Tendência Clubista de Jornalistas e Comentadores da Nossa Praça

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Pedro Henriques sportinguista só se for o ex-árbitro.

Rui Santos do Sporting... Sempre desconfiei..   8)

Para quem não conseguir ler:

Citação de: Rui Santos
Aqui há uns anos eu dizia que só tinha um clube: o da Imprensa Nacional Desportiva. Mas não quero ser nada como os árbitros que são do Sporting ou do Porto ou do Benfica e dizem sempre que são do Arrifana... Sou do Sporting, mas é um pertencer diferente. O meu coração, lá na bancada, bate sempre da mesma maneira, quer a bola entre na baliza ou não. Não me vejo de bandeira na mão, mas só porque me foi ensinado assim pelo meu tio - o Vítor Santos, que foi jornalista desta casa. Mas gosto muito do Benfica. Não sei se é incompatível, mas é verdade.

"Sou do Sporting... mas gosto muito do Carnide".

Se estas declarações são efectivamente do RS, não sei se ria se chore.
 ^-^

#Lukvan
#Brendever

:mrgreen:

Es gibt nichts schlimmeres als die fleißigen Dummen!

Conheço muita gente e não conheço ninguém assim, o que normalmente acontece é haver adeptos de 2 clubes com dimensões diferentes dentro do mesmo país, tipo gostar do Sporting e da Académica, por exemplo, ou do clube da terra natal e de um grande, Portugal é pródigo em adeptos "bi-partidários", mas sempre apenas de um grande, adeptos de 2 clubes grandes ao mesmo tempo é raro e não faz sentido, acaba por ser um contra-senso.

 :arrow: :arrow: :arrow:

Subscrevo inteiramente.

Hoje, depois do escândalo, o Joaquim Rita diz duas coisas muito interessantes:

1- "Quem semeia ventos colhe tempestades, vamos ver o que acontece ao Sporting." Ou seja, vergonhas como as de hoje são lícitas porque o Presidente dispara em todas as direcções. Caladinhos é que estamos bem. (Até porque mais ninguém comenta arbitragens neste país)

2- "JJ nos porcos, a coreografia gestual passava por cima, fazia parte do folclore do jogo. JJ tem de se consciencializar que sendo agora treinador do Sporting, a malha está muito mais apertada". Porquê, pergunto eu?

É óbvio, evidente e descarado o que nos estão a fazer. E, aparentemente, é tudo aceite como normal e o problema somos nós.
"Alianças só na mão esquerda da minha mulher"
Hoje, depois do escândalo, o Joaquim Rita diz duas coisas muito interessantes:

1- "Quem semeia ventos colhe tempestades, vamos ver o que acontece ao Sporting." Ou seja, vergonhas como as de hoje são lícitas porque o Presidente dispara em todas as direcções. Caladinhos é que estamos bem. (Até porque mais ninguém comenta arbitragens neste país)

2- "JJ nos porcos, a coreografia gestual passava por cima, fazia parte do folclore do jogo. JJ tem de se consciencializar que sendo agora treinador do Sporting, a malha está muito mais apertada". Porquê, pergunto eu?

Essa é fácil demais e o pulha do Rita também o sabe.
Neste clube, ao contrário daquela agremiação asquerosa de Carnide, não só não há colinho dos arbitros nem dos dirigentes do Tugão, como temos sido escandalosamente roubados jogo sim jogo sim. Não é o erro pontual e humano, é o erro sistemático e sistémico. Contra o Sporting.

É óbvio, evidente e descarado o que nos estão a fazer. E, aparentemente, é tudo aceite como normal e o problema somos nós.

Isso faz parte da estratégia concertada dos orgãos de comunicação social. Que também passa por desvalorizar aquilo que nos fazem. LPFP, APAF, FPF... tem tudo o respaldo de uma CS sedenta de agradar ao mecenas vermelho. E que não olha a meios, com raras e honrosas excepções, para atingir os fins.
"Não é o Sporting que se orgulha do nosso valor. Nós é que nos devemos sentir honrados por ter esta camisola vestida."
Francisco Stromp