Wiki Sporting, a enciclopédia do Sporting Clube de Portugal

Forum SCP - A Comunidade do Sporting Clube de Portugal


Olá, Visitante. Por favor Entre ou Registe-se se ainda não for membro.
Abril 17, 2014, 19:56

Entrar com nome de utilizador, password e duração da sessão

Anúncios:

Início Início  Ajuda Ajuda  Regras Regras  Pesquisa Pesquisa  Entrar Entrar  Registe-se Registe-se       Wiki Wiki  Links Links 
Fórum SCP - A Comunidade do Sporting Clube de Portugal Futebol e Modalidades do Sporting Futebol Profissional (Moderadores: wild_oscar, |SCP-1906|, Stunner, 138, Leão88, sotnas) Tópico:

Sobre a figura do Director de Futebol (director desportivo)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.
Páginas: [1] Ir para o fundo Imprimir
Autor Tópico: Sobre a figura do Director de Futebol (director desportivo) (Lida 675 vezes)

Sobre a figura do Director de Futebol (director desportivo) , « em: Março 23, 2010, 23:25 »

a32772

Quando se aponta uma aliançaa com um intermediário comissionista agente de jogadores como um exemplo de boa gestão está tudo dito.

Se é esse senhor que "gere" as contratações do Sporting, escolhe e negoceia jogadores para o Sporting em regime de exclusividade, para que precisamos de director desportivo, ou de dirigentes profissionais na SAD?

Para revelar publicamente conversas privadas em inglês com jogadores do Clube? Para expor na praça pública assuntos dos foros interno e disciplinar do Clube?

Jorge Mendes é sem dúvida o empresário de maior sucesso, mas interessa--lhe o sucesso do Sporting?


Ele é Sportinguista? Se é desconheço.

Se não, só há obviamente um coisa que lhe interessa (€€€)...

Quando os Sportinguistas ficam contentes pelo facto do Sporting conseguir negociar jogadores com Jorge Mendes, nem sei que mais diga...

É ISTO QUE INTERESSA NO NOSSO CLUBE?Huh?!!!!

Ou será que o que interessa é as pessoas tentarem perceber como é que estamos a meio de Março e já podemos todos ir (agora sim) de férias para o Brasil?

Enfim...

Há quem tenha alertado, até lutado e trabalhado para que esta solução [JEB+Paulo Bento+restante_continuidade] não fosse a escolhida pelos Sócios.

Não critico quem tenha votado nesta solução, agora estes deveriam ter a humildade de reconhecer algum mérito (sim, mérito e não acaso) a quem chamou a atenção para a fragilidade (para não lhe chamar outra coisa) dessa solução.

Algum mérito essas pessoas devem ter, ou será que têm simplesmente a capacidade de adivinhar o futuro?

Será que é por estarem atentas e terem espírito crítico? Será que é por não engolirem tudo o que lhes passa à frente dos olhos, sem primeiro pensar nos porquês das coisas?

Na minha mui modesta visão, a opinião de quem alertou e "acertou" na previsão do desastre desportivo (e não só...) deveria ser mais bem considerada e levada em linha de conta. Mas infelizmente, quem ousa criticar ou colocar em causa quem dirige o Clube é logo apelidado de inimigo do Clube.

Quando olho para o caso Costinha, perdão, para o caso Izmailov, vejo as coisas da seguinte maneira:

1. Se existe um personagem que tenho (exacto, tenho e não tinha) em boa conta, de todos os quatro principais intervenientes, ele chama-se Marat Izmailov; foi sempre um profissional exemplar, aplaudido unanimemente;

2. Não encontro justificação óbvia para a SAD e o seu DD Costinha terem tornado este caso público, em conferência de imprensa após a eliminação da Uefa.

Se era para mostrar aos jogadores que quem manda é ele e que de agora em diante vai ser diferente, deveria tê-lo feito internamente.
Se era para mostrar aos Sócios e Adeptos, foi pior a emenda que o soneto, com o triste circo montado com este caso.
Se era para explicar a ausência do jogador no jogo, porque não dizer apenas que não estava em condições para jogar?
Ou porque não dizer simplesmente que o jogador estava sob a alçada disciplinar, que era um caso do foro interno da SAD, e ponto final?

Não havendo justificação óbiva para este circo mediático criado pela SAD, eu coloco as perguntas que todos devem colocar sempre:
> Porque é que fizeram assim, e não de outra maneira?
> Quem ganha com isto?

Se pensarmos bem, a única coisa que resulta de concreto neste caso é que o jogador ficou com a imagem claramente prejudicada perante os Sportinguistas, imagem essa que nestes últimos anos era impecável.

E quem ganha com isto?

Indo ao baú onde guardo as teorias das conspirações, as informações não confirmadas, os rumores e as deduções lógicas, encontrei os seguintes dados:
- o Sporting não tem dinheiro sequer para pagar salários;
- o Sporting quis vender o jogador Izmailov para o Lokomotiv;
- Izmailov não quis ser vendido, portanto não quis/quer sair do Sporting;
- o mercado de transferências na Rússia acaba apenas a 15 de Abril;

Perante tudo isto, para mim, o Sporting criou uma situação que levasse o jogador a aceitar transferir-se do Clube, e aos Sócios e Adeptos aceitarem mais facilmente uma transferência. Nada mais.

Veremos se o jogador será transferido ou não, e se o será pelo valor que se falou recentemente ou até por um valor mais baixo.

E por acaso estou curioso para ver se o jogador, se chegar até lá, será aplaudido ou assobiado no próximo jogo em Alvalade.

Em quase tudo, como aprendi no fabuloso JFK de Oliver Stone, para descobrir o porquê das coisas, aquilo que devemos fazer é simplesmente "follow the money"...

Ou alguém acredita que quem matou o Kennedy foi o Lee Harvey Oswald?

SL

Essa é a grande verdade. Quando um presidente se prepara para ficar nas mãos de um empresário de futebol só podem haver duas interpretações possíveis: ou o empresário é um sportinguista do catano e quer mandar no clube para ter sucesso ou então vai limitar-se a seguir o seu papel de empresário e querer chupar os melhores negócios para si. Em qualquer uma das situações é um acto de querer passar a responsabilidade da condução do clube a outra pessoa. Por outras palavras, é querer renunciar as suas funções, admitindo que não percebe nada daquilo, e que só está lá a fazer o papel de fantoche pois nem acredita em si e/ou na sua equipa de trabalho.
Registado


Sobre a figura do Director de Futebol (director desportivo) , « Resposta #1 em: Março 24, 2010, 10:28 »

farinha amparo

Quando se aponta uma aliançaa com um intermediário comissionista agente de jogadores como um exemplo de boa gestão está tudo dito.

Se é esse senhor que "gere" as contratações do Sporting, escolhe e negoceia jogadores para o Sporting em regime de exclusividade, para que precisamos de director desportivo, ou de dirigentes profissionais na SAD?

Essa é a grande verdade. Quando um presidente se prepara para ficar nas mãos de um empresário de futebol só podem haver duas interpretações possíveis: ou o empresário é um sportinguista do catano e quer mandar no clube para ter sucesso ou então vai limitar-se a seguir o seu papel de empresário e querer chupar os melhores negócios para si. Em qualquer uma das situações é um acto de querer passar a responsabilidade da condução do clube a outra pessoa. Por outras palavras, é querer renunciar as suas funções, admitindo que não percebe nada daquilo, e que só está lá a fazer o papel de fantoche pois nem acredita em si e/ou na sua equipa de trabalho.

1- Sou completamente contra os negócios em exclusividade (100%) com 1 único empresário.
2- Sou completamente contra a negociação que privilegie (>75%) 1 único empresário
3- Sou completamente contra a introdução de 1 qualquer empresário no departamento de futebol, conferindo-lhe capacidade de decisão.

Foi por isso que não votei PPC.
Para além da falta de seriedade e de verticalidade de Eriksson (já corajosamente assumida por PPC), não podia estar de acordo com a introdução de um empresário, Bukovac, no cargo de DD.
Fico satisfeito por verificar que há pelo menos 2 sportinguistas que, como eu, são completamente contra a promoção de Bukovacs, Jorges Mendes, Paulos Barbosas ou Veigas ao cargo de DD.

4- Infelizmente, é necessário negociar com empresários para contratar jogadores.
5- Felizmente, existem vários empresários Fifa.
Registado
Sobre a figura do Director de Futebol (director desportivo) , « Resposta #2 em: Março 24, 2010, 10:54 »



*
Sénior

Mensagens: 4691
Idade: 33
Localidade: Lisboa
Masculino


Quando se aponta uma aliançaa com um intermediário comissionista agente de jogadores como um exemplo de boa gestão está tudo dito.

Se é esse senhor que "gere" as contratações do Sporting, escolhe e negoceia jogadores para o Sporting em regime de exclusividade, para que precisamos de director desportivo, ou de dirigentes profissionais na SAD?

Essa é a grande verdade. Quando um presidente se prepara para ficar nas mãos de um empresário de futebol só podem haver duas interpretações possíveis: ou o empresário é um sportinguista do catano e quer mandar no clube para ter sucesso ou então vai limitar-se a seguir o seu papel de empresário e querer chupar os melhores negócios para si. Em qualquer uma das situações é um acto de querer passar a responsabilidade da condução do clube a outra pessoa. Por outras palavras, é querer renunciar as suas funções, admitindo que não percebe nada daquilo, e que só está lá a fazer o papel de fantoche pois nem acredita em si e/ou na sua equipa de trabalho.

1- Sou completamente contra os negócios em exclusividade (100%) com 1 único empresário.
2- Sou completamente contra a negociação que privilegie (>75%) 1 único empresário
3- Sou completamente contra a introdução de 1 qualquer empresário no departamento de futebol, conferindo-lhe capacidade de decisão.

Foi por isso que não votei PPC.
Para além da falta de seriedade e de verticalidade de Eriksson (já corajosamente assumida por PPC), não podia estar de acordo com a introdução de um empresário, Bukovac, no cargo de DD.
Fico satisfeito por verificar que há pelo menos 2 sportinguistas que, como eu, são completamente contra a promoção de Bukovacs, Jorges Mendes, Paulos Barbosas ou Veigas ao cargo de DD.

4- Infelizmente, é necessário negociar com empresários para contratar jogadores.
5- Felizmente, existem vários empresários Fifa.

Bukovac iria trabalhar em exclusivo para o Sporting ou iria existir um conflito de interesses?

Se Jorge Mendes fosse trabalhar em exclusivo para o Sporting, deixando a gestifute e os seus negócios paralelos. Assinaria por baixo.

Desde que não exista conflito de interreses
, sou completamente a favor da contratação de pessoas competentes e que entendam de futebol. Sejam eles empresários de jogadores ou não.

No entanto acho difícil não exisitir este conflito de interesses. Quando o exemplo de cima não é o mais transparente.
Registado

"Reforçamos ainda a solução que temos vindo a defender para a sustentabilidade do Clube:
a)   O afastamento do Clube de todos os dirigentes envolvidos no “Projecto Roquette” e com responsabilidades na gravíssima situação actual, apuradas após a realização de uma verdadeira auditoria de gestão. Pedido de indemnização cível pelos danos causados ao Sporting Clube de Portugal;
b)    A renegociação firme, corajosa e realista da dívida bancária, de forma a reduzir drasticamente os encargos financeiros anuais; 
c)    A redução drástica dos custos com pessoal, como ponto de partida para que se alcance o equilíbrio da exploração operacional. Se analisarmos as últimas épocas, bem como o descalabro no balanço entre contratações e vendas de jogadores, facilmente verificamos duas realidades: (i) maior investimento não tem sido sinónimo de maior rendimento desportivo, (ii) os maiores encaixes financeiros com venda de jogadores foram com jogadores formados no Clube, e não com jogadores adquiridos pelas administrações e gestores de activos profissionais da SAD."
 - Candidatura Independente ao Conselho Fiscal e Disciplinar
Sobre a figura do Director de Futebol (director desportivo) , « Resposta #3 em: Março 24, 2010, 11:05 »

farinha amparo


Bukovac iria trabalhar em exclusivo para o Sporting ou iria existir um conflito de interesses?

Se Jorge Mendes fosse trabalhar em exclusivo para o Sporting, deixando a gestifute e os seus negócios paralelos. Assinaria por baixo.

Desde que não exista conflito de interreses
, sou completamente a favor da contratação de pessoas competentes e que entendam de futebol. Sejam eles empresários de jogadores ou não.

No entanto acho difícil não exisitir este conflito de interesses. Quando o exemplo de cima não é o mais transparente.

Achas que alguém deixa MESMO 1 negócio de milhões em comissões para ter 1 salário de dezenas no fim do mês? Anginho
Há muitas formas legais de deixar de existir "conflito de interesses", continuando a acumular (o Veiga até tinha sad's)
Registado
Sobre a figura do Director de Futebol (director desportivo) , « Resposta #4 em: Março 24, 2010, 11:09 »

a32772

Quando se aponta uma aliançaa com um intermediário comissionista agente de jogadores como um exemplo de boa gestão está tudo dito.

Se é esse senhor que "gere" as contratações do Sporting, escolhe e negoceia jogadores para o Sporting em regime de exclusividade, para que precisamos de director desportivo, ou de dirigentes profissionais na SAD?

Essa é a grande verdade. Quando um presidente se prepara para ficar nas mãos de um empresário de futebol só podem haver duas interpretações possíveis: ou o empresário é um sportinguista do catano e quer mandar no clube para ter sucesso ou então vai limitar-se a seguir o seu papel de empresário e querer chupar os melhores negócios para si. Em qualquer uma das situações é um acto de querer passar a responsabilidade da condução do clube a outra pessoa. Por outras palavras, é querer renunciar as suas funções, admitindo que não percebe nada daquilo, e que só está lá a fazer o papel de fantoche pois nem acredita em si e/ou na sua equipa de trabalho.

1- Sou completamente contra os negócios em exclusividade (100%) com 1 único empresário.
2- Sou completamente contra a negociação que privilegie (>75%) 1 único empresário
3- Sou completamente contra a introdução de 1 qualquer empresário no departamento de futebol, conferindo-lhe capacidade de decisão.

Foi por isso que não votei PPC.
Para além da falta de seriedade e de verticalidade de Eriksson (já corajosamente assumida por PPC), não podia estar de acordo com a introdução de um empresário, Bukovac, no cargo de DD.
Fico satisfeito por verificar que há pelo menos 2 sportinguistas que, como eu, são completamente contra a promoção de Bukovacs, Jorges Mendes, Paulos Barbosas ou Veigas ao cargo de DD.

4- Infelizmente, é necessário negociar com empresários para contratar jogadores.
5- Felizmente, existem vários empresários Fifa.

Daquilo que me lembro o Bukovac iria trabalhar em regime de exclusividade para o Sporting e embora fosse algo muito longínquo ele era reconhecido por ser sportinguista. Penso ser assim, mas se estiver enganado gostaria de ser corrigido.

Quanto ao Jorge Mendes e à sua entrada no Sporting, não o estou a imaginar a largar a Gestifute e não faço a mínima ideia qual o clube do homem.  Antes, com a intromissão do BES no clube, criou-se a ideia de que o Sporting ganharia poder relativamente ao banco. Temos visto... Agora passa-se o mesmo relativamente ao Jorge Mendes e à Gestifute em termos desportivos.  Roll Eyes

E depois há uma última diferença entre PPC/Bukovac e JEB/Mendes: é que o primeiro par apresentou-se durante a época eleitoral e foi a aprovação enquanto o segundo é facto consumado sem que os sócios tenham sido consultados para tal. É um pequeno pormenor que diz muito das jogadas típicas da era roqueteira... Durante a época de eleições dizem-se banalidades em vez das medidas concretas que se pretendem implementar e depois lá no poleiro fazem-se todas as tropelias que lhes apeteçam. Mas o curioso (e admito que seja algo contraditório) é que ainda assim acredito que a generalidade dos adeptos, com a mania das grandezas, bate palmas ao facto do clube ir trabalhar com o maior empresário à escala mundial. Mesmo que isso não resulte no que quer que seja de positivo para nós...
Registado
Sobre a figura do Director de Futebol (director desportivo) , « Resposta #5 em: Março 24, 2010, 11:24 »

Gebeeme

Correndo o risco de todos vocês me insultarem, continuo a defender a minha argumentação. Eu percebo o perigo do trabalho em exclusividade. Aliás, soluções monopolistas e monopolizadoras nunca fizeram (fazem) bem a ninguém. Mas todos nós reconhecemos que o Sporting precisa de renovar a equipa e melhorá-la, se queremos que volte a produzir resultados que nos encham de orgulho e que permitam o encaixe de dinheiro que lhe dê um maior desafogo financeiro. Se o Sporting não tem dinheiro, como é que o vai fazer? Só com o produto da Academia? Quantos Cristianos Ronaldos e Nanis vão surgir novamente? Reforçar-se a equipa com a venda de Moutinho, Miguel Veloso, Izmailov e Vukcevic, que quanto a mim, são os jogadores que ainda têm mercado? E quanto é que se vai realizar com essas vendas? Acham que com o passivo que a SAD tem vai poder investir muito? Ainda não sabemos as contrapartidas que tiveram que ser dadas para arranjar dinheiro para comprar o Pongolle, o João Pereira e o Pedro Mendes e quais os compromissos assumidos no curto e médio prazo... Sinceramente, se não houver uma solução deste género, em que um empresário se predispõe (obviamente que não está ali para perder dinheiro) a colocar alguns dos seus jogadores para que o Sporting sirva de montra, atinja resultados desportivos interessantes que lhe permitam ganhar projecção internacional, estatuto e dinheiro na valorização dos seus activos que vão escasseando e em contratos publicitários, não vejo como é que conseguirá dar a volta por cima e regressar ao lugar que eu (nós) digo (dizemos) que merece. É verdade que existem princípios de vida que não são vendáveis a troco de dinheiro. Mas sejamos realistas: o futebol é um mundo cão, onde quem manda é o dinheiro. E sem isso, meus caros, não se compram melões.
Registado
Sobre a figura do Director de Futebol (director desportivo) , « Resposta #6 em: Março 24, 2010, 11:36 »

farinha amparo

Daquilo que me lembro o Bukovac iria trabalhar em regime de exclusividade para o Sporting e embora fosse algo muito longínquo ele era reconhecido por ser sportinguista. Penso ser assim, mas se estiver enganado gostaria de ser corrigido.

Quanto ao Jorge Mendes e à sua entrada no Sporting, não o estou a imaginar a largar a Gestifute e não faço a mínima ideia qual o clube do homem.  Antes, com a intromissão do BES no clube, criou-se a ideia de que o Sporting ganharia poder relativamente ao banco. Temos visto... Agora passa-se o mesmo relativamente ao Jorge Mendes e à Gestifute em termos desportivos.  Roll Eyes

E depois há uma última diferença entre PPC/Bukovac e JEB/Mendes: é que o primeiro par apresentou-se durante a época eleitoral e foi a aprovação enquanto o segundo é facto consumado sem que os sócios tenham sido consultados para tal. É um pequeno pormenor que diz muito das jogadas típicas da era roqueteira... Durante a época de eleições dizem-se banalidades em vez das medidas concretas que se pretendem implementar e depois lá no poleiro fazem-se todas as tropelias que lhes apeteçam. Mas o curioso (e admito que seja algo contraditório) é que ainda assim acredito que a generalidade dos adeptos, com a mania das grandezas, bate palmas ao facto do clube ir trabalhar com o maior empresário à escala mundial. Mesmo que isso não resulte no que quer que seja de positivo para nós...

Sobre a exclusividade dos "ex-empresários", já disse o que tinha a dizer.

Sobre se Bukovac era sportinguista, benfiquista, blaugrana ou viola, não faço ideia, mas diria que nem ele deve fazer.
Sportinguista és tu e eu, que vemos futebol, dizemos umas tretas, ficamos fdd's com as derrotas/humilhações e nos emborrachamos com as vitórias do Sporting.
Não ganhamos (eu não e presumo que tu também não) a vida, nem pouco mais ou menos, com aquilo, onde, aliás, só torramos dinheiro e anos de vida.
Quem vive do futebol não pensa assim, nem vive assim. É de que lhe dá mais ou de quem lhe dá.
Só me lembro de Bukovac (e acho que Kostov) ter vindo para o Sporting, ter casado para poder jogar e não ser grande espingarda. Foi transferido quase de imediato, salvo erro para o Belém.
Admito que seja sério, honesto e sportinguista, mas o futebol para ele já era outra onda e ainda bem para ele.
Só com a venda do Néné para Itália deve ter ganho mais do que aquilo que o Sporting lhe poderia pagar num ano (quiçá nos 4), caso deixasse de intermediar, directa ou indirectamente, vendas de jogadores.

Quanto ao Bes tens toda a razão.
Quanto à falta de clareza do "programa" eleitoral de JEB quanto ao DD, por comparação com PPC, tens toda a razão.
Mais desconhecido, PPC tinha de ser claro, arriscou e quilhou-se.
Mais 1 ponto a favor dele.

Finalmente, eu não bato palmas a essa associação JEB/JM.
1- não tenho a certeza que ela exista, nem pouco mais ou menos.
Ainda não percebi quem é o empresário de AVB, nem o empresário da contratação mais cara deste inverno.
2- Não sei se ele é o melhor do mundo.
A imprensa tuga tem sempre a mania de que há sempre 1 tuga que é o melhor do mundo em qualquer coisa, nem que seja nos arrotos de postas de pescada.
Neste caso dos empresário, já foi o Veiga (que até se gabava de fazer negócios que não tinha feito), agora é o Mendes.
3- quero lá saber se ele é o melhor, o 2º melhor ou se é só bom (grandes barretes costuma enfiar)
4- Mas sei que se houver 1 colagem ao Sporting quem ganha mais é ele.
Ou melhor: ele é que não perde nada com isso, antes pelo contrario.
Registado
Sobre a figura do Director de Futebol (director desportivo) , « Resposta #7 em: Março 24, 2010, 11:38 »


Sporting CP Forever


*

Mensagens: 6437
Idade: 26
Masculino


1- Sou completamente contra os negócios em exclusividade (100%) com 1 único empresário.
2- Sou completamente contra a negociação que privilegie (>75%) 1 único empresário
3- Sou completamente contra a introdução de 1 qualquer empresário no departamento de futebol, conferindo-lhe capacidade de decisão.

Foi por isso que não votei PPC.
Para além da falta de seriedade e de verticalidade de Eriksson (já corajosamente assumida por PPC), não podia estar de acordo com a introdução de um empresário, Bukovac, no cargo de DD.
Fico satisfeito por verificar que há pelo menos 2 sportinguistas que, como eu, são completamente contra a promoção de Bukovacs, Jorges Mendes, Paulos Barbosas ou Veigas ao cargo de DD.

4- Infelizmente, é necessário negociar com empresários para contratar jogadores.
5- Felizmente, existem vários empresários Fifa.

Pois...mas não é isso que parece estar a acontecer Roll Eyes

Registado

· · · ·
Sobre a figura do Director de Futebol (director desportivo) , « Resposta #8 em: Março 24, 2010, 11:51 »

farinha amparo

Correndo o risco de todos vocês me insultarem, continuo a defender a minha argumentação. Eu percebo o perigo do trabalho em exclusividade. Aliás, soluções monopolistas e monopolizadoras nunca fizeram (fazem) bem a ninguém. Mas todos nós reconhecemos que o Sporting precisa de renovar a equipa e melhorá-la, se queremos que volte a produzir resultados que nos encham de orgulho e que permitam o encaixe de dinheiro que lhe dê um maior desafogo financeiro. Se o Sporting não tem dinheiro, como é que o vai fazer? Só com o produto da Academia? Quantos Cristianos Ronaldos e Nanis vão surgir novamente? Reforçar-se a equipa com a venda de Moutinho, Miguel Veloso, Izmailov e Vukcevic, que quanto a mim, são os jogadores que ainda têm mercado? E quanto é que se vai realizar com essas vendas? Acham que com o passivo que a SAD tem vai poder investir muito? Ainda não sabemos as contrapartidas que tiveram que ser dadas para arranjar dinheiro para comprar o Pongolle, o João Pereira e o Pedro Mendes e quais os compromissos assumidos no curto e médio prazo... Sinceramente, se não houver uma solução deste género, em que um empresário se predispõe (obviamente que não está ali para perder dinheiro) a colocar alguns dos seus jogadores para que o Sporting sirva de montra, atinja resultados desportivos interessantes que lhe permitam ganhar projecção internacional, estatuto e dinheiro na valorização dos seus activos que vão escasseando e em contratos publicitários, não vejo como é que conseguirá dar a volta por cima e regressar ao lugar que eu (nós) digo (dizemos) que merece. É verdade que existem princípios de vida que não são vendáveis a troco de dinheiro. Mas sejamos realistas: o futebol é um mundo cão, onde quem manda é o dinheiro. E sem isso, meus caros, não se compram melões.

Para mim o que está em causa (ou pode vir a estar, está longe de estar demonstrada e não é 1 mail cobardemente anónimo nem 1 foto que demonstram o que quer seja) é o monopólio, de facto ou aproximado.
Claro que é preciso comprar melões, muitos até serão autênticos pepinos (é quase inevitável comprar fruta podres), mas o monopólio do JM ou doutro qualquer não é uma galinha dos ovos de ouro.
« Última modificação: Março 24, 2010, 14:15 por farinha amparo » Registado
Sobre a figura do Director de Futebol (director desportivo) , « Resposta #9 em: Março 24, 2010, 12:45 »

a32772

Daquilo que me lembro o Bukovac iria trabalhar em regime de exclusividade para o Sporting e embora fosse algo muito longínquo ele era reconhecido por ser sportinguista. Penso ser assim, mas se estiver enganado gostaria de ser corrigido.

Quanto ao Jorge Mendes e à sua entrada no Sporting, não o estou a imaginar a largar a Gestifute e não faço a mínima ideia qual o clube do homem.  Antes, com a intromissão do BES no clube, criou-se a ideia de que o Sporting ganharia poder relativamente ao banco. Temos visto... Agora passa-se o mesmo relativamente ao Jorge Mendes e à Gestifute em termos desportivos.  Roll Eyes

E depois há uma última diferença entre PPC/Bukovac e JEB/Mendes: é que o primeiro par apresentou-se durante a época eleitoral e foi a aprovação enquanto o segundo é facto consumado sem que os sócios tenham sido consultados para tal. É um pequeno pormenor que diz muito das jogadas típicas da era roqueteira... Durante a época de eleições dizem-se banalidades em vez das medidas concretas que se pretendem implementar e depois lá no poleiro fazem-se todas as tropelias que lhes apeteçam. Mas o curioso (e admito que seja algo contraditório) é que ainda assim acredito que a generalidade dos adeptos, com a mania das grandezas, bate palmas ao facto do clube ir trabalhar com o maior empresário à escala mundial. Mesmo que isso não resulte no que quer que seja de positivo para nós...

Sobre a exclusividade dos "ex-empresários", já disse o que tinha a dizer.

Sobre se Bukovac era sportinguista, benfiquista, blaugrana ou viola, não faço ideia, mas diria que nem ele deve fazer.
Sportinguista és tu e eu, que vemos futebol, dizemos umas tretas, ficamos fdd's com as derrotas/humilhações e nos emborrachamos com as vitórias do Sporting.
Não ganhamos (eu não e presumo que tu também não) a vida, nem pouco mais ou menos, com aquilo, onde, aliás, só torramos dinheiro e anos de vida.
Quem vive do futebol não pensa assim, nem vive assim. É de que lhe dá mais ou de quem lhe dá.
Só me lembro de Bukovac (e acho que Kostov) ter vindo para o Sporting, ter casado para poder jogar e não ser grande espingarda. Foi transferido quase de imediato, salvo erro para o Belém.
Admito que seja sério, honesto e sportinguista, mas o futebol para ele já era outra onda e ainda bem para ele.
Só com a venda do Néné para Itália deve ter ganho mais do que aquilo que o Sporting lhe poderia pagar num ano (quiçá nos 4), caso deixasse de intermediar, directa ou indirectamente, vendas de jogadores.

Quanto ao Bes tens toda a razão.
Quanto à falta de clareza do "programa" eleitoral de JEB quanto ao DD, por comparação com PPC, tens toda a razão.
Mais desconhecido, PPC tinha de ser claro, arriscou e quilhou-se.
Mais 1 ponto a favor dele.

Finalmente, eu não bato palmas a essa associação JEB/JM.
1- não tenho a certeza que ela exista, nem pouco mais ou menos.
Ainda não percebi quem é o empresário de AVB, nem o empresário da contratação mais cara deste inverno.
2- Não sei se ele é o melhor do mundo.
A imprensa tuga tem sempre a mania de que há sempre 1 tuga que é o melhor do mundo em qualquer coisa, nem que seja nos arrotos de postas de pescada.
Neste caso dos empresário, já foi o Veiga (que até se gabava de fazer negócios que não tinha feito), agora é o Mendes.
3- quero lá saber se ele é o melhor, o 2º melhor ou se é só bom (grandes barretes costuma enfiar)
4- Mas sei que se houver 1 colagem ao Sporting quem ganha mais é ele.
Ou melhor: ele é que não perde nada com isso, antes pelo contrario.

Eu não disse que o Mendes era o melhor do mundo. Disse sim é que ele neste momento é o maior empresário, aquele que vende mais às grandes equipas. Só à conta da transferência do Cristiano Ronaldo o homem facturou quase 2 milhões de contos.
Registado
Sobre a figura do Director de Futebol (director desportivo) , « Resposta #10 em: Março 24, 2010, 12:52 »



*
Sénior

Mensagens: 4691
Idade: 33
Localidade: Lisboa
Masculino


Correndo o risco de todos vocês me insultarem, continuo a defender a minha argumentação. Eu percebo o perigo do trabalho em exclusividade. Aliás, soluções monopolistas e monopolizadoras nunca fizeram (fazem) bem a ninguém. Mas todos nós reconhecemos que o Sporting precisa de renovar a equipa e melhorá-la, se queremos que volte a produzir resultados que nos encham de orgulho e que permitam o encaixe de dinheiro que lhe dê um maior desafogo financeiro. Se o Sporting não tem dinheiro, como é que o vai fazer? Só com o produto da Academia? Quantos Cristianos Ronaldos e Nanis vão surgir novamente? Reforçar-se a equipa com a venda de Moutinho, Miguel Veloso, Izmailov e Vukcevic, que quanto a mim, são os jogadores que ainda têm mercado? E quanto é que se vai realizar com essas vendas? Acham que com o passivo que a SAD tem vai poder investir muito? Ainda não sabemos as contrapartidas que tiveram que ser dadas para arranjar dinheiro para comprar o Pongolle, o João Pereira e o Pedro Mendes e quais os compromissos assumidos no curto e médio prazo... Sinceramente, se não houver uma solução deste género, em que um empresário se predispõe (obviamente que não está ali para perder dinheiro) a colocar alguns dos seus jogadores para que o Sporting sirva de montra, atinja resultados desportivos interessantes que lhe permitam ganhar projecção internacional, estatuto e dinheiro na valorização dos seus activos que vão escasseando e em contratos publicitários, não vejo como é que conseguirá dar a volta por cima e regressar ao lugar que eu (nós) digo (dizemos) que merece. É verdade que existem princípios de vida que não são vendáveis a troco de dinheiro. Mas sejamos realistas: o futebol é um mundo cão, onde quem manda é o dinheiro. E sem isso, meus caros, não se compram melões.

Não é por discordar que te vão insultar. Tem que haver sempre o respeito de opinião. Havendo uma troca séria de argumentos e convicções.

Jorge Mendes é um empresário que recebe comissões por venda. Eventualmente terá um contrato de assessoria com um jogador. Não é dono do passe. Teve uma intervenção nas recentes negociações do Sporting, não era dono de 100% do passe de Pedro Mendes, João Pereira ou Pongolle.

Jorge Mendes não vai resolver o problema da falta de dinheiro. Acham que vai fazer o jeitinho ao Sporting, se conseguir colocar um determinado jogador noutro clube, por um valor bastante superior.
Registado

"Reforçamos ainda a solução que temos vindo a defender para a sustentabilidade do Clube:
a)   O afastamento do Clube de todos os dirigentes envolvidos no “Projecto Roquette” e com responsabilidades na gravíssima situação actual, apuradas após a realização de uma verdadeira auditoria de gestão. Pedido de indemnização cível pelos danos causados ao Sporting Clube de Portugal;
b)    A renegociação firme, corajosa e realista da dívida bancária, de forma a reduzir drasticamente os encargos financeiros anuais; 
c)    A redução drástica dos custos com pessoal, como ponto de partida para que se alcance o equilíbrio da exploração operacional. Se analisarmos as últimas épocas, bem como o descalabro no balanço entre contratações e vendas de jogadores, facilmente verificamos duas realidades: (i) maior investimento não tem sido sinónimo de maior rendimento desportivo, (ii) os maiores encaixes financeiros com venda de jogadores foram com jogadores formados no Clube, e não com jogadores adquiridos pelas administrações e gestores de activos profissionais da SAD."
 - Candidatura Independente ao Conselho Fiscal e Disciplinar
Sobre a figura do Director de Futebol (director desportivo) , « Resposta #11 em: Março 24, 2010, 14:20 »

farinha amparo

Eu não disse que o Mendes era o melhor do mundo. Disse sim é que ele neste momento é o maior empresário, aquele que vende mais às grandes equipas. Só à conta da transferência do Cristiano Ronaldo o homem facturou quase 2 milhões de contos.

Ok, o melhor e o maior são qualificativos diferentes.
Mesmo isso (o maior ou o que vende mais às grandes equipas) não tenho a certeza, mas, se o afirmas, admito.
Mas esse ranking, também não é o mais importante, agora.
« Última modificação: Março 24, 2010, 14:22 por farinha amparo » Registado
Re: Sobre a figura do Director de Futebol (director desportivo) , « Resposta #12 em: Março 24, 2010, 17:53 »

farinha amparo

Eu postei neste tópico?  Questão
Registado
Re: Sobre a figura do Director de Futebol (director desportivo) , « Resposta #13 em: Março 24, 2010, 18:16 »



*

Condecorações:Membro do Ano 2010


Mensagens: 28372
Idade: 33
Localidade: Göteborg
Masculino

WWW
Foi criado a partir do tópico do JEB onde a conversa derivou a 100% para a figura do director desportivo (ou de futebol).
Registado


Re: Sobre a figura do Director de Futebol (director desportivo) , « Resposta #14 em: Março 24, 2010, 22:13 »


PLVS VLTRA


*
Veterano

Mensagens: 14823
Idade: 29
Masculino

WWW
1- Sou completamente contra os negócios em exclusividade (100%) com 1 único empresário.
2- Sou completamente contra a negociação que privilegie (>75%) 1 único empresário
3- Sou completamente contra a introdução de 1 qualquer empresário no departamento de futebol, conferindo-lhe capacidade de decisão.

Foi por isso que não votei PPC.
Para além da falta de seriedade e de verticalidade de Eriksson (já corajosamente assumida por PPC), não podia estar de acordo com a introdução de um empresário, Bukovac, no cargo de DD.
Fico satisfeito por verificar que há pelo menos 2 sportinguistas que, como eu, são completamente contra a promoção de Bukovacs, Jorges Mendes, Paulos Barbosas ou Veigas ao cargo de DD.

4- Infelizmente, é necessário negociar com empresários para contratar jogadores.
5- Felizmente, existem vários empresários Fifa.

Pois...mas não é isso que parece estar a acontecer Roll Eyes


E...?

A gestifute tem das melhores carteiras de jogadores mundiais, o Jorge Mendes é mundialmente reconhecido, portanto sim, ainda bem que o Costinha se dá bem com eles!  Cool

E dessa foto e respectiva legenda concluo que o Costinha está a trabalhar e bem. Mel.  Positivo!
Registado

O Sporting é o Clube de Portugal.
Re: Sobre a figura do Director de Futebol (director desportivo) , « Resposta #15 em: Março 24, 2010, 22:38 »



*

Mensagens: 7801
Idade: 29
Localidade: Lisboa
Masculino


1- Sou completamente contra os negócios em exclusividade (100%) com 1 único empresário.
2- Sou completamente contra a negociação que privilegie (>75%) 1 único empresário
3- Sou completamente contra a introdução de 1 qualquer empresário no departamento de futebol, conferindo-lhe capacidade de decisão.

Foi por isso que não votei PPC.
Para além da falta de seriedade e de verticalidade de Eriksson (já corajosamente assumida por PPC), não podia estar de acordo com a introdução de um empresário, Bukovac, no cargo de DD.
Fico satisfeito por verificar que há pelo menos 2 sportinguistas que, como eu, são completamente contra a promoção de Bukovacs, Jorges Mendes, Paulos Barbosas ou Veigas ao cargo de DD.

4- Infelizmente, é necessário negociar com empresários para contratar jogadores.
5- Felizmente, existem vários empresários Fifa.

Pois...mas não é isso que parece estar a acontecer Roll Eyes


E...?

A gestifute tem das melhores carteiras de jogadores mundiais, o Jorge Mendes é mundialmente reconhecido, portanto sim, ainda bem que o Costinha se dá bem com eles!  Cool

E dessa foto e respectiva legenda concluo que o Costinha está a trabalhar e bem. Mel.  Positivo!

Aquilo que eu gostava de saber é como será o tratamento aos jogadores representados por Jorge Mendes. É que este tipo de situações gera inevitavelmente situações de conflito, porque a empresa (neste caso a Gestifute mas poderia ser outra) nunca irá por os interesses do Sporting acima dos seus. É um pouco aquilo que se passa com o BES, neste momento usam o Sporting com o objectivo de aumentar as receitas.

Esta situação toda, onde o empresário ganha poder dentro do clube, deixa-me extremamente desconfortável. Mais do que empresários, precisamos é de um departamento de prospecção de qualidade e de um Director para o Futebol com capacidades na avaliação de jogadores. O empresário é o menos importante. Mas parece que não é esse o caminho que estão a seguir...
Registado

"The one thing that doesn't abide by majority rule is a person's conscience." - Harper Lee
Re: Sobre a figura do Director de Futebol (director desportivo) , « Resposta #16 em: Março 24, 2010, 23:30 »


PLVS VLTRA


*
Veterano

Mensagens: 14823
Idade: 29
Masculino

WWW
O SCP tem já há uns anos implementado uma percurso que é aposta na formação, portanto quanto muito a Gestifute está aqui é por estratégia e terá de se portar bem para cá continuar, pois isto é uma mina. Os bons jogadores que surgirem, sobem, brilham e inevitavelmente terão de sair. Se forem bem vendidos todos lucram. Ora e o portar bem, aqui significa sem prejuízo para o SCP.

Tanto quanto sei a nossa ligação à Gestifute não é mais do que a profissional. Nós não lhes fazemos favores, nem eles a nós, MAS ter amigos dos dois lados é MUITO importante, já que a Gestifute é prestigiada. Pode ser a diferença entre apalavrar algum jogador e não o perder à ultima da hora, por exemplo.

Quanto ao tratamento não sei do que falas. Diferença de tratamento tipo um ter direito a jacuzzi e outro ter de tomar banho em casa?! Acho que isso não existe! Diferença de tratamento porque um faltou ao treino e ouviu das boas do director de futebol e por acaso era do Barbosa? Bem temos de esperar então para que alguém da Gestifute falte a treino sem autorização para podermos ver as diferenças. Diferenças de tratamento porque os da Gestifute vão ser titulares e os outros não?! Bom isso cabe ao treinador decidir, por mim um treinador que se deixe manipular por empresários é um merdas e não serve.

Quanto ao departamento de futebol ele existe, coordenador pelo Cardoso e outros olheiros a seu cargo.
Também já disseram mal dele.



Registado

O Sporting é o Clube de Portugal.
Gosta deste tópico? Partilhe-o:
Páginas: [1] Ir para o topo Imprimir
Fórum SCP - A Comunidade do Sporting Clube de Portugal Futebol e Modalidades do Sporting Futebol Profissional (Moderadores: wild_oscar, |SCP-1906|, Stunner, 138, Leão88, sotnas) Tópico:

Sobre a figura do Director de Futebol (director desportivo)

« tópico anterior seguinte »
Ir para:

Powered by SMF 1.1.19 | SMF © 2011, Simple Machines
Tema SMFone modificado por Avantix e Paracelsus.
Optimizado para o Mozilla Firefox na resolução 1024 x 768.
© 2004 - 2010 | Fórum SCP | Alguns Direitos Reservados
Fórum não-oficial do Sporting Clube de Portugal

Ajuda | | Sitemap | Política de Privacidade