Futebol Alemão

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.



Simply the best!  :clap: :clap: :clap:
23-03-2013 A noite mais feliz da minha vida como Sportinguista.
A partir de agora mandamos nós e o Sporting terá o seu caminho novamente, quero vos agradecer a todos e dizer claramente para que toda a gente oiça:
Viva o Sporting Clube de Portugal! É nosso outra vez!
Palavras do Presidente do Sporting Clube de Portugal, Bruno de Carvalho. Bem haja Presidente!


Simply the best!  :clap: :clap: :clap:

Não concordo. O trabalho que ele fez no Bayern foi na minha opinião o mínimo dos mínimos.


Simply the best!  :clap: :clap: :clap:

Não concordo. O trabalho que ele fez no Bayern foi na minha opinião o mínimo dos mínimos.

@ZacariasFeijaoFrade, para dizeres isso certamente terás as tuas razões, assim como a tua opinião e de uma coisa podes ter sempre a certeza respeito-a na totalidade concordando ou não com a mesma, neste caso como é muito óbvio não concordo.

E não concordo porque, Pepe Guardiola para mim está muito há frente de um troféu que se ganha ou não, é para mim o único que mesmo mudando de país conseguiu mudar completamente a forma de jogar do Bayer de Munique, colocando-o a jogar como o FC Barcelona que considero que com ele no comando foi a melhor equipa de todos os tempos que vi jogar.

O FC Barcelona praticou um futebol simplesmente fabuloso, onde jogava e os adversários fosse ele qual fosse, se limitava apenas a ver jogar e em 99% das vezes a tentar perceber se ia perder por 1 por 5, por 7 ou 8, pois perder ia quase sempre, faltava saber era por quantos.

Depois, é mais que óbvio que o Bayern de Munique não tem 3 dos melhores jogadores de sempre como são Messi (claramente o melhor de todos os tempos) Iniesta, Xavi ou Sergio Busquets, mas mesmo assim o enorme Pepe Guardiola conseguiu mudar a forma atabalhoada  e de pontapé para a frente de Jupp Heynckes.

Fazer num país que não é o seu o que fez a uma equipa com jogadores que são tudo menos grandes tecnicistas(escaparam Thiago eis FC Barcelona, Ribery,  Robben e Douglas Costa) é algo de fabuloso e como sou fanático desse tipo de futebol, agradeço a Pepe que vejo como o melhor treinador de todos os tempos.
23-03-2013 A noite mais feliz da minha vida como Sportinguista.
A partir de agora mandamos nós e o Sporting terá o seu caminho novamente, quero vos agradecer a todos e dizer claramente para que toda a gente oiça:
Viva o Sporting Clube de Portugal! É nosso outra vez!
Palavras do Presidente do Sporting Clube de Portugal, Bruno de Carvalho. Bem haja Presidente!

@ZacariasFeijaoFrade, para dizeres isso certamente terás as tuas razões, assim como a tua opinião e de uma coisa podes ter sempre a certeza respeito-a na totalidade concordando ou não com a mesma, neste caso como é muito óbvio não concordo.

E não concordo porque, Pepe Guardiola para mim está muito há frente de um troféu que se ganha ou não, é para mim o único que mesmo mudando de país conseguiu mudar completamente a forma de jogar do Bayer de Munique, colocando-o a jogar como o FC Barcelona que considero que com ele no comando foi a melhor equipa de todos os tempos que vi jogar.

O FC Barcelona praticou um futebol simplesmente fabuloso, onde jogava e os adversários fosse ele qual fosse, se limitava apenas a ver jogar e em 99% das vezes a tentar perceber se ia perder por 1 por 5, por 7 ou 8, pois perder ia quase sempre, faltava saber era por quantos.

Depois, é mais que óbvio que o Bayern de Munique não tem 3 dos melhores jogadores de sempre como são Messi (claramente o melhor de todos os tempos) Iniesta, Xavi ou Sergio Busquets, mas mesmo assim o enorme Pepe Guardiola conseguiu mudar a forma atabalhoada  e de pontapé para a frente de Jupp Heynckes.

Fazer num país que não é o seu o que fez a uma equipa com jogadores que são tudo menos grandes tecnicistas(escaparam Thiago eis FC Barcelona, Ribery,  Robben e Douglas Costa) é algo de fabuloso e como sou fanático desse tipo de futebol, agradeço a Pepe que vejo como o melhor treinador de todos os tempos.

@Rui Trindade, eu entendo e respeito a tua opinião mas como disse o JJ nesta última entrevista ir para o Barcelona e meter a máquina a trabalhar é fácil. O que ele fez no Barcelona foi fantástico, apesar de eu não ser fã do estilo 'pastelento' que ele adopta.

A passagem pela Alemanha foi tudo menos feliz. Ele herdou a melhor equipa do mundo habituada a passar a ferro os que se lhe metiam à frente. Um futebol lento, um tanto ou quanto previsível e nada entusiasmante. Os jogos contra as galinhas mostraram muito isso, um fraco reflexo do que o Bayern pode fazer. Ganhar o campeonato não foi mais do que um serviço mínimo, acredito que o Ancelotti não irá fazer pior do que o Pep.

No meu entender o Guardiola ainda não percebeu que tem de se adaptar, porque Barcelona há apenas um e o modelo dele não é feito para equipas não catalãs.
Dizer que o Bayern do Heynckes era "pontapé para a frente"... Enfim.


Sent from my iPhone using Tapatalk

@ZacariasFeijaoFrade, para dizeres isso certamente terás as tuas razões, assim como a tua opinião e de uma coisa podes ter sempre a certeza respeito-a na totalidade concordando ou não com a mesma, neste caso como é muito óbvio não concordo.

E não concordo porque, Pepe Guardiola para mim está muito há frente de um troféu que se ganha ou não, é para mim o único que mesmo mudando de país conseguiu mudar completamente a forma de jogar do Bayer de Munique, colocando-o a jogar como o FC Barcelona que considero que com ele no comando foi a melhor equipa de todos os tempos que vi jogar.

O FC Barcelona praticou um futebol simplesmente fabuloso, onde jogava e os adversários fosse ele qual fosse, se limitava apenas a ver jogar e em 99% das vezes a tentar perceber se ia perder por 1 por 5, por 7 ou 8, pois perder ia quase sempre, faltava saber era por quantos.

Depois, é mais que óbvio que o Bayern de Munique não tem 3 dos melhores jogadores de sempre como são Messi (claramente o melhor de todos os tempos) Iniesta, Xavi ou Sergio Busquets, mas mesmo assim o enorme Pepe Guardiola conseguiu mudar a forma atabalhoada  e de pontapé para a frente de Jupp Heynckes.

Fazer num país que não é o seu o que fez a uma equipa com jogadores que são tudo menos grandes tecnicistas(escaparam Thiago eis FC Barcelona, Ribery,  Robben e Douglas Costa) é algo de fabuloso e como sou fanático desse tipo de futebol, agradeço a Pepe que vejo como o melhor treinador de todos os tempos.

@Rui Trindade, eu entendo e respeito a tua opinião mas como disse o JJ nesta última entrevista ir para o Barcelona e meter a máquina a trabalhar é fácil. O que ele fez no Barcelona foi fantástico, apesar de eu não ser fã do estilo 'pastelento' que ele adopta.

A passagem pela Alemanha foi tudo menos feliz. Ele herdou a melhor equipa do mundo habituada a passar a ferro os que se lhe metiam à frente. Um futebol lento, um tanto ou quanto previsível e nada entusiasmante. Os jogos contra as galinhas mostraram muito isso, um fraco reflexo do que o Bayern pode fazer. Ganhar o campeonato não foi mais do que um serviço mínimo, acredito que o Ancelotti não irá fazer pior do que o Pep.

No meu entender o Guardiola ainda não percebeu que tem de se adaptar, porque Barcelona há apenas um e o modelo dele não é feito para equipas não catalãs.

@ZacariasFeijaoFrade, nesse sentido temos mais uma vez opiniões contrárias e isto porque, o FC Barcelona recebeu o treinador adjunto Tito Vilanova, apos saída do Pepe Guardiola e embora o futebol praticado estivesse já um pouco diferente, manteve-se dentro do perfil de Pepe  Guardiola e fez uma boa época.

Depois, chegou o treinador Tata Martino e foi um Deus nos livre o FC Barcelona deixa de deslumbrar com o seu futebol maravilhoso e faz uma época em que perde o campeonato na ultima jornada para o Atlético de Madrid, mas já longe do andamento fabuloso de Pepe Guardiola.

Tu apelidas de futebol pasteloso, mas o certo é que 80% de posse de bola e a equipa adversaria nem cheirar a bola é obra, entrar em Madrid espetar 5 batatas e mal tocares na bola é TOP muito TOP mesmo, jogar a final da liga dos campeões e espetar sem apelo nem agrado 3 no Manchester United com estes a ter os seus jogadores a dizer em conferências de imprensa que o que acabaram de ver por parte dos jogadores do FC Barcelona era algo que nunca tinham visto ficará na história do futebol.

Não falamos de gostos, mais ou menos pastelosos, falamos de algo que vimos e que foi maravilhoso do melhor e mais inovador que alguma vez o Mundo havia visto antes de Pepe Guardiola e que não se voltou a ver até hoje, o FC Barcelona de Luís Enrique está bem longe daquele de Pepe Guardiola, o Bayer de Munique deste está a léguas.

Os jogos do Bayern de Munique contra os lampiões mostraram apenas o que costumava mostrar o nosso Sporting antes do Presidente Bruno de Carvalho contra os Leixões desta vida, olharam para eles como a p*** da Europa e quase se “aleijavam”.

Com o Atlético de Madrid foram melhores tal como tinha sido o FC Barcelona, mas perderam de forma injusta, mas correta.

Para terminar acho que a única coisa que Pepe Guardiola não percebeu na hora certa, é que jamais devia ter saído do FC Barcelona, pois lá tinha sido Rei muitos e muitos anos e com ele no comando dificilmente alguém nesta Europa cheirava o que quer que fosse, mas pronto, depois da Alemanha agora vai para Inglaterra, são sonhos que tem que eu nunca teria, cada um escolhe a sua vida e faz dela o que entende ser o melhor, espero que no Manchester City consiga novamente mostrar ao Mundo quem é o melhor.

@bimtf, a expressão pontapé para a frente, é isso mesmo uma expressão, mas era de futebol de poucos toques e bola na frente, não podes nem consegues desmentir isso, porque era o estilo de futebol dele, poucos toques e sempre correrias loucas, força, remates de longe tudo feita de forma muito rápida, claramente o oposto de Pepe Guardiola.

« Última modificação: Ontem às 23:07 por Rui Trindade »
23-03-2013 A noite mais feliz da minha vida como Sportinguista.
A partir de agora mandamos nós e o Sporting terá o seu caminho novamente, quero vos agradecer a todos e dizer claramente para que toda a gente oiça:
Viva o Sporting Clube de Portugal! É nosso outra vez!
Palavras do Presidente do Sporting Clube de Portugal, Bruno de Carvalho. Bem haja Presidente!