Fórum SCP

Novas Modalidades

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Que modalidades gostarias de ver no Sporting?

Pessoalmente, gostaria de ver:

Ciclismo
Voleibol
Basquetebol (oficial - sei que temos feminino, mas ainda é muito embrionário e falta o masculino!)
Ténis
Surf
Râguebi (oficial)

Passar o Rugby e o Basquetebol para oficiais.

Como novas, gostava de ter Ciclismo, Voleibol, Basquetebol Masculino, Futebol Feminino, Ténis e desportos aquáticos (Vela, Surf e Bodyboard, etc).

No entanto sei que, no que dependesse desta direcção, já tínhamos estas todas. Sei e percebo perfeitamente que não hajam verbas (ainda). Mas, no futuro, eram estes os meus principais desejos.
Tiro ao danix.
ESFORÇO DEDICAÇÃO DEVOÇÃO E GLORIA.
Isto da modalidades é tudo muito bonito. Mas é preciso que haja condições tais como atletas bons e dinheiro. Criar uma modalidade nova só para fazer número, não!

As modalidades têm que ser sustentáveis. Primeiro têm que haver dinheiro e depois formar bons atletas e depois se Deus quiser temos títulos.
Isto da modalidades é tudo muito bonito. Mas é preciso que haja condições tais como atletas bons e dinheiro. Criar uma modalidade nova só para fazer número, não!

As modalidades têm que ser sustentáveis. Primeiro têm que haver dinheiro e depois formar bons atletas e depois se Deus quiser temos títulos.

Ninguém disse o contrario...
Desportos Electrónicos

O Sporting é nosso outra vez !
Isto da modalidades é tudo muito bonito. Mas é preciso que haja condições tais como atletas bons e dinheiro. Criar uma modalidade nova só para fazer número, não!

As modalidades têm que ser sustentáveis. Primeiro têm que haver dinheiro e depois formar bons atletas e depois se Deus quiser temos títulos.

O atletismo, andebol, futsal, hóquei não são "sustentáveis" no sentido que a suas receitas cobrem as despesas. Recebem cada umas centenas de milhar de euros do Clube, e muito bem que é para isso que as quotas dos sócios servem!

A questão da sustentabilidade prende-se com as receitas do Clube, em particular sócios, que é dai que as modalidades vêm; e prende-se com a vertente desportiva. Por ex. o hóquei foi tornado oficial esta época, algo mais que merecido, e porque desportivamente também era chegado o momento, depois de um percurso brilhante.
Isto da modalidades é tudo muito bonito. Mas é preciso que haja condições tais como atletas bons e dinheiro. Criar uma modalidade nova só para fazer número, não!

As modalidades têm que ser sustentáveis. Primeiro têm que haver dinheiro e depois formar bons atletas e depois se Deus quiser temos títulos.

O atletismo, andebol, futsal, hóquei não são "sustentáveis" no sentido que a suas receitas cobrem as despesas. Recebem cada umas centenas de milhar de euros do Clube, e muito bem que é para isso que as quotas dos sócios servem!

A questão da sustentabilidade prende-se com as receitas do Clube, em particular sócios, que é dai que as modalidades vêm; e prende-se com a vertente desportiva. Por ex. o hóquei foi tornado oficial esta época, algo mais que merecido, e porque desportivamente também era chegado o momento, depois de um percurso brilhante.

Mas a questão da sustentabilidade é  exactamente não dar prejuízo recorrente mente ao Clube.  Na minha cabeça nem sequer passa pela cabeça que as quotas não sirvam para orçamentar as modalidades,  senão isto tornava-se impossivel

E mais,  para mim deve existir espírito solidário intra e inter modalidades. Não veria com maus olhos um ano de prejuízo de uma secção circunstancialmente,  como poderia e deveria ter sido o caso do futsal este ano

Por mim teríamos todas as modalidades existentes no mundo,  em todos os escalões,  tanto feminino como masculino.  Mas essa ideia é utópica e nunca vai acontecer.  Então a criação de novas modalidades deverá sempre  passar pelo respeito de alguns criterios: formação,  sustentabilidade e performance desportiva

Assim o percurso terá de ser sempre o seguido pelo hóquei. Com o trabalho magnifico que desenvolveu conquistou o seu lugar por direito,  não está lá por esmola ou favor.  Será portanto da mais elementar justiça que a mesma "janela" estejam abertas para o basquetebol e para o rugby.  Os outros seguirão as pisadas destes 3 casos de sucesso

Estou certo que havendo estabilidade,  confiança e um rumo tratado,  brevemente mais projectos inovadores aparecerão  :beer:

Sinceramente não sei bem a realidade do Rugby.
No Basquetebol penso que pode ser uma boa altura para voltar a ser modalidade oficial. Com um patrocinio e aproveitando o protocolo com 1ºAgosto penso que podia ser possível começar um projecto bonito. Quando digo começar digo numa prespectiva de Basquete Masculino, porque quem começou este projecto foi quem refundou a secção.

SL
isso do "prejuízo" não faz sentido; se a modalidade X gera 200 de receitas e tem 500 de custos, isso é dar prejuízo? Não, quer dizer que tem um orçamento equilibrado em que 300 vêm do Clube.

A questão que faz sentido é saber os custos que cada modalidade efectivamente tem, saber os meios do Sporting, e adaptar uns aos outros.

Sinceramente não sei bem a realidade do Rugby.
No Basquetebol penso que pode ser uma boa altura para voltar a ser modalidade oficial. Com um patrocinio e aproveitando o protocolo com 1ºAgosto penso que podia ser possível começar um projecto bonito. Quando digo começar digo numa prespectiva de Basquete Masculino, porque quem começou este projecto foi quem refundou a secção.

SL
E tendo em conta que foram feitos ajustes na direcção da secção, eu diria que as condições estão também reunidas neste aspecto, se é que me entendes! ;)
''You have forgotten who you are and so have forgotten me. Look inside yourself, Simba. You are more than what you have become. You must take your place in the Circle of Life.'' Mufasa, Lion King, 1994

''These are dark times, there is no denying. Our world has perhaps faced no greater threat than it does today. But I say this to our citizenry: We, ever your servants, will continue to defend your liberty and repel the forces that seek to take it from you!'' Rufus Scrimgeour, Minister for Magic