Fórum SCP

Ewerton Santos

Lord Ruthven e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Oliveira, Tobias e Ewerton e um 4º central entre A e a B ( provavelmente Rabia ) não será o cenário ideal, mas não é algo que tema. Se se cumprirem e ultrapassarem os patamares normais de evolução, Oliveira estará mais forte, Tobias estará mais forte e Ewerton terá outras condições ( fisicas e de integração e adaptação ) que agora ainda não tem.

Tendo em conta os limites financeiros que existem e certamente que existirão nos próximos anos, parece-me um quadro de centrais perfeitamente aceitável e com condições de dar uma resposta competente.

 :arrow:
15 anos com muito talento

youtube.com/watch?v=WqZjp3twbd0
Estou a gostar bastante do Ewerton e fiquei logo com a ideia que era craque, quando o vi nos B's. Com muita segurança e facilidade a sair com a bola nos pés. Secou por completo, os avançados do Chaves (1º classificado da segunda liga) e supostamente um jogo complicado para os B's.

Concordo que ficamos bem servidos com o trio Paulo Oliveira, Tobias e Ewerton nos A's. Nas laterais, é que contava com o regresso de Esgaio e a contratação do Insua que está em final de contrato (mas deve ter um ordenado inalcançável para o Sporting).

Nos B's com a saída do Sambinha e Nuno Reis, espero que para o ano, Domingos ganhe a titularidade. Vão ficar duas vagas os B's, que não sei se temos juniores capazes de substituir ou temos que ir buscar lá fora. Gostava de ver o Rabia a afirmar-se como médio defensivo.
Não sei quem será o 4º central, mas espero que accionem a cláusula deste.
Para mim, entre guarda-redes e defesas, não se ia buscar mais ninguém,
mesmo que saíssem alguns. Reis (se renovar), Rabia, Esgaio, L. Ribeiro,
acho que temos que chegue para as segundas linhas.
I Would Never Want to Belong to Any Club
That Would Have Someone Like Me For a Member  
                                                
                                                 - Groucho Marx -
Começámos a época tão mal no centro da defesa e vamos acabá-la tão bem...

Ewerton, como já tive ocasião de escrever, é mesmo reforço. Infelizmente para o Tobias que podia ter entrado e quase pegado de estaca, penso que se não existirem imponderáveis, a dupla de futuro de "zagueiros" é Paulo Oliveira e Ewerton com o Tobias a entrar a espaços.

Nas laterais, na direita Miguel Lopes está à altura de substituir o Cédric (se ele sair) e na esquerda Jefferson ficará ou não, tudo depende das ofertas. Aí, acho que Jonathan ainda é curto, penso que um LE é necessário.

O problema é do meio campo para a frente... Vai-se Slimani e quem é que fica?
Oliveira, Tobias e Ewerton e um 4º central entre A e a B ( provavelmente Rabia ) não será o cenário ideal, mas não é algo que tema. Se se cumprirem e ultrapassarem os patamares normais de evolução, Oliveira estará mais forte, Tobias estará mais forte e Ewerton terá outras condições ( fisicas e de integração e adaptação ) que agora ainda não tem.

Tendo em conta os limites financeiros que existem e certamente que existirão nos próximos anos, parece-me um quadro de centrais perfeitamente aceitável e com condições de dar uma resposta competente.

Não é cenário que me conforte. O Ewerton acabou de fazer 26 anos e tem muito poucos jogos nas pernas.

Atrevo-me a dizer que, se tivesse 23 anos, eu ficaria com ele. Com 26 e tão pouca experiência competitiva, eu ficaria com ele se houvesse um central de superior qualidade para compôr o costumado quarteto de centrais.

Não havendo dinheiro, eu ponderaria guardar o 1,2M€/1,5M€ na caixinha.
"Players lose you games, not tactics. There's so much crap talked about tactics by people who barely know how to win at dominoes."

Brian Clough
Oliveira, Tobias e Ewerton e um 4º central entre A e a B ( provavelmente Rabia ) não será o cenário ideal, mas não é algo que tema. Se se cumprirem e ultrapassarem os patamares normais de evolução, Oliveira estará mais forte, Tobias estará mais forte e Ewerton terá outras condições ( fisicas e de integração e adaptação ) que agora ainda não tem.

Tendo em conta os limites financeiros que existem e certamente que existirão nos próximos anos, parece-me um quadro de centrais perfeitamente aceitável e com condições de dar uma resposta competente.

Não é cenário que me conforte. O Ewerton acabou de fazer 26 anos e tem muito poucos jogos nas pernas.

Atrevo-me a dizer que, se tivesse 23 anos, eu ficaria com ele. Com 26 e tão pouca experiência competitiva, eu ficaria com ele se houvesse um central de superior qualidade para compôr o costumado quarteto de centrais.

Não havendo dinheiro, eu ponderaria guardar o 1,2M€/1,5M€ na caixinha.

Para contratares um central de superior qualidade com 1,2, 1,5M?
Oliveira, Tobias e Ewerton e um 4º central entre A e a B ( provavelmente Rabia ) não será o cenário ideal, mas não é algo que tema. Se se cumprirem e ultrapassarem os patamares normais de evolução, Oliveira estará mais forte, Tobias estará mais forte e Ewerton terá outras condições ( fisicas e de integração e adaptação ) que agora ainda não tem.

Tendo em conta os limites financeiros que existem e certamente que existirão nos próximos anos, parece-me um quadro de centrais perfeitamente aceitável e com condições de dar uma resposta competente.

Não é cenário que me conforte. O Ewerton acabou de fazer 26 anos e tem muito poucos jogos nas pernas.

Atrevo-me a dizer que, se tivesse 23 anos, eu ficaria com ele. Com 26 e tão pouca experiência competitiva, eu ficaria com ele se houvesse um central de superior qualidade para compôr o costumado quarteto de centrais.

Não havendo dinheiro, eu ponderaria guardar o 1,2M€/1,5M€ na caixinha.

Para contratares um central de superior qualidade com 1,2, 1,5M?

Não estou a contar que só haja isso para gastar, na próxima época. E esse montante ajudaria o orçamento disponível para contratações e/ou salários.

O problema que vejo na opção Ewerton é que não é um miúdo, como era o Oliveira, nem é um tipo que se possa dizer que é experiente, em face da pouca utilização, nas 2 últimas épocas. Está a meio caminho.

Provavelmente, o Paulo Oliveira tem mais jogos nas pernas, enquanto profissional, do que o brasileiro. E o que o Paulo precisaria, nesta fase da sua carreira, seria de um tipo que soubesse mais do que ele, que o ajudasse a elevar o seu jogo para outro nível. É minha convicção que o Ewerton não é esse jogador.

Traçando um paralelismo com um central de um rival, que acho bom jogador mas não extraordinário, que é o Marcano, o espanhol tem muitíssima mais experiência competitiva que o Ewerton. Numa lógica de valores intermédios, ficamos a perder, na comparação directa.
"Players lose you games, not tactics. There's so much crap talked about tactics by people who barely know how to win at dominoes."

Brian Clough
Quer no jogo contra o Marítimo, quer no último, contra o Vitória de Guimarães, esteve bem. Sereno, bom sentido posicional e sabe sair a jogar. Se calhar é o patrão da defesa de que precisávamos.
Este é para ficar e já temos 3 bons centrais para o ano, falta encontrar o 4º central :great:
O SCP É O NOSSO GRANDE AMOR................Força SCP

90 + 2 = Melão , olha a cabeça, olha a cabeça, olha a cabeça do lampião continua a inchar continua a inchar
Ainda temos até ao fim da época pra poder decidir com calma.
Primeiro título como Sportinguista 24-06-1978
Oliveira, Tobias e Ewerton e um 4º central entre A e a B ( provavelmente Rabia ) não será o cenário ideal, mas não é algo que tema. Se se cumprirem e ultrapassarem os patamares normais de evolução, Oliveira estará mais forte, Tobias estará mais forte e Ewerton terá outras condições ( fisicas e de integração e adaptação ) que agora ainda não tem.

Tendo em conta os limites financeiros que existem e certamente que existirão nos próximos anos, parece-me um quadro de centrais perfeitamente aceitável e com condições de dar uma resposta competente.

Não é cenário que me conforte. O Ewerton acabou de fazer 26 anos e tem muito poucos jogos nas pernas.

Atrevo-me a dizer que, se tivesse 23 anos, eu ficaria com ele. Com 26 e tão pouca experiência competitiva, eu ficaria com ele se houvesse um central de superior qualidade para compôr o costumado quarteto de centrais.

Não havendo dinheiro, eu ponderaria guardar o 1,2M€/1,5M€ na caixinha.

Para contratares um central de superior qualidade com 1,2, 1,5M?

Não estou a contar que só haja isso para gastar, na próxima época. E esse montante ajudaria o orçamento disponível para contratações e/ou salários.

O problema que vejo na opção Ewerton é que não é um miúdo, como era o Oliveira, nem é um tipo que se possa dizer que é experiente, em face da pouca utilização, nas 2 últimas épocas. Está a meio caminho.

Provavelmente, o Paulo Oliveira tem mais jogos nas pernas, enquanto profissional, do que o brasileiro. E o que o Paulo precisaria, nesta fase da sua carreira, seria de um tipo que soubesse mais do que ele, que o ajudasse a elevar o seu jogo para outro nível. É minha convicção que o Ewerton não é esse jogador.

Traçando um paralelismo com um central de um rival, que acho bom jogador mas não extraordinário, que é o Marcano, o espanhol tem muitíssima mais experiência competitiva que o Ewerton. Numa lógica de valores intermédios, ficamos a perder, na comparação directa.

Não ficando Ewerton, o Sporting precisa de outro central. De um que em teoria pegue de estaca. Com o necessário investimento na aquisição do passe e salários. Entre o deve e haver da manutenção de Ewerton e do que implica financeiramente e a vinda de um outro central, provavelmente com custos superiores, estará a base de suporte para a decisão.

Considero o brasileiro um bom central. E um bom complemento a Oliveira e ao jovem Tobias.

Como referi, não é o cenário ideal, mas de maneira nenhuma é um panorama que me assusta.
Ewerton aumenta níveis competitivos

Spoiler: mostrar

Alinhou 80 minutos frente à equipa B
sexta-feira, 27 março de 2015 | 03:40


Numa altura em que já pegou de estaca no onze titular do Sporting, Ewerton continua a necessitar de aumentar os seus níveis físicos e competitivos, face à longa paragem que enfrentou na Rússia, ao serviço do Anzhi.

Ou seja, quer isto dizer que o encontro que a formação de Marco Silva realizou frente à equipa B do clube também serviu para que o central brasileiro pudesse prosseguir o plano traçado pela estrutura de futebol dos verdes e brancos. Foi titular, alinhou os 80 minutos e voltou a deixar boas indicações. Quando a Liga voltar, em abril, será de novo titular, numa dupla inédita no eixo, com Tobias.

http://www.record.xl.pt/Futebol/Nacional/1a_liga/Sporting/interior.aspx?content_id=939076