[Mundial 2010] Grupo A [1º Uruguai; 2º México; 3º África do Sul; 4º França]

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Não tenho a certeza, mas diria que foi para um europeu de sub-21.
Mediante a classificação nesse europeu é que fomos aos olímpicos
Não tenho a certeza, mas diria que foi para um europeu de sub-21.
Mediante a classificação nesse europeu é que fomos aos olímpicos

Sim, pensando bem, és capaz de ter razão. Acho que nesse Europeu ficámos no segundo ou terceiro lugar. Na altura também tínhamos um Domenech no banco, só que numa versão educada, correcta e com um bigode a fazer concorrência ao Scolari: José Romão.

Mas essa eliminatória com a França foi engraçada. Penso que a coisa foi sofrida (acho que uma vitória e derrota por 2-1)  mas lembro-me que o banco francês na altura montou um circo de todo o tamanho. Não admira portanto que este palhaço já fizesse parte dessa companhia... Pena é que futuramente ele só deva fazer os seus números lá em casa e que as suas convocatórias orientadas pelos signos e pelos astros tenham acabado!

Vou ter saudades de ouvir o Cantona a dizer que ele é o pior treinador francês desde Luis XVI... :rotfl:
Os que se congratulam com a queda de Domenech deviam ir com calma. É que com ele no comando, a França pouco ou nada ganha, e com as mudanças que se avizinham, só pode, melhorar.
Juntamente com Alemanha, Brasil, Espanha, Grécia e Itália, é uma equipa à qual raramente ganhamos, por isso precisávamos mesmo era do Domenech lá, para ver se dávamos a volta à situação.
Mas infelizmente Domenech já tinha os dias contados, ainda antes do Mundial, por isso é melhor assim, sair por sair, saiu pela porta pequenina.
Bolas, a França tem um plantel do caraças, e o gajo não consegue fazer nada com ele? Admira-me não ter ido à vida há mais tempo.
«Opiniões divergentes não significam ataques pessoais»
Os que se congratulam com a queda de Domenech deviam ir com calma. É que com ele no comando, a França pouco ou nada ganha, e com as mudanças que se avizinham, só pode, melhorar.
Juntamente com Alemanha, Brasil, Espanha, Grécia e Itália, é uma equipa à qual raramente ganhamos, por isso precisávamos mesmo era do Domenech lá, para ver se dávamos a volta à situação.
Mas infelizmente Domenech já tinha os dias contados, ainda antes do Mundial, por isso é melhor assim, sair por sair, saiu pela porta pequenina.
Bolas, a França tem um plantel do caraças, e o gajo não consegue fazer nada com ele? Admira-me não ter ido à vida há mais tempo.


O Domenech já se sabia que ia sair após o Mundial.
Tinha sucessor e tudo.
Sair pela porta do cavalo, com tudo a chamar-lhe nomes é magnífico.

O pior é que a cena do Anelka ainda o vai ilibar, com os jogadores (Anelka, Evra, por causa da greve e das ameaças aos fura-greves) a ficarem como bodes expiatórios.

Entretanto, a animação está a começar.
O marido da Carla Bruni assumiu o dossier e dá-lhe a prioridade máxima, deixando mesmo algumas ONG a falar com o porteiro :lol:

Citar
O Presidente francês, Nicolas Sarkozy, anulou um encontro agendado com organizações não-governamentais de desenvolvimento, antes da cimeira do G20, para receber o futebolista Thierry Henry.

"Para o Presidente da República, receber um futebolista é mais importante do que a situação de 3000 milhões de pobres nos países em desenvolvimento. É um sinal muito mau para a política de cooperação da França", indignou-se Jean-Louis Vielajus, presidente da Coordenação do Sul, que agrega as organizações não-governamentais (ONG) francesas de solidariedade internacional.

Aquelas ONG recusaram a realização de uma reunião com membros do Governo em substituição da reunião prevista com o Presidente de França, que irá encontrar-se com Thierry Henry, um dos "capitães" da selecção gaulesa, eliminada do Mundial da África do Sul na primeira fase da competição.

As ONG foram inicialmente "convidadas pelo Presidente Nicolas Sarkozy para, às 11h00 de hoje [10h00 em Lisboa], debater as posições francesas no G8 e no G20", indicou Jean-Louis Vielajus.

Ontem, "foram informadas de que essa reunião se realizaria com o ministro dos Negócios Estrangeiros, Bernard Kouchner, e com o secretário de Estado da Cooperação, Alain Joyandet, porque a agenda do Presidente estava preenchida. Obviamente que os responsáveis das ONG aceitaram esta alteração", acrescentou.

"As ONG souberam depois que o Presidente Sarkozy iria receber Thierry Henry. Ao tomarem conhecimento dessa ordem de prioridades, as ONG de desenvolvimento decidiram não participar na reunião com os senhores Kouchner e Joyandet", sublinhou o presidente da Coordenação do Sul.

Nicolas Sarkozy presidiu ontem a uma reunião de trabalho sobre os problemas no seio da equipa francesa de futebol durante o Mundial 2010, com a presença do ministro responsável pelo Desporto, marcando a sua vontade de tomar em mãos o "dossier" do futebol francês.