Como roubar 4 títulos nacionais ao Sporting

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Citar
FC Porto justifica apoio ao Sporting nos Campeonatos de Portugal

Francisco J. Marques, diretor de comunicação do FC Porto, justificou o apoio ao Sporting no que toca ao valor que é dado aos Campeonatos de Portugal, competição que não é considerada equivalente ao atual campeonato português e que os leões defendem que passe a ser

"É verdade que o FC Porto nunca se preocupou com os Campeonatos de Portugal. Dissemos sempre que não nas conversas que fomos tendo, até que o Sporting apresenta o assunto de outra forma: que uma entidade independente averigue de uma forma séria se estes títulos eram de campeões de Portugal", começou por dizer, em declarações ao Porto Canal.

"Não temos nada a opor. Isto acrescenta títulos, não tira. O Marítimo foi tratado como campeão nacional na altura? O Olhanense também ganhou um... Interessa averiguar a verdade. Ter sido prova a eliminar não é argumento. Na Alemanha foi assim até à década de 60. Não tenho garantia que vá ser considerado como campeonato, mas deve ser estudado", rematou.

Recorde-se que, em termos de campeonatos de Portugal, o Sporting tem quatro troféus no palmarés, os mesmos do que o FC Porto. Já o Benfica tem três. A competição disputou-se entre 1921 e 1938.

O Jogo


Parece-me que em breve ainda vamos ganhar seis campeonatos na secretaria, e justamente. Falo destes 4 e mais os de 2013/2014 e o de 2015/2016.


BORA BRYAN! É A TUA HORA!
Parece-me que em breve ainda vamos ganhar seis campeonatos na secretaria, e justamente. Falo destes 4 e mais os de 2013/2014 e o de 2015/2016.

Isso nunca aconteceria, o máximo que poderia acontecer era retirar esses títulos aos benfas e não haver vencedor do campeonato nesses anos, infelizmente é assim que a coisa funciona, mas não te preocupes que não vai acontecer nada, eles controlam esta m**** toda!  :cartao:
E o Sporting é o nosso Grande Amor!!!
Citar
BRUNO DE CARVALHO SUSPENSO POR TRÊS MESES POR CAUSA DOS TÍTULOS DO SPORTING

O CD da FPF castigou-o pelo crime de "ameaças e ofensas à honra, consideração e dignidade".

Bruno de Carvalho foi suspenso por três meses pelo Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol.

Em causa estão declarações do presidente do Sporting na sua página no facebook, onde deixou críticas à FPF por causa do número de títulos dos ´leões`. O presidente leonino não concorda que o organismo máximo do futebol português contabilize apenas 18 títulos de campeão do Sporting. Bruno de Carvalho diz que o clube foi campeão nacional em 22 ocasiões.

O CD da FPF castigou-o pelo crime de "ameaças e ofensas à honra, consideração e dignidade", ao órgão federativo. Além dos três meses de suspensão, Bruno de Carvalho terá de pagar uma multa de 510 euros.

De recordar que na altura o líder leonino disse a contagem da FPF era um desrespeito pela verdade e história do futebol português.

"A atitude da FPF de atualizar os títulos nacionais, [...] no seu site, desrespeitando a verdade e a história, demonstra a incompetência e a cobardia dos seus dirigentes, que tudo defendem menos a verdade desportiva e o futebol", disse Bruno de Carvalho.

"O ano de 2016 é, depois do apito dourado, o período mais negro do futebol português e os seus atuais dirigentes máximos os grandes responsáveis. O tempo dos portugueses corajosos, inteligentes, justos e responsáveis já lá vai. Agora esses são só os cidadãos comuns, tendo ficado o dirigismo máximo desportivo entregue ao oposto, o que muito nos deve entristecer e envergonhar. Se acham que estas atitudes ficam sem resposta estão muito enganados, pois a verdade vem sempre ao de cima, mesmo que seja necessário escavar no esgoto até lá chegar. Somos 3,5 milhões de Sportinguistas, que amam uma Instituição centenária, que merecem e exigem respeito", escreveu ainda o líder leonino

BdC disse acusou os dirigentes federativos de "incompetência e cobardia" já "que tudo defendem menos a verdade desportiva e o futebol".

Sapo Desporto


Citar
Vamos a Alvalade
há 5 minutos ·
Seguir
3-dots-h
22 TÍTULOS DE CAMPEÃO NACIONAL

Provas em documentário + Análises de Diogo Agostinho, Dias Ferreira e Miguel Costa, no programa "Pós-Jogo" da Sporting TV.

Fonte: Viana Canal

Leiam a edição do jornal Sporting de hoje.. Vêm novas revelações.. Como por exemplo o anuário da liga de futebol 2001/2002 reconhece os titulos de campeão de portugal como antecessores do atual campeonato nacional.. Mais uma prova..
SER SPORTINGUISTA E SER LEÃO, É TER GARRA E EMOÇÃO!
Leiam a edição do jornal Sporting de hoje.. Vêm novas revelações.. Como por exemplo o anuário da liga de futebol 2001/2002 reconhece os titulos de campeão de portugal como antecessores do atual campeonato nacional.. Mais uma prova..

Queres maior prova que uma ata da federação?

É óbvio que temos 22 campeonatos!
Todos sabem que temos 22 títulos, não querem é aceitar.
23-03-2013 A noite mais feliz da minha vida como Sportinguista.
A partir de agora mandamos nós e o Sporting terá o seu caminho novamente, quero vos agradecer a todos e dizer claramente para que toda a gente oiça:
Viva o Sporting Clube de Portugal! É nosso outra vez!
Palavras do Presidente do Sporting Clube de Portugal, Bruno de Carvalho. Bem haja Presidente!
Segundo o que foi dito nesse programa, o Sporting não defende a retirada dos títulos de campeão, referentes às ligas experimentais. Se não forem retirados, existirão épocas em que oficialmente vão passar a estar atribuídos dois títulos de campeão nacional. Está aqui a escapar-me alguma coisa, ou o apresentador cometeu uma gafe?

O benfica tem que perder 3 títulos de campeão nacional, caso os campeonatos de Portugal, passem novamente a valer como títulos de campeão, certo?

Edit: Penso que entendi, os corruptos ficariam com o mesmo número de títulos, porque nesse espaço de tempo também foram 3 vezes campeões nacionais.
Já agora, basta pesquisar um pouco para notar o trabalho que têm tido a refazer a história por essa internet fora, principalmente na wikipedia, onde o esforço para associar o campeonato de Portugal à taça de Portugal é notório.
« Última modificação: Novembro 30, 2017, 18:25 pm por Bit06 »
Segundo o que foi dito nesse programa, o Sporting não defende a retirada dos títulos de campeão, referentes às ligas experimentais. Se não forem retirados, existirão épocas em que oficialmente vão passar a estar atribuídos dois títulos de campeão nacional. Está aqui a escapar-me alguma coisa, ou o apresentador cometeu uma gafe?

O benfica tem que perder 3 títulos de campeão nacional, caso os campeonatos de Portugal, passem novamente a valer como títulos de campeão, certo?
Penso que não, pois tenho ideia que ganhou o mesmo número de campeonatos de portugal.

Edit : fui verificar e confirma-se o que escrevi. Não contabilizando a liga experimental ficam na mesma.
A continuidade e a sua credibilidade trouxeram-nos a esta triste realidade. Basta!

Penso que não, pois tenho ideia que ganhou o mesmo número de campeonatos de portugal.

Edit : fui verificar e confirma-se o que escrevi. Não contabilizando a liga experimental ficam na mesma.

Pois já vi, obrigado, fizeram isto mesmo só para tirar campeonatos ao Sporting e ao porto.

A federação é dominada por aquele antro e não é de agora, isto é só mais uma prova.
Esta historia dos titulos e a maior pouca vergonha que eu ja vi em portugal !!
Como e que e possivel atribuirem 3 titulos ao slmerda que eram considerados liga experimental , e nao se atribuem aqueles que eram campioes de portugal .
Mas quero la saber se o modelo era  diferente , o que interessa e que eram campioes de portugal na altura !!
Ainda bem que a Sporting tv tem feito um bom trabalho acerca disto durante esta semana , ao constantemente estarem a falar sobre o assunto .
Mas costuma se dizer que nao e por se falar alto que se passa a mensagem , se eu fosse dirigente do Sporting  eles teriam de me ouvir , porque da minha parte teriam de ouvir insultos , porque nao merecem outra coisa .
Vergonha !!
O Jornal Sporting e a SportingTv estão a fazer um trabalho notável a este respeito, e muito bem.

Aliás, um pouco off-topic: a SportingTV está cada melhor.


BORA BRYAN! É A TUA HORA!
Também tenho notado esta última campanha conjunta dos meios de comunicação do Sporting em torno deste tema.
E estou plenamente de acordo.

Há que repor a verdade! Não é a fpf nem os seus dirigentes lacaios ao serviço do clube do regime que ditam o que são títulos de campeão, ou não!

Ou se somam os títulos de Campeonato de Portugal às Ligas de Portugal perfazendo:

SPORTING 22
benfica 36

Ou continuam-se a contar em separado, mas aí é imperativo retirar as ligas experimentais da contagem aldrabada dos lampiões:

SPORTING 18 + 4
benfica 33 + 3

Agora contar ligas experimentais que não valiam para a ponta dum corno a não ser testar um novo formato competitivo, como títulos de campeão nacional é adulterar a história do desporto nacional. Tão simples quanto isso!
Croquetes? Não, obrigado.
7 anos de tópico, demorou mas já valeu a pena! :mais:
Ora, aqui vai um artigo que eu já andava para escrever há muito e deveria estar numa secção "Sporting, História e Crónicas" de modo a ser um feeder para a Wiki (mas isso já é uma luta minha mais antiga :mrgreen:)

Como já devem ter ouvido falar, existia uma prova desde 1922 que definia o título máximo do futebol sénior masculino nacional. Era o Campeonato de Portugal.
  • O vencedor recebia uma réplica da "Táça de Portugal" e era consagrado o Campeão de Portugal/Nacional na modalidade.
  • O Campeonato de Portugal tinha como fase preliminar os Campeonatos Regionais, que definiam os participantes.
  • Tal como em maioria dos países até aos anos 50, este sistema definia os campeões nacionais, com destaque para a Alemanha, que só funda a Liga em 1963.

A partir dos anos 30, com a melhoria dos sistemas de transporte, pensou-se em introduzir o modelo inglês "league" (todos-contra-todos casa e fora) para apurar o campeão:
  • De tal modo foi acordado que, desde que não prejudicasse o decurso do Campeonato de Portugal, realizar-se-iam edições experimentais com um troféu próprio e o título de Campeão da Liga.
  • Como tal, o Sporting manteve a sua aposta principal na competição que definia o título: o Campeonato de Portugal
  • Outros clubes, com destaque para o Benfica, resolveram apostar forte na competição experimental.

Em 1938, num congresso da FPF, decide-se que o Campeão de Portugal / Nacional passará a ser definido pelo Campeonato da Liga e o Campeonato de Portugal passará a ser uma competição complementar simplesmente denominada de Taça de Portugal.
  • Entre 1934 e 1938, o Sporting sagrou-se duas vezes Campeão Nacional; Benfica e Porto uma vez cada um.
  • Esses títulos máximos foram e são inquestionáveis.
  • Ao todo o Sporting conquistou 4 títulos nacionais através do Campeonato de Portugal e o Benfica conquistou 3.

A matreirice de fazer inveja ao Pinto "O Porto foi fundado em 1893" da Costa:

1. Na sua história particular e nos meios de comunicação, os benfiquistas foram pondo em causa os títulos nacionais conquistados por todos os clubes antes de 1938, alegando que:
  • O Campeonato de Portugal era uma competição menos exigente e disputada só em eliminatórias
  • O Campeonato de Portugal corresponde a uma fase em que o futebol dava os primeiros passos.
  • O "Campeonato de Portugal" e o "Campeonato da Liga" eram competições com nome e formato diferentes
  • O Campeonato de Portugal tinha um troféu diferente

2. Como o número de ligas experimentais ganhas pelo Benfica também foi de 3, assim o Benfica continua a somar o mesmo número de títulos nacionais, retirando:
  • 4 títulos nacionais ao Sporting
  • 3 ao Belenenses
  • 3 ao Porto
  • 1 ao Olhanense
  • 1 ao Marítimo
  • 1 ao Carcavelinhos (antecessor do Atlético)

Sem comentários.

Para mais momentos de entretenimento, comparar:

A realidade: http://recordesdabola.blogspot.com/2007/05/campeonato-das-ligas-e-de-portugal.html
A realidade segundo o Benfica: http://www.slbenfica.pt/incslb/pdf/verdadesdeturpadas1.pdf




PS:

Então e que tal retirar o título de Bi-Campeão Europeu ao Benfica?
  • A Taça dos Clubes Campeões Europeus era uma competição menos exigente e disputada só em eliminatórias
  • A Taça dos Clubes Campeões Europeus corresponde a uma fase em que o futebol europeu dava os primeiros passos.
  • A "Taça dos Clubes Campeões Europeus" e a "Liga dos Campeões da UEFA" eram competições com nome e formato diferentes

Fica só a dúvida se os troféus de metal são equivalentes a títulos e se Ricardo Ornelas tinha autoridade para rescrever a história n'A Bíblia. Podem estar em causa todos os campeonatos do mundo até 1974, porque até aí o troféu (Jules Rimet) era diferente do actual e os moldes e nomes da competição também variaram.

Só agora li, tem de ser publicado e republicado...  :clap:
É com muito gosto que vejo que este tópico voltou a despertar interesse.

Mas não é a melhor altura para nos centrarmos neste tema, por poder ser mal aproveitado pelos nossos inimigos internos e externos.

Tenho comigo já alguns extractos de documentos que consultei em arquivos antigos e de entre eles, posso abrir mão aqui de alguns parágrafos que não encontrarão nos jornais nem na internet e que passo a transcrever:

"Os campeonatos das ligas substituíram no Campeonato de Portugal de 1935 os torneios de classificação que até então se realizavam e, em rigor, tratou-se mesmo dum torneio de classificação, pois por ele se apuravam os concorrentes a esse campeonato na sua competição de honra, limitados aos 8 da 1ª Liga, aos quatro vencedores dos quatro grupos da 2ª Liga mais aos dois vencedores apurados de entre os seus quatro vencidos e ainda ao vencedor do torneio Madeira/Açores, ou sejam o todo 15 concorrentes.

É de notar, porém, que ainda mesmo quando já feito o apuramento, como no caso da 2ª Liga, o respectivo torneio ou campeonato prosseguia para apuramento do seu vencedor, o mesmo se observando em relação à 1ª Liga, apesar de de antemão se saber que todos os seus concorrentes, disputariam o Campeonato de Portugal.

Não é demais emitir a opinião de que a percurssora de tal sistema foi a AFL que na época de 1925/26 organizou o seu campeonato de promoção em bases semelhantes, embora menos  ampla e com mais reduzido número de localidades concorrentes.

O primeiro campeonato das Ligas, jogado em 1935, não teve outro prémio além de medalhas para os jogadores vencedores, mas a partir desse ano o clube, o clube vencedor recebia para posse definitiva uma taça, isto até ao ano de 1938, no qual cessaram estes campeonatos, que sob o novo regimento passaram a denominar-se campeonatos nacionais."


Este pequeno extracto na posse da AFL, explica que as Ligas de 1934–35, 1935–36, 1936–37, 1937–38 não só não tiveram qualquer validade como título nacional, como a sua função foi apenas substituírem o "Torneio de Classificação" para o Campeonato de Portugal, testando a viabilidade financeira deste tipo de prova.

Eis a gravidade da situação.

Os historiadores que nos atribuem 18 títulos de campeão nacional não foram só desonestos, foram baixos a este ponto.

É muito importante reavivar esta publicação.

É um extracto de um livro antigo sobre os primeiros 50 anos do futebol em Portugal e que pode ser consultado na AFL .