Tópico dos Filmes

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Achei este Jack Reacher fraco e sem emoção.

Mais do mesmo nada de novo
Cheguei a meio e desisti xD

The past is now part of my future,the present is well out of hand Ian Curtis, Heart and Soul
Achei este Jack Reacher fraco e sem emoção.

Mais do mesmo nada de novo
Cheguei a meio e desisti xD

Estou a falar do novo.

Muito mau mesmo. Esperava mais
Achei este Jack Reacher fraco e sem emoção.

Mais do mesmo nada de novo
Cheguei a meio e desisti xD

Estou a falar do novo.

Muito mau mesmo. Esperava mais
Eu sei, eu também estava a falar do novo.  ;D

The past is now part of my future,the present is well out of hand Ian Curtis, Heart and Soul
Recentemente vi uma bela cataplana de películas: Macbeth, Kubo and the Two Strings, Hunt for the Wilderpeople, Manchester by the Sea.

Macbeth [2015] é, na sua melhor definição, uma película poeirenta, pouco dada a palavras - irónico, para não dizer bizarro, quando é uma história inspirada em Shakespeare! - e demasiado obcecada pela violência|agressão. :menos: É pena. Todas, ou quase todas, as personagens declamam os seus diálogos poéticos em esforço, Justin Kurzel dá pouco destaque à beleza da narrativa - até para mim que não a estudei! - aglomerada nas questões|dilemas interiores, inúmeras personagens apresentam uma profundidade demasiado reduzida para a importância que devem ter na peça escrita original [Lady Macbeth, Banquo] e regra geral, faltou sumo à história e essência à ideia. Ter uma obra de Shakespeare confinada a duelos de batalha, a festivais de slow motion de acção grotesca e a tão pouca narração não (me) agradou particularmente. Michael Fassbender & Marion Cotillard lá trabalharam com o que tinham, e não sendo deslumbrantes, ofereceram momentos bastante intensos|profundos.

Kubo and the Two Strings [2016] é, de facto, um (pequeno) regalo pelo "coração" que exibe mas a minha visão|opinião de animação está toldada desde o dia em que vi The Tale of Princesse Kaguya [2013], uma autêntica obra prima não premiada por Hollywood*, com uma banda sonora arrebatadora, uma história criativamente emocional e um significado para lá do fascinante numa película de animação. Kubo é uma história de video-jogo - procura de 3 peças! - num enredo adulto que não responde propriamente a tudo aquilo a que se propõe mas que arrebata, não só pelo trabalho desenvolvido enquanto arte stop-motion**, mas igualmente pela emoção com que (se) dedica|expõe à plateia. É uma produção que abraça temas delicados, que encontra magia no dia-a-dia - recordou-me de Boyhood***! - que se dedica à beleza da mortalidade e que não tem receio de confiar num pequeno jovem para "liderar" todos estes temas. Há toques de humor, o elenco foi extremamente bem seleccionado [Charlize Theron, Ralph Fiennes, Mathew McConaughey, Art Parkinson, Rooney Mara], a realização é sublime e a imagem arrebatadora. É uma das boas produções de 2016.

Spoiler: mostrar
*


Spoiler: mostrar
**



***
Mason: Dad, there's no real magic in the world, right?
Dad: What do you mean?
Mason: You know, like elves and stuff. People just made that up.
Dad: Oh, I don't know. I mean, what makes you think that elves are any more magical than something like a whale? Yoy know what I mean? What if I told you a story about how underneath the ocean, there was this giant sea mammal that used sonar and sang songs and it was so big that its heart was the size of a car and you could crawl through the arteries? I mean, you'd think that was pretty magical, right?


Hunt for the Wilderpeople e Manchester by the Sea comento noutro dia mas gostei bastante do "toque Europeu" em Manchester by the Sea.
Lol random movie movie fact:
Bud Spencer > Dart Vader


The past is now part of my future,the present is well out of hand Ian Curtis, Heart and Soul
Vi moonlight e fences e meh tanto hype e depois são filmes bons mas nada de tirar o sono na minha opinião, tambem vi swiss army man e não gostei nada, estou curioso para ver la la land mas musicais não cai muito na minha praia mas vou lhe dar uma oportunidade.
La La Land está completamente genial. Vai limpar os Oscares tal como fez nos Globos.
"Queremos que o Sporting seja um grande Clube, tão grande como os maiores da Europa"
Ando a pesquisar algumas comédias... nos últimos tempos é tudo uma decepção. E pode ser impressão minha ou 2016 foi um ano relativamente fraco no que diz respeito a grandes êxitos no que diz respeito ao cinema.
«O importante é ganhar. Quer se goste mais de umas coisas e menos de outras, quer se tenha uma opinião mais para a esquerda ou mais para a direita, o que realmente importa é que cada um de nós ponha sempre os interesses do Sporting Clube de Portugal acima de qualquer gosto particular, de qualquer ataque dos nossos adversários, e tão alto que nada nem ninguém nos impeça de sermos cada vez mais fortes, ganhadores e campeões».
Ando a pesquisar algumas comédias... nos últimos tempos é tudo uma decepção. E pode ser impressão minha ou 2016 foi um ano relativamente fraco no que diz respeito a grandes êxitos no que diz respeito ao cinema.

Yap. Esperemos que 2017 seja bem melhor
"Sporting! Minha vida é o Sporting, minha paixão é o Sporting, meu amor é o Sporting, é o Sporting é o Sporting é o Sporting! Meu vício é o Sporting, minha família é o Sporting, Sporting, Sporting, Sporting, é o meu Sporting!"