Wiki Sporting, a enciclopédia do Sporting Clube de Portugal

Forum SCP - A Comunidade do Sporting Clube de Portugal


Olá, Visitante. Por favor Entre ou Registe-se se ainda não for membro.
Novembro 28, 2014, 00:30

Entrar com nome de utilizador, password e duração da sessão

Anúncios:

Início Início  Ajuda Ajuda  Regras Regras  Pesquisa Pesquisa  Entrar Entrar  Registe-se Registe-se       Wiki Wiki  Links Links 
Fórum SCP - A Comunidade do Sporting Clube de Portugal Assuntos Desportivos Futebol de Outras Equipas e Selecções (Moderadores: Angel Lion, Stunner) Tópico:

Peseiro perde final da Taça do Golfo

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.
Páginas: « anterior 1 2 [3] 4 5 ... 7 seguinte » Ir para o fundo Imprimir
Autor Tópico: Peseiro perde final da Taça do Golfo (Lida 4677 vezes)

Re: Peseiro perde final da Taça do Golfo , « Resposta #40 em: Dezembro 06, 2010, 15:40 »



*
Veterano

Mensagens: 10355
Idade: 22
Masculino


Também acho que o Peseiro devia ter continuado, mas não teve mão no balneário e o seu despedimento era inevitável. E lembro-me que na época da final da UEFA mesmo quando perdíamos ou empatávamos jogávamos bem, como por exemplo um jogo com o Setúbal em Alvalade que fizemos um jogão e não ganhámos, prefiro assim do que agora que não jogamos nada e não ganhamos.

Espero que o Peseiro com o tempo consiga ganhar pulso no balneário e teremos ali um grande treinador.
Registado



Re: Peseiro perde final da Taça do Golfo , « Resposta #41 em: Dezembro 06, 2010, 16:30 »

Hollow

Não sou anti-Peseiro, não compreendo muito bem é a glorificação do mesmo relativamente ao bom futebol praticado. Não é verdade. O homem fez uns 60 jogos e vi esse bom futebol em cerca de de 10 % ( alguns jogos épicos, certo ). Não retiro o mérito da final da Uefa, competição onde tivemos os tais jogos épicos. Estou-lhe grato por grande caminhada, onde houve emoção a rodos, jogos dramáticos. Azar de ter apanhado uma equipa russa, fresca, pela calendarização do seu campeonato interno. De resto, fez um campeonato ao nível dos piores de sempre. Isto não é subjectivo. Também prefiro ser campeão com 50 pontos do que segundo com 70. Ele não o foi. Foi terceiro. Num ano de um benfica medíocre e de um porto dos piores das últimas 3 décadas. Saudosismo de uma equipa internamente incompetente, não obrigado, que actuamente temos outra ao mesmo nível.


 Seta (dizendo muito do que eu ia dizer) Haja bom-senso. Ninguém aqui coloca em causa a boa campanha europeia dessa época. Eu pessoalmente não levo a mal quem prefira continuar agarrado a um punhado de jogos épicos, bem disputados e vitoriosos, e sobrepôr constantemente isso a uma época interna desastrosa, com números negativos claros e reveladores, e em que o saldo termina deprimente e sem qualquer titulo para amostra. O pior é quando o romantismo provoca a noção de falar de cor...

Em tempos eu também vivi nostalgicamente agarrado à campanha de Marinho Peres, em que com uma equipa mais desiquilibrada, em jogos com um futebol igualmente vistoso (quiçá melhor, por ser mais consistente) e sem a motivação extra de jogar uma final em casa, apenas foi travado nas meias-finais aos pés de um Inter de Milão, futuro vencedor da Taça Uefa desse ano. Aliás, se não fosse o golo de Miguel Garcia/presença na final da Uefa, e comparando os números das épocas, Peres ganhava de goleada a Peseiro. Não é que eu agora ande a sonhar diariamente para que se traga o Marinho de novo... Ou que aconteça algum milagre com o Paulo Sérgio (li algures que o Sporting era até o melhor ataque da actual Taça Uefa....)... É mais porque eu não penso como alguns, como li há tempos atrás, que basicamente preferem «jogar bem e não ganhar titulos» do que o contrário...


Porém, se haja quem fale em «azar», reconheça-se a tremenda «sorte» em ir a essa «final inédita» às custas de uma derrota e um golo milagroso no último minuto dos descontos. Se haja quem constantemente desvalorize o trabalho de outros treinadores porque em determinada época este ou aquele rival não estavam no seu melhor, então reconheça-se que o Sporting 2004/2005 só se foi iludindo com o campeonato porque o fcp era certamente o mais fraco da últimas décadas, bem como o slb de karadas e companhia (pior campeão de sempre). E é que mesmo assim Peseiro nem em 2º terminou! Ficou em 3º. Melhor ataque sim, mas apenas com a 9ª (!) melhor defesa. Com 7 empates (quatro dos quais a 0) e com 9 derrotas (sete das quais a 0; mais 2 derrotas que slb... e rio ave, mais 3 que fcp), portanto com 11 jornadas sem marcar golos e perdendo 34 pontos em 34 jornadas. Haja quem se queira iludir que isso foi tudo á custa de arbitragens, azar e que todos/a maioria desses jogos contaram com o tal futebol vistoso.... Pois.

Convém perceber que a época do Sporting não foi apenas a Uefa e não foram apenas 20 jogos no total, de modo a fazer parecer que uma dezena de bons jogos e futebol vistoso chega e sobra para ficarmos todos com saudades... Não, foram cerca de 52 jogos. E garanto que, para mim, houve (a maioria dos) jogos em que as exibições foram de insuficientes a más, não raras vezes com o ataque anulado, e demasiadas vezes com a defesa desastrosa. Se por exemplo me lembrar dessa bela exibição em Alvalade com o Penafiel então..... Anyway, Peseiro nada ganhou (e pelos vistos continua sem ganhar, vá se lá perceber...), ficou em 3º e perdeu uma final da Uefa em terreno amistoso... e o resto é conversa.


Ah, e as indisciplinas e casos não apareceram por acaso... O ambiente em apenas uma época tornou-se insustentável muito por culpa e incompetência própria de Peseiro, da sua não-acção, da sua falta de pulso, da sua falta de liderança. Isto para não escrutinar os seus erros técnicos, a começar na dita final da Uefa... prescindir do Rui Jorge na esquerda, tirar o Rogério da habitual lateral-direita, optar pelo Enakarihe (um dos maiores enterras nesse jogo... e outro que ainda sobrevive nas memórias às custas de sabe-se lá bem o quê nessa época...) foi de mestre... MESMO ASSIM, a Peseiro foi dada a hipótese de iniciar a nova época a seguir, onde... afinal... depois de deixar sair carne brasileira da boa (Rogério) e livrar-se do "culpado" Rochemback, foi ele que pediu/permitiu o aumento do gang brasuca com um tal de Edson, um tal de Manoel e um tal de Wender...  Roll Eyes E o que é que se seguiu: balneário destruido, eliminação da champions, eliminação da Uefa... afinal, ele sim, aos pés de um tal Hallmstads... e já com 3 derrotas em 7 jogos no campeonato (no total, já com 6 derrotas em 11 jogos)... E tudo isso já sem vestigios de qualquer futebol vistoso...
« Última modificação: Dezembro 06, 2010, 16:50 por Hollow » Registado
Re: Peseiro perde final da Taça do Golfo , « Resposta #42 em: Dezembro 06, 2010, 16:42 »



*
Sénior

Mensagens: 8861
Idade: 26
Localidade: Guimarães
Masculino


Eu continuo a dizer que o ciclo do Peseiro no Sporting, morreu com a final da taça uefa e a nao conquista do campeonato, mas reconheco uma coisa, olhar para aquele Peseiro que entrou no Sporting, e ver treinadores como Carvalhal ou Paulo Sergio a treinar o Sporting, nao me deixa saudades de Peseiro, mas serve ainda mais para confirmar o rumo descendente e a pique em que o Sporting Clube de Portugal esta inserido!
Registado

Sporting Clube de Portugal
Re: Peseiro perde final da Taça do Golfo , « Resposta #43 em: Dezembro 06, 2010, 17:21 »



*
Veterano

Mensagens: 7257
Idade: 22
Localidade: Lisboa
Masculino


José Peseiro: «Mais tarde ou mais cedo vou ganhar finais»
Actual seleccionador da Arábia Saudita derrotado na Taça do Golfo


A derrota na final da Taça do Golfo não retira o optimismo a José Peseiro. O actual seleccionador da Arábia Saudita continua sem ganhar títulos, mas sabe que um dia a sua hora vai chegar. Esta foi a segunda final perdida por Peseiro, depois da Taça UEFA em Alvalade, no Sporting-CSKA Moscovo.

«É a segunda final que perco na minha carreira, não acho que sejam assim tantas. Teria gostado de as vencer e mais tarde ou mais cedo, vou começar a ganhá-las. Mas a minha primeira preocupação, como treinador, é chegar até elas, às finais. Depois sim, é preciso vencê-las», disse José Peseiro, citado pela sua assessoria de comunicação e imagem.

Nesta edição da Taça do Golfo, a Arábia Saudita fez-se representar pela selecção de sub-23. «Não estou preocupado por ter perdido, estou triste, que é uma coisa diferente. Sei que vou continuar a ganhar e a perder, mas o essencial é continuar a fazer o trabalho bem feito. Porque assim estarei sempre mais perto de chegar a uma nova final, e vencê-la», terminou José Peseiro.

In MaisFutebol
Registado
Re: Peseiro perde final da Taça do Golfo , « Resposta #44 em: Dezembro 07, 2010, 12:04 »



*

Condecorações:Treinador de Bancada 2013Treinador de Bancada 2012Treinador de Bancada 2011


Mensagens: 9964
Idade: 38
Masculino


Pois eu, pelo que julgo saber, ainda vivo numa democracia. Pode não ser grande coisa, mas ainda é uma democracia. Pode até já estar na fronteira da democracia, mas ainda o é.

Para mim, metade das coisas que por aí se dizem do Peseiro não correspondem à realidade. Por isso chamo-lhe "mito". Se com Peseiro vi jogos emotivos, raramente vi um Sporting verdadeiramente competente e rigoroso. Eu sei que entrar para um jogo sem saber se vamos ganhar por 3 ou perder por 3 pode ser o âmago do futebol. Eu sei que ganhar por 4-3 pode ser espectacular (mas também o pode não ser, porque nem sempre tal se deve a grande qualidade do jogo ou dos jogadores, mas sim a falta dela), mas também já vi grandes jogos acabarem com 1-0 ou 2-1. Depende do que se entende por "espectacular" ou do que se está à procura num jogo. Mas o que eu acho mesmo espectacular é a forma como o Chelsea ganhava jogos no inicio desta época. Ou como o Barcelona costuma ganhar. Isso sim, para mim, é espectacular. Ver o Enakarhire ou o Beto a correr feitos parvos atrás dos adversários e sem pernas para os acompanhar, para mi tem pouco espectáculo. Ver o Sporting sofrer golos através de passes para as costas dos nossos defesas pelos centrais ainda na sua área... ainda menos espectacular é. Facilmente ultrapasso o facto de sofrer grandes golos, de grandes jogadas. O futebol (o bom) é isso. Agora dessa forma... não!

Talvez tenha errado na palavra. "Tortuoso" não define o que queria dizer. Tortuoso parece que nos fez passar um mau bocado, mas não foi nada disso. Tirando na final. Aí sofremos à séria. Mas não foi "espectacular". Ou melhor, foi tão espectacular como qualquer outro jogo onde uma das equipas se abre toda. Não achei os jogos com Newcastle e Middlesbrough espectaculares. Principalmente com o Newcastle. Foi espectacular ganhar por 4-1, mas o Sporting, na minha opinião, jogou apenas "mais ou menos". Os outros jogaram muito mal. Eu sei, eu estava lá no estádio. Ninguém me contou, não precisei de ler jornais ou de ver resumos televisivos. Mas se calhar outros que lá estiveram acharam "espectacular". São opiniões. Nesse ano tiveram juito espectáculo. Na Champions também houve desse espectáculo, sendo que a "equipa mais espectacular da Europa, ou seja, o Sporting de Peseiro" não ganhava essa final espectacular. O motivo é simples: até a malta do Milan corria mais depressa que a nossa defesa na final da Uefa.

O que não é nada espectacular é ver uma equipa numa final entrar com Enakarhire, Beto e Miguel Garcia, quando do outro lado estão jogadores rapidíssimos. Muito menos espectacular é dar espaço a quem gosta de o aproveitar, como era esse CSKA.

O Sporting em 2002 era espectacular. O de 2005 era emotivo. A Premier Leagtue é, maioritariamente, emotiva. Um exemplo disso é a equipa com a qual simpatizo desde os meus dez anos: o Tottenham. Neste momento jogam espectacularmente de uma forma emotiva (acabei de reinventar a língua portuguesa). Mas sempre com o coração nas mãos e a cabeça não se sabe bem onde. Ganharão mais do que perdem, mas só com milagres serão campeões. Porque para além da alma, uma equipa também tem de ter cabeça. E Isso, por vezes, significa baixar a defesa, ter mais bola, adormecer o jogo. E quando se faz isso bem... para mim é espectacular! Porque também é futebol. Jogar sempre com a defesa junto da linha de meio-campo só porque sim e porque está nos livros... não é futebol. É literatura. Para mim, que não percebo nada de futebol. O Tottenham ganhará de forma espectacular, mas dificilmente ganhará títulos de monta. E atenção, jogam muito mais do que o Sporting de Peseiro. E terão o estádio cheio.

Mas isso é lá. E mesmo quando o Tottenham não ganha, por mim tudo bem. Quando o Sporting não ganha, tudo mal. Quando eu vejo o Sporting incapaz de saber ganhar um jogo ou manter um resultado, tudo mal. Quando tanto dou 3 ao Porto como levo 3 do Nacional, tudo mal. Porque não é a mesma coisa. O Sporting, para mim, tem de ganhar títulos. E jogar bem. De forma espectacular. Só uma coisa não chega. Mais espectacular que o Sporting de Peseiro era o de Jozic. Mas quantos anos aguentam vocês com o 4º lugar? E quantos anos aguentaria o Sporting? E olhem que esse nem teve direito a segunda época. O Peseiro teve e já nem emoção tinha, eram só desastres.

Ah, já me esquecia daquela coisa do campeonato. Então perder um torneio fácil é igual a perder um torneio difícil. Aquele foi o campeonato mais fraquinho da última década. Nenhuma equipa foi realmente forte. E nós ficámos em terceiro. Imagino se os adversários estivessem na mó de cima. Mas pronto, é o mesmo. A distância para o primeiro mantêm-se sendo regular, não é ganhando um por 4 e perdendo o a seguir por 3. Nesse ano ninguém se distanciou porque todos estavam irregulares. Bastou um italiano fazer o seu cálculo ao pontinho para ganhar. Espectacular!


Mas pronto, isto sou eu, que sou burro e comecei a ver futebol ontem. Deixem passar os espertos. Olha, este que lá está agora também diz que fazemos um monte de remates e cruzamentos e coisas assim. Que temos é azar. Deixem-no lá ficar a dar espectáculo!

PS: Peço desculpa, a quem se deu ao trabalho de ler, pela extensão do texto.
Registado

“A lot of football success is in the mind. You must believe you are the best and then make sure that you are.” - Bill Shankly
Re: Peseiro perde final da Taça do Golfo , « Resposta #45 em: Dezembro 07, 2010, 12:17 »

Gebeeme

@ Ravanelli

Excelente comentário.  Bater Palmas Bater Palmas Bater Palmas

Li-o num instante.

Fiquei simplesmente  Chocado com a intensidade que puseste nas tuas palavras... Só mesmo um Sportinguista dos verdadeiros é que conseguia fazer isso.

E sinceramente, pá, ... 

"Não percebo(es) nada de futebol? Comecei (çaste) a ver futebol ontem?"

Olha que a falsa modéstia é um grande defeito. 

P.S. - Já pensaste em escrever num jornal? Davas 10 a 0 a muitos pasquineiros da nossa praça. Tu e muitos dos colegas foristas que para aqui andam.  
« Última modificação: Dezembro 07, 2010, 12:20 por Gebeeme » Registado
Re: Peseiro perde final da Taça do Golfo , « Resposta #46 em: Dezembro 07, 2010, 12:19 »



*

Condecorações:Membro do Ano 2010


Mensagens: 29706
Idade: 33
Localidade: Stockholm
Masculino

WWW
Eu também nunca fui grande adepto do futebol do Peseiro... de um modo geral era um futebol pouco consistente e com pouca espectacularidade (o Mauras chamava-lhe o "futebol-andebol" tal era a quantidade de passes lateralizados que eram feitos Huh?). Conseguiu ainda assim jogos bem produtivos, sobretudo quando o adversário se esquecia de colmatar os pontos fortes do Sporting, e algumas dessas partidas calharam de ser nos jogos europeus, projectando a equipa até à final da UEFA.

Futebol realmente espectacular assim dos últimos anos vi eu em:

- 2001/02 com Jardel, JVP, Niculae e Quaresma no ataque, mas era fundamentalmente quando a bola chegava lá à frente, porque o meio-campo teve de se socorrer de um Hugo Viana ainda a dar os primeiros passos para poder chegar ao mínimo do aceitável;

- 1998/99, o mais espectacular dos últimos 15 anos, quer à frente, quer no meio, quer atrás e que pecava apenas por alguma irregularidade e por um fraco aproveitamento das oportunidades criadas (não havia um Jardel e Acosta chegou tarde e depois ainda demorou a adaptar-se)... mas que jogávamos a todo o campo e em alta rotação, lá isso jogávamos e era um prazer ver o nosso Sporting a jogar à bola. Infelizmente o Sistema exterminou as nossas hipóteses no campeonato nessa temporada.
Registado
Re: Peseiro perde final da Taça do Golfo , « Resposta #47 em: Dezembro 07, 2010, 12:19 »


On a steel horse I ride


*

Condecorações:Membro do Ano 2012Membro do ano 2011


Mensagens: 25183
Localidade: VILA NOVA GAIA
Masculino


Pois eu, pelo que julgo saber, ainda vivo numa democracia. Pode não ser grande coisa, mas ainda é uma democracia. Pode até já estar na fronteira da democracia, mas ainda o é.

Para mim, metade das coisas que por aí se dizem do Peseiro não correspondem à realidade. Por isso chamo-lhe "mito". Se com Peseiro vi jogos emotivos, raramente vi um Sporting verdadeiramente competente e rigoroso. Eu sei que entrar para um jogo sem saber se vamos ganhar por 3 ou perder por 3 pode ser o âmago do futebol. Eu sei que ganhar por 4-3 pode ser espectacular (mas também o pode não ser, porque nem sempre tal se deve a grande qualidade do jogo ou dos jogadores, mas sim a falta dela), mas também já vi grandes jogos acabarem com 1-0 ou 2-1. Depende do que se entende por "espectacular" ou do que se está à procura num jogo. Mas o que eu acho mesmo espectacular é a forma como o Chelsea ganhava jogos no inicio desta época. Ou como o Barcelona costuma ganhar. Isso sim, para mim, é espectacular. Ver o Enakarhire ou o Beto a correr feitos parvos atrás dos adversários e sem pernas para os acompanhar, para mi tem pouco espectáculo. Ver o Sporting sofrer golos através de passes para as costas dos nossos defesas pelos centrais ainda na sua área... ainda menos espectacular é. Facilmente ultrapasso o facto de sofrer grandes golos, de grandes jogadas. O futebol (o bom) é isso. Agora dessa forma... não!

Talvez tenha errado na palavra. "Tortuoso" não define o que queria dizer. Tortuoso parece que nos fez passar um mau bocado, mas não foi nada disso. Tirando na final. Aí sofremos à séria. Mas não foi "espectacular". Ou melhor, foi tão espectacular como qualquer outro jogo onde uma das equipas se abre toda. Não achei os jogos com Newcastle e Middlesbrough espectaculares. Principalmente com o Newcastle. Foi espectacular ganhar por 4-1, mas o Sporting, na minha opinião, jogou apenas "mais ou menos". Os outros jogaram muito mal. Eu sei, eu estava lá no estádio. Ninguém me contou, não precisei de ler jornais ou de ver resumos televisivos. Mas se calhar outros que lá estiveram acharam "espectacular". São opiniões. Nesse ano tiveram juito espectáculo. Na Champions também houve desse espectáculo, sendo que a "equipa mais espectacular da Europa, ou seja, o Sporting de Peseiro" não ganhava essa final espectacular. O motivo é simples: até a malta do Milan corria mais depressa que a nossa defesa na final da Uefa.

O que não é nada espectacular é ver uma equipa numa final entrar com Enakarhire, Beto e Miguel Garcia, quando do outro lado estão jogadores rapidíssimos. Muito menos espectacular é dar espaço a quem gosta de o aproveitar, como era esse CSKA.

O Sporting em 2002 era espectacular. O de 2005 era emotivo. A Premier Leagtue é, maioritariamente, emotiva. Um exemplo disso é a equipa com a qual simpatizo desde os meus dez anos: o Tottenham. Neste momento jogam espectacularmente de uma forma emotiva (acabei de reinventar a língua portuguesa). Mas sempre com o coração nas mãos e a cabeça não se sabe bem onde. Ganharão mais do que perdem, mas só com milagres serão campeões. Porque para além da alma, uma equipa também tem de ter cabeça. E Isso, por vezes, significa baixar a defesa, ter mais bola, adormecer o jogo. E quando se faz isso bem... para mim é espectacular! Porque também é futebol. Jogar sempre com a defesa junto da linha de meio-campo só porque sim e porque está nos livros... não é futebol. É literatura. Para mim, que não percebo nada de futebol. O Tottenham ganhará de forma espectacular, mas dificilmente ganhará títulos de monta. E atenção, jogam muito mais do que o Sporting de Peseiro. E terão o estádio cheio.

Mas isso é lá. E mesmo quando o Tottenham não ganha, por mim tudo bem. Quando o Sporting não ganha, tudo mal. Quando eu vejo o Sporting incapaz de saber ganhar um jogo ou manter um resultado, tudo mal. Quando tanto dou 3 ao Porto como levo 3 do Nacional, tudo mal. Porque não é a mesma coisa. O Sporting, para mim, tem de ganhar títulos. E jogar bem. De forma espectacular. Só uma coisa não chega. Mais espectacular que o Sporting de Peseiro era o de Jozic. Mas quantos anos aguentam vocês com o 4º lugar? E quantos anos aguentaria o Sporting? E olhem que esse nem teve direito a segunda época. O Peseiro teve e já nem emoção tinha, eram só desastres.

Ah, já me esquecia daquela coisa do campeonato. Então perder um torneio fácil é igual a perder um torneio difícil. Aquele foi o campeonato mais fraquinho da última década. Nenhuma equipa foi realmente forte. E nós ficámos em terceiro. Imagino se os adversários estivessem na mó de cima. Mas pronto, é o mesmo. A distância para o primeiro mantêm-se sendo regular, não é ganhando um por 4 e perdendo o a seguir por 3. Nesse ano ninguém se distanciou porque todos estavam irregulares. Bastou um italiano fazer o seu cálculo ao pontinho para ganhar. Espectacular!


Mas pronto, isto sou eu, que sou burro e comecei a ver futebol ontem. Deixem passar os espertos. Olha, este que lá está agora também diz que fazemos um monte de remates e cruzamentos e coisas assim. Que temos é azar. Deixem-no lá ficar a dar espectáculo!

PS: Peço desculpa, a quem se deu ao trabalho de ler, pela extensão do texto.

Chatice de texto, que grande seca!  Grin

Comentário interessante, como sempre e relativamente ao conteúdo, penso exactamente da mesma maneira.

Quanto ao SCP actual, PS e os dirigentes que não atirem areia para os olhos das pessoas. Temos mais remates, mais cruzamentos mais passes por 2 razões:

1º Numa quantidade elevada de jogos, vários em casa, estivemos em desvantagem ( ou empatados ) no marcador contra equipas claramente mais fracas e tivemos que ir atrás do resultado até ao minuto 90. Entre chuveirinhos, remates do meio da rua e desespero, aí está a explciação para as estatíticas, porque futebol jogado, ofensivo, pensado é praticamente zero.

2ª Quanto aos passes... termos Maniche e outros constantemente passar para trás e para o lado, a travar transições de forma a não corrermos riscos... é o que dá...
Registado

Re: Peseiro perde final da Taça do Golfo , « Resposta #48 em: Dezembro 07, 2010, 12:23 »


Ex-pedro_15


*
Júnior

Mensagens: 4577
Idade: 20
Localidade: sporting
Masculino


Bom texto.


O meu comentario é o mesmo que o outro forista " Gebeeme " ..

Davas 15 a zero a outros jornalistas profissionais
Registado

Sporting

Allez
Allez
Allez
Re: Peseiro perde final da Taça do Golfo , « Resposta #49 em: Dezembro 07, 2010, 12:29 »

Gebeeme

Eu também nunca fui grande adepto do futebol do Peseiro... de um modo geral era um futebol pouco consistente e com pouca espectacularidade (o Mauras chamava-lhe o "futebol-andebol" tal era a quantidade de passes lateralizados que eram feitos Huh?). Conseguiu ainda assim jogos bem produtivos, sobretudo quando o adversário se esquecia de colmatar os pontos fortes do Sporting, e algumas dessas partidas calharam de ser nos jogos europeus, projectando a equipa até à final da UEFA.

Futebol realmente espectacular assim dos últimos anos vi eu em:

- 2001/02 com Jardel, JVP, Niculae e Quaresma no ataque, mas era fundamentalmente quando a bola chegava lá à frente, porque o meio-campo teve de se socorrer de um Hugo Viana ainda a dar os primeiros passos para poder chegar ao mínimo do aceitável;

- 1998/99, o mais espectacular dos últimos 15 anos, quer à frente, quer no meio, quer atrás e que pecava apenas por alguma irregularidade e por um fraco aproveitamento das oportunidades criadas (não havia um Jardel e Acosta chegou tarde e depois ainda demorou a adaptar-se)... mas que jogávamos a todo o campo e em alta rotação, lá isso jogávamos e era um prazer ver o nosso Sporting a jogar à bola. Infelizmente o Sistema exterminou as nossas hipóteses no campeonato nessa temporada.

 Seta Seta Seta Sem dúvida. Eramos uma máquina do caraças, com o Aldo Duscher naquele miolo, o Grand Danois nas redes e o Beto Acosta sempre a facturar. Até ao Dragoum fomos ganhar... Nessa altura impunhamos respeito. Agora, até um Portimonense desta vida nos põe em respeito, é só a diferença.
Registado
Re: Peseiro perde final da Taça do Golfo , « Resposta #50 em: Dezembro 07, 2010, 12:32 »


On a steel horse I ride


*

Condecorações:Membro do Ano 2012Membro do ano 2011


Mensagens: 25183
Localidade: VILA NOVA GAIA
Masculino


Acho que o Celsus se refere ao ano de Jozic.
Registado

Re: Peseiro perde final da Taça do Golfo , « Resposta #51 em: Dezembro 07, 2010, 12:49 »



*

Condecorações:Membro do Ano 2010


Mensagens: 29706
Idade: 33
Localidade: Stockholm
Masculino

WWW
Eu também nunca fui grande adepto do futebol do Peseiro... de um modo geral era um futebol pouco consistente e com pouca espectacularidade (o Mauras chamava-lhe o "futebol-andebol" tal era a quantidade de passes lateralizados que eram feitos Huh?). Conseguiu ainda assim jogos bem produtivos, sobretudo quando o adversário se esquecia de colmatar os pontos fortes do Sporting, e algumas dessas partidas calharam de ser nos jogos europeus, projectando a equipa até à final da UEFA.

Futebol realmente espectacular assim dos últimos anos vi eu em:

- 2001/02 com Jardel, JVP, Niculae e Quaresma no ataque, mas era fundamentalmente quando a bola chegava lá à frente, porque o meio-campo teve de se socorrer de um Hugo Viana ainda a dar os primeiros passos para poder chegar ao mínimo do aceitável;

- 1998/99, o mais espectacular dos últimos 15 anos, quer à frente, quer no meio, quer atrás e que pecava apenas por alguma irregularidade e por um fraco aproveitamento das oportunidades criadas (não havia um Jardel e Acosta chegou tarde e depois ainda demorou a adaptar-se)... mas que jogávamos a todo o campo e em alta rotação, lá isso jogávamos e era um prazer ver o nosso Sporting a jogar à bola. Infelizmente o Sistema exterminou as nossas hipóteses no campeonato nessa temporada.

 Seta Seta Seta Sem dúvida. Eramos uma máquina do caraças, com o Aldo Duscher naquele miolo, o Grand Danois nas redes e o Beto Acosta sempre a facturar. Até ao Dragoum fomos ganhar... Nessa altura impunhamos respeito. Agora, até um Portimonense desta vida nos põe em respeito, é só a diferença.

Referia-me ao ano anterior a esse... na de 1999/00 tivemos um futebol muito consistente, mas mais pragmático que espectacular e ganhámos muitas vezes por 1 ou 2 a 0 com poucas oportunidades criadas. Mas na época que a antecedeu aí sim considero que o nosso futebol era "espectacular", meio-campo super-dinâmico, íamos sempre a jogar ao ataque, a provocar desequilíbrios e as oportunidades de golo sucediam-se umas atrás das outras.
Registado
Re: Peseiro perde final da Taça do Golfo , « Resposta #52 em: Dezembro 07, 2010, 12:57 »



*

Condecorações:Treinador de Bancada 2013Treinador de Bancada 2012Treinador de Bancada 2011


Mensagens: 9964
Idade: 38
Masculino


Em primeiro lugar devo agradecer os agradáveis elogios dos foristas, mas o texto está cheio de gralhas. Que só agora notei. É o que dá não reler o texto... Bater Cabeça

Não falarei de outros foristas, que escrevem com grande profundidade, mas no meu caso só daria goleadas a jornalistas profissionais não por ser bom, mas sim porque eles são muito maus. Os meus posts (sobre o Sporting) nunca são isentos. E dificilmente o serão. Entre todos os outros eventuais defeitos, esse seria sempre o maior.


Fiquei simplesmente  Chocado com a intensidade que puseste nas tuas palavras... Só mesmo um Sportinguista dos verdadeiros é que conseguia fazer isso.

Sportinguistas somos (em princípio) todos. Não sou mais verdadeiro (ou falso) que qualquer outro. Neste momento até podem atirar-me à cara o facto de ainda não ter metido os pés em Alvalade na corrente época. Mas não ponho. Não me importo de pagar para ver circo, mas se o palhaço sou eu, então que me paguem a mim.

E sinceramente, pá, ... 

"Não percebo(es) nada de futebol? Comecei (çaste) a ver futebol ontem?"

Olha que a falsa modéstia é um grande defeito. 

Não é modéstia, isso era mais no jeito de resposta. Embora não tenha a mania que perceba tudo. No máximo sou um treinador de bancada (mais um no meio dos milhares). Mas que vejo futebol desde que me lembro, isso sim. Foi ironia mesmo.


- 1998/99, o mais espectacular dos últimos 15 anos, quer à frente, quer no meio, quer atrás e que pecava apenas por alguma irregularidade e por um fraco aproveitamento das oportunidades criadas (não havia um Jardel e Acosta chegou tarde e depois ainda demorou a adaptar-se)... mas que jogávamos a todo o campo e em alta rotação, lá isso jogávamos e era um prazer ver o nosso Sporting a jogar à bola. Infelizmente o Sistema exterminou as nossas hipóteses no campeonato nessa temporada.

É um facto. Também me lembro de não termos grande plantel. Fui pesquisar e confirmo. Também confirmei o facto de no outro lado estar Jardel. Enquanto isso os nossos avançados, principalmente aqueles de quem se esperava mais (Leandro, Giménez, Ramirez e Krpan) todos falharam em grande. Uns porque chegaram e não decidiram, outros porque ainda se enterraram mais. O meio-campo também não era grande coisa. Mas Jozic meteu-os a jogar em grande estilo.
Registado

“A lot of football success is in the mind. You must believe you are the best and then make sure that you are.” - Bill Shankly
Re: Peseiro perde final da Taça do Golfo , « Resposta #53 em: Dezembro 07, 2010, 13:17 »



*
Veterano

Mensagens: 8487
Localidade: Vale da Amoreira
Masculino


É muito gira essa conversa toda, mas ao intervalo da final da UEFA quem é que daqui pensou que iríamos perder esse jogo? A equipa não era mesma na primeira parte? Correu mal. Ansiedade a mais, querer ir para cima do adversário quando devíamos ficar com a bola e quando sofremos o empate entrámos em pânico por ter perdido há 3 dias o campeonato já no final do encontro. Mas eu não me esqueço da bola na barra nem me esqueço desse jogo que dizes que jogámos mais ou menos com o Newcastle. Não foste só tu quem lá esteve, eu também lá estive e posso dizer que nunca vi o novo estádio de Alvalade assim. Nunca. Estive nos 5-3 ao Benfica, estive em várias ensaboadelas ao Porto de Jesualdo, estive na vitória sobre o Inter ou no ano passado com o Atlético. E nunca senti um vulcão como naquele dia. Os adeptos acreditavam naquela equipa e sabiam que íamos dar a volta. Quando fazemos o empate (perto do intervalo, salvo erro) não há uma única pessoa no estádio que não acredite que vamos virar o jogo. Hoje em dia, quando vencemos por 1-0 a 10 minutos do fim são poucos os que não vaticinam que o Sporting não leva os 3 pontos. Esta era a diferença do Sporting de Peseiro para os que a seguir vieram. Sofremos muitas desilusões? É verdade. Eu também lá estive com o Penafiel, em Setúbal ou no desesperante 0-0 com a Académica. Também me lembro de termos sido incrivelmente roubados por uma arbitragem vergonhosa que nos tira os 3 pontos com o Braga (penso que era João Ferreira) e nesse dia ouvi a maior assobiadela que se pode ouvir num jogo de futebol. Superior à que ouvi quando Moutinho tocava na bola, só quem lá esteve sabe o que digo (minutos a seguir ao golo incrivelmente anulado). Mas também me lembro de despachar o Boavista com 6 golos, de espetar 5 ao Rio Ave, do Estoril sofrer 8 golos em dois jogos ou de ir ao Bessa ou a Braga dar 4-0 e 3-0. Por isso nessa altura, todos acreditávamos no nosso Sporting. Podíamos perder, mas tínhamos orgulho em dizer que éramos do Sporting. Hoje em dia, continuo a passear com o meu porta-chaves do Sporting no meu dia-a-dia, mas cada vez menos tenho vontade em falar da actualidade do meu clube. Porquê? Não é por estar mal. Como vocês dizem, nessa altura também teve 9 derrotas e 7 empates. A diferença é que hoje não acredito que algo possa mudar, não vejo uma luz ao fundo do túnel, não vejo manifestações espontâneas para correr seja com quem for e nem vejo ninguém a chatear-se com isso a não ser num fórum na internet. Peseiro fez reavivar a alma sportinguista e fez-nos sentir prazer em passear com a nossa camisola do Sporting no estrangeiro. Bento e companhia que se seguiu acabou com a crença dos sportinguistas e o argumento do "orçamento" deu mesmo resultado, pois hoje os sportinguistas já não vêem o Sporting como o Porto ou o Benfica. Vêem o Sporting como o terceiro grande que não tem argumentos para rivalizar com os outros. E o pior é que o fosso é cada vez maior e ninguém faz nada para mudar isso.


Quanto ao Celsus...respeito bastante as tuas opiniões e és dos foristas que mais contribui para isto andar para a frente. Mas permite que te diga que não me admiro que não fosses grande adepto do futebol do Sporting de Peseiro. Afinal até achas o futebol do Barcelona chato.
Registado
Re: Peseiro perde final da Taça do Golfo , « Resposta #54 em: Dezembro 07, 2010, 13:45 »


Verde (ê) (latim Viridis, -e)


*
Sénior

Mensagens: 7519
Masculino


Esta 3ª página tem os melhores posts e as melhores descrições. Eu vou um bocadinho mais longe. Em 2004/05 tínhamos a melhor equipa do campeonato. E Peseiro ganhou muitos elogios à conta de uma equipa que jogava maravilhosamente... se Peseiro estivesse quieto e calado.

Essa é a minha opinião: foi o treinador errado com a equipa certa, exactamente ao inverso de Trapattoni. Se tivessem os lugares trocados.

E é certo que Peseiro com as suas invenções de caca tinha a habilidade de estragar uma equipa que poderia ter ganho tudo, mas o S.L.Bois foi levado ao colo até ao fim de uma forma nojenta porque havia muita inveja a correr por essas ruas.

Depois do episódio-ET, no último jogo tiveram a habilidade de validar 3 golos fora-de-jogo ao Nacional, de modo a assegurar a entrada directa na Champions a um Porco absolutamente medíocre.

E finalmente era ver a indiferença abstrusa no olhar vazio de Peseiro quando deveria pronunciar-se sobre o Estoril-Gate e os episódios semanais da farsa Karadas-Simão. Indiferença que lhe valeu muitos insultos de benfiquista.

Peseiro é para esquecer.
Registado

Re: Peseiro perde final da Taça do Golfo , « Resposta #55 em: Dezembro 07, 2010, 13:55 »


Verde (ê) (latim Viridis, -e)


*
Sénior

Mensagens: 7519
Masculino


É muito gira essa conversa toda, mas ao intervalo da final da UEFA quem é que daqui pensou que iríamos perder esse jogo? A equipa não era mesma na primeira parte? Correu mal. Ansiedade a mais, querer ir para cima do adversário quando devíamos ficar com a bola e quando sofremos o empate entrámos em pânico por ter perdido há 3 dias o campeonato já no final do encontro. Mas eu não me esqueço da bola na barra nem me esqueço desse jogo que dizes que jogámos mais ou menos com o Newcastle. Não foste só tu quem lá esteve, eu também lá estive e posso dizer que nunca vi o novo estádio de Alvalade assim. Nunca. Estive nos 5-3 ao Benfica, estive em várias ensaboadelas ao Porto de Jesualdo, estive na vitória sobre o Inter ou no ano passado com o Atlético. E nunca senti um vulcão como naquele dia. Os adeptos acreditavam naquela equipa e sabiam que íamos dar a volta. Quando fazemos o empate (perto do intervalo, salvo erro) não há uma única pessoa no estádio que não acredite que vamos virar o jogo. Hoje em dia, quando vencemos por 1-0 a 10 minutos do fim são poucos os que não vaticinam que o Sporting não leva os 3 pontos. Esta era a diferença do Sporting de Peseiro para os que a seguir vieram. Sofremos muitas desilusões? É verdade. Eu também lá estive com o Penafiel, em Setúbal ou no desesperante 0-0 com a Académica. Também me lembro de termos sido incrivelmente roubados por uma arbitragem vergonhosa que nos tira os 3 pontos com o Braga (penso que era João Ferreira) e nesse dia ouvi a maior assobiadela que se pode ouvir num jogo de futebol. Superior à que ouvi quando Moutinho tocava na bola, só quem lá esteve sabe o que digo (minutos a seguir ao golo incrivelmente anulado). Mas também me lembro de despachar o Boavista com 6 golos, de espetar 5 ao Rio Ave, do Estoril sofrer 8 golos em dois jogos ou de ir ao Bessa ou a Braga dar 4-0 e 3-0. Por isso nessa altura, todos acreditávamos no nosso Sporting. Podíamos perder, mas tínhamos orgulho em dizer que éramos do Sporting. Hoje em dia, continuo a passear com o meu porta-chaves do Sporting no meu dia-a-dia, mas cada vez menos tenho vontade em falar da actualidade do meu clube. Porquê? Não é por estar mal. Como vocês dizem, nessa altura também teve 9 derrotas e 7 empates. A diferença é que hoje não acredito que algo possa mudar, não vejo uma luz ao fundo do túnel, não vejo manifestações espontâneas para correr seja com quem for e nem vejo ninguém a chatear-se com isso a não ser num fórum na internet. Peseiro fez reavivar a alma sportinguista e fez-nos sentir prazer em passear com a nossa camisola do Sporting no estrangeiro. Bento e companhia que se seguiu acabou com a crença dos sportinguistas e o argumento do "orçamento" deu mesmo resultado, pois hoje os sportinguistas já não vêem o Sporting como o Porto ou o Benfica. Vêem o Sporting como o terceiro grande que não tem argumentos para rivalizar com os outros. E o pior é que o fosso é cada vez maior e ninguém faz nada para mudar isso.


Quanto ao Celsus...respeito bastante as tuas opiniões e és dos foristas que mais contribui para isto andar para a frente. Mas permite que te diga que não me admiro que não fosses grande adepto do futebol do Sporting de Peseiro. Afinal até achas o futebol do Barcelona chato.

Tens razão em praticamente tudo. Mas há aí o que para mim é um grande engano: não foi Peseiro o obreiro de tudo isso. Sempre vi nele um entrave. Tínhamos uma equipa fantástica e um massa adepta muito entusiasmada. Isso é que foi o principal motivo. Com aquela equipa? Se os treinadores do Sporting e do Benfica estivessem trocados, teríamos limpo tudo e o Benfica nem com os seus truques teria chegado perto sequer. Eu segui a época toda e as defesas escaladas por  Peseiro eram de rir. Haviam jogos empatados ou perdidos de forma absolutamente ridícula. Aqueles jogos-épicos do tempo de Peseiro eram para mim obra de um conjunto de jogadores incríveis.
Registado

Re: Peseiro perde final da Taça do Golfo , « Resposta #56 em: Dezembro 07, 2010, 13:59 »


On a steel horse I ride


*

Condecorações:Membro do Ano 2012Membro do ano 2011


Mensagens: 25183
Localidade: VILA NOVA GAIA
Masculino


É muito gira essa conversa toda, mas ao intervalo da final da UEFA quem é que daqui pensou que iríamos perder esse jogo? A equipa não era mesma na primeira parte? Correu mal. Ansiedade a mais, querer ir para cima do adversário quando devíamos ficar com a bola e quando sofremos o empate entrámos em pânico por ter perdido há 3 dias o campeonato já no final do encontro.


Não culpo grandemente Peseiro pela final. Tínhamos um plantel pouco vasto, equipa espremida, em final de época e traumatizada pela perda do campeonato dias antes; adivinhavam-se dificuldades frente a uma equipa russa fresca.



Por isso nessa altura, todos acreditávamos no nosso Sporting. Podíamos perder, mas tínhamos orgulho em dizer que éramos do Sporting. Hoje em dia, continuo a passear com o meu porta-chaves do Sporting no meu dia-a-dia, mas cada vez menos tenho vontade em falar da actualidade do meu clube. Porquê? Não é por estar mal. Como vocês dizem, nessa altura também teve 9 derrotas e 7 empates. A diferença é que hoje não acredito que algo possa mudar, não vejo uma luz ao fundo do túnel, não vejo manifestações espontâneas para correr seja com quem for e nem vejo ninguém a chatear-se com isso a não ser num fórum na internet. Peseiro fez reavivar a alma sportinguista e fez-nos sentir prazer em passear com a nossa camisola do Sporting no estrangeiro. Bento e companhia que se seguiu acabou com a crença dos sportinguistas e o argumento do "orçamento" deu mesmo resultado, pois hoje os sportinguistas já não vêem o Sporting como o Porto ou o Benfica. Vêem o Sporting como o terceiro grande que não tem argumentos para rivalizar com os outros. E o pior é que o fosso é cada vez maior e ninguém faz nada para mudar isso.


Não concordo nada com o reavivar da alma sportinguista por parte de Peseiro. Campeões em 2000, em 2002, após período de 18 anos sem ganhar um título... não vejo que essa alma estivesse adormecida nessa altura. Péssimo campeonato em 2003. Competente em 2004, mas não suficiente. Peseiro apanhou algum desencanto dos sportinguistas que acreditariam que após 2 títulos em 3 anos, assistiam a uma viragem histórica no SCP. Não aconteceu... dizer que estávamos adormecidos é exagerado.

Como sportinguista só posso dizer que não sentia alento nenhum em fazer um bom jogo e a seguir 2 péssimos, com péssimos resultados. Foi o que se passou. É objectivo. Tudo o resto é reescrever a história.

Fantástica a ida á Uefa. Por isso e já o escrevi aqui, concordei que ficasse para o seu segundo ano.

Como fazes referência a Bento, tenho que dizer que os " orçamentos " não foram culpa de Bento... no máximo foi vítima. Mesmo assim não se queixava e não pedia reforços, publicamente. Tinha os seus defeitos e cometeu os seus erros. Calimero não era. E no tempo de Bento, ninguém via o SCP como terceiro grande, apesar dos tais orçamentos.

De resto concordo que estamos adormecidos. Vejo o SCP como uma instituição em crise de identidade, doente, em que a paixão pelo clube dos adeptos foi suja por anos de discurso economicista, pouco ambicioso e traidor dos princípios de grandeza históricos do clube. Estamos divididos por aquilo que fomos e aquilo que somos, ou aparentamos ser...



Registado

Re: Peseiro perde final da Taça do Golfo , « Resposta #57 em: Dezembro 07, 2010, 14:12 »



*

Condecorações:Extra-Futebol 2008


Mensagens: 11197
Idade: 32
Localidade: Lisboa, Portugal
Masculino

WWW
E ainda há aí pessoal que manda a boca do Peseiro ter ficado em 3º quando aquele último jogo (que nos garantia o 2º lugar) contra o Nacional foi absolutamente inacreditável com aquela arbitragem. Foi o único jogo do SPORTING que saí mais cedo (ao intervalo) porque estava mesmo revoltado com aquilo que assisti na 1ª parte.

A época de 98/99 a nível de arbitragem também foi totalmente revoltante!! Lembro-me que na altura saía de Alvalade completamente revoltado e em alguns jogos apetecia-me mesmo chorar de raiva.  Vermelho
Registado

"Por cada leão que cair, outro se levantará." - António Oliveira
Re: Peseiro perde final da Taça do Golfo , « Resposta #58 em: Dezembro 07, 2010, 14:17 »


On a steel horse I ride


*

Condecorações:Membro do Ano 2012Membro do ano 2011


Mensagens: 25183
Localidade: VILA NOVA GAIA
Masculino


E ainda há aí pessoal que manda a boca do Peseiro ter ficado em 3º quando aquele último jogo (que nos garantia o 2º lugar) contra o Nacional foi absolutamente inacreditável com aquela arbitragem. Foi o único jogo do SPORTING que saí mais cedo (ao intervalo) porque estava mesmo revoltado com aquilo que assisti na 1ª parte.

A época de 98/99 a nível de arbitragem também foi totalmente revoltante!! Lembro-me que na altura saía de Alvalade completamente revoltado e em alguns jogos apetecia-me mesmo chorar de raiva.  Vermelho

Verdade, jogo inacreditável com o Nacional.

Mas deixa-me dizer que ficámos em terceiro porque perdemos 9 jogos e empatámos 7. 34 pontos perdidos!
Registado

Re: Peseiro perde final da Taça do Golfo , « Resposta #59 em: Dezembro 07, 2010, 14:54 »

Hollow

@ Ravanelli: grande texto, concordo com muito.


Não concordo nada com o reavivar da alma sportinguista por parte de Peseiro. Campeões em 2000, em 2002, após período de 18 anos sem ganhar um título... não vejo que essa alma estivesse adormecida nessa altura. Péssimo campeonato em 2003. Competente em 2004, mas não suficiente. Peseiro apanhou algum desencanto dos sportinguistas que acreditariam que após 2 títulos em 3 anos, assistiam a uma viragem histórica no SCP. Não aconteceu... dizer que estávamos adormecidos é exagerado.

Como sportinguista só posso dizer que não sentia alento nenhum em fazer um bom jogo e a seguir 2 péssimos, com péssimos resultados. Foi o que se passou. É objectivo. Tudo o resto é reescrever a história.

Fantástica a ida á Uefa. Por isso e já o escrevi aqui, concordei que ficasse para o seu segundo ano.


 Seta Seta Certeiro, mais uma vez. Como esta página já vai cheia de posts longos (mea culpa), não queria estar a repisar números e factos para sustentar algo que vá para além da mera opinião subjectiva de que o futebol era bonito, mesmo que tenha sido em x ou em y jogos... Apenas realço que essa do Peseiro ter deixado alguma «marca»... Pois, eu bem me lembro...Já não bastaria a frustração de, invariavelmente (desde 2002) terminar uma época com 0 titulos, por uma época em que terminámos em 3º com 9 derrotas, juntar a tristeza inédita e inesquecivel de perder por incompetências próprias uma final disputada no Estádio de Alvalade, derrota que seria repisada por n lampiões nos meses seguintes (sádicos e filhos de uma pputa, como de costume), de tal modo que foi até inventada propositadamente a expressão do «Clube do Quase» (pois, eu não me esqueço...)...  Roll Eyes


Mais uma vez: apenas a 9ª (!) melhor defesa, com 7 empates (quatro dos quais a 0) e com 9 derrotas (sete das quais a 0), com 11 jornadas sem marcar golos e perdendo 34 pontos em 34 jornadas.  Isto não é compativel com «campeão» (digo até, compativel com «bom futebol»!) em praticamente lado nenhum. Falta de CONSISTÊNCIA. Aliás, só para dar uma pequena e curiosa ideia, nessa tal época do 4º lugar com Jozic 98/99 em que um estrangeiro chega pela primeira vez a Portugal para orientar uma equipa de miudos em pleno jejum histórico (!), roubado pela arbitragem e metendo a equipa a jogar um «bom futebol», conseguiu-se, veja-se bem: 63 pontos (mais 2 que Peseiro), 64 golos marcados (apenas menos 2 que Peseiro), 34 golos sofridos (menos 2 sofridos do que com Peseiro), mais 5 empates (e em 12 empates só por 3 vezes não se marcou golos) mas... menos 4 derrotas ! (apenas uma sem marcar golos e apenas uma - a mesma, por acaso, derrota 2 a 0 em Braga - por mais de 1 golo de diferença). Cada um tire as conclusões que quiser...


Anyway, por muito do que possa ser dito para tentar aligeirar a imagem de Peseiro, há factos que continuam dificeis de serem apagados (mais do que as incompetências técnicas ou da falta de liderança): foi Peseiro que pediu/também permitiu a vinda de jogadores como Edson, Manoel, João Alves ou Wender abrindo/coincindido com um fechar de torneira com más aquisições que por sua vez coincidiu com o abrir da politica de desinvestimento puro e duro, até chegarmos a hoje. E principalmente, dêm-se as voltas que se quiser, Peseiro não orientou o Sporting só em 2004/05. Foi também Peseiro que inicia 2005/06, em que jogando um futebol ridiculo é capaz de ser eliminado da Champions por uma Udinese, de ser eliminado em casa por um Hallmstads e de ter 3 derrotas em apenas 7 jogos no campeonato...
« Última modificação: Dezembro 07, 2010, 15:10 por Hollow » Registado
Gosta deste tópico? Partilhe-o:
Páginas: « anterior 1 2 [3] 4 5 ... 7 seguinte » Ir para o topo Imprimir
Fórum SCP - A Comunidade do Sporting Clube de Portugal Assuntos Desportivos Futebol de Outras Equipas e Selecções (Moderadores: Angel Lion, Stunner) Tópico:

Peseiro perde final da Taça do Golfo

« tópico anterior seguinte »
Ir para:

Powered by SMF 1.1.20 | SMF © 2011, Simple Machines
Tema SMFone modificado por Avantix e Paracelsus.
Optimizado para o Mozilla Firefox na resolução 1024 x 768.
© 2004 - 2010 | Fórum SCP | Alguns Direitos Reservados
Fórum não-oficial do Sporting Clube de Portugal

Ajuda | | Sitemap | Política de Privacidade