[Eleições SCP 2011] Fernandes Thomaz prepara candidatura

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

*** Fevereiro 16, 2011, 19:03 pm

Sem conhecer nada de nada de programas ou lá o que seja devo dizer que pelo menos ele tem obrigação de se mexer bem no meio financeiro

http://www.ask.pt/home.html




O famigerado maracas também o era e isso serviu-nos de muito...

@Siigurd acho que criaste o novo lema destas eleições...
****** Fevereiro 16, 2011, 19:12 pm

Sem conhecer nada de nada de programas ou lá o que seja devo dizer que pelo menos ele tem obrigação de se mexer bem no meio financeiro

http://www.ask.pt/home.html




O famigerado maracas também o era e isso serviu-nos de muito...

@Siigurd acho que criaste o novo lema destas eleições...

 :rotfl: :rotfl: :rotfl:
Não era mal 'esgalhado' não...
''You have forgotten who you are and so have forgotten me. Look inside yourself, Simba. You are more than what you have become. You must take your place in the Circle of Life.'' Mufasa, Lion King, 1994

''These are dark times, there is no denying. Our world has perhaps faced no greater threat than it does today. But I say this to our citizenry: We, ever your servants, will continue to defend your liberty and repel the forces that seek to take it from you!'' Rufus Scrimgeour, Minister for Magic
****** Fevereiro 17, 2011, 15:04 pm
O sócio que ponderava e que posteriormente abdicou ainda mexe!

hxxp://www.sportingapoio.com/sporting-esta-na-hora-por-nuno-fernandes-thomaz-e-tomas-froes/[/url]

Citar
“Sporting. Está na hora!” por Nuno Fernandes Thomaz e Tomas Froes

Está na hora!

Esta na hora de vestir a camisola. Está na hora de reunirmos os nossos talentos, o nossoknow how profissional, as nossas competências. Está na hora de darmos ao Sporting aquilo que dele recebemos para a nossa formação de vida, enquanto miúdos, enquanto jovens e também enquanto adultos. Este difícil e complicado momento que o Sporting atravessa é também a hora de uma nova geração se chegar à frente, a nossa geração.

É que esta é uma geração que acredita no sucesso, que acredita que é possível ganhar, porque gosta de ganhar, e quando olha para trás fica legitimamente frustrada com os 5 títulos nacionais conquistados em… 40 anos!

5 títulos em toda a nossa vida. O Sporting merece e vai ter mais! A anestesia que nos foi dada nos últimos anos e que nos vendia” o Sporting como uma Empresa, está fora de validade, e deixou de ter efeito. Já chega, o Sporting não é uma empresa, é um Clube, e esta é a única forma de conseguir “curar” o clube mais ecléctico de Portugal. Sem anestesias, sem remédios, sem maquilhagens bancárias de reestruturações, fundos , e outros projectos com nomes em inglês que ninguém entende para que servem, a não ser aqueles que beneficiam com eles.

No Sporting há bolas no poste, há foras de jogo, há penalties, há cartões, há expulsões, há adeptos, há atletas, há cachecóis, há balizas,…enfim, tudo aquilo que faz parte da vida de um clube e não da vida de uma empresa, É assim que a nossa geração olha para o presente e para o futuro do Sporting. Como um Clube.

Um Clube que ganhe. Que ganhe no campo, que ganhe nos estádios, que ganhe nas discussões sobre “bola” que temos em casa ou no café, que ganhe nas equipas das escolas, que ganhe cá dentro, que ganhe lá fora. É só isto que qualquer verdadeiro Sportinguista quer. Só isto! Como lá chegar, é a pergunta!

A resposta, desta nova geração, pode ser resumida em 3 pontos:

1. Obrigado a todos os que já passaram pelo Sporting no últimos anos. Obrigado pelo serviço prestado, obrigado pelo sportinguismo demonstrado, obrigado pelos 5 títulos em 40 anos. Obrigado, mas agora é a nossa vez:

2. O mundo mudou, o futebol também mudou. E a melhor maneira para prevermos o futuro do Sporting, é criá-lo. Com uma nova geração de pessoas, com novas ideias, novas metodologias, novos modelos, e com energia de quem vive com sucesso as suas vidas profissionais, e que está agora disponível para dar ao Sporting aquilo que dele recebeu. Com amor e paixão, mas sobretudo com talento, capacidade e vicio de ganhar. Está na hora.

3. Está na hora de nos viciarmos no Sporting. Não há outro caminho que não seja o de uma equipa viciada naquilo que faz no clube , e focada numa estratégia que é necessário implementar já para ser possível voltar a ganhar.

No Futebol, com uma equipa dirigente que viva de futebol, se alimente de futebol, que saiba de futebol, de jogadores, de treinadores, de tácticas, de mentalidades, de truques, de motivação, de disciplina, de regras, de leis, de estatísticas. Esta é formula para irmos buscar os jogadores certos, para o lugar certo, no momento certo, ao preço certo, para o clube certo.

Na relação com os Sócios e Adeptos, que é preciso rapidamente restabelecer, com emoção, motivação e humildade de querer servir aqueles que nascem Sporting. É o Sporting que deve investir nos seus sócios e nos seus adeptos e não o contrário. Afinal eles são o maior activo do clube.

No Estádio Alvalade XXI que pode e dever ser re-inventado. No seu modelo de gestão, de ocupação, e de recepção aos sócios, adeptos e sponsors.

Na Academia, que deve ser posicionada como o “sangue verde”, aquele que se for bem cuidado poderá vir a tornar-se no grande eixo diferenciador do Sporting face aos restantes clubes de futebol. O eixo que poderá amplificar a marca Sporting por todo o mundo.

Este é o futuro que o Sporting deve criar. Esta é a geração que está preparada para o conseguir. Este é o projecto que tem de ser liderado com dinâmica, empreendorismo e vicio de ganhar. E este é o convite que queremos fazer a todos os Sportinguistas, de todo o país, de todo o mundo, de todas as gerações.

Quem nasce Sporting pensa assim.

Acabamos sem saudações leoninas ou outras, preferimos a garra de um grito de balneário!

Vamos a eles, Sporting!

Nuno Fernandes Thomaz e Tomas Froes


Estádio Alvalade XXI  :wall: :wall: :wall:

Edit: Só depois vi que o link para o texto já cá estava. Ainda assim fica aqui o dito!
« Última modificação: Fevereiro 17, 2011, 15:06 pm por psilva »
Eu sou responsável pelo que escrevo, não pelo que os outros entendem!

Nunca discutas com um idiota. Ele arrasta-te até ao nível dele, e depois vence-te em experiência.
***** Fevereiro 18, 2011, 13:23 pm
Se se candidatar, é uma pessoa que me agrada muito. Foi internacional e praticou rugby durante toda a vida, é familiar do eng Vasco Pinto Magalhães, grande figura da história do CDUL, e a mim pessoalmente inspira-me toda a confiança.
Além de que os valores que aprendeu no rugby fazem muita falta ao futebol!
Esperemos para ver...
**** Fevereiro 18, 2011, 13:32 pm
O sócio que ponderava e que posteriormente abdicou ainda mexe!

hxxp://www.sportingapoio.com/sporting-esta-na-hora-por-nuno-fernandes-thomaz-e-tomas-froes/[/url]

Citar
“Sporting. Está na hora!” por Nuno Fernandes Thomaz e Tomas Froes

Está na hora!

Esta na hora de vestir a camisola. Está na hora de reunirmos os nossos talentos, o nossoknow how profissional, as nossas competências. Está na hora de darmos ao Sporting aquilo que dele recebemos para a nossa formação de vida, enquanto miúdos, enquanto jovens e também enquanto adultos. Este difícil e complicado momento que o Sporting atravessa é também a hora de uma nova geração se chegar à frente, a nossa geração.

É que esta é uma geração que acredita no sucesso, que acredita que é possível ganhar, porque gosta de ganhar, e quando olha para trás fica legitimamente frustrada com os 5 títulos nacionais conquistados em… 40 anos!

5 títulos em toda a nossa vida. O Sporting merece e vai ter mais! A anestesia que nos foi dada nos últimos anos e que nos vendia” o Sporting como uma Empresa, está fora de validade, e deixou de ter efeito. Já chega, o Sporting não é uma empresa, é um Clube, e esta é a única forma de conseguir “curar” o clube mais ecléctico de Portugal. Sem anestesias, sem remédios, sem maquilhagens bancárias de reestruturações, fundos , e outros projectos com nomes em inglês que ninguém entende para que servem, a não ser aqueles que beneficiam com eles.

No Sporting há bolas no poste, há foras de jogo, há penalties, há cartões, há expulsões, há adeptos, há atletas, há cachecóis, há balizas,…enfim, tudo aquilo que faz parte da vida de um clube e não da vida de uma empresa, É assim que a nossa geração olha para o presente e para o futuro do Sporting. Como um Clube.

Um Clube que ganhe. Que ganhe no campo, que ganhe nos estádios, que ganhe nas discussões sobre “bola” que temos em casa ou no café, que ganhe nas equipas das escolas, que ganhe cá dentro, que ganhe lá fora. É só isto que qualquer verdadeiro Sportinguista quer. Só isto! Como lá chegar, é a pergunta!

A resposta, desta nova geração, pode ser resumida em 3 pontos:

1. Obrigado a todos os que já passaram pelo Sporting no últimos anos. Obrigado pelo serviço prestado, obrigado pelo sportinguismo demonstrado, obrigado pelos 5 títulos em 40 anos. Obrigado, mas agora é a nossa vez:

2. O mundo mudou, o futebol também mudou. E a melhor maneira para prevermos o futuro do Sporting, é criá-lo. Com uma nova geração de pessoas, com novas ideias, novas metodologias, novos modelos, e com energia de quem vive com sucesso as suas vidas profissionais, e que está agora disponível para dar ao Sporting aquilo que dele recebeu. Com amor e paixão, mas sobretudo com talento, capacidade e vicio de ganhar. Está na hora.

3. Está na hora de nos viciarmos no Sporting. Não há outro caminho que não seja o de uma equipa viciada naquilo que faz no clube , e focada numa estratégia que é necessário implementar já para ser possível voltar a ganhar.

No Futebol, com uma equipa dirigente que viva de futebol, se alimente de futebol, que saiba de futebol, de jogadores, de treinadores, de tácticas, de mentalidades, de truques, de motivação, de disciplina, de regras, de leis, de estatísticas. Esta é formula para irmos buscar os jogadores certos, para o lugar certo, no momento certo, ao preço certo, para o clube certo.

Na relação com os Sócios e Adeptos, que é preciso rapidamente restabelecer, com emoção, motivação e humildade de querer servir aqueles que nascem Sporting. É o Sporting que deve investir nos seus sócios e nos seus adeptos e não o contrário. Afinal eles são o maior activo do clube.

No Estádio Alvalade XXI que pode e dever ser re-inventado. No seu modelo de gestão, de ocupação, e de recepção aos sócios, adeptos e sponsors.

Na Academia, que deve ser posicionada como o “sangue verde”, aquele que se for bem cuidado poderá vir a tornar-se no grande eixo diferenciador do Sporting face aos restantes clubes de futebol. O eixo que poderá amplificar a marca Sporting por todo o mundo.

Este é o futuro que o Sporting deve criar. Esta é a geração que está preparada para o conseguir. Este é o projecto que tem de ser liderado com dinâmica, empreendorismo e vicio de ganhar. E este é o convite que queremos fazer a todos os Sportinguistas, de todo o país, de todo o mundo, de todas as gerações.

Quem nasce Sporting pensa assim.

Acabamos sem saudações leoninas ou outras, preferimos a garra de um grito de balneário!

Vamos a eles, Sporting!

Nuno Fernandes Thomaz e Tomas Froes


Estádio Alvalade XXI  :wall: :wall: :wall:

Edit: Só depois vi que o link para o texto já cá estava. Ainda assim fica aqui o dito!


Ele na declaração à radio que fez declarou que não seria candidato à presidência mas que estava no movimento que iria gerar um candidato.
A continuidade e a sua credibilidade trouxeram-nos a esta triste realidade. Basta!

Fevereiro 18, 2011, 20:46 pm
Fechar o tópico!!!!
*** Fevereiro 19, 2011, 09:00 am
"Estádio Alvalade XXI

Podem fechar.
Pretendo ficar amarrado àquilo que foi o sonho de um fundador do Clube.

"Quando se afirma que o mal está no Clube porque a SAD funciona lindamente, estamos chegados a um nível de despudor e de falta de vergonha poucas vezes visto desde que Édipo matou o pai e casou com a mãe."

*** Fevereiro 23, 2011, 02:59 am
Se calhar está na altura de mudar o nome do tópico:

Citar
Pedro Baltazar entra na corrida
JEAN-PAUL LARES

A pouco mais de um mês das eleições para os órgãos sociais do Sporting, vai surgir mais um nome de peso na corrida para a presidência do clube: trata-se de Pedro Baltazar, gestor que era, até há pouco tempo, o maior accionista privado da SAD e seu administrador.

Baltazar, que controla o grupo Nova Expressão, SGPS, cedeu a sua posição na empresa por discordar do rumo que estava a ser traçado pela gestão de Bettencourt, mas deixou claro que pretendia ter uma palavra a dizer no futuro do emblema verde e branco.

Agora, junto com Nuno Fernandes Thomaz - antigo secretário de Estado dos Assuntos do Mar e presidente executivo da consultora Ask - e Tomás Froes - executivo da agência Partners -, que há muito trabalham num projecto para o Sporting, Pedro Baltazar ultima os pormenores da sua candidatura, que deverá ter amanhã uma reunião decisiva, depois de uma fase de preparação e congregação de apoios e esforços.

Ao que O JOGO apurou, esta nova candidatura tem já definida toda a sua estrutura, razão pela qual, após a reunião de amanhã, a decisão de avançar poderá dar origem imediata a um anúncio oficial da composição das listas e do programa eleitoral.

Fundo para investimento

Tal como já foi equacionado por outras personalidades e equacionado por outras candidaturas, também a equipa que pode vir a ser liderada por Pedro Baltazar prepara a criação de um fundo de investimento que permita angariar o capital necessário à reconstrução da equipa de futebol. Sabe O JOGO, Nuno Fernandes Thomaz, que chegou a ser pressionado para assumir a liderança deste projecto, é o homem encarregue da criação deste fundo.

De acordo com fontes próximas do processo, a estratégia e os mecanismos já estarão em fase adiantada e a motivação dos intervenientes é muita.
o jogo

afinal o  Nuno Fernandes Thomaz e o Tomás Froes são pessoas diferentes? Tá difícil acompanhar esta cena toda . . .
*** Fevereiro 23, 2011, 10:44 am
podem fundir este tópico com o baltazar
****** Fevereiro 23, 2011, 12:25 pm
Se calhar está na altura de mudar o nome do tópico:...

Aguanta mais um bocado que isto ainda muda tudo outra vez!

...
afinal o  Nuno Fernandes Thomaz e o Tomás Froes são pessoas diferentes? Tá difícil acompanhar esta cena toda . . .

 :rotfl: :rotfl: :rotfl:
Eu sou responsável pelo que escrevo, não pelo que os outros entendem!

Nunca discutas com um idiota. Ele arrasta-te até ao nível dele, e depois vence-te em experiência.