"Team building" e outras actividades na Academia

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Estando a por a leitura dos desportivos em dias, deparei-me com esta notícia n'"O Jogo" de Sexta:

Academia vai formar quadros empresariais

O Sporting e a Hay Group, uma empresa especializada em consultoria de recursos humanos, assinaram ontem um protocolo tendo em vista aquilo que foi considerado um "inovador programa de formação ou de desenvolvimento de competências". A parceria foi formalizada na Academia Sporting, em Alcochete, local onde decorrerão as diversas iniciativas.

"Match Day Program" é o nome do novo conceito, que adaptará as situações vividas pelos profissionais de futebol aos mais diversos quadros empresariais e que permitirá o desenvolvimento de competências e a maximização dos resultados organizacionais.

A assinatura do protocolo contou com as presenças de Pedro Afra e Paulo de Andrade, administradores do Grupo Sporting, do técnico José Peseiro, e de Luís Reis, administrador do Hay Group, que justificou a parceria com os verdes e brancos com a "existência de condições únicas na Academia Sporting": "A vida na comunidade empresarial é muito parecida com a do desporto de alta competição e com o futebol. Em ambos se desenvolvem talentos, fazendo todo o sentido esta parceria entre desporto e formação de quadros empresariais."


É de aplaudir com ambas as mãos esta iniciativa. Não só permite rentabilizar a Academia através de uma utilização previsivelmente continuada (como não tem vindo a suceder com o aluguer das instalações para outros clubes e Selecções), como contribui para uma imagem de modernidade do Clube. Quero mais destas! =D>
Saudades do futuro.
Do site do Sporting:

Citar
O “Match Day Program” recria a véspera e o dia de um encontro decisivo de futebol para membros da empresa que, praticando a modalidade, entram em contacto com matérias tão abrangentes como a liderança de um grupo, os papéis que cada um deve tomar, ou fazer uma análise individual do seu desempenho no treino e na competição que tem lugar no final da tarde do segundo dia do programa.
Os participantes terão oportunidade de experimentar as vertiginosas sensações de um dia de jogo do Sporting, em todas as suas vertentes:

- Administradores tentam despachar funcionários para empresas estrangeiras;

- Negociação de prémios para objectivos horas antes de reuniões decisivas;

- Insultos generalizados ao chefe;

- Chegada a hora da reunião decisiva, os membros tentam fazer o seu trabalho da melhor maneira possível, enquanto o chefe se coloca a alguns metros de distância gritando como um histérico;

- Se a reunião estiver a correr mal, os administradores levantam-se e saem 10 minutos antes de ela acabar.

Em ocasiões seleccionadas, os membros poderão ser chamados a estágio com salários em atraso.

Como bónus, alguns dos membros ficam habilitados ao sorteio de um vale que lhes permite alegar falta de condições psicológicas para participar nos trabalhos, podendo em seguida ir para casa.
Desculpa dizer isto mas....mau post FLL :roll:

Acho uma excelente iniciativa. A rentabilidade da academia está sendo não só a nível desportivo, mas também financeiro.

Gostava de conhecer os numeros, relativos à academia. Alguém sabe? :)
John Lennon tinha um problema. Ele pensava que era Deus.
Noel Gallagher tem um problema. Ele pensa que é o John Lennon.
O meu problema? Penso que sou o Noel Gallagher.
Citação de: "Bileao"
Desculpa dizer isto mas....mau post FLL :roll:

Acho uma excelente iniciativa. A rentabilidade da academia está sendo não só a nível desportivo, mas também financeiro.
Eu também acho uma óptima ideia rentabilizar a academia desta forma. O que não invalida que a transposição do quotidiano do nosso plantel para o mundo empresarial evidencie o absurdo de algumas coisas que se passam no Sporting.