"Sporting somos nós" ?

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

** Dezembro 24, 2009, 13:36 pm
-
« Última modificação: Janeiro 12, 2010, 17:31 pm por Pedro Damas »
Miguel ´Silveira´ Martins

39 anos de amor incondicional pelo Sporting Clube de Portugal
***** Dezembro 24, 2009, 13:45 pm
Tenho gamebox para a superior A Sul e todos os jogos agora é um fartote de riso ouvir um certo grupo a gritar:
Querem acabar com a nossa paixão.

 [...]

Completando o início do texto onde perguntavam o que era ser Sporting.
Ser Sporting é não abandonar o Clube por não sermos campeões do mundo.
Pelo menos acho que isto é ser mais Sporting do que desistir e ir embora

Caro Pedro Damas, antes de mais gostaria de te explicar que se há uma razão para o Paulo Bento, Miguel Ribeiro Telles e Pedro Barbosa se terem ido embora deve-se a esse grupo que tanta vontade te dá de rir (apesar de não saber se a saída destes três te deixou contente ou não). Se não te lembras deixo-te aqui uma imagem que te vai, certamente, fazer recordar do jogo com o Marítimo e dos tristes incidentes pós-jogo.


Foi por nunca desistirem do clube que eles lá estiveram na hora mais díficil a fazer a sua parte: contestar o que pensam estar mal. Como dizes e bem "Ser Sporting é não abandonar o clube" e foi isso que eles fizeram, não abandonaram o clube tomando uma atitude de contestários que, infelizmente, foi a necessária numa altura em que caímos no abismo...

Agora, estão lá sempre mas a apoiar. Essa canção só foi repetida um jogo (Leiria), mas tu nesse jogo certamente não cantaste "Vocês são uma vergonha", não cantaste "Joguem à bola, palhaços", nem ofendeste a equipa, respeito-te por essa postura e tu também tens que respeitar quem queira criticar. Não te rias dos outros sportinguistas, ri-te dos lampiões e, só mais uma coisa, pensa na postura da Juve Leo (que suponho ser a tua claque) e reflecte qual a verdadeira postura que um adepto deve tomar: ser livre como os de lá de trás ou fazer parte de um rebanho seguidor como a Juve.

Já agora deixo-te aqui o som de que tu te ris para que reflictas sobre o último verso.

[youtube=425,350]http://www.youtube.com/watch?v=BwJZ2R4wm5M[/youtube]

Um abraço




Amigo José P.L.,

Quer-me parecer que leu o meu texto inicial e restantes comentários com pouca atenção!

Essa fotografia, que apareceu no Record e no qual aparecem 4 amigos meus, alguns deles até ligados ao principal grupo responsavel pelos cartazes, não é nem nunca foi o alvo das minhas críticas.
Curiosamente esses eu sei quem são e estão lá sempre.


Algo não bate certo Pedro. Começaste este tópico fazendo alusão ao grupo que cantava o já referido cântico, dizendo que te dava vontade de rir. Agora vens dizer que são teus amigos e que não são esses que criticas  :inde:
« Última modificação: Janeiro 12, 2010, 17:32 pm por Pedro Damas »
Miguel ´Silveira´ Martins

39 anos de amor incondicional pelo Sporting Clube de Portugal
***** Dezembro 24, 2009, 14:07 pm
Mas já me viste aplaudir o cântico? Nunca o cantei, nem irei cantar.

Repara que a critica não é feita àqueles elementos pois são dezenas os que cantam o engraçado "Sporting somos nós".
Não concordo com os cartazes, não concordo com muita coisa, mas cada um é livre de fazer o que entender e de facto eles têm estado presentes (e não é só em casa)

Uma vez mais (e espero que seja a última), a crítica é feita aos que afirmam ter desistido do Clube. Desistido de o acompanhar e de lutar por ele. Ora como vês, eles estão a lutar pelo que acreditam, apesar de discordar de grande parte das suas ideias. Respeito-as no entanto.

Não, não respeitas. Dizer que é um fartote de riso é não respeitar a opinião deles, é o mesmo que dizer que eles estão errados e tu estás correcto. Criticas os que desistiram e criticas os que não desistiram mas têm uma opinião diferente. Portanto a conclusão a que chego é que apenas concordas com aqueles que tenham uma opinião semelhante à tua..
***** Dezembro 24, 2009, 14:08 pm
Nao consigo perceber o cantico :P
****** Dezembro 24, 2009, 14:13 pm
Quando alguém inicia um tópico com a finalidade expressa de agregar os sportinguistas, mas escreve um texto inicial assente em divisionismo e incorrecções, ou pelo menos assumpções não sustentadas com factos reais, tudo o resto é uma grande perda de tempo.

Concordo plenamente com o Rui.
Muitas setinhas  :arrow: :arrow: :arrow:

SL
***** Dezembro 24, 2009, 14:16 pm
Nao consigo perceber o cantico :P

Não percebes a letra ou não percebes o significado?
**** Dezembro 24, 2009, 14:19 pm
Aproveito tambem para:

**** Dezembro 24, 2009, 15:44 pm
Aproveito tambem para:


Esta é que não deve cair no esquecimento dos(sócios) Sportinguistas. :naughty: >:D
๑۩۞۩๑¥kâr§âñ¥๑۩۞۩๑


http://a.imageshack.us/img691/5996/contra10.jpg
Faz-te sócio do Sporting Clube de Portugal: http://www.sporting.pt/Socios/Inscricao/socios_packsocioinscricao.asp
* Dezembro 25, 2009, 13:06 pm
Não li o que está por trás, mas cada vez mais, e referindo-me ao título do tópico, cada vez mais o adepto tem menos força no mundo do futebol. A sua única maneira de valer a sua opinião é nas eleições e mesmo assim vimos como é fácil moldar os sócios nas últimas eleições. O futebol é cada vez mais um negócio e cada vez menos um espectáculo. Isso está patente na obsessão do défice e do controlo financeiro. Sim, é verdade que tem que ser controlado, mas a função principal do futebol é divertir e já há alguns anos a esta parte que o futebol sportinguista não diverte.
**** Dezembro 25, 2009, 17:09 pm
Sporting até morrer caraças

No teu caso, penso que é mais:

Hézpórtingue átê mourrérre cárrálhô  :lol: :lol: :lol:

Não leves a mal.  ;)
What do you wanna hear first: bad news, or the worst?
Dezembro 25, 2009, 17:54 pm
Aproveito tambem para:



"Presidente leonino promete expulsar todos os que apoiarem sócios contestatários".

Se jeb prometeu, então não se preocupem que não vai acontecer nada.
*** Dezembro 25, 2009, 18:40 pm
tu ris-te com os que dizem "Querem acabar com a nossa paixao", eu em casa rio-me de gajos como tu que pagam cotas, e vão apanhar frio e secas nos dias dos jogos, isso sim faz me sentir bem em casa.

Ainda estou a ler a pagina 2 deste topico,mas tenho de escrever isto,e peço desculpa aos moderadores.

Nem Sporting deverias ser!!

Como é que é possivel?? :cartao: :cartao:

Comentário do Super-Moderador Post editado.
« Última modificação: Dezembro 27, 2009, 12:36 pm por skygod »
de pensar que o Sporting é muito grande, e que são estas coisas que valem muito para um clube. São estas coisas que trazem sportinguismo ao clube. Isto não é quantificável. Isto não são 6%, 7%... Isto é o Sporting! Isso traz coisas muito importantes ao Sporting. Fervor sportinguista, acima de tudo! - João Benedito, 20-06-2010
**** Dezembro 25, 2009, 19:27 pm
Não escrevo por Todos
mas por muitos que conheço
e que
a Vivência Leonina
Transformaram em Amizade
Respeito
e Enorme AMOR
Quase Familiar
Na Partilha de um
IDEAL
SPORTING CLUBE DE PORTUGAL

O SPORTING SOMOS NÓS

mas
e falando por mim

EU SOU DO SPORTING
outros simpatizam...
 :mrgreen:
« Última modificação: Dezembro 25, 2009, 20:43 pm por CARLOS10ALMEIDA »


SAUDAÇÕES LEONINAS
CARLOS ALMEIDA
16.126
SPORTING SEMPRE 10RGULH0
* Dezembro 25, 2009, 20:29 pm
Não li o que está por trás, mas cada vez mais, e referindo-me ao título do tópico, cada vez mais o adepto tem menos força no mundo do futebol. A sua única maneira de valer a sua opinião é nas eleições e mesmo assim vimos como é fácil moldar os sócios nas últimas eleições. O futebol é cada vez mais um negócio e cada vez menos um espectáculo. Isso está patente na obsessão do défice e do controlo financeiro. Sim, é verdade que tem que ser controlado, mas a função principal do futebol é divertir e já há alguns anos a esta parte que o futebol sportinguista não diverte.

Pelo contrário, cada vez mais o adepto é quem tem a força no futebol, os clubes, as marcas e as televisões esforçam-se ao máximo para agradar às massas cometendo autênticas loucuras a comprar jogadores, a patrociná-los ou a comprar direitos televisivos de modo a captarem a atenção dos adeptos e garantirem assim o máximo retorno do investimento feito.

A Premier League é o exemplo típico e tanto assim é que num destes jogos recentes em que uma das equipas jogou com as reservas a direcção da liga questionou logo o porquê. É fácil de perceber a razãqo, não podem deixar morrer a galinha dos ovos de ouro e a suspeita de competição viciada é uma facada enorme nessa "galinha".

Só no Sporting é que as coisas funcionam ao contrário e com os resultados que se vêem. O futebol não é complicado de entender, os clubes tentam agradar aos adeptos ou aos sócios, é para eles que os clubes existem e não em nome de alguma coisa inominada. Não existe isso de ter razão quando se opta por algo contrário à vontade ou expectativas dos adeptos, se estes esperam uma grande contratação, um grande espectáculo, um grande treinador ou uma grande equipa então é isso que os dirigentes desse clube devem tentar ao máximo conseguir e só parar nas limitações naturais que lhes são impostas, porque é para isso que eles lá estão, o clube existe para os seus adeptos.
***** Dezembro 25, 2009, 20:36 pm
Não li o que está por trás, mas cada vez mais, e referindo-me ao título do tópico, cada vez mais o adepto tem menos força no mundo do futebol. A sua única maneira de valer a sua opinião é nas eleições e mesmo assim vimos como é fácil moldar os sócios nas últimas eleições. O futebol é cada vez mais um negócio e cada vez menos um espectáculo. Isso está patente na obsessão do défice e do controlo financeiro. Sim, é verdade que tem que ser controlado, mas a função principal do futebol é divertir e já há alguns anos a esta parte que o futebol sportinguista não diverte.

Pelo contrário, cada vez mais o adepto é quem tem a força no futebol, os clubes, as marcas e as televisões esforçam-se ao máximo para agradar às massas cometendo autênticas loucuras a comprar jogadores, a patrociná-los ou a comprar direitos televisivos de modo a captarem a atenção dos adeptos e garantirem assim o máximo retorno do investimento feito.

A Premier League é o exemplo típico e tanto assim é que num destes jogos recentes em que uma das equipas jogou com as reservas a direcção da liga questionou logo o porquê. É fácil de perceber a razãqo, não podem deixar morrer a galinha dos ovos de ouro e a suspeita de competição viciada é uma facada enorme nessa "galinha".

Só no Sporting é que as coisas funcionam ao contrário e com os resultados que se vêem. O futebol não é complicado de entender, os clubes tentam agradar aos adeptos ou aos sócios, é para eles que os clubes existem e não em nome de alguma coisa inominada. Não existe isso de ter razão quando se opta por algo contrário à vontade ou expectativas dos adeptos, se estes esperam uma grande contratação, um grande espectáculo, um grande treinador ou uma grande equipa então é isso que os dirigentes desse clube devem tentar ao máximo conseguir e só parar nas limitações naturais que lhes são impostas, porque é para isso que eles lá estão, o clube existe para os seus adeptos.

Lá está, só no Sporting é que os adeptos teem de agradar à direcção e não o contrário.  ^-^
**** Dezembro 26, 2009, 10:23 am
Tenho gamebox para a superior A Sul e todos os jogos agora é um fartote de riso ouvir um certo grupo a gritar:
Querem acabar com a nossa paixão.

 [...]

Completando o início do texto onde perguntavam o que era ser Sporting.
Ser Sporting é não abandonar o Clube por não sermos campeões do mundo.
Pelo menos acho que isto é ser mais Sporting do que desistir e ir embora

Caro Pedro Damas, antes de mais gostaria de te explicar que se há uma razão para o Paulo Bento, Miguel Ribeiro Telles e Pedro Barbosa se terem ido embora deve-se a esse grupo que tanta vontade te dá de rir (apesar de não saber se a saída destes três te deixou contente ou não). Se não te lembras deixo-te aqui uma imagem que te vai, certamente, fazer recordar do jogo com o Marítimo e dos tristes incidentes pós-jogo.


Foi por nunca desistirem do clube que eles lá estiveram na hora mais díficil a fazer a sua parte: contestar o que pensam estar mal. Como dizes e bem "Ser Sporting é não abandonar o clube" e foi isso que eles fizeram, não abandonaram o clube tomando uma atitude de contestários que, infelizmente, foi a necessária numa altura em que caímos no abismo...

Agora, estão lá sempre mas a apoiar. Essa canção só foi repetida um jogo (Leiria), mas tu nesse jogo certamente não cantaste "Vocês são uma vergonha", não cantaste "Joguem à bola, palhaços", nem ofendeste a equipa, respeito-te por essa postura e tu também tens que respeitar quem queira criticar. Não te rias dos outros sportinguistas, ri-te dos lampiões e, só mais uma coisa, pensa na postura da Juve Leo (que suponho ser a tua claque) e reflecte qual a verdadeira postura que um adepto deve tomar: ser livre como os de lá de trás ou fazer parte de um rebanho seguidor como a Juve.

Já agora deixo-te aqui o som de que tu te ris para que reflictas sobre o último verso.

[youtube=425,350]http://www.youtube.com/watch?v=BwJZ2R4wm5M[/youtube]

Um abraço



 :arrow: :arrow:

nesse dia 500km sozinho de aveiro ate Alvalade para dar a minha força aos que tentam livrar o clube de uma mentalidade merdosa....e no fim levo com tiros..."para o ar" com a conivencia deste iluminados da treta.....
 
*** Dezembro 26, 2009, 11:15 am
Estão a matá-lo e nós a ver...   >:D

Alvalade cada vez mais vazio
FILIPE ALEXANDRE DIAS

É oficial! Os sportinguistas andam cada vez mais longe de Alvalade, numa crescente perda da outrora fidelidade à equipa que os caracterizava. Assim se explica o decréscimo na média de assistências no recinto logo no primeiro semestre da época, em jogos da Liga. Desde Agosto de 2003, quando os leões passaram a ter novo palco, a presente temporada bate o recorde negativo de comparências no período e competição já mencionados (ver gráfico nesta página). O afastamento da massa adepta começa a ser habitual antes ainda do Natal.

O período negro que os verdes e brancos atravessam está espelhado justamente na principal competição nacional - a qual venceram pela última vez há quase oito anos. A fraca qualidade exibicional e consequente crise de resultados em 2009/10 conduziram à saída de equipa técnica liderada por Paulo Bento e alastrou à direcção de futebol da Sporting, SAD, já depois de a descrença se instalar entre sócios e adeptos, mas as clareiras nas bancadas são mal que já vem de trás.

A relação causa-efeito entre a ausência de um Sporting à altura em campo neste campeonato e as pobres casas registadas em Alvalade não explicam tudo. Na sua nova casa, os lisboetas só por uma vez superaram a média de 30 mil espectadores até às miniférias de Natal, tendência que legitima a questão da falta de militância.

Excepção honrosa em 2006/07

A época 2006/07 foi a primeira em que Paulo Bento orientou a turma leonina de início a fim, depois de, em Outubro de 2005 render José Peseiro. Só na Liga, até Dezembro, Alvalade teve as melhores assistências, dada a alta expectativa com que a turba verde e branca acompanhou a equipa. A temporada saldou-se pelo vice-campeonato, acesso à Champions e vitória na Taça de Portugal.

Piores casas

20 175

2008/09

Guimarães

21 470

2003/04

Leiria

21 935

2003/004

Braga

Melhores casas

45 880

2009/2010

benfica

44 042

2006/07

benfica

43 162

2005/06

benfica


« Última modificação: Dezembro 26, 2009, 11:18 am por H2SO4 »
Pretendo ficar amarrado àquilo que foi o sonho de um fundador do Clube.

"Quando se afirma que o mal está no Clube porque a SAD funciona lindamente, estamos chegados a um nível de despudor e de falta de vergonha poucas vezes visto desde que Édipo matou o pai e casou com a mãe."

* Dezembro 26, 2009, 12:20 pm
Não li o que está por trás, mas cada vez mais, e referindo-me ao título do tópico, cada vez mais o adepto tem menos força no mundo do futebol. A sua única maneira de valer a sua opinião é nas eleições e mesmo assim vimos como é fácil moldar os sócios nas últimas eleições. O futebol é cada vez mais um negócio e cada vez menos um espectáculo. Isso está patente na obsessão do défice e do controlo financeiro. Sim, é verdade que tem que ser controlado, mas a função principal do futebol é divertir e já há alguns anos a esta parte que o futebol sportinguista não diverte.

Pelo contrário, cada vez mais o adepto é quem tem a força no futebol, os clubes, as marcas e as televisões esforçam-se ao máximo para agradar às massas cometendo autênticas loucuras a comprar jogadores, a patrociná-los ou a comprar direitos televisivos de modo a captarem a atenção dos adeptos e garantirem assim o máximo retorno do investimento feito.

A Premier League é o exemplo típico e tanto assim é que num destes jogos recentes em que uma das equipas jogou com as reservas a direcção da liga questionou logo o porquê. É fácil de perceber a razãqo, não podem deixar morrer a galinha dos ovos de ouro e a suspeita de competição viciada é uma facada enorme nessa "galinha".

Só no Sporting é que as coisas funcionam ao contrário e com os resultados que se vêem. O futebol não é complicado de entender, os clubes tentam agradar aos adeptos ou aos sócios, é para eles que os clubes existem e não em nome de alguma coisa inominada. Não existe isso de ter razão quando se opta por algo contrário à vontade ou expectativas dos adeptos, se estes esperam uma grande contratação, um grande espectáculo, um grande treinador ou uma grande equipa então é isso que os dirigentes desse clube devem tentar ao máximo conseguir e só parar nas limitações naturais que lhes são impostas, porque é para isso que eles lá estão, o clube existe para os seus adeptos.

Celsus, tens razão, o exemplo do campeonato inglês é verdadeiro, mas abstraí-me disso e falei apenas do Sporting, pelo menos o título era esse  :P
« Última modificação: Janeiro 12, 2010, 17:31 pm por Pedro Damas »
Miguel ´Silveira´ Martins

39 anos de amor incondicional pelo Sporting Clube de Portugal