Fórum SCP

[Eleições 2009] Carlos Barbosa é Candidato?

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Se é este o posicionamento, então serei um feroz adversário deste senhor!
Se é este o posicionamento, então serei um feroz adversário deste senhor!

 :arrow:


SL
Este sim se for candidato , cuidado , ainda não é e já se refere aos grupinhos , muito mais perigosa a sua potencial candidatura que a de FSF.
"é fundamental que todo o património vá para a SAD"

Um desígnio apaixonante, um discurso mobilizador... :sick:

Ah, já percebi! Quer acabar com o resto.
Pretendo ficar amarrado àquilo que foi o sonho de um fundador do Clube.

"Quando se afirma que o mal está no Clube porque a SAD funciona lindamente, estamos chegados a um nível de despudor e de falta de vergonha poucas vezes visto desde que Édipo matou o pai e casou com a mãe."

parece ser outro bom candidato...
a confirmar-se acho que as próximas eleições poderão ser históricas em termos de mobilização e debate...
- paulo pereira cristovão
- pedro souto pinto
- carlos barbosa
- candidato da continuidade (seja quem for deve ser alguém com alguma credibilidade e que vai a votos para vencer..)
parecem-me ser candidatos de qualidade o que só abona em favor do clube... agora "apenas" faltam os programas, as ideias e as equipas...apenas entre " " porque no fundo isso é o que mais interessa...

Quer-me parecer que este é o candidadto da continuidade. O outro Carlos Barbosa (da Cruz), é um nome que me faz lembrar uma notícia do Record há uns anos em que dizia que os lamps tinhas contratado o Toti e afinal foi o Tote.

para já começa mal...
« Última modificação: Maio 11, 2009, 20:16 pm por RuDDi »
Se é este o posicionamento, então serei um feroz adversário deste senhor!

 :arrow:

Com este tipo de discurso, não poderia ter outra opinião.
"O Sporting é nosso outra vez!"
Se é este o posicionamento, então serei um feroz adversário deste senhor!
:arrow:

É o mais perigoso de todos, neste momento, pelo que vejo.
Querem acabar de vez com a nossa paixão!
Não vamos deixar... porque nunca desistimos de ti!
É uma pessoa credível. Porque não esperar para ver o programa antes de começarem a atacar? E depois falam com que moral da falta de tolerância de FSF e seus muchachos? Calma..... esperem para ver.
É uma pessoa credível. Porque não esperar para ver o programa antes de começarem a atacar? E depois falam com que moral da falta de tolerância de FSF e seus muchachos? Calma..... esperem para ver.

Uma coisa é atacar quando apenas se conhece a vontade de candidatar. Outra é atacar quando já se conhece aquilo que pretende: vender o património todo.

Se o eventual programa não reflectir aquilo que acabou de afirmar que pretende para o Sporting, então aí ficarei surpreendido.
· · · ·
Sempre que há eleições há alguns nomes que são atirados para o ar.
Antigamente era Monjardino e outros.
Hoje em dia são Dias Ferreira e Barbosa.
As eleições passam, e eles ficam.

 
L8tr,
 
106
 
 «Opiniões divergentes não significam ataques pessoais»    
Citação de: O Jogo
Carlos Barbosa em rota de colisão com Carlos Barbosa da Cruz

A publicidade que ontem foi impressa em dois dos diários desportivos em que o ACP esclarecia que o seu presidente, Carlos Barbosa, nada tinha que ver com Carlos Barbosa da Cruz, potencial candidato à presidência do Sporting, tem uma longa história por trás. A verdade é que os dois se mantêm em litígio desde que, há sete anos, administravam o "Correio da Manhã", cargo que Barbosa da Cruz ainda ocupa.

A urgência e premência com que Carlos Barbosa se quis demarcar de Carlos Cruz surge assim no seguimento de diferenças profundas que separam os dois potenciais candidatos - e adversários - nas eleições para a presidência do Conselho Directivo do Sporting, que se realizarão no próximo dia 5 de Junho.

Afinal está aqui instalada uma guerra de "quintazinhas" :think:
· · · ·
Cada vez mais me convenço que, na proto-candidatura de Carlos Barbosa, o SCP é um mero figurante e as verdadeiras motivações são outras...

DN de hoje:

Citar

Eleições reacendem ódio antigo

Os caminhos do presidente do ACP e do advogado voltam a cruzar-se. A zanga que alimentam há vários anos já se fez sentir na confusão da identidade.

Estiveram unidos mais de duas décadas por uma relação profissional que rapidamente se estendeu para o campo pessoal. Mas da mesma forma intensa com que comungaram os negócios também a inimizade foi cultivada quando o destino profissional os separou. Um é um conceituado advogado, que exerce também funções como administrador no grupo Cofina. O outro um empresário da comunicação social, fundador do Correio da Manhã, Semanário, Independente, entre outros títulos, e o presidente do Automóvel Clube de Portugal. Em comum, a paixão pelo Sporting e o nome Carlos Barbosa, sendo que na cédula do advogado o Cruz anula o Barbosa.

E é por estas duas particularidades, o clube e a identidade, que hoje os seus caminhos se voltam a cruzar, acentuando um "ódio" publicamente conhecido nos círculos pessoais de cada um, onde até coabitam amigos em comum. Carlos Barbosa da Cruz, o advogado de 57 anos, e Carlos Barbosa, o empresário de 56 anos, estão a estudar a possibilidade de se candidatarem ao Sporting.

O primeiro, que é vogal do actual Conselho Directivo, deverá anunciar a decisão hoje (após um jantar com Soares Franco, Rogério Alves, entre outros para definir lista e estratégia) . O segundo promete falar sexta-feira. Se, como tudo indica, avançarem com a candidatura, irão travar o segundo duelo. Em 2004, já numa altura de relacionamento gélido Carlos Barbosa levou a melhor, quando venceu as eleições à presidência do ACP. Obteve 40,4% dos votos derrotando as listas de Miguel Paes do Amaral (31,46) e de Mira Amaral (27,6) onde constava Carlos Cruz, como número dois. "Não se cumprimentaram, nem uma palavra", contou ao DN um amigo comum, recordando esse período

A "zanga", relata quem com eles privou na altura em que Cruz era advogado do Barbosa (foram 25 anos) deu-se quando o empresário saiu da Cofina para a administração da PT. Carlos Cruz não acompanhou e solidificou a sua posição no grupo de comunicação social. Não mais se falaram e no seu círculo de amigos dizem, à boca cheia, o pior um do outro.

"Não falo sobre esse assunto", disse ao DN Carlos Barbosa, que se sentiu incomodado com os telefonemas recebidos no ACP depois de o nome de Carlos Cruz ter surgido como o possível candidato da continuidade. A confusão de identidade foi tal que o ACP avançou com um esclarecimento pago em alguns jornais. E segundo afirmou Barbosa, "Record e Correio da Manhã" recusaram a publicação.

"O nosso call center não parou. Foi uma confusão. Muita gente ligou para perceber se era do Carlos Barbosa que se falava, se ele ia embora do ACP, muitos a incentivá-lo a candidatar-se. Possivelmente foram estes telefonemas que reacenderam o desejo de ser presidente do Sporting", refere Fernando Petronilho, do departamento de comunicação daquela entidade, explicando a origem do anúncio.

Carlos Cruz, que é sócio do ACP, garante que o seu apelido profissional é mesmo este, apesar do Barbosa também figurar no BI, e deixa um comentário corrosivo: "Os sócios do ACP deviam preocupar-se mais com a forma como o dinheiro deles é gasto."


O anúncio pago publicado pelo ACP:

Citar

Na sequência de vários contactos efectuados junto do clube, vem o Automóvel Clube de Portugal esclarecer que entre o seu Presidente Carlos Barbosa e um senhor chamado Carlos Barbosa da Cruz, também anteriormente conhecido por Carlos Cruz, não existe qualquer relação, efectuando-se, deste modo, o respectivo esclarecimento, a bem da verdade, da imagem do clube e do seu Presidente.


Nível, grande nível... ::)
Cada vez mais me convenço que, na proto-candidatura de Carlos Barbosa, o SCP é um mero figurante e as verdadeiras motivações são outras...
DN de hoje:
Citar
Eleições reacendem ódio antigo
Os caminhos do presidente do ACP e do advogado voltam a cruzar-se. A zanga que alimentam há vários anos já se fez sentir na confusão da identidade.
Estiveram unidos mais de duas décadas por uma relação profissional que rapidamente se estendeu para o campo pessoal. Mas da mesma forma intensa com que comungaram os negócios também a inimizade foi cultivada quando o destino profissional os separou. Um é um conceituado advogado, que exerce também funções como administrador no grupo Cofina. O outro um empresário da comunicação social, fundador do Correio da Manhã, Semanário, Independente, entre outros títulos, e o presidente do Automóvel Clube de Portugal. Em comum, a paixão pelo Sporting e o nome Carlos Barbosa, sendo que na cédula do advogado o Cruz anula o Barbosa.
E é por estas duas particularidades, o clube e a identidade, que hoje os seus caminhos se voltam a cruzar, acentuando um "ódio" publicamente conhecido nos círculos pessoais de cada um, onde até coabitam amigos em comum. Carlos Barbosa da Cruz, o advogado de 57 anos, e Carlos Barbosa, o empresário de 56 anos, estão a estudar a possibilidade de se candidatarem ao Sporting.
O primeiro, que é vogal do actual Conselho Directivo, deverá anunciar a decisão hoje (após um jantar com Soares Franco, Rogério Alves, entre outros para definir lista e estratégia) . O segundo promete falar sexta-feira. Se, como tudo indica, avançarem com a candidatura, irão travar o segundo duelo. Em 2004, já numa altura de relacionamento gélido Carlos Barbosa levou a melhor, quando venceu as eleições à presidência do ACP. Obteve 40,4% dos votos derrotando as listas de Miguel Paes do Amaral (31,46) e de Mira Amaral (27,6) onde constava Carlos Cruz, como número dois. "Não se cumprimentaram, nem uma palavra", contou ao DN um amigo comum, recordando esse período
A "zanga", relata quem com eles privou na altura em que Cruz era advogado do Barbosa (foram 25 anos) deu-se quando o empresário saiu da Cofina para a administração da PT. Carlos Cruz não acompanhou e solidificou a sua posição no grupo de comunicação social. Não mais se falaram e no seu círculo de amigos dizem, à boca cheia, o pior um do outro.
"Não falo sobre esse assunto", disse ao DN Carlos Barbosa, que se sentiu incomodado com os telefonemas recebidos no ACP depois de o nome de Carlos Cruz ter surgido como o possível candidato da continuidade. A confusão de identidade foi tal que o ACP avançou com um esclarecimento pago em alguns jornais. E segundo afirmou Barbosa, "Record e Correio da Manhã" recusaram a publicação.
"O nosso call center não parou. Foi uma confusão. Muita gente ligou para perceber se era do Carlos Barbosa que se falava, se ele ia embora do ACP, muitos a incentivá-lo a candidatar-se. Possivelmente foram estes telefonemas que reacenderam o desejo de ser presidente do Sporting", refere Fernando Petronilho, do departamento de comunicação daquela entidade, explicando a origem do anúncio.
Carlos Cruz, que é sócio do ACP, garante que o seu apelido profissional é mesmo este, apesar do Barbosa também figurar no BI, e deixa um comentário corrosivo: "Os sócios do ACP deviam preocupar-se mais com a forma como o dinheiro deles é gasto."
O anúncio pago publicado pelo ACP:
Citar
Na sequência de vários contactos efectuados junto do clube, vem o Automóvel Clube de Portugal esclarecer que entre o seu Presidente Carlos Barbosa e um senhor chamado Carlos Barbosa da Cruz, também anteriormente conhecido por Carlos Cruz, não existe qualquer relação, efectuando-se, deste modo, o respectivo esclarecimento, a bem da verdade, da imagem do clube e do seu Presidente.
Nível, grande nível... ::)
Efectivamente, o texto do texto do comunicado é discutível. Como sócio do ACP estou a pensar em escrever para lá, a protestar quanto ao mesmo.
L8tr,
 
106
 
 «Opiniões divergentes não significam ataques pessoais»    
Por acaso sou sócio não pagante do ACP.  Fiquei com o cartão que dá desconto numa gasolineira.  :lol:
Por acaso sou sócio não pagante do ACP.  Fiquei com o cartão que dá desconto numa gasolineira.  :lol:
:offtopic:
O da Repsol, ou o novo da BP? É que o da Repsl deve deixar de funcionar em breve.
L8tr,
 
106
 
 «Opiniões divergentes não significam ataques pessoais»    
Para além de (re)começar uma guerra pessoal com um seu homónimo, Carlos Barbosa tem mais alguma motivação para se apresentar como candidato?
"O Sporting é nosso outra vez!"
Para além de (re)começar uma guerra pessoal com um seu homónimo, Carlos Barbosa tem mais alguma motivação para se apresentar como candidato?

Têm!!! Passar tudo para a SAD como o outro  :arrow:

SL