Como roubar 4 títulos nacionais ao Sporting

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Mais um passo na direcção da verdade...

Enviado do meu SM-J320FN através do Tapatalk

ESFORÇO, DEDICAÇÃO, DEVOÇÃO E GLÓRIA
https://socionumminuto.pt/
Eles próprios sabem que quem vencia o  campeonato de Portugal sagrava-se Campeão de Portugal.



3 a 4 erros ortográficos no prospecto do primeiro título de campeão:

— Ás 13 horas (em vez de "Às 13 horas" – "Ás" com acento agudo é o ás de espadas, o de copas, de ouros, paus...)

— Na Séde (entre 1911 e 1945 escrevia-se "sêde" de beber e "sede" de sentar – "séde" não)

— Consocios (em vez "Consócios").

— "Bemfica", embora muita gente escrevesse assim, não era boa escrita. Ou Bem-fica ou Benfica.

Enfim.

Só acrescentar que esse campeonato ficou na história como o primeiro do "Bemfica" e foi logo em grande: http://www.fcbarreirense.com/index2.php?option=com_content&task=view&id=2274&pop=1&page=0&Itemid=111
Eles próprios sabem que quem vencia o  campeonato de Portugal sagrava-se Campeão de Portugal.



3 a 4 erros ortográficos no prospecto do primeiro título de campeão:

— Ás 13 horas (em vez de "Às 13 horas" – "Ás" com acento agudo é o ás de espadas, o de copas, de ouros, paus...)

— Na Séde (entre 1911 e 1945 escrevia-se "sêde" de beber e "sede" de sentar – "séde" não)

— Consocios (em vez "Consócios").

— "Bemfica", embora muita gente escrevesse assim, não era boa escrita. Ou Bem-fica ou Benfica.

Enfim.

Só acrescentar que esse campeonato ficou na história como o primeiro do "Bemfica" e foi logo em grande: http://www.fcbarreirense.com/index2.php?option=com_content&task=view&id=2274&pop=1&page=0&Itemid=111

sem dizer que a cara dos jogadores parecem tipos retirados de uma prisão ou da luta ilegal de rua...
fogo em comparação com os nossos atletas desses anos estes gajos tinham má figura...
      SPORTING mais que um clube uma Paixão!        «O SPORTING SOMOS NÓS»
Eles próprios sabem que quem vencia o  campeonato de Portugal sagrava-se Campeão de Portugal.



3 a 4 erros ortográficos no prospecto do primeiro título de campeão:

— Ás 13 horas (em vez de "Às 13 horas" – "Ás" com acento agudo é o ás de espadas, o de copas, de ouros, paus...)

— Na Séde (entre 1911 e 1945 escrevia-se "sêde" de beber e "sede" de sentar – "séde" não)

— Consocios (em vez "Consócios").

— "Bemfica", embora muita gente escrevesse assim, não era boa escrita. Ou Bem-fica ou Benfica.

Enfim.

Só acrescentar que esse campeonato ficou na história como o primeiro do "Bemfica" e foi logo em grande: http://www.fcbarreirense.com/index2.php?option=com_content&task=view&id=2274&pop=1&page=0&Itemid=111

sem dizer que a cara dos jogadores parecem tipos retirados de uma prisão ou da luta ilegal de rua...
fogo em comparação com os nossos atletas desses anos estes gajos tinham má figura...

Não falhaste por muito. Muitos deles eram casapianos. Não é que serem casapianos quisesse logo dizer que é gandulagem mas, por exemplo, o João e o Manoel de Oliveira eram os conhecidos irmãos Bananeiras. Bons moços...

O benfiquista João de Oliveira (um dos dois irmãos “Bananeiras”) estava suspenso por, semanas antes, ter agredido um árbitro em jogo. À última da hora, este Oliveira foi ... “amnistiado” do seu castigo de oito meses (!) a fim de poder alinhar na final contra o Barreirense. E – o que foi o cúmulo – para árbitro foi designado Silvestre Rosmaninho, um dos sócios mais antigos do Benfica (!).
E para quando a decisão da dita comissão?
Citar
Número de títulos do Sporting chega ao Parlamento

Petição com 4470 assinaturas pede reconhecimento das edições do Campeonato de Portugal realizadas entre 1922 e 1938.

Uma petição com 4470 assinaturas foi entregue no Parlamento exigindo que sejam reconhecidas as edições do Campeonato de Portugal realizadas entre 1922 e 1938. Segundo o Correio da Manhã, o primeiro signatário da petição é o gestor de produtor do Sporting, Paulo Almeida, e o documento aguarda a análise da Comissão de Cultura, Comunicação, Juventude e Desporto.

Ao CM, o vice-presidente da comissão que vai analisar a petição, Pedro do Ó Ramos (PSD), explicou que "o reconhecimento de títulos não é uma competência da Assembleia", mas que tal "não significa que o tema não chegue a discussão no hemiciclo se forem cumpridos os requisitos legais". Neste caso, foi ultrapassado o mínimo exigido para que a mesma seja analisada, 4 mil assinaturas.

"A Federação Portuguesa de Futebol não reconhece as 17 edições do Campeonato de Portugal (única prova nacional disputada entre 1922 e 1938) não respeitando assim a história dos Clubes e Jogadores que venceram dentro de campo", diz a petição, acrescentando: "em 2021, Portugal celebra 100 anos de campeonatos nacionais por isso terão de haver 100 campeões". A FPF não reconhece a competição e, como tal, não inclui os títulos aí conquistados no seu palmarés. Para o organismo que tutela o futebol nacional, o Sporting tem 18 títulos de campeão, enquanto os peticionários defendem que são 22 - os "leões" são o clube mais prejudicado com esta não inclusão. 

Sábado