querias ser avançado, não é?

Pois. O meu pai tinha sido avançado [jogou nos juniores do Sp. Braga], o meu irmão era avançado [no Real Massamá], era tudo lá para a frente. E eu, como qualquer miúdo, também queria fazer golos. Fui às captações no Real e disse que era avançado. Só que a bola não chegava lá a frente. Então fui lá atrás, roubei-a duas ou três vezes na mesma jogada, levei-a lá para a frente e deu golo. O treinador achou que devia era ser defesa, porque era agressivo. E fiquei como central.

Em 2003 foste para o Sporting, com o Nani. Mas até podias ter acabado no Benfica.

Falaram com o meu pai, apareci lá à experiência - na altura, no campo do Olivais -, apresentei-me ao Nené e ele disse que nem valia a pena treinar porque já tinham arranjado um jogador melhor do que eu, que estava referenciado mas tinha sido descartado. Depois ainda fui ao E. Amadora. Até que acabou por aparecer o Luís Dias [treinador das camadas jovens do Sporting], que já tinha estado no Real. Fui lá tentar a sorte e fiquei.

A adaptação a um clube grande foi fácil?

No princípio não. Quem chega é sempre visto com outros olhos, como uma ameaça. Só que marquei nos dois primeiros jogos e tudo mudou imediatamente. Na segunda época de iniciados ainda passei um pouco mal, nem sempre jogava. E tive uma conversa com o meu pai, porque ele fazia muitos sacrifícios para ir levar-me e buscar-me à Academia e assim não podia ser: ou me aplicava mais e as coisas mudavam ou não valia a pena o sacrifício e voltava para o Real, que era perto de casa.

E passaste a viver na Academia?

Sim, foi o ano de explosão. Fui sempre titular, à 8.ª jornada tinha sete golos. Passei a ser uma aposta do clube. Veio o contrato de formação, fomos campeões nacionais e comecei a ir à selecção.

Até que, nos juniores, surgiram as chamadas à equipa principal.

Uma vez, estava a sair do treino, o mister chamou-me e disse: "Vai ali ter com o Paulo Bento, que ele quer falar contigo." Pensei que era para me dar uma palavra de incentivo - o meu pai estava com problemas de saúde. Afinal era porque precisava de mim para o jogo com o Barcelona [2-5 em Alvalade]. E passei a ir com regularidade ao plantel sénior. Ainda fui o 19.º jogador, com o Basileia e fiquei no banco frente ao Rio Ave [Taça da Liga], tudo na era Paulo Bento. Com Carvalhal e Paulo Sérgio nunca mais surgiram oportunidades.

Fizeste a primeira época de sénior em Massamá. E depois?

Voltei ao Sporting. Os meus colegas estavam todos a ser colocados e eu sem saber para onde ia. Até que surgiu o interesse do João Alves, que precisava de um central para o Servette e já me conhecia. Já tinha jogado contra ele [juniores do Benfica]. A ideia agradou-me e lá fui.

Para a Suíça, onde nasceste.

Exacto. Os meus pais foram para lá à procura de uma vida melhor. Nasci lá e viemos para Espanha, era eu ainda bebé, também com o mesmo objectivo. Vivi seis anos em Huelva e depois fui de vez para Portugal.

Mas no final da época o Servette não quis que continuasses.

Depois repetiu-se a espera. Apareceu a hipótese de vir para o Real Madrid B, o que me deixou ainda mais ansioso. E felizmente resolveu-se tudo. Hoje [ontem] vai ser o primeiro treino.

Só mais uma pergunta: Pepe ou Ricardo Carvalho?

Têm estilos diferentes. Um mostra muita agressividade, é mais um jogador todo-o-terreno; o outro mostra mais classe, mais personalidade e tranquilidade. Identifico-me mais com o Pepe, tal como o Bruno Alves, mas é mais bonito ver um jogador como o Ricardo Carvalho.

http://www.ionline.pt/conteudo/143735-pedro-mendes-o-ricardo-carvalho-pensou-que-eu-era-espanhol-disse-me-hola

Saiu por definitivo? Por quanto?
tostões!!!
 :wall: :wall: :wall:

não conseguiam-o segurar?
Estava em final de contracto?
Eu também penso que não estaria, daí a minha incompreensão relativamente a este negócio.

Mas com esta falta de informação, só nos resta adivinhar.
Fiquei sem perceber se foi por empréstimo ou a titulo definitivo...

Mais um negócio por explicar.
Já está em Madrid e informações zero.

Citar
Está há uma semana em Madrid, mas só ontem se tornou jogador do Real. O i chegou até Pedro Mendes pelo telefone, ainda no hotel, para uma viagem por uma carreira - ainda curta - que também começou... no Real.

Ficaste surpreendido com o interesse do Real Madrid?

Já sabia há algum tempo, mas ainda não era nada certo. Entretanto veio a convocatória da selecção de sub-21 e depois do jogo com a Eslováquia o João Camacho [Gestifute] ligou-me a dizer que vínhamos para Madrid.

E lá arrancaste, com o queixo cosido [cotovelada de um eslovaco].

Sim, por acaso até tenho de ir tirar os pontos, estão aqui há demasiado tempo! Mas fiz logo os exames médicos, estava tudo bem. Faltava era uma papelada do Sporting, a confirmar a cedência. Fui treinando no ginásio do hotel, até que chegou a documentação. E hoje [ontem] assinei. Vendo bem as coisas, ainda não tive uma pré-época. O único jogo que tive, sem treinos a sério, foi com a Eslováquia. Agora tenho de ganhar ritmo.

Estás aí há uma semana. Como foi o primeiro contacto com o clube?

Estive no centro de estágio, com os treinadores da equipa principal, e vi um treino dos que não foram às selecções. Falei com Mourinho, Rui Faria, Silvino, Humberto Coelho - que estava lá por ocasião e até me deu uns conselhos - Karanka e José Morais. Cumprimentei o Zidane, depois vi o Ricardo Carvalho, mas ele nem percebeu que eu era português. Disse-me "hola!", com sotaque espanhol [risos]. De resto ainda não falei com os jogadores portugueses.

Este é o segundo Real da tua vida [o primeiro foi o Real Massamá]. Começaste a jogar lá, com sete anos.

Mas só devia ter começado com oito. Jogava com autorização dos meus pais.

Querias ser avançado, não é?

Pois. O meu pai tinha sido avançado [jogou nos juniores do Sp. Braga], o meu irmão era avançado [no Real Massamá], era tudo lá para a frente. E eu, como qualquer miúdo, também queria fazer golos. Fui às captações no Real e disse que era avançado. Só que a bola não chegava lá a frente. Então fui lá atrás, roubei-a duas ou três vezes na mesma jogada, levei-a lá para a frente e deu golo. O treinador achou que devia era ser defesa, porque era agressivo. E fiquei como central.

Em 2003 foste para o Sporting, com o Nani. Mas até podias ter acabado no Benfica.

Falaram com o meu pai, apareci lá à experiência - na altura, no campo do Olivais -, apresentei-me ao Nené e ele disse que nem valia a pena treinar porque já tinham arranjado um jogador melhor do que eu, que estava referenciado mas tinha sido descartado. Depois ainda fui ao E. Amadora. Até que acabou por aparecer o Luís Dias [treinador das camadas jovens do Sporting], que já tinha estado no Real. Fui lá tentar a sorte e fiquei.

A adaptação a um clube grande foi fácil?

No princípio não. Quem chega é sempre visto com outros olhos, como uma ameaça. Só que marquei nos dois primeiros jogos e tudo mudou imediatamente. Na segunda época de iniciados ainda passei um pouco mal, nem sempre jogava. E tive uma conversa com o meu pai, porque ele fazia muitos sacrifícios para ir levar-me e buscar-me à Academia e assim não podia ser: ou me aplicava mais e as coisas mudavam ou não valia a pena o sacrifício e voltava para o Real, que era perto de casa.

E passaste a viver na Academia?

Sim, foi o ano de explosão. Fui sempre titular, à 8.ª jornada tinha sete golos. Passei a ser uma aposta do clube. Veio o contrato de formação, fomos campeões nacionais e comecei a ir à selecção.

Até que, nos juniores, surgiram as chamadas à equipa principal.

Uma vez, estava a sair do treino, o mister chamou-me e disse: "Vai ali ter com o Paulo Bento, que ele quer falar contigo." Pensei que era para me dar uma palavra de incentivo - o meu pai estava com problemas de saúde. Afinal era porque precisava de mim para o jogo com o Barcelona [2-5 em Alvalade]. E passei a ir com regularidade ao plantel sénior. Ainda fui o 19.º jogador, com o Basileia e fiquei no banco frente ao Rio Ave [Taça da Liga], tudo na era Paulo Bento. Com Carvalhal e Paulo Sérgio nunca mais surgiram oportunidades.

Fizeste a primeira época de sénior em Massamá. E depois?

Voltei ao Sporting. Os meus colegas estavam todos a ser colocados e eu sem saber para onde ia. Até que surgiu o interesse do João Alves, que precisava de um central para o Servette e já me conhecia. Já tinha jogado contra ele [juniores do Benfica]. A ideia agradou-me e lá fui.

Para a Suíça, onde nasceste.

Exacto. Os meus pais foram para lá à procura de uma vida melhor. Nasci lá e viemos para Espanha, era eu ainda bebé, também com o mesmo objectivo. Vivi seis anos em Huelva e depois fui de vez para Portugal.

Mas no final da época o Servette não quis que continuasses.

Depois repetiu-se a espera. Apareceu a hipótese de vir para o Real Madrid B, o que me deixou ainda mais ansioso. E felizmente resolveu-se tudo. Hoje [ontem] vai ser o primeiro treino.

Só mais uma pergunta: Pepe ou Ricardo Carvalho?

Têm estilos diferentes. Um mostra muita agressividade, é mais um jogador todo-o-terreno; o outro mostra mais classe, mais personalidade e tranquilidade. Identifico-me mais com o Pepe, tal como o Bruno Alves, mas é mais bonito ver um jogador como o Ricardo Carvalho.

http://www.ionline.pt/conteudo/143735-pedro-mendes-o-ricardo-carvalho-pensou-que-eu-era-espanhol-disse-me-hola

Saiu por definitivo? Por quanto?
Pela parte que está a bold parece emprestimo
Durante a sessão, que apenas esteve aberta durante 15 minutos, de salientar ainda a presença do jovem defesa português Pedro Mendes, cedido pelo Sporting, ao lado dos restantes jogadores do Real, como Cristiano Ronaldo, Pepe, Coentrão ou Di María.


abosta
“Para mim, o Sporting é como uma mulher que se ama logo à primeira vista. Um homem pode conhecer várias mulheres, mas há sempre ‘aquela’, a especial. Independentemente de ficarmos com ela ou não, lembramo-nos dela para sempre!” De Franceschi
Portanto, já se percebeu que foi emprestado. Terá como é obvio uma clausula que permitirá ao Real comprar o jogador por um determinado preço, e espero eu que seja um preço razoavel...
Convocado (com outros 5 jogadores da equipa B) por Mourinho para o jogo do Real contra o Galatasaray a contar para o Troféu Santiago Bernabéu ...

Citar
Pedro Mendes no Real: «Sporting não quis saber de mim»
Paulo Bento chegou a chamá-lo para defrontar o Barcelona. Depois, caiu no esquecimento. «Até treinei sozinho», lamenta em diálogo com o Maisfutebol

Em duas temporadas tudo mudou para Pedro Mendes no Sporting. O defesa central de 20 anos passou de pedra preciosa a matéria excedente. «O Paulo Bento apostou em mim, chamou-me para três jogos [Barcelona, Basileia e Rio Ave] e falava bastante comigo», recorda ao Maisfutebol o novo jogador do Real Madrid.

A turbulência, entretanto, apoderou-se de Alvalade. Pedro foi para Massamá, falou uma vez com Carlos Carvalhal e fez uma semana de treinos às ordens de Paulo Sérgio. A indiferença cresceu até ao limite máximo. «Saí do Servette e não quiseram saber de mim. Estive a treinar à parte, apoiado pelo professor Carlos Bruno, e foram os meus empresários que me ajudaram.»

Hola! «Pensaram que era espanhol»

O contrato em Alvalade estende-se até 2013 e o futuro pode trazer surpresas. De qualquer forma, é no Real Madrid que Pedro Mendes pensa. «Se não tivesse jogado na Suíça, com a camisola do Servette, se calhar não estava cá. Fui sempre titular até me lesionar gravemente, ganhei rotinas e vivi numa cidade fantástica [Genebra].»

João Alves, o treinador, conduziu o Servette à subida de divisão. «Foi excelente, de facto. Curiosamente, quando surgiu a oportunidade de ir para a Suíça, até tentei explorar outras soluções. Acabei por fazer a melhor opção e endireitei a minha carreira.»

Em Madrid, Pedro Mendes treina ao lado «de verdadeiras máquinas». «Não é só o Cristiano Ronaldo. São todos. Quando estamos no meio dos melhores, sentimo-nos melhores também. É tudo fantástico.»

Os dirigentes nem deles proprios querem saber, quanto mais dos jogadores.Com esta e outras historias, dá para ver que o Sporting é uma casa abandalhada.É só comprar camiões e camiões de estrangeiros, e a prata da casa nao se dá valor, a academia é para fornecer a concorrência.
Bill Shankly treinador legenda do FC Liverpool (1959–1974)

"O clube pertence aos fãs que o apóiam. Os diretores estão lá apenas para assinar os cheques."

"Algumas pessoas acreditam que futebol é questão de vida ou morte. Fico muito decepcionado com essa atitude. Eu posso assegurar que futebol é muito, muito mais importante"
Citar
Pedro Mendes no Real: «Sporting não quis saber de mim»
Paulo Bento chegou a chamá-lo para defrontar o Barcelona. Depois, caiu no esquecimento. «Até treinei sozinho», lamenta em diálogo com o Maisfutebol

Em duas temporadas tudo mudou para Pedro Mendes no Sporting. O defesa central de 20 anos passou de pedra preciosa a matéria excedente. «O Paulo Bento apostou em mim, chamou-me para três jogos [Barcelona, Basileia e Rio Ave] e falava bastante comigo», recorda ao Maisfutebol o novo jogador do Real Madrid.

A turbulência, entretanto, apoderou-se de Alvalade. Pedro foi para Massamá, falou uma vez com Carlos Carvalhal e fez uma semana de treinos às ordens de Paulo Sérgio. A indiferença cresceu até ao limite máximo. «Saí do Servette e não quiseram saber de mim. Estive a treinar à parte, apoiado pelo professor Carlos Bruno, e foram os meus empresários que me ajudaram.»

Hola! «Pensaram que era espanhol»

O contrato em Alvalade estende-se até 2013 e o futuro pode trazer surpresas. De qualquer forma, é no Real Madrid que Pedro Mendes pensa. «Se não tivesse jogado na Suíça, com a camisola do Servette, se calhar não estava cá. Fui sempre titular até me lesionar gravemente, ganhei rotinas e vivi numa cidade fantástica [Genebra].»

João Alves, o treinador, conduziu o Servette à subida de divisão. «Foi excelente, de facto. Curiosamente, quando surgiu a oportunidade de ir para a Suíça, até tentei explorar outras soluções. Acabei por fazer a melhor opção e endireitei a minha carreira.»

Em Madrid, Pedro Mendes treina ao lado «de verdadeiras máquinas». «Não é só o Cristiano Ronaldo. São todos. Quando estamos no meio dos melhores, sentimo-nos melhores também. É tudo fantástico.»

Os dirigentes nem deles proprios querem saber, quanto mais dos jogadores.Com esta e outras historias, dá para ver que o Sporting é uma casa abandalhada.É só comprar camiões e camiões de estrangeiros, e a prata da casa nao se dá valor, a academia é para fornecer a concorrência.

Podíamos ter uma excelente equipa em que como base teríamos jogadores da nossa formação, custa ver o clube a desperdiçar estes jogadores.
A clausula de compra nao deve passar dos direitos de formaçao...
Esse artigo tem mesmo aquele dedinho maisfutebol... nota-se à distância.
Esse artigo tem mesmo aquele dedinho maisfutebol... nota-se à distância.

Nota-se logo pelo título. Já nem vou a esse site. É pena pois tem muita matéria sobre futebol, mas não conseguem mesmo ser imparciais. By the way, este Pedro Mendes pareceu-me um bom jogador, não sei se a direcção vê algum potencial nele ou se é para mandar embora como a dezenas de jovens todos os anos. A Academia foi feita para compor uma equipa sénior só com jogadores da cantera leonina (já nem digo portugueses..) à semelhança do que faz o Barcelona, o Arsenal e o Ajax. Jogadores que nas camadas jovens estivessem habituados a jogar juntos, e haveria um ano em que iam todos para a equipa principal (este ano era o ideal!). Poupava-se Milhões de Euros em contratações falhadas ou inadaptadas ao futebol português e jogava uma equipa já construída das bases. Isso sim, é o Sporting que eu idealizo.

JJ