Fórum SCP

Júniores: Sporting 2 - Alverca 0 (Crónica)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

O frio mais rigoroso já se fez sentir em Alcochete. O céu carregado deixava adivinhar alguma chuva que, felizmente, não foi muita. Estava pouco público hoje na Academia e todo ele sentado debaixo da pala. Alguns adeptos do Alverca estiveram também presentes.

Dois elementos da equipa técnica de Paulo Bento estiveram hoje em Alcochete a assistir ao jogo: Leonel Pontes e Carlos Pereira. Lembram-se das fotografias do jogo Sporting – Estrela da Amadora? Aquelas em que se viam todos os jogadores dos júniores a abraçarem-se a Leonel Pontes? Seguindo a sugestão deixada pelo Ao Leo e pelo Stromp nesse tópico, entreguei um envelope com as duas fotos ao Leonel Pontes. Ele ficou muito surpreendido e muito contente, uma vez que não imaginava que alguém tivesse captado aquele momento. Ficou muito agradecido. Quando voltei para o meu lugar ainda o vi todo satisfeito a mostrar as fotos ao Aurélio Pereira. :D

Do plantel juvenil vimos Adrien Silva, Jorge Abreu e Rui Lopes. Também estiveram presentes alguns jogadores dos iniciados bem como os júniores não convocados: David Caiado, João Gonçalves, João Martins e Alison.
Vítor Damas (1947-2003)

2 Campeonatos Nacionais (69/70 e 73/74)
3 Taças de Portugal (70/71, 72/73 e 73/74)
Eis a entrada da nossa equipa em campo:
http://www.megaupload.com/?d=IJ02BHJU

Da esquerda para a direita: Diogo Tavares (capitão), Rui Patrício, André Nogueira, Daniel Carriço, Fábio Paim, Tiago Pinto, Pedro Celestino, Bruno Pereirinha, Tiago Pires, Tomané e Paulo Renato.


O cumprimento da equipa ao público:
http://www.megaupload.com/?d=XGF14UAU

O Sporting alinhou em 4-3-3, com Rui Patrício na baliza, André Nogueira a defesa direito, Tiago Pires e Daniel Carriço como dupla de centrais e Tiago Pinto a defesa esquerdo. A linha do meio campo apresentou Paulo Renato a trinco, Bruno Pereirinha na direita e Pedro Celestino na esquerda. Na frente de ataque estiveram Diogo Tavares (hoje capitão de equipa) na ala esquerda, Tomané no centro e Fábio Paim na ala direita. No banco de suplentes estiveram o guarda-redes Tiago Jorge, os defesas Vasco Campos, Simão Coutinho e Marco Lança, o médio André Pires e os avançados Ricardo Nogueira e Sebastião Nogueira. O trio de arbitragem veio de Santarém.

O jogo iniciou-se de modo algo indefinido, com as equipas a estudarem-se mutuamente. A primeira jogada de perigo do Sporting, surgiu aos 6 minutos com Daniel Carriço a subir no meio campo adversário e a combinar com Diogo Tavares. Já dentro da área, o avançado rematou mas o guarda-redes defendeu. O Sporting foi tentando tomar conta do jogo, enquanto o Alverca ia defendendo com muitos jogadores atrás da linha da bola. Para tentar confundir as marcações, Fábio Paim e Diogo Tavares iam trocando muitas vezes de flanco. Entretanto, a chuva fazia a sua aparição. À passagem do quarto de hora, Bruno Pereirinha cruzou da direita e Fábio Paim cabeceou ao lado. Bruno Pereirinha teve aqui o seu melhor período no jogo. Logo de seguida fez uma jogada individual pelo meio do terreno, rematando de fora da área para defesa do guardião do Alverca. Luís Martins, por esta altura, começou a intervir com mais insistência, apercebendo-se que o Alverca estava a tapar eficazmente o caminho para a sua baliza.

A meio da primeira parte, o Alverca conseguiu sacudir a pressão leonina e passou-se a uma fase de muita luta a meio campo. O Sporting tentava continuar a atacar mas revelava-se inconsequente. O primeiro remate digno desse nome do Alverca, surgiu aos 27 minutos. Em seguida, Tomané respondeu com um remate por cima e o Alverca começou a ser um pouco mais atrevido. O Sporting tentou reagir, novamente por Bruno Pereirinha, que rematou ao lado da baliza. Aos 39 minutos, Pereirinha serviu Tomané que rematou para defesa do guarda-redes. A equipa verde e branca começava a revelar alguma ansiedade perante o empate a zero com que se atingiu o intervalo.

Logo ao início da segunda parte, em duas jogadas sucessivas, o Alverca rematou duas vezes à baliza de Rui Patrício mas com este a responder “presente”. A reacção veio de Tomané mas com o remate a sair muito ao lado. Aos 53 minutos, o Alverca lança uma bola para o meio campo leonino. O avançado ribatejano levanta o pé muito alto ao disputar a bola com Daniel Carriço mas o árbitro mandou seguir. O avançado do Alverca acaba por tentar um chapéu a Rui Patrício com a bola a sair rente ao poste. O Alverca podia ter inaugurado o marcador, beneficiando de um lance precedido de falta. Foi mais ou menos nesta altura que o árbitro começou a errar em demasia, sobretudo ao se mostrar complacente com as entradas mais duras dos visitantes. Entretanto, voltava a chuva.

Aos 60 minutos, deu-se a 1ª substituição. Saiu Tiago Pires e entrou André Pires. Paulo Renato passou para central, Pedro Celestino passou para trinco e André Pires foi para o lado direito do meio campo. Era a tentativa de Luís Martins de arrumar a casa, numa altura em que o Alverca começava a mostrar-se muito perigoso no contra-ataque. Aos 66 minutos, Diogo Tavares rematou ao lado mas o golo já se adivinhava. Chegou dois minutos mais tarde, na sequência de uma jogada confusa dentro da área do Alverca. Os defesas não foram lestos a afastar a bola e Paulo Renato aproveitou uma bola perdida para rematar. Esta tabelou num adversário e acabou por passar por cima do guarda-redes que nada podia fazer. Era o 1-0 para o Sporting e o alívio para os sócios e adeptos leoninos.

Paulo Renato abraçado ao treinador Luís Martins.


Paulo Renato com Fábio Paim às suas costas, cumprimentando Simão Coutinho.


O Alverca tentou reagir. Beneficiou de um livre directo mas a bola foi ao lado. Aos 71 minutos, surgiu o primeiro cartão amarelo do jogo e para um jogador do Sporting, no caso André Nogueira. Depois de tantas faltas cometidas pelos ribatejanos, a primeira admoestação foi para um jogador nosso. :x O Alverca só veria um cartão amarelo, alguns minutos mais tarde. Tomané rematou de fora da área, à figura. Depois foi Diogo Tavares a rematar à entrada da área mas sem sucesso. O capitão de equipa acabou por sair lesionado aos 80 minutos, dando o lugar a Ricardo Nogueira que foi jogar para a ala direita. A braçadeira de capitão passou para Paulo Renato. Aos 83 minutos, saiu André Nogueira e entrou Vasco Campos. No minuto seguinte, André Pires rematou com muita força para uma defesa em dois tempos do guardião do Alverca.

Por esta altura, o árbitro inventou uma falta, assinalando um livre directo para o Alverca. O remate foi à trave. No minuto seguinte, numa jogada de contra-ataque, um avançado do Alverca entrou na área do Sporting, isolado, mas Rui Patrício conseguiu defender com muita segurança. Houve 4 minutos de desconto e o único lance relevante foi o do 2-0. Vasco Campos bateu um livre do lado direito do ataque e Ricardo Nogueira, no coração da área, fugiu à marcação dos centrais e rematou para o fundo das redes, num golo pleno de oportunidade. O jogo estava resolvido e terminaria pouco depois.

André Pires em primeiro plano; o treinador Luís Martins a ser cumprimentado por André Gonçalo (está em fato de treino, é juvenil de 1º ano e fez de apanha-bolas); logo atrás estão Ricardo Nogueira, Bruno Pereirinha (n.º 10), Paulo Renato e Daniel Carriço.


Vitória difícil mas justa do Sporting.
Vítor Damas (1947-2003)

2 Campeonatos Nacionais (69/70 e 73/74)
3 Taças de Portugal (70/71, 72/73 e 73/74)
As apreciações:

Trio de arbitragem – Péssima exibição, quer no aspecto técnico, quer no disciplinar. Permitiu o jogo excessivamente duro da equipa visitante, a quem exibiu apenas uma vez o cartão amarelo e já no quarto de hora final da partida. Nesse período tentou “inclinar” o campo a favor do Alverca, inventando faltas perto da nossa grande área. :evil:

Alverca – Veio nitidamente para empatar o jogo, colocando sempre 10 jogadores atrás da linha da bola. São combativos mas demasiado agressivos. O guarda-redes não me pareceu muito seguro, o meio campo é muito sólido e um dos elementos da frente de ataque mostrou técnica e velocidade.
 
Sporting – Esteve longe de brilhar porque foi incapaz de encontrar soluções para ultrapassar o “autocarro” do Alverca durante a maior parte do jogo. A vitória alcançou-se mais pela transpiração e esforço do que pela inspiração e talento.

Rui Patrício – Esteve sempre muito seguro nos lances a que foi chamado a intervir. Parece-nos mais confiante.  8)

André Nogueira – O MVP!!  =D>  =D> Trata-se de um lateral direito que é muito regular a defender e a atacar. Subiu muitas vezes pelo seu flanco, combinando com Fábio Paim. Fez alguns cruzamentos perigosos. Saiu esgotado aos 83 minutos.

Tiago Pires – Exibição certinha. Cometeu poucos erros mas revela alguma dificuldade em colocar bolas em profundidade, quando procura lançar aos seus companheiros. Saiu aos 60 minutos.

Daniel Carriço – Fez uma boa exibição, tendo cometido poucas falhas. Não está ainda a 100% em termos de ritmo mas para lá caminha.

Tiago Pinto – Hoje não se revelou tão atrevido a subir pelo seu flanco. Talvez lhe faltasse o apoio de David Caiado, que hoje não jogou. Esteve quase sempre bem na defesa, tendo subido de rendimento na 2ª parte em termos ofensivos.

Paulo Renato – Começou a trinco e passou para central na 2ª parte. A trinco mostrou-se algo permeável e a central teve um ou outro deslize, quase sempre revelando dificuldades na hora de limpar a bola da zona de defesa. Marcou o 1º golo do jogo, num pontapé de ressaca.

Pedro Celestino – Foi talvez dos elementos mais esclarecidos do meio campo, sempre a procurar recuperar bolas e a lançar ataques. Passou para trinco com a passagem de Paulo Renato para central. Foi um dos melhores em campo. :)

Bruno Pereirinha– Esteve muito activo no miolo e muito rematador mas não foi um dia brilhante para o nosso centrocampista. Falhou muitos passes, revelando alguma precipitação, sobretudo na 2ª parte.

Fábio Paim – Esforçou-se mas raramente as coisas lhe saíram bem. Foi dos jogadores leoninos mais castigados pela dureza adversária. Cometeu igualmente muitas faltas.

Tomané – O habitual. Dois pares de remates, um par de jogadas combinadas e pouco mais. Não é agressivo no bom sentido da palavra, não mete o pé e não é capaz de ganhar um lance pelo ar. Não percebo como justifica a titularidade.

Diogo Tavares – Jogou na ala esquerda. Esteve activo como é seu timbre, tendo rematado à baliza sempre que teve oportunidade mas hoje não marcou. Saiu lesionado aos 80 minutos.

André Pires – Entrou aos 60 minutos para arrumar o meio campo leonino. Cumpriu essa missão plenamente.

Ricardo Nogueira – Jogou um quarto de hora, o suficiente para marcar um golo à ponta de lança e resolver o desafio. :)
 
Vasco Campos – Pouco tempo em campo. Provocou um calafrio na nossa defesa e fez a assistência para o 2º golo.

Como sempre, estamos disponíveis para qualquer questão que entendam colocar.

Obrigado por lerem.
Vítor Damas (1947-2003)

2 Campeonatos Nacionais (69/70 e 73/74)
3 Taças de Portugal (70/71, 72/73 e 73/74)
Mais uma excelente crónica!

Senão fosse o Coração de Leão muitos de nós, e falando particularmente do meu caso, não teríamos a noção do trabalho das camadas de formação!

Obrigada CL!!!
Sporting Sempre
Parabéns Ricardo!  :D

O Zezinando não jogou porquê? Está na selecção? E o Caiado? Não tinha vindo a marcar muitos golos?
Sporting Sempre! 14.244
Citação de: "LusitanoSCP"
O Zezinando não jogou porquê? Está na selecção? E o Caiado? Não tinha vindo a marcar muitos golos?

Tenho as mesmas dúvidas do LusitanoSCP, e já agora parabéns por mais um excelente trabalho.
«Queremos que este Clube seja um grande Clube, tão grande como os maiores da Europa»
(José Alvalade 8 de Maio de 1906)
Obrigado mais uma vez por esta boa reportagem.

     E pela vitoria do Sporting

      =D>  =D>  =D>  =D>
Sporting,es a minha paixao.
Estarei sempre contigo ate morrer.
 Forca Sporting!
Mais uma vitória e tb mais uma boa reportagem :)

fico tb mto contente por tomar conhecimento, que temos possivelmente um bom lateral direito nos júniores, uma posição mto carente nos ultimos tempos na nossa equipa sénior
“Vencemos uma grande equipa, porque somos uma grande equipa”
Adoro ver estas reportagem do Coração de Leão e é sempre com expectativa que espero por elas para as ler.
Dá prazer ter camadas jovens assim ...

Bom trabalho Coração de Leão!
Ricardo, excelente trabalho!
já metes videos e tudo! Já falta pouco para meteres flashinterviews e videos das jogadas mais marcantes  :)
Good work, amigo!
na próxima época “ titulo é prioritário” mas o segundo lugar será também muito bom, já que temos as mesmas receitas e não precisamos de pagar prémios.” FSF 10/06/2006 Revista DEZ
Citação de: "LusitanoSCP"
Parabéns Ricardo!  :D

O Zezinando não jogou porquê? Está na selecção? E o Caiado? Não tinha vindo a marcar muitos golos?


Lusas e Marco Alves,

Não sei o que se passou com o Zezi. Não estava no onze nem no banco e também não o vi na Academia. Por isso, não vos posso adiantar nada sobre a sua ausência.

Em relação ao David Caiado, foi o 2º jogo consecutivo que ele falhou porque tem uma lesão num dos pés. Esteve presente na bancada a dar o seu apoio.


Citação de: "JTKIRK"
Ricardo, excelente trabalho!
já metes videos e tudo! Já falta pouco para meteres flashinterviews e videos das jogadas mais marcantes  
Good work, amigo!


Eheh, obrigado!! Resolvi inovar um bocadinho desta vez e por isso disponibilizei-vos dois vídeos. Pena que o 1º seja um pouco pesado e demore um bocadinho a carregar. Os flashinterviews duvido que mos deixem fazer! :) Em relação a um vídeo com uma jogada de golo, por exemplo, vou precisar de alguma sorte mas quem sabe...

Obrigado a todos por gostarem! :wink:
Vítor Damas (1947-2003)

2 Campeonatos Nacionais (69/70 e 73/74)
3 Taças de Portugal (70/71, 72/73 e 73/74)
Eu sou responsável pelo que escrevo, não pelo que os outros entendem!

Nunca discutas com um idiota. Ele arrasta-te até ao nível dele, e depois vence-te em experiência.
Melhor que isto...só ir a Academia. ***** 5 estrelas

Obrigado :)
Ricardo, simplesmente um grande obrigado!
Estou como um Crazy , é um prazer ler as tuas reportagens. Obrigado pela tua disponibilidade e pelo teu excelente trabalho.
Um abraço
"Somos o que somos, mas somos principalmente o que fazemos, para mudar o que somos!"