SPOILERS - |[ Séries de TV ]|

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Já havia um tópico onde cada um podia defender a sua dama a nível de series, mas não era muito correcto revelar muito sobre os episódios pois assim estragava a surpresa dos outros.

Devido a isso crio agora este, onde podemos discutir à vontade.

No entanto creio que será correcto mantermos na mesma os avisos sobre cada post, para o caso de quem discutir uma série, não ser obrigada a ler spoilers de outras.
« Última modificação: Setembro 10, 2013, 14:35 pm por Pedro 1906 »
E para lançar a discussão, começo com o Dexter. Pois só ontem é que vi o final da 4ª temporada. :-[


************************* SPOILER *********************************************

























Já li alguns comentários que se fizeram no tópico das séries, nomeadamente as pontas soltas.

A mim parece-me que o Arthur estava a iniciar um novo ciclo. Afinal o Dexter salvou o miúdo desaparecido, mas foi encontrado um outro numas obras da tal associação. O passe seguinte seria a mulher na banheira.

No entanto há aquela dúvida do momento em que o Arthur cometeu isso.
Relembrando o episódio, logo pela manhã o Dexter despede-se da Rita no táxi e segue depois à procura do Arthur (para a casa dele, onde depois acontece aquele aparato policial). Pela mensagem dela, esta regressa a casa para ir buscar a identificação do miúdo ou lá o que era. Ou seja, o crime a acontecer ocorre ainda de manhã.

Só que apenas à noite é que o Dexter vê a mensagem, quando é comum ele andar sempre com o telemóvel ligado, certo?

Entretanto, o Arthur andou o dia sem carro até ir à oficina levantar o descapotável do filho. E pelo que se percebe, o Dexter antecipa-se aí, chegando primeiro à oficina, sabotando o carro e escondendo-se depois no porta-malas (julgo eu, pois só desse modo é que conseguiria surpreende-lo no momento da avaria). Talvez esta parte justifique o telemóvel desligado. Primeiro por causa da polícia na casa do Arthur, depois escondido na bagageira do carro.

Enfim, chocou-me aquele final cheio de sangue.

Eu comecei a assistir à série durante a licença do meu puto. Na altura gravava os episódios da 3ª temporada que passavam na Fox, e a minha mulher reclamava por andar a ver "essa série sanguinária e violenta".

Depois fui-lhe contando a história e quando estava a terminar de ver a 1ª temporada, convenci-a a juntar-se a mim. E desse modo ela viciou-se, acompanhou-me na 2ª temporada, convenceu-me a rever a 3ª e nesta 4ª andámos com o coração aos pulos a assistir aos últimos episódios. Este final é que chocou, ainda por cima porque só em Setembro teremos mais novidades.

Acho que agora vou rever com ela a 1ª temporada, e depois iremos desviciar em algo mais leve tipo HIMYM.

A não ser que alguém sugira outra série tão boa quanto o Dexter.
E para lançar a discussão, começo com o Dexter. Pois só ontem é que vi o final da 4ª temporada. :-[


************************* SPOILER *********************************************

Já li alguns comentários que se fizeram no tópico das séries, nomeadamente as pontas soltas.

A mim parece-me que o Arthur estava a iniciar um novo ciclo. Afinal o Dexter salvou o miúdo desaparecido, mas foi encontrado um outro numas obras da tal associação. O passe seguinte seria a mulher na banheira.

No entanto há aquela dúvida do momento em que o Arthur cometeu isso.
Relembrando o episódio, logo pela manhã o Dexter despede-se da Rita no táxi e segue depois à procura do Arthur (para a casa dele, onde depois acontece aquele aparato policial). Pela mensagem dela, esta regressa a casa para ir buscar a identificação do miúdo ou lá o que era. Ou seja, o crime a acontecer ocorre ainda de manhã.

Só que apenas à noite é que o Dexter vê a mensagem, quando é comum ele andar sempre com o telemóvel ligado, certo?

Entretanto, o Arthur andou o dia sem carro até ir à oficina levantar o descapotável do filho. E pelo que se percebe, o Dexter antecipa-se aí, chegando primeiro à oficina, sabotando o carro e escondendo-se depois no porta-malas (julgo eu, pois só desse modo é que conseguiria surpreende-lo no momento da avaria). Talvez esta parte justifique o telemóvel desligado. Primeiro por causa da polícia na casa do Arthur, depois escondido na bagageira do carro.

Enfim, chocou-me aquele final cheio de sangue.

Eu comecei a assistir à série durante a licença do meu puto. Na altura gravava os episódios da 3ª temporada que passavam na Fox, e a minha mulher reclamava por andar a ver "essa série sanguinária e violenta".

Depois fui-lhe contando a história e quando estava a terminar de ver a 1ª temporada, convenci-a a juntar-se a mim. E desse modo ela viciou-se, acompanhou-me na 2ª temporada, convenceu-me a rever a 3ª e nesta 4ª andámos com o coração aos pulos a assistir aos últimos episódios. Este final é que chocou, ainda por cima porque só em Setembro teremos mais novidades.

Acho que agora vou rever com ela a 1ª temporada, e depois iremos desviciar em algo mais leve tipo HIMYM.

A não ser que alguém sugira outra série tão boa quanto o Dexter.

Sim, a morte de Rita é absurda, tendo em conta a série e a importância da personagem para o moral de Dexter. No entanto, tudo se deve a argumentos financeiros e profissionais: Julie Benz fará regularmente parte do elenco de Desperate Housewives, o que lhe vale muito mais dinheiro. Epá, sinceramente, não estou a ver-me a seguir a série de Dexter. Exigirá grande criatividade aos argumentistas para substituir, ou não, a Rita.

Quem acompanhou a 6ª temporada, de certeza que estaria à espera de um "bloqueador" na relação Rita-Dexter. Os problemas amontoaram-se, mas nunca esperaria que ela morresse.

Como disse, a Rita é tão importante à personagem de Dexter, que não estou a ver como é que, mantendo as premissas originais da série, Dexter continuará o mesmo.

Com 2 miúdos e uma criança para cuidar, alguém terá de surgir na vida de Dexter. Pelos vistos, será uma personagem nova, dado que não existe ninguém de relevante (do sexo feminino) na série, tirando a irmã e a mulher do latino. Espero que surja uma nova "Julie Benz".Esta actriz fascinou-me, palavra de honra! Mais: penso que a morte da Rita poderá ser um sinal de alteração na "bondade" de Dexter. Pensando bem, acho que vou continuar a ver a série.

Terei que ver a performance dela em Desperate Housewives.

Mórbido, mesmo.
« Última modificação: Março 03, 2010, 23:56 pm por danielw »

Terei que ver a performance dela em Desperate Housewives.


Faz de stripper, acho que vais gostar! :twisted: :twisted: :twisted:
Iaaaaaaaaaaauuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu.



« Última modificação: Março 04, 2010, 20:16 pm por danielw »
Eh lá! Realmente a Julie Benz é um naco muito apetitoso. Eu sempre achei piada ao seu jeito de falar, tem uma voz meio melosa de quem acabou de dar uma queca e que quer mais.  :mrgreen:

Mas quanto à série em si, noto que de temporada para temporada ocorre uma evolução na personalidade do Dexter.

Na primeira, ele seguia o "código" à risca e tinha dificuldades nos relacionamentos por medo de se tornar vulnerável.
Consegue superar isso. Mata o irmão para proteger a meia irmã, e dá continuidade à relação com a Rita.

Na segunda temporada surgem-lhe umas quantas questões existenciais, sente as primeiras pressões de um relacionamento sério, arranja uma amante, e tem um colega bófia a morder-lhe os calcanhares. No final reforça a relação com a Rita.

Na terceira resolve colocar o código em causa, arranja um "melhor" amigo com quem comete alguns assassinatos, mas a coisa corre pro torto e no final tem que lhe limpar o sebo. Nos entretantos casa-se com a Rita.

Por fim, na quarta e última temporada, vira pai e chefe de família. Relaciona-se com outro serial killer com quem bebe os ensinamentos de como camuflar o seu lado sombrio. No final mata-o mas... perde a Rita.

Creio que o que segue será um reforço do seu perfil de pai. Mais do que proteger a família terá que assumir um papel de exemplo. Provavelmente vai surgir a sogra a chateá-lo. Também é possível que a série avance uns anos e no final, nos dê a conhecer o filho a seguir as pisadas do pai. Mas acho que isso seria tão óbvio que iria decepcionar toda a gente.
Tirado de um site brasileiro:


Devido as inúmeras teorias de conspiração sobre o Episódio Final de Dexter que estão se espalhando rapidamente por ai, eu resolvi procurar mais informações em sites especializados em TV, e encontrei mais uma entrevista do Diretor Clyde Phillips concedida ao site Ew.com (Entertainment Week!), nesta entrevista Clyde fala em definitivo sobre a Season Finale. Confiram abaixo!


[SPOILER ALERT]


Rita poderia estar viva? É possível que ela morreu nas mãos de Dexter e não Trindade? Será que haverá alguma inconsistência a longo prazo? Estamos aqui com produtor executivo Clyde Phillips que volta aqui para mais uma rodada de perguntas ardentes ...

Rita está realmente morta?

Clyde Phillips: Sim.

Trindade está realmente morto?
PHILLIPS: Sim. inclusive ele encontra-se neste momento a "caminhar" na Corrente do Golfo.

Trinity realmente matou Rita?


PHILLIPS: Sim ele Matou. Foi isso que ele quis dizer quando afirmou para Dexter "É já acabou".

Os fãs apontam uma inconsistência em potencial no cronograma: Trinity deixou Miami quando ainda estava claro, ainda na mensagem que Rita deixou para Dexter ela comenta sobre como a lua estava linda naquela noite.


PHILLIPS: Os fãs são mais espertos do que nós. Nós perdemos totalmente nisso. Realmente um Erro.
[/b][/u]
"Don't let yourself get attached to anything you are not willing to walk out on in 30 seconds flat if you feel the heat around the corner."
Finalmente terminei ontem de ver a 4ª temporada dos Sons. Podem agora spoilar à vontade que já não me afectam. :D

Aliás, é mesmo para spoilar que tenho este tópico aberto, de modo a poder fazer comentários sem grandes perocupações.

Então aqui vai, aquela cena final no clube com a entrada da Tara em sinal de reconhecimento do novo Presidente, assumindo ao mesmo tempo o lugar que até então era da Gemma, deu-me uma sensação de deja vu pois fazia-me lembrar cenas típicas de histórias medievais.

Fui à procura e realmente há ali algumas coisas semelhantes à lenda do Rei Artur:

- o jovem Rei Artur (Jax) com uma nova visão para Camelot (SoA);

- a princesa Morgana (Gemma) que é contra essa mudança;

- a távola redonda (a mesa onde se reunem os 9 líderes do clube).

Será que sou só eu a achar isso ou mais alguém partilha da mesma sensação?  :think:
Homeland simplesmente brutal!!!! A Claire se não limpar a estatueta é uma grande injustiça. Porque é que ela não confiou no pai? Porra Carrie!

Boardwalk Empire
! Mas que raio de final, eu sinceramente estava pelo Jimmy e estou farto do bom comportado e cheio de moralismo do Nucky que na verdade é o pior de todos. Espero que aquela situação do puto a dizer que preferia ser um soldado em prol do Cowboy e noutra a avó a dizer que ia ser como o pai quando crescesse, espero que confirme e mande o Nucky para as urtigas.
Boardwalk Empire[/i]! Mas que raio de final, eu sinceramente estava pelo Jimmy e estou farto do bom comportado e cheio de moralismo do Nucky que na verdade é o pior de todos. Espero que aquela situação do puto a dizer que preferia ser um soldado em prol do Cowboy e noutra a avó a dizer que ia ser como o pai quando crescesse, espero que confirme e mande o Nucky para as urtigas.

Também não percebi muito bem a ideia de despacharem o "Jimmy". Não me parece que o tenham feito por ser o melhor para a história, por muito que os produtores digam que sim, mas sim por algo que se estivesse a passar em relação ao actor. Enfim.

Aqui fica uma entrevista com o próprio e outra com o produtor, sobre a forma como foi pensado este desfecho, e sobre o futuro da série, com o aparecimento de um outro jovem ambicioso, e mais atenção ao papel do Al Capone, que vai começar a subir na vida ao longo da 3ª temporada.

http://insidetv.ew.com/2011/12/12/michael-pitt/
http://insidetv.ew.com/2011/12/11/boardwalk-empire-finale/


EU VI O ÉDER DAR-NOS O EURO 2016 !!!! NÃO SONHEI !!!!
Se assim for, ainda bem, porque o Al Capone lá parece um puto, não sabe o que fazer, quando na verdade é somente o maior gangster de sempre.
Andei à procura deste tópico para pois acabei de ver Boardwalk Empire.

Não sei até que ponto a morte do Jimmy fará muito sentido. Era o único que fazia frente ao Nucky e agora qual será a concorrência pra ele? Só poderá vir, tal como dizem, do Al Capone.

E já agora, o que é que o Nelson ainda faz na série? É que o homem ainda apareceu ali numa cena. Será que é para guardar no baú e para mais tarde usar algum trunfo com o(s) podre(s) dele? Ou será que é apenas para acabar com a contribuição dele de forma algo 'camuflada' com a sua mudança para outro lado?

Alguém sabe quando chegará a season 3?
E já agora, o que é que o Nelson ainda faz na série? É que o homem ainda apareceu ali numa cena. Será que é para guardar no baú e para mais tarde usar algum trunfo com o(s) podre(s) dele? Ou será que é apenas para acabar com a contribuição dele de forma algo 'camuflada' com a sua mudança para outro lado?

De um dos links que postei acima:
Citar
With Van Alden having run off to Cicero, is he going to still be in our story?
Yeah. People who are really students of Mob history will pick up on the fact that Cicero, Ill., is the place Al Capone became headquartered in 1924. So we put him in a place where he theoretically could interact with other characters on the show.


EU VI O ÉDER DAR-NOS O EURO 2016 !!!! NÃO SONHEI !!!!
Nice one SCP Fan!  :great:

Parece dessa forma um 'trunfo' a usar mais à frente se assim entenderem!
Game of Thrones: Livro 2 (pág. 200)

E sim, eu sei que existe um tópico próprio para Game of Thrones [ :mais:] mas por lá as informações ultrapassam a minha aura de conhecimento - por enquanto - e como tal não quero ler nenhuma informação adiantada do que se irá passar na série. :mrgreen: :great: Tudo aquilo que irei falar - que nem é assim tanto - já deu na 1ª Temporada da HBO e até poderia colocar no tópico generalista, simplesmente há que ter em consideração quem ainda não começou a ver Game of Thrones na TV. @Joao10, confesso que apesar de me sentir fascinado com os detalhes de George R. R. Martin não posso deixar de ficar indignado à quantidade de situações que são estupidamente forçadas para que haja um desfecho digno para os propósitos do autor. E é curioso que foi ao ler o livro - e não ao ver a série - que fiquei com esse aspecto negativo na minha cabeça. Falo do quê? Falo de situações que foram claramente "arranjadas" à pressa e que só seguem uma tendência: desejo de Martin.

  • A forma com que Tyrion adquire liberdade no Ninho da Águia (?).
  • A morte de Viscerys em Vaes Dothrak.
  • A forma com que Sam consegue entrar na Patrulha da Noite.
  • A facilidade com que mataram o Rei Robert por mera comodidade.
  • A simplicidade com que Cersei anulou o testemunho de Robert dado a Ned.
  • A falta de explicação racional no comportamento de Daenerys na relação com Drogo.
  • A forma com que Drogo afirmou que iria dar os Sete Reinos à sua Khaleesi.

Tudo isto me custou de "engolir" por ser demasiado pouco credível, sendo que numa escala de 0 a 10, a que consigo compreender melhor é mesmo a morte de Robert [até que arranjaram uma forma convincente de o fazer] e a que faz maior confusão está algures na liberdade de Tyrion e na promoção de Sam. É que é demasiado ridículo. Como é que Tyron - um preso de Catelyn - tem a capacidade de gerar um julgamento, não oral, mas armado em que a resolução é a sua liberdade? Para quê? Iam matá-lo? Porquê? Porque o mimão Arryn queria ver sangue? E a promoção de Sam a Intendente?  Sam, um gordo, sem capacidade para nada, com medo de tudo e todos é destacado para a Patrulha da Noite e possui um "título" igual ao de Jon Snow? A sério? E isto porquê? Porque um bastardo [Snow] foi dizer ao Mestre que o Sam sabia ler? Fora isso, não fiquei agradado com a morte de Viscerys - muito menos daquela forma - quanto mais não seja porque ele .. tinha razão. :o :mais:

É morto à frente da própria irmã sem nenhum consentimento? Tudo porque desrespeitou a Khaleesi [sua irmã de sangue e suposta mulher por tradição dos Targaryen]? E isto para não dizer que apesar do desenvolvimento da história não ser comprometido - julgo eu - teria muito mais piada ver Viscerys, real herdeiro ao trono de Ferro, vivo na sua tentativa de o reconquistar. É uma pena estar e ler - já sabendo o que se irá passar - pois retira o impacto dos twists mas não haja dúvida que a leitura das obras nos dão um conhecimento muito mais aprofundado do mundo de Game of Thrones. Exemplo: Brann e Robb são casos de personagens que nos dão a entender posições diferentes na HBO e na saga de Martin. Brann é mais soft, mais mariquinhas, mais frágil, mais amedrontado do que parece ser, enquanto que Robb é um herói, um destemido, um miúdo cheio de querer que na HBO bem tenta mas simplesmente não é convincente.

De resto, fiz uma pausa na série para ser surpreendido pela leitura e não pelas imagens. :clap: :mais:
« Última modificação: Maio 07, 2012, 02:00 am por barbosa »
@barbosa chamou e aqui estou eu.  :mrgreen: É melhor manteres-te mesmo afastado desse tópico. :whistle:

O GRRM é sem dúvida nenhuma um escritor fantástico, tem essa capacidade de nos manter agarrados e de um momento para o outro despertar esses sentimentos contraditórios, quando esperamos acontecer uma coisa e acontece totalmente o contrário. É um dos aspetos que me fascina nas Crónicas, aliás, à medida que vais lendo vais entrando cada vez mais num grau de maior conhecimento das personagens, dos esquemas e das razões para os acontecimentos. Alguns deles são forçados e isso é um facto, alguns deles vão-te fazer querer mandar os livros para a lareira e outros vão-te deixar a rejubilar. É a magia do GRRM.  :mais:

Não nego que te sintas revoltado com esses acontecimentos, até porque a obra é tão específica, profunda e detalhada que o facto de isso ter acontecido podia não ser a tua vontade e/ou envolveu personagens com quem engraçavas, tendo sido influenciadas negativamente, e isso é fruto de cada um, da sua vivência ao longo das leituras e da familiaridade com certas pessoas. Como eu já fui referindo por aí, entrei em diversas discussões em tópicos e fóruns porque simplesmente não gosto da Casa Greyjoy, não me desperta qualquer interesse, mas há aí muitos apoiantes do Deus Afogado que apoiam as lulas gigantes, para mim, tudo o que lhes acontece é previsível e não tem interesse algum, aliás, culpo o GRRM por dar-lhes tanto destaque (desnecessário) nos livros.  :sick:
Uma questão para ti, vais no segundo livro versão portuguesa ou segundo livro original? Admito que até possas estar a ser influenciado por ainda estares mesmo no início ou então é mesmo essa a tua visão dos acontecimentos, o que também é legítimo, claro.  :great:

Mas em relação a alguns dos acontecimentos que enumeras, alguns são de facto “forçados”, mas outros consigo compreender e analisar. Vou tentar comentá-los sem me alongar muito ou corro o risco de escrever algo que não queiras ler.  :mrgreen: A liberdade de Tyrion no Ninho de Águia relaciona-se com uma carência emocional e descontrolada da Lysa, que vê no filho o seu maior bem e que fará tudo para que o miúdo seja feliz. Uma mãe que fará todas as vontades ao filho, é legítimo. Porquê matar o Tyrion? Porque não? Afinal, sabendo da conspiração Lannister para com o Jon Arryn, faria sentido trocar sangue por sangue. As capacidades argumentativas do anão, a presença de público e apoiantes da Casa Arryn fez com que a Lysa não o pudesse simplesmente assassinar “só porque sim”. Agora, até eu concordo que o aparecimento do Bronn e a sua vitória foram milagrosas.  :menos: Quanto ao Viserys, esse dragão psicótico, desculpa lá mas teve o que merecia.  >:D Ora, @barbosa, não te esqueças que os Dothraki são selvagens, seguem ordens apenas do seu Khal e que detestam desrespeitos. O Viserys humilhou a irmã, criou-a através de um clima de pressão constante, insultos e agressões. Quando tudo parecia encaminhado para que os Dothraki apoiassem a causa Targaryen, mais uma vez Viserys surge, insultando e humilhando a Khaleesi. Creio que foi merecido e pecou por tardio, era o que a Daenerys queria, e no futuro vais ver como ela se vai sair sem o irmão. Irmão esse que deveria ter sido protector e como um pai para ela, mas nunca foi nada disso. Tivesse sido o Rhaegar e a história tinha sido bem diferente. O Viserys saía ao Rei Louco, disso não há duvidas, e colocar outro rei desses no Trono de Ferro era suicídio para Westeros.  :lol:
A morte de Robert é ridícula, sim, mas vai-te habituando a mortes ridículas nos livros, penso que já te tinham dito isso mas nunca é demais reforçar a ideia.  :mrgreen: Não sendo uma morte gloriosa, em batalha, é uma morte planeada, mesquinha e ridícula. Tão ridícula que se torna real e plausível, e que serve os interesses dos Leões em Porto Real…
Fico contente que gostes do Robb, é uma das minhas personagens favoritas das Crónicas. O ator da série (e os produtores) não conseguem transmitir o mesmo feeling que o GRRM consegue acerca do Jovem Lobo. Sem dúvida que te vais enrolar cada vez mais nos plots e twists que a obra te vai dar, e prepara-te para cada vez mais surpresas, acabam por ser tantas que às tantas já nada te surpreende. Vai dando feedback, haja alguém com quem se possa falar acerca do mundo de GRRM, tenho pena que quem leu os livros ou os ande a ler não passe mais por aqui…

Boas leituras!  :great:
só duas notas:

- quanto à morte de viserys.. acho que a daenerys percebeu que era superior ao irmão e por isso tirou-o do caminho com a prova máxima dessa superioridade: o teste do fogo.. um verdadeiro dragão não pode morrer pelo fogo e daenerys já tinha percebido que era imune ao fogo (entra no banho com agua muito quente e faz uma experiencia com uma vela, pelo menos). se o irmão fosse um verdadeiro dragão e não tivesse morrido com a "coroa" tinha impressionado os dothraki ao ponto de conquistar o seu exercito naquele momento.


- a ascensao de sam também é lógica.. está certo que, teoricamente, a partir do momento em que se entra para para a Patrulha da Noite todo o passado é esquecido. mas na realidade não é bem assim. quem vem de familias nobres sobe mais depressa. ora, é dito várias vezes que cada vez mais a patrulha é alimentada por condenados. o sam tarly deve ser um dos raros filhos de nobres que se juntam à Patrulha da Noite por isso é normal que tenha alguns beneficios (mesmo que seja justificado apenas pelo simples facto de saber ler.. )
vivó Sporting!!!
@JoaoB., é sempre um prazer ler-te, sobretudo sobre Game of Thrones. :clap: :mais:

Agradeço o conselho sobre as possíveis "mortes" mas só estes dois livros já me preparam para isso:

  • John Arryn.
  • Robert Baratheon.
  • Edduard Stark.
  • Viscerys Targaryen.
  • Khal Drogo.

Só aqui temos duas mãos do Rei [John, Edduard], um Rei [Robert], um herdeiro legítimo ao Trono de Ferro [Viscerys], um Protector do Reino [Edduard] e um líder dos Dothraki [Drogo]. :o :mais: E isto para não falar das outras mortes menores, e o facto de já ter havido dois Lannister "reclusos" dos Stark [Tyrion, Jaime]. É bastante e dá-nos logo uma certa preparação psicológica para futuras mortes indesejadas em qualquer personagem. @JoaoB., eu encontro-me a meio do 2º livro na versão Portuguesa - ainda não cheguei ao 2º livro oficial mas para lá caminho - e a tal opinião que te dei é mesmo uma opinião pessoal de que certos episódios são demasiado "forçados" e que apenas visa satisfazer os desejos pessoais do seu criador [Martin].

Tenho de confessar que até nutria uma certa simpatia por Viscerys: i) é o único que podia reclamar o Trono de Ferro por direito; ii) abdicou da continuidade "limpa" da linhagem Targaryen - ao não desposar a sua própria irmã - em troco de um exército capaz de lhe dar o que é seu por direito; iii) acordou com os Dothraki - ainda que aqui isto seja bastante redutor - uma troca-por-troca que nunca foi "garantida", nem tão pouco idealizada por Drogo; A tradição em Vaes Dothrak é sublime - embora o "click" em Daenerys seja pouco comestível - mas não passam de selvagens, e acho uma perfeita idiotice mataram Viscerys por "desrespeito" quando a generalidade dos Dothraki nunca respeitou Viscerys. Fizeram-no ir a andar até Vaes Dothrak (?) - quem o faz são pessoas sem valor, reclusos, escravos, quem não é digno de montar um cavalo - e ainda o colocaram numa mesa absurda - sobretudo para quem tem o "título" que ele tem - no banquete que realizaram [ :lol:]. Qual é a moral? A generalidade dos Dothraki sempre "gozou", "achincalhou" e "vulgarizou" Viscerys, o herdeiro do Trono que lhes deu uma .. Khaleesi. Foi uma morte "curiosa" que peca por injusta, num povo que se julga "superior" devido às suas tradições mas que não consegue entender que para ter respeito convinha dar-se ao respeito. E deixa-me que te diga que não fiquei tão convencido quanto tu de que Khal já estava preparado para conceder apoio na causa de Viscerys.

A liberdade de Tyrion no Ninho da Águia só custa a engolir pela tal "casualidade" de Bronn o defender. :mrgreen: :great: E @JoaoB., não quero que me dês pista nenhum - nem dês indirecta nenhuma - mas vou-te só dizer que estou algo curioso para saber o que é feito de Nymeria, se Benjen Stark está mesmo "morto", que twist terá Sansa e claro, quem era a mãe de John Snow. E vá, mesmo que saibas já alguma coisa, não me digas nada que eu hei-de lá chegar. :twisted: :lol:

[Nota]: A partir de agora quando vires que eu vim aqui comentar, vem só checkar para ver se é sobre Game of Thrones que eu deverei andar por aqui quando precisar de dar uma qualquer opinião.
@barbosa fica descansado que não há cá spoilers para ninguém.  :mrgreen: Retribuo o elogio, é sempre um prazer ler os teus posts.  :clap: Ah, e não te esqueças de definir de vez a causa que apoias, se Stark, se Lannister, se Targaryen. Tudo menos Greyjoy!  :wall: :lol:

Essas questões que tens são muito pertinentes. Cada vez terás mais, e verás outras respondidas. Também eu procuro tantas respostas ainda... E custa-me saber e imaginar como serão respondidas nos quatro livros restantes (versão portuguesa).  :think: :mrgreen:

Vai dando notícias.  :great:
« Última modificação: Maio 07, 2012, 20:47 pm por João B. »
- quanto à morte de viserys..

.. não me tinha lembrado disso. :mrgreen: :great:

É uma boa visão - óptima até - que nos demonstra os possíveis interesses de Daenerys mas não "desculpa" os Dothraki, aliás, daquela cultura apenas prezo certos princípios - ausência de armas para não desrespeitar a Mãe das Montanhas (?) - mas abomino outros [sobretudo o seu conceito de "justiça"]. Há uma tentativa clara de Martin - ao contrário do que se passa com os Selvagens e as Tribos das Montanhas - de dar a entender que os Dothraki são bárbaros "civilizados" - o que até pode ter um certo entendimento uma vez que Westeros já foi invadida múltiplas vezes - mas a ideia não me agrada de todo: sexistas, racistas, bárbaros, selvagens que apesar de tamanha brutalidade não toleram um único "levantar de voz". :o :menos:

[Nota]: Até Drogo encheu Daenerys de nódoas negras - "comendo-a" como se tivesse a montar um cavalo - e fica escandalizado se vê Viscerys a berrar para a Khaleesi. Livrem-me disto.

E @Paulo Duarte, a tua explicação seria racional se Sam pertencesse à lista "inicial" de seleccionados para a Patrulha da Noite. Ele só foi lá inserido porque Snow foi choramingar a sua presença - apelando à compaixão do Mestre por Sam ficar "sozinho" e ser "devorado" pelos novos recrutas que iam para lá - caso contrário, era carne para o jantar. Fora isso, tem o mesmo "título" - Intendente - de John. E atenção, eu até fico feliz por ter o gordinho na Patrulha. :twisted: :lol:



(...) definir de vez a causa que apoias, se Stark, se Lannister, se Targaryen.

.. ao ler os livros fui simpatizando com os Lannister. :o :-X

Calma, não todos. Cersei e Joffrey é saco de lixo mas respeito imenso os princípios de Tywin, a postura de Tyrion, a inflexibilidade de Kevan e a ambição de Jaime. :mrgreen: :great: De qualquer das formas, não defendo a sua "causa", para já, por razões óbvias. Na casa Stark, não consigo simpatizar com Catelyn e Sansa. Brann, Robb, Arya e Rickon são um espectáculo. A Targaryen, esquece, sem Viscerys, a miúda dos Dragões [Khaleesi] só me deixará feliz se derrotar os Lannister, mas não torço por uma vitória final. Ah, adorei o facto de Catelyn - a que se diz mãe babada, a que não dorme por Brann, a que chora as noites todas - ter ido viajar para Kingdom's Landing, Ninho da Águia, Fosso e Correrio (?) borrifando-se para a Casa Stark, a "sua" casa e que em tempos de Guerra está protegida por .. praticamente ninguém. Bravo Catelyn, bravo! :twisted: :lol: