Grandes jogadores que viram jogar e agora ninguem fala deles!

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Não sei se o Predu'homme foi o melhor, mas seguramente era um enorme GR, e um dos melhores de sempre. Muita defesa "impossível" vi eu aquele animal fazer pela pardalada.

Em Itália houve muitos bons GRs ao longo dos anos que não tiveram maior reconhecimento, e acabaram com poucos jogos na selecção, precisamente porque havia um monstro chamado Buffon. Também gostava muito do Toldo, é capaz de ser o maior exemplo disso.

O Peruzzi e o Marchegiani também eram bons, mas do Marchegiani aquilo que ficará sempre na memória e pelo qual ele é mais facilmente lembrado, é o que Ronaldo Fenómeno lhe fez em 98 na Final da Taça UEFA:


Aquelas duas épocas, Barcelona 96/97 e Inter 97/98, Ronaldo no auge, que saudades...  :venia:



EU VI O ÉDER DAR-NOS O EURO 2016 !!!! NÃO SONHEI !!!!
Provavelmente já foram falados aqui, mas pronto, cá vai. Adorava estes tipos:



Este é daquelas coisas que ficam quando somos putos e nos marcam. Hoje gosto do United provavelmente por causa da final da LC da reviravolta ao Bayern, e que foi das coisas mais inesquecíveis que vi em futebol, tal como já gosto do Dortmund desde aquela altura por causa daquela equipa que brilhou na Champions no fim dos anos 90 com Chapuisat, Sammer, Kohler, Paulo Sousa, Moller, Riedle, ou o Lars Ricken ainda a dar os primeiros passos como grande promessa.

Mijatovic  :venia:


Julen Guerrero  :venia:



EU VI O ÉDER DAR-NOS O EURO 2016 !!!! NÃO SONHEI !!!!
É um pouco heresia falar deste nome neste tópico, pois é um nomes incontornáveis do futebol.
Um senhor do futebol mundial, o meu PL favorito.
Tamanha técnica, jogar bonito e codícia pela baliza.

Tinha apenas 10 anos, mas este lance nunca me sairá da memória.

"Não é o Sporting que se orgulha do nosso valor. Nós é que nos devemos sentir honrados por ter esta camisola vestida."
Francisco Stromp
Agora dois espanhóis que talvez não tenham tido grande crédito mas que tinham muita qualidade e de quem gostava bastante:

Kiko, este pelo percurso e pela ligação ao Atletico Madrid faz logo lembrar o Torres, porque ambos começaram a fase descendente das suas carreiras muito cedo, só com 26/27 anos.


Alfonso Perez, curtia muito este gajo. Mais um a marcar um golo de que nunca mais me esqueci, no Euro 2000, o da reviravolta da Espanha já nos descontos, contra a Jugoslávia, num pontapé de moinho que permitiu que os espanhóis não ficassem pelo caminho logo na fase de grupos. Sempre com aquele estilo inconfundível quando tinha a bola, e com as chuteiras brancas.





EU VI O ÉDER DAR-NOS O EURO 2016 !!!! NÃO SONHEI !!!!
Agora, sai uma blasfémia para quase todos vós: o melhor GR que vi foi o Preud'homme.  :-[

não o considerando o melhor que vi foi, sem dúvida, dos melhores. era um redes fabuloso.

claro que guardo o Schmeichel num lugar muito especial no meu coração.
o primeiro que admirei nesta posição foi definitivamente o Rinat Dasaev.

Tivemos cá um GR que no seu dia bom era quase imbatível. Nesses dias (nos bons) podia haver GR tão bom quanto ele mas não havia, definitivamente, melhor. Era o croata maluco Tomislav Ivkovic. Jamais esquecerei aquele jogo no San Paolo.
"Players lose you games, not tactics. There's so much crap talked about tactics by people who barely know how to win at dominoes." - Brian Clough

"He is a perfect illustration of my constant theme about assembling a team of imperfect players who compliment each other perfectly. Unless he is surrounded by team mates who recognise his strenghts and cover for his weaknesses, his special goal scoring ability will go largely untapped. He needs to to be in the right place at the right time!" - Bob Paisley on John Wark
Agora, sai uma blasfémia para quase todos vós: o melhor GR que vi foi o Preud'homme.  :-[

não o considerando o melhor que vi foi, sem dúvida, dos melhores. era um redes fabuloso.

claro que guardo o Schmeichel num lugar muito especial no meu coração.
o primeiro que admirei nesta posição foi definitivamente o Rinat Dasaev.

Tivemos cá um GR que no seu dia bom era quase imbatível. Nesses dias (nos bons) podia haver GR tão bom quanto ele mas não havia, definitivamente, melhor. Era o croata maluco Tomislav Ivkovic. Jamais esquecerei aquele jogo no San Paolo.

O Ivkovic era muito mau a jogar com os pes.... lembro-me dele no mundial de EUA nos anos 90 e teve um mundial muito infeliz. Era um bom guarda redes mas um nivel abaixo do Rui Patricio ou dois niveis do Schemeichel, mesmo o Ricardo nos bons velhos tempos (primeiros anos no Sporting) fez esquecer o Ivkovic.
Agora, sai uma blasfémia para quase todos vós: o melhor GR que vi foi o Preud'homme.  :-[

não o considerando o melhor que vi foi, sem dúvida, dos melhores. era um redes fabuloso.

claro que guardo o Schmeichel num lugar muito especial no meu coração.
o primeiro que admirei nesta posição foi definitivamente o Rinat Dasaev.

Tivemos cá um GR que no seu dia bom era quase imbatível. Nesses dias (nos bons) podia haver GR tão bom quanto ele mas não havia, definitivamente, melhor. Era o croata maluco Tomislav Ivkovic. Jamais esquecerei aquele jogo no San Paolo.

O Ivkovic era muito mau a jogar com os pes.... lembro-me dele no mundial de EUA nos anos 90 e teve um mundial muito infeliz. Era um bom guarda redes mas um nivel abaixo do Rui Patricio ou dois niveis do Schemeichel, mesmo o Ricardo nos bons velhos tempos (primeiros anos no Sporting) fez esquecer o Ivkovic.

O Ivkovic só jogou pela selecção da Jugoslávia e, no único Mundial que disputou (Itália 90), ainda se podia agarrar a bola com as mãos. Ou seja, não era preciso jogar com os pés, basicamente.
O Ivkovic era muito mau a jogar com os pes.... lembro-me dele no mundial de EUA nos anos 90 e teve um mundial muito infeliz. Era um bom guarda redes mas um nivel abaixo do Rui Patricio ou dois niveis do Schemeichel, mesmo o Ricardo nos bons velhos tempos (primeiros anos no Sporting) fez esquecer o Ivkovic.

O Ivkovic num dia mau era tão bom quanto o Ricardo num dia bom. Recordo-me de estar na Superior Sul e toda a gente cantava o nome dele quando entrava em campo. O Ivkovic acomodou-se. Com o passar do tempo e com a enorme falta de concorrência (nem arranhavam), foi caindo de produção. Acomodou-se e acabou por ser mais um. Mas quando chegou... tomara o Ricardo num dia bom ser perto do que ele era então.
“A lot of football success is in the mind. You must believe you are the best and then make sure that you are.” - Bill Shankly