Wiki Sporting, a enciclopédia do Sporting Clube de Portugal

Forum SCP - A Comunidade do Sporting Clube de Portugal


Olá, Visitante. Por favor Entre ou Registe-se se ainda não for membro.
Novembro 22, 2014, 10:36

Entrar com nome de utilizador, password e duração da sessão

Anúncios:

Início Início  Ajuda Ajuda  Regras Regras  Pesquisa Pesquisa  Entrar Entrar  Registe-se Registe-se       Wiki Wiki  Links Links 
Fórum SCP - A Comunidade do Sporting Clube de Portugal Área da Comunidade Arquivo Mundial FIFA 2010 Tópico:

[Mundial 2010] A Selecção Nacional

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.
Votação
Pergunta:
Como avalia a prestação da Selecção Nacional?
Muito boa- 3 (1.6%)
Boa- 2 (1%)
Razoável- 56 (29.3%)
- 93 (48.7%)
Péssima- 37 (19.4%)
Votos totais: 180

Páginas: « anterior 1 ... 62 63 [64] 65 seguinte » Ir para o fundo Imprimir
Autor Tópico: [Mundial 2010] A Selecção Nacional (Lida 42610 vezes)

Re: A Selecção Nacional , « Resposta #1260 em: Julho 14, 2010, 15:50 »



*
Veterano

Mensagens: 8487
Localidade: Vale da Amoreira
Masculino


Por favor... o Egipto nem à WC foi e ainda subiu 3 lugares Rebolar de Tanto Rir

O Egipto é campeão africano em título, logo não sei do que te ris.
Registado


Re: A Selecção Nacional , « Resposta #1261 em: Julho 16, 2010, 16:32 »



*
Juvenil

Mensagens: 713
Idade: 19
Localidade: Lisboa
Masculino


É uma coisa estranha: O Egipto ganha sempre a CAN mas depois não conseguem ir ao mundial. É uma coisa que eu não percebo, simplesmente. Se eles são assim tão bons por raios é que não vão ao Mundial?
Registado
Re: A Selecção Nacional , « Resposta #1262 em: Julho 17, 2010, 04:38 »


Verde (ê) (latim Viridis, -e)


*
Veterano

Mensagens: 7480
Masculino


É uma coisa estranha: O Egipto ganha sempre a CAN mas depois não conseguem ir ao mundial. É uma coisa que eu não percebo, simplesmente. Se eles são assim tão bons por raios é que não vão ao Mundial?
Têm a sorte e o azar mal distribuídos!
Registado

Re: A Selecção Nacional , « Resposta #1263 em: Julho 20, 2010, 19:47 »



*
Sénior

Mensagens: 4781
Idade: 41
Localidade: Lamego
Masculino


Desculpem desenterrar isto, mas acabo de ler um texto de Pedro Barroso  (autor, compositor, professor) relacionado com o eterno-adjunto ora seleccionador Queiroz que considero excelente, e que subscrevo na íntegra:

citação de: http://sorumbatico-longos.blogspot.com/2...uadratura-do-circo-o-queiroz-que-eu.html


CUSTA SEMPRE bater num amigo. Sempre tive com ele o privar cordial e companheiro de alguém com a mesma formação e geracionalmente próximo.

Era eu já razoavelmente conhecido no mundo da canção e o Carlos, um pouco mais novo, debutava nos iniciados do meu Belenenses, o que nos aproximava sobremaneira. Ficou uma amizade tranquila, confirmada por encontros posteriores, onde ele me confidenciava do seu desejo de férias e sossego secreto num Algarve privado que me revelou. Mas onde talvez hoje não possa arriscar muito o passeio público, pois estaria sujeito a ouvir imprecações de menos nobreza a cada esquina, e insultos animosos de um qualquer pescador mais impulsivo.

Mas adiante; isso… foram confidências que não denuncio. E em nome da sua privacidade tem direito mantê-las.

Também eu sei o que custa entrar num sítio e ter de aturar um sujeito que nunca vimos, já bebeu demais, e nos trata por tu, só porque esteve na sétima fila de um qualquer concerto que dei há 20 anos em Santa Comba do Semicúpio. E nos bate nas costas como se fosse nosso amigo de infância ou mesmo irmão de longa data. E nos chateia o resto do jantar, sem ter objectivamente nada para dizer, só porque é insolente e grosseiro na sua etílica condição e calhou estarmos ali.

Mas o que me liga ao Carlos é tão distante já como o seu olhar superior e altaneiro, sempre posto num horizonte longe, indefinido, talvez ausente. Um olhar de iluminado, cientista e conhecedor que tem de contemporizar com a plebe assanhada e pobre, curtas pessoas de ideias pequenas, sem conhecimento nem saber para discutir as decisões doutas e autorizadas do grande Professor.
Passam-lhe por isso ao lado as críticas maldosas, feitas com acinte e aleivosia, por meia dúzia de energúmenos, ciente que está da sua suprema razão e de seu imenso saber. Olha em torno de si - com dificuldade, acrescente-se…- e, quando o faz, é apenas para pensar tão alto que todos nós conseguimos ouvir:

- Que importa o que dizeis? Para mim os cães ladram e a caravana passa.

Já nos idos de oitenta, quando privávamos diariamente com a humildade de um laborar conjunto e a intimidade do desabafo, dia a dia, anos seguidos, no Liceu de S. João do Estoril, o Carlos era assim. Tranquilo, educado, correcto, cordial; mas um tanto inseguro, defensivo, elaborado, meticuloso, gestor de palavras e projectos, investigador, evasivo, contornante.

Vínhamos ambos de um INEF, onde ambos tínhamos sido alunos de topo com três anos de diferença, mas a minha vocação de autor e poeta sobrepôs-se à minha ambição monetária. Aí, assumi causas, escrevi combate, abracei a vida difícil de músico e compositor, arrisquei opinião, defendi a cultura convivida e esqueci-me dessa secreta ambição que me poderia ter dado fortunas impensáveis e colossais. Acresce que fui ainda “colega” - uns mais novos, outros mais velhos…- de Jesualdo, Vingada, Mourinho, Caçador, etc. por aí fora.

Coube-me ainda, por acasos da vida, vir a ser professor dos internacionais irmãos Xavier, precisamente no sítio onde fui professor e colega de Queiroz.

Tudo isto para justificar que ainda tenho os galões e sei dos livros. Bem podia ter sido treinador, tivesse a vida virado por aí… Não fui. Mas sei do que digo, quando ainda hoje falo de Fisiologia do esforço, treino físico, táctica e técnica de jogo, motivação, etc.

Por isso me sinto autorizado a dizer que falhaste.

Depois daquela geração de ouro, com que foi fácil ser campeão do Mundo de juniores, havia que sedimentar outra densidade humana e outra leitura alta para… frutificar.

O tecido humano de uma equipa de futebol a alto nível é ainda vaidoso, inconsequente irreverente, difícil. Os jogadores de topo são normalmente jovens ricos e mimados, com todos os defeitos da imaturidade; mas há outros que entretanto começaram a aparecer com um discurso adulto, assente em muito saber e experiência e já não admitem ensaios nem improvisos. Já foram treinados por pessoas e métodos muito variados e sabem num minuto avaliar a segurança e o valor do seu comandante.

Eu também tremeria se visse o dentista enganar-se, trocar os instrumentos e dar ordens contraditórias. Tudo isto para dizer que um treinador não escapa ao olhar crítico, não só da massa associativa, como dos próprios jogadores. E todos pensam, avaliam, julgam.

Ora uma representação nacional é uma montra do país. E a massa associativa são todos os portugueses. Que, aliás, são eles a pagar - e bem, ao que parece…- o servicinho…

As tuas equipas Carlos, tornam-se um pouco aquilo que tu és.

Se queres transmitir que não sofrer toques no gilet já é triunfo; se achas que defender, para não sofrer humilhação, é uma forma de vitória; se admites que é preferível empatar a zero a arriscar a estocada que nos expõe; se queres ganhar sem risco, através de alguma cartomancia ocasional; se preferes convocar 18 jogadores com características médio/defensivas em cada 23, muito bem.
Isso és tu. Tal qual te conheci.

Continuas temperamentalmente na mesma. Cauteloso, ponderado, estudioso.

Mas no futebol de competição e de selecção nacional - e dispondo, como dispunhas, dos melhores e de todos os meios à disposição para fazer um enorme Mundial – há que arriscar a glória, para não sair por falta de coragem.

Ser agressivo, objectivo, ambicioso. E desportivamente astuto, líder, entusiasta, galvanizante. E, ao nível de grupo, companheiro, amigo e confidente, criando empatias totais, emocionais, sinceras com os jogadores. Coisas que nunca mostraste.
As tuas convocações, as tuas estratégias, as tuas substituições, os teus jogos ocultos - que transparecem, Carlos, desculpa, mas transparecem demais e são evidente falta de alegria no seio da equipa…- foram quase sempre negativos.

Mas há mais.

As lesões convenientes do Ruben, para não levantar mais polémica; do Nani, por mistério interno que ninguém sabe mas, sem nunca haver boletim médico, tudo indica que foi por forte falta disciplinar não assumida; do Deco, nitidamente por espírito de vingança, o que é feiíssimo.

As ordens do banco, as palestras de intervalo, as escolhas tácticas, as trocas de jogadores - que nem eles próprios aceitam, nem compreendem; o rigor oculto por um sorriso farisaico, para que tudo pareça controlado, quando o que está a ver desenvolver-se todos os dias é revolta e discordância…

A obsessiva tendência defensiva, as indecisões infantis em lugar e momentos chave. Precisar de municiar atacantes com passes a rasgar, largos e imaginativos e manter o Deco no banco, por birra, é infantil. Ver os ataques passarem por trás do R. Costa, pois não é bem um defesa direito, e ter dois defesas direitos no banco, é, no mínimo, ou teimosia ou autismo. Insistir no Pepe sempre Pepe para destruir, quando se sabe que ainda não pode estar a 100%...

Mas há ainda mais.

Precisar de atacar e retirar avançados. Deixar as linhas de defesa e médias próximas e desterrar lá para a frente os sacrificados pontas, sem apoio, nem bola, nem municionamento à vista, a vinte metros de distancia, dependendo das explosões de Fábio C. ou de outros eventuais e raros passes a rasgar, sempre fora do desenlace pretendido. Não estruturar ataque. Não se ver uma construção apoiada e consistente de teia de jogo, vivendo do génio e inspiração de cada um. Não incentivar ataque.

Não apresentar um único esquema de livre estudado, em tantas ocasiões que se prestavam para experimentar. Idem também não haver combinações visíveis na marcação de cantos.

Outra coisa.

Ronaldo lá por ter sido o melhor, - se calhar… coisa boa e má, por prematura, que lhe aconteceu… - não deixa de ser um jovem mimado que bate na relva em fúria quando as coisas lhe correm mal. Capitão de equipa? Nunca. Capitão era o Coluna, ou o Germano. Caramba! - Bastava um olhar reprovador e o colega enfiava-se pelo chão!

E já agora… Motivação psicológica de balneário era …aquilo?

“Portugal ganhar - Portugal ganhar??!”

Aquilo é pobre e bimbo, Carlos. Não está ao nível da tua formação académica, rapaz! Um discurso patriótico, iluminado, transbordante de História e força, entusiasta - tipo egrégios avós e às armas, talvez! … Agora “Portugal ganhar - Portugal ganhar??!”

É fraquíssimo, é pimba, motivacionalmente nulo, quase regressivo, infantil, sem criatividade, nem slogan, nem eficácia. O Deco fez muito bem em virar costas.

Eu faria o mesmo. Achava ridículo.

Outra coisa, embora mais subjectiva, mas lá vai. Convocar o Castro e o Costa e não levar o Carlos Martins, nem o Ruben, nem o Moutinho?! Convocar o Daniel não sei que e não convocar o Quim?! Há para aí alguma embirração escondida? Este não é um interesse nacional acima de quaisquer ódios caseiros, como tanto proclamaste?

Portugal não podia ganhar sem atacar. Ficar à espera que Ronaldo “aconteça”, sem apoios, nem ataque estruturado, é mau para ambas as partes e nunca vai acontecer.

Tal como o superlativo bloco defensivo que desenhaste, há que construir um bloco enredante e ofensivo que terás de imaginar. Ou alguém por ti. Com espontaneidade e alegria criativa. Que é uma coisa que não incutes, com esse ambiente, nem com esses escassíssimos e espartilhados atacantes, em lugares e funções de que não gostam, e onde não são rentáveis.

Para dirigir uma selecção de um Pais é preciso o estudo, a calma, a cultura e ponderação que inegavelmente possuis. Mas é preciso a ambição, o golpe de génio, a raiva, o combate, a capacidade motivacional, o cuspo, o grito, o abraço sincero e a agressividade atacante que inegavelmente sofreias.

E a relação humana com os jogadores, não sei, Carlos, porque ninguém sabe.

Mas cheira que não pode ser boa. Eu, se fosse internacional, declarava a minha indisponibilidade já amanhã, pelo menos enquanto andasses por lá.

Uma pequena e persistente fissura na clavícula impede-me de ser mais explícito.

Mas a essa cura-se, mais semana menos semana.

E tu se calhar também continuas - ou não - mais milhão, menos milhão.

Sempre ao dispor,
O meu abraço amigo,

Pedro Chora Barroso
Licenciado em Educação Física
Post grad em Psicoterapia Comportamental

PS – se a FPF me quiser contratar, como Consultor animador, Especialista motivacional e Analista comportamental para dinâmica de grupos… estou ao dispor na volta do correio e muito obrigado. Quaisquer 50000€/mês e fecho contrato.
Registado

Re: A Selecção Nacional , « Resposta #1264 em: Julho 20, 2010, 20:14 »



*

Mensagens: 28872
Idade: 28
Masculino


Vi o tópico para cima e pensei que fosse a notícia do despedimento do Adjunto.  Sad
Registado

Re: A Selecção Nacional , « Resposta #1265 em: Julho 20, 2010, 21:39 »


No avatar!

*

Mensagens: 14895
Idade: 32
Localidade: Figueira da Foz
Masculino


Acho que a selecção nacional deveria estar lá em baixo agora, o campeonato do mundo já foi e a vida continua...
Registado
Re: A Selecção Nacional , « Resposta #1266 em: Julho 21, 2010, 04:40 »



*
Veterano

Mensagens: 8487
Localidade: Vale da Amoreira
Masculino


Por acaso texto bem interessante. Mas acho que os tópicos do Mundial podem fechar...
Registado
Re: A Selecção Nacional , « Resposta #1267 em: Julho 21, 2010, 10:15 »

Gebeeme

 Off-Topic

Como curiosidade, frequentei o Liceu de S. João do Estoril nos idos anos de 1976-1980 (1º ano do Unificado, logo a seguir ao 25 de Abril).

Tive como professores de educação física o Carlos Queiroz (9º ano) e o Pedro Barroso (10º e 11º ano). No 8º ano, fui colega do Carlos (meu companheiro de carteira) e do Pedro Xavier, já eles jogavam à bola para caramba (eles ficaram no 8º e eu passei para o 9º  ). Já eram juvenis do Sporting, na altura e eram uns craques do caraças. Lembro-me que uma vez fizemos um jogo de 6 contra 3 (o Carlos, o Pedro e 1 redes) e eles ganharam para aí por uns 10 de diferença.

O Carlos Queiroz era porreiro pois bastava a gente pedir-lhe uma bola e ele dava uma bola de volei (que saudades, ai, ai) e nós passavamos as aulas de "Ginástica" (como se dizia na altura, agora é que é "Educação Física") a jogar futebol, que era o que a malta curtia. Ele ficava a galar a professora de "Giinástica" das miúdas que era boa comó milho (naquela altura havia um professor para os rapazes e uma professora para as raparigas).

O Pedro Barroso era uma ganda besta. Só queria era treinar velocidade e andebol. Lembro-me que uma vez, estávamos a jogar andebol (eu estava como redes pois era para o que tinha algum jeito  ) e o gajo vem lançado (tinha uma barriga que parecia um bombo mas corria que eu sei lá) salta e com um cotovelo partiu 2 dentes a um colega meu que teve que levar ainda uma data de pontos na boca e a mim, que defendi a bola (uma Mikasa daquelas de borracha que eram duras que eu sei lá), partiu-me dois dedos da mão direita.  Vermelho Vermelho Vermelho

Mais, eu já tinha apanhado o Pedro Barroso como professor na escola da Parede, no 1º ano do Ciclo Preparatório. Ainda dizem que uma raio não cai duas vezes no mesmo sítio... Pensar Pensar Pensar

Enfim, desculpem lá esta incursão ao Canal Mémória. Fim de  Off-Topic
Registado
Re: A Selecção Nacional , « Resposta #1268 em: Julho 22, 2010, 08:41 »


Verde (ê) (latim Viridis, -e)


*
Veterano

Mensagens: 7480
Masculino


^ Ahah!! É bom ler episódios desses! Então se o Queiroz entrou para o ISEF em 1975 (quando veio de Moçambique), ele deveria estar ainda a fazer o curso enquanto dava aulas no liceu, não?
Registado

Re: A Selecção Nacional , « Resposta #1269 em: Julho 22, 2010, 08:57 »


Verde (ê) (latim Viridis, -e)


*
Veterano

Mensagens: 7480
Masculino


Por acaso texto bem interessante. Mas acho que os tópicos do Mundial podem fechar...
Acho que aquele texto foi dos melhores até agora. Aliás, não há problema nenhum com os tópicos estarem abertos. De certeza que quando não houver mais assunto, os tópicos morrerão normalmente. Até lá, se não morrem naturalmente, é porque há boas razões. Se já tivesse fechado onde é que cabia aquele texto?

Este tópico, por exemplo, deve continuar não só porque faz parte de um mesmo Projecto-Queiroz mas porque o outro que existe é muito vago: "Selecção Nacional e Outras Selecções"... A nossa e as outras nem se podem colocar no mesmo patamar. Se o Maradona sai ou o Ericsson fica não podem estar na mesma linha de raciocínio da nossa equipa nacional pela qual puxamos e para a qual pagamos.
Registado

Re: A Selecção Nacional , « Resposta #1270 em: Julho 22, 2010, 09:35 »

Gebeeme

^ Ahah!! É bom ler episódios desses! Então se o Queiroz entrou para o ISEF em 1975 (quando veio de Moçambique), ele deveria estar ainda a fazer o curso enquanto dava aulas no liceu, não?

Naqueles tempos pós 25 de Abril, havia uma grande falta de professores. Cheguei a ter aulas de Francês e de Educação Visual (Desenho) com alunos finalistas de liceu, até existirem professores disponíveis.

O Carlos Queiroz foi meu professor no ano lectivo de 1977-1978, ou seja, já ele andava no ISEF, e dadas as condicionantes que havia na altura e que já expliquei acima, era vulgar os Conselhos Directivos recorrerem a alunos que frequentavam o Ensino Superior para darem aulas. Era mais barato e os alunos complementavam a teoria dos cursos com prática.

Não sabia que ele tinha entrado para o ISEF em 1975 mas isso explica a postura que ele tinha quando nos dava (não dava) aulas. 
Registado
Re: A Selecção Nacional , « Resposta #1271 em: Julho 22, 2010, 10:57 »


Verde (ê) (latim Viridis, -e)


*
Veterano

Mensagens: 7480
Masculino


^ Ainda tive "Desenho" no 9º ano. A partir do 10º é que já apanhei as reformas.

Em Lisboa vocês ainda apanhavam futuros campeões mundiais de sub-20 a fazer uns biscates Mas fora dos grandes centros, em plenos anos 90, ainda se notava uma tremenda precariedade. Eu até profs sem 12º ano apanhei!!!

Não sabia que ele tinha entrado para o ISEF em 1975 mas isso explica a postura que ele tinha quando nos dava (não dava) aulas. 
O Adjunto baldava-se? Nem parece dele, tão metódico!
Registado

Re: A Selecção Nacional , « Resposta #1272 em: Julho 22, 2010, 14:10 »

Gebeeme

^ Ainda tive "Desenho" no 9º ano. A partir do 10º é que já apanhei as reformas.

Em Lisboa vocês ainda apanhavam futuros campeões mundiais de sub-20 a fazer uns biscates Mas fora dos grandes centros, em plenos anos 90, ainda se notava uma tremenda precariedade. Eu até profs sem 12º ano apanhei!!!

Não sabia que ele tinha entrado para o ISEF em 1975 mas isso explica a postura que ele tinha quando nos dava (não dava) aulas. 
O Adjunto baldava-se? Nem parece dele, tão metódico!

Ele dar as aulas até dava, pelo menos estava lá presente, mas entretinha-nos a jogar futebol que era para estar na conversa com as professoras de ginástica das miúdas. Chama-lhe parvo.  Rir Muito Alto
Registado
Re: A Selecção Nacional , « Resposta #1273 em: Julho 22, 2010, 14:26 »


Verde (ê) (latim Viridis, -e)


*
Veterano

Mensagens: 7480
Masculino


Ele dar as aulas até dava, pelo menos estava lá presente, mas entretinha-nos a jogar futebol que era para estar na conversa com as professoras de ginástica das miúdas. Chama-lhe parvo.  Rir Muito Alto
Parece que nessa época ele tinha tácticas bem mais simples e directas. Eu não quero chatear mais com o assunto, mas fiquei curioso: ele já usava bigode nessa altura? Pode estar aí a explicação! Grin
Registado

Re: A Selecção Nacional , « Resposta #1274 em: Julho 22, 2010, 14:28 »

a32772

Ele dar as aulas até dava, pelo menos estava lá presente, mas entretinha-nos a jogar futebol que era para estar na conversa com as professoras de ginástica das miúdas. Chama-lhe parvo.  Rir Muito Alto
Parece que nessa época ele tinha tácticas bem mais simples e directas. Eu não quero chatear mais com o assunto, mas fiquei curioso: ele já usava bigode nessa altura? Pode estar aí a explicação! Grin

Evidente. Gajo que chega a seleccionador português tem de possuir um histórico bem constituído com presença de bigode...
Registado
Re: A Selecção Nacional , « Resposta #1275 em: Julho 22, 2010, 17:52 »

Gebeeme

Já usava bigode e risco ao meio.  Rir Muito Alto

Agora é que já não usa bigode... Ou usa? Leva é bigodes dos outros.
Registado
Re: A Selecção Nacional , « Resposta #1276 em: Julho 22, 2010, 17:53 »

a32772

Já usava bigode e risco ao meio.  Rir Muito Alto

Já cá faltava... Rebolar de Tanto Rir Rebolar de Tanto Rir Rebolar de Tanto Rir
Registado
Re: A Selecção Nacional , « Resposta #1277 em: Julho 22, 2010, 20:58 »


Verde (ê) (latim Viridis, -e)


*
Veterano

Mensagens: 7480
Masculino


Ele dar as aulas até dava, pelo menos estava lá presente, mas entretinha-nos a jogar futebol que era para estar na conversa com as professoras de ginástica das miúdas. Chama-lhe parvo.  Rir Muito Alto
Parece que nessa época ele tinha tácticas bem mais simples e directas. Eu não quero chatear mais com o assunto, mas fiquei curioso: ele já usava bigode nessa altura? Pode estar aí a explicação! Grin

Evidente. Gajo que chega a seleccionador português tem de possuir um histórico bem constituído com presença de bigode...
Realmente agora que penso nisso, desde que tenho memória, só Cabrita e Juca não tinham/tiveram um vasto filtro de sopa! Shocked
Registado

Re: A Selecção Nacional , « Resposta #1278 em: Julho 23, 2010, 19:42 »



*
Veterano

Mensagens: 10346
Idade: 22
Masculino


Citar
"Factos graves" no inquérito a Queiroz

Laurentino Dias, secretário de Estado do Desporto, confirmou ter remetido para a Federação Portuguesa de Futebol os conteúdos de um inquérito, conduzido pelo Instituto do Desporto de Portugal, visando carlos Queiroz.

"Está na Federação para ser avaliado. Os factos que foram apurados no inquérito obrigam a que a Federação sobre eles pondere. Se não fossem factos graves não tinha havido um inquérito ou teria sido arquivado", disse à Renascença.

O secretário de Estado do Desporto está certo que a a Federação fará "uma boa apreciação" tanto mais que  já deu suficientes provas de ser capaz, organiza e séria na abordagens dos casos".
In:Rascord
Registado

Re: A Selecção Nacional , « Resposta #1279 em: Julho 23, 2010, 19:55 »


Verde (ê) (latim Viridis, -e)


*
Veterano

Mensagens: 7480
Masculino


^ Entretanto encontrei mais:

Citar
Selecção: Queiroz sob inquérito por insultos em controle anti-doping

O seleccionador Carlos Queiroz estará a ser alvo de um inquérito por alegadamente ter insultado os técnicos que realizaram o controle anti-doping aos jogadores da Selecção portuguesa a 16 de Maio, ainda durante o estágio de preparação para o Mundial da África do Sul , na Covilhã.

O treinador das quinas terá utilizado « palavreado agressivo e insultuoso », conforme avança o Diário de Notícias que revela a notícia, referindo que Queiroz « considerou inoportuna » a presença dos elementos da Autoridade Antidopagem de Portugal (ADoP) no estágio.

O Instituto do Desporto de Portugal (IDP) terá aberto um inquérito ao seleccionador, ouvindo « várias testemunhas, desde funcionários do hotel até elementos do staff federativo, alguns dos quais confirmaram de forma concreta os excessos » do treinador, segundo atesta o DN. A publicação aponta que o principal visado das críticas de Queiroz terá sido o presidente da ADoP, Luís Horta , que nem sequer se encontrava presente no momento do controle.

Agora compete à Federação Portuguesa de Futebol (FPF) avaliar o caso, podendo aplicar uma multa ou uma sanção desportiva a Queiroz. Os visados pelo alegado comportamento do treinador consideram que este agiu de modo « ofensivo e difamatório », atesta o DN, sublinhando que esperam da parte da FPF uma atitude em conformidade.

É mais um caso a "manchar" a imagem de Queiroz depois de um Mundial 2010 que ficou aquém das expectativas. O seleccionador esteve recentemente envolvido noutra polémica depois de ter falado da « estrutura amadora » da Federação, conforme o próprio veio a assumir posteriormente, embora ressalvando ter sido uma expressão retirada de contexto.

Susana Valente, hoje às 10:27

http://relvado.aeiou.pt/?st=91942

Eh pá, que mau feitio!
Registado

Gosta deste tópico? Partilhe-o:
Páginas: « anterior 1 ... 62 63 [64] 65 seguinte » Ir para o topo Imprimir
Fórum SCP - A Comunidade do Sporting Clube de Portugal Área da Comunidade Arquivo Mundial FIFA 2010 Tópico:

[Mundial 2010] A Selecção Nacional

« tópico anterior seguinte »
Ir para:

Powered by SMF 1.1.20 | SMF © 2011, Simple Machines
Tema SMFone modificado por Avantix e Paracelsus.
Optimizado para o Mozilla Firefox na resolução 1024 x 768.
© 2004 - 2010 | Fórum SCP | Alguns Direitos Reservados
Fórum não-oficial do Sporting Clube de Portugal

Ajuda | | Sitemap | Política de Privacidade