Wiki Sporting, a enciclopédia do Sporting Clube de Portugal

Forum SCP - A Comunidade do Sporting Clube de Portugal


Olá, Visitante. Por favor Entre ou Registe-se se ainda não for membro.
Abril 20, 2014, 22:11

Entrar com nome de utilizador, password e duração da sessão

Anúncios:

Início Início  Ajuda Ajuda  Regras Regras  Pesquisa Pesquisa  Entrar Entrar  Registe-se Registe-se       Wiki Wiki  Links Links 
Fórum SCP - A Comunidade do Sporting Clube de Portugal Universo Sporting Clube de Portugal Direcção, SAD e Orgãos Sociais (Moderadores: wild_oscar, |SCP-1906|, Stunner, Leão88, sotnas) Tópico:

"SPORTING SAD 2014" ... sai um empréstimo de 20 milhões.

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.
Páginas: « anterior 1 ... 15 16 [17] 18 19 seguinte » Ir para o fundo Imprimir
Autor Tópico: "SPORTING SAD 2014" ... sai um empréstimo de 20 milhões. (Lida 19473 vezes)

Re: "SPORTING SAD 2014" ... sai um empréstimo de 20 milhões. , « Resposta #320 em: Julho 20, 2011, 12:48 »

Goncalojbcorreia

É um pau de dois bicos o actual volume de despesas da SAD... Por um lado estão claramente acima daquilo que deveriam, tendo em conta as receitas que a Sporting SAD tem conseguido captar. Por outro lado, ainda são curtas para poder formar equipas que lutem realmente por títulos e, dessa forma, tenham rentabilização desportiva e, posteriormente, financeira.

É por isso que acho que este meio termo em que o Sporting anda há anos não ajuda em nada. Ou se assume que não há condições para lutar por títulos nos próximos anos e se corta brutalmente as despesas actuais, com uma grande redução no orçamento da equipa, ou então chuta-se o problema para a frente, investe-se em força e criam-se equipas que possam ser as favoritas a lutar por títulos.

Como está é que não. Nas últimas duas épocas a SAD do Sporting tinha despesas elevadíssimas com os seus planteis para a qualidade que existia e que permitia apenas lutar pelo 3º lugar, algo que era evidente logo no início de cada época. Isto é péssimo, não são épocas que correm mal, são épocas em que não há qualquer aspiração a sucesso desportivo mas cujos gastos estão claramente acima do que deveriam para uma equipa que apenas lute por um 3º lugar em Portugal!

PS: Não subscrevi, como disse, porque achei que o risco de investir na SAD com o paradigma de gestão dos últimos anos era muito elevado e sou uma pessoa relativamente conservadora no que toca a investimentos financeiros. Mas fico satisfeito por o empréstimo ter sido subscrito na totalidade, visto que foi o mecanismo em que a SAD apostou para pagar o empréstimo anterior. Agora quero ver a Administração a criar condições para pagar este empréstimo daqui a 3 anos sem que seja necessário emitir outro, conforme o presidente cooptado da administração da SAD assumiu publicamente.
Eu por acaso até sou dos que acho que as despesas estão demasiado elevadas, mas que, com competência e aproveitamento máximo das mais-valias que o Sporting possui no que ao seu futebol diz respeito, poderiamos ter uma equipa bastante boa (seguramente melhor que as anteriores), com um bom treinador (nem precisa de ser muito caro) e capaz de, no futuro, conseguir dar ao Sporting as maiores alegrias possíveis.

Talvez seja um "lírico", mas acredito, e veementemente, que é perfeitamente possível aumentar a competitividade e a qualidade no futebol do Sporting tendo despesas mais semelhantes ás que tínhamos na altura de FSF/PB (e eu não gostava de nenhum, um como presidente era péssimo, o Paulo como treinador não era mau de todo, mas estava longe de ser o que o Sporting necessitava - ainda por cima, foi-se "degradando" com o tempo).

Basta pensar que, nessa altura, tínhamos orçamentos bem mais modestos, e mesmo com inúmeras decisões erradas a nível técnico (culpa do treinador) e na gestão do clube - como na serenidade e defesa aos atletas, que nunca foi verdadeiramente feita (culpa do presidente) -, ou do futebol do mesmo (MRT e, especialmente, Pedro Barbosa), tivémos épocas razoáveis (especialmente para o que gastávamos) com uma conquista ou outra á mistura, com presenças constantes na Champions e, num ano, quase com a obtenção do título...
Registado


Re: "SPORTING SAD 2014" ... sai um empréstimo de 20 milhões. , « Resposta #321 em: Julho 20, 2011, 13:18 »


On a steel horse I ride


*

Condecorações:Membro do Ano 2012Membro do ano 2011


Mensagens: 21195
Localidade: VILA NOVA GAIA
Masculino



É um pau de dois bicos o actual volume de despesas da SAD... Por um lado estão claramente acima daquilo que deveriam, tendo em conta as receitas que a Sporting SAD tem conseguido captar. Por outro lado, ainda são curtas para poder formar equipas que lutem realmente por títulos e, dessa forma, tenham rentabilização desportiva e, posteriormente, financeira.

É por isso que acho que este meio termo em que o Sporting anda há anos não ajuda em nada. Ou se assume que não há condições para lutar por títulos nos próximos anos e se corta brutalmente as despesas actuais, com uma grande redução no orçamento da equipa, ou então chuta-se o problema para a frente, investe-se em força e criam-se equipas que possam ser as favoritas a lutar por títulos.

Como está é que não. Nas últimas duas épocas a SAD do Sporting tinha despesas elevadíssimas com os seus planteis para a qualidade que existia e que permitia apenas lutar pelo 3º lugar, algo que era evidente logo no início de cada época. Isto é péssimo, não são épocas que correm mal, são épocas em que não há qualquer aspiração a sucesso desportivo mas cujos gastos estão claramente acima do que deveriam para uma equipa que apenas lute por um 3º lugar em Portugal!

PS: Não subscrevi, como disse, porque achei que o risco de investir na SAD com o paradigma de gestão dos últimos anos era muito elevado e sou uma pessoa relativamente conservadora no que toca a investimentos financeiros. Mas fico satisfeito por o empréstimo ter sido subscrito na totalidade, visto que foi o mecanismo em que a SAD apostou para pagar o empréstimo anterior. Agora quero ver a Administração a criar condições para pagar este empréstimo daqui a 3 anos sem que seja necessário emitir outro, conforme o presidente cooptado da administração da SAD assumiu publicamente.
Eu por acaso até sou dos que acho que as despesas estão demasiado elevadas, mas que, com competência e aproveitamento máximo das mais-valias que o Sporting possui no que ao seu futebol diz respeito, poderiamos ter uma equipa bastante boa (seguramente melhor que as anteriores), com um bom treinador (nem precisa de ser muito caro) e capaz de, no futuro, conseguir dar ao Sporting as maiores alegrias possíveis.

Talvez seja um "lírico", mas acredito, e veementemente, que é perfeitamente possível aumentar a competitividade e a qualidade no futebol do Sporting tendo despesas mais semelhantes ás que tínhamos na altura de FSF/PB (e eu não gostava de nenhum, um como presidente era péssimo, o Paulo como treinador não era mau de todo, mas estava longe de ser o que o Sporting necessitava - ainda por cima, foi-se "degradando" com o tempo).

Basta pensar que, nessa altura, tínhamos orçamentos bem mais modestos, e mesmo com inúmeras decisões erradas a nível técnico (culpa do treinador) e na gestão do clube - como na serenidade e defesa aos atletas, que nunca foi verdadeiramente feita (culpa do presidente) -, ou do futebol do mesmo (MRT e, especialmente, Pedro Barbosa), tivémos épocas razoáveis (especialmente para o que gastávamos) com uma conquista ou outra á mistura, com presenças constantes na Champions e, num ano, quase com a obtenção do título...

Tudo é possível, pontualmente. Não vejo é que de uma forma consistente e regular, se atinja o sucesso tendo os rivais, sistematicamente, o dobro ou triplo do orçamento  E do investimento no reforço da equipa de futebol. Eu pelo menos não o exigiria a treinadores ou a jogadores. É que esses custos e pressupondo uma gestão minimamente competente, não é dinheiro para deitar ao lixo, não são custos por si, são investimentos em competências. Desses jogadores e  treinadores.

Se tivemos as tais épocas razoáveis há uns anos, para o que gastámos, é de dar mérito a quem o teve e isso é coisa que parece não conseguirmos fazer… é olhar para trás e ver as condições existentes em termos relativos com quem competia connosco. Continua-se, porém, a arranjar bodes expiatórios em nomes cuja competência foi reconhecida mas externamente do que internamente, sem grandes preocupações para as razões que levaram o SCP a condições de competitividade muito inferiores aos outros 2 grandes, gastando muito menos, mas respeitando muito mais a lógica do tal custo do que investimento, não gerando receitas… pelo contrário, reduzindo-as.
Registado

Re: "SPORTING SAD 2014" ... sai um empréstimo de 20 milhões. , « Resposta #322 em: Julho 20, 2011, 13:48 »

Goncalojbcorreia

Condições ? Dar mérito a quem o merece ?  Indeciso

O facto de alguns jogadores formados pelo Sporting, na altura, não terem custado milhões ao clube, não significa que não fossem (porque o eram!) dos melhores atletas a jogar em Portugal. Não só para o futuro, mas para o presente.

A questão da juventude, e da falta de companheiros mais experientes, existiu e era naturalmente de considerar. Mas o principal critério continua a ser a qualidade, e mesmo analisando apenas a qualidade imediata que havia na altura, PB tinha - sem ter de gastar milhões - um lote de jogadores como há muito poucos em Portugal.

Dou o exemplo do ex-28 que, com PB, já tinha uma enorme qualidade (dizia-se, como de outros, que precisava de companheiros mais batidos e de topo) e que, na última temporada, não mostrou mais qualidade, maturidade ou competência: simplesmente foi aposta no sítio certo. E isso fez dele o patrão de uma equipa que ganhou 4 competições numa temporada.

Esse patrão, era o mesmo que estava no Sporting. Simplesmente foi colocado na posição certa: puff, mostrou-se o melhor médio-centro, e patrão da equipa, em Portugal. Ele, que já na altura da "inexperiência", o poderia ter sido, se nesse lugar também fosse colocado.

A diferença, parece-me, é a exigência que teriamos. Eu não exijo a um treinador que tenha um plantel caro, que se torne campeão. Eu exijo a um treinador que tem um grande lote de jogadores, que o seja. E o Sporting tinha-o na altura, por exemplo: se custaram muito ou pouco, acabou por ser acessório, porque o fundamental é o que em campo mostram, e aí teriam - mesmo com a inexperiencia - poucos rivais em Portugal.

Um orçamento caro não significa (ainda para mais no Sporting...) um grande lote de jogadores, assim como um orçamento baixo não significa que se tenham alguns jogadores de enorme qualidade dentro do Campeonato Português, a meu ver.
Registado
Re: "SPORTING SAD 2014" ... sai um empréstimo de 20 milhões. , « Resposta #323 em: Julho 20, 2011, 14:00 »

HULK VERDE

   Por vezes temos de recentrar a questão, enquadrando-a não só na nossa realidade ou na dos outros, e sim a nível nacional e racional. Vamos lá ver uma coisa: ficámos ou não ficámos 4 anos à frente do clube que se diz ser o maior do mundo e arredores, com um orçamento menor do que eles? Nesse período, conquistámos ou não mais troféus do que eles, mesmo não sendo campeões?

   Em relação ao clube que diz ser o maior da região norte, Galiza, Cornualha e por aí fora até ao Círculo Polar Ártico, é ou não é verdade que chegámos a competir com eles de igual para igual, fomos superiores em finais de Taça de Portugal e Supertaça, e que não ganhámos o título por uma ninharia, mesmo que essa ninharia tenha sido uma gota de café com leite ou um pedaço de salada de frutas, competindo com eles até à última jornada numa dessas épocas?

   Estarei a delirar, a ver mal, ou isto aconteceu mesmo?

   A partir deste preâmbulo, e não querendo ser eu o apologista dos 2.ºs lugares, das Taças e das idas à Champions (que porém deixam o Sporting de JEB a léguas no que a ambição, competitividade e capacidade dizem respeito), é preciso perceber que não é o Sporting que investe de menos, e nem todos os problemas do futebol português são o Sporting, por muitos problemas internos que possa ter o Clube. Os clubes de Carnide e da Contumil tiveram que sobre-investir nos últimos anos, este ano é só mais um exemplo, para poderem deixar o Sporting mais distante, o que conseguiram de forma grotesca muito graças ao sr. JEB, sus muchachos, e quem lhes mexia os cordelinhos.

   A verdade é esta, com o dinheiro que foi metido nos andrades e nos lampiões, todo o sistema financeiro em torno do futebol apostou na sua promoção, para que não houvesse colapsos em caso de insucesso e desvalorização. A banca, os patrocinadores, os organizadores, A ARBITRAGEM (que devia ser isenta e imparcial, fosse qual fosse a conjuntura, mas não o é), tudo se movimentou para levar na palminhas os nossos adversários, enquanto o Sporting era tratado como o parente pobre, o coitadinho, o saco de pancada, e infelizmente não só a partir de fora, como a partir de dentro de si próprio, como podemos constatar em várias declarações de responsáveis directivos, do futebol, da SAD, etc.

   A solução passa por racionalizar toda a estrutura do Clube, não só do Futebol, para voltarmos a ser os melhores na relação custo(preço)-produtividade(qualidade), como mais nenhum dos outros sabe fazer. O Sporting, ao contrário dos outros, pode e deve depender de si próprio, se usar a inteligencia e a sagacidade de querer realmente competir com as "armas" que tem.

   Não duvidem que somos melhores, não temos é seguido a direcção correcta, porque se o fizermos, e o sistema financeiro por trás do futebol sabe-o, eles vão ser forçados novamente a sobre-investir, pois a sua competitividade depende desse sobre-investimento e dos factores externos ("cordelinhos") que movimentam e condicionam o nosso futebol. E como o Sporting lhes interessa que seja a fera amansada, domada, para que os outros possam fazer circular o dinheiro que interessa ao sistema financeiro, sem incómodos nem sobressaltos daqueles que o LEÃO costuma causar-lhes, vá de encostar o Sporting e acorrentá-lo à mediocridade, que foi o que andou a fazer à descarada a direcção anterior, servindo outros interesses que não os do Clube, e sim os da banca e da finança.

   Aqui subjaz o busílis da questão. Resta saber se é para desenterrá-lo, ou se é para continuar a ser usado a seu bel-prazer prejudicando os legítimos interesses do Sporting Clube de Portugal. Tem a palavra esta direcção, mas para já está muito longe de me satisfazer. Veremos os resultados de tanta "credibilidade".
Registado
Re: "SPORTING SAD 2014" ... sai um empréstimo de 20 milhões. , « Resposta #324 em: Julho 20, 2011, 14:07 »


On a steel horse I ride


*

Condecorações:Membro do Ano 2012Membro do ano 2011


Mensagens: 21195
Localidade: VILA NOVA GAIA
Masculino


Condições ? Dar mérito a quem o merece ?  Indeciso

O facto de alguns jogadores formados pelo Sporting, na altura, não terem custado milhões ao clube, não significa que não fossem (porque o eram!) dos melhores atletas a jogar em Portugal. Não só para o futuro, mas para o presente.

A questão da juventude, e da falta de companheiros mais experientes, existiu e era naturalmente de considerar. Mas o principal critério continua a ser a qualidade, e mesmo analisando apenas a qualidade imediata que havia na altura, PB tinha - sem ter de gastar milhões - um lote de jogadores como há muito poucos em Portugal.

Dou o exemplo do ex-28 que, com PB, já tinha uma enorme qualidade (dizia-se, como de outros, que precisava de companheiros mais batidos e de topo) e que, na última temporada, não mostrou mais qualidade, maturidade ou competência: simplesmente foi aposta no sítio certo. E isso fez dele o patrão de uma equipa que ganhou 4 competições numa temporada.

Esse patrão, era o mesmo que estava no Sporting. Simplesmente foi colocado na posição certa: puff, mostrou-se o melhor médio-centro, e patrão da equipa, em Portugal. Ele, que já na altura da "inexperiência", o poderia ter sido, se nesse lugar também fosse colocado.

A diferença, parece-me, é a exigência que teriamos. Eu não exijo a um treinador que tenha um plantel caro, que se torne campeão. Eu exijo a um treinador que tem um grande lote de jogadores, que o seja. E o Sporting tinha-o na altura, por exemplo: se custaram muito ou pouco, acabou por ser acessório, porque o fundamental é o que em campo mostram, e aí teriam - mesmo com a inexperiencia - poucos rivais em Portugal.

Um orçamento caro não significa (ainda para mais no Sporting...) um grande lote de jogadores, assim como um orçamento baixo não significa que se tenham alguns jogadores de enorme qualidade dentro do Campeonato Português, a meu ver.

Para não prolongar o off topic ( que me apeteceu colocar aqui as " condições " dos rivais ", da altura,  mas não há claramente necessidade... é passado e não adianta. )... comento apenas o que coloco a bold:...  é verdade que não significa... não há uma linearmente directa, de facto. Mas não deixar de ser uma excepção que confirma a regra, sempre que acontece, principalmente se as diferenças forem brutais.
Registado

Re: "SPORTING SAD 2014" ... sai um empréstimo de 20 milhões. , « Resposta #325 em: Julho 20, 2011, 14:26 »

Goncalojbcorreia

Condições ? Dar mérito a quem o merece ?  Indeciso

O facto de alguns jogadores formados pelo Sporting, na altura, não terem custado milhões ao clube, não significa que não fossem (porque o eram!) dos melhores atletas a jogar em Portugal. Não só para o futuro, mas para o presente.

A questão da juventude, e da falta de companheiros mais experientes, existiu e era naturalmente de considerar. Mas o principal critério continua a ser a qualidade, e mesmo analisando apenas a qualidade imediata que havia na altura, PB tinha - sem ter de gastar milhões - um lote de jogadores como há muito poucos em Portugal.

Dou o exemplo do ex-28 que, com PB, já tinha uma enorme qualidade (dizia-se, como de outros, que precisava de companheiros mais batidos e de topo) e que, na última temporada, não mostrou mais qualidade, maturidade ou competência: simplesmente foi aposta no sítio certo. E isso fez dele o patrão de uma equipa que ganhou 4 competições numa temporada.

Esse patrão, era o mesmo que estava no Sporting. Simplesmente foi colocado na posição certa: puff, mostrou-se o melhor médio-centro, e patrão da equipa, em Portugal. Ele, que já na altura da "inexperiência", o poderia ter sido, se nesse lugar também fosse colocado.

A diferença, parece-me, é a exigência que teriamos. Eu não exijo a um treinador que tenha um plantel caro, que se torne campeão. Eu exijo a um treinador que tem um grande lote de jogadores, que o seja. E o Sporting tinha-o na altura, por exemplo: se custaram muito ou pouco, acabou por ser acessório, porque o fundamental é o que em campo mostram, e aí teriam - mesmo com a inexperiencia - poucos rivais em Portugal.

Um orçamento caro não significa (ainda para mais no Sporting...) um grande lote de jogadores, assim como um orçamento baixo não significa que se tenham alguns jogadores de enorme qualidade dentro do Campeonato Português, a meu ver.

Para não prolongar o off topic ( que me apeteceu colocar aqui as " condições " dos rivais ", da altura,  mas não há claramente necessidade... é passado e não adianta. )... comento apenas o que coloco a bold:...  é verdade que não significa... não há uma linearmente directa, de facto. Mas não deixar de ser uma excepção que confirma a regra, sempre que acontece, principalmente se as diferenças forem brutais.

Eu não creio mesmo que seja um grande off-topic, até porque ainda páginas atrás referia que um EO poderia (quiçá deveria) não ser apenas comentado como um simples empréstimo, como mais um na senda dos que temos tido. É toda uma política financeira que o inclui, que está em jogo, e que - especialmente agora que está subscrito na totalidade - pode - e deve - ser discutida.

Penso que foi partindo mais ou menos destes pressupostos que o Skinner falou do investimento que o Sporting tem feito, e eu continuei na mesma senda.

Seja como for, não sei se as excepções serão assim tão poucas: talvez em clubes cujo único mérito é o futebol sénior, e cujos únicos jogadores de qualidade são aqueles que contratam, mas não em clubes cuja maior matriz e mais-valia no futebol é exactamente a aposta em atletas que, tendo 0 de custo a nível de passe (por virem da formação), são em regra geral melhores, e essencialmente mais capazes de se identificar com a matriz de todo o futebol do clube, que jogadores razoáveis vindos de fora.

Não somos só nós: há muitas equipas que, tendo orçamentos baixos ou elevados - face ao contexto competitivo e ao campeonato em que se enquadram -, têm igualmente como mais-valia a formação, e - essencialmente - o seu aproveitamente máximo, que os faz apostar num lote de jogadores, não só excelentes para o clube em que se encontram, mas muito bons a nível internacional.

Está-se a criar um certo mito, infelizmente, e na minha opinião, contra este tipo de jogadores. Não são trutas, nem são elementos para a base da equipa, porque além de inexperientes (alguns deles, com 21 anos, têm mais inteligência e percepção do jogo que muitos - mas mesmo muitos - de 30), não são trutas... porque não custam milhões.

O fundamental, em tudo, foi, é e terá sempre de continuar a ser a qualidade. E é possível ter um cenário de competitividade com jogadores de qualidade, mesmo que inexperientes. É possível ter na base da equipa jogadores relativamente jovens formados no Sporting, porque, quando bem orientados, e "protegidos" - pela estrutura técnica e mesmo pela massa associativa - são do melhor que existe em Portugal, no imediato, e na Europa, a nível futuro.

Por isso, sim, creio que é possível, e não será uma excepção assim tão significativa, um Sporting com um orçamento baixo a ser competitivo no presente, e arrasador no futuro. Percebo que falte um título para encetar verdadeira e corajosamente uma política do género (são demasiados anos sem Campeonatos), mas essa política entenderia. Esta das ultimas temporadas (especialmente da última) - como o Skinner bem refere -, com esbanjamento de dinheiro contínuo e aposta em jogadores incapazes de se valorizarem e constituirem mais-valias para o Sporting (durante um significativo periodo de tempo, a nível desportivo, e igualmente para o futuro, a nível financeiro) é que não consigo entender. Não é só uma questão de resultados, é uma questão de ideias. E as da temporada passada - confesso - não entendi minimamente.
Registado
Re: "SPORTING SAD 2014" ... sai um empréstimo de 20 milhões. , « Resposta #326 em: Julho 20, 2011, 14:50 »


On a steel horse I ride


*

Condecorações:Membro do Ano 2012Membro do ano 2011


Mensagens: 21195
Localidade: VILA NOVA GAIA
Masculino



Eu não creio mesmo que seja um grande off-topic, até porque ainda páginas atrás referia que um EO poderia (quiçá deveria) não ser apenas comentado como um simples empréstimo, como mais um na senda dos que temos tido. É toda uma política financeira que o inclui, que está em jogo, e que - especialmente agora que está subscrito na totalidade - pode - e deve - ser discutida.


Política financeira… hum… para discutirmos política financeira de uma direcção com menos de 4 meses e obrigatoriamente com 19M a pagar, em cash, no final deste mês, teríamos que assumir que estamos perante uma direcção de… continuidade. Mas não há continuidade nesta direcção. Presidente GL dixit.  Grin



Penso que foi partindo mais ou menos destes pressupostos que o Skinner falou do investimento que o Sporting tem feito, e eu continuei na mesma senda.

Seja como for, não sei se as excepções serão assim tão poucas: talvez em clubes cujo único mérito é o futebol sénior, e cujos únicos jogadores de qualidade são aqueles que contratam, mas não em clubes cuja maior matriz e mais-valia no futebol é exactamente a aposta em atletas que, tendo 0 de custo a nível de passe (por virem da formação), são em regra geral melhores, e essencialmente mais capazes de se identificar com a matriz de todo o futebol do clube, que jogadores razoáveis vindos de fora.

Não somos só nós: há muitas equipas que, tendo orçamentos baixos ou elevados - face ao contexto competitivo e ao campeonato em que se enquadram -, têm igualmente como mais-valia a formação, e - essencialmente - o seu aproveitamente máximo, que os faz apostar num lote de jogadores, não só excelentes para o clube em que se encontram, mas muito bons a nível internacional.

Está-se a criar um certo mito, infelizmente, e na minha opinião, contra este tipo de jogadores. Não são trutas, nem são elementos para a base da equipa, porque além de inexperientes (alguns deles, com 21 anos, têm mais inteligência e percepção do jogo que muitos - mas mesmo muitos - de 30), não são trutas... porque não custam milhões.


Se existe esse mito, não partilho  nem participo na construção do mesmo, já deu para ver, penso eu… mas sempre considerei que a integração dos mais novos só é feita de forma consistente e em benefício dos mesmos e das probabilidades de sucesso do clube, se houver uma estrutura base, forte, capaz de rendimento imediato, com qualidade e capacidade para levar a equipa às costas e isso não temos tido. Nos últimos anos tivemos Liedson, que ía resolvendo… e não vejo outro…. não que se equiparasse aos melhores jogadores da liga portuguesa. Resultado: os mais jovens têm demasiadas responsabilidades demasiado cedo e muitos não estão preparados para as mesmas.



O fundamental, em tudo, foi, é e terá sempre de continuar a ser a qualidade. E é possível ter um cenário de competitividade com jogadores de qualidade, mesmo que inexperientes. É possível ter na base da equipa jogadores relativamente jovens formados no Sporting, porque, quando bem orientados, e "protegidos" - pela estrutura técnica e mesmo pela massa associativa - são do melhor que existe em Portugal, no imediato, e na Europa, a nível futuro.


Essa qualidade nem sempre aparece. E não é suficiente se esses jovens forem a base do plantel, como o foram em meados da década passada. Não quando os rivais fazem mais de 70 pontos em 90 possíveis. O objectivo terá que ser ter esse nível de aproveitamento.



Por isso, sim, creio que é possível, e não será uma excepção assim tão significativa, um Sporting com um orçamento baixo a ser competitivo no presente, e arrasador no futuro. Percebo que falte um título para encetar verdadeira e corajosamente uma política do género (são demasiados anos sem Campeonatos), mas essa política entenderia. Esta das ultimas temporadas (especialmente da última) - como o Skinner bem refere -, com esbanjamento de dinheiro contínuo e aposta em jogadores incapazes de se valorizarem e constituirem mais-valias para o Sporting (durante um significativo periodo de tempo, a nível desportivo, e igualmente para o futuro, a nível financeiro) é que não consigo entender. Não é só uma questão de resultados, é uma questão de ideias. E as da temporada passada - confesso - não entendi minimamente.

Ok… se percebi bem, é baixar expectativas, reduzir custos e trabalhar numa base de médio e longo prazo. Sem preocupações imediatas na luta pelo título. Não discordo, mas preocupava-me face aos 2 últimos anos e ao afastamento brutal dos sócios e adeptos do clube.

P.S. Desculpa cortar-te o texto, sei que corro o risco de descontextualizar o que escreves, mas fica mais fácil para comentar as ideias chave.
 Positivo!
Registado

Re: "SPORTING SAD 2014" ... sai um empréstimo de 20 milhões. , « Resposta #327 em: Julho 20, 2011, 15:31 »



*
Veterano

Mensagens: 15690
Idade: 28
Localidade: Lisboa
Masculino


Sim mas reduzir os custos de forma significativa, não é cortar migalhas, isso não é suficiente para a SAD ser sustentável e ter algum futuro.

Essa solução deixar-nos-ia a lutar pelo 3º lugar, como estivemos nas últimas duas épocas, mas com gastos mais adequados a esse objectivo, que foi o que não tivemos. Um corte desses, mesmo originado alguma quebra de receitas por desmotivação dos Sócios e adeptos, poderia ser a melhor solução em termos financeiros para a SAD. Agora se me disserem que isso pode levar a um afastamento brutal dos Sportinguistas e talvez irreversível, aí já não ponho as mãos no fogo pela hipótese contrária. Mas o caminho que se está a seguir, mais cedo ou mais tarde, vai dar buraco. E ou somos obrigados ao tal corte brutal de custos de um momento para o outro ou vende-se a maioria da SAD a um investidor estrangeiro, algo que jamais me agradará.
Registado

"O Sporting é nosso outra vez!"
Re: "SPORTING SAD 2014" ... sai um empréstimo de 20 milhões. , « Resposta #328 em: Julho 20, 2011, 15:36 »

Goncalojbcorreia

Claro que desculpo pá, 

- A política financeira de GL não diverge muito da de BdC, ou da de DF: contratação de jogadores jovens, e investimento nestes, para gerar mais-valias desportivas e financeiras a curto/médio prazo. Há diferenças substanciais na forma de financiamento, mas a política em si não diverge muito. Pelo contrário, PTB - e SAM também - defendia um orçamento de 25 milhões por ano, e um investimento menos acentuado (foi, por exemplo, ele quem falou do investimento/sucesso na altura de Bento, e do investimento mais acentuado recente, premiado com resultados desportivos medíocres).

- O que eu considero é que os mais novos, mesmo sendo jovens, têm qualidade (que é o principal critério, para mim) para fazerem parte dessa base forte. Têm é de ser protegidos, como referi, têm de ser bem treinados e potenciados, e tem de se acreditar veementemente neles. Eu vejo muitos jogadores ao nível dos rivais no Sporting, nas últimas temporadas, saídos da formação. Dei o exemplo do ex-capitão, que me parece óbvio: ele não é melhor agora que era antes, e não é pela experiência: foi por ser protegido, bem treinado, potenciado pelo treinador. Ah, e por ter jogado na posição certa, com os princípios colectivos de jogo correctos. Se assim o tivesse sido no Sporting, talvez aos 19 anos pudesse ter sido o patrão de uma equipa absolutamente fortíssima em Alvalade - porque já tinha, como tem agora, qualidade para isso.

- Não acho, de todo, que seja só uma questão de responsabilidades. A maioria deles tem qualidade para o ser. O DC, no seu segundo ano no Sporting, estava ao nível dos melhores em Portugal. O ex-capitao, á segunda temporada, também o estava. Penso que são bons exemplos: os líderes dos outros, naquelas posições em específico, não eram - em nada - melhor que eles. Nem no presente, nem, principalmente, no futuro. Há vários outros (alguns tremendamente mediáticos, outros mais antigos). Isto tendo em conta os problemas que temos demonstrado na passagem dos jogadores para os séniores, é demonstrativo da qualidade da formação em si, capaz de gerar atletas dos melhores que existem em Portugal no futebol sénior.

- Eu não baixaria muito as expectativas. Isto porque - e insisto para esclarecer - vejo um orçamento inferior ao que tivemos na temporada passada como perfeitamente capaz de criar uma equipa que possa discutir o título. Muito mais do que nas temporadas passadas, onde o título foi quase "prometido" e as capacidades para tal afirmadas convictamente a toda a gente. Teríamos capacidade para ser competitivos e discutir os títulos no presente (desde que possuissemos um bom treinador, uma gestão capaz, e um aproveitamento máximo dos nossos recursos - o que, parecendo difícil, está muito longe de ser impossível), e seriamos seguramente muito, muito fortes no futuro, e nao só a nível nacional.
  Como referi, falta um título que dê as alegrias momentâneas que todos nós necessitamos e, também por isso, percebo que seja uma altura complicada para apostar numa política tão consciente, tão verdadeira, tão corajosa e tão impopular como esta o seria. Mas, após isso, há que entender que talvez o facto de termos, com Bento, discutido 1/2 campeonatos, e ganho algumas taças, se devesse essencialmente ao facto de termos jogadores que - mesmo muito jovens e inexperientes - poucos concorrentes á altura com a mesma qualidade tinham em Portugal. E que, se mais não foi atingido, talvez não tenha sido fundamentalmente pela inexperiência dos jovens, mas por algumas decisões técnicas muitíssimo questionáveis (incluo a não aposta em jogadores da formação, em detrimento de outros, com bem menos qualidade - como se veio a verificar após as suas saídas), e com algumas decisões a nível de gestão do clube (e do futebol do mesmo) incompreensíveis.
Registado
Re: "SPORTING SAD 2014" ... sai um empréstimo de 20 milhões. , « Resposta #329 em: Julho 20, 2011, 16:24 »



*
Júnior

Mensagens: 2376


Um prazer ler trocas de opinião com as que têm acontecido neste tópico, permitam-me só mandar a minha posta de pescada.

Gonçalo, quando dizer que:

Citar
Eu não baixaria muito as expectativas. Isto porque - e insisto para esclarecer - vejo um orçamento inferior ao que tivemos na temporada passada como perfeitamente capaz de criar uma equipa que possa discutir o título.

Eu duvido muito que baixando o orçamento da época passada conseguíssemos andar na briga pelo título. Fazes a comparação com as duas épocas de Paulo Bento em que o Sporting se bateu quase de igual para igual com o porto mas acho necessário referir que neste momento tanto o porto como os lamps subiram e bem o seu nível.

Também defendo uma aposta na formação e é verdade que não tivemos de pagar 11M para ter o ex-28, 6/7M pelo Carriço nem 10M pelo Patrício só para dar alguns exemplos. Mas a verdade é que nestes dois últimos casos a sua integração não foi tão pacífica e encaro isso como uma falta de estrutura pronta a enquadrar esses jovens. Esta época optou-se por reforçar o plantel com jogadores de fora, alguns mais experientes, outros mais jovens. Mas vejo este reforço como absolutamente necessário para o presente e para o futuro. Por exemplo, Schaars, Rinaudo, Oguchi.. podem ser jogadores que daqui a 1 ano possam ser os Rochembacks e os Barbosas que na altura souberam receber o ex-28 e fizeram com que fosse a equipa a ajudar a evoluir os putos ao contrário do que aconteceu nos últimos anos em que tinham de ser os putos a carregar a equipa.

Posto isto, considero essencial e necessário uma aposta na corrida pelo título (sei que ganhar já este ano será muito complicado), uma boa prestação na Liga Europa (que defendo ser considerada uma competição com aspirações legítimas a ganhá-la) no sentido de fazer sentir aos Sportinguistas o orgulho de ser Leão, o prazer de voltar ao Estádio e criar condições para nos próximos anos fazer parte dos vencedores da Liga Nacional. E nesses próximos anos, com a entrada regular na Champions, com a venda de 2/3 activos por ano e subida de jovens (Wilson, Zezinho, Nuno Reis, Bruma estão na calha..) poderíamos começar a fazer uma aposta precisa na formação ao invés de os subir aos seniores e pedir-lhes que carreguem a equipa!

Registado

Se algum dia não ouvires que Te Amo então Sporting o Mundo vai acabar!
Re: "SPORTING SAD 2014" ... sai um empréstimo de 20 milhões. , « Resposta #330 em: Julho 20, 2011, 17:02 »

Goncalojbcorreia

Um prazer ler trocas de opinião com as que têm acontecido neste tópico, permitam-me só mandar a minha posta de pescada.

Gonçalo, quando dizer que:

Citar
Eu não baixaria muito as expectativas. Isto porque - e insisto para esclarecer - vejo um orçamento inferior ao que tivemos na temporada passada como perfeitamente capaz de criar uma equipa que possa discutir o título.

Eu duvido muito que baixando o orçamento da época passada conseguíssemos andar na briga pelo título. Fazes a comparação com as duas épocas de Paulo Bento em que o Sporting se bateu quase de igual para igual com o porto mas acho necessário referir que neste momento tanto o porto como os lamps subiram e bem o seu nível.
É verdade, sim senhor. Mas, tal como na altura, as equipas não são infalíveis, e têm - todas - maus anos. Duvido que o Jesus dure muito no Benfica, ou que a capacidade de investimento - a não ser que sejam campeões. Não o sendo (como duvido que o sejam) ou perdem uma "coisa", ou outra. E o Jesus sem capacidade de investimento não consegue montar equipas fortes (o seu "modelo" expõe muito as individualidades, e necessita de jogadores específicos e de grande qualidade individual para ser bem sucedido). Assim como a capacidade de investimento, sem um bom treinador (e ele é-o, embora precise de grandes jogadores) não serve de nada. Se não forem campeões, acho que terão novamente um período bastante negativo proximamente.

O Porto perdeu o seu treinador. Não sei o que fará Vitor Pereira com a equipa esta temporada, mas parece-me indiscutível que estão mesmo fortes (especialmente a nível motivacional: a confiança e a crença em si mesmos e, especialmente, nos outros, não é a mesma). Veremos, mas também podem atravessar um período de maior seca (e o Pintinho já não dura muitos anos).

Também defendo uma aposta na formação e é verdade que não tivemos de pagar 11M para ter o ex-28, 6/7M pelo Carriço nem 10M pelo Patrício só para dar alguns exemplos. Mas a verdade é que nestes dois últimos casos a sua integração não foi tão pacífica e encaro isso como uma falta de estrutura pronta a enquadrar esses jovens. Esta época optou-se por reforçar o plantel com jogadores de fora, alguns mais experientes, outros mais jovens. Mas vejo este reforço como absolutamente necessário para o presente e para o futuro. Por exemplo, Schaars, Rinaudo, Oguchi.. podem ser jogadores que daqui a 1 ano possam ser os Rochembacks e os Barbosas que na altura souberam receber o ex-28 e fizeram com que fosse a equipa a ajudar a evoluir os putos ao contrário do que aconteceu nos últimos anos em que tinham de ser os putos a carregar a equipa.
Se me permites, eu acho que o sucesso inicial do moutinho, e a sua quebra, não estiveram apenas - de todo, aliás - relacionadas com os jogadores e com a experiência que tinha á sua volta.

O futebol do jm é um futebol que depende muito da equipa (assim como a equipa depende dele), e o futebol deste foi caindo com os problemas colectivos que a equipa foi gradualmente passando a ter, cada vez mais. Para ele render, falando de forma simplista, precisa de 1) bons jogadores á sua volta; 2) um treinador que o perceba, que o coloque no sítio certo, e que seja capaz de o potenciar;

Raramente teve estes dois pressupostos em simultâneo. Quando a equipa tinha bons jogadores (Veloso, Nani, entre outros) o treinador não o conseguia entender, colocando-o a jogar como interior (tudo bem) mas pedindo-lhe para muitas vezes ser um ala (tudo mal). Além disso o futebol da equipa, na maioria do tempo dele no Sporting, não era forte a nível colectivo (esquecendo as individualidades), o que prejudicava o desempenho de todos os jogadores de qualidade, naturalmente.

Eu não digo para se fazer uma equipa só da formação. Digo para se fazer uma equipa jovem, de qualidade, capaz de ser competitiva e de gerar enormes mais-valias desportivas e financeiras no futuro.

Posto isto, considero essencial e necessário uma aposta na corrida pelo título (sei que ganhar já este ano será muito complicado), uma boa prestação na Liga Europa (que defendo ser considerada uma competição com aspirações legítimas a ganhá-la) no sentido de fazer sentir aos Sportinguistas o orgulho de ser Leão, o prazer de voltar ao Estádio e criar condições para nos próximos anos fazer parte dos vencedores da Liga Nacional. E nesses próximos anos, com a entrada regular na Champions, com a venda de 2/3 activos por ano e subida de jovens (Wilson, Zezinho, Nuno Reis, Bruma estão na calha..) poderíamos começar a fazer uma aposta precisa na formação ao invés de os subir aos seniores e pedir-lhes que carreguem a equipa!
Eu percebo a ideia, e o momento não é propício ao realismo, ao pragmatismo, á racionalidade e á instauração de um projecto desportivo, mas - devido aos desaires recentes - á colocação do Sporting novamente no topo do futebol nacional. Já o tinha ali referido anteriormente.

Agora, eu não peço aos jogadores jovens para carregarem a equipa. Eu peço á equipa para carregar os jogadores jovens. Não são individualidades que suportam a equipa, mas antes a equipa que suporta as individualidade. O colectivo é o fundamental, apenas integra as individualidades de forma a que este possa ser potenciado, e eu insisto nesta ideia, porque acho que a apreciação de alguns jogadores, a título meramente individual, pelo protagonismo "solitário" que têm, vai contra a própria génese deste jogo de equipas. Parecendo que não, há largas diferenças.

Depois, eu quando digo um orçamento com baixo custo, não digo que sejam tudo jogadores acabados de chegar dos juniores, muito novos e sem experiência alguma. Não! Se falarmos de Rui Patrício, de Daniel Carriço e de André Santos, por exemplo, estamos a falar de jogadores (especialmente os dois primeiros) que, tendo vencimentos baixíssimos - para a qualidade que têm -, são dos melhores jogadores que qualquer "base" de equipas em Portugal pode ter.

Dou o exemplo do Arsenal: uma equipa maioritariamente composta por jovens. O Wilshere entrou, e mostrou-se fantástico. Por ter experiência na equipa, jogadores graúdos? Não me parece. A maioria dos seus companheiros são jovens. O ponto fundamental foi por ter encontrado bastante qualidade á sua volta (e essa, a formação do Sporting tem garantido nos últimos anos, basta ver o historial) e ter encontrado um colectivo forte, que potencia por si só as individualidades que tenham qualidade.

É necessário o tal plano de carreiras, um modelo de jogo cada vez mais semelhante entre o futebol sénior e o futebol formação, e uma equipa B, para que seja possível, o mais brevemente que se consiga, formar cada vez mais e melhores jogadores, e, essencialmente, aproveitá-los de uma forma avassaladora. Temos é de ter um modelo de jogo, e uma forma de jogar colectiva, quer na formação quer nos séniores, suficientemente definida, clarificada, semelhante e com bons princípios de jogo, que permita aos jogadores jovens que saiem da Academia (com atributos técnicos excelentes, e com uma percepção de jogo muito acima da média, pela "moldagem" que é levada a cabo na formação) assumirem-se cada vez mais como elementos preponderantes de um Sporting vencedor, e de um Portugal ao nível dos melhores do mundo.
Registado
Re: "SPORTING SAD 2014" ... sai um empréstimo de 20 milhões. , « Resposta #331 em: Julho 20, 2011, 17:06 »


On a steel horse I ride


*

Condecorações:Membro do Ano 2012Membro do ano 2011


Mensagens: 21195
Localidade: VILA NOVA GAIA
Masculino


Claro que desculpo pá, 

- A política financeira de GL não diverge muito da de BdC, ou da de DF: contratação de jogadores jovens, e investimento nestes, para gerar mais-valias desportivas e financeiras a curto/médio prazo. Há diferenças substanciais na forma de financiamento, mas a política em si não diverge muito. Pelo contrário, PTB - e SAM também - defendia um orçamento de 25 milhões por ano, e um investimento menos acentuado (foi, por exemplo, ele quem falou do investimento/sucesso na altura de Bento, e do investimento mais acentuado recente, premiado com resultados desportivos medíocres).

- O que eu considero é que os mais novos, mesmo sendo jovens, têm qualidade (que é o principal critério, para mim) para fazerem parte dessa base forte. Têm é de ser protegidos, como referi, têm de ser bem treinados e potenciados, e tem de se acreditar veementemente neles. Eu vejo muitos jogadores ao nível dos rivais no Sporting, nas últimas temporadas, saídos da formação. Dei o exemplo do ex-capitão, que me parece óbvio: ele não é melhor agora que era antes, e não é pela experiência: foi por ser protegido, bem treinado, potenciado pelo treinador. Ah, e por ter jogado na posição certa, com os princípios colectivos de jogo correctos. Se assim o tivesse sido no Sporting, talvez aos 19 anos pudesse ter sido o patrão de uma equipa absolutamente fortíssima em Alvalade - porque já tinha, como tem agora, qualidade para isso.




                                             
1: RICARDO - Guarda-
 4: POLGA - Defesa Central
8: RONNY - Defesa Esquerdo
9: DEIVID - Avançado
10: CARLOS MARTINS - Médio
11: TELLO - Médio Ala Esquerdo
12: CANEIRA - Defesa
13: TONEL - Defesa Central
15: MIGUEL GARCIA - Defesa
16: TIAGO - Guarda-Redes
17: DOUALA - Médio Ala Direito
18: NANI - Médio Ala Direito
20: DJALÓ - Avançado
21: FARNERUD - Médio
22: RUI PATRÍCIO - Guarda-Redes
24: MIGUEL VELOSO - Defesa Central
27: CUSTÓDIO - Médio Defensivo
28: MOUTINHO - Médio
30: ROMAGNOLI - Médio Ofensivo
31: LIEDSON - Avançado
34: JOÃO ALVES - Médio
76: PAREDES - Médio Defensivo
78: ABEL - Defesa Direito
80: CARLOS BUENO – Avançado


 1 Helton- Guarda-Redes
24 Paulo Ribeiro- Guarda-Redes
99 Vítor Baía -Guarda-Redes
12 Bosingwa -Defesa Lateral Direito
14 Bruno Alves- Defesa Central
26 João Paulo -Defesa Central
2 Ricardo Costa -Defesa Central
3 Pepe- Defesa Central
4 Pedro Emanuel -Defesa Central
5 Marek Cech -Defesa Lateral Esquerdo
15 Ezequias -Defesa Lateral Esquerdo
6 Ibson Médio -Defensivo
16 Raul Meireles- Médio Defensivo
18 Paulo Assunção -Médio Defensivo
7 Quaresma Médio -Ala Direito
11 Sektioui Médio -Ala Direito
21 Alan Médio -Ala Direito
8 Lucho González -Médio Ofensivo
10 Anderson -Médio Ofensivo
20 Jorginho -Médio Ofensivo
31 Diogo Valente- Médio Ala Esquerdo
Hélder Postiga -Avançado
9 Lisandro Lopez- Avançado
17 Vieirinha- Avançado
19 Sokota -Avançado
28 Adriano Avançado
29 Bruno Moraes –Avançado

Isto em 2006/2007 ( nos tais 19/20 anos de alguns )

Equipa absolutamente fortíssima? Não concordo… não em termos relativos e… em termos absolutos também não. Equipas realmente fortes em Alvalade não existem a partir de 2002. O ex-28 foi para uma equipa, onde é uma peça numa máquina que trabalha bem e onde as responsabilidades de fazer a diferença são de outros. Em Alvalade, juntamente com outros jovens de 19/20/21, sustentavam um meio campo.




- Não acho, de todo, que seja só uma questão de responsabilidades. A maioria deles tem qualidade para o ser. O DC, no seu segundo ano no Sporting, estava ao nível dos melhores em Portugal. O ex-capitao, á segunda temporada, também o estava. Penso que são bons exemplos: os líderes dos outros, naquelas posições em específico, não eram - em nada - melhor que eles. Nem no presente, nem, principalmente, no futuro. Há vários outros (alguns tremendamente mediáticos, outros mais antigos). Isto tendo em conta os problemas que temos demonstrado na passagem dos jogadores para os séniores, é demonstrativo da qualidade da formação em si, capaz de gerar atletas dos melhores que existem em Portugal no futebol sénior.


Desculpa, mas não vejo jovens de 18, 19 anos a serem peças decisivas e  essenciais na conquista de títulos de campeão. Não me lembro. Poderão ter alguma importância relativa, como Quaresma e Viana em 2001/2002 . Não quero saber do sucesso individual se não existirem condições para o sucesso colectivo, até porque este vai sempre condicionar o primeiro. Moutinho, Veloso, Quaresma, CR e outros foram vendidos a preços muito inferiores ao potencial dos mesmos, por má gestão e devido à incapacidade colectiva na luta pelos títulos mais importantes a não ser em absoluto esforço e no espremer até ao limite a equipa de futebol, condicionando até e em contra natura o desempenho individual ao resultado.



- Eu não baixaria muito as expectativas. Isto porque - e insisto para esclarecer - vejo um orçamento inferior ao que tivemos na temporada passada como perfeitamente capaz de criar uma equipa que possa discutir o título. Muito mais do que nas temporadas passadas, onde o título foi quase "prometido" e as capacidades para tal afirmadas convictamente a toda a gente. Teríamos capacidade para ser competitivos e discutir os títulos no presente (desde que possuissemos um bom treinador, uma gestão capaz, e um aproveitamento máximo dos nossos recursos - o que, parecendo difícil, está muito longe de ser impossível), e seriamos seguramente muito, muito fortes no futuro, e nao só a nível nacional.



… num panorama em que os rivais, como disse anteriormente, fazem bem mais de 70 pontos por campeonato, diria que não está longe do impossível.



  Como referi, falta um título que dê as alegrias momentâneas que todos nós necessitamos e, também por isso, percebo que seja uma altura complicada para apostar numa política tão consciente, tão verdadeira, tão corajosa e tão impopular como esta o seria. Mas, após isso, há que entender que talvez o facto de termos, com Bento, discutido 1/2 campeonatos, e ganho algumas taças, se devesse essencialmente ao facto de termos jogadores que - mesmo muito jovens e inexperientes - poucos concorrentes á altura com a mesma qualidade tinham em Portugal. E que, se mais não foi atingido, talvez não tenha sido fundamentalmente pela inexperiência dos jovens, mas por algumas decisões técnicas muitíssimo questionáveis (incluo a não aposta em jogadores da formação, em detrimento de outros, com bem menos qualidade - como se veio a verificar após as suas saídas), e com algumas decisões a nível de gestão do clube (e do futebol do mesmo) incompreensíveis.

Já respondi a isto acima. Cometeram-se erros. Sem dúvida. O mérito, por insuficientes que sejam os resultados quando não se conquista o 1ºlugar, para mim será sempre indiscutível. A aposta que existiu nos putos, contra tudo e todos, também.  A aposta casmurra em RP é um caso paradigmático, mas podia contar 1 dezena deles.
Registado

Re: "SPORTING SAD 2014" ... sai um empréstimo de 20 milhões. , « Resposta #332 em: Julho 20, 2011, 17:28 »


Quero um Pavilhão para as modalidades


*

Mensagens: 36693
Localidade: Galiza/lisboa




Temos que cooptar o Skinner para Presidente da SAD 

SL

 Seta

100% de acordo

PS: Para votar nele teria que trazer o Tonel de volta... 

Nao batas mais no ceguinho pá
Se soubesse o que sei hoje, jamais queria a saida do Tonel..... Indeciso

SL
Registado

Re: "SPORTING SAD 2014" ... sai um empréstimo de 20 milhões. , « Resposta #333 em: Julho 20, 2011, 17:57 »



*
Juvenil

Mensagens: 1022
Idade: 25
Localidade: Campo Maior
Masculino


Tenho uma apresentação em pdf contendo os resultados da Sessão Especial de Mercado Regulamentado realizada hoje: Obrigações "Sporting SAD 2011-2014.
Se alguem quiser ver e colocar aqui um artigo envie-me o email por PM.
SL
Registado

ATITUDE
Re: "SPORTING SAD 2014" ... sai um empréstimo de 20 milhões. , « Resposta #334 em: Julho 20, 2011, 18:33 »



*
Juvenil

Mensagens: 895
Idade: 69
Localidade: Almada
Masculino


Tenho uma apresentação em pdf contendo os resultados da Sessão Especial de Mercado Regulamentado realizada hoje: Obrigações "Sporting SAD 2011-2014.
Se alguem quiser ver e colocar aqui um artigo envie-me o email por PM.
SL

http://web3.cmvm.pt/sdi2004/emitentes/docs/fsd20956.pdf

Registado

Honra aos heróis, nunca mais anónimos, Miguel Paim e André Patrão, e que não poderão ser esquecidos.
E também a Daniel Sampaio, a Eduardo Barroso e a Bruno de Carvalho.
Graças a todos eles: O SPORTING É NOSSO OUTRA VEZ

Re: "SPORTING SAD 2014" ... sai um empréstimo de 20 milhões. , « Resposta #335 em: Julho 20, 2011, 18:58 »


ex-ruitrind


*
Veterano

Mensagens: 34959
Idade: 48
Localidade: Senhora da Hora
Masculino


  Por vezes temos de recentrar a questão, enquadrando-a não só na nossa realidade ou na dos outros, e sim a nível nacional e racional. Vamos lá ver uma coisa: ficámos ou não ficámos 4 anos à frente do clube que se diz ser o maior do mundo e arredores, com um orçamento menor do que eles? Nesse período, conquistámos ou não mais troféus do que eles, mesmo não sendo campeões?

   Em relação ao clube que diz ser o maior da região norte, Galiza, Cornualha e por aí fora até ao Círculo Polar Ártico, é ou não é verdade que chegámos a competir com eles de igual para igual, fomos superiores em finais de Taça de Portugal e Supertaça, e que não ganhámos o título por uma ninharia, mesmo que essa ninharia tenha sido uma gota de café com leite ou um pedaço de salada de frutas, competindo com eles até à última jornada numa dessas épocas?

   Estarei a delirar, a ver mal, ou isto aconteceu mesmo?

   A partir deste preâmbulo, e não querendo ser eu o apologista dos 2.ºs lugares, das Taças e das idas à Champions (que porém deixam o Sporting de JEB a léguas no que a ambição, competitividade e capacidade dizem respeito), é preciso perceber que não é o Sporting que investe de menos, e nem todos os problemas do futebol português são o Sporting, por muitos problemas internos que possa ter o Clube. Os clubes de Carnide e da Contumil tiveram que sobre-investir nos últimos anos, este ano é só mais um exemplo, para poderem deixar o Sporting mais distante, o que conseguiram de forma grotesca muito graças ao sr. JEB, sus muchachos, e quem lhes mexia os cordelinhos.

   A verdade é esta, com o dinheiro que foi metido nos andrades e nos lampiões, todo o sistema financeiro em torno do futebol apostou na sua promoção, para que não houvesse colapsos em caso de insucesso e desvalorização. A banca, os patrocinadores, os organizadores, A ARBITRAGEM (que devia ser isenta e imparcial, fosse qual fosse a conjuntura, mas não o é), tudo se movimentou para levar na palminhas os nossos adversários, enquanto o Sporting era tratado como o parente pobre, o coitadinho, o saco de pancada, e infelizmente não só a partir de fora, como a partir de dentro de si próprio, como podemos constatar em várias declarações de responsáveis directivos, do futebol, da SAD, etc.

   A solução passa por racionalizar toda a estrutura do Clube, não só do Futebol, para voltarmos a ser os melhores na relação custo(preço)-produtividade(qualidade), como mais nenhum dos outros sabe fazer. O Sporting, ao contrário dos outros, pode e deve depender de si próprio, se usar a inteligencia e a sagacidade de querer realmente competir com as "armas" que tem.

   Não duvidem que somos melhores, não temos é seguido a direcção correcta, porque se o fizermos, e o sistema financeiro por trás do futebol sabe-o, eles vão ser forçados novamente a sobre-investir, pois a sua competitividade depende desse sobre-investimento e dos factores externos ("cordelinhos") que movimentam e condicionam o nosso futebol. E como o Sporting lhes interessa que seja a fera amansada, domada, para que os outros possam fazer circular o dinheiro que interessa ao sistema financeiro, sem incómodos nem sobressaltos daqueles que o LEÃO costuma causar-lhes, vá de encostar o Sporting e acorrentá-lo à mediocridade, que foi o que andou a fazer à descarada a direcção anterior, servindo outros interesses que não os do Clube, e sim os da banca e da finança.

   Aqui subjaz o busílis da questão. Resta saber se é para desenterrá-lo, ou se é para continuar a ser usado a seu bel-prazer prejudicando os legítimos interesses do Sporting Clube de Portugal. Tem a palavra esta direcção, mas para já está muito longe de me satisfazer. Veremos os resultados de tanta "credibilidade".

HULK VERDE  Bater Palmas Bater Palmas

Excelente análise agora realmente só temos que esperar se existe ou não credibilidade a ver vamos o tempo mostrar-nos-a se ela existe mesmo e acorda de vez este monstro que está farto de tanta hibernação.

SL
Registado

Re: "SPORTING SAD 2014" ... sai um empréstimo de 20 milhões. , « Resposta #336 em: Julho 20, 2011, 21:22 »


ex-ruitrind


*
Veterano

Mensagens: 34959
Idade: 48
Localidade: Senhora da Hora
Masculino




Temos que cooptar o Skinner para Presidente da SAD 

SL

 Seta

100% de acordo

PS: Para votar nele teria que trazer o Tonel de volta... 

Nao batas mais no ceguinho pá
Se soubesse o que sei hoje, jamais queria a saida do Tonel..... Indeciso

SL


São erros que cometemos errar é humano, mas realmente Tonel não merecia sair.

SL
« Última modificação: Julho 20, 2011, 21:28 por ruitrind » Registado

Re: "SPORTING SAD 2014" ... sai um empréstimo de 20 milhões. , « Resposta #337 em: Julho 20, 2011, 21:25 »


ex-ruitrind


*
Veterano

Mensagens: 34959
Idade: 48
Localidade: Senhora da Hora
Masculino


Quando não queremos como alguns não quiseram a mudança, então os que não a quiseram não tem que ter medo.

Então meus amigos não comecem a querer falhar, pois não existe nada que falhe é tudo CREDIBILIDADE, ou será que mudou?! Não posso opinar pois eu queria Bruno de Carvalho e o seu fundo Russo, é que esse não tinha espinhas estes desta direcção afinada parecem começar a ter, quem disse que não era a continuidade que responda agora e na hora das vitórias ou derrotas, pois se apoiamos uma direcção devemos apoia-la até ao fim. Claro, isto sou eu a falar!

Até á data não jogo nem dou cartas, mas tenho estado mais ao menos caladinho embora já sinta que as pessoas me parecem começar a ficar inquietas! Ou será que já tremem!

SL


Bem, hoje cito-me a mim mesmo, pois no dia 25 de Junho de 2011 às 13.24h, da tarde critiquei o empréstimo obrigacionista proposto pela direcção e disse mesmo que quem acreditava na direcção que o subscrevesse na totalidade, como tal estou aqui para fazer mea-culpa, pois duvidei que fossem capaz de o subscrever, mas como hoje já li que foi subscrito na totalidade nada mais me resta do que pedir desculpas a todos pelo que escrevi nesse dia.

Para que vejam o que escrevi nesse dia pois não me esqueci e ao mesmo tempo dar os maiores parabéns á direcção. Duvidei que fosse subscrito, mas o certo é que foi e como tal a honestidade e a verdade são valores que preservo e que quanto a mim devem estar acima de tudo.

Na altura fui até interpelado por McCandless ao qual peço também desculpa, pois saiu e muito bem em defesa da direcção, o meu interesse é como sempre o melhor para o Sporting Clube e Portugal, falhei estava errado peço desculpa por tal.

Muitos parabéns á direcção pelo seu sucesso conseguido!

Viva o Sporting Clube de Portugal!


SL
Registado

Re: "SPORTING SAD 2014" ... sai um empréstimo de 20 milhões. , « Resposta #338 em: Julho 20, 2011, 21:37 »

HULK VERDE

Quando não queremos como alguns não quiseram a mudança, então os que não a quiseram não tem que ter medo.

Então meus amigos não comecem a querer falhar, pois não existe nada que falhe é tudo CREDIBILIDADE, ou será que mudou?! Não posso opinar pois eu queria Bruno de Carvalho e o seu fundo Russo, é que esse não tinha espinhas estes desta direcção afinada parecem começar a ter, quem disse que não era a continuidade que responda agora e na hora das vitórias ou derrotas, pois se apoiamos uma direcção devemos apoia-la até ao fim. Claro, isto sou eu a falar!

Até á data não jogo nem dou cartas, mas tenho estado mais ao menos caladinho embora já sinta que as pessoas me parecem começar a ficar inquietas! Ou será que já tremem!

SL


Bem, hoje cito-me a mim mesmo, pois no dia 25 de Junho de 2011 às 13.24h, da tarde critiquei o empréstimo obrigacionista proposto pela direcção e disse mesmo que quem acreditava na direcção que o subscrevesse na totalidade, como tal estou aqui para fazer mea-culpa, pois duvidei que fossem capaz de o subscrever, mas como hoje já li que foi subscrito na totalidade nada mais me resta do que pedir desculpas a todos pelo que escrevi nesse dia.

Para que vejam o que escrevi nesse dia pois não me esqueci e ao mesmo tempo dar os maiores parabéns á direcção. Duvidei que fosse subscrito, mas o certo é que foi e como tal a honestidade e a verdade são valores que preservo e que quanto a mim devem estar acima de tudo.

Na altura fui até interpelado por McCandless ao qual peço também desculpa, pois saiu e muito bem em defesa da direcção, o meu interesse é como sempre o melhor para o Sporting Clube e Portugal, falhei estava errado peço desculpa por tal.

Muitos parabéns á direcção pelo seu sucesso conseguido!

Viva o Sporting Clube de Portugal!


SL

   Compreendo o teu pedido de desculpas, corrigindo a tua descrença sobre a subscrição total do empréstimo obrigacionista.

   Mas para além disso, temos de ver que, cumprida a primeira fase, falta o resto: cumprir. Falta vencer o prazo, reembolsar com juros os investidores/parceiros. É cedo para dar os parabéns, a não ser parcialmente, conclusão desta 1.ª fase. Agora há que cumprir o mais difícil, e de tal depende não só o sucesso do Sporting Clube de Portugal, como da tão usada e repetida "credibilidade" desta direcção.

   E como é claro, todos queremos que seja cumprido. Mesmo que tenhamos dúvidas, ou não muitas certezas, como quiserem. Neste momento é fundamental acreditar no que foi dito e exigir o cumprimento disso mesmo: este será o último empréstimo obrigacionista e será cumprido daqui por 3 anos e uns meses.

   Aproveito e agradeço as palavras que me dirigiste a propósito da minha análise acima, neste tópico.

   Cumprimentos ruitrind, Saudações Leoninas!  Positivo!
Registado
Re: "SPORTING SAD 2014" ... sai um empréstimo de 20 milhões. , « Resposta #339 em: Julho 20, 2011, 23:18 »


Quero um Pavilhão para as modalidades


*

Mensagens: 36693
Localidade: Galiza/lisboa




Felizmente o objectivo foi conseguido.
Independente de tudo o que está para tras, se nao conseguissemos atingir este objectivo a nossa situação só podia ficar pior.
Esperemos que tenha sido o ultimo conforme promessa da Direcção.

SL
Registado

Gosta deste tópico? Partilhe-o:
Páginas: « anterior 1 ... 15 16 [17] 18 19 seguinte » Ir para o topo Imprimir
Fórum SCP - A Comunidade do Sporting Clube de Portugal Universo Sporting Clube de Portugal Direcção, SAD e Orgãos Sociais (Moderadores: wild_oscar, |SCP-1906|, Stunner, Leão88, sotnas) Tópico:

"SPORTING SAD 2014" ... sai um empréstimo de 20 milhões.

« tópico anterior seguinte »
Ir para:

Powered by SMF 1.1.19 | SMF © 2011, Simple Machines
Tema SMFone modificado por Avantix e Paracelsus.
Optimizado para o Mozilla Firefox na resolução 1024 x 768.
© 2004 - 2010 | Fórum SCP | Alguns Direitos Reservados
Fórum não-oficial do Sporting Clube de Portugal

Ajuda | | Sitemap | Política de Privacidade