Peseiro perde final da Taça do Golfo

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

***** Dezembro 06, 2010, 02:56 am
Não existe gajo no futebol mais pé frio que o Peseiro!
* Dezembro 06, 2010, 09:50 am
Juro que não percebo a panca de algumas pessoas com o Peseiro.

É verdade que fizemos bons jogos com ele (acho que quando pensam nisso, lembram-se do Newcastle e pouco mais...), mas também fizemos péssimos, fizemos um campeonato fraquíssimo (só que os outros também, por isso disfarçou), e, cereja no topo do bolo, conseguimos fazer o que poucos conseguiram: perder uma final europeia em casa, estando a ganhar ao intervalo.

Peseiro? Não, obrigado!


Tens razão. O futebol praticado pelos outros treinadores foram muito melhores: Waseige, Octávio Machado, Carlos Manuel, Fernando Santos, PB e PB2.0! Isto só para citar alguns.  :wall:

 Para mim houve dois treinadores que meteram o SPORTING a jogar bom futebol e não ganharam nada: Jozic e Peseiro! Porque é que não ganharam? Arbitragem, azar e culpa própria. Mas que meteram o SPORTING a jogar bom futebol, meteram e tenho saudades de ver o SPORTING a praticar bom futebol com frequência.

Memória curta. O bom futebol do Peseiro é o verdadeiro mito... a equipa fez uns 7,8 jogos muito bons, de facto... nada mais. Dou-lhe o mérito pela ida brilhante à final da Uefa, porque no campeonato de 2005 perdeu 34 pontos em 34 jornadas ( nos últimos 20 anos só em 98 e 2010 se fez pior )...  e em 2005/2006 à jornada 7 ía com 9 pontos perdidos. Por cada jogo bom que se fazia, tínhamos 4 ou 5 à imagem do SCP actual.
***** Dezembro 06, 2010, 10:13 am
Juro que não percebo a panca de algumas pessoas com o Peseiro.

É verdade que fizemos bons jogos com ele (acho que quando pensam nisso, lembram-se do Newcastle e pouco mais...), mas também fizemos péssimos, fizemos um campeonato fraquíssimo (só que os outros também, por isso disfarçou), e, cereja no topo do bolo, conseguimos fazer o que poucos conseguiram: perder uma final europeia em casa, estando a ganhar ao intervalo.

Peseiro? Não, obrigado!


Tens razão. O futebol praticado pelos outros treinadores foram muito melhores: Waseige, Octávio Machado, Carlos Manuel, Fernando Santos, PB e PB2.0! Isto só para citar alguns.  :wall:

 Para mim houve dois treinadores que meteram o SPORTING a jogar bom futebol e não ganharam nada: Jozic e Peseiro! Porque é que não ganharam? Arbitragem, azar e culpa própria. Mas que meteram o SPORTING a jogar bom futebol, meteram e tenho saudades de ver o SPORTING a praticar bom futebol com frequência.

Memória curta. O bom futebol do Peseiro é o verdadeiro mito... a equipa fez uns 7,8 jogos muito bons, de facto... nada mais. Dou-lhe o mérito pela ida brilhante à final da Uefa, porque no campeonato de 2005 perdeu 34 pontos em 34 jornadas ( nos últimos 20 anos só em 98 e 2010 se fez pior )...  e em 2005/2006 à jornada 7 ía com 9 pontos perdidos. Por cada jogo bom que se fazia, tínhamos 4 ou 5 à imagem do SCP actual.


Sabem porque e que o pessoal ainda hoje fala do Peseiro? e que mesmo so tendo feito 7 ou 8 jogos muito bons, a seguir a ele muito e so mesmo muito raramente tiveste um ou outro jogo desse nivel.
Isto e o que faz as pessoas sentirem falta do Peseiro, nao e um mito, e simplesmente ver que o Sporting deixou de pelo menos de vez em quando jogar a bola como se nao houvesse amanha!
Sporting Clube de Portugal
* Dezembro 06, 2010, 11:42 am
Aceito; mas nunca vou ter saudades de quem faz 41 jogos para o campeonato, perde 12 jogos e empata 7. São 43 pontos perdidos. Aproveitamento de 59 por cento. Deixa-me dizer-te que é péssimo. Dos piores da história do clube.
Dezembro 06, 2010, 12:00 pm

Memória curta. O bom futebol do Peseiro é o verdadeiro mito... a equipa fez uns 7,8 jogos muito bons, de facto... nada mais. Dou-lhe o mérito pela ida brilhante à final da Uefa, porque no campeonato de 2005 perdeu 34 pontos em 34 jornadas ( nos últimos 20 anos só em 98 e 2010 se fez pior )...  e em 2005/2006 à jornada 7 ía com 9 pontos perdidos. Por cada jogo bom que se fazia, tínhamos 4 ou 5 à imagem do SCP actual.


 :arrow: :arrow: Tenho de concordar.

Foi capaz de colocar, apenas a espaços e não regularmente (e muito menos sempre), a equipa a jogar um futebol de facto vistoso, mas somente em termos de ataque. A defesa era constantemente mal organizada e muitas vezes um passador comprometedor. Esses jogos positivos coincidiram com resultados, equipas e momentos que fizeram a memória de muitos adeptos (Boavista, Newcastle...). Perdurou o romantismo de momentos, em vez do pragmatismo do total. E ele até teve o seu momento de sorte no milagre na Holanda onde só um golo caido do céu do Miguel Garcia lhe permitiu ir à (perdermos em casa a) final da Uefa. Aquele plantel e equipa (talvez a última com geral quantidade de qualidade para um Sporting ambicioso) não merecia as incompetentes escolhas que Peseiro fez para esse jogo e em muitos outros anteriores...

Anyway, no campeonato a maioria dos resultados e até exibições dessa época eram fracos e insuficientes. A juntar a esses dados incontornáveis dos pontos perdidos (terminar em 3º no ano do pior campeão nacional de sempre é obra... é que mesmo que tivesse ganho, seria o campeão menos pontuado de sempre) junta-se que na altura fez-se um levantamento do nº de jogos em que a equipa não marcou golos (muitos) e os jogos onde invariavelmente sofria golos (demasiados), o que ainda piorava o quadro geral. Junte-se a isso a falta de pulso e o ser um pé frio (0 titulos), e temos o perfil do Peseiro. Não menciono o «ser lampião» porque isso para mim é ultrapassável com resultados e profissionalismo, se bem que alguns mesmos que se calhar poupam o Peseiro a epiteto são dos mesmos que usam essa arma de arremesso com outros lampiões que tivemos a orientar a equipa nos ultimos aos (e não foram poucos)..
« Última modificação: Dezembro 06, 2010, 12:05 pm por Hollow »
* Dezembro 06, 2010, 12:54 pm
O Peseiro é mito sim. Com o Peseiro raramente se ganham troféus, simplesmente não está talhado para isso. Nos momentos chaves a equipa vai abaixo. Além disso, e como repetidamente eu e outros temos afirmado, os resultados no Sporting não foram por aí além. Tem a tal chegada à final da Uefa, mas o caminho até lá foi um bocado tortuoso. Ficam, claro, marcado por cenas verdadeiramente épicas, dignas de um filme de sessenta, com heróis do último momento e tudo. Mas não esqueçamos que fez asneira na final e que no campeonato perdeu para um dos mais fracos campeões de que me lembro. A época seguinte, então, foi um descalabro. Nem equipa, nem balneário e contratações milionários de autêntico fiasco.
“A lot of football success is in the mind. You must believe you are the best and then make sure that you are.” - Bill Shankly
***** Dezembro 06, 2010, 13:18 pm
O Peseiro é mito sim. Com o Peseiro raramente se ganham troféus, simplesmente não está talhado para isso. Nos momentos chaves a equipa vai abaixo. Além disso, e como repetidamente eu e outros temos afirmado, os resultados no Sporting não foram por aí além. Tem a tal chegada à final da Uefa, mas o caminho até lá foi um bocado tortuoso. Ficam, claro, marcado por cenas verdadeiramente épicas, dignas de um filme de sessenta, com heróis do último momento e tudo. Mas não esqueçamos que fez asneira na final e que no campeonato perdeu para um dos mais fracos campeões de que me lembro. A época seguinte, então, foi um descalabro. Nem equipa, nem balneário e contratações milionários de autêntico fiasco.

Tortuoso? Tortuoso é perder com o Gençleerbirligi, com o Halmstad ou com o com o Viking. Fomos a uma final da UEFA e o resto é conversa. A história da época ter sido péssima a mim diz-me...zero. Prefiro ser campeão com 50 pontos, do que ser segundo com 70 pontos. O que conta para mim é a distância para o primeiro e até quando acalento esperanças de ser campeão.
Quem fala em mito de Peseiro não deve saber o que é bom futebol porque se na época dele vi 10 jogos muito acima da média, desde aí vi um ou dois. E a perder, prefiro jogar bem do que mal.

Btw, anti-Peseiro expliquem-me como por alturas de 2005 o Sporting foi considerado (e não em Portugal) o melhor futebol da Europa. Também serão eles fãs de Peseiro? Se não fossem os picanhas a lixar o plantel hoje havia uma estátua do homem em Alvalade.
****** Dezembro 06, 2010, 13:45 pm
O Peseiro é mito sim. Com o Peseiro raramente se ganham troféus, simplesmente não está talhado para isso. Nos momentos chaves a equipa vai abaixo. Além disso, e como repetidamente eu e outros temos afirmado, os resultados no Sporting não foram por aí além. Tem a tal chegada à final da Uefa, mas o caminho até lá foi um bocado tortuoso. Ficam, claro, marcado por cenas verdadeiramente épicas, dignas de um filme de sessenta, com heróis do último momento e tudo. Mas não esqueçamos que fez asneira na final e que no campeonato perdeu para um dos mais fracos campeões de que me lembro. A época seguinte, então, foi um descalabro. Nem equipa, nem balneário e contratações milionários de autêntico fiasco.

Tortuoso? Tortuoso é perder com o Gençleerbirligi, com o Halmstad ou com o com o Viking. Fomos a uma final da UEFA e o resto é conversa. A história da época ter sido péssima a mim diz-me...zero. Prefiro ser campeão com 50 pontos, do que ser segundo com 70 pontos. O que conta para mim é a distância para o primeiro e até quando acalento esperanças de ser campeão.
Quem fala em mito de Peseiro não deve saber o que é bom futebol porque se na época dele vi 10 jogos muito acima da média, desde aí vi um ou dois. E a perder, prefiro jogar bem do que mal.

Btw, anti-Peseiro expliquem-me como por alturas de 2005 o Sporting foi considerado (e não em Portugal) o melhor futebol da Europa. Também serão eles fãs de Peseiro? Se não fossem os picanhas a lixar o plantel hoje havia uma estátua do homem em Alvalade.
E salvo erro com um dos melhores ataques da europa durante algum tempo  :whistle:
Não ganhamos nada mas demos show e deixa muitas saudades a mim pelo menos, se não ganhamos nada ao menos que demos espectáculo sempre valoriza mais a equipa
“Para mim, o Sporting é como uma mulher que se ama logo à primeira vista. Um homem pode conhecer várias mulheres, mas há sempre ‘aquela’, a especial. Independentemente de ficarmos com ela ou não, lembramo-nos dela para sempre!” De Franceschi
***** Dezembro 06, 2010, 13:50 pm
Para perder finais é preciso lá chegar.O Sporting,em mais de 100 anos,chegou a duas,uma foi com o José Peseiro.Pensem nisto  :great:

Contudo,como neste clube o que é bom é mau e o que é mau é bom tiram o valor ao trabalho que ele fez.Agora estamos muito melhor não haja dúvidas  :lol: :lol:

Se alguém fosse penta campeão europeu pelo Sporting,não tenho dúvidas que 3 ou 4 anos depois haveria pessoas a dizer que "foi sorte" ou "é um mito"
**** Dezembro 06, 2010, 13:57 pm
A bola que entre na baliza de qualquer maneira (até pode ser auto -golo) , e o resto é conversa.  Esse ano de 2004/2005 foi um ano cheio de altos e baixos, mas guardando 2 ou 3 jogos que foram muito especiais, não me dá saudade nenhuma perder 2 finais numa semana.
* Dezembro 06, 2010, 14:00 pm
Foi com o José Peseiro que eu vi o Sporting a jogar à bola. O futebol do Sporting era fantástico.

A final está atravessada mas não culpo o treinador.
O Sporting Clube de Portugal não se resume a uma paixão por um símbolo desenhado numa camisola. É uma religião, uma ideologia, uma forma de vida!
***** Dezembro 06, 2010, 14:05 pm
A final está atravessada mas não culpo o treinador.

Ah não? Isso é porque se calhar já não te lembras que ele mudou meia equipa para pôr o Miguel Garcia a titular, como prémio por Alkmaar.

* Dezembro 06, 2010, 14:07 pm
Tortuoso? Tortuoso é perder com o Gençleerbirligi, com o Halmstad ou com o com o Viking. Fomos a uma final da UEFA e o resto é conversa. A história da época ter sido péssima a mim diz-me...zero. Prefiro ser campeão com 50 pontos, do que ser segundo com 70 pontos. O que conta para mim é a distância para o primeiro e até quando acalento esperanças de ser campeão.

Olha que por acaso quem perdeu com o Halmstad foi mesmo o Peseiro no ano seguinte a ter ido à final da UEFA. Nesse ano fomos logo borda fora na 1ª ronda, depois de termos sido eliminados na pré-eliminatória da LC pela Udinese.

Quanto ao resto, podes preferir ser campeão com 50 pontos, mas a verdade é que não fomos.
* Dezembro 06, 2010, 14:09 pm
A final está atravessada mas não culpo o treinador.

Ah não? Isso é porque se calhar já não te lembras que ele mudou meia equipa para pôr o Miguel Garcia a titular, como prémio por Alkmaar.



Lembro-me como se fosse hoje. Foi pelo Miguel Garcia que perdemos o jogo?
O Sporting Clube de Portugal não se resume a uma paixão por um símbolo desenhado numa camisola. É uma religião, uma ideologia, uma forma de vida!
***** Dezembro 06, 2010, 14:11 pm
Tortuoso? Tortuoso é perder com o Gençleerbirligi, com o Halmstad ou com o com o Viking. Fomos a uma final da UEFA e o resto é conversa. A história da época ter sido péssima a mim diz-me...zero. Prefiro ser campeão com 50 pontos, do que ser segundo com 70 pontos. O que conta para mim é a distância para o primeiro e até quando acalento esperanças de ser campeão.

Olha que por acaso quem perdeu com o Halmstad foi mesmo o Peseiro no ano seguinte a ter ido à final da UEFA. Nesse ano fomos logo borda fora na 1ª ronda, depois de termos sido eliminados na pré-eliminatória da LC pela Udinese.

Quanto ao resto, podes preferir ser campeão com 50 pontos, mas a verdade é que não fomos.

Eu sei que foi, mas eu estava-me a referir a quem criticou o trajecto na UEFA em que fomos à final. Aliás, ele cai, salvo erro, num jogo imediatamente a seguir em casa para o campeonato (Académica?).
***** Dezembro 06, 2010, 14:13 pm
A final está atravessada mas não culpo o treinador.

Ah não? Isso é porque se calhar já não te lembras que ele mudou meia equipa para pôr o Miguel Garcia a titular, como prémio por Alkmaar.



Lembro-me como se fosse hoje. Foi pelo Miguel Garcia que perdemos o jogo?

Não, mas isso fez com que alinhasse um 11 que nunca tinha jogado junto, com jogadores fora das posições habituais, o que não parece boa ideia para uma final.
* Dezembro 06, 2010, 14:15 pm
@Leão de Ouro

Sim perdemos 1-0 em casa com a Académica.


Não, mas isso fez com que alinhasse um 11 que nunca tinha jogado junto, com jogadores fora das posições habituais, o que não parece boa ideia para uma final.

Tudo bem mas penso que não foi por ai. Eles tiveram foi uma sorte do caraças  >:(
O Sporting Clube de Portugal não se resume a uma paixão por um símbolo desenhado numa camisola. É uma religião, uma ideologia, uma forma de vida!
* Dezembro 06, 2010, 14:30 pm
Não sou anti-Peseiro, não compreendo muito bem é a glorificação do mesmo relativamente ao bom futebol praticado. Não é verdade. O homem fez uns 60 jogos e vi esse bom futebol em cerca de de 10 % ( alguns jogos épicos, certo ).

Não retiro o mérito da final da Uefa, competição onde tivemos os tais jogos épicos. Estou-lhe grato por grande caminhada, onde houve emoção a rodos, jogos dramáticos. Azar de ter apanhado uma equipa russa, fresca, pela calendarização do seu campeonato interno. De resto, fez um campeonato ao nível dos piores de sempre. Isto não é subjectivo. Também prefiro ser campeão com 50 pontos do que segundo com 70. Ele não o foi. Foi terceiro. Num ano de um benfica medíocre e de um porto dos piores das últimas 3 décadas. Saudosismo de uma equipa internamente incompetente, não obrigado, que actuamente temos outra ao mesmo nível.

Não me esqueço também que estivemos fora da Europa no segundo ano, com a eliminação da Champions com a Udinese e da Uefa com o Hamlstad
* Dezembro 06, 2010, 14:33 pm
Eu um fui dos que dos que quis que o Peseiro continuasse do final daquela época em que podiamos ter ganho tudo. Quis, porque achei que merecia, quis pelo feito quase inédito na história do Sporting que foi ter ido a uma final europeia e quis porque achei que poderia fazer algo mais na época seguinte.

Mas a verdade é que não conseguiu. As coisas já não andavam famosas internamente, mas a equipa morreu naquele episódio Cabeçudo vs. Ricardo. E apesar de em termos de resutlados a nova época até não ter começado mal no campeonato, a verdade é que o balneário já estava completamente virado do avesso, e depois vieram mesmo os maus resultados e a eliminação na Taça Uefa.

Não havia nada a fazer para alterar as coisas, o Peseiro já não tinha mão naquilo, e esse vai ser sempre o problema dele ao longo da carreira. Percebe de bola, tem boas competências tecnico-tacticas, mas é mole, falta-lhe pulso para meter bons jogadores na ordem e por isso as equipas dele falham sempre nos momentos decisivos.
* Dezembro 06, 2010, 15:32 pm
Eu um fui dos que dos que quis que o Peseiro continuasse do final daquela época em que podiamos ter ganho tudo. Quis, porque achei que merecia, quis pelo feito quase inédito na história do Sporting que foi ter ido a uma final europeia e quis porque achei que poderia fazer algo mais na época seguinte.

Mas a verdade é que não conseguiu. As coisas já não andavam famosas internamente, mas a equipa morreu naquele episódio Cabeçudo vs. Ricardo. E apesar de em termos de resutlados a nova época até não ter começado mal no campeonato, a verdade é que o balneário já estava completamente virado do avesso, e depois vieram mesmo os maus resultados e a eliminação na Taça Uefa.

Não havia nada a fazer para alterar as coisas, o Peseiro já não tinha mão naquilo, e esse vai ser sempre o problema dele ao longo da carreira. Percebe de bola, tem boas competências tecnico-tacticas, mas é mole, falta-lhe pulso para meter bons jogadores na ordem e por isso as equipas dele falham sempre nos momentos decisivos.

Também achei que era de manter para o segundo ano, pelo tal reconhecimento pela Uefa, mas aquele início, a somar a tudo que se passou, foi uma calamidade... 11 jogos, 5 vitórias, 1 empate e 5 derrotas, eliminação da Champions e da Uefa... o que fazer? Na altura ainda tínhamos adeptos que não se conformavam...