Política Nacional

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Estás inundado é de um exacerbado delírio. Mas eu não deixo de criticar o cavaco, e não votaria nele , ao contrário de mais de 30 % de portugal que votou no costa (agora parecem ser 40) e dos comentadores de preenchem o espaço de comentário politico (tirando raras excepçoes tipo josé gomes ferreira) que também gostam muito do costa e esta questão da CGD não os incomoda nada.
Olha o Cadille diz não percebe o pouco escrutinio dos jornalistas ao costa. Anda a dormir.

Citar
Questionado pelo Observador, o ministro das Finanças naquele ano, Miguel Cadilhe, foi taxativo: “Confirmo que o défice no ‘meu’ 1989 foi de 2,1% do PIB“. Cadilhe considera um “mistério” que depois de “tanta propaganda [do Governo] sobre 2016″ só agora “os jornais façam esta descoberta”.

Miguel Cadilhe atira-se ainda ao “zero de escrutínio” da comunicação social sobre este assunto e até aponta a fonte onde se pode comprovar os dados: “Séries Longas para a Economia Portuguesa“, do Banco de Portugal.

http://observador.pt/2017/03/26/miguel-cadilhe-sobre-o-defice-valha-me-deus-dispensem-o-povo-das-centesimas/
http://observador.pt/2017/03/23/caixa-que-divida-e-esta-e-porque-saiu-tao-cara/

 Uma explicação com alguma credibilidade sobre a emissão de dívida da CGD e o valor do juro (10,8%) que se irá pagar sobre os tais 500 milhões de euros. É, numa análise muito simplista, uma privatização de parte dos futuros ganhos da CGD. Contudo, só assim é possível manter e proteger a CGD sobre a esfera do Estado. Entretanto, ainda faltam 400 milhões de euros de emissão de dívida, a lançar daqui a uns meses.

 A longo prazo, seria oportuno e moralmente aceitável que os possíveis lucros da CGD fossem para abater dívida pública. Já que os contribuintes são chamados a salvar o "seu" banco, ao menos que se vá "usufruindo" de possíveis ganhos para algo útil e que é uma enorme pedra no nosso sapato.
“We have to be compact, close together tactically, and if you are close then you have options to play with. You don't always have to try the most risky ball if you are compact. You have to run, to fight, until the moment, and then ... bang, you take it.”

Jurgen Klopp
AHAHAHAHHAHA

Tudo neste video é fantástico  :rotfl:



Tudo aqui é Vergonha alheia, o Kosta já tinha dado uma lição em inglês mas esta :rotfl:
Este Governo é uma anedota, o espelho do seu líder.
A melhor é o Ministro dos Negócios Estrangeiros, que tem de ser o esteio da diplomacia,
cortar relações com o Dijsselbloem por causa de uma gaffe, logo ele o rei das gaffes :rotfl:

... the irony!!!
“There seems to be this snobbery around football that everyone has to play the most entertaining football" 
Gary Neville dixit
AHAHAHAHHAHA

Tudo neste video é fantástico  :rotfl:



Tudo aqui é Vergonha alheia, o Kosta já tinha dado uma lição em inglês mas esta :rotfl:
Este Governo é uma anedota, o espelho do seu líder.
A melhor é o Ministro dos Negócios Estrangeiros, que tem de ser o esteio da diplomacia,
cortar relações com o Dijsselbloem por causa de uma gaffe, logo ele o rei das gaffes :rotfl:

... the irony!!!

Quando é uma gaffe, as pessoas pedem desculpa por terem sido infelizes. Santos Silva fê-lo na história da feira de gado, o parolo que foi humilhado nas eleições do seu País não o fez depois disto. No primeiro caso foi apanhado a dizer aquilo, no segundo foi dito à imprensa. Percebes a diferença?
 E pronto, começam os ataques entre CDS-PP e PSD pela autarquia de Lisboa. O Fernando Medina, como bom político que é, basta ir gerindo bem esta situação e conseguirá por certo uma maioria, sem ter que fazer uma grande campanha. Ficou bem patente nas negociações falhadas e no anúncio premeditado da Assunção Cristas que a campanha destes dois parceiros se iria centrar neles próprios e nas suas quezílias políticas. Prioridades e é triste que estas sejam os interesses partidários e pessoais, ao invés da autarquia de Lisboa.

 É pena que nenhum independente tenha tido a convicção e os apoios necessários para avançar para uma candidatura. Creio que fazia bem à cidade de Lisboa, ter alguém que pudesse fugir à linha dos partidos políticos e fornecesse uma alternativa aos cidadãos lisboetas, seria uma lufada de ar fresco, na autarquia mais importante do País.
“We have to be compact, close together tactically, and if you are close then you have options to play with. You don't always have to try the most risky ball if you are compact. You have to run, to fight, until the moment, and then ... bang, you take it.”

Jurgen Klopp
Nunca vou perceber esta defesa de honra que se faz dos corruptos mediante a cor política. Duarte Lima, Dias loureiro, Sócrates e afins têm todos em comum o facto de serem corruptos. É uma vergonha para o País sejam de esquerda ou de direita. E toda a gente tem "moral" para falar neles, seja de esquerda ou de direita. Um dos problemas da geringonça é que se perdeu a única utilidade que estes partidos de extrema esquerda tinham, que era de vez em quando colocar os holofotes sobre estes corruptos. Hoje em dia, servem para responder às acusações da oposição com um "Olhe que também tem telhados de vidro".

Quanto ao que se passou na Caixa, é uma pouca vergonha (mais uma) da politica portuguesa. Não terem força para chegar às autoridades europeias e fazer valer os interesses nacionais. E não se ter aproveitado o periodo troika para se ter injetado o dinheiro que era necessário sem estas complicações.

Quem sabe por esta altura já não teriamos uma caixa forte e pujante, e livre de polémicas.
Não dava caro Reavstone, esse dinheiro entrava nas contas do defice.. E assim já não tinhamos o défice mais baixo da história de Portugal, do Condado Portucalense, Lusitania, do Império Romano, dos Celtiberos, dos cro magnon, etc...

Mas sim, do PS ao PSD, passando pelo PP.. é tudo farinha do mesmo saco. Os outros 2, BE e PCP vivem num mundo à parte... resta-nos o vazio...
Não dava caro Reavstone, esse dinheiro entrava nas contas do defice.. E assim já não tinhamos o défice mais baixo da história de Portugal, do Condado Portucalense, Lusitania, do Império Romano, dos Celtiberos, dos cro magnon, etc...

Mas sim, do PS ao PSD, passando pelo PP.. é tudo farinha do mesmo saco. Os outros 2, BE e PCP vivem num mundo à parte... resta-nos o vazio...

É tipo o argumento mais estupido de sempre numa sociedade como a nossa. Anda tudo a arrastar divida para lá, chutar divida para acolá, discutir com o Eurostat se aquilo é dívida ou défice, etc etc etc

É algo que nunca vou perceber. Dívida é dívida, ponto final. Fala-se dos mercados muitas vezes como sendo "oportunistas" e depois pretende-se tratá-los como se fossem deficientes mentais. Quem quiser investir em Portugal não é por o défice aprovado pelo Eurostat ser 2.1 em de 2.8. Basta ver o comportamento do juro a 10 anos. Faz-se um esforço gigante a discutir o que é défice ou dívida sem se pensar no que é melhor para o País. Como se o facto de o dinheiro que entra na caixa deixar de ser défice simplesmente evaporasse. O mais ridiculo é que estas falcatruas são "patrocinadas" pela União Europeia.

Assim, conseguimos durante alguns anos que a caixa pague mais 60 milhões de euros que o devido.
 A grande preocupação do País devia ser a criação de condições económicas para a dívida pública começar a descer. Porque esta é um problema e muito sério, que ao invés de andarmos a reduzir, ainda conseguimos aumentar. E eu acredito que seja possível cortar dívida pública, ter crescimento económico acima dos 2,5%, mesmo estando dentro da UE e no Euro. É muito mais difícil, exige mais dos líderes políticos e exige compromisso. É mais fácil culpar o Euro ou as Entidades Europeias, ao invés de fazer o que é preciso fazer, para termos crescimento económico considerável e consistente.

 Vamos sempre bater ao mesmo ponto..
“We have to be compact, close together tactically, and if you are close then you have options to play with. You don't always have to try the most risky ball if you are compact. You have to run, to fight, until the moment, and then ... bang, you take it.”

Jurgen Klopp
Não dava caro Reavstone, esse dinheiro entrava nas contas do defice.. E assim já não tinhamos o défice mais baixo da história de Portugal, do Condado Portucalense, Lusitania, do Império Romano, dos Celtiberos, dos cro magnon, etc...

Mas sim, do PS ao PSD, passando pelo PP.. é tudo farinha do mesmo saco. Os outros 2, BE e PCP vivem num mundo à parte... resta-nos o vazio...

É tipo o argumento mais estupido de sempre numa sociedade como a nossa. Anda tudo a arrastar divida para lá, chutar divida para acolá, discutir com o Eurostat se aquilo é dívida ou défice, etc etc etc

É algo que nunca vou perceber. Dívida é dívida, ponto final. Fala-se dos mercados muitas vezes como sendo "oportunistas" e depois pretende-se tratá-los como se fossem deficientes mentais. Quem quiser investir em Portugal não é por o défice aprovado pelo Eurostat ser 2.1 em de 2.8. Basta ver o comportamento do juro a 10 anos. Faz-se um esforço gigante a discutir o que é défice ou dívida sem se pensar no que é melhor para o País. Como se o facto de o dinheiro que entra na caixa deixar de ser défice simplesmente evaporasse. O mais ridiculo é que estas falcatruas são "patrocinadas" pela União Europeia.

Assim, conseguimos durante alguns anos que a caixa pague mais 60 milhões de euros que o devido.


Daí a taxa de juro, estar nos valores que está. Um investidor não é parvo, é o dinheiro dele que está ali em jogo... e nenhum investidor, mesmo grupos de investidores, entra nalguma coisa para perder dinheiro. Se há hipótese de isso acontecer, aumenta o risco e aumenta o juro a pagar. No total e depois de feitas as contas, o saldo tem que ser positivo. 
Esse é o principio base de qualquer pessoa que já investiu dinheiro em alguma coisa. Diversificar o investimento e ajustar o empréstimo e a taxa de juro consoante o risco.

Alguns governos, nomeadamente o nosso, acham que os investidores não sabem fazer contas nem analisam os riscos... principalmente depois do país falir, de 4 bancos falirem e os outros 3 grandes bancos terem levado uma injecção muito grande de capital.