[Mundial Sub-17] México 2011

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Que mega-estádio! :xock: :xock: :xock:



Putos U17 a levarem com a pressão de 105mil pessoas  :xock: :xock:

Jura!  :xock: :xock: :xock:

http://pt.wikipedia.org/wiki/Est%C3%A1dio_Azteca

Capacidade    
131 260 (1966 - 1990)
114 465 (1990)
105 000 (actual)
Interessa sim o símbolo na parte da frente da camisola, muito mais do que o nome na parte de trás. by 34.169
Que mega-estádio! :xock: :xock: :xock:



Putos U17 a levarem com a pressão de 105mil pessoas  :xock: :xock:

Jura!  :xock: :xock: :xock:

http://pt.wikipedia.org/wiki/Est%C3%A1dio_Azteca

Capacidade    
131 260 (1966 - 1990)
114 465 (1990)
105 000 (actual)

Nunca vi um com essa capacidade  :o
Os putos do Uruguai têm um problema... são uns fuços do pior.

Qualquer puto de 17 anos é fuço!...Eu era... :lol: :lol: :lol:

Compreende-se que seja-se fuço, mas Juan, com 17 anos, está na hora de começarem a ter cultura tactica, cultura de que em equipa resolve-se muito mais que individualmente..

As equipas jovens sul-americanas são historicamente conhecidas por abusar de acções individuais. Os processos colectivos, nestes jovens, ficam sempre a desejar, nestas idades.

Quanto aos mexicanos, o actual futebol mexicano é muito mais evoluído tacticamente, quando comparado com equipas da América do Sul. Daí que sejam mais equipa, embora neste caso tb sejam mais talentosos.
Foi excelente este mundial, emoção, reviravoltas, espetáculo, grandes jogos, algumas surpresas, e putos com muita qualidade. Veremos agora o que fazem alguns destes que aqui brilharam. A história dos torneios passados está cheia de "vedetas" que depois não deram nada no futebol sénior.

Os destaques vão para o óbvio Souleymane Coulibaly que foi fazendo o que quis das defesas que lhe foram passando à frente. O costa-marfinense marcou 9 golos e tornou-se no melhor marcador de sempre do torneio em igualdade com... (adivinhem)... Sinama Pongolle (2001) :lol: embora esse tenha feito 6 jogos em vez dos 4 do Coulibaly.
Depois, na Alemanha gostei de Yesil e Can, na França Benzia e Yaisien, no Brasil, o Ademilson pelos golos e o Adryan (não fiquei muito impressionado com o muito falado Lucas Piazón), e também vi o GR do Brasil (não sei o nome) fazer excelentes defesas. Na Argentina não vi muito, mas do que vi gostei do Ocampos, avançado alto e com alguma técnica, e nos campeões do mundo gostei do avançado, Fierro que é bom de bola e faz lembrar um pouco o Vela, gostei ainda do Espericueta e claro do Cabeça Ligada (Julio Gomez) no qual sinceramente só reparei no jogo contra a Alemanha. Por fim, provavelmente um dos melhores que esteve no torneio e talvez um dos que venha a ter mais sucesso, o Viktor Fischer (Dinamarca), acabou por não ter grande espaço para brilhar, ao contrário do que tinha feito no Euro, já que a Dinamarca "não esteve cá". E o mesmo se pode dizer de alguns dos holandeses.

Quanto a equipas, destaque para os finalistas naturalmente (ainda que o México tenha sido muito superior), que acabaram por surpreender ao deixarem Alemanha e Brasil de fora da final. Também a surpreenderem pela positiva o Japão e o Uzbequistão, que fez uma mundial fantástico. Também do Congo fui ouvindo falar muito bem mas sinceramente do que vi não fiquei nada convencido, e aquela defesa, mesmo já sendo habitual em equipas africanas e ainda mais em putos de 17 anos, era uma valente miséria.

Destaques pela negativa vão para a Holanda (campeã europeia há um mês...) e a Dinamarca, que passaram completamente ao lado do torneio.
Foi excelente este mundial, emoção, reviravoltas, espetáculo, grandes jogos, algumas surpresas, e putos com muita qualidade. Veremos agora o que fazem alguns destes que aqui brilharam. A história dos torneios passados está cheia de "vedetas" que depois não deram nada no futebol sénior.

Os destaques vão para o óbvio Souleymane Coulibaly que foi fazendo o que quis das defesas que lhe foram passando à frente. O costa-marfinense marcou 9 golos e tornou-se no melhor marcador de sempre do torneio em igualdade com... (adivinhem)... Sinama Pongolle (2001) :lol: embora esse tenha feito 6 jogos em vez dos 4 do Coulibaly.
Depois, na Alemanha gostei de Yesil e Can, na França Benzia e Yaisien, no Brasil, o Ademilson pelos golos e o Adryan (não fiquei muito impressionado com o muito falado Lucas Piazón), e também vi o GR do Brasil (não sei o nome) fazer excelentes defesas. Na Argentina não vi muito, mas do que vi gostei do Ocampos, avançado alto e com alguma técnica, e nos campeões do mundo gostei do avançado, Fierro que é bom de bola e faz lembrar um pouco o Vela, gostei ainda do Espericueta e claro do Cabeça Ligada (Julio Gomez) no qual sinceramente só reparei no jogo contra a Alemanha. Por fim, provavelmente um dos melhores que esteve no torneio e talvez um dos que venha a ter mais sucesso, o Viktor Fischer (Dinamarca), acabou por não ter grande espaço para brilhar, ao contrário do que tinha feito no Euro, já que a Dinamarca "não esteve cá". E o mesmo se pode dizer de alguns dos holandeses.

Quanto a equipas, destaque para os finalistas naturalmente (ainda que o México tenha sido muito superior), que acabaram por surpreender ao deixarem Alemanha e Brasil de fora da final. Também a surpreenderem pela positiva o Japão e o Uzbequistão, que fez uma mundial fantástico. Também do Congo fui ouvindo falar muito bem mas sinceramente do que vi não fiquei nada convencido, e aquela defesa, mesmo já sendo habitual em equipas africanas e ainda mais em putos de 17 anos, era uma valente miséria.

Destaques pela negativa vão para a Holanda (campeã europeia há um mês...) e a Dinamarca, que passaram completamente ao lado do torneio.

também me ficou na retina esse  espericueta... e do mexico ainda gostei do nº 10 arturo gonzalez, um pouco lento mas muita classe..
vivó Sporting!!!