Mac OS vs Windows vs Linux - A Eterna Batalha

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Já percebi que não vale a pena e que a conversa não nos vai levar a lugar algum.Paguei o que paguei e estou satisfeito. Muito satisfeito.Muito mais do que com as dezenas de Pc's que tive antes.Se sair outro computador doutra marca que proporcione uma experiência ainda mais agradavel de utilização, venha ele.End of story.





Está explicado.
Chat shit get banged.
O que é que esta explicado?Por preferir uma máquina feita por esta marca ou por outra qualquer de forma a ter a estabilidade e comportamento desejados versus fazer eu uma máquina com os componentes que achar melhores?Onde é que vês um problema nisso?
O que é que esta explicado?Por preferir uma máquina feita por esta marca ou por outra qualquer de forma a ter a estabilidade e comportamento desejados versus fazer eu uma máquina com os componentes que achar melhores?Onde é que vês um problema nisso?
  :rotfl:
Eu já tive um pc comprado, e um pc com componentes escolhidos a dedo.
O comprado foi caro e com o passar do tempo ficou lento. Este novo custou o mesmo e já tem 2 anos e está bem e recomenda-se e se calhar ainda dá 10 a 0 a muitos macs novinhos em folha...
Enquanto não saíres do "máquina feita por uma marca de forma a ter a estabilidade e comportamento desejados" não experienciarás uma máquina windows como deve ser. Muito menos o melhor dos computadores.
Chat shit get banged.
E quem é que te disse que eu me quero dar a esse trabalho para ter um pc com Windows como deve ser se estou muito satisfeito com o Mac?
E quem é que te disse que eu me quero dar a esse trabalho para ter um pc com Windows como deve ser se estou muito satisfeito com o Mac?
Então e ter um pc mais barato e mais rápido com mac? Whatever quem sofre és tu, agora com licença que vou acabar o Crysis 2 e depois vejo o que é que faço. O que não falta é jogos e programas para windows  8)
Chat shit get banged.
E quem é que te disse que eu me quero dar a esse trabalho para ter um pc com Windows como deve ser se estou muito satisfeito com o Mac?

Só para dizer que te compreendo perfeitamente. Eu montava os meus próprios computadores, escolhia os componentes em lojas online e depois montava-os em casa. Contudo, desde que tenho um Macbook (há cerca de dois anos) não quero ouvir mais em montar cabos, fragmentar discos, pôr massa térmica, entre outras coisas.

É daquelas experiências que é preciso passar para se ter uma opinião mais fundamentada. Eu era um convicto utilizador de Windows e escarnecia de quem usava Mac. Agora, não quero outra coisa. Então se trabalhares na área de som e imagem, onde é importante ter uma máquina estável que não "empanque" com os renders, qualquer computador Apple é o ideal.
"The one thing that doesn't abide by majority rule is a person's conscience." - Harper Lee
Epa...não sofro que gosto à brava disto pá. E se tiver mesmo de ser abro o paralells e corro qualquer coisa em Windows. Mas já há de praticamente tudo para Mac,nunca precisei de recorrer a isso.

Off topic:Siga então um pastel de Belém e um ucal dali do tópico ao lado...Cheers!(Como diria o ROC)  :mrgreen:

E quem é que te disse que eu me quero dar a esse trabalho para ter um pc com Windows como deve ser se estou muito satisfeito com o Mac?

Só para dizer que te compreendo perfeitamente. Eu montava os meus próprios computadores, escolhia os componentes em lojas online e depois montava-os em casa. Contudo, desde que tenho um Macbook (há cerca de dois anos) não quero ouvir mais em montar cabos, fragmentar discos, pôr massa térmica, entre outras coisas.

É daquelas experiências que é preciso passar para se ter uma opinião mais fundamentada. Eu era um convicto utilizador de Windows e escarnecia de quem usava Mac. Agora, não quero outra coisa. Então se trabalhares na área de som e imagem, onde é importante ter uma máquina estável que não "empanque" com os renders, qualquer computador Apple é o ideal.
lol até parece que um pc com windows 7 é instável e empanca com renders... Se tiver bom hardware não empanca.
Chat shit get banged.
É daquelas experiências que é preciso passar para se ter uma opinião mais fundamentada.

Nem mais  :great:
Winston, eu não devia entrar neste tópico, mas acho que não existe uma eterna batalha, talvez uma resistência, tal a diferença de posição de mercado :mrgreen:

Um Mac é actualmente a opção correcta no mundo dos portáteis. Comprar um PC portátil actualmente é o maior erro que se pode cometer.

Contudo acho que o inverso é igualmente válido no mundo dos desktops. Comprar um desktop da Apple seria para mim como recuar por vontade própria ao tempo em que se pagavam dezenas ou centenas de contos para fazer um upgrade físico com peças exclusivas da marca. O tempo dos originais IBM-PC, dos Compaq, DEC, Commodore e... Apple. Cada um fazia uma máquina a seu modo.

Quer se queira quer não, a Microsoft democratizou a informática em conjunto com a Intel e a IBM, algo que nunca deverá ser esquecido quando amaldiçoamos o Windows! Foi a IBM que idealizou um computador para todos e a Microsoft, na altura uma empresa pequenina, foi a escolhida para fornecer um sistema operativo simples, porque detinham um SO que trabalhava bem com processadores Intel.

A verdadeira batalha que foi travada foi primeiro oferecer ao público a oportunidade de trabalhar em casa, depois fazer chegar essa plataforma a pessoas de todos os estratos sociais e finalmente interligá-las em comunidade, algo que nunca esteve nos planos da Apple.

A Apple esteve quase morta, porque simplesmente manteve o seu foco no mercado extravagante. Outras empresas semelhantes baquearam. Lembro-me perfeitamente da superioridade de um Commodore Amiga em relação a um IBM PC e até a um Apple Macintosh, contudo a Commodore não se sabia posicionar no mercado profissional, focava tudo no entretenimento. Hoje teria ganho a corrida por isso mesmo.

E se não fosse o Steve Jobs voltar à Apple em 1997, esta teria igualmente desaparecido. No entanto a Apple continuará a não ter qualquer hipótese no mercado dos computadores modulares, que são a alma do mercado informático.
Trabalho num Mac osx com uma aplicação chamada Archicad diariamente e vinha de um Windows com Autocad.

Posso dizer que a migração foi muito produtiva, e o segredo está na palavra produtiva! No pc, o programa entrava em não responde, não aguentava com vários ficheiros ao mesmo tempo, passava muito tempo a espera do processamento etc...

O Mac lida facilmente com os mesmos ficheiros, extremamente fluido, transições entre janelas e ficheiros sem tempo de espera ou processamento, os hot corners são épicos, e a qualidade da tela é excelente.

No entanto, o pc continua a ser mais potente, consegue fazer renders com mais facilidade...

Para experiencia profissional recomendo o mac sem duvida, isto é, para quem puder pagar...
@Viridis

Estamos de acordo em todos os pontos, menos num: o utilizador comum não abre computadores ou altera os seus desktops. Ou seja, para nós, comprar um PC Desktop é o caminho a tomar por uma questão de conveniência e diferença de preço. Contudo, a maioria das pessoas, quando tem um problema, leva o computador a uma loja pagando balúrdios pela mudança de uma simples fonte. Aliás, muita gente muda logo de computador quando as coisas estão a ficar mais lentas.

Nesse sentido, os iMacs são boas soluções pela facilidade de arrumação e também pela elevada qualidade de construção. A assistência técnica da Apple também costuma ser bastante boa.

E saliento que reforço as tuas palavras quanto à democratização do computador pessoal. Eu próprio, no início deste tópico, reforço a ideia que é um pouco injusto comparar-se a estabilidade do Windows ao Mac OSX visto o primeiro ter sido feito para funcionar em qualquer computador do mundo. É um pouco como comparar-se um Fiat com um Mercedes. Os nichos de mercado para ambos são diferentes, todos têm o seu espaço, porém o carro alemão é bastante melhor (e falo exclusivamente do sistema operativo).

Espero que entres mais vezes neste tópico, visto a tua "posta" ter sido muito boa. E olha, aqui não há kebabs.  :mrgreen:

@MSilva

É justamente essa a diferença entre os dois sistemas operativos e, no fundo, só se compreende isso através da utilização de ambos. Os renders no Windows são mais rápidos, derivado do Hardware, em computadores de preço similar, ser mais potente. Contudo, a grande diferença está na estabilidade do sistema operativo. Um render no Mac raramente vem abaixo, não há praticamente crashes das aplicações e o trabalho, devido a isto, flui muito melhor.

Tenho bastantes amigos que trabalham em som e imagem, sendo que um deles monta (salvo seja) com o Premiere. Ele comprou um Mac e a experiência dele é que o mesmo programa, no Windows e Mac, tem prestações completamente distintas. Raramente há problemas ou crashes da aplicação no Mac. E o melhor de tudo, algo que também corroboro, é o facto das aplicações parecerem independentes entre si visto que quando uma tem algum problema todo o resto do sistema funciona perfeitamente.
"The one thing that doesn't abide by majority rule is a person's conscience." - Harper Lee
Já me ri e muito com este tópico, acreditem!

1º quando "gozam" um "miúdo" de 15 anos e dizem que a PS3 tem melhores gráficos que qualquer PC. Só uma pessoa cega é que diz isso, e eu nem tenho PS3, mas já joguei jogos multiplataforma. Uma palavra e uma letra: Crysis 2. No dia em que a consola da Sony correr aquilo com melhor capacidade gráfica que um PC vão haver muitos porcos a voar.

2º Tenho um PC com 1GB ram, placa gráfica onboard com memória partilhada (nem direct 3d tem), 1.6 ghz de processador. Tenho um desktop Apple com características semelhantes, embora a gráfica seja dedicada e um pouco mais moderna, ficando a perder 200mhz no processador. O PC corre W7 e o Mac corre OSX 10.4, salvo erro. Verdade seja dita, apesar de lento o meu PC nunca crashou desde que tem o Sete, corre tudo desde Itunes com uma library enorme e Firefox com várias abas abertas, lê filmes e dá para um ou outro jogo mais antigo. O Mac arranca quando lhe apetece, liguei uma pen e fez conflito no sistema, nem fazia boot. Pen limpa, atenção! Demora o triplo a chegar ao ambiente de trabalho mas é significativamente mais rápido a abrir aplicações.

3º Sou um utilizador "banal" de PC, pouco uso dou fora um jogo ou outro, música e Net. Muito raramente uso o PShop.

4º Prefiro Windows e abomino Mac. E esta, hein?

Agora que já atirei o meu "calhau" podem pendurar-me na cruz. Quase tudo o que é produto Apple é estilo, não passa disso. O Ipad realmente é o melhor tablet, mas o Ipod é péssimo, já usei o touch de duas gerações, classic e nano de várias gerações. Tudo treta. (o meu 5800 da Nokia tem um som muito melhor e é um telemóvel). Tenho um Sapo A5 que custa 100 euros e faz o mesmo, com a mesma fluidez, de um Iphone 3Gs, com o ponto mais para o facto de ter um ecrã melhor, mais sensível (tenho uma pessoa com o 3Gs aqui em casa) e um sistema operativo LIVRE. De portátil o Mac serve para músicos e quem trabalhe com apresentações ou edição de vídeo, de resto faz-se melhor com windows. Aliás, o garage band é tão bom que a maior parte do pessoal usa ProTools. Em desktop nem se fala. Se é para ler o email posso comprar um pc por 250 euros e dá para 2 anos, não preciso de gastar 600 num mac mini com as mesmas especificações.
São opiniões...

Eu também prefiro Windows, mas adoro o Mundo Apple.

Pena é os preços...

E posso dizer-te, que experimentei há uns tempos, W7 num MAC, em máquina virtual, e corria exactamente igual.
Como recente utilizador de Linux, na versão Ubuntu 11.10, só posso dizer que, para um utilizador normal, "so far, so good".

A questão é que muitos de vós têm um conceito de utilizador normal que reflecte o tipo de utilizador que cada um de vós é.

Portanto, a questão do preço do Mac também é questionável, do ponto de vista do "utilizador normal".

Não faço uso gráfico profissional do computador, não faço trabalho científico, não preciso de ter 10 janelas abertas em simultâneo. Será que compensa comprar um Mac para trabalhar com Excel, Word, Chrome e ver uns filmezitos, de vez em quando?

Eu penso que, do ponto de vista de um utilizador normal (neste caso, eu), pagar 1.100€ por um Mac só se fosse "porque sim" ou porque gosto do conceito. Mas jamais seria por uma questão racional.
"Players lose you games, not tactics. There's so much crap talked about tactics by people who barely know how to win at dominoes." - Brian Clough

"He is a perfect illustration of my constant theme about assembling a team of imperfect players who compliment each other perfectly. Unless he is surrounded by team mates who recognise his strenghts and cover for his weaknesses, his special goal scoring ability will go largely untapped. He needs to to be in the right place at the right time!" - Bob Paisley on John Wark
Como recente utilizador de Linux, na versão Ubuntu 11.10, só posso dizer que, para um utilizador normal, "so far, so good".

A questão é que muitos de vós têm um conceito de utilizador normal que reflecte o tipo de utilizador que cada um de vós é.

Portanto, a questão do preço do Mac também é questionável, do ponto de vista do "utilizador normal".

Não faço uso gráfico profissional do computador, não faço trabalho científico, não preciso de ter 10 janelas abertas em simultâneo. Será que compensa comprar um Mac para trabalhar com Excel, Word, Chrome e ver uns filmezitos, de vez em quando?

Eu penso que, do ponto de vista de um utilizador normal (neste caso, eu), pagar 1.100€ por um Mac só se fosse "porque sim" ou porque gosto do conceito. Mas jamais seria por uma questão racional.
Aí está, eu diria que tudo depende do uso que cada utilizador dá às suas máquinas.

E ainda falando em renders, pela minha experiência não há motivo para se afastarem do Windows por causa de instabilidade (ou de Linux caso trabalhem com Blenders e afins). Aliás, pela diferença que se compra um Mac e se constrói um computador de raíz com o mesmo preço, até se fica a ganhar em performance.
Viva o Sporting
Como recente utilizador de Linux, na versão Ubuntu 11.10, só posso dizer que, para um utilizador normal, "so far, so good".

A questão é que muitos de vós têm um conceito de utilizador normal que reflecte o tipo de utilizador que cada um de vós é.

Portanto, a questão do preço do Mac também é questionável, do ponto de vista do "utilizador normal".

Não faço uso gráfico profissional do computador, não faço trabalho científico, não preciso de ter 10 janelas abertas em simultâneo. Será que compensa comprar um Mac para trabalhar com Excel, Word, Chrome e ver uns filmezitos, de vez em quando?

Eu penso que, do ponto de vista de um utilizador normal (neste caso, eu), pagar 1.100€ por um Mac só se fosse "porque sim" ou porque gosto do conceito. Mas jamais seria por uma questão racional.
Aí está, eu diria que tudo depende do uso que cada utilizador dá às suas máquinas.

E ainda falando em renders, pela minha experiência não há motivo para se afastarem do Windows por causa de instabilidade (ou de Linux caso trabalhem com Blenders e afins). Aliás, pela diferença que se compra um Mac e se constrói um computador de raíz com o mesmo preço, até se fica a ganhar em performance.

Não costumam ser os benchmarks o factor decisivo para os utilizadores Mac. A diferença na experiência desde o arrancar até ao desligar do computador entre o OS X e o  Windows é assombrosa. Trabalho diariamente com computadores que têm o Windows instalado e estes deixam-me profundamente irritado ao ponto de me verem a suspirar fundo "n" vezes de cada vez que uso um destes computadores. No OS X não acontece nada disso, é uma experiência de utilização fluída e agradável do primeiro ao último minuto.

Claro que têm de trabalhar uns tempos com um Mac para perceberem esta diferença. Podem falar das diferenças todas e mais algumas a favor de um sistema com Windows (performance, preço, etc), mas enquanto não experimentarem um computador com OS X durante algum tempo não vão entender a diferença na utilização.
Um pormenor (ou pormaior) que raramente vejo alguém comentar é o sleep mode.

No meu MacBook eu fecho a tampa, guardo o portátil na mala, vou de viagem, passado uma semana volto, abro a tampa e num espaço de 3 ou 4 segundos já está a trabalhar tal qual como o deixei (mesmo que estivesse por exemplo a jogar WoW) e a bateria ainda está como a deixei.

Em Windows, pelo menos até ao XP que foi até onde usei portátil PC, bem, se tivesse o azar de entrar em sleep mode a meio de uma coisa mais complicada (leia-se com o excel aberto, por exemplo) só voltava a ter o portátil em condições depois de um reboot.
Bem, mas na renderização o factor decisivo é mesmo a performance (podem falar da estabilidade, mas sinceramente hoje em dia acho que não há grandes razões para preocupação nesse aspecto). Por exemplo fazerem uma renderização de uma animação gráfica em Maya que dure várias horas ou mesmo dias, só o facto de se poder ter um modelo de CPU acima, é suficiente para diminuir tempo significativo.
« Última modificação: Novembro 06, 2011, 11:20 am por HBene »
Viva o Sporting
Eu sei o que é a experiência de trabalhar com o Mac OS. Onde trabalho, a febre Apple instalou-se e, de repente, toda a gente queria um iMac e um iPad.

Muito honestamente, do meu ponto de vista, é dinheiro deitado fora. Como disse, eu trabalho, essencialmente, com as aplicações de escritório (Word, Excel, Chrome). Está bom de ver, que resisti ao conceito, apesar do mesmo ser apelativo. Sim, eu gosto do design do iMac; e sim, eu gosto de trabalhar com um iMac. A questão é que não preciso, realmente, de um iMac, nem estou disposto a pagar o que eles custam, por mero capricho pessoal.

E, do ponto de vista de um utilizador normal, um Mac, qualquer que seja, não apresenta um única vantagem prática.

Ainda há poucas semanas, o meu netbook avariou e precisei de realizar uma compra de recurso. Comprei um notebook com processador Core i5, por 399,00€. Gastaria, certamente, muito mais para poder ter MacBook.

Em relação ao sistema operativo, utilizo um Ubuntu, que corre, lado a lado, com o Win 7.

Fiquei muito surpreendido com o Win 7. Parece-me muitíssimo melhor que qualquer outro WinOS anterior. Em termos de velocidade, seja a fazer reboot ou a encerrar, parece-me um passo muito adiante.

Mas, por questões práticas, ainda não me rendi ao Ubuntu, em exclusividade, porque não consigo instalar alguns certificados digitais, porque a gestão da bateria não é como no Windows e porque o Win7 é, de facto, um produto muito satisfatório (pelo menos a curto prazo).

O Mac OS até tem a grande vantagem de ser muito barato. Mas tem a grande desvantagem de ter sido desenhado para um sistema extremamente caro.

Ainda por cima, os componentes do Mac deixaram de ser "exóticos". Recorrem, por exemplo, à Intel e isso faz com que a apregoada fiabilidade ou estabilidade se transfira para os PC's, que, em muitos casos, já recorrem aos mesmos fornecedores de componentes da Apple.

Em termos de hardware, as diferenças são cada vez menores. E a superior qualidade de um Mac, em relação a um bom PC, é algo que ainda está por provar, no domínio do hardware.

Do ponto de vista de um fanático pela eficiência dos componentes, como eu, um Mac caíria muito bem. O problema é que a diferença de preço deita por terra a vantagem de eficiência do Mac.

Tenho amigos que são designers e que encontram vantagens que eu consigo perceber facilmente. Para eles, pagar por um Mac não é um caprinho. É uma evolução necessária das suas condições de trabalho. Porém, para mim e para as necessidades que tenho, seria sempre um mero capricho.

O meu primeiro computador foi um ZX Spectrum +2. Na altura, não era o melhor. Longe disso. Mas era o que me abria o leque de jogos mais variados. Quase todos os meus amigos tinham ZX's ou clones do mesmo. Portanto, a partilha de jogos era algo apetecível. Por essa razão, os jogos eram também muito mais baratos.

Claro que, graficamente, não se comparavam a um Amiga, o Deus da informática e o sonho de qualquer miúdo. Porém, entrar no mundo Amiga, para mim, representava um mundo de dificuldades que não estava disposto a enfrentar.

Ainda hoje o nome Amiga é como um mito ou uma lenda na minha cabeça. Hoje, melhor do que naquela altura, consigo perceber o que era uma máquina com aquelas potencialidades.
« Última modificação: Novembro 06, 2011, 14:07 pm por sotnas »
"Players lose you games, not tactics. There's so much crap talked about tactics by people who barely know how to win at dominoes." - Brian Clough

"He is a perfect illustration of my constant theme about assembling a team of imperfect players who compliment each other perfectly. Unless he is surrounded by team mates who recognise his strenghts and cover for his weaknesses, his special goal scoring ability will go largely untapped. He needs to to be in the right place at the right time!" - Bob Paisley on John Wark