Wiki Sporting, a enciclopédia do Sporting Clube de Portugal

Forum SCP - A Comunidade do Sporting Clube de Portugal


Olá, Visitante. Por favor Entre ou Registe-se se ainda não for membro.
Dezembro 19, 2014, 01:34

Entrar com nome de utilizador, password e duração da sessão

Anúncios:

Início Início  Ajuda Ajuda  Regras Regras  Pesquisa Pesquisa  Entrar Entrar  Registe-se Registe-se       Wiki Wiki  Links Links 
Fórum SCP - A Comunidade do Sporting Clube de Portugal Área da Comunidade Arquivo Eleições Sporting 2011 Tópico:

[Eleições SCP 2011] Ligações Grupo Roquette, Banca, Maçons e Baronato.

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.
Páginas: « anterior 1 [2] 3 seguinte » Ir para o fundo Imprimir
Autor Tópico: [Eleições SCP 2011] Ligações Grupo Roquette, Banca, Maçons e Baronato. (Lida 2374 vezes)

Re: Identificar concorrentes ligados ao Grupo Roquette, à Banca, Maçons e Baronato. , « Resposta #20 em: Fevereiro 16, 2011, 17:17 »


On a steel horse I ride


*

Condecorações:Membro do Ano 2012Membro do ano 2011


Mensagens: 25449
Localidade: VILA NOVA GAIA
Masculino


[
A minha comparação é simples. Em 1906 optou-se entre um clube socialite ou um clube desportivo.

Em 2011 temos o clube outra vez transformado numa feira de vaidades. Uma cambada de tauromáquicos com implantes capilares de 1 milhão de euros que anda ali a mostrar os seus pomposos nomes de Bourbon Thomaz Sottomayor e Merettriz. Há ricos e ricos. Há ricos que adoram sentir-se superiores ao próximo e que se mantêm afastados do povo que adoram explorar, querem ter os seus rituais as suas touradas, os seus casamentos nobres, manter o poder dinástico, são a podridão do Ancient Régime, mas há outros que não são assim.

Contudo esta laia que actualmente se blinda no Sporting e não o larga é da má estirpe. Foi o próprio José Roquette que inclusive chamou "seus" uma grande quantidade de terrenos que o seu trisavô (o Visconde) havia cedido ao Sporting.  Eventualmente toda esta gentalha já "recuperou" para si mesmo o investimento e agora continua a chupar os sócios e a passear essa vaidade. Se isto faz parte da cultura do clube, é simples: ou Nós ou Eles.

Mas pronto, se as pessoas se sentem bem assim, fiquem assim. Muitos dos posts deste tópico já começam a reflectir o que se está a passar: - Na dúvida, manter a dinastia, ainda assim deixem de poder dizer que se é de um "Clube Diferente", plutocrático portanto.

Viridis... acho que estás a exagerar um pouco; ninguém aqui defende o Sporting como clube de elite, nem os sócios vão fazer a sua escolha com base nesse pressuposto; as razões para os roquettistas continuarem no poder... vão para além disto e aqui as culpas vão para todos nós, que ainda não conseguimos apresentar uma alternativa verdadeiramente forte.
Registado



Re: Identificar concorrentes ligados ao Grupo Roquette, à Banca, Maçons e Baronato. , « Resposta #21 em: Fevereiro 16, 2011, 17:41 »


Verde (ê) (latim Viridis, -e)


*
Sénior

Mensagens: 7788
Masculino


Azn
Mas que grande disparate. O Sporting foi fundado por um grupo de aristocratas, e sempre foi um clube de elites, negar isto é não só desconhecer a história como não perceber a cultura do Clube

Às vezes sabe-se muito de História mas não se consegue interpretá-la. Pode ser este o teu caso.

Sabes bem que o nascimento do Sporting advém da cisão entre os membros que queriam que o Campo Grande FC fosse um clube socialite e os que queriam que fosse um clube desportivo.

Quanto à cultura do clube, não sei do que estás a falar. O Sporting enquanto força desportiva tornou-se grande pelo trabalho de gente de todo o país e de todos os quadrantes da sociedade.

A minha noção de Cultura Sportinguista é a de Carlos Lopes, um homem como nós todos, cortar a meta em Los Angeles e dar a oportunidade a todo o Portugal de ouvir o seu hino no mais alto pódio do mundo.

Ou vais dizer-me que o Português é Sportinguista porque se sente identificado com aquela gente pegajosa que gravita à volta do clube e que o parasita?

É por isso que és Sportinguista?

Se assim for, este clube precisa de uma nova cisão e os aristocratas que fiquem entretidos a jogar Risco no vazio de Alvalade. Sem adeptos como aqueles "aristocratas" que nos anos 50 pegaram numa picareta e para lá foram trabalhar.

Meu caro uma coisa é interpretar a história, cada um pode fazê-lo à sua maneira, outra coisa são factos e esses não podem ser alterados.

Factos:
1º Sim o Sporting resultou de uma cisão no Campo Grande FC, mas não é por causa disso que os dissidenteswiki deixaram de ser aristocratas. José Alvaladewiki era o netinho preferido do Visconde de Alvaladewiki a quem foi pedir dinheiro para fundar um Clube, e teve logo as melhores instalações do País.

2ª O artigo 1º d'Os primeiros Estatutos do Sporting Clube de Portugalwiki reza assim: Sporting Club de Portugal é o título d'uma associação composta d'individuos d'ambos os sexos de boa sociedade e conducta irreprehensivel.
Ou seja não era qualquer um que poderia ser sócio e mesmo entre estes só alguns tinha o privilegio de mandar no Clube.

3º Mesmo depois do afastamento de José Alvalade em 1914, o Sporting continuou a ser um Clube elitista, e nem mesmo quando em grande parte graças à acção de Júlio de Araújowiki, se começou a tornar num Clube de implantação nacional, deixou de ser o Clube dos ricos em oposição ao clube do povo o Benfica.

4º Durante o tempo da ditadura o Sporting foi dirigido quase sempre por pessoas ligadas ao regime, muitos deles militares. Ainda e sempre as elites conservadoras. Aliás esse foi o período áureo do nosso futebol.

5º O Sporting nunca teve tradições democráticas. Durante anos e anos os corpos dirigentes eram escolhidos no seio do Conselho Geralwiki e depois Conselho Leoninowiki, órgãos da elite, que punham e dispunham onde os restantes sócios não eram tidos nem achados.

6º Mesmo após o 25 de Abril de 1974, o Sporting não sofreu grandes convulsões. João Rochawiki tornou-se presidente em 1973 e o seu mandato estendeu-se durante 13 anos.

7º Quando finalmente o sócio comum teve direito a votar, escolheu o Jorge Gonçalveswikie logo a seguir o Sousa Cintrawiki. Esse foi o único período em que o Clube vestiu o fato do populismo. Durou 7 anos.

8º A forma como foi recebido o Projecto Roquete com uma unanimidade quase total, e de como apesar deste ter falhado em quase tudo, durou pelo menos 15 anos e em 2009 teve a aprovação de 90% dos sócios, demonstra que o Sporting apesar dos tempos serem outros, continua a ser um Clube claramente marcado pelo elitismo.


Posto isto permite-me que faça algumas interpretações, essas sim discutíveis, mas feitas com base não apenas do conhecimento da história do Sporting, mas também na situação que se vive actualmente:

1º O perfil da generalidade dos sócios do Sporting, principalmente os mais antigos, não andará muito longe do cidadão de classe média alta, geralmente conservador e ponderado.

2º Grande parte desses sócios não estão totalmente informados, nem lhes interessam ou pelo menos não tem tempo para determinados pormenores sobe a real situação do Clube.

3º Está ainda bem presente na memória desse sócio o trauma do "gonçalvismo" e os 6 anos de achincalhamento do Cintra.

4º Os discursos particularmente agressivos, muito populares aqui no fórum, não só não agradam a esse tipo de sócio, como o assustam e afastam.

5º A generalidade destes sócios já concluíram que este modelo fracassou e está esgotado, estando abertos à mudança.

6º Nomes sonantes e milhões para reforçar a equipa de futebol serão sempre trunfos capazes de sugestionar muita gente, ao contrário de projectos cheios de ideias por mais bem elaborados que estejam, pelo que estes precisam também dos outros.

Concluindo, enquanto alguns sportinguistas, principalmente os mais jovens, não perceberem algumas destas coisas, vão continuar a imaginar que são de um clube que realmente nunca existiu e a sonhar com outro que nunca vai existir.




Excelente post do to-mane... quanto aquilo que é a opinião dele, portanto subjectiva, acho que o que pus a bold não está totalmente correcto... penso que podemos dizer que temos mais adeptos com este perfil do que os rivais, em termos relativos, mas penso ser exagerado dizer que é este, em termos gerais, o perfil do nosso adepto. Acho que a partir da altura que o Sporting tomou uma dimensão nacional isso se alterou... e sim acho, que o perfil do adepto de Lisboa é diferente do do resto do país. O Sporting é muito mais de que o clube da capital.

Veremos nestas eleições. Deus (ou alguém) te ouça.
Registado

Re: Identificar concorrentes ligados ao Grupo Roquette, à Banca, Maçons e Baronato. , « Resposta #22 em: Fevereiro 16, 2011, 18:08 »


Sporting Sempre!


*

Mensagens: 16556
Idade: 37
Localidade: Viana do Castelo
Masculino

WWW
Azn
Mas que grande disparate. O Sporting foi fundado por um grupo de aristocratas, e sempre foi um clube de elites, negar isto é não só desconhecer a história como não perceber a cultura do Clube

Às vezes sabe-se muito de História mas não se consegue interpretá-la. Pode ser este o teu caso.

Sabes bem que o nascimento do Sporting advém da cisão entre os membros que queriam que o Campo Grande FC fosse um clube socialite e os que queriam que fosse um clube desportivo.

Quanto à cultura do clube, não sei do que estás a falar. O Sporting enquanto força desportiva tornou-se grande pelo trabalho de gente de todo o país e de todos os quadrantes da sociedade.

A minha noção de Cultura Sportinguista é a de Carlos Lopes, um homem como nós todos, cortar a meta em Los Angeles e dar a oportunidade a todo o Portugal de ouvir o seu hino no mais alto pódio do mundo.

Ou vais dizer-me que o Português é Sportinguista porque se sente identificado com aquela gente pegajosa que gravita à volta do clube e que o parasita?

É por isso que és Sportinguista?

Se assim for, este clube precisa de uma nova cisão e os aristocratas que fiquem entretidos a jogar Risco no vazio de Alvalade. Sem adeptos como aqueles "aristocratas" que nos anos 50 pegaram numa picareta e para lá foram trabalhar.

Meu caro uma coisa é interpretar a história, cada um pode fazê-lo à sua maneira, outra coisa são factos e esses não podem ser alterados.

Factos:
1º Sim o Sporting resultou de uma cisão no Campo Grande FC, mas não é por causa disso que os dissidenteswiki deixaram de ser aristocratas. José Alvaladewiki era o netinho preferido do Visconde de Alvaladewiki a quem foi pedir dinheiro para fundar um Clube, e teve logo as melhores instalações do País.

2ª O artigo 1º d'Os primeiros Estatutos do Sporting Clube de Portugalwiki reza assim: Sporting Club de Portugal é o título d'uma associação composta d'individuos d'ambos os sexos de boa sociedade e conducta irreprehensivel.
Ou seja não era qualquer um que poderia ser sócio e mesmo entre estes só alguns tinha o privilegio de mandar no Clube.

3º Mesmo depois do afastamento de José Alvalade em 1914, o Sporting continuou a ser um Clube elitista, e nem mesmo quando em grande parte graças à acção de Júlio de Araújowiki, se começou a tornar num Clube de implantação nacional, deixou de ser o Clube dos ricos em oposição ao clube do povo o Benfica.

4º Durante o tempo da ditadura o Sporting foi dirigido quase sempre por pessoas ligadas ao regime, muitos deles militares. Ainda e sempre as elites conservadoras. Aliás esse foi o período áureo do nosso futebol.

5º O Sporting nunca teve tradições democráticas. Durante anos e anos os corpos dirigentes eram escolhidos no seio do Conselho Geralwiki e depois Conselho Leoninowiki, órgãos da elite, que punham e dispunham onde os restantes sócios não eram tidos nem achados.

6º Mesmo após o 25 de Abril de 1974, o Sporting não sofreu grandes convulsões. João Rochawiki tornou-se presidente em 1973 e o seu mandato estendeu-se durante 13 anos.

7º Quando finalmente o sócio comum teve direito a votar, escolheu o Jorge Gonçalveswikie logo a seguir o Sousa Cintrawiki. Esse foi o único período em que o Clube vestiu o fato do populismo. Durou 7 anos.

8º A forma como foi recebido o Projecto Roquete com uma unanimidade quase total, e de como apesar deste ter falhado em quase tudo, durou pelo menos 15 anos e em 2009 teve a aprovação de 90% dos sócios, demonstra que o Sporting apesar dos tempos serem outros, continua a ser um Clube claramente marcado pelo elitismo.


Posto isto permite-me que faça algumas interpretações, essas sim discutíveis, mas feitas com base não apenas do conhecimento da história do Sporting, mas também na situação que se vive actualmente:

1º O perfil da generalidade dos sócios do Sporting, principalmente os mais antigos, não andará muito longe do cidadão de classe média alta, geralmente conservador e ponderado.

2º Grande parte desses sócios não estão totalmente informados, nem lhes interessam ou pelo menos não tem tempo para determinados pormenores sobe a real situação do Clube.

3º Está ainda bem presente na memória desse sócio o trauma do "gonçalvismo" e os 6 anos de achincalhamento do Cintra.

4º Os discursos particularmente agressivos, muito populares aqui no fórum, não só não agradam a esse tipo de sócio, como o assustam e afastam.

5º A generalidade destes sócios já concluíram que este modelo fracassou e está esgotado, estando abertos à mudança.

6º Nomes sonantes e milhões para reforçar a equipa de futebol serão sempre trunfos capazes de sugestionar muita gente, ao contrário de projectos cheios de ideias por mais bem elaborados que estejam, pelo que estes precisam também dos outros.

Concluindo, enquanto alguns sportinguistas, principalmente os mais jovens, não perceberem algumas destas coisas, vão continuar a imaginar que são de um clube que realmente nunca existiu e a sonhar com outro que nunca vai existir.




Excelente post do to-mane... quanto aquilo que é a opinião dele, portanto subjectiva, acho que o que pus a bold não está totalmente correcto... penso que podemos dizer que temos mais adeptos com este perfil do que os rivais, em termos relativos, mas penso ser exagerado dizer que é este, em termos gerais, o perfil do nosso adepto. Acho que a partir da altura que o Sporting tomou uma dimensão nacional isso se alterou... e sim acho, que o perfil do adepto de Lisboa é diferente do do resto do país. O Sporting é muito mais de que o clube da capital.

Eu mudava a referência para :

O perfil da generalidade dos sócios votantes do Sporting, não andará muito longe do cidadão de classe média alta, geralmente conservador e ponderado.

Daí os resultados eleitorais serem como são! Seta
Registado

Hoje como sempre, tenho o FórumSCP na mente e o Sporting Clube de Portugal no coração!
Re: Identificar concorrentes ligados ao Grupo Roquette, à Banca, Maçons e Baronato. , « Resposta #23 em: Fevereiro 16, 2011, 18:18 »


No avatar!


Registado

Mensagens: 4


Este tópico é muito perigoso. Numa altura em que boa parte dos sócios já se aperceberam que o caminho da continuidade não é o mais correcto, vir com este tipo de discurso é uma enorme regressão. A oposição tem de agregar, não descriminar.

Alem disso não percebo mesmo este tipo de discurso, o Sporting foi um clube fundado por uma elite , que mais tarde se popularizou. Hoje em dia o Sporting é um clube de todos. Ricos e pobres. Lá porque nos ultimos anos o clube tem sido gerido por uma elite que o tem destruido, nao quer dizer que toda a elite é um bicho papão que quer destruir o Sporting.
 
Eu por exemplo tenho nome estrangeiro, sou monarquico e aficionado. E estou completamente contra o que se tem passsado no Sporting nos ultimos anos, indo por isso votar numa candidatura de não continuidade. Este é o tipo de discurso que só afasta os sócios que podem decidir as eleições.
Registado
Re: Identificar concorrentes ligados ao Grupo Roquette, à Banca, Maçons e Baronato. , « Resposta #24 em: Fevereiro 16, 2011, 18:27 »


On a steel horse I ride


*

Condecorações:Membro do Ano 2012Membro do ano 2011


Mensagens: 25449
Localidade: VILA NOVA GAIA
Masculino


Rui. Acho que sim, tens razão.
Registado

Re: Identificar concorrentes ligados ao Grupo Roquette, à Banca, Maçons e Baronato. , « Resposta #25 em: Fevereiro 16, 2011, 18:56 »


No avatar!


Registado

Mensagens: 218


Este tópico é muito perigoso. Numa altura em que boa parte dos sócios já se aperceberam que o caminho da continuidade não é o mais correcto, vir com este tipo de discurso é uma enorme regressão. A oposição tem de agregar, não descriminar.

Alem disso não percebo mesmo este tipo de discurso, o Sporting foi um clube fundado por uma elite , que mais tarde se popularizou. Hoje em dia o Sporting é um clube de todos. Ricos e pobres. Lá porque nos ultimos anos o clube tem sido gerido por uma elite que o tem destruido, nao quer dizer que toda a elite é um bicho papão que quer destruir o Sporting.
 
Eu por exemplo tenho nome estrangeiro, sou monarquico e aficionado. E estou completamente contra o que se tem passsado no Sporting nos ultimos anos, indo por isso votar numa candidatura de não continuidade. Este é o tipo de discurso que só afasta os sócios que podem decidir as eleições.


"..nome estrangeiro, sou monarquico e aficionado", isso sim é q é discriminar e não descriminar. O português que se ensina na corte é diferente do da plebe.
« Última modificação: Fevereiro 16, 2011, 19:03 por 5lions » Registado
Re: Identificar concorrentes ligados ao Grupo Roquette, à Banca, Maçons e Baronato. , « Resposta #26 em: Fevereiro 16, 2011, 19:25 »




Registado

Mensagens: 69
Idade: 37
Masculino


Se acham que a banca e os seus testas de ferro que estão na direcção do SCP são os grandes responsáveis pela situação do Sporting, que tal começarmos um lobby no facebook do tipo: "Somos Sportinguistas e não gostamos de como a banca trata o Grande Sporting".

Primeiro pode ser só uma situação de desagrado pela situação, se a discriminação continuar podemos optar por ir à concorrência saber das condições de tranferência da nossa conta ordenado, do crédito pessoal ou mesmo mudar o crédito à habitação....individualmente pouco podemos fazer, colectivamente e neste momento economicamente delicado para a banca podemos como clientes fazer pressão para respeitarem a grande Instituição que é o Sporting. A banca deve ser parte da solução e não parte do problema como aparentemente parece ser o caso!

Desde o diferendo Sagres/SCP nunca mais comprei essa marca! E no caso dos bancos podemos fazer o mesmo, como clientes temos esse poder!


Bem sei que este é apenas o meu segundo post, e se calhar deveria ter mais ponderação, mas achei que poderia ser uma ideia a partilhar!

Saudações Leoninas
« Última modificação: Fevereiro 16, 2011, 19:31 por TridionVerde » Registado
Re: Identificar concorrentes ligados ao Grupo Roquette, à Banca, Maçons e Baronato. , « Resposta #27 em: Fevereiro 17, 2011, 01:50 »



*
Juvenil

Mensagens: 1838
Idade: 39
Localidade: Portalegre
Masculino




Excelente post do to-mane... quanto aquilo que é a opinião dele, portanto subjectiva, acho que o que pus a bold não está totalmente correcto... penso que podemos dizer que temos mais adeptos com este perfil do que os rivais, em termos relativos, mas penso ser exagerado dizer que é este, em termos gerais, o perfil do nosso adepto. Acho que a partir da altura que o Sporting tomou uma dimensão nacional isso se alterou... e sim acho, que o perfil do adepto de Lisboa é diferente do do resto do país. O Sporting é muito mais de que o clube da capital.

Começo por dizer que é mais que óbvio que o Sporting é muito mais que o clube da capital, porque se o fosse, não teria adeptos e sócios fora de Lisboa. Quanto ao perfil do adepto de Lisboa... peço desculpa, mas isso soa-me sempre a citadinos/provincianos. Quando estudava em Lisboa, eu nunca morava em Portalegre, mas sim no Alentejo e chegavam a perguntar se conhecia não sei quem de Castro Verde (que para quem não sabe, fica longe de caraças). O perfil do adepto do Sporting é igual em todo o país, em todas as classes sociais. É um perfil de grande amor pelo seu clube!
Registado

MEGAJOKER não escreve segundo o novo acordo ortográfico! (E com orgulho!)

“Duas coisas são infinitas: o universo e a estupidez humana. Mas, no que respeita ao universo, ainda não adquiri a certeza absoluta.” (Albert Einstein)

http://gfycat.com/EveryRevolvingEskimodog#?format=gif
Re: Identificar concorrentes ligados ao Grupo Roquette, à Banca, Maçons e Baronato. , « Resposta #28 em: Fevereiro 17, 2011, 10:36 »


Sete a Um, estive lá!


*

Condecorações:Revelação 2008


Mensagens: 13159
Idade: 190
Localidade: Southwest corner of Europe
Masculino


Azn
Mas que grande disparate. O Sporting foi fundado por um grupo de aristocratas, e sempre foi um clube de elites, negar isto é não só desconhecer a história como não perceber a cultura do Clube
Às vezes sabe-se muito de História mas não se consegue interpretá-la. Pode ser este o teu caso.
Sabes bem que o nascimento do Sporting advém da cisão entre os membros que queriam que o Campo Grande FC fosse um clube socialite e os que queriam que fosse um clube desportivo.
Quanto à cultura do clube, não sei do que estás a falar. O Sporting enquanto força desportiva tornou-se grande pelo trabalho de gente de todo o país e de todos os quadrantes da sociedade.
A minha noção de Cultura Sportinguista é a de Carlos Lopes, um homem como nós todos, cortar a meta em Los Angeles e dar a oportunidade a todo o Portugal de ouvir o seu hino no mais alto pódio do mundo.
Ou vais dizer-me que o Português é Sportinguista porque se sente identificado com aquela gente pegajosa que gravita à volta do clube e que o parasita?
É por isso que és Sportinguista?
Se assim for, este clube precisa de uma nova cisão e os aristocratas que fiquem entretidos a jogar Risco no vazio de Alvalade. Sem adeptos como aqueles "aristocratas" que nos anos 50 pegaram numa picareta e para lá foram trabalhar.
Meu caro uma coisa é interpretar a história, cada um pode fazê-lo à sua maneira, outra coisa são factos e esses não podem ser alterados.
Factos:
1º Sim o Sporting resultou de uma cisão no Campo Grande FC, mas não é por causa disso que os dissidenteswiki deixaram de ser aristocratas. José Alvaladewiki era o netinho preferido do Visconde de Alvaladewiki a quem foi pedir dinheiro para fundar um Clube, e teve logo as melhores instalações do País.
2ª O artigo 1º d'Os primeiros Estatutos do Sporting Clube de Portugalwiki reza assim: Sporting Club de Portugal é o título d'uma associação composta d'individuos d'ambos os sexos de boa sociedade e conducta irreprehensivel.
Ou seja não era qualquer um que poderia ser sócio e mesmo entre estes só alguns tinha o privilegio de mandar no Clube.
3º Mesmo depois do afastamento de José Alvalade em 1914, o Sporting continuou a ser um Clube elitista, e nem mesmo quando em grande parte graças à acção de Júlio de Araújowiki, se começou a tornar num Clube de implantação nacional, deixou de ser o Clube dos ricos em oposição ao clube do povo o Benfica.
4º Durante o tempo da ditadura o Sporting foi dirigido quase sempre por pessoas ligadas ao regime, muitos deles militares. Ainda e sempre as elites conservadoras. Aliás esse foi o período áureo do nosso futebol.
5º O Sporting nunca teve tradições democráticas. Durante anos e anos os corpos dirigentes eram escolhidos no seio do Conselho Geralwiki e depois Conselho Leoninowiki, órgãos da elite, que punham e dispunham onde os restantes sócios não eram tidos nem achados.
6º Mesmo após o 25 de Abril de 1974, o Sporting não sofreu grandes convulsões. João Rochawiki tornou-se presidente em 1973 e o seu mandato estendeu-se durante 13 anos.
7º Quando finalmente o sócio comum teve direito a votar, escolheu o Jorge Gonçalveswikie logo a seguir o Sousa Cintrawiki. Esse foi o único período em que o Clube vestiu o fato do populismo. Durou 7 anos.
8º A forma como foi recebido o Projecto Roquete com uma unanimidade quase total, e de como apesar deste ter falhado em quase tudo, durou pelo menos 15 anos e em 2009 teve a aprovação de 90% dos sócios, demonstra que o Sporting apesar dos tempos serem outros, continua a ser um Clube claramente marcado pelo elitismo.
Posto isto permite-me que faça algumas interpretações, essas sim discutíveis, mas feitas com base não apenas do conhecimento da história do Sporting, mas também na situação que se vive actualmente:
1º O perfil da generalidade dos sócios do Sporting, principalmente os mais antigos, não andará muito longe do cidadão de classe média alta, geralmente conservador e ponderado.
2º Grande parte desses sócios não estão totalmente informados, nem lhes interessam ou pelo menos não tem tempo para determinados pormenores sobe a real situação do Clube.
3º Está ainda bem presente na memória desse sócio o trauma do "gonçalvismo" e os 6 anos de achincalhamento do Cintra.
4º Os discursos particularmente agressivos, muito populares aqui no fórum, não só não agradam a esse tipo de sócio, como o assustam e afastam.
5º A generalidade destes sócios já concluíram que este modelo fracassou e está esgotado, estando abertos à mudança.
6º Nomes sonantes e milhões para reforçar a equipa de futebol serão sempre trunfos capazes de sugestionar muita gente, ao contrário de projectos cheios de ideias por mais bem elaborados que estejam, pelo que estes precisam também dos outros.
Concluindo, enquanto alguns sportinguistas, principalmente os mais jovens, não perceberem algumas destas coisas, vão continuar a imaginar que são de um clube que realmente nunca existiu e a sonhar com outro que nunca vai existir.
Excelente post do to-mane... quanto aquilo que é a opinião dele, portanto subjectiva, acho que o que pus a bold não está totalmente correcto... penso que podemos dizer que temos mais adeptos com este perfil do que os rivais, em termos relativos, mas penso ser exagerado dizer que é este, em termos gerais, o perfil do nosso adepto. Acho que a partir da altura que o Sporting tomou uma dimensão nacional isso se alterou... e sim acho, que o perfil do adepto de Lisboa é diferente do do resto do país. O Sporting é muito mais de que o clube da capital.
Eu mudava a referência para :
O perfil da generalidade dos sócios votantes do Sporting, não andará muito longe do cidadão de classe média alta, geralmente conservador e ponderado.
Daí os resultados eleitorais serem como são! Seta
Discordo totalmente disso.
Aliás, discordo da actualidade da visão que o to-mane expressou.

Falando por mim, sportinguista de nascença, desde miúdo que sempre notei que as «peneiras» dos sócios que deram origem a essa visão (e descritos nela) não correspondiam, nem nada que se parecesse, à maioria dos sócios que se viam na rua (a seguir a Volta a Portugal em Bicicleta) ou no estádio, no Pavilhão dos Desportos, etc. Se havia clube verdadeiramente popular, fossem os seus dirigentes quais fossem, era o Sporting (sobretudo fora de Lisboa).

Vim viver definitivamente para Lisboa em 1974, e o pós-25 de Abril ainda acentuou mais esse aspecto, da diferença entre a teoria e a prática. Acho até, influenciado pelo que vi na época, que ate se tornou «de bom-tom» ser-se adepto dos orcs. O típico «menino queque» que conheci na faculdade e reuniões estudantis da época era lampião, e, mais notoriamente ainda, tudo o que tinha pretensões políticas (não os que eram empurrados para a política) fazia constar que simpatizava com a orcalhada.

Sintomaticamente, toda a imprensa deu imenso destaque a um incidente durante um jogo contra o Boavista FC em Alvalade. Por causa duma possível invasão do campo, foi chamada ao estádio uma força militar, além da policial. Assistiu-se então a uma vaia gigante, vinda dos topos e Peão, à qual se seguiram aplausos vindos da Central. A imprensa noticiou em letras garrafais uma suposta «Luta de classes em Alvalade», e a análise do que se passou devi ater sido mais profunda e menos demagógica, mas o facto é que o clube representava a sociedade, toda, e não apenas quaisquer hipotéticas elites.
A vaia até podia ter uma origem política. A força militar em questão era claramente conotada com a direita e tinha recentemente intervindo, activamente, na cena política, mas também podia ter apenas a ver com um protesto contra a repressão sobre os adeptos presentes no jogo; imaginem-se no estádio, e este ser autenticamente invadido por tropas... Já quanto aos aplausos da Central, lembro-me duma pessoa ao meu lado dizer «Estes é que são os bons!» enquanto batia palmas, ao mesmo tempo que os assobios se intensificavam.

Com o fim dessa era e a adesão à União Europeia ainda se generalizou mais o lampionismo das personalidades públicas e importantes. Tudo o que é conhecido e endinheirado se apresentava como tal.
Pelo contrário, ao longo desse tempo todo, o adepto comum sportinguista permaneceu quem era, popular. Sobretudo fora de Lisboa!

Vivi já várias eleições, e quem vejo nas longas filas de votos não são os tais elitistas, nem nada que se pareça. Mas em quem as pessoas votam é uma questão completamente diferente. No entanto, as eleições de Jorge Gonçalves e Sousa Cintra tiveram o seu quê de revolução, com grande adesão dos sócios, e não eram candidatados minimamente vistos como pertencendo às elites.

Mas se alguém tem dúvidas, revejam o que foi a fulgurante manifestação nacional espontânea, de Norte a Sul, na noite e madrugada do domingo em que terminou o jejum. Quem viram na rua? Elites?

Um coisa é a origem do clube, outra aquilo em que ele se tornou.

Registado

L8tr,
 
106
 
 «Opiniões divergentes não significam ataques pessoais»    
Re: Identificar concorrentes ligados ao Grupo Roquette, à Banca, Maçons e Baronato. , « Resposta #29 em: Fevereiro 17, 2011, 13:11 »



*
Iniciado

Mensagens: 700
Idade: 26
Localidade: Lisboa
Masculino


Concordo com o one_o_six, até porque hoje em dia já não faz sentido nenhum falar em elites, porque o paradigma dos chamados "novos-ricos" veio alterar toda a denominação até ai utilizada. Além disso hoje em dia está tudo acessivel à maioria das pessoas independentemente da sua origem. Esta cambada que anda no Sporting de sangue-azul  não tem nada ou tem muito pouco...
Registado
Re: Identificar concorrentes ligados ao Grupo Roquette, à Banca, Maçons e Baronato. , « Resposta #30 em: Fevereiro 17, 2011, 13:57 »

Gebeeme



Excelente post do to-mane... quanto aquilo que é a opinião dele, portanto subjectiva, acho que o que pus a bold não está totalmente correcto... penso que podemos dizer que temos mais adeptos com este perfil do que os rivais, em termos relativos, mas penso ser exagerado dizer que é este, em termos gerais, o perfil do nosso adepto. Acho que a partir da altura que o Sporting tomou uma dimensão nacional isso se alterou... e sim acho, que o perfil do adepto de Lisboa é diferente do do resto do país. O Sporting é muito mais de que o clube da capital.

Começo por dizer que é mais que óbvio que o Sporting é muito mais que o clube da capital, porque se o fosse, não teria adeptos e sócios fora de Lisboa. Quanto ao perfil do adepto de Lisboa... peço desculpa, mas isso soa-me sempre a citadinos/provincianos. Quando estudava em Lisboa, eu nunca morava em Portalegre, mas sim no Alentejo e chegavam a perguntar se conhecia não sei quem de Castro Verde (que para quem não sabe, fica longe de caraças). O perfil do adepto do Sporting é igual em todo o país, em todas as classes sociais. É um perfil de grande amor pelo seu clube!

 Seta Seta Seta

Concordo inteiramente com a frase que assinalei a "bold".

Apesar de perceber a ideia que esteve na génese deste tópico pelo @ Viridis, acho que a mesma labora numa ideia que à força de ser repetida à saciedade, acaba por se assumir como verdadeira.

Só para contar um episódio que se passou comigo:

Há cerca de 2 anos, mais ou menos, num Sábado à tarde, iamos jogar com os orcs em Alvalade, tive que ir ao supermercado. Estava lá na caixa um moço vestido com a camisola da Juve, por acaso de etnia cigana e, apesar de nunca nos termos visto, meti conversa com ele, até porque também ia ver o jogo.

Ao mesmo tempo que falávamos, estava na fila um casal que, pela aparência se via que era gente de posses, e que começaram também a meter-se na conversa e que se assumiram como Sportinguistas, o marido inclusivamente era sócio com um número bem baixinho. E a funcionária da caixa também era Sportinguista.

Querem exemplo mais heterogéneo deste grupo de Sportinguistas que se conheceu na fila da caixa do supermercado?


Ah, é verdade. O supermercado fica na linha de Cascais. 
« Última modificação: Fevereiro 17, 2011, 14:00 por Gebeeme » Registado
Re: Identificar concorrentes ligados ao Grupo Roquette, à Banca, Maçons e Baronato. , « Resposta #31 em: Fevereiro 17, 2011, 14:10 »


On a steel horse I ride


*

Condecorações:Membro do Ano 2012Membro do ano 2011


Mensagens: 25449
Localidade: VILA NOVA GAIA
Masculino




Excelente post do to-mane... quanto aquilo que é a opinião dele, portanto subjectiva, acho que o que pus a bold não está totalmente correcto... penso que podemos dizer que temos mais adeptos com este perfil do que os rivais, em termos relativos, mas penso ser exagerado dizer que é este, em termos gerais, o perfil do nosso adepto. Acho que a partir da altura que o Sporting tomou uma dimensão nacional isso se alterou... e sim acho, que o perfil do adepto de Lisboa é diferente do do resto do país. O Sporting é muito mais de que o clube da capital.

Começo por dizer que é mais que óbvio que o Sporting é muito mais que o clube da capital, porque se o fosse, não teria adeptos e sócios fora de Lisboa. Quanto ao perfil do adepto de Lisboa... peço desculpa, mas isso soa-me sempre a citadinos/provincianos. Quando estudava em Lisboa, eu nunca morava em Portalegre, mas sim no Alentejo e chegavam a perguntar se conhecia não sei quem de Castro Verde (que para quem não sabe, fica longe de caraças). O perfil do adepto do Sporting é igual em todo o país, em todas as classes sociais. É um perfil de grande amor pelo seu clube!

 Seta Seta Seta

Concordo inteiramente com a frase que assinalei a "bold".

Apesar de perceber a ideia que esteve na génese deste tópico pelo @ Viridis, acho que a mesma labora numa ideia que à força de ser repetida à saciedade, acaba por se assumir como verdadeira.

Só para contar um episódio que se passou comigo:

Há cerca de 2 anos, mais ou menos, num Sábado à tarde, iamos jogar com os orcs em Alvalade, tive que ir ao supermercado. Estava lá na caixa um moço vestido com a camisola da Juve, por acaso de etnia cigana e, apesar de nunca nos termos visto, meti conversa com ele, até porque também ia ver o jogo.

Ao mesmo tempo que falávamos, estava na fila um casal que, pela aparência se via que era gente de posses, e que começaram também a meter-se na conversa e que se assumiram como Sportinguistas, o marido inclusivamente era sócio com um número bem baixinho. E a funcionária da caixa também era Sportinguista.

Querem exemplo mais heterogéneo deste grupo de Sportinguistas que se conheceu na fila da caixa do supermercado?


Ah, é verdade. O supermercado fica na linha de Cascais. 

Não refuto a heterogeneidade e a dimensão nacional, orgulho-me delas. Como não se deve refutar a origem ( e não é que me orgulhe ou deixe de orgulhar da mesma, mais cidadão comum que eu não há ) e que a mesma deixou algumas marcas no ADN do clube... é disto que se fala.
Registado

Re: Identificar concorrentes ligados ao Grupo Roquette, à Banca, Maçons e Baronato. , « Resposta #32 em: Fevereiro 17, 2011, 14:34 »


Sporting Sempre!


*

Mensagens: 16556
Idade: 37
Localidade: Viana do Castelo
Masculino

WWW


Excelente post do to-mane... quanto aquilo que é a opinião dele, portanto subjectiva, acho que o que pus a bold não está totalmente correcto... penso que podemos dizer que temos mais adeptos com este perfil do que os rivais, em termos relativos, mas penso ser exagerado dizer que é este, em termos gerais, o perfil do nosso adepto. Acho que a partir da altura que o Sporting tomou uma dimensão nacional isso se alterou... e sim acho, que o perfil do adepto de Lisboa é diferente do do resto do país. O Sporting é muito mais de que o clube da capital.

Começo por dizer que é mais que óbvio que o Sporting é muito mais que o clube da capital, porque se o fosse, não teria adeptos e sócios fora de Lisboa. Quanto ao perfil do adepto de Lisboa... peço desculpa, mas isso soa-me sempre a citadinos/provincianos. Quando estudava em Lisboa, eu nunca morava em Portalegre, mas sim no Alentejo e chegavam a perguntar se conhecia não sei quem de Castro Verde (que para quem não sabe, fica longe de caraças). O perfil do adepto do Sporting é igual em todo o país, em todas as classes sociais. É um perfil de grande amor pelo seu clube!

 Seta Seta Seta

Concordo inteiramente com a frase que assinalei a "bold".

Apesar de perceber a ideia que esteve na génese deste tópico pelo @ Viridis, acho que a mesma labora numa ideia que à força de ser repetida à saciedade, acaba por se assumir como verdadeira.

Só para contar um episódio que se passou comigo:

Há cerca de 2 anos, mais ou menos, num Sábado à tarde, iamos jogar com os orcs em Alvalade, tive que ir ao supermercado. Estava lá na caixa um moço vestido com a camisola da Juve, por acaso de etnia cigana e, apesar de nunca nos termos visto, meti conversa com ele, até porque também ia ver o jogo.

Ao mesmo tempo que falávamos, estava na fila um casal que, pela aparência se via que era gente de posses, e que começaram também a meter-se na conversa e que se assumiram como Sportinguistas, o marido inclusivamente era sócio com um número bem baixinho. E a funcionária da caixa também era Sportinguista.

Querem exemplo mais heterogéneo deste grupo de Sportinguistas que se conheceu na fila da caixa do supermercado?


Ah, é verdade. O supermercado fica na linha de Cascais. 

Só falta ter sido no Pingo Doce (verde e branco) para ficar o ramalhete completo! Grin
Registado

Hoje como sempre, tenho o FórumSCP na mente e o Sporting Clube de Portugal no coração!
Re: Identificar concorrentes ligados ao Grupo Roquette, à Banca, Maçons e Baronato. , « Resposta #33 em: Fevereiro 17, 2011, 14:45 »

Gebeeme



Excelente post do to-mane... quanto aquilo que é a opinião dele, portanto subjectiva, acho que o que pus a bold não está totalmente correcto... penso que podemos dizer que temos mais adeptos com este perfil do que os rivais, em termos relativos, mas penso ser exagerado dizer que é este, em termos gerais, o perfil do nosso adepto. Acho que a partir da altura que o Sporting tomou uma dimensão nacional isso se alterou... e sim acho, que o perfil do adepto de Lisboa é diferente do do resto do país. O Sporting é muito mais de que o clube da capital.

Começo por dizer que é mais que óbvio que o Sporting é muito mais que o clube da capital, porque se o fosse, não teria adeptos e sócios fora de Lisboa. Quanto ao perfil do adepto de Lisboa... peço desculpa, mas isso soa-me sempre a citadinos/provincianos. Quando estudava em Lisboa, eu nunca morava em Portalegre, mas sim no Alentejo e chegavam a perguntar se conhecia não sei quem de Castro Verde (que para quem não sabe, fica longe de caraças). O perfil do adepto do Sporting é igual em todo o país, em todas as classes sociais. É um perfil de grande amor pelo seu clube!

 Seta Seta Seta

Concordo inteiramente com a frase que assinalei a "bold".

Apesar de perceber a ideia que esteve na génese deste tópico pelo @ Viridis, acho que a mesma labora numa ideia que à força de ser repetida à saciedade, acaba por se assumir como verdadeira.

Só para contar um episódio que se passou comigo:

Há cerca de 2 anos, mais ou menos, num Sábado à tarde, iamos jogar com os orcs em Alvalade, tive que ir ao supermercado. Estava lá na caixa um moço vestido com a camisola da Juve, por acaso de etnia cigana e, apesar de nunca nos termos visto, meti conversa com ele, até porque também ia ver o jogo.

Ao mesmo tempo que falávamos, estava na fila um casal que, pela aparência se via que era gente de posses, e que começaram também a meter-se na conversa e que se assumiram como Sportinguistas, o marido inclusivamente era sócio com um número bem baixinho. E a funcionária da caixa também era Sportinguista.

Querem exemplo mais heterogéneo deste grupo de Sportinguistas que se conheceu na fila da caixa do supermercado?


Ah, é verdade. O supermercado fica na linha de Cascais. 

Só falta ter sido no Pingo Doce (verde e branco) para ficar o ramalhete completo! Grin

Como é que sabias que foi num Pingo Doce?  Chocado Chocado Chocado

 Rir Muito Alto  Positivo!
Registado
Re: Identificar concorrentes ligados ao Grupo Roquette, à Banca, Maçons e Baronato. , « Resposta #34 em: Fevereiro 17, 2011, 15:20 »


Sporting Sempre!


*

Mensagens: 16556
Idade: 37
Localidade: Viana do Castelo
Masculino

WWW


Excelente post do to-mane... quanto aquilo que é a opinião dele, portanto subjectiva, acho que o que pus a bold não está totalmente correcto... penso que podemos dizer que temos mais adeptos com este perfil do que os rivais, em termos relativos, mas penso ser exagerado dizer que é este, em termos gerais, o perfil do nosso adepto. Acho que a partir da altura que o Sporting tomou uma dimensão nacional isso se alterou... e sim acho, que o perfil do adepto de Lisboa é diferente do do resto do país. O Sporting é muito mais de que o clube da capital.

Começo por dizer que é mais que óbvio que o Sporting é muito mais que o clube da capital, porque se o fosse, não teria adeptos e sócios fora de Lisboa. Quanto ao perfil do adepto de Lisboa... peço desculpa, mas isso soa-me sempre a citadinos/provincianos. Quando estudava em Lisboa, eu nunca morava em Portalegre, mas sim no Alentejo e chegavam a perguntar se conhecia não sei quem de Castro Verde (que para quem não sabe, fica longe de caraças). O perfil do adepto do Sporting é igual em todo o país, em todas as classes sociais. É um perfil de grande amor pelo seu clube!

 Seta Seta Seta

Concordo inteiramente com a frase que assinalei a "bold".

Apesar de perceber a ideia que esteve na génese deste tópico pelo @ Viridis, acho que a mesma labora numa ideia que à força de ser repetida à saciedade, acaba por se assumir como verdadeira.

Só para contar um episódio que se passou comigo:

Há cerca de 2 anos, mais ou menos, num Sábado à tarde, iamos jogar com os orcs em Alvalade, tive que ir ao supermercado. Estava lá na caixa um moço vestido com a camisola da Juve, por acaso de etnia cigana e, apesar de nunca nos termos visto, meti conversa com ele, até porque também ia ver o jogo.

Ao mesmo tempo que falávamos, estava na fila um casal que, pela aparência se via que era gente de posses, e que começaram também a meter-se na conversa e que se assumiram como Sportinguistas, o marido inclusivamente era sócio com um número bem baixinho. E a funcionária da caixa também era Sportinguista.

Querem exemplo mais heterogéneo deste grupo de Sportinguistas que se conheceu na fila da caixa do supermercado?


Ah, é verdade. O supermercado fica na linha de Cascais. 

Só falta ter sido no Pingo Doce (verde e branco) para ficar o ramalhete completo! Grin

Como é que sabias que foi num Pingo Doce?  Chocado Chocado Chocado

 Rir Muito Alto  Positivo!

Achas que é possível juntar um Sportinguista como tu, um cigano da Juve Leo, um casal "in" sportinguista de Cascais e uma funcionária da caixa também do Sporting, num Continente, Modelo ou Intermarché??? Shocked

Só é possível num Pingo Doce perto de si (em Cascais)!

"Aqui não há cartão, talão ou lampião!"
"Pingo Doce, venha cá!"

 Dançar
Registado

Hoje como sempre, tenho o FórumSCP na mente e o Sporting Clube de Portugal no coração!
Re: Identificar concorrentes ligados ao Grupo Roquette, à Banca, Maçons e Baronato. , « Resposta #35 em: Fevereiro 17, 2011, 15:36 »


No avatar!

*
Iniciado

Mensagens: 632


Admito que a discussão sobre a sociologia do Sporting possa ser fascinante embora seja assunto que pessoalmente não me interesse. Mas o título da thread é incrivelmente creepy. 
Registado
Re: Identificar concorrentes ligados ao Grupo Roquette, à Banca, Maçons e Baronato. , « Resposta #36 em: Março 01, 2011, 13:10 »


Verde (ê) (latim Viridis, -e)


*
Sénior

Mensagens: 7788
Masculino


Admito que a discussão sobre a sociologia do Sporting possa ser fascinante embora seja assunto que pessoalmente não me interesse. Mas o título da thread é incrivelmente creepy

Para mim é um orgulho que o título deste tópico possa parecer creepy.

Mas mais medonho só mesmo o sinistro mundo da "Elite".
Registado

Re: Identificar concorrentes ligados ao Grupo Roquette, à Banca, Maçons e Baronato. , « Resposta #37 em: Março 01, 2011, 13:12 »


Verde (ê) (latim Viridis, -e)


*
Sénior

Mensagens: 7788
Masculino


Ora comecemos o Santo Ofício 2011!

No mesmo site , num artigo da rapariga

Citar
Já não falta muito para as eleições no Sporting, nos últimos dias foram apresentadas algumas candidaturas à presidência do clube, ainda não posso comentar os seus programas pois não tenho conhecimentos suficientes, é sempre bom ver que há pessoas que estão dispostas a dar o seu melhor pelo clube. Viva o Sporting!

 Rir Muito Alto

 Seta epá isto é mesmo muito bom... Cheesy Cheesy

Este pessoal devia ter cuidado com o que põem nas redes sociais...O Passarinho disse-me que numa famosa rede social...tem alguns conhecidos com o nome de imaginem...RICCIARDI...Porra mais uma coincidência... Wink Será que este malta é toda da mesma família?




Claro que são da mesma "família". É o Baronato.

A família é a rede social de embaixadores, diplomatas, alta finança, maçons. Seus filhos, primos, tios e padrinhos.

Basta ler os nomes deles. Estas andanças para os mais novos dessas proles é o ritual iniciático para darem continuidade à posição de força que têm sobre as cabeças dos plebeus.
Registado

Re: Identificar concorrentes ligados ao Grupo Roquette, à Banca, Maçons e Baronato. , « Resposta #38 em: Março 01, 2011, 19:18 »


PLVS VLTRA


*
Veterano

Mensagens: 15885
Idade: 29
Masculino

WWW
Azn
Mas que grande disparate. O Sporting foi fundado por um grupo de aristocratas, e sempre foi um clube de elites, negar isto é não só desconhecer a história como não perceber a cultura do Clube

Às vezes sabe-se muito de História mas não se consegue interpretá-la. Pode ser este o teu caso.

Sabes bem que o nascimento do Sporting advém da cisão entre os membros que queriam que o Campo Grande FC fosse um clube socialite e os que queriam que fosse um clube desportivo.

Quanto à cultura do clube, não sei do que estás a falar. O Sporting enquanto força desportiva tornou-se grande pelo trabalho de gente de todo o país e de todos os quadrantes da sociedade.

A minha noção de Cultura Sportinguista é a de Carlos Lopes, um homem como nós todos, cortar a meta em Los Angeles e dar a oportunidade a todo o Portugal de ouvir o seu hino no mais alto pódio do mundo.

Ou vais dizer-me que o Português é Sportinguista porque se sente identificado com aquela gente pegajosa que gravita à volta do clube e que o parasita?

É por isso que és Sportinguista?

Se assim for, este clube precisa de uma nova cisão e os aristocratas que fiquem entretidos a jogar Risco no vazio de Alvalade. Sem adeptos como aqueles "aristocratas" que nos anos 50 pegaram numa picareta e para lá foram trabalhar.

Meu caro uma coisa é interpretar a história, cada um pode fazê-lo à sua maneira, outra coisa são factos e esses não podem ser alterados.

Factos:
1º Sim o Sporting resultou de uma cisão no Campo Grande FC, mas não é por causa disso que os dissidenteswiki deixaram de ser aristocratas. José Alvaladewiki era o netinho preferido do Visconde de Alvaladewiki a quem foi pedir dinheiro para fundar um Clube, e teve logo as melhores instalações do País.

2ª O artigo 1º d'Os primeiros Estatutos do Sporting Clube de Portugalwiki reza assim: Sporting Club de Portugal é o título d'uma associação composta d'individuos d'ambos os sexos de boa sociedade e conducta irreprehensivel.
Ou seja não era qualquer um que poderia ser sócio e mesmo entre estes só alguns tinha o privilegio de mandar no Clube.

3º Mesmo depois do afastamento de José Alvalade em 1914, o Sporting continuou a ser um Clube elitista, e nem mesmo quando em grande parte graças à acção de Júlio de Araújowiki, se começou a tornar num Clube de implantação nacional, deixou de ser o Clube dos ricos em oposição ao clube do povo o Benfica.

4º Durante o tempo da ditadura o Sporting foi dirigido quase sempre por pessoas ligadas ao regime, muitos deles militares. Ainda e sempre as elites conservadoras. Aliás esse foi o período áureo do nosso futebol.

5º O Sporting nunca teve tradições democráticas. Durante anos e anos os corpos dirigentes eram escolhidos no seio do Conselho Geralwiki e depois Conselho Leoninowiki, órgãos da elite, que punham e dispunham onde os restantes sócios não eram tidos nem achados.

6º Mesmo após o 25 de Abril de 1974, o Sporting não sofreu grandes convulsões. João Rochawiki tornou-se presidente em 1973 e o seu mandato estendeu-se durante 13 anos.

7º Quando finalmente o sócio comum teve direito a votar, escolheu o Jorge Gonçalveswikie logo a seguir o Sousa Cintrawiki. Esse foi o único período em que o Clube vestiu o fato do populismo. Durou 7 anos.

8º A forma como foi recebido o Projecto Roquete com uma unanimidade quase total, e de como apesar deste ter falhado em quase tudo, durou pelo menos 15 anos e em 2009 teve a aprovação de 90% dos sócios, demonstra que o Sporting apesar dos tempos serem outros, continua a ser um Clube claramente marcado pelo elitismo.


Posto isto permite-me que faça algumas interpretações, essas sim discutíveis, mas feitas com base não apenas do conhecimento da história do Sporting, mas também na situação que se vive actualmente:

1º O perfil da generalidade dos sócios do Sporting, principalmente os mais antigos, não andará muito longe do cidadão de classe média alta, geralmente conservador e ponderado.

2º Grande parte desses sócios não estão totalmente informados, nem lhes interessam ou pelo menos não tem tempo para determinados pormenores sobe a real situação do Clube.

3º Está ainda bem presente na memória desse sócio o trauma do "gonçalvismo" e os 6 anos de achincalhamento do Cintra.

4º Os discursos particularmente agressivos, muito populares aqui no fórum, não só não agradam a esse tipo de sócio, como o assustam e afastam.

5º A generalidade destes sócios já concluíram que este modelo fracassou e está esgotado, estando abertos à mudança.

6º Nomes sonantes e milhões para reforçar a equipa de futebol serão sempre trunfos capazes de sugestionar muita gente, ao contrário de projectos cheios de ideias por mais bem elaborados que estejam, pelo que estes precisam também dos outros.

Concluindo, enquanto alguns sportinguistas, principalmente os mais jovens, não perceberem algumas destas coisas, vão continuar a imaginar que são de um clube que realmente nunca existiu e a sonhar com outro que nunca vai existir.





Penso que isto diz tudo. Este posto deveria ser obrigatório quando alguém se regista.  Bater Palmas Bater Palmas Bater Palmas Bater Palmas
Registado

O Sporting é o Clube de Portugal.

Há os que exigem;
Há os que reclamam;
Há os que teclam;
E há os que dão: http://www.forumscp.com/index.php?topic=59703.40
Re: Identificar concorrentes ligados ao Grupo Roquette, à Banca, Maçons e Baronato. , « Resposta #39 em: Março 01, 2011, 20:57 »



*
Juvenil

Mensagens: 2449


Realmente, é o Baronato no seu esplendor. Fui brincar um bocadinho aos facebooks e... voilá!



 
Registado

Pretendo ficar amarrado àquilo que foi o sonho de um fundador do Clube.

"Quando se afirma que o mal está no Clube porque a SAD funciona lindamente, estamos chegados a um nível de despudor e de falta de vergonha poucas vezes visto desde que Édipo matou o pai e casou com a mãe."

Gosta deste tópico? Partilhe-o:
Páginas: « anterior 1 [2] 3 seguinte » Ir para o topo Imprimir
Fórum SCP - A Comunidade do Sporting Clube de Portugal Área da Comunidade Arquivo Eleições Sporting 2011 Tópico:

[Eleições SCP 2011] Ligações Grupo Roquette, Banca, Maçons e Baronato.

« tópico anterior seguinte »
Ir para:

Powered by SMF 1.1.20 | SMF © 2011, Simple Machines
Tema SMFone modificado por Avantix e Paracelsus.
Optimizado para o Mozilla Firefox na resolução 1024 x 768.
© 2004 - 2010 | Fórum SCP | Alguns Direitos Reservados
Fórum não-oficial do Sporting Clube de Portugal

Ajuda | | Sitemap | Política de Privacidade