Ivone De Franceschi

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

***** Julho 04, 2011, 12:20 pm
Procurei um tópico sobre este jogador e não o encontrei como tal aqui fica um texto que encontrei no fabuloso mundo virtual e que me deixou algo surpreso pois não sabia qual tinha sido o motivo que o levou a abandonar o futebol profissional.

Aqui fica:


O coração de Ivone De Franceschi

No passado dia 15 de Junho de 2007, Ivone De Franceschi anunciou na sua Pádua natal, em conferência de imprensa, a sua retirada do futebol profissional.

Motivo: um grave problema coronário. Após uma série de exames, os médicos descobriram uma malformação congénita de uma das coronárias principais do coração, havendo o risco de uma parte do músculo miocárdio poder comprimir a coronária e provocar isquemia (i.e., interrupção do fluxo sanguíneo, impedindo a nutrição dos tecidos) podendo causar um enfarte ou um AVC.

A vida é pródiga neste tipo de ironias. Fora por causa do “coração” que De Franceschi retornara a Pádua para jogar pelo clube local, o Calcio Padova 1910, a meio da época de 2004/05. A intenção do jogador era a de ajudar o “seu” clube, que se encontrava na Serie C (equivalente à 2.ª Divisão B portuguesa, ou, se preferirem, a terceira divisão), o que não conseguiu, para sua frustração, apesar de ter a consolação de terminar a carreira (ainda que de forma abrupta e inesperada) como capitão da sua equipa.

Foi o fim de um ciclo que começara precisamente aí, onde jogou nas épocas de 1992/93 (nas camadas jovens) a 1997/98, com empréstimos em 1994/95 e 1995/96 pelo Sandonà e Rimini, respectivamente, épocas que coincidiram com os seus primeiros anos de profissional.

Em 1998/99 tentou a sua sorte no Venezia, onde procurou corresponder às expectativas que depositaram nele desde muito novo, no Padova, quando lhe atribuíam o estatuto de estrela e de jovem prodígio de uma equipa que contava nas suas fileiras com…Alessandro Del Piero.

Mais uma vez, não encontrou a felicidade na célebre cidade italiana e, em 1999/2000, chega ao Sporting, por empréstimo do Venezia. Fora recomendado pelo então (ainda) treinador transalpino Giuseppe Materazzi. Vinha em recuperação de uma lesão e para ocupar a posição (em falta) de extremo esquerdo. E foi no Sporting que De Franceschi amealhou o único título do seu palmarés.

Muito se falou das contratações de Inverno do Sporting dessa época (André Cruz, Mbo Mpenza e César Prates) e de como foram fulcrais, a par da veia goleadora de Beto Acosta, para a conquista desse memorável título. Porém, na minha opinião, sempre vi De Franceschi, pela forma como fazia dupla na “asa” esquerda com Rui Jorge, pela sua postura táctica irrepreensível e pelas suas assistências com cruzamentos perfeitos, como uma peça muito importante dessa equipa leonina, talvez a última que utilizou extremos…

De Franceschi estreou-se em Alvalade no primeiro jogo que Augusto Inácio fez para o campeonato como treinador principal. Uma vitória importante à 6.ª jornada (frente ao Boavista) na qual teve papel fulcral, ao estar na origem do lance que deu origem ao penalty convertido por Acosta no 2-0 final (após Delfim ter efectuado o 1-0 num “tiro” de longe). A partir daí De Franceschi “pegou de estaca” e terminou a época contribuindo para o título com 3 golos marcados em 25 jogos e inúmeras assistências. Foi finalista da Taça de Portugal, onde o Sporting apenas foi batido na finalíssima pelo FC Porto, tendo eliminado o Benfica na sua casa, nos oitavos-de-final, jogo em que De Franceschi também esteve endiabrado.

Em entrevista que deu ao n.º 117 da revista Calcio 2000, De Franceschi fala da época de leão ao peito da seguinte forma: «Uma coisa indescritível. Todos consideram o campeonato português de segundo nível e por causa disso as atenções dirigem-se todas para Itália, Espanha, Inglaterra e Alemanha. Mas o Sporting é um pouco a Juve de Portugal. Tem 50.000 espectadores e, na madrugada após a vitória do título, estavam no estádio “José Alvalade” 80.000 pessoas para festejar. Era o primeiro italiano a jogar em Portugal e a conquistar um campeonato que perseguiam em Lisboa há 18 anos. Vivi pessoalmente aquilo que o Inter viveu em Itália depois de 18 anos de jejum».

Por desacordo de verbas entre Venezia e Sporting, De Franceschi não continuou. A época 2000/01 foi cumprida metade em Veneza, metade em Salerno, onde envergou a camisola do Salernitana. A época seguinte, 2001/02, foi mais feliz ao serviço do clube veneziano (29 jogos, 1 golo), o que lhe permitiu a transferência para o Chievo Verona, onde mais uma vez encontrou a infelicidade, devido às lesões, tendo cumprido em época e meia (2002/03 e metade de 2003/04) um total de 8 jogos e 2 golos (6 jogos/2 golos e 2 jogos/0 golos, respectivamente), sendo novamente emprestado ao Bari (15 jogos/1 golo).

Regressou a Verona e ao Chievo para cumprir apenas metade da época de 2004/05 (tendo efectuado com o Chievo, em Alvalade, o jogo de apresentação do Sporting dessa época) e seguir o “apelo do coração” regressando ao “seu” Padova, na tentativa de o ajudar na subida de divisão.

Não o vai poder fazer em campo, mas como os sonhos perseguem-se e não se trai o coração (mesmo que ele nos traia a nós) Ivone De Franceschi dará o contributo ao clube padovano como Team Manager, na tentativa de fazer nos corredores da societá com sede na viale Nereo Rocco aquilo que não conseguiu fazer em campo.

Porque no Sporting não esquecemos quem tão dignamente envergou a camisola verde-e-branca: felicidades para De Franceschi nesta nova aventura!

Grazie tante Ivone De Franceschi. Rimarrai sempre nei nostri cuori.
****** Julho 04, 2011, 12:43 pm
Enorme texto  :clap: :clap: Enorme jogador dentro e fora de campo nunca te esqueceremos terás sempre um lugar nos nossos corações. Felicidade campeão  ;)
“Para mim, o Sporting é como uma mulher que se ama logo à primeira vista. Um homem pode conhecer várias mulheres, mas há sempre ‘aquela’, a especial. Independentemente de ficarmos com ela ou não, lembramo-nos dela para sempre!” De Franceschi
****** Julho 07, 2011, 13:42 pm
Grande, grande, grande jogador, que me deixou saudades. Um dos extremos com o melhor pé esquerdo que vi no Sporting. Desejo-lhe toda a sorte na sua vida e na sua saúde.
*** Julho 07, 2011, 20:36 pm
O meu idolo já merecia um tópico :victory:

Nunca percebi porque não ficou :inde:
*** Julho 07, 2011, 21:23 pm
Sem palavras para este fabuloso jogador ainda estou para perceber como é que o deixamos ir embora na altura.... este grande CAMPEÃO
*** Julho 07, 2011, 21:36 pm
Um belíssimo jogador! Rápido, com grandes acelerações, um pé esquerdo fabuloso! Mas, acima de tudo, uma atitude humilde e um grande homem!

Segundo se falou na altura, o valor pedido era 750 000 €. Uma bagatela, por um jogador assim!

O que mais prezo em ex-atletas é ler as suas palavras e perceber que guardam o Sporting no coração, que depois de atletas do clube se tornaram adeptos do mesmo


 :clap: Obrigado De Franceschi!  :clap:
*** Julho 22, 2011, 21:25 pm
Tinha 5/6 anos quando comecei a seguir o Sporting. (Tive sorte fomos logo campeões  :mrgreen:)

E lembro.me muito bem de ver um senhor de fita na cabeça a correr a ala esquerda toda e fazer estragos...era ele!

Agosto 31, 2011, 03:16 am
grande jogador... pe esquerdo fabuloso, cruzamentos perfeitos... milimetricos. mais um que deixámos fugir! Grande Ivone De Fransceschi! Eh Oh! Ivone De Franceschi!  :clap:
** Setembro 01, 2011, 01:53 am
Só gostaria de relembrar que a opção de compra era relativamente baixa, atendendo à qualidade do jogador. Tenho ideia que eram 2 milhões de euros, mas se o colega fala em 750 mil euros, não consigo precisar. Sei que na altura foi considerado um valor demasiado elevado para o clube. Para o lugar dele contratamos Rodrigo Tello por 7 milhões de euros, que por sinal para extremo era fraco, e para lateral esquerdo mediano...
**** Fevereiro 01, 2012, 17:49 pm
grande homem e jogador ainda por cima associado a uma época de grandes memorias e alegrias

lembro-me bem que quando este jogador chegou ao Sporting as expectativas eram muito poucas sobre ele, o mesmo aconteceu com o Beto Acosta em que ninguém acreditava nele
***** Fevereiro 01, 2012, 18:29 pm
O tópico do Ivone de Franceschi sem estes vídeos nem era tópico.

Enorme dentro e fora dos relvados!

Saudades! Pena só ter estado uma só época entre nós.

[youtube=650,535]http://www.youtube.com/watch?v=gFfB6Dek4YI[/youtube]

[youtube=650,535]http://www.youtube.com/watch?v=lh4TTh9wAoE&feature=related[/youtube]

[youtube=650,535]http://www.youtube.com/watch?v=nsLhIWJV3d0&feature=mfu_in_order&list=UL[/youtube]

[youtube=650,535]http://www.youtube.com/watch?v=4tx-uDE1OFA&feature=mfu_in_order&list=UL[/youtube]

[youtube=650,535]http://www.youtube.com/watch?v=8YtFq-5Eu4E&feature=mfu_in_order&list=UL[/youtube]
** Fevereiro 01, 2012, 18:45 pm
Um senhor dentro e fora de campo. :clap:
***** Fevereiro 01, 2012, 21:21 pm
Dos primeiros jogadores de classe que me lembro de ver jogar no Sporting e de realmente gostar, ver que havia ali algo fora do comum. Foi uma pena que não tivesse ficado mais tempo...
"O Mundo sabe que, pelo teu amor, eu sou doente..."
****** Fevereiro 02, 2012, 13:16 pm
Era um Capel aperfeiçoado. O Capel deveria ver alguns jogos dele.
**** Fevereiro 02, 2012, 15:24 pm
Sem menosprezar o Capel, De Francheschi ocupa um lugar especial no meu coração  :mrgreen:

Enorme jogador, sempre disponível, peça chave naquele título, era um regalo ver aquele corredor esquerdo
Recentemente quando esteve em Alvalade quase me vieram as lágrimas aos olhos

E nem falo do Emmanuel Amunike  :twisted:
Este forista recusa aplicar nos seus posts o novo Acordo Ortográfico
*** Fevereiro 02, 2012, 15:56 pm
É inevitável a comparação com Capel, até porque fisicamente são parecidos.
O Ivone é um senhor, e ficará para sempre na lembrança de todos nós. No entanto futebolisticamente falando, acho o Capel mais jogador, o italiano era melhor defensivamente mas não tinha a técnica do espanhol, quanto a capacidade de cruzar, raça e empenho...empate técnico, ambos excelentes.

p.s: esses vídeos com os ex-jogadores até arrepiam.
* Agosto 27, 2013, 15:01 pm
“Para mim , o Sporting é como uma mulher que se ama logo à primeira vista. Um homem pode conhecer várias mulheres , mas há sempre ‘aquela’, a especial. Independentemente de ficarmos com ela ou não, lembramo-nos dela para sempre! ”
O Sporting Clube de Portugal não se resume a uma paixão por um símbolo desenhado numa camisola. É uma religião, uma ideologia, uma forma de vida!
****** Agosto 27, 2013, 17:09 pm
“Para mim , o Sporting é como uma mulher que se ama logo à primeira vista. Um homem pode conhecer várias mulheres , mas há sempre ‘aquela’, a especial. Independentemente de ficarmos com ela ou não, lembramo-nos dela para sempre! ”

Enorme :mais:
''Juntos somos mais e melhores. Vamos Sporting, vamos equipa!'' - João ''Benny'' Benedito
***** Agosto 27, 2013, 17:41 pm
“Para mim , o Sporting é como uma mulher que se ama logo à primeira vista. Um homem pode conhecer várias mulheres , mas há sempre ‘aquela’, a especial. Independentemente de ficarmos com ela ou não, lembramo-nos dela para sempre! ”

Um amor à primeira vista e correspondido! Saudades!
"O Mundo sabe que, pelo teu amor, eu sou doente..."
****** Agosto 27, 2013, 18:20 pm
“Para mim , o Sporting é como uma mulher que se ama logo à primeira vista. Um homem pode conhecer várias mulheres , mas há sempre ‘aquela’, a especial. Independentemente de ficarmos com ela ou não, lembramo-nos dela para sempre! ”
Muito grande como homem como jogador... :clap: :clap:
FORÇA GRANDE BRUNO CARVALHO...