Futebol Espanhol - Parte II

0 Membros e 2 Visitantes estão a ver este tópico.

Bale a fazer 1 0 perto do fim.
FORÇA GRANDE BRUNO CARVALHO...
Lá ganhou o Real...

Pelo segundo jogo consecutivo Bale a salvar o Real, está a aproveitar da melhor maneira a ausência do Ronaldo.
Lá ganhou o Real...

Pelo segundo jogo consecutivo Bale a salvar o Real, está a aproveitar da melhor maneira a ausência do Ronaldo.

Não é bem a prova provada, mas serve um pouco para demonstrar que estrelas a mais acabam por se prejudicar. Bale seria muito mais jogador se tivesse tido liberdade ou oportunidade de jogar no seu espaço natural.
«O importante é ganhar. Quer se goste mais de umas coisas e menos de outras, quer se tenha uma opinião mais para a esquerda ou mais para a direita, o que realmente importa é que cada um de nós ponha sempre os interesses do Sporting Clube de Portugal acima de qualquer gosto particular, de qualquer ataque dos nossos adversários, e tão alto que nada nem ninguém nos impeça de sermos cada vez mais fortes, ganhadores e campeões».
Lá ganhou o Real...

Pelo segundo jogo consecutivo Bale a salvar o Real, está a aproveitar da melhor maneira a ausência do Ronaldo.

Não é bem a prova provada, mas serve um pouco para demonstrar que estrelas a mais acabam por se prejudicar. Bale seria muito mais jogador se tivesse tido liberdade ou oportunidade de jogar no seu espaço natural.
O Bale é um jogador fantástico, o Ronaldo é que o ofusca constantemente. Nem falo do Benzema porque jogam em posições diferentes.

Sem o Ronaldo é o melhor e tem muito mais liberdade para se mostrar.
Não acredito nada nas teorias do ofuscamento. E é só ver a dinâmica do trio do Barca. O que falta ao Real são treinadores com qualidade e que saibam retirar o que de bom os jogadores têm. O esquema do Real tem espaço para 3 avançados, às vezes 2 com 2 alas muito subidos. Se não sabem encaixar dois jogadores que jogam nessas posições todas.. Enfim.

E se calhar um departamento ao nível psicológico que trate do vedetismo também, se o Bale se ofusca com o Ronaldo é porque o ego não lhe permite mais. E se não permite mais, que se trabalhe esse lado.
E as 3 equipas da frente continuam na luta pelo título com 3 vitórias!

Bale novamente a salvar o Real.

Esperemos que o Ronaldo recupere rapidamente para ver se ainda consegue ajudar a sua equipa a chegar ao título.
Não acredito nada nas teorias do ofuscamento. E é só ver a dinâmica do trio do Barca. O que falta ao Real são treinadores com qualidade e que saibam retirar o que de bom os jogadores têm. O esquema do Real tem espaço para 3 avançados, às vezes 2 com 2 alas muito subidos. Se não sabem encaixar dois jogadores que jogam nessas posições todas.. Enfim.

E se calhar um departamento ao nível psicológico que trate do vedetismo também, se o Bale se ofusca com o Ronaldo é porque o ego não lhe permite mais. E se não permite mais, que se trabalhe esse lado.


Bale era lateral esquerdo de grande preponderância ofensiva até que começa a jogar um pouco mais à frente para aproveitar a capacidade de cruzamento e o excelente remate. No Real é obrigado a jogar na direita. É um esquerdino nato. Vai tentando com o direito de vez em quando, mas não tem qualquer qualidade naquele pé. Metade da sua capacidade eclipsa-se.
«O importante é ganhar. Quer se goste mais de umas coisas e menos de outras, quer se tenha uma opinião mais para a esquerda ou mais para a direita, o que realmente importa é que cada um de nós ponha sempre os interesses do Sporting Clube de Portugal acima de qualquer gosto particular, de qualquer ataque dos nossos adversários, e tão alto que nada nem ninguém nos impeça de sermos cada vez mais fortes, ganhadores e campeões».
Lá ganhou o Real...

Pelo segundo jogo consecutivo Bale a salvar o Real, está a aproveitar da melhor maneira a ausência do Ronaldo.

Não é bem a prova provada, mas serve um pouco para demonstrar que estrelas a mais acabam por se prejudicar. Bale seria muito mais jogador se tivesse tido liberdade ou oportunidade de jogar no seu espaço natural.

Já eu acho que quanto muito estes jogos tem provado sim a dependência que o real tem do Ronaldo.
O futebol ofensivo da equipa com ele em campo é completamente diferente.

Quando dizem que ele é o jogador que leva o real ás costas não é de facto um exagero.
Lá ganhou o Real...

Pelo segundo jogo consecutivo Bale a salvar o Real, está a aproveitar da melhor maneira a ausência do Ronaldo.

Não é bem a prova provada, mas serve um pouco para demonstrar que estrelas a mais acabam por se prejudicar. Bale seria muito mais jogador se tivesse tido liberdade ou oportunidade de jogar no seu espaço natural.

Já eu acho que quanto muito estes jogos tem provado sim a dependência que o real tem do Ronaldo.
O futebol ofensivo da equipa com ele em campo é completamente diferente.

Quando dizem que ele é o jogador que leva o real ás costas não é de facto um exagero.

Normal. É só o melhor do mundo. Tira o Slimani ao Sporting.
«O importante é ganhar. Quer se goste mais de umas coisas e menos de outras, quer se tenha uma opinião mais para a esquerda ou mais para a direita, o que realmente importa é que cada um de nós ponha sempre os interesses do Sporting Clube de Portugal acima de qualquer gosto particular, de qualquer ataque dos nossos adversários, e tão alto que nada nem ninguém nos impeça de sermos cada vez mais fortes, ganhadores e campeões».
Levante se não ganhar hoje fica condenado.
Bale era lateral esquerdo de grande preponderância ofensiva (...)

1. o ano que motivou a sua ida para o Real Madrid [2012-2013] deu-se com a sua utilização na esquerda, direita e até corredor central [TOT] sendo que a sua influência|rendimento até subia - na minha opinião! - nos seus típicos movimentos interiores, da direita para a esquerda, podendo utilizar melhor o ângulo de remate ao estilo de outros tantos esquerdinos [Arjen Robben, Lionel Messi, Douglas Costa] que preferem actuar na ala direita. Tens aqui vários golos* e até para mim que não sou adepto dos Spurs sabe bem ver a tremenda temporada que realizou. :mrgreen:

Spoiler: mostrar
*


Eu nem quero estar armado em leitor de expressão facial|corporal mas é uma diferença absurda de comportamento do Galês nas partidas sem Cristiano Ronaldo. :menos: Dá ideia que "toma" a equipa como sua - o que até é louvável! - parece (bastante!) mais empenhado|esforçado, tende a participar muito (!) mais nas dinâmicas ofensivas da equipa e há algum maior à vontade em pedir a bola, conduzi-la, decidir livremente entre driblar, cruzar e|ou rematar. E aqui não creio que (se) possa apenas responsabilizar o treinador [Carlo Ancelotti, Rafael Benitez, Zinedine Zidane], seja o Cristiano que não "permite" tamanha importância e|ou impede que os seus colegas (se) sintam à vontade para decidir o que querem, ou o próprio Bale, que automaticamente se envergonha e|ou se sente constrangido com Cristiano é algo que não sabemos, mas é uma pena que não (se) possa ter direito a uma dinâmica tão fluída|divertida quanto a do Barcelona.

Eu nem quero estar armado em leitor de expressão facial|corporal mas é uma diferença absurda de comportamento do Galês nas partidas sem Cristiano Ronaldo. :menos: Dá ideia que "toma" a equipa como sua - o que até é louvável! - parece (bastante!) mais empenhado|esforçado, tende a participar muito (!) mais nas dinâmicas ofensivas da equipa e há algum maior à vontade em pedir a bola, conduzi-la, decidir livremente entre driblar, cruzar e|ou rematar. E aqui não creio que (se) possa apenas responsabilizar o treinador [Carlo Ancelotti, Rafael Benitez, Zinedine Zidane], seja o Cristiano que não "permite" tamanha importância e|ou impede que os seus colegas (se) sintam à vontade para decidir o que querem, ou o próprio Bale, que automaticamente se envergonha e|ou se sente constrangido com Cristiano é algo que não sabemos, mas é uma pena que não (se) possa ter direito a uma dinâmica tão fluída|divertida quanto a do Barcelona.

Também fiquei com essa ideia.

Porém acho que aquilo que o Ronaldo faz sem esforço (é o seu futebol natural), o Bale não consegue.
Estes jogos que vi do real sem o Ronaldo(uma verdadeira seca diga-se), o Bale claramente assumiu o lugar do Português mas grande parte das vezes pareceu-me que o fez em esforço e sem a mesma facilidade do Cristiano.

E como disse, a equipa ressentiu-se imenso da ausência do Ronaldo.

É louvável que Bale tenha assumido o lugar, e de certa forma ate correspondeu(excepto no jogo mais importante de todos, o da Champions) embora a troco de grande esforço e dedicação de forma a tentar roçar o nível do Português.

Mas para mim ficou evidente que por muito que Bale seja o mais próximo que existe de um Ronaldo, a diferença entre ambos é um abismo.

É incrível ver como o futebol ofensivo de uma equipa muda tanto apenas com a ausência de um jogador, Ronaldo é de facto fantástico e é sem dúvida alguma o jogador no futebol que o clichê de levar uma equipa ás costas mais se adequa.

E por isso a mim custa me perceber como á tantos adeptos do Madrid que o querem ver pelas costas, pois se o Real prescindir de Ronaldo no final da época passa a ser uma equipa a roçar a normalidade(quem vão buscar para o seu lugar?O Hazard como já foi falado em tempos?  :shifty: ).

Barcelona e Atlético certamente vão agradecer a gentileza.
Bale tem sabido aparecer bem na ausência do Ronaldo.
E a liga espanhola está ao rubro!
''JUNTOS SOMOS MAIS E MELHORES. VAMOS SPORTING, VAMOS EQUIPA!'' - JOÃO BENEDITO
Bale era lateral esquerdo de grande preponderância ofensiva (...)

1. o ano que motivou a sua ida para o Real Madrid [2012-2013] deu-se com a sua utilização na esquerda, direita e até corredor central [TOT] sendo que a sua influência|rendimento até subia - na minha opinião! - nos seus típicos movimentos interiores, da direita para a esquerda, podendo utilizar melhor o ângulo de remate ao estilo de outros tantos esquerdinos [Arjen Robben, Lionel Messi, Douglas Costa] que preferem actuar na ala direita. Tens aqui vários golos* e até para mim que não sou adepto dos Spurs sabe bem ver a tremenda temporada que realizou. :mrgreen:

Spoiler: mostrar
*


Eu nem quero estar armado em leitor de expressão facial|corporal mas é uma diferença absurda de comportamento do Galês nas partidas sem Cristiano Ronaldo. :menos: Dá ideia que "toma" a equipa como sua - o que até é louvável! - parece (bastante!) mais empenhado|esforçado, tende a participar muito (!) mais nas dinâmicas ofensivas da equipa e há algum maior à vontade em pedir a bola, conduzi-la, decidir livremente entre driblar, cruzar e|ou rematar. E aqui não creio que (se) possa apenas responsabilizar o treinador [Carlo Ancelotti, Rafael Benitez, Zinedine Zidane], seja o Cristiano que não "permite" tamanha importância e|ou impede que os seus colegas (se) sintam à vontade para decidir o que querem, ou o próprio Bale, que automaticamente se envergonha e|ou se sente constrangido com Cristiano é algo que não sabemos, mas é uma pena que não (se) possa ter direito a uma dinâmica tão fluída|divertida quanto a do Barcelona.

Acredito que haja um "tampão" psicológico ou pelo menos um retardar da decisão a tomar com Ronaldo em campo. Porque Ronaldo quer, procura, exige. E levas a bola no pé, podes rematar, mas aquele milésimo de segundo que se gasta entre decidir rematar ou entregar a bola, muda a forma de estar, muda o resultado final da jogada. Não duvido.
Recordo-me, vagamente, dessa passagem do Bale para zonas ofensivas. Não me recordava de o ver tantas vezes assim na direita, mas não acompanhei todos os jogos. Agora no Real, nota-se claramente, que muitas vezes está na linha, dá capacidade física, mas quando chega a altura de cruzar... o pé direito embaraça.

Num caso aparte, olho para o Real como um monstro que podia dominar o mundo do futebol. Se o faz financeiramente, podia fazê-lo futebolisticamente. Aquela defesa precisa de um central de categoria que não seja Ramos. Este, noutro clube, já tinha sido dispensado há muito. Há muito tempo que não vejo um bom lateral direito no Real. Gosto de Carvajal, mais do que de Danilo, mas está longe de ser de topo. Marcelo é fantástico, mas aventura-se em demasia no ataque. E quando está aos olhos de todos que o Real precisava de outra táctica, de outra arrumação, de um pouco mais de dinamismo e entre ajuda, olha-se para a tabela e vê-se o melhor ataque da prova. Imaginemos que, Real Madrid, se tornava de facto uma equipa de futebol. Confesso que sei que vou contra a maioria que acha o Real um clube, digamos, corrupto, ou pelo menos mais interessado na parte financeira do que na parte futebolística. Concordo. Que a massa adepta é de uma ingratidão tremenda, também. Mas para me preocupar com essas coisas, chega-me o meu clube e o meu país. Sempre olhei para o Real Madrid e vi-o como o clube de topo mundial. Pela história. Pelos nomes que por lá passaram. Juntado a esse equação o Ronaldo, tenho imensa pena de que o clube não possa ser um pouquinho mais organizado. Assim como vi o Man United da mesma forma.
«O importante é ganhar. Quer se goste mais de umas coisas e menos de outras, quer se tenha uma opinião mais para a esquerda ou mais para a direita, o que realmente importa é que cada um de nós ponha sempre os interesses do Sporting Clube de Portugal acima de qualquer gosto particular, de qualquer ataque dos nossos adversários, e tão alto que nada nem ninguém nos impeça de sermos cada vez mais fortes, ganhadores e campeões».