[Eleições SCP 2011] Apoio a Bruno de Carvalho

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

**** Abril 15, 2011, 19:23 pm
Noticia http://abola.pt/nnh/ver.aspx?id=258029

SPORTING SEMPRE !
**** Abril 16, 2011, 00:32 am
E depois é ele que disturba a equipa...

ele desta vez só mostra estar a aprender com os erros, no domingo em que jogamos com o Vitoria de Guimaraes ele deu entrevista aos 3 jornais desportivos e houve muita gente (apoiantes dele incluidos que nao gostaram dessa atitude).
18 de Maio de 1996 eu não me esqueço e tu? R.I.P Rui Mendes
**** Abril 16, 2011, 01:32 am
Bruno de Carvalho: «Voltarei a ser presidente»
relembra que "ocupou" cargo por horas
   
O ex-candidato à presidência do Sporting Bruno de Carvalho garantiu à Agência Lusa que "irá à luta" nas próximas eleições, dentro de três anos, e não tem dúvidas de que voltará a ser presidente.

"Digo isto sem ironia: voltarei a ser presidente do Sporting, cargo para o qual fui eleito na noite de 26 de março, até às 05:55 horas do dia 27, e dessa vez serei empossado", disse Bruno de Carvalho, lembrando que é sócio do Sporting há mais tempo do que o atual presidente, Godinho Lopes.

O ex-candidato não reconhece a atual direção, que durante a campanha eleitoral lhe chamou "vigarista" e o acusou de "dívidas a toda a gente" e que depois das eleições já o considerou "impecável e um grande homem".

Bruno de Carvalho já foi notificado pelo Tribunal Cível de Lisboa da decisão sobre a providência cautelar que interpôs para suspender os resultados eleitorais, por alegadas irregularidades, mas não quis revelar a decisão, por causa do jogo do Sporting no Dragão, domingo, para a Liga de futebol.

Não confirma, porém, a notícia do jornal Correio da Manhã, segundo a qual o Tribunal Cível de Lisboa terá indeferido a providência cautelar.

"Como é que o Juiz pode saber se houve ou não irregularidades se não se deu ao trabalho de verificar as provas que estão fechadas e lacradas num gabinete em Alvalade, à guarda da polícia", questionou Bruno de Carvalho, para quem "não há justificação nenhuma para a discrepância de 3000 votos entre os que foram depositados nas urnas e os que foram registados no sistema informático, numas eleições decididas por 360 votos".

A alegação de que essa discrepância teve a ver com os sócios que estavam com quotas em atraso e que as regularizaram para poder votar "não colhe" junto do ex-candidato, que lamenta o facto de "nunca" ter sido dada "uma explicação cabal" para aquela.

Justificando a sua decisão de avançar com a providência cautelar, diz que o fez "em nome da verdade" e lembrou a "promessa" que assumiu perante os seus apoiantes de ânimos exaltados na madrugada eleitoral, sem a qual "teria havido uma desgraça em Alvalade".

"Era um imperativo de consciência. Não podia defraudar os milhares de sportinguistas que foram votar e que também não gostaram daquilo que se passou", referiu, garantindo estar a "ponderar se avança ou não" com o processo de impugnação, que nos tribunais portugueses "dura em média de dois a quatro anos", e nalguns casos "chega aos seis e oito anos".

A hipótese do processo se prolongar durante vários anos leva Bruno de Carvalho a "pensar muito bem", pois "poderá dar-se o caso do processo, em vez de prejudicar as pessoas que foram empossados e não o deveriam ter sido, vir a causar prejuízos ao Sporting", em tese até a ele próprio, se for o presidente na altura.

Promete "tomar uma decisão segunda ou terça feira" e confessa-se "mais preocupado com a nomeação de Soares Dias" para o Dragão, um árbitro que "não inspira confiança e que nunca deveria ter sido escolhido".
*** Abril 16, 2011, 02:50 am
Bruno de Carvalho: «Voltarei a ser presidente»
relembra que "ocupou" cargo por horas
   
O ex-candidato à presidência do Sporting Bruno de Carvalho garantiu à Agência Lusa que "irá à luta" nas próximas eleições, dentro de três anos, e não tem dúvidas de que voltará a ser presidente.

"Digo isto sem ironia: voltarei a ser presidente do Sporting, cargo para o qual fui eleito na noite de 26 de março, até às 05:55 horas do dia 27, e dessa vez serei empossado", disse Bruno de Carvalho, lembrando que é sócio do Sporting há mais tempo do que o atual presidente, Godinho Lopes.

O ex-candidato não reconhece a atual direção, que durante a campanha eleitoral lhe chamou "vigarista" e o acusou de "dívidas a toda a gente" e que depois das eleições já o considerou "impecável e um grande homem".

Bruno de Carvalho já foi notificado pelo Tribunal Cível de Lisboa da decisão sobre a providência cautelar que interpôs para suspender os resultados eleitorais, por alegadas irregularidades, mas não quis revelar a decisão, por causa do jogo do Sporting no Dragão, domingo, para a Liga de futebol.

Não confirma, porém, a notícia do jornal Correio da Manhã, segundo a qual o Tribunal Cível de Lisboa terá indeferido a providência cautelar.

"Como é que o Juiz pode saber se houve ou não irregularidades se não se deu ao trabalho de verificar as provas que estão fechadas e lacradas num gabinete em Alvalade, à guarda da polícia", questionou Bruno de Carvalho, para quem "não há justificação nenhuma para a discrepância de 3000 votos entre os que foram depositados nas urnas e os que foram registados no sistema informático, numas eleições decididas por 360 votos".

A alegação de que essa discrepância teve a ver com os sócios que estavam com quotas em atraso e que as regularizaram para poder votar "não colhe" junto do ex-candidato, que lamenta o facto de "nunca" ter sido dada "uma explicação cabal" para aquela.

Justificando a sua decisão de avançar com a providência cautelar, diz que o fez "em nome da verdade" e lembrou a "promessa" que assumiu perante os seus apoiantes de ânimos exaltados na madrugada eleitoral, sem a qual "teria havido uma desgraça em Alvalade".

"Era um imperativo de consciência. Não podia defraudar os milhares de sportinguistas que foram votar e que também não gostaram daquilo que se passou", referiu, garantindo estar a "ponderar se avança ou não" com o processo de impugnação, que nos tribunais portugueses "dura em média de dois a quatro anos", e nalguns casos "chega aos seis e oito anos".

A hipótese do processo se prolongar durante vários anos leva Bruno de Carvalho a "pensar muito bem", pois "poderá dar-se o caso do processo, em vez de prejudicar as pessoas que foram empossados e não o deveriam ter sido, vir a causar prejuízos ao Sporting", em tese até a ele próprio, se for o presidente na altura.

Promete "tomar uma decisão segunda ou terça feira" e confessa-se "mais preocupado com a nomeação de Soares Dias" para o Dragão, um árbitro que "não inspira confiança e que nunca deveria ter sido escolhido".


És Grande Bruno!
*** Abril 16, 2011, 02:58 am
O nosso verdadeiro presidente.  :clap: :clap: :clap:
Abril 16, 2011, 03:34 am
FORÇA BRUNO! PELO SPORTING SEMPRE!
Abril 16, 2011, 16:55 pm
Bruno de Carvalho: «Voltarei a ser presidente»
relembra que "ocupou" cargo por horas
   
O ex-candidato à presidência do Sporting Bruno de Carvalho garantiu à Agência Lusa que "irá à luta" nas próximas eleições, dentro de três anos, e não tem dúvidas de que voltará a ser presidente.

"Digo isto sem ironia: voltarei a ser presidente do Sporting, cargo para o qual fui eleito na noite de 26 de março, até às 05:55 horas do dia 27, e dessa vez serei empossado", disse Bruno de Carvalho, lembrando que é sócio do Sporting há mais tempo do que o atual presidente, Godinho Lopes.

O ex-candidato não reconhece a atual direção, que durante a campanha eleitoral lhe chamou "vigarista" e o acusou de "dívidas a toda a gente" e que depois das eleições já o considerou "impecável e um grande homem".

Bruno de Carvalho já foi notificado pelo Tribunal Cível de Lisboa da decisão sobre a providência cautelar que interpôs para suspender os resultados eleitorais, por alegadas irregularidades, mas não quis revelar a decisão, por causa do jogo do Sporting no Dragão, domingo, para a Liga de futebol.

Não confirma, porém, a notícia do jornal Correio da Manhã, segundo a qual o Tribunal Cível de Lisboa terá indeferido a providência cautelar.

"Como é que o Juiz pode saber se houve ou não irregularidades se não se deu ao trabalho de verificar as provas que estão fechadas e lacradas num gabinete em Alvalade, à guarda da polícia", questionou Bruno de Carvalho, para quem "não há justificação nenhuma para a discrepância de 3000 votos entre os que foram depositados nas urnas e os que foram registados no sistema informático, numas eleições decididas por 360 votos".

A alegação de que essa discrepância teve a ver com os sócios que estavam com quotas em atraso e que as regularizaram para poder votar "não colhe" junto do ex-candidato, que lamenta o facto de "nunca" ter sido dada "uma explicação cabal" para aquela.

Justificando a sua decisão de avançar com a providência cautelar, diz que o fez "em nome da verdade" e lembrou a "promessa" que assumiu perante os seus apoiantes de ânimos exaltados na madrugada eleitoral, sem a qual "teria havido uma desgraça em Alvalade".

"Era um imperativo de consciência. Não podia defraudar os milhares de sportinguistas que foram votar e que também não gostaram daquilo que se passou", referiu, garantindo estar a "ponderar se avança ou não" com o processo de impugnação, que nos tribunais portugueses "dura em média de dois a quatro anos", e nalguns casos "chega aos seis e oito anos".

A hipótese do processo se prolongar durante vários anos leva Bruno de Carvalho a "pensar muito bem", pois "poderá dar-se o caso do processo, em vez de prejudicar as pessoas que foram empossados e não o deveriam ter sido, vir a causar prejuízos ao Sporting", em tese até a ele próprio, se for o presidente na altura.

Promete "tomar uma decisão segunda ou terça feira" e confessa-se "mais preocupado com a nomeação de Soares Dias" para o Dragão, um árbitro que "não inspira confiança e que nunca deveria ter sido escolhido".

 :clap: :clap: :clap: :clap: :clap: :clap: :clap: :clap: :clap: :clap: :clap: :clap: :clap: :clap: :clap: :clap: :clap: :clap:
*** Abril 19, 2011, 02:55 am
Bruno de Carvalho em conferência de imprensa

Bruno de Carvalho, o candidato derrotado por Godinho Lopes nas últimas eleições - por uma margem de apenas 360 votos - promove hoje, pelas 15h30, no Hotel Radisson, em Lisboa, uma conferência de Imprensa com o objectivo de anunciar a sua posição sobre o indeferimento da providência cautelar por si entreposta, com vista à suspensão dos efeitos do acto eleitoral. Recorde-se que Bruno de Carvalho contestava a vitória de Godinho Lopes, alegando a existência de irregularidades no processo eleitoral, razão pela qual recorreu à justiça, sem alcançar, porém, os efeitos pretendidos.

http://www.ojogo.pt/27-109/artigo923418.asp
***** Abril 19, 2011, 10:57 am
que seja um passo atrás, para um dia voltar em força com dois (ou mais) passos em frente!  :clap:
**** Abril 19, 2011, 11:37 am
Bruno de Carvalho em conferência de imprensa

Bruno de Carvalho, o candidato derrotado por Godinho Lopes nas últimas eleições - por uma margem de apenas 360 votos - promove hoje, pelas 15h30, no Hotel Radisson, em Lisboa, uma conferência de Imprensa com o objectivo de anunciar a sua posição sobre o indeferimento da providência cautelar por si entreposta, com vista à suspensão dos efeitos do acto eleitoral. Recorde-se que Bruno de Carvalho contestava a vitória de Godinho Lopes, alegando a existência de irregularidades no processo eleitoral, razão pela qual recorreu à justiça, sem alcançar, porém, os efeitos pretendidos.

http://www.ojogo.pt/27-109/artigo923418.asp

Se é que percebi vai ser hoje que o Bruno vai anunciar se avança com a impugnação ou não certo?
* Abril 19, 2011, 13:59 pm

ONDE É QUE FICA ESTE HOTEL?  PODEMOS ASSISTIR?
QUERO    UM   SPORTING
CREDÍVEL  -  LIMPO  -  AMBICIOSO
Abril 19, 2011, 14:12 pm

ONDE É QUE FICA ESTE HOTEL?  PODEMOS ASSISTIR?

http://www.maisturismo.pt/4/1692.html

Quanto a se podemos assistir, acho que não. Vou averiguar e depois já digo qualquer coisa.
*** Abril 19, 2011, 14:22 pm

ONDE É QUE FICA ESTE HOTEL?  PODEMOS ASSISTIR?

O hotel é ao pé do nosso estádio e era onde a nossa equipa estagiava antes dos jogos.
* Abril 19, 2011, 15:08 pm
Ainda não me acredito que o bruno carvalho perdeu está porra.
Abril 19, 2011, 15:10 pm
Tenho informação que a CI é aberta a quem quiser assistir.

Quanto a passar na TV, vai ser em diferido. É natural que nos jornais da noite passe mas já editada.
**** Abril 19, 2011, 15:13 pm
Não a transmissão fogo.

Mas nos sites dos jornais ou até na bola branca deve fazer um resumo.
«O Sporting não é um meio para chegar a outro lado, nunca quis sair.É altura de ensinar os jovens da academia que o Sporting é o topo»
Rui Pedro dos Santos Patrício
* Abril 19, 2011, 15:14 pm
Tenho informação que a CI é aberta a quem quiser assistir.

Quanto a passar na TV, vai ser em diferido. É natural que nos jornais da noite passe mas já editada.
OK. Thanks: já não dá tempo. :great:
QUERO    UM   SPORTING
CREDÍVEL  -  LIMPO  -  AMBICIOSO
*** Abril 19, 2011, 15:26 pm

   
O ex-candidato à presidência do Sporting Bruno de Carvalho garantiu à Agência Lusa que "irá à luta" nas próximas eleições, dentro de três anos, e não tem dúvidas de que voltará a ser presidente.



Infelizmente acho que daqui a 3 anos não resta nada para gerir. Daqui a 3 anos somos a equipa B do foculporto. Eles têm de cair antes disso.
**** Abril 19, 2011, 16:17 pm
Alguém daqui vai ao jantar do dia 29?

edit:
já vi que sim
é para combinar alguma coisa em termos de foristas?