Video-arbitro a partir de 2017/18

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

O que me preocupa e quem se vai sentar em frente às câmaras, na cidade do futebol em lisboa a fazer o Video árbitro.. Já ouvi falar que eventualmente seriam os antigos árbitros, alguns até são comentadores, pk para já não ha ninguém com formação pra aquilo..

Quem melhor do que antigos árbitros? É o que acontece em outros desportos, portanto, é natural que seja também no futebol.
Basicamente é isto:
Todos nós sabemos que os erros vão continuar! No entanto isto vai tirar mais de 50% dos erros que todos vemos nos jogos!
Quem está a favor do Video Arbitro é pessoa de boa fé!
Quem está contra o Video Arbritro é pessoa que sabe que é favorecida e que não gosta que esta medida seja implementada pois o seu "clube" não poderá ser beneficiado mais que os restantes.
SL

Não estou assim tão certo que vá retirar 50% dos erros que vemos nos jogos. Quando muito acabará com os erros clamorosos nos jogos, ou seja, todos aqueles que se resolvem com máquina e sem julgamento - saber se a bola entrou ou não; saber se o jogador estava ou não fora de jogo. Não resolverá os penaltis controversos, nem os fora-de-jogo controversos, nem nem tudo quanto seja controverso. Os lances que se aplicam comummente de roubo são quase sempre lances controversos.

Retirará, contudo, a culpa do árbitro. Ou, pelo menos, irá reparti-las.

Concordo 200% e começo por dizer que sou completamente em prol das novas tecnologias no desporto.

Acho que ninguém racional acha que o VAR vem resolver os problemas no nosso futebol, até porque arranjamos soluções para certos e determinados problemas, que outros "resolvem" arranjando outros problemas ou "soluções engenhosas", mas malandrices à parte...

O VAR demorará o seu tempo a ser o mais rigoroso possível, isto tendo em conta o rigor (ou falta dele) que todos conhecemos nas regras da arbitragem. Penso que o VAR levará a modificações em algumas regras da arbitragem no futuro e que andará de mãos dadas ao que será o futuro da arbitragem mundial.

Para já vão terminar aqueles erros mais grosseiros da arbitragem, mas os que ainda hoje causam dúvidas e são discutidos diariamente não vão terminar. Acredito que vamos ter mais e melhores decisões, mas o erro não será abolido até haver uma revisão de algumas regras e formação no visionamento das repetições por quem de direito (sejam árbitros, ex-árbitros, observadores ou técnicos superiores de visionamento de imagens :P).

Trará algum rigor e alguma disciplina à modalidade e limitará algumas situações desagradáveis que só um cego não vê...mas sempre com a ideia de que há várias outras coisas e podem e devem ser revistas (quiçá até antes de implementar o VAR).

Sendo totalmente de acordo com a implementação, não espero que a mesma faça milagres nas próximas épocas, mas espero e acredito que será importantíssimo para o desporto e particularmente para o futebol num futuro a médio-longo prazo.


P.S. Regras mais rígidas como não ser permitido por parte dos jogadores (excepto capitão de equipa) falar com os árbitros dentro das instalações desportivas e/ou até mesmo dirigente (excepto treinador), ou outra tão simples como quando um jogador pega na bola para fazer um lançamento lateral não a poder passar a outro jogador (para efectuar o lançamento, quem pega na bola efectua o lançamento) senão será amarelado...regras simples e concisas que dão outra fluidez ao jogo e limitam a perda de tempo que será útil para analisar lances de forma bastante útil.
« Última modificação: Maio 08, 2017, 18:07 pm por robur21 »
A nossa força é BRUTAL!!!
O que me preocupa e quem se vai sentar em frente às câmaras, na cidade do futebol em lisboa a fazer o Video árbitro.. Já ouvi falar que eventualmente seriam os antigos árbitros, alguns até são comentadores, pk para já não ha ninguém com formação pra aquilo..

Quem melhor do que antigos árbitros? É o que acontece em outros desportos, portanto, é natural que seja também no futebol.

O problema é as tendências de certos ex árbitros..
Ouvi dizer que o videoárbitro vai servir também para aferir dos penáltis.
Essa é a melhor maneira de acabar depressa com o videoárbitro.
Como se sabe, em 90% dos casos não há consenso nos penáltis: o que para um é, para outro não. Pelo que as discussões vão duplicar de tom. Os beneficiados e prejudicados serão os mesmos...

O videoárbitro só pode ser utilizado para situações objetivas:
- Bola que entra ou não na baliza;
- Está ou não fora de jogo;
- Agressão que o árbitro não vê.

Em 90% não há consenso para o adepto comum. Pegando ontem no Rio Ave-Benfica, há claramente um lance de penalty e depois outro que é uma mão casual do Pizzi e que não é penalty. Seria isso avaliado com certeza, mas nós teriamos adeptos a dizer que o lance da mão também é penalty, quando objectivamente não é mesmo.

E não só. Nem os ex-árbitros que avaliam as jogadas estão de acordo. Nem eu e o meu pai estamos de acordo. Não há uma visão objetiva do que é penálti ou não, por isso não deve ser decidido por videoárbitro. Vai dar azo a discussões muito maiores. Pode ser até um forma de legitimar o roubo. É o primeiro passo para se acabar com o videoárbitro que, afinal, poderia ser muito útil se bem aplicado.
Qualquer medida que vise implementar novas tecnologias no futebol merece o meu apoio.
Esta é uma medida no sentido certo.

No entanto, não estou demasiado confiante.
Alguns dos motivos já foram apontados neste tópico por outros foristas e têm a ver com a subjectividade da avaliação dos lances e a margem que quem vai avaliar vai ter para decidir a favor de quem mais lhe convier.

Mas o principal motivo da minha desconfiança tem a ver com o trigger das avaliações.
Quando é que o video-árbitro vai intervir?
A resposta, no fundo, é quando ele ou o árbitro quiserem.
Ou seja, quem quiser cozinhar, vai continuar a poder fazê-lo.
A única vantagem para a justiça no desporto é que vai ser muito mais complicado fazê-lo em lances óbvios.
Deixa de existir a desculpa do "Não Vi!".
Isso é bom.

Mas mantém-se o problema dos cozinhados.
Se uma equipa se quiser defender de más decisões, não tem hipóteses.
O árbitro pode considerar que não tem dúvidas sobre essas más decisões e o video-árbitro pode não intervir no fluxo do jogo.

Isto só poderia ser resolvido com a aplicação do Challenge à semelhança do que se faz no ténis.
Isto sim, permitiria às equipas passarem a ter um papel activo na sua defesa.
Da forma como o video-árbitro vai ser implementado, continuará todo o poder nas mãos daqueles que já provaram que decidem títulos e campeonatos consoante as suas preferências.

PS:
E vamos lá ver se este sistema ainda não vai servir para manter os roubos que já eram feitos e corrigir as raras situações em que os gatunos eram roubados...
Nada é bom demais para o SCP!
Sobre a introdução do VA acho duas coisas:

1º é que deveria ser um sistema igual em todos os jogos, a verdade desportiva é tanto valida na luta pelo 1º como pelo último lugar, e todos os jogos valem o mesmo...

2º Não concordo que seja o arbitro a solicitar o auxilio do VA. Deveriam ser sim os clubes, teriam X pedidos caso tivesse razão não contava, caso contrário sim... No site sobre VA fala da sua utilização apenas em lances de golo, penalty, expulsões... e nos lances de cantos, foras de jogo, simples fora, faltas a meio campo, cartões amarelos (1ºs e segundos)... quantos lances destes dão golo e influenciam o jogo... imensos...

Acredito que vai ser um processo de aprendizagem no sentido de melhorar a verdade desportiva e isso por si só já é de louvar... :)
Sobre isto do video arbitro apoio incondicionalmente.

Porem, temo que se vá implementar algo para o qual não temos pessoas preparadas para usar, não entendo como não fizemos cá uma epoca inteira por exemplo para tentar o sistema com todos os eventuais envolvidos?

No entanto isto são boas noticias, para a proxima epoca a Lampionagem vai xuxar nabos.
Sócio desde 03-06-2015 | Jogos Memoráveis que assisti: Sporting 2-0 Salgueiros (26-02-1984) | Sporting 4-1 D.Chaves (5-5-1996) | SPORTING 6-1 Boavista (14-11-2004) | Belenenses 0-1 SPORTING (27-05-2007) | SPORTING 5-3 Carnide (16-04-2008) | SPORTING 2-1 Carnide (21-11-2015) | BdC, 05-03-2017 - "BARDAMERDA PARA TODOS AQUELES QUE NÃO SÃO SPORTING CLUBE DE PORTUGAL!"
" O Conselho de Arbitragem da FPF não pretende reforçar os seus quadros na próxima época, com vista à entrada em funcionamento do sistema de vídeo-árbitro. Chegou a falar-se na contratação de antigos árbitros, ou até comentadores de arbitragem, para que pudessem ajudar na função, mas o CA fecha a porta a tal possibilidade, assegurando que tal será feito por árbitros no ativo, todos da principal categoria.

A questão que está agora em avaliação é a do número de árbitros que farão parte da Categoria C1. Está prevista uma redução no número de efetivos de 24 para 22, mas tudo vai depender das decisões que venham a ser tomadas nos próximos dias pela Assembleia Geral da Liga de Clubes.

Em discussão vão estar algumas alterações ao Regulamento de Arbitragem, e uma das propostas do CA passa por acabar com o impedimento de um árbitro dirigir, por exemplo, dois jogos seguidos do mesmo clube. Só depois desta decisão, que será tomada pelos clubes, é que o CA terá uma posição definitiva; e o número até pode vir a ser superior ao atual.

Da avaliação que tem sido realizada nas últimas semanas, o CA percebeu que um árbitro pode dirigir um jogo num sábado, por exemplo, e depois ser vídeo-árbitro na segunda-feira. Ou que um árbitro lesionado pode sempre ser vídeo-árbitro, desde que não tenha sofrido um acidente grave."

RECORD
" O Conselho de Arbitragem da FPF não pretende reforçar os seus quadros na próxima época, com vista à entrada em funcionamento do sistema de vídeo-árbitro. Chegou a falar-se na contratação de antigos árbitros, ou até comentadores de arbitragem, para que pudessem ajudar na função, mas o CA fecha a porta a tal possibilidade, assegurando que tal será feito por árbitros no ativo, todos da principal categoria.

A questão que está agora em avaliação é a do número de árbitros que farão parte da Categoria C1. Está prevista uma redução no número de efetivos de 24 para 22, mas tudo vai depender das decisões que venham a ser tomadas nos próximos dias pela Assembleia Geral da Liga de Clubes.

Em discussão vão estar algumas alterações ao Regulamento de Arbitragem, e uma das propostas do CA passa por acabar com o impedimento de um árbitro dirigir, por exemplo, dois jogos seguidos do mesmo clube. Só depois desta decisão, que será tomada pelos clubes, é que o CA terá uma posição definitiva; e o número até pode vir a ser superior ao atual.

Da avaliação que tem sido realizada nas últimas semanas, o CA percebeu que um árbitro pode dirigir um jogo num sábado, por exemplo, e depois ser vídeo-árbitro na segunda-feira. Ou que um árbitro lesionado pode sempre ser vídeo-árbitro, desde que não tenha sofrido um acidente grave."

RECORD

Então, quer dizer que vamos ter o Jorge Sousa como video-árbitro nos jogos grandes.

Nem assim nos safamos.
 estava Agora a conversa com um amigo meu de lisboa, sobre o que poderiamos esperar do video árbitro, exemplo de ontem na taça e o do mundial sub 20, etc e a certa altura ele disse o seguinte:

- que em vários países da europa, incluindo o nosso, os clubes estão a treinar os jogadores para que em lances corridos onde haja duvidas de fora de jogo, em caso de o fiscal de linha levantar bandeira e árbitro apitar, não parar e continuar a jogada e tentar marcar. Isto pk se houver dúvidas o video árbitro ira ver, e caso seja lance limpo, o golo é validado. Um dos clubes que vai começar a implantar isto serão os lamp, pra próxima época..

Será isso possível?
Se o árbitro apitar o lance é interrompido, independentemente de os jogadores continuarem a jogada. Se só o fiscar de linha levantar a bandeirola e o árbitro não apitar (na expectativa de o VAR validar ou invalidar a jogada subsequente), nesse caso a jogada prossegue. O que me parece é que vai haver mais "teatro" e protestos dos jogadores com o objectivo de forçarem a revisão da jogada.
No SPORTING o impossível alcança-se!
NUNCA deixarei alguém dizer que algo é bom demais para o SPORTING!
TUDO está ao alcance do SPORTING mas o SPORTING não está ao alcance de todos!
A mim o que me parece é que só serão assinalados pelo bandeirinha 😁 os fdj que não suscitem a mínima dúvida. Isto se forem sérios (ou a equipa que defende sejam os lamps), porquê:

É preferível deixar seguir um lance duvidoso que, caso dê golo e se verifique que era irregular, seja corrigido pelo vídeo árbitro, do que anular uma jogada perigosa, porque se julgou em fdj que depois é possível constatar que era um erro.

Portanto, já se sabe, contra os lampiões vão marcar fora de jogo sempre que possam. Sempre que esses cães estiverem a atacar, nem que seja um fdj de dois metros disk seguir para ver se dá golo, depois o vídeo árbitro que anule...

Enviado do meu VFD 500 através de Tapatalk

Sei que é "feio" um homem chorar, mas ontem chorei, de orgulho e de alegria por trazer no coração o amor ao Sporting Clube de Portugal! - AJG - 01JUN2015
Vejam um dos fora de jogo tirados à coreia do sul, na 1º parte do jogo sub 20 que está agora no intervalo.. É exatamente o que referi ontem. Jogada rapida, fiscal levantou bandeira e árbitro apitou, mas ele continuou, rematou e entrou. Mas claro, tava em fora de jogo jogada inválida. Se por acaso há protesto e ele calha a ir ver, e estivesse errado, tinha sido validado..