Campeonato de Portugal

NinjaPower e 1 Visitante estão a ver este tópico.

E eu a pensar que ia ver jogo da equipa B na terceira.. :-(
FORÇA GRANDE BRUNO CARVALHO...
Já eu fiquei contente por o Lusitânia ter conseguido a manutenção directa, sem ter de ir ao play-off. Depois do aconteceu na 1ª fase era uma injustiça o Angrense safar-se e o Lusitânia arriscar-se a descer. E para o ano já vai ter o apoio oficial.
Qual vai ser o novo formato do campeonato, alguém sabe?

A próxima época ainda será uma época de transição para o modelo final que querem colocar a funcionar em 2018/2019, ou até alguém se lembrar outra vez de baralhar isto tudo.

Em principio pelas informações que saíram cá para fora será isto:

- Época 2017/2018

- 5 séries de 16 clubes;
- Os 5 primeiros de casa série mais os 3 melhores segundos irão jogar um play-off para ver quem sobe;
- Os 6 últimos lugares de cada série descem de divisão.

- Época 2018/2019

- Número de total de equipas será de 72, quando em 2017/2018 eram 80;
- 4 séries de 18 clubes;
- A fase de subida será realizado em modo play-off entre as 5 primeiras equipas de cada série (aqui ainda não percebi se será um play-off a nível nacional, ou se se divide as equipas por zona norte e zona sul);
- Descem os 5 últimos de cada série.
O problema do futebol em Portugal é que há poucas subidas e descidas de divisão. São quase sempre os mesmos e beneficiam disso para criar um fosso financeiro. O meu Real Massamá só em infraestruturas vai gastar uma pipa de massa para se adaptar à 2ª Liga. Sobrará pouco para dotar o plantel de qualidade. Se houve-se mais rotatividade nas equipas que sobem e descem, esse investimento era bem vindo. Mas gastar o dinheiro, baixando a qualidade de jogadores é caminho certo para uma passagem fugaz pela 2ª Liga. Depois para subir novamente é o cabo dos tormentos onde só há 2 vagas directas e 2 por playoff.

Defendo uma optimização do nosso futebol com mais equipas em risco de subir e descer. Assim tornava-se indispensável o critério vitória em vez do pontinho ganho. Defendo que na 1ª liga deveria haver 3 descidas directas com as respectivas subidas do primeiro ao terceiro lugar da 2ª Liga e 3 equipas com Playoff. assim haveria 6 vagas por ano para mudanças de divisão. Um campeonato muito mais competitivo e com mais interesse certamente. O mesmo a passar-se entre a 2ª Liga e o campeonato de Portugal.

Para o campeonato Nacional defendo três zonas com vários grupos em cada zona. Cada zona daria um campeão com a respectiva subida assegurada e um segundo lugar para disputar um playoff contra as equipas da 2ª Liga.
O problema do futebol em Portugal é que há poucas subidas e descidas de divisão. São quase sempre os mesmos e beneficiam disso para criar um fosso financeiro. O meu Real Massamá só em infraestruturas vai gastar uma pipa de massa para se adaptar à 2ª Liga. Sobrará pouco para dotar o plantel de qualidade. Se houve-se mais rotatividade nas equipas que sobem e descem, esse investimento era bem vindo. Mas gastar o dinheiro, baixando a qualidade de jogadores é caminho certo para uma passagem fugaz pela 2ª Liga. Depois para subir novamente é o cabo dos tormentos onde só há 2 vagas directas e 2 por playoff.

Defendo uma optimização do nosso futebol com mais equipas em risco de subir e descer. Assim tornava-se indispensável o critério vitória em vez do pontinho ganho. Defendo que na 1ª liga deveria haver 3 descidas directas com as respectivas subidas do primeiro ao terceiro lugar da 2ª Liga e 3 equipas com Playoff. assim haveria 6 vagas por ano para mudanças de divisão. Um campeonato muito mais competitivo e com mais interesse certamente. O mesmo a passar-se entre a 2ª Liga e o campeonato de Portugal.

Para o campeonato Nacional defendo três zonas com vários grupos em cada zona. Cada zona daria um campeão com a respectiva subida assegurada e um segundo lugar para disputar um playoff contra as equipas da 2ª Liga.


Concordo plenamente.
É somente ridículo que numa II Liga com 22 equipas, apenas duas têm a possibilidade de subir. E mesmo na I Liga com 18 participantes, deviam descer no mínimo 3.

Só ia trazer mais competitividade e interesse aos campeonatos nacionais o facto de haver mais subidas e descidas.
Croquetes? Não, obrigado.
Isto é lógico, só que estamos em Portugal.

Um maior número de subidas e descidas além de aumentar o interesse, diminui também que haja equipas a entrarem em outros esquemas já que a meio da época já não estão a lutar por nada mas isto já não deve interessar a certos clubes.
O mais incrível é como o Farense não subiu, por culpa própria.

Mostrou mais futebol que qualquer equipa da série, ganhou a fase regular...mas isso de pouco serve. Estes formatos são um bocado ridículos, e o Farense claudicou em Sacavém, num jogo onde se ganhasse subia ao primeiro lugar e ficava dependente de si próprio para no último jogo garantir a subida.
És do Sporting?

Amas o teu clube?

Então faz algo por ele!
http://www.sporting.pt/Socios/Inscricao/socios_inscricaosocio.asp
 Próxima época, o Canelas 2010 já vai andar por aqui.
“We have to be compact, close together tactically, and if you are close then you have options to play with. You don't always have to try the most risky ball if you are compact. You have to run, to fight, until the moment, and then ... bang, you take it.”

Jurgen Klopp
Como já esperava, tanto Leixões como Viseu venceram as equipas do CPP no play-off. Vamos ver a segunda mão, mas acho que não sobem nem Praiense, nem Merelinense.
És do Sporting?

Amas o teu clube?

Então faz algo por ele!
http://www.sporting.pt/Socios/Inscricao/socios_inscricaosocio.asp
Isso só vem de encontro ao que foi dito neste tópico. Claro que as equipas profissionais têm uma vantagem muito grande sobre as outras, em termos de jogadores e profissionalização.
A minha cartilha é o Sporting
Real Campeão.

Praiense e Merelinense não sobem.
És do Sporting?

Amas o teu clube?

Então faz algo por ele!
http://www.sporting.pt/Socios/Inscricao/socios_inscricaosocio.asp
Real Campeão.

Praiense e Merelinense não sobem.

Vi dois desses jogos ao vivo.

Real vencedor justo do jogo de hoje contra o Oliveirense.
Jogo fraco, parecia um jogo de pré-época. O que acaba por ser normal, já que marcam este jogo para as 3 da tarde e com as equipas 3 semanas paradas à espera deste jogo. Continua-se a fazer isto todos os anos e continua a não fazer sentido nenhum.
Em 4 edições do Campeonato de Portugal, 3 vencedores da zona sul.

Sobre o jogo do Académico em Merelim, a manutenção acaba por ser justa para o Académico já que nos 2 jogos foi superior.
Estranhei a ausência do Agdon nos 2 jogos, provavelmente lesionado.
E grande confusão dentro e fora do campo com os adeptos de Viseu.
 Sobem, então, apenas dois clubes do Campeonato de Portugal para a 2ª Liga. Que são efectivamente os campeões das séries e que tinham garantido a subida obrigatória, caso contrário era possível que ficassem pelo Campeonato de Portugal.

 Muito pouco, quase que se mantém a 2ª Liga intacta. Há poucas mexidas relevantes e assim há igualmente poucas chances de outros clubes tentarem a sua sorte na 2ª Liga. Devíamos rever o modelo de competição.
“We have to be compact, close together tactically, and if you are close then you have options to play with. You don't always have to try the most risky ball if you are compact. You have to run, to fight, until the moment, and then ... bang, you take it.”

Jurgen Klopp
Pessoal alguém tem informações sobre o Fátima se é uma equipa fiável etc . Abraço
QUEREMOS VOLTAR A SER INDOMÁVEIS!!!!!