Wiki Sporting, a enciclopédia do Sporting Clube de Portugal

Forum SCP - A Comunidade do Sporting Clube de Portugal


Olá, Visitante. Por favor Entre ou Registe-se se ainda não for membro.
Agosto 01, 2014, 00:51

Entrar com nome de utilizador, password e duração da sessão

Anúncios:

Início Início  Ajuda Ajuda  Regras Regras  Pesquisa Pesquisa  Entrar Entrar  Registe-se Registe-se       Wiki Wiki  Links Links 
Fórum SCP - A Comunidade do Sporting Clube de Portugal Universo Sporting Clube de Portugal Direcção, SAD e Orgãos Sociais (Moderadores: wild_oscar, Stunner, Leão88, sotnas) Tópico:

Derrubar a corja, reerguer o Sporting

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.
Páginas: « anterior 1 ... 21 22 [23] 24 25 ... 50 seguinte » Ir para o fundo Imprimir
Autor Tópico: Derrubar a corja, reerguer o Sporting (Lida 58887 vezes)

Re: Derrubar a corja, reerguer o Sporting , « Resposta #440 em: Dezembro 29, 2010, 17:49 »



*
Júnior

Mensagens: 2829


Falar em refundaçao é completamente ridiculo. O Sporting nao precisa de refundaçoes, precisa é de gente competente a frente dos seus detinos.

E como metes gente competente à frente do Clube se a corja roquetista usa todos os artifícios para se perpetuar?  ele são cooptações, pseudo-presidentes escolhidos pelos bancos, sócios com 20 votos cada um, etc...

Além disso metade dos adeptos estão anestesiados.

Vai ser uma dinastia de canalhice sem fim.

Mesmo que viessem outros iam gerir um buraco financeiro enorme. Para não falar na embrulhada enorme que é o universo empresarial do Sporting e a feira de vaidades que pulula alimentada pelo Clube.

Não há volta a dar. A única solução é a refundação.

A refundação consiste em fazer o que os adeptos do Manchester United fizeram quando lançaram a equipa do United.

Cria-se um clube novo e inscreve-se uma equipa nos distritais. Com nome, simbolos e cores quase iguais aos "deste Sporting". Com o tempo os adeptos vão aderindo a uma equipa sem dívidas, sem betencourts, sem gangsterismo, sem clientelas chulistas, sem directores desportivos feitos à pressa, sem claques comnpradas e sem múltiplas associações fantoches.

A SAD ficava restrita a meia dúzia de accionistas marretas e os verdadeiros Sportinguistas acabavam por aderir a um novo projecto de futebol em ascensão.

O Sporting está onde estiverem os Sportinguistas não onde estiverem os roquetistas.
Registado

--------------------------------------------------------------------------------


Re: Derrubar a corja, reerguer o Sporting , « Resposta #441 em: Dezembro 29, 2010, 17:55 »



*
Sénior

Mensagens: 4691
Idade: 33
Localidade: Lisboa
Masculino


Tendo em conta que o Sporting tem um passivo de 400 milhões de euro.


Tendo em conta a inexistência de contas consolidadas, em que consiste este passivo? É tudo passivo exigível?



Enquanto não houver solução para estas questões, a Refundação do SPORTING 1906 terá de estar em cima da mesa. Não é a solução ideal, no entanto é a que apresenta mais viabilidade.


Como viável? A morte de um clube centenário? Com milhões de adeptos? Alguém me diz o que entendem por refundação? Como se chega lá e como se " viabiliza " o SCP refundado..




O valor do passivo foi apurado na altura das eleições na ordem dos 360M€. Com 26,4M€ de prejuízo só da SAD. Mais o prejuízo apresentado pelo Clube. Desconhecendo as contas das demais empresas, aproxima-se dos 400M€.

Para além do passivo em causa, o Sporting tem um problema grave a nível de tesouraria. Com a tendência da banca limitar o crédito ao Clube. Sejam os fundos (Tosi, Eric, Tobias), onde desconhecemos os valores envolvidos. Receitas futuras de gamebox hipotecadas (negociata com Peter Kenyon). A renegociação dos direitos televisivos está concluída. As receitas de quotizações, gamebox, estão a cair a cada ano. Vendas de bilheteira a pique. Participação na Champions por um canudo. Que jogadores temos no plantel que sejam vendáveis? Onde é que podemos criar receitas extra?

Tou extremamente curioso para ver o relatório e contas da SAD do segundo ano de gestão de Bettencourt, para ver qual o prejuízo que irá ser apresentado, apesar da venda dos dois jogadores com mais valor de mercado do plantel (veloso e moutinho).

Quando aumentas os custos salariais, tanto da administração, como da equipa de futebol. É com a política das renovações de Maniche, de contratação de Pongolle ou de jogadores os quais jamais serão vendidos que vamos inverter a situação?

Ou vamos esperar que apareçam 4 Cristianos Ronaldos da academia que limpem o passivo do Clube? Já tivemos um e foi vendido ao preço que sabemos.

Ou vamos esperar que sejam os sócios a entrar com o capital para abater a dívida?

Sinceramente não consigo ver futuro neste Sporting, independentemente dos dirigentes, chegou a um ponto que nem os dirigentes mais competentes conseguiriam dar a volta à situação.

Que soluções temos? Fechar a porta?
Registado

"Reforçamos ainda a solução que temos vindo a defender para a sustentabilidade do Clube:
a)   O afastamento do Clube de todos os dirigentes envolvidos no “Projecto Roquette” e com responsabilidades na gravíssima situação actual, apuradas após a realização de uma verdadeira auditoria de gestão. Pedido de indemnização cível pelos danos causados ao Sporting Clube de Portugal;
b)    A renegociação firme, corajosa e realista da dívida bancária, de forma a reduzir drasticamente os encargos financeiros anuais; 
c)    A redução drástica dos custos com pessoal, como ponto de partida para que se alcance o equilíbrio da exploração operacional. Se analisarmos as últimas épocas, bem como o descalabro no balanço entre contratações e vendas de jogadores, facilmente verificamos duas realidades: (i) maior investimento não tem sido sinónimo de maior rendimento desportivo, (ii) os maiores encaixes financeiros com venda de jogadores foram com jogadores formados no Clube, e não com jogadores adquiridos pelas administrações e gestores de activos profissionais da SAD."
 - Candidatura Independente ao Conselho Fiscal e Disciplinar
Re: Derrubar a corja, reerguer o Sporting , « Resposta #442 em: Dezembro 29, 2010, 18:02 »


On a steel horse I ride


*

Condecorações:Membro do Ano 2012Membro do ano 2011


Mensagens: 23197
Localidade: VILA NOVA GAIA
Masculino


Sim, jnrodrigues, mas não é isso que significa a refundação? Fechar as portas? Sem estádio, academia, jogadores, grande parte das receitas? O novo clube só nos teria a nós, adeptos.
Registado

Re: Derrubar a corja, reerguer o Sporting , « Resposta #443 em: Dezembro 29, 2010, 18:08 »



*
Júnior

Mensagens: 2829


Sim, jnrodrigues, mas não é isso que significa a refundação? Fechar as portas? Sem estádio, academia, jogadores, grande parte das receitas? O novo clube só nos teria a nós, adeptos.

Ainda não destes por isso mas essas coisas já não as tens.

O Sporting Clube de Portugal já não tem Academia e o Estádio está completamente hipotecado. O défice são 400 Milhões e o património que referiste não vale nem 200.

Jogadores? quero outros que saibam o que é o Sporting em vez de um bando de chulos.

A diferença está nos adeptos; onde eles estiverem estará o Sporting.

Refundar significa deixar andar este Sporting e lançar outro em paralelo que dê garantis de um futuro sem dívidas e sem betencourts...

Registado

--------------------------------------------------------------------------------
Re: Derrubar a corja, reerguer o Sporting , « Resposta #444 em: Dezembro 29, 2010, 18:20 »



*
Sénior

Mensagens: 4691
Idade: 33
Localidade: Lisboa
Masculino


Sim, jnrodrigues, mas não é isso que significa a refundação? Fechar as portas? Sem estádio, academia, jogadores, grande parte das receitas? O novo clube só nos teria a nós, adeptos.

Ainda não destes por isso mas essas coisas já não as tens.

O Sporting Clube de Portugal já não tem Academia e o Estádio está completamente hipotecado. O défice são 400 Milhões e o património que referiste não vale nem 200.

Jogadores? quero outros que saibam o que é o Sporting em vez de um bando de chulos.

A diferença está nos adeptos; onde eles estiverem estará o Sporting.

Refundar significa deixar andar este Sporting e lançar outro em paralelo que dê garantis de um futuro sem dívidas e sem betencourts...



Veremos que vai acontecer posteriormente ao estádio, academia e marca Sporting, quando o Clube tiver em incumprimento total e os credores (maioritariamente a banca) accionar as garantias.

Não é agradável a refundação/fundação de um Clube paralelo. Sendo difícil aos sócios estarem identificados com a criação deste novo Clube. Teria de se arranjar forma para haver essa identificação, seja pelas cores do equipamento, símbolo, etc. Seja pela entrada progressiva de antigas glórias nesse novo Clube, para colaborarem na estrutura. Seja pela entrada de sócios de pessoas que não se identifiquem com o actual Sporting e a sua gestão.

É polémico, soa mal, mas é a única solução que vejo de momento.

Seria interessante que fossem apresentadas soluções menos polémicas, para discutirmos e debatermos.
Registado

"Reforçamos ainda a solução que temos vindo a defender para a sustentabilidade do Clube:
a)   O afastamento do Clube de todos os dirigentes envolvidos no “Projecto Roquette” e com responsabilidades na gravíssima situação actual, apuradas após a realização de uma verdadeira auditoria de gestão. Pedido de indemnização cível pelos danos causados ao Sporting Clube de Portugal;
b)    A renegociação firme, corajosa e realista da dívida bancária, de forma a reduzir drasticamente os encargos financeiros anuais; 
c)    A redução drástica dos custos com pessoal, como ponto de partida para que se alcance o equilíbrio da exploração operacional. Se analisarmos as últimas épocas, bem como o descalabro no balanço entre contratações e vendas de jogadores, facilmente verificamos duas realidades: (i) maior investimento não tem sido sinónimo de maior rendimento desportivo, (ii) os maiores encaixes financeiros com venda de jogadores foram com jogadores formados no Clube, e não com jogadores adquiridos pelas administrações e gestores de activos profissionais da SAD."
 - Candidatura Independente ao Conselho Fiscal e Disciplinar
Re: Derrubar a corja, reerguer o Sporting , « Resposta #445 em: Dezembro 29, 2010, 18:29 »


On a steel horse I ride


*

Condecorações:Membro do Ano 2012Membro do ano 2011


Mensagens: 23197
Localidade: VILA NOVA GAIA
Masculino


O SCP não tem a totalidade da Academia, agora na SAD, controlada pelo clube. Quanto ao estádio, está hipotecado, como quase todas as habitações dos portugueses, os imóveis não deixam de ser dos mesmos, até deixarem de cumprir com as suas responsabilidades.

Uma refundação implicaria um purgatório por um período imprevísivel e com consequências imprevisíveis. Uma instituição destas TEM que ser gerível, nas mãos de outros que não os actuais.

Quantos aos 400M de passivo, gostaria de saber em que consiste.
Registado

Re: Derrubar a corja, reerguer o Sporting , « Resposta #446 em: Dezembro 29, 2010, 19:02 »



*
Sénior

Mensagens: 4691
Idade: 33
Localidade: Lisboa
Masculino


O SCP não tem a totalidade da Academia, agora na SAD, controlada pelo clube. Quanto ao estádio, está hipotecado, como quase todas as habitações dos portugueses, os imóveis não deixam de ser dos mesmos, até deixarem de cumprir com as suas responsabilidades.

Uma refundação implicaria um purgatório por um período imprevísivel e com consequências imprevisíveis. Uma instituição destas TEM que ser gerível, nas mãos de outros que não os actuais.

Quantos aos 400M de passivo, gostaria de saber em que consiste.

Envia uma pm ao Soldevi ele pode explicar-te melhor o passivo, pois foi ele que o analisou.

O Sporting tem condições para cumprir as suas responsabilidades?
Registado

"Reforçamos ainda a solução que temos vindo a defender para a sustentabilidade do Clube:
a)   O afastamento do Clube de todos os dirigentes envolvidos no “Projecto Roquette” e com responsabilidades na gravíssima situação actual, apuradas após a realização de uma verdadeira auditoria de gestão. Pedido de indemnização cível pelos danos causados ao Sporting Clube de Portugal;
b)    A renegociação firme, corajosa e realista da dívida bancária, de forma a reduzir drasticamente os encargos financeiros anuais; 
c)    A redução drástica dos custos com pessoal, como ponto de partida para que se alcance o equilíbrio da exploração operacional. Se analisarmos as últimas épocas, bem como o descalabro no balanço entre contratações e vendas de jogadores, facilmente verificamos duas realidades: (i) maior investimento não tem sido sinónimo de maior rendimento desportivo, (ii) os maiores encaixes financeiros com venda de jogadores foram com jogadores formados no Clube, e não com jogadores adquiridos pelas administrações e gestores de activos profissionais da SAD."
 - Candidatura Independente ao Conselho Fiscal e Disciplinar
Re: Derrubar a corja, reerguer o Sporting , « Resposta #447 em: Dezembro 29, 2010, 19:18 »


On a steel horse I ride


*

Condecorações:Membro do Ano 2012Membro do ano 2011


Mensagens: 23197
Localidade: VILA NOVA GAIA
Masculino


jnrodrigues, tu próprio apontaste alguns erros que explicam e são o exemplo de má gestão. Há um ano mandámos 6,5M para o lixo, há 6 meses vendemos activos em baixa... pagamos balúrdios, mensalmente a jogadores com rendimento quase nulo... and so on...

Assumimos responsabilidades, temos que as cumprir, sim, ou perdemos qualquer tipo de crédito futuro. Com uma gestão competente e com uma redução substancial do passivo bancário, considero-nos geríveis.

Obrigado pela dica.
Registado

Re: Derrubar a corja, reerguer o Sporting , « Resposta #448 em: Dezembro 29, 2010, 19:45 »



*
Sénior

Mensagens: 4691
Idade: 33
Localidade: Lisboa
Masculino


jnrodrigues, tu próprio apontaste alguns erros que explicam e são o exemplo de má gestão. Há um ano mandámos 6,5M para o lixo, há 6 meses vendemos activos em baixa... pagamos balúrdios, mensalmente a jogadores com rendimento quase nulo... and so on...

Assumimos responsabilidades, temos que as cumprir, sim, ou perdemos qualquer tipo de crédito futuro. Com uma gestão competente e com uma redução substancial do passivo bancário, considero-nos geríveis.

Obrigado pela dica.

1) Podes arriscar e investir numa equipa ganhadora que consiga gerir receitas e que os activos se valorizem. No entanto, tais factos são incertos:
a) Eventual valorização e venda de jogadores;
b) Acesso à champions;
Sem a valorização e venda de jogadores e sem a champions é mais um ano no buraco;

2) Podes limpar gradualmente os jogadores que auferem mais no clube, investir quase em exclusivo nos jogadores da formação. Obter resultados financeiros, deixando de lado os resultados desportivos. Mentalizar os sócios que somos um clube de formação e que a curto/médio prazo desportivamente não vamos ganhar nada. Resta saber se os sócios aceitaria isto e se iam ao estádio para ver os putos.
Para além dos jogadores, terias que emagrecer a estrutura directiva e técnica.

A primeira opção é um tiro no escuro, cria ilusão na massa associativa, mas seria uma incógnita.

3) Criação de um Clube novo, desde que se conseguisse levar para esse clube o ADN Sporting. Podia ser assente no futebol sénior ou assente na formação, como tem sido feito com o Hóckey do Sporting.

Relativamente ao crédito futuro, penso que já o perdemos. O BES e o BCP estão com um grave problema com o Sporting e temos sido uns gajos porreiros. Nos últimos 10 anos já entregámos à banca cerca de 100 milhões de euro. Nunca encostámos em condições a banca à parede. Com a inexistência de activos existentes no Sporting, não sei onde é que se vão agarrar.
Se o Sporting não pagar a dívida à banca, a banca teria que provisionar o montante em causa, seria o suficiente para um ano de prejuízo. O pior é que depois vinham os outros clubes atrás, empresas, particulares, etc...
Temos mais força negocial do que temos exibido.
Registado

"Reforçamos ainda a solução que temos vindo a defender para a sustentabilidade do Clube:
a)   O afastamento do Clube de todos os dirigentes envolvidos no “Projecto Roquette” e com responsabilidades na gravíssima situação actual, apuradas após a realização de uma verdadeira auditoria de gestão. Pedido de indemnização cível pelos danos causados ao Sporting Clube de Portugal;
b)    A renegociação firme, corajosa e realista da dívida bancária, de forma a reduzir drasticamente os encargos financeiros anuais; 
c)    A redução drástica dos custos com pessoal, como ponto de partida para que se alcance o equilíbrio da exploração operacional. Se analisarmos as últimas épocas, bem como o descalabro no balanço entre contratações e vendas de jogadores, facilmente verificamos duas realidades: (i) maior investimento não tem sido sinónimo de maior rendimento desportivo, (ii) os maiores encaixes financeiros com venda de jogadores foram com jogadores formados no Clube, e não com jogadores adquiridos pelas administrações e gestores de activos profissionais da SAD."
 - Candidatura Independente ao Conselho Fiscal e Disciplinar
Re: Derrubar a corja, reerguer o Sporting , « Resposta #449 em: Dezembro 29, 2010, 19:58 »



*
Veterano

Mensagens: 10523
Idade: 18
Localidade: Lisboa
Masculino


recebi uma mensagem da velha lá do grupo do JEB. está a convocar as pessoas para se manifestarem a favor do SCP.
Citação de: velha
Elvira Biscaia   
Elvira BiscaiaDecember 29, 2010 at 4:52pm
Subject: CONVOCATÓRIA
CONVOCATÓRIA DE MANIFESTAÇÃO A FAVOR DO SPORTING

Caros consócios, proponho que no próximo dia 3 de Janeiro nos reunamos, no Estádio José Alvalade, numa manifestação inequívoca de apoio ao Clube, ao qual nos associamos, voluntariamente, ou por desejo expresso da algum familiar SPORTINGUISTA que entendeu ser este CLUBE aquele que reunia mais condições de exaltar as virtudes inerentes à prática desportiva. Se não estamos imbuídos deste espírito, se o que pretendemos, a qualquer preço, se reduz a umas vitórias conseguidas à custa de influência no submundo que, em Portugal, a todos os níveis, dentro em pouco fará lei, sem qualquer hipótese de alternativa, esqueçam o meu conselho, apenas ditado pela minha consciência que me induz a nunca ceder e a ir à luta na defesa das minhas convicções e do que entendo ter “obrigação moral” de transmitir.
Sobejamente conhecida, como se diz “aqui e na moita” como defensora acérrima de JEB, hoje vim aqui apenas em sentido de missão, e não pretendo nada mais do que aconselhar aqueles que pretendem ir a Alvalade, numa manifestação a favor da demissão de uma Direcção eleita por larga maioria, que evitem, se coíbam de achincalhar mais o CLUBE que dizem defender. Se algo querem mudar, não é desestabilizando a equipa que conseguem esse objectivo. Cairemos mais uma vez no ridículo, ridículo todos os dias agravado na comunicação social por “caras conhecidas”, sempre presentes quando chamadas “a bater”, sem que, curiosamente, alguma vez se tenham assumido como candidatos a qualquer cargo e sem que alguma vez tenham apresentado qualquer alternativa de modelo de gestão para o CLUBE.
Depois de tudo o que escrevi CONVOCO TODOS OS SÓCIOS DO SPORTING CLUBE DE PORTUGAL, que puderem, a irem dia 3 de Janeiro às 19,15 horas, ao INTERIOR do Estádio José Alvalade, apoiar a equipa e apoiar, principalmente, o que têm obrigação de defender que é o nome do SPORTING CLUBE DE PORTUGAL.
Cumprimentos e um Bom Ano para todos os meus consócios e suas Famílias, são votos sinceros da
ELVIRA PERESTRELO BISCAIA FRAZÂO
Registado
Re: Derrubar a corja, reerguer o Sporting , « Resposta #450 em: Dezembro 30, 2010, 00:27 »




Registado

Mensagens: 13
Idade: 45
Localidade: SANTIAGO DO CACÉM
Masculino


Depois de ler a maior parte dos comentários uma coisa eu tenho a certeza o nosso SPORTING está a caminhar para um abismo total,lembra-me do Dr.José Roquete dizer que em Portugal só havia lugar para 2 grandes clubes,só é pena que o nosso SPORTING não seja um deles,ele e o dr. Pedro Santana Lopes(que deu um estádio novo e 2 pavilhões aos vermelhos)deviam era ter vergonha e nunca mais aparecerem em alvalade acabaram com o nosso SPORTING CLUBE DE PORTUGAL,agora pessoal penso que só há uma solução que teria que passar por acabar com a SAD,e devolver o clube aos sócios para voltarmos ao antigamente ai sim iriamos ter estádio cheio,pavilhão cheio,com toda a gente a gritar SPORTING,SPORTING,SPORTING.
Posso-lhes dizer que estava a escrever isto e a lembrar-me desses tempos,que saudade eu tenho.
UM ABRAÇO A TODOS E BOM ANO.
Registado

sporting até morrer
Re: Derrubar a corja, reerguer o Sporting , « Resposta #451 em: Dezembro 30, 2010, 01:06 »

leao09

O SCP não tem a totalidade da Academia, agora na SAD, controlada pelo clube. Quanto ao estádio, está hipotecado, como quase todas as habitações dos portugueses, os imóveis não deixam de ser dos mesmos, até deixarem de cumprir com as suas responsabilidades.

Uma refundação implicaria um purgatório por um período imprevísivel e com consequências imprevisíveis. Uma instituição destas TEM que ser gerível, nas mãos de outros que não os actuais.

Quantos aos 400M de passivo, gostaria de saber em que consiste.

Gostávamos todos, e esta simples ignorância é motivo basta para dizer NÃO a tudo enquanto não o soubermos.
Mas não percebi se duvidas do número, ou se simplesmente gostarias de saber detalhes sobre o mesmo.

Quanto à outra questão, é claro que noutras mãos há possibilidade de ser gerível. O problema é que o actual "sistema" (dezenas de empresas sobre as quais pouco se sabe) permite que a gestão seja realizada fora da órbita dos sócios. A solução é criar um sistema à prova desses erros, ou seja, existir o Clube e mais nada, com Estatutos profundamente remodelados para prevenir um sem número de situações que actualmente se passam.

SL
Registado
Re: Derrubar a corja, reerguer o Sporting , « Resposta #452 em: Dezembro 30, 2010, 09:37 »


On a steel horse I ride


*

Condecorações:Membro do Ano 2012Membro do ano 2011


Mensagens: 23197
Localidade: VILA NOVA GAIA
Masculino


O SCP não tem a totalidade da Academia, agora na SAD, controlada pelo clube. Quanto ao estádio, está hipotecado, como quase todas as habitações dos portugueses, os imóveis não deixam de ser dos mesmos, até deixarem de cumprir com as suas responsabilidades.

Uma refundação implicaria um purgatório por um período imprevísivel e com consequências imprevisíveis. Uma instituição destas TEM que ser gerível, nas mãos de outros que não os actuais.

Quantos aos 400M de passivo, gostaria de saber em que consiste.

Gostávamos todos, e esta simples ignorância é motivo basta para dizer NÃO a tudo enquanto não o soubermos.
Mas não percebi se duvidas do número, ou se simplesmente gostarias de saber detalhes sobre o mesmo.

Quanto à outra questão, é claro que noutras mãos há possibilidade de ser gerível. O problema é que o actual "sistema" (dezenas de empresas sobre as quais pouco se sabe) permite que a gestão seja realizada fora da órbita dos sócios. A solução é criar um sistema à prova desses erros, ou seja, existir o Clube e mais nada, com Estatutos profundamente remodelados para prevenir um sem número de situações que actualmente se passam.

SL

Não duvido do número, embora gostasse que fosse bem mais baixo  . O que eu gostaria de saber é se é tudo passivo exigível... a ideia que tenho, que pode estar errada, é que o passivo bancário está na casa dos 200M, tenho uma curiosidade tremenda em saber em que consiste o restante...
Registado

Re: Derrubar a corja, reerguer o Sporting , « Resposta #453 em: Dezembro 30, 2010, 09:43 »



*
Sénior

Mensagens: 4691
Idade: 33
Localidade: Lisboa
Masculino


O SCP não tem a totalidade da Academia, agora na SAD, controlada pelo clube. Quanto ao estádio, está hipotecado, como quase todas as habitações dos portugueses, os imóveis não deixam de ser dos mesmos, até deixarem de cumprir com as suas responsabilidades.

Uma refundação implicaria um purgatório por um período imprevísivel e com consequências imprevisíveis. Uma instituição destas TEM que ser gerível, nas mãos de outros que não os actuais.

Quantos aos 400M de passivo, gostaria de saber em que consiste.

Gostávamos todos, e esta simples ignorância é motivo basta para dizer NÃO a tudo enquanto não o soubermos.
Mas não percebi se duvidas do número, ou se simplesmente gostarias de saber detalhes sobre o mesmo.

Quanto à outra questão, é claro que noutras mãos há possibilidade de ser gerível. O problema é que o actual "sistema" (dezenas de empresas sobre as quais pouco se sabe) permite que a gestão seja realizada fora da órbita dos sócios. A solução é criar um sistema à prova desses erros, ou seja, existir o Clube e mais nada, com Estatutos profundamente remodelados para prevenir um sem número de situações que actualmente se passam.

SL

Não duvido do número, embora gostasse que fosse bem mais baixo  . O que eu gostaria de saber é se é tudo passivo exigível... a ideia que tenho, que pode estar errada, é que o passivo bancário está na casa dos 200M, tenho uma curiosidade tremenda em saber em que consiste o restante...

Citar
José Eduardo Bettencourt revelou esta terça-feira à noite que o passivo total do clube leonino é de cerca de 360 milhões de euros. Numa sessão de esclarecimento aos sócios, no Estádio José Alvalade, o candidato à presidente do Sporting explicou que essa verba corresponde a "244 milhões de passivo bancário", ou seja, de receitas remuneradas, "a 70 milhões de passivo não remunerado", isto é, de receitas antecipadas, e "a 41 milhões de passivo corrente, de dívidas a fornecedores e tesouraria".

http://www.sporting.footballhome.net/ind...60-milh&catid=15:clube&Itemid=35

A 27 de Maio de 2009.

Curiosamente só admitiram este passivo quando PPC referiu publicamente que o passivo era de 340M. Na altura desmentiram PPC, assumindo posteriormente o valor de 360M.
Registado

"Reforçamos ainda a solução que temos vindo a defender para a sustentabilidade do Clube:
a)   O afastamento do Clube de todos os dirigentes envolvidos no “Projecto Roquette” e com responsabilidades na gravíssima situação actual, apuradas após a realização de uma verdadeira auditoria de gestão. Pedido de indemnização cível pelos danos causados ao Sporting Clube de Portugal;
b)    A renegociação firme, corajosa e realista da dívida bancária, de forma a reduzir drasticamente os encargos financeiros anuais; 
c)    A redução drástica dos custos com pessoal, como ponto de partida para que se alcance o equilíbrio da exploração operacional. Se analisarmos as últimas épocas, bem como o descalabro no balanço entre contratações e vendas de jogadores, facilmente verificamos duas realidades: (i) maior investimento não tem sido sinónimo de maior rendimento desportivo, (ii) os maiores encaixes financeiros com venda de jogadores foram com jogadores formados no Clube, e não com jogadores adquiridos pelas administrações e gestores de activos profissionais da SAD."
 - Candidatura Independente ao Conselho Fiscal e Disciplinar
Re: Derrubar a corja, reerguer o Sporting , « Resposta #454 em: Dezembro 30, 2010, 09:57 »


On a steel horse I ride


*

Condecorações:Membro do Ano 2012Membro do ano 2011


Mensagens: 23197
Localidade: VILA NOVA GAIA
Masculino


O SCP não tem a totalidade da Academia, agora na SAD, controlada pelo clube. Quanto ao estádio, está hipotecado, como quase todas as habitações dos portugueses, os imóveis não deixam de ser dos mesmos, até deixarem de cumprir com as suas responsabilidades.

Uma refundação implicaria um purgatório por um período imprevísivel e com consequências imprevisíveis. Uma instituição destas TEM que ser gerível, nas mãos de outros que não os actuais.

Quantos aos 400M de passivo, gostaria de saber em que consiste.

Gostávamos todos, e esta simples ignorância é motivo basta para dizer NÃO a tudo enquanto não o soubermos.
Mas não percebi se duvidas do número, ou se simplesmente gostarias de saber detalhes sobre o mesmo.

Quanto à outra questão, é claro que noutras mãos há possibilidade de ser gerível. O problema é que o actual "sistema" (dezenas de empresas sobre as quais pouco se sabe) permite que a gestão seja realizada fora da órbita dos sócios. A solução é criar um sistema à prova desses erros, ou seja, existir o Clube e mais nada, com Estatutos profundamente remodelados para prevenir um sem número de situações que actualmente se passam.

SL

Não duvido do número, embora gostasse que fosse bem mais baixo  . O que eu gostaria de saber é se é tudo passivo exigível... a ideia que tenho, que pode estar errada, é que o passivo bancário está na casa dos 200M, tenho uma curiosidade tremenda em saber em que consiste o restante...

Citar
José Eduardo Bettencourt revelou esta terça-feira à noite que o passivo total do clube leonino é de cerca de 360 milhões de euros. Numa sessão de esclarecimento aos sócios, no Estádio José Alvalade, o candidato à presidente do Sporting explicou que essa verba corresponde a "244 milhões de passivo bancário", ou seja, de receitas remuneradas, "a 70 milhões de passivo não remunerado", isto é, de receitas antecipadas, e "a 41 milhões de passivo corrente, de dívidas a fornecedores e tesouraria".

http://www.sporting.footballhome.net/ind...60-milh&catid=15:clube&Itemid=35

A 27 de Maio de 2009.

Curiosamente só admitiram este passivo quando PPC referiu publicamente que o passivo era de 340M. Na altura desmentiram PPC, assumindo posteriormente o valor de 360M.

Thanks... já ajudou.
Registado

Re: Derrubar a corja, reerguer o Sporting , « Resposta #455 em: Dezembro 30, 2010, 10:01 »



*
Sénior

Mensagens: 4691
Idade: 33
Localidade: Lisboa
Masculino


O SCP não tem a totalidade da Academia, agora na SAD, controlada pelo clube. Quanto ao estádio, está hipotecado, como quase todas as habitações dos portugueses, os imóveis não deixam de ser dos mesmos, até deixarem de cumprir com as suas responsabilidades.

Uma refundação implicaria um purgatório por um período imprevísivel e com consequências imprevisíveis. Uma instituição destas TEM que ser gerível, nas mãos de outros que não os actuais.

Quantos aos 400M de passivo, gostaria de saber em que consiste.

Gostávamos todos, e esta simples ignorância é motivo basta para dizer NÃO a tudo enquanto não o soubermos.
Mas não percebi se duvidas do número, ou se simplesmente gostarias de saber detalhes sobre o mesmo.

Quanto à outra questão, é claro que noutras mãos há possibilidade de ser gerível. O problema é que o actual "sistema" (dezenas de empresas sobre as quais pouco se sabe) permite que a gestão seja realizada fora da órbita dos sócios. A solução é criar um sistema à prova desses erros, ou seja, existir o Clube e mais nada, com Estatutos profundamente remodelados para prevenir um sem número de situações que actualmente se passam.

SL

Não duvido do número, embora gostasse que fosse bem mais baixo  . O que eu gostaria de saber é se é tudo passivo exigível... a ideia que tenho, que pode estar errada, é que o passivo bancário está na casa dos 200M, tenho uma curiosidade tremenda em saber em que consiste o restante...

Citar
José Eduardo Bettencourt revelou esta terça-feira à noite que o passivo total do clube leonino é de cerca de 360 milhões de euros. Numa sessão de esclarecimento aos sócios, no Estádio José Alvalade, o candidato à presidente do Sporting explicou que essa verba corresponde a "244 milhões de passivo bancário", ou seja, de receitas remuneradas, "a 70 milhões de passivo não remunerado", isto é, de receitas antecipadas, e "a 41 milhões de passivo corrente, de dívidas a fornecedores e tesouraria".

http://www.sporting.footballhome.net/ind...60-milh&catid=15:clube&Itemid=35

A 27 de Maio de 2009.

Curiosamente só admitiram este passivo quando PPC referiu publicamente que o passivo era de 340M. Na altura desmentiram PPC, assumindo posteriormente o valor de 360M.

Thanks... já ajudou.

Desde esta data não temos valores públicos do valor do passivo. Apenas recusas públicas, por parte de jeb, em Assembleias Gerais do Clube e da SAD em revelar qual o actual montante.
Registado

"Reforçamos ainda a solução que temos vindo a defender para a sustentabilidade do Clube:
a)   O afastamento do Clube de todos os dirigentes envolvidos no “Projecto Roquette” e com responsabilidades na gravíssima situação actual, apuradas após a realização de uma verdadeira auditoria de gestão. Pedido de indemnização cível pelos danos causados ao Sporting Clube de Portugal;
b)    A renegociação firme, corajosa e realista da dívida bancária, de forma a reduzir drasticamente os encargos financeiros anuais; 
c)    A redução drástica dos custos com pessoal, como ponto de partida para que se alcance o equilíbrio da exploração operacional. Se analisarmos as últimas épocas, bem como o descalabro no balanço entre contratações e vendas de jogadores, facilmente verificamos duas realidades: (i) maior investimento não tem sido sinónimo de maior rendimento desportivo, (ii) os maiores encaixes financeiros com venda de jogadores foram com jogadores formados no Clube, e não com jogadores adquiridos pelas administrações e gestores de activos profissionais da SAD."
 - Candidatura Independente ao Conselho Fiscal e Disciplinar
Re: Derrubar a corja, reerguer o Sporting , « Resposta #456 em: Dezembro 30, 2010, 10:06 »



*
Veterano

Mensagens: 11727
Idade: 43
Localidade: Linda-a-Velha
Masculino


O SCP não tem a totalidade da Academia, agora na SAD, controlada pelo clube. Quanto ao estádio, está hipotecado, como quase todas as habitações dos portugueses, os imóveis não deixam de ser dos mesmos, até deixarem de cumprir com as suas responsabilidades.

Uma refundação implicaria um purgatório por um período imprevísivel e com consequências imprevisíveis. Uma instituição destas TEM que ser gerível, nas mãos de outros que não os actuais.

Quantos aos 400M de passivo, gostaria de saber em que consiste.

Gostávamos todos, e esta simples ignorância é motivo basta para dizer NÃO a tudo enquanto não o soubermos.
Mas não percebi se duvidas do número, ou se simplesmente gostarias de saber detalhes sobre o mesmo.

Quanto à outra questão, é claro que noutras mãos há possibilidade de ser gerível. O problema é que o actual "sistema" (dezenas de empresas sobre as quais pouco se sabe) permite que a gestão seja realizada fora da órbita dos sócios. A solução é criar um sistema à prova desses erros, ou seja, existir o Clube e mais nada, com Estatutos profundamente remodelados para prevenir um sem número de situações que actualmente se passam.

SL

Não duvido do número, embora gostasse que fosse bem mais baixo  . O que eu gostaria de saber é se é tudo passivo exigível... a ideia que tenho, que pode estar errada, é que o passivo bancário está na casa dos 200M, tenho uma curiosidade tremenda em saber em que consiste o restante...

Citar
José Eduardo Bettencourt revelou esta terça-feira à noite que o passivo total do clube leonino é de cerca de 360 milhões de euros. Numa sessão de esclarecimento aos sócios, no Estádio José Alvalade, o candidato à presidente do Sporting explicou que essa verba corresponde a "244 milhões de passivo bancário", ou seja, de receitas remuneradas, "a 70 milhões de passivo não remunerado", isto é, de receitas antecipadas, e "a 41 milhões de passivo corrente, de dívidas a fornecedores e tesouraria".

http://www.sporting.footballhome.net/ind...60-milh&catid=15:clube&Itemid=35

A 27 de Maio de 2009.

Curiosamente só admitiram este passivo quando PPC referiu publicamente que o passivo era de 340M. Na altura desmentiram PPC, assumindo posteriormente o valor de 360M.

Thanks... já ajudou.

Desde esta data não temos valores públicos do valor do passivo. Apenas recusas públicas, por parte de jeb, em Assembleias Gerais do Clube e da SAD em revelar qual o actual montante.

Uma das cenas mais tristes a que tive de assistir em AG's. E não foi uma simples recusa. Foi precedida de uma pergunta à assembleia se queriam que o valor fosse naquela altura revelado, coisa que a mesma respondeu afirmativamente de imediato para a seguir o proponente voltar atrás alegando questões de segurança! Inacreditável!

Só as ameaças e insultos da penúltima AG passados a agressões na ultima perpetrados por pessoas de responsabilidade do clube se aproximam!
Registado

Eu sou responsável pelo que escrevo, não pelo que os outros entendem!

Nunca discutas com um idiota. Ele arrasta-te até ao nível dele, e depois vence-te em experiência.
Re: Derrubar a corja, reerguer o Sporting , « Resposta #457 em: Dezembro 30, 2010, 11:48 »


Sete a Um, estive lá!


*

Condecorações:Revelação 2008


Mensagens: 12233
Idade: 189
Localidade: Southwest corner of Europe
Masculino


O SCP não tem a totalidade da Academia, agora na SAD, controlada pelo clube. Quanto ao estádio, está hipotecado, como quase todas as habitações dos portugueses, os imóveis não deixam de ser dos mesmos, até deixarem de cumprir com as suas responsabilidades.
Uma refundação implicaria um purgatório por um período imprevísivel e com consequências imprevisíveis. Uma instituição destas TEM que ser gerível, nas mãos de outros que não os actuais.
Quantos aos 400M de passivo, gostaria de saber em que consiste.
Gostávamos todos, e esta simples ignorância é motivo basta para dizer NÃO a tudo enquanto não o soubermos.
Mas não percebi se duvidas do número, ou se simplesmente gostarias de saber detalhes sobre o mesmo.
Quanto à outra questão, é claro que noutras mãos há possibilidade de ser gerível. O problema é que o actual "sistema" (dezenas de empresas sobre as quais pouco se sabe) permite que a gestão seja realizada fora da órbita dos sócios. A solução é criar um sistema à prova desses erros, ou seja, existir o Clube e mais nada, com Estatutos profundamente remodelados para prevenir um sem número de situações que actualmente se passam.
SL
Não duvido do número, embora gostasse que fosse bem mais baixo  . O que eu gostaria de saber é se é tudo passivo exigível... a ideia que tenho, que pode estar errada, é que o passivo bancário está na casa dos 200M, tenho uma curiosidade tremenda em saber em que consiste o restante...
Citar
José Eduardo Bettencourt revelou esta terça-feira à noite que o passivo total do clube leonino é de cerca de 360 milhões de euros. Numa sessão de esclarecimento aos sócios, no Estádio José Alvalade, o candidato à presidente do Sporting explicou que essa verba corresponde a "244 milhões de passivo bancário", ou seja, de receitas remuneradas, "a 70 milhões de passivo não remunerado", isto é, de receitas antecipadas, e "a 41 milhões de passivo corrente, de dívidas a fornecedores e tesouraria".

http://www.sporting.footballhome.net/ind...60-milh&catid=15:clube&Itemid=35
A 27 de Maio de 2009.
Curiosamente só admitiram este passivo quando PPC referiu publicamente que o passivo era de 340M. Na altura desmentiram PPC, assumindo posteriormente o valor de 360M.
Thanks... já ajudou.
Desde esta data não temos valores públicos do valor do passivo. Apenas recusas públicas, por parte de jeb, em Assembleias Gerais do Clube e da SAD em revelar qual o actual montante.
Uma das cenas mais tristes a que tive de assistir em AG's. E não foi uma simples recusa. Foi precedida de uma pergunta à assembleia se queriam que o valor fosse naquela altura revelado, coisa que a mesma respondeu afirmativamente de imediato para a seguir o proponente voltar atrás alegando questões de segurança! Inacreditável!
Só as ameaças e insultos da penúltima AG passados a agressões na ultima perpetrados por pessoas de responsabilidade do clube se aproximam!
Atenção que a desculpa oficial (no tempo de Franco) para não se divulgar os números era que a banca não queria que os mesmos fossem públicos. Ou seja, a banca não queria que se soubesse onde tinha chegado o incumprimento, o que é compreensível (do ponto de vista da banca), dado o hipotético impacto dessa informação no universo de todos os devedores nacionais.
Registado

L8tr,
 
106
 
 «Opiniões divergentes não significam ataques pessoais»    
Re: Derrubar a corja, reerguer o Sporting , « Resposta #458 em: Dezembro 30, 2010, 12:11 »


On a steel horse I ride


*

Condecorações:Membro do Ano 2012Membro do ano 2011


Mensagens: 23197
Localidade: VILA NOVA GAIA
Masculino


O SCP não tem a totalidade da Academia, agora na SAD, controlada pelo clube. Quanto ao estádio, está hipotecado, como quase todas as habitações dos portugueses, os imóveis não deixam de ser dos mesmos, até deixarem de cumprir com as suas responsabilidades.
Uma refundação implicaria um purgatório por um período imprevísivel e com consequências imprevisíveis. Uma instituição destas TEM que ser gerível, nas mãos de outros que não os actuais.
Quantos aos 400M de passivo, gostaria de saber em que consiste.
Gostávamos todos, e esta simples ignorância é motivo basta para dizer NÃO a tudo enquanto não o soubermos.
Mas não percebi se duvidas do número, ou se simplesmente gostarias de saber detalhes sobre o mesmo.
Quanto à outra questão, é claro que noutras mãos há possibilidade de ser gerível. O problema é que o actual "sistema" (dezenas de empresas sobre as quais pouco se sabe) permite que a gestão seja realizada fora da órbita dos sócios. A solução é criar um sistema à prova desses erros, ou seja, existir o Clube e mais nada, com Estatutos profundamente remodelados para prevenir um sem número de situações que actualmente se passam.
SL
Não duvido do número, embora gostasse que fosse bem mais baixo  . O que eu gostaria de saber é se é tudo passivo exigível... a ideia que tenho, que pode estar errada, é que o passivo bancário está na casa dos 200M, tenho uma curiosidade tremenda em saber em que consiste o restante...
Citar
José Eduardo Bettencourt revelou esta terça-feira à noite que o passivo total do clube leonino é de cerca de 360 milhões de euros. Numa sessão de esclarecimento aos sócios, no Estádio José Alvalade, o candidato à presidente do Sporting explicou que essa verba corresponde a "244 milhões de passivo bancário", ou seja, de receitas remuneradas, "a 70 milhões de passivo não remunerado", isto é, de receitas antecipadas, e "a 41 milhões de passivo corrente, de dívidas a fornecedores e tesouraria".

http://www.sporting.footballhome.net/ind...60-milh&catid=15:clube&Itemid=35
A 27 de Maio de 2009.
Curiosamente só admitiram este passivo quando PPC referiu publicamente que o passivo era de 340M. Na altura desmentiram PPC, assumindo posteriormente o valor de 360M.
Thanks... já ajudou.
Desde esta data não temos valores públicos do valor do passivo. Apenas recusas públicas, por parte de jeb, em Assembleias Gerais do Clube e da SAD em revelar qual o actual montante.
Uma das cenas mais tristes a que tive de assistir em AG's. E não foi uma simples recusa. Foi precedida de uma pergunta à assembleia se queriam que o valor fosse naquela altura revelado, coisa que a mesma respondeu afirmativamente de imediato para a seguir o proponente voltar atrás alegando questões de segurança! Inacreditável!
Só as ameaças e insultos da penúltima AG passados a agressões na ultima perpetrados por pessoas de responsabilidade do clube se aproximam!
Atenção que a desculpa oficial (no tempo de Franco) para não se divulgar os números era que a banca não queria que os mesmos fossem públicos. Ou seja, a banca não queria que se soubesse onde tinha chegado o incumprimento, o que é compreensível (do ponto de vista da banca), dado o hipotético impacto dessa informação no universo de todos os devedores nacionais.


Tenho dúvidas quanto ao incumprimento como razão. Efectivo e nas contas dos bancos, não me parece que houvesse ou que haja.
Registado

Re: Derrubar a corja, reerguer o Sporting , « Resposta #459 em: Dezembro 30, 2010, 15:37 »



*
Sénior

Mensagens: 4691
Idade: 33
Localidade: Lisboa
Masculino


O SCP não tem a totalidade da Academia, agora na SAD, controlada pelo clube. Quanto ao estádio, está hipotecado, como quase todas as habitações dos portugueses, os imóveis não deixam de ser dos mesmos, até deixarem de cumprir com as suas responsabilidades.

Uma refundação implicaria um purgatório por um período imprevísivel e com consequências imprevisíveis. Uma instituição destas TEM que ser gerível, nas mãos de outros que não os actuais.

Quantos aos 400M de passivo, gostaria de saber em que consiste.

Gostávamos todos, e esta simples ignorância é motivo basta para dizer NÃO a tudo enquanto não o soubermos.
Mas não percebi se duvidas do número, ou se simplesmente gostarias de saber detalhes sobre o mesmo.

Quanto à outra questão, é claro que noutras mãos há possibilidade de ser gerível. O problema é que o actual "sistema" (dezenas de empresas sobre as quais pouco se sabe) permite que a gestão seja realizada fora da órbita dos sócios. A solução é criar um sistema à prova desses erros, ou seja, existir o Clube e mais nada, com Estatutos profundamente remodelados para prevenir um sem número de situações que actualmente se passam.

SL

Não duvido do número, embora gostasse que fosse bem mais baixo  . O que eu gostaria de saber é se é tudo passivo exigível... a ideia que tenho, que pode estar errada, é que o passivo bancário está na casa dos 200M, tenho uma curiosidade tremenda em saber em que consiste o restante...

Citar
José Eduardo Bettencourt revelou esta terça-feira à noite que o passivo total do clube leonino é de cerca de 360 milhões de euros. Numa sessão de esclarecimento aos sócios, no Estádio José Alvalade, o candidato à presidente do Sporting explicou que essa verba corresponde a "244 milhões de passivo bancário", ou seja, de receitas remuneradas, "a 70 milhões de passivo não remunerado", isto é, de receitas antecipadas, e "a 41 milhões de passivo corrente, de dívidas a fornecedores e tesouraria".

http://www.sporting.footballhome.net/ind...60-milh&catid=15:clube&Itemid=35

A 27 de Maio de 2009.

Curiosamente só admitiram este passivo quando PPC referiu publicamente que o passivo era de 340M. Na altura desmentiram PPC, assumindo posteriormente o valor de 360M.

Thanks... já ajudou.

Desde esta data não temos valores públicos do valor do passivo. Apenas recusas públicas, por parte de jeb, em Assembleias Gerais do Clube e da SAD em revelar qual o actual montante.

 Seta
Só as ameaças e insultos da penúltima AG passados a agressões na ultima perpetrados por pessoas de responsabilidade do clube se aproximam!

Foi absurda essa AG, se não tivesse visto não acreditava. Mesmo assim os carneiro votaram todos a favor da proposta da direcção...
Registado

"Reforçamos ainda a solução que temos vindo a defender para a sustentabilidade do Clube:
a)   O afastamento do Clube de todos os dirigentes envolvidos no “Projecto Roquette” e com responsabilidades na gravíssima situação actual, apuradas após a realização de uma verdadeira auditoria de gestão. Pedido de indemnização cível pelos danos causados ao Sporting Clube de Portugal;
b)    A renegociação firme, corajosa e realista da dívida bancária, de forma a reduzir drasticamente os encargos financeiros anuais; 
c)    A redução drástica dos custos com pessoal, como ponto de partida para que se alcance o equilíbrio da exploração operacional. Se analisarmos as últimas épocas, bem como o descalabro no balanço entre contratações e vendas de jogadores, facilmente verificamos duas realidades: (i) maior investimento não tem sido sinónimo de maior rendimento desportivo, (ii) os maiores encaixes financeiros com venda de jogadores foram com jogadores formados no Clube, e não com jogadores adquiridos pelas administrações e gestores de activos profissionais da SAD."
 - Candidatura Independente ao Conselho Fiscal e Disciplinar
Gosta deste tópico? Partilhe-o:
Páginas: « anterior 1 ... 21 22 [23] 24 25 ... 50 seguinte » Ir para o topo Imprimir
Fórum SCP - A Comunidade do Sporting Clube de Portugal Universo Sporting Clube de Portugal Direcção, SAD e Orgãos Sociais (Moderadores: wild_oscar, Stunner, Leão88, sotnas) Tópico:

Derrubar a corja, reerguer o Sporting

« tópico anterior seguinte »
Ir para:

Powered by SMF 1.1.19 | SMF © 2011, Simple Machines
Tema SMFone modificado por Avantix e Paracelsus.
Optimizado para o Mozilla Firefox na resolução 1024 x 768.
© 2004 - 2010 | Fórum SCP | Alguns Direitos Reservados
Fórum não-oficial do Sporting Clube de Portugal

Ajuda | | Sitemap | Política de Privacidade