Fórum SCP

[Eleições SCP 2011] Domingos Paciência vs Marco Van Basten: Trunfos Eleitorais

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Nao sei se cai ser ou nao confirmado, o que sei é que na candidatura do Bruno nao só foi confirmado como apresentado (idem para o Fundo de 50 milhões).

Diferenças nas capacidades das diferentes candidaturas. ;)
Pedro 1906 até não discordo desse ponto de vista, obviamente o Van Basten tem mais nome que o Domingos.

Mas actualmente é irreal pensar que os jogadores assinem conforme os treinadores que os clubes têm. Em caso de dúvida entre duas propostas financeiramente iguais pode pesar na balança. Ou até a proximidade do treinador com determinados jogadores que eventualmente estejam no mercado e sejam alcançáveis para nossos bolsos. Como pré-condição não acredito.

Agora não andem é a branquear uma solução que sinceramente acho que não é a ideal. Como já se disse o tempo não é para experiências, é para vitórias. E de forma urgente. E nesse sentido o Van Basten é, sem dúvida alguma, mais uma experiência.
"It is absurd to divide people into good and bad. People are either charming or tedious." Oscar Wilde
Mas o Domingos é o treinador do Godinho Lopes? O Domingos já confirmou?

Se ainda nao confirmou entao até ver é o Couceiro o treinador do Godinho para 2011/12.

É o que dá a entender a Comunicação Social e a própria atitude do candidato em relação a isso. Achas que vai ser confirmado com o Domingos no Comando do SC Braga, com jogos ainda contra o Sporting pela frente e uma eventual campanha na Liga Europa para continuar?
O mesmo candidato que já afirmou que o treinador ia ser estrangeiro?

Ele dá a entender aquilo que lhe convém. O Domignos também ia ser o treinador do BdC, tudo apontava para isso. No entanto...

Seja ou não, este tópico é feito na perspectiva de quem assume que o mesmo seja o Treinador do candidato Godinho Lopes... Quer queiramos, quer não, é um tema quente no Universo Sportinguista desde ontem.
Está-se mesmo a comparar Domingos Paciência com Marco Van Basten?

"Quem não sabe perder também não sabe ganhar", Nani 05/11/2014
Sobre o unico nome em cima da mesa já me expressei... Nao é o ideal, é aposta arriscada, mas é difícil atrair melhor neste momento (Rijkaard é excepção).

Sobre o Treinador do Godinho Lopes, eu de facto podia dizer muita coisa, mas ainda nao e cobreei alguém que seja ou holandês, ou alemão ou outra nacionalidade estrangeira que agora me escapa e que nao é brasileiro, mas que pode ser o Scolari e ao mesmo tempo o português Domingos... Lamento, mas treinador com DNA e personalidade múltipla ainda nao descobri nenhum, pelo que se torna difícil comentar.
Coloco aqui alguns números que já coloquei noutro tópico, para ajudar na comparação... são a percentagem de vitórias nos jogos realizados como treinadores das equipas por onde passaram:

Marco Van Basten - 65,48 %
Frank Rijkaard - 52,78%
Domingos Paciência - 41,46 %
(Não existe informação quanto ao Zico)

Só para servir de bitola:

Mourinho - 68,39 %
Van Gaal - 60,77 %
Villas Boas - 57,29 %
Guus Hiddink - 56,70 %
Scolari (desde 1992) - 53,20 %
Martin O'Neill - 53,08 %

Sendo imparcial, temos que olhar friamente para isso e pensar que o Van Basten pela Holanda teve alguns jogos bastante simples contra selecções fracas que serviu muito de "boost" para essas estatísticas. Por outro lado Domingos a treinar a Académica ou o Leiria não teria tanta facilidade em vencer jogos. Clubes diferentes, exigências e resultados distintos.  :great: Mas não deixo de achar que Van Basten é um treinador que gosta de vencer e coloca esse espírito nas equipas de que é treinador.

 :offtopic:
A primeira vez que vi uma equipa de Marco Van Basten:

[youtube=425,350]http://www.youtube.com/watch?v=zSOW0CRcmKU[/youtube]

 :mrgreen:

Se retirarmos os jogos da selecção e contarmos só os do Ajax, a média é na mesma de 62,50 %.

Além disso, o Domingos ter treinador Braga, Leiria e Académica enquanto Van Basten treinou o Ajax e a Selecção Holandesa quer dizer qualquer coisa.
The future is now... and now... and now... and now... and now... and now... and now...
Nick Jagger, nem todos os treinadores começam logo "por cima". Não são muitos os que passam de um clube B de uma grande equipa nacional para seleccionador.
Sobre o unico nome em cima da mesa já me expressei... Nao é o ideal, é aposta arriscada, mas é difícil atrair melhor neste momento (Rijkaard é excepção).

Sobre o Treinador do Godinho Lopes, eu de facto podia dizer muita coisa, mas ainda nao e cobreei alguém que seja ou holandês, ou alemão ou outra nacionalidade estrangeira que agora me escapa e que nao é brasileiro, mas que pode ser o Scolari e ao mesmo tempo o português Domingos... Lamento, mas treinador com DNA e personalidade múltipla ainda nao descobri nenhum, pelo que se torna difícil comentar.

Secalhar no meio do sarcasmo mordaz ainda tiveste uma ideia visionária sobre uma geração futurista de treinadores vencedores.  :lol:
Nick Jagger, nem todos os treinadores começam logo "por cima". Não são muitos os que passam de um clube B de uma grande equipa nacional para seleccionador.

Claro, mas tem que haver qualquer coisa 'especial' para uma equipa ou selecção de topo escolher um treinador, ainda por cima com pouca experiência...
The future is now... and now... and now... and now... and now... and now... and now...
Nick Jagger, nem todos os treinadores começam logo "por cima". Não são muitos os que passam de um clube B de uma grande equipa nacional para seleccionador.

Claro, mas tem que haver qualquer coisa 'especial' para uma equipa ou selecção de topo escolher um treinador, ainda por cima com pouca experiência...

Eu acho que a sua reputação como (talentoso) jogador contribuiu muito para isso. Acho que na Holanda, depois de Cruyff, não há ninguém que supere Van Basten como Lenda adorada pelos adeptos. Nem mesmo Gullit ou Rijkaard.

Mas sinceramente desconheço por completo o seu trabalho no Ajax B (clube antes de ele dar o "salto" para a Holanda).
Nick Jagger, nem todos os treinadores começam logo "por cima". Não são muitos os que passam de um clube B de uma grande equipa nacional para seleccionador.

Claro, mas tem que haver qualquer coisa 'especial' para uma equipa ou selecção de topo escolher um treinador, ainda por cima com pouca experiência...

Eu acho que a sua reputação como (talentoso) jogador contribuiu muito para isso. Acho que na Holanda, depois de Cruyff, não há ninguém que supere Van Basten como Lenda adorada pelos adeptos. Nem mesmo Gullit ou Rijkaard.

Mas sinceramente desconheço por completo o seu trabalho no Ajax B (clube antes de ele dar o "salto" para a Holanda).

Domingo também foi uma estrela do futebol nacional e até agora nunca treinou nenhum grande nem foi convidado a treinar a selecção nacional... e já tem mais anos de treinador que o Van Basten.
The future is now... and now... and now... and now... and now... and now... and now...
Domingos vs Van Basten, now seriously?

Quanto muito seria Van Basten vs FR.

Se o Sporting quer voltar a ser uma potência mundial está falado.

"Neymar queres vir jogar pó Sporting?"
- "Quem é o treinador?"

Opção 1:

"Domingos"
-"WHAAAAAAAAAAAAAT?"
"É um excelente treinador português, joga pó 1-0, um bocado choramingas e com planteis de ilustres desconhecidos feitos pelo Carlos Freitas, esse magnifico DD que paga por um jogador livre."
"Epá, sabes.. não vai dar"

Opção 2:
"Marco van Bas..."
"É JÁ! ONDE É QUE SE ASSINA?!"

Mais que um clube, uma religião.
Tanto o Van Basten como o Domingos são bons treinadores! Podem não ser um Hiddink ou um Mourinho, mas são bons treinadores.

Mas a minha escolha desde a primeira hora que vai para um treinador estrangeiro, alguém que cative os sócios, alguém que meta respeito por si só aos jogadores, alguém que faça sonhar outra vez o Sporting e alguém competente. O Van Basten acredito que reune todas estas qualidades.

Mas mesmo que alguém considere Domingos superior, o Van Basten está inserido num projecto muito mais consistente, e se alguém tinha dúvidas da capacidade do Inácio com esta cartada do Van Basten espero que as tenha tirado e o Bruno de Carvalho dá 10 a 0 ao Godinho Lopes, e que tem mais recursos financeiros. Por isso, racionalmente, tem que se concluir por um maior sucesso deste projecto. E é isso que vamos votar, não a pessoa do treinador.

Acabo com uma frase de uma lenda: "Marco is like me," said Cruyff. "Victory is not enough, there also needs to be beautiful football. I find that wonderful."
para mim esta comparação não faz sentido. domingos é um símbolo do porco, um lacaio do bimbo, tal como são jorge costa, baía, fernando gomes, andré, rui barros, etc., etc.

e godinho nunca confirmou que domingos era o treinador. o treinador de godinho é couceiro.
« Última modificação: Março 20, 2011, 20:47 pm por joaoapvn »
24/03/2013: Hoje é o primeiro dia do resto da tua vida.
Está-se mesmo a comparar Domingos Paciência com Marco Van Basten?

Aqui se resume todo !
Domingos serve para a continuidade , mas não  querem saber  :hand:
Já que estamos a eleger Treinadores.

Domingos traz consigo Gordinho Flopes, toda a sua lista da continuidade, Historial de Passivo e Corrupção e 100 milhões de nada.

Van Basten traz consigo Bruno de Carvalho, toda a sua lista com interesse no Sporting e não no seu bolso, Historial desportivo e ganhador, COMPETÊNCIA, 50 Milhões por investidores, e mais investidores.

Eu fico com a lenda: Van Basten

Bruno de Carvalho - Veni Vidi Vici
Sinceramente nem um nome nem o outro me deixam fascinados.

Se bem que o nome Van Basten faz logo recordar o avançado fenomenal dos anos 80 e 90 o seu currículo como treinador não é nada impressionante. Comandou a equipa da Holanda entre 2004 e 2008, ficando-se pelos 16 avos de final no Mundial de 2006 e nos quartos de final no Euro 2008. Renovou a equipa holandesa e talvez por isso tenha criado atritos com alguns jogadores. Na época de 2008-2009 esteve no Ajax mas saiu sem ter conseguido nem o titulo nem a qualificação para a CL.
Como pontos positivos (na minha opinião) poderá ser o facto de ser um campeão e vencedor enquanto jogador, pertencer à escola holandesa que sempre preferiu o futebol de ataque e sua reconhecida aposta em jovens valores. O seu nome também poderia para servir como um "chamariz" para um futebolista renitente em vir para o campeonato português (se bem que aí outros valor€s se impunham). Como aspectos negativos (mais uma vez na minha opinião) a ausência de títulos que atestem a sua qualidade, o desconhecimento da realidade do futebol português (não só os jogadores ou as equipas adversárias, mas as "manhas" deste futebol) e a inicial falta de conhecimento da língua e do país.

Domingos foi um avançado português que brilhou no clube da fruta e chocolate nos anos 90 (e lembro-me que fazia sempre o gosto ao pé contra o Sporting). Teve uma experiência fugaz no futebol espanhol e chegou a ser falado como reforço garantido em Alvalade para se confirmar o seu regresso ao clube da fruta e chocolate. Como treinador começou na União Leiria, passou pela Académica de Coimbra onde conseguiu um 7º lugar (algo que já não acontecia há muito) o que lhe vale a transferência para Braga onde consegue na sua 1ªépoca um 2ºlugar no campeonato, posição nunca antes alcançada pelo Braga tendo sido apurada pelo 1ª para a LC, tendo contudo sido eliminado logo no inicio da qualificação para a LE. Este ano consegue o apuramento para a CL deixando para trás nas pré-eliminatórias equipas como o Celtic ou o Sevilha e na fase de grupos consegue amealhar 9 pontos num grupo que contava com Arsenal, Shaktar Donetsk e o Partizan de Belgrado. Consegue a qualificação para a LE e consegue mais um feito inédito para o Sporting de Braga ao atingir os quartos-de-final após eliminar o Liverpool.
Vou desde já ser sincero o estilo do Braga não me fascina, do que vi parece-me uma equipa que defende bastante e aproveita as transições rápidas de um ou dois jogadores para marcar ao adversário, mas como positivos (na minha opinião) deste treinador o facto de ser português e assim estar perfeitamente identificado com o futebol português, tem mentalidade de vencedor, conhece bem jogadores que actuam no campeonato português e que poderiam servir ao clube e o querer provar que num dos três grandes consegue ser campeão.
Como aspectos negativos (mais uma vez na minha opinião), o facto de estar identificado com o clube da fruta e chocolate, o estilo de jogo ser demasiado defensivo e a aposta excessiva em estrangeiros e pouca em jovens portugueses por onde passou (embora reconheça que aí nem seja da sua inteira responsabilidade mas mais nas directrizes dos clubes onde trabalhou).
"Para conduzir o Sporting é preciso carta de pesados"

"Ninguém morre por uma época má"

"Sou perseguido, apesar de estar a fazer um favor ao Sporting"

[youtube=425,350]http://www.youtube.com/watch?v=zSOW0CRcmKU[/youtube]


O Sneijder ainda tinha cabelo...  :mrgreen:
"When I was 5 years old, my mother always told me that happiness was the key to life. When I went to school, they asked me what I wanted to be when I grew up. I wrote down "happy". They told me I didn’t understand the assignment. I told them they didn’t understand life." — John Lennon
Pelo menos com o MVB penso que veriamos bom futebol, algo que já não se vê no Sporting há muito tempo... desde o tempo do Peseiro (provocação ;D).
Acho que, apesar de achar o tópico extremamente interessante, vou esperar pela confirmação oficial do Domingos, visto que até poderá não ser ele.

(Penso até que se devia fazer um tópico de Domingos vs Van Basten vs Riijkard vs Balakov vs Zico... e outro com Duque vs Inácio vs Couceiro - o de SAM e de PTB - vs Futre... Fica a sugestão).