Futebol Inglês II

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Lol... Raramente se safam? O Mourinho riu-se...

O futebol de ataque é muito bonito e o povo gosta... Mas no futebol, o que conta são as vitórias. É isso que dá títulos.

E os grandes treinadores adaptam a sua equipa ao estilo de jogo do adversário e tentam contrariá-lo...

Muito recentemente tivemos o exemplo de um treinador que joga sempre da mesma maneira (ao ataque) contra um que adaptou o estilo de jogo da sua equipa perante o adversário... O resultado foi 3-1 e vamos ver qual o desfecho da eliminatória.

Futebol bonito é interessante mas não dá títulos...
Lol... Raramente se safam? O Mourinho riu-se...
O futebol de ataque é muito bonito e o povo gosta... Mas no futebol, o que conta são as vitórias. É isso que dá títulos.
E os grandes treinadores adaptam a sua equipa ao estilo de jogo do adversário e tentam contrariá-lo...
Muito recentemente tivemos o exemplo de um treinador que joga sempre da mesma maneira (ao ataque) contra um que adaptou o estilo de jogo da sua equipa perante o adversário... O resultado foi 3-1 e vamos ver qual o desfecho da eliminatória.
Futebol bonito é interessante mas não dá títulos...
Sem querer discutir o sexo dos anjos, replico apenas que já houve muito quem ganhasse títulos com futebol bonito.
O problema é que de há uns tempos a esta parte isso é cada vez mais raro. Mas, como já sucedeu, a afirmação deixa de ser verdadeira.
Quanto ao grande treinador que ganha tudo e mais alguma coisa com futebol feio, deves estar a falar dum que ficou recentemente a ver um título concreto... por um canudo, a jogar contra dez!
Quanto ao último que falas, essas façanhas acabarão todas no dia em que houver um controlo anti-dopping eficaz.
«Opiniões divergentes não significam ataques pessoais»
Critica-se o José pelo tipo de futebol que apresentou, que foi o que mais se adequava à estratégia que tinha, mas não se critica o futebol do United porque? O José tinha que jogar com outra atitude para o United ter chances, é isso?

O United é que não teve a capacidade, nem a agilidade, nem tão pouco a astúcia de jogar para contrariar a táctica do José para o jogo. O Chelsea cumpriu, não sofreu golos e marcou. Vitória. 3 pontos.

Percebo a frustração, sentia o mesmo sempre que o Barça de Pep Guardiola jogava. Por as equipas serem ineficazes contra aquele modelo de jogo, um modelo de jogo que considero aborrecido, mas que foi tremendamente eficaz. Agora, o problema não estava, nem nunca esteve naquele modelo, o problema estava nas equipas não terem capacidade de contrariar o mesmo. O United não teve capacidade, paciência.

O Chelsea foi perfeito no jogo. Cumpriu tudo o que estava estabelecido e ganhou o jogo. Se gostamos ou não desta forma de jogar, isso é outra discussão e discordo completamente quem acusa que quem gosta de futebol não gosta desta forma de jogar. Discutir gostos, é uma discussão perdida à partida e que nem devia servir para concluir coisa nenhuma. Cada um com os seus.
"I studied Italian five hours a day for many months to ensure I could communicate with the players, media and fans. Ranieri had been in England for five years and still struggled to say ‘good morning’ and ‘good afternoon." José Mourinho
Critica-se o José pelo tipo de futebol que apresentou, que foi o que mais se adequava à estratégia que tinha, mas não se critica o futebol do United porque? O José tinha que jogar com outra atitude para o United ter chances, é isso?

O United é que não teve a capacidade, nem a agilidade, nem tão pouco a astúcia de jogar para contrariar a táctica do José para o jogo. O Chelsea cumpriu, não sofreu golos e marcou. Vitória. 3 pontos.

Percebo a frustração, sentia o mesmo sempre que o Barça de Pep Guardiola jogava. Por as equipas serem ineficazes contra aquele modelo de jogo, um modelo de jogo que considero aborrecido, mas que foi tremendamente eficaz. Agora, o problema não estava, nem nunca esteve naquele modelo, o problema estava nas equipas não terem capacidade de contrariar o mesmo. O United não teve capacidade, paciência.

O Chelsea foi perfeito no jogo. Cumpriu tudo o que estava estabelecido e ganhou o jogo. Se gostamos ou não desta forma de jogar, isso é outra discussão e discordo completamente quem acusa que quem gosta de futebol não gosta desta forma de jogar. Discutir gostos, é uma discussão perdida à partida e que nem devia servir para concluir coisa nenhuma. Cada um com os seus.

O Chelsea foi perfeito? Até na parte em que raramente construíram um ataque com cabeça tronco e membros? Podes dizer que resultou e aceito, não me venhas é dizer que fizeram um jogo perfeito que isso já é daqueles exageros típicos do "quando se ganha foi tudo optimo, quando se perde foi tudo pessimo".

Ao contrário do Moutinho-Kun não tenho grandes problemas com futebol pragmático. Mas também não entendo a comichão que causa alguém dizer abertamente que não gosta.

Então se não vamos discutir gostos vamos discutir o quê mesmo? :lol: Quando dizes que preferes um Mourinho a um Wenger, não estás a discutir gostos? Quando dizes que preferes jogador x ou y no Tottenham, não estás a discutir gostos?
« Última modificação: Hoje às 13:48 por LOLsangulo »
O Chelsea teve sorte contra o United, nada mais nada menos. O United mesmo jogando com várias baixas importantes, teve várias oportunidades para marcar, só que falhou no capitulo da finalização, somente isso.

Uma equipa que jogou como o Chelsea contra o United, não só habilita-se a lixar-se como fica muito dependente do factor sorte.

Se dás total controlo de jogo ao teu adversário, então o teu adversário vai ter muito mais posse de bola, o que significa que mais facilmente poderá criar ocasiões de golo (como aconteceu). O Chelsea também as criou, mas foram o quê? 2 oportunidades?

O Chelsea lixou-se em todas as competições a época passada não foi obra do acaso (e não me venham com a história do pónei) e este ano lixar-se em 2 competições também não foi (especialmente a champions). Esta época não se lixam no campeonato porque além de terem melhor equipa, tiveram um grande começo (onde realmente jogaram futebol) e os restantes concorrentes pelo titulo não estiveram a altura das suas capacidades.

E diz-me, quantas equipas a jogar como o Chelsea jogou, ganharam competições relevantes? Sinceramente, só me lembro do Di Matteo ter ganho a champions (que ainda hoje não deve saber bem como conseguiu).

Eu faço-vos a seguinte pergunta:

Se o Sporting tivesse um jogo em casa contra os lamps ou porcos, e apresentasse um meio-campo formado por Tobias-William-Adrien e um ataque formado por João Mário-Nani-Slimani, em que a táctica era defender com os 11 atrás da linha da bola e o ataque do Sporting baseava-se em transições, metendo a bola no Nani e depois logo se via, ficariam agradados com isto?

Se eu já fico completamente lixado com o tipo de meio-campo que o Marco apresenta e o tipo de futebol que apresentamos, nem quero imaginar se fizesse algo assim.

Quanto melhor jogares, quanto melhor futebol apresentares, mais perto da vitória vais estar. É assim que se deve pensar e não o contrário. Porque normalmente é assim que as coisas resultam.
Lol... Raramente se safam? O Mourinho riu-se...

O futebol de ataque é muito bonito e o povo gosta... Mas no futebol, o que conta são as vitórias. É isso que dá títulos.

E os grandes treinadores adaptam a sua equipa ao estilo de jogo do adversário e tentam contrariá-lo...

Muito recentemente tivemos o exemplo de um treinador que joga sempre da mesma maneira (ao ataque) contra um que adaptou o estilo de jogo da sua equipa perante o adversário... O resultado foi 3-1 e vamos ver qual o desfecho da eliminatória.

Futebol bonito é interessante mas não dá títulos...

O Porto ganhou exatamente porque não adaptou as grandes ideias ao adversário. Pressionou sempre alto e procurou ter bola com algum critério. Eu nem achei a primeira parte assim tão impressionante em termos globais(defensivamente foram fortíssimos nos 90 minutos), e os dois primeiros golos deles nasceram mais de impulsos individuais, de erros individuais básicos do adversário e de faltas(no 1º golo). Na 2ª parte, pelo contrário, foram ainda mais pressionantes e condicionaram de tal forma o Bayern que conseguiram ter mais bola e ampliar a vantagem.

Portanto, esse jogo, a provar algo, provou exatamente o contrário. Que ser fiel às ideias, ainda que com adaptações ligeiras e estratégicas, acaba por compensar e bem. E eu nem sou fã do Lopetegui, atenção, mas o que o Porto fez naquela segunda parte foi, a todos os níveis, impressionante.

Quanto ao Chelsea-United, não posso falar, porque, como tenho feito recentemente nos jogos do Chelsea, não vi o jogo. Têm ganho, fantástico, mas por favor não me façam perder 90 minutos a ver aquilo. O último que vi foi com o QPR e foi mesmo porque não tinha grandes alternativas.
“When you score a goal and have a disastrous game people say you have been great, but you have to keep your priorities right: defend well and attack well, and give balls to other players.

In the heart of the game that’s what it’s about. It’s not about goalscoring. Goalscoring is a consequence of playing well, so first play well.

Arsene Wenger
Vou mandar umas achas para a fogueira.  :P :P

Consigo perceber mais facilmente quem detesta o futebol aborrecido, táctico e de autobus do Mourinho do que quem detesta o futebol de posse e de controlo do Barça ou do Guardiola.

Um ganha os jogos com 1-0 e poucas oportunidades de golo, o outro marcou uma era, triturou adversários, conquistou e coleccionou finais de champions e bateu records de golos marcados.

E não, até nem sou fã do barça, simplesmente tenho olhos na cara e sei que aquele futebol resultava e ainda hoje há quem diga que era o melhor de sempre(opinião que não posso ter, não tenho como comparar).

Neste momento, em termos tácticos e de pragmatismo, o Mourinho domina e vai ser campeão. Justo.

Na época passada ficou a ver navios. Com o mesmo futebol.

Em termos 'estéticos' como apreciador de um espectáculo, mil vezes o Arsenal ou o United.

Para Mourinho apenas importa vencer e ganhar títulos e não acho que seja de agora.

Há 10 atrás:
"Infelizmente, o Sporting é o Clube mais divisionista, intriguista e falso-puritano que conheço. Por muito que doa aos sportinguistas, não há sentido de Corpo neste Clube. Somos todos sportinguistas, sim senhor, mas desde que o Sporting seja à medida de cada um e não à medida de todo o mundo leonino. Há quem exulte com as derrotas do clube, se isso significar estar um passo mais perto do lugar, do cargo, da posição ou, como se diz na gíria leonina, do "croquete" "
@Moutinho-Kun Tobias, William, Adrien e ganhar o jogo ou João Mário, Nani, Slimani e perder?

Claramente a 1ª opção.  :great:



O Chelsea não joga sempre com o Zouma no meio-campo. Foi explicado o porque. Compreendo e aceito. Anulou perfeitamente o Fellaini, jogador que tem sido importante na manobra ofensiva do United. Seria preferível não o meter e dar chances de o belga decidir o jogo?

Onde tu vês sorte, eu vejo competência. O Chelsea foi competente em tudo o que fez e ganhou o jogo. Quando afirmo que foi perfeito, é tendo em conta a estratégia para o jogo, que era não sofrer golos e ganhar. Cumpriram.

Já aqui escrevi criticas em relação à qualidade do futebol que o Chelsea tem vindo apresentar contra adversários mais fracos. Pobre, um bom vazio de ideias, segurança defensiva e pouco mais que isso. Não é assim que gosto de os ver jogar. Agora, contra adversários mais fortes, tem sido uma estratégia vencedora. Principalmente no campeonato inglês, onde lideram com uma boa vantagem para o 2º classificado. O Chelsea é o 2º clube que mais golos marca e o que menos sofre. O que dizer de todos os outros? Que o seu futebol é horrível, não?

Ao invés de olhares em demasia para o futebol do Chelsea, olha para o futebol do United. É que foram eles que perderam, foram eles que não somaram os três pontos. Quem é que realmente esteve mal no jogo? Isso do futebol bonito, é discutível, mas no fundo são as vitórias que alimentam tudo isto. E para o José, esta é a forma de atingir o sucesso. Veremos se chegam lá.
"I studied Italian five hours a day for many months to ensure I could communicate with the players, media and fans. Ranieri had been in England for five years and still struggled to say ‘good morning’ and ‘good afternoon." José Mourinho
@Chown o nosso onze inicial era constituído por um meio-campo com Tobias-William-Adrien e à frente estariam João Mário-Nani-Slimani. Não é "ou", é "e".  :mrgreen:

Eu acho que assim terias sempre menos chances de ganhar, na minha opinião.



Sinceramente não acho que tenha anulado e continuo a achar que o Fellaini não é assim tão importante. Eu até já disse mais que uma vez que o Fellaini devia era estar no banco. Ele algumas vezes tem importância quando o United joga longo, quando há cruzamentos altos e nas bolas paradas, mas isso tem acontecido cada vez menos.

E já olhei para o desempenho do United e avaliei. E continuo a dizer, o que falhou mais no futebol do United foi finalizar, porque teve mais que oportunidades para empatar e ganhar o jogo. Se o Chelsea permite que o United consiga criar várias oportunidades para finalizar, quem é a maior falha? Não será do Chelsea?
O Chelsea.. ganhou o jogo.

O United ganhou nas oportunidades criadas, fantástico.

Lembra-me o Xavi, que dizia que pelo menos tiveram posse de bola. Porreiro.
"I studied Italian five hours a day for many months to ensure I could communicate with the players, media and fans. Ranieri had been in England for five years and still struggled to say ‘good morning’ and ‘good afternoon." José Mourinho
Vou mandar umas achas para a fogueira.  :P :P
Consigo perceber mais facilmente quem detesta o futebol aborrecido, táctico e de autobus do Mourinho do que quem detesta o futebol de posse e de controlo do Barça ou do Guardiola.
Um ganha os jogos com 1-0 e poucas oportunidades de golo, o outro marcou uma era, triturou adversários, conquistou e coleccionou finais de champions e bateu records de golos marcados.
E não, até nem sou fã do barça, simplesmente tenho olhos na cara e sei que aquele futebol resultava e ainda hoje há quem diga que era o melhor de sempre(opinião que não posso ter, não tenho como comparar).
Neste momento, em termos tácticos e de pragmatismo, o Mourinho domina e vai ser campeão. Justo.
Na época passada ficou a ver navios. Com o mesmo futebol.
Em termos 'estéticos' como apreciador de um espectáculo, mil vezes o Arsenal ou o United.
O que me fizeste lembrar...
Como trabalho sobretudo em outsourcing, passo quase todo o tempo em instalações de clientes, ou seja, onde calha.
Em determinado projecto, há uns anos atrás, estive nas Torres de Lisboa, ou seja, demasiado perto duma ETAR. Já não bastava o escritório da empresa da qual era empregado ser igualmente perto (via aquele nojo da minha janela), ainda tinha que gramar aquela proximidade. O que vale é que as janelas do cliente eram viradas pela Leste, e por isso via o nosso estádio ao longe.
Adiante. Nessa altura houve uma final da Champions League, entre Manchester United FC e FC Barcelona, equipas onde jogavam Cristiano Ronaldo dos Santos Aveiro e Lionel Andrés Messi, respectivamente.
Tive que a ver numa tasca, na Rua dos Soeiros! E até tinham lá uns panos avermelhados nas paredes!
Eu bem queria que Cristiano brilhasse, mas correu tudo mal. O FC Barcelona não deu hipóteses. O golo de Messi até foi... de cabeça!
Eram imparáveis nessa altura.
«Opiniões divergentes não significam ataques pessoais»
Vou mandar umas achas para a fogueira.  :P :P

Consigo perceber mais facilmente quem detesta o futebol aborrecido, táctico e de autobus do Mourinho do que quem detesta o futebol de posse e de controlo do Barça ou do Guardiola.

Um ganha os jogos com 1-0 e poucas oportunidades de golo, o outro marcou uma era, triturou adversários, conquistou e coleccionou finais de champions e bateu records de golos marcados.

E não, até nem sou fã do barça, simplesmente tenho olhos na cara e sei que aquele futebol resultava e ainda hoje há quem diga que era o melhor de sempre(opinião que não posso ter, não tenho como comparar).

Neste momento, em termos tácticos e de pragmatismo, o Mourinho domina e vai ser campeão. Justo.

Na época passada ficou a ver navios. Com o mesmo futebol.

Em termos 'estéticos' como apreciador de um espectáculo, mil vezes o Arsenal ou o United.

Futebol espetáculo não é um conceito estranho ao Mourinho. É um conceito é que o Mourinho, por vezes, prefere desprezar para conseguir obter determinados resultados. Aliás, acho que a maior valência do Mourinho passa exatamente por aí: perceber que, em determinados momentos da temporada, a equipa perde o gás e, como tal, deve abdicar do futebol bonito e bem jogado para dar lugar a um futebol mais pragmático, mas, ainda assim, vitorioso.
@CaptainCharisma, a alteração no modelo de jogo dos Blues não esteve no desgaste (?) - o que não (lhe) faltou durante a temporada foram (excelentes) opções de qualidade para refrescar a equipa [Peter Cech, Felipe Luís, Ramires, Schurle, Quadrado, Remy, Salah, Drogba] - esteve na percepção de que não havia necessidade nenhuma de estar tão próximo de dissabores - tal a avalanche de golos sofridos - quando se tem o melhor GK, DD, DE e 6 da Premier League. :mrgreen: Eu não nego a importância do pragmatismo na Premier League - Mourinho já conhece a receita para ser campeão na PL - crítico é a total subversão dos seus atletas a um modelo de jogo que os amarra a exigências tácticas tão minuciosas que a beleza da sua técnica é (quase) ignorada em prol do 1-0, do golo aos 88', das bolas paradas e|ou das carambolas na área.

Dá títulos? Este ano deu, os únicos "candidatos" ao título demoraram a manter a equipa saudável [Arsenal, Manchester United] e outros quebraram quando (se) julgava que ainda podiam discutir o título [Manchester City]. Foram a equipa mais consistente da competição e como tal merecem a posição que ocupam [1º]. De resto: acredito que este seja o melhor plantel que Mourinho já teve em mãos - o mais equilibrado|versátil|profundo|talentoso da sua carreira - e a sua rentabilização, apesar do título, foi tudo menos o que seria de esperar de tanta qualidade nas mãos de José Mourinho.
@barbosa , também critico o estilo de jogo adotado pelo Mourinho. Por isso mesmo, neste momento, perco muito pouco tempo a ver o marasmo que são os jogos do Chelsea, preferindo utilizá-lo, por exemplo, para ver o futebol do Arsenal. Aprecio a forma como ele consegue ler os momentos da temporada alterar a equipa consoante esses mesmos momentos. É revelador da sua versatilidade a montar as equipas. Esta mesma equipa do Mourinho chegou a ser elogiada pelo futebol de qualidade que produziu na 1ª metade da temporada.

Parece-me que a queda de rendimento do Chelsea coincide bastante com o a quebra de rendimento do Fabregas. É a partir desse momento que o Chelsea se torna uma equipa mais pragmática, que apenas se interessa pela vitória. Claro está que, neste momento, o Chelsea estando numa posição confortável na liga, deveria voltar a adotar uma postura positiva, apresentando um futebol de qualidade, presenteando quem paga e perde tempo a acompanhá-los. Não me parece que seja essa a intenção do "resultadista" Mourinho que quererá acumular o máximo de pontos até ao final.

Sendo que este pragmatismo do Chelsea, muitas vezes virado para uma redução do risco, tem sido, por si só, causador de risco. Basta atender à própria eliminação do Chelsea da champions.