Fórum SCP

[Eleições 2009] Pedro Pinto Souto é Candidato

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Deixem só fazer este comentário, a oficialização das candidaturas não acontece porque o candidato ou alguém da sua lista o afirma.

O processo de candidatura obriga a certos requisitos para poder ser considerada oficializada, pelo que em verdadeiro rigor não existem candidaturas, apenas uma razão mais para não ter entendido o porquê da questão que ontem apareceu na SIC.

Diria ainda mais, tendo em conta o número de pessoas a contactar para fazerem parte de listas, desde o núcleo mais importante passando pelos associados que completam essas listas, poderemos contabilizar um período que não é assim tão curto, entendendo-o numa óptica de alguma proximidade de ideias e conceitos, mesmo para os que surgem apenas "para fazer número".

Resumindo, não é nada que se faça, com algum acerto e garantia de qualidade, de um momento para o outro. Ora a recusa oficial de FSF é, no máximo, do passado fim de semana, pelo que dificilmente, mesmo que PS tenha mantido, como diz, uma pequena equipa a trabalhar, o candidato poderia sequer oficializar ontem ou hoje a sua candidatura.

E no entanto, para quem dá importância a isso, e eu pessoalmente dou, existe uma candidatura que há bastante tempo trabalha nas suas listas. Só não é esta.



Estive a ler atentamente no Record de hoje uma entrevista/reportagem com PS e nao desgostei das ideias que apresenta.
Em nenhum momento me pareceu que a candidatura dele tenha algo a ver com continuidade.
Vou esperar para ver programa e equipa.
Talvez na apresentação da candidatura se possa saber mais novidades.

SL
Tambem meagradaram as primeiras palavras de Pedro Souto, parece-me alguem muito equilibrado, e já deu a perceber que quer atacar os pontos onde a antiga direcção falhou rotundmente, quer  reanimar a massa associativa de novo .
Este link não está associado à pagina. O erro é meu ou é geral? Quanto a este candidato, a pergunta é o seguinte, será pior que Franco? Duvido!
a conversa de so se candidatar se o outro nao avançar deixou me com duas ideias...ou nao tem tomates ou poderá tornar se num testa de ferro.
cheira me a linhagem dissimulada.....
 
a conversa de so se candidatar se o outro nao avançar deixou me com duas ideias...ou nao tem tomates ou poderá tornar se num testa de ferro.
cheira me a linhagem dissimulada.....

ou ambas
SEM TRÉGUAS!!


Sembra impossibile che io segua ancora te!
Questa è una malattia che non và piu via... vorrei andar via, vorrei andar via di qua, ma non resisto lontano da te ohh ohh!!
a partida o meu voto vai para este. mas vou deixar anda ro tempo , para fazer uma melhor observaçao
bem miudos !
"Parece que os lagartos nos deram um baile do caraças pela conversa no forum deles."  By an orc in Serorc.com
Mas vai para este porquê, posso saber as tuas razões? É que eu desconheço o seu programa e os seus intentos.. Assim como a "massa" humana desta candidatura.

Se algum dia não ouvires que Te Amo então Sporting o Mundo vai acabar!
Citação de: O Jogo
Souto alinha pelo modelo anglo-saxónico

Amigo pessoal de Soares Franco, com quem privou na gestão da SAD, ao lado de Ribeiro Telles, José Corrêa Sampaio assume-se apoiante indefectível da candidatura de Pedro Pinto Souto, que vê como digno sucessor do actual presidente. "A minha convicção é que o dr. Pedro Souto tem o perfil correcto para poder ser um bom presidente para o Sporting porque não tem qualquer intenção de tirar benefícios em proveito próprio e o seu objectivo é servir o Sporting. Partindo do princípio que será um gestor de clube tão bom como tem sido nas firmas por onde tem passado, acho que o Sporting está de parabéns por ter um candidato com a qualidade do Pedro Souto", perspectivou ontem a O JOGO o ex-dirigente leonino.

A vertente programática também merece elogios por parte de Corrêa Sampaio. "É transmitir outra vez paixão aos sportinguistas, é dar espectáculo no futebol, estamos todos cansados de aspectos financeiros e económicos do Sporting. Têm de ser tratados porque são importantes, mas estão em vias de ser resolvidos, por isso vamos ao que interessa: e isso é o desporto. Outra coisa a fazer é aumentar o número de executivos mas reduzir as equipas no seu total, haver uma maior interpenetração entre SAD e clube. Os tempos são outros e perdem-se sinergias por haver uma separação tão grande entre o clube e a SAD. É muito difícil decidir quando se tem 11 directores, todos voluntários. A ideia é que as pessoas que trabalham devem ser sempre remuneradas e devem, por outro lado, assumir a sua função no Sporting a tempo inteiro. É uma responsabilidade acrescida. A situação económica do Sporting é sempre uma preocupação, mas está controlada. Tudo o que foi feito pela actual direcção, na minha opinião, está muito bem feito", concedeu.

A principal novidade, porém, revela Corrêa Sampaio, prende-se com o modelo de gestão a empregar por Souto. "Há algumas funções que são fundamentais neste modelo organizativo para usar o jargão anglo-saxónico - o chief executive officer será ele e depois tem três funções também muito importantes, o executivo operacional, o financeiro e o homem do futebol, que é crucial. Não vou falar em nomes porque terá de ser ele a anunciar, mas já há nomes para os cargos fundamentais. Uma das vantagens que vejo nesta candidatura no dr. Pedro Souto é que marca uma geração nova. Nós, porque já passei por lá, e os que lá estão já estão há muito tempo, demos o nosso contributo, agora é preciso gente nova. A equipa do dr. Pedro Souto é feita de gente nova, com outro entusiasmo, dinamismo e provavelmente maior criatividade."
· · · ·
Modelo anglo-saxónixo? Que raio de coisa é essa? :eh:

Bem, tentei procurar algo sobre o Curriculum vitae deste senhor que aparentemente vai representar a continuidade mas com uma estratégia à Benfica com muitos milhões investidos no futebol (foi o que depreendi de uma entrevista de quando era pré-candidato) e o que encontrei foi apenas o seguinte:

- Empresário
- Antigo Presidente da Leiloeira BCA


Confesso que não encontrei nada referente ao ACP, onde consideram que fez um bom trabalho. Algo bizarro... :-\
Modelo anglo-saxónixo? Que raio de coisa é essa? :eh:
Bem, tentei procurar algo sobre o Curriculum vitae deste senhor que aparentemente vai representar a continuidade mas com uma estratégia à Benfica com muitos milhões investidos no futebol (foi o que depreendi de uma entrevista de quando era pré-candidato) e o que encontrei foi apenas o seguinte:
- Empresário
- Antigo Presidente da Leiloeira BCA

Confesso que não encontrei nada referente ao ACP, onde consideram que fez um bom trabalho. Algo bizarro... :-\
Souto actuou de facto no sector automóvel, na leiloeira BCA, de que entretanto se desfez. De resto pouco se sabe dele.
Quanto ao modelo anglo-saxónico, trata-se de mero marketing, em torno da figura do CEO, entretanto mais do que vulgarizada em Portugal.
Mas... Esse tal José Corrêa Sampaio não era sogro dele? Ou é ele o candidato, e o outro apenas dá a cara? É que se não é mandatário, convinha clarificar o seu papel.
No fundo deve tratar-se apenas de jornalistas a quererem fabricar notícias, esquecendo-se de dizer que é quem, e referem-no apenas como «o ex-dirigente leonino».
Deixo aqui a citação completa, com o link.


Sporting » Eleições

Souto alinha pelo modelo anglo-saxónico
SOFIA RAMOS SILVA

Amigo pessoal de Soares Franco, com quem privou na gestão da SAD, ao lado de Ribeiro Telles, José Corrêa Sampaio assume-se apoiante indefectível da candidatura de Pedro Pinto Souto, que vê como digno sucessor do actual presidente. "A minha convicção é que o dr. Pedro Souto tem o perfil correcto para poder ser um bom presidente para o Sporting porque não tem qualquer intenção de tirar benefícios em proveito próprio e o seu objectivo é servir o Sporting. Partindo do princípio que será um gestor de clube tão bom como tem sido nas firmas por onde tem passado, acho que o Sporting está de parabéns por ter um candidato com a qualidade do Pedro Souto", perspectivou ontem a O JOGO o ex-dirigente leonino.

A vertente programática também merece elogios por parte de Corrêa Sampaio. "É transmitir outra vez paixão aos sportinguistas, é dar espectáculo no futebol, estamos todos cansados de aspectos financeiros e económicos do Sporting. Têm de ser tratados porque são importantes, mas estão em vias de ser resolvidos, por isso vamos ao que interessa: e isso é o desporto. Outra coisa a fazer é aumentar o número de executivos mas reduzir as equipas no seu total, haver uma maior interpenetração entre SAD e clube. Os tempos são outros e perdem-se sinergias por haver uma separação tão grande entre o clube e a SAD. É muito difícil decidir quando se tem 11 directores, todos voluntários. A ideia é que as pessoas que trabalham devem ser sempre remuneradas e devem, por outro lado, assumir a sua função no Sporting a tempo inteiro. É uma responsabilidade acrescida. A situação económica do Sporting é sempre uma preocupação, mas está controlada. Tudo o que foi feito pela actual direcção, na minha opinião, está muito bem feito", concedeu.

A principal novidade, porém, revela Corrêa Sampaio, prende-se com o modelo de gestão a empregar por Souto. "Há algumas funções que são fundamentais neste modelo organizativo para usar o jargão anglo-saxónico - o chief executive officer será ele e depois tem três funções também muito importantes, o executivo operacional, o financeiro e o homem do futebol, que é crucial. Não vou falar em nomes porque terá de ser ele a anunciar, mas já há nomes para os cargos fundamentais. Uma das vantagens que vejo nesta candidatura no dr. Pedro Souto é que marca uma geração nova. Nós, porque já passei por lá, e os que lá estão já estão há muito tempo, demos o nosso contributo, agora é preciso gente nova. A equipa do dr. Pedro Souto é feita de gente nova, com outro entusiasmo, dinamismo e provavelmente maior criatividade."
L8tr,
 
106
 
 «Opiniões divergentes não significam ataques pessoais»    
É a habitual qualidade jornalística. Faz tanto sentido chamar a isso modelo anglo-saxónico como arranjar a tradução mandarim de "CEO" e dizer que se pretende implementar o modelo chinês.

Mais do que nomenclaturas, o que quero saber é o que pensa Souto sobre o verdadeiro modelo anglo-saxónico de clube, aquele que pressupõe uma sociedade detida por accionistas e a inexistência de sócios, que era o preferido de FSF, de quem Souto aparentemente se considera um sucedâneo.
A qualidade do jornalismo e dos jornalistas é o que se vê. Não atinam com nada. Se o candidato apresenta um chavão devia ser o trabalho do jornalista pedir-lhe para desenvolver. Senão os media não veiculam informação mas propaganda.

Relativamente a este assunto, Pedro Souto tem de concretizar o que é que entende por modelo anglo-saxónico. Pretende um clube-empresa, como é a norma no futebol britânico? Ou referia-se apenas a um modelo de gestão com um organograma seguindo o modelo anglo-saxónico, para simplificar processos e "emagrecer" a administração? A ser assim não me oponho.
FORÇA LEÕES!!
http://www.record.pt/noticia.aspx?id=85c05b02-96d2-465d-be14-36e125196a98&idCanal=00000024-0000-0000-0000-000000000024

Se Souto acredita no que afirmou ontem no Estoril Open, ter a certeza que RA não se candidatará por o ter referido várias vezes no passado, porque razão adiou ele a sua candidatura baseado no facto de não se querer candidatar contra FSF?

FSF anunciou a sua saída do Sporting em Janeiro, e desde essa altura confirmou sempre, nas muitas alturas em que lhe fizeram a pergunta, que não seria candidato.

No entanto Souto nunca avançou, foi sempre referindo que só sabendo que FSF não seria candidato é que avançaria ele. E agora produz estas declarações!!!

Eu não gosto de incoerências, e muito menos que façam de mim parvo.
http://www.record.pt/noticia.aspx?id=85c05b02-96d2-465d-be14-36e125196a98&idCanal=00000024-0000-0000-0000-000000000024

Se Souto acredita no que afirmou ontem no Estoril Open, ter a certeza que RA não se candidatará por o ter referido várias vezes no passado, porque razão adiou ele a sua candidatura baseado no facto de não se querer candidatar contra FSF?

FSF anunciou a sua saída do Sporting em Janeiro, e desde essa altura confirmou sempre, nas muitas alturas em que lhe fizeram a pergunta, que não seria candidato.

No entanto Souto nunca avançou, foi sempre referindo que só sabendo que FSF não seria candidato é que avançaria ele. E agora produz estas declarações!!!

Eu não gosto de incoerências, e muito menos que façam de mim parvo.

Pode não ser incoerência: simplesmente sabia que FSF dá pouco valor à palavra dada e ainda dá o benefício da dúvida a RA  :lol:

Mais a sério, concordo que o Souto está a tentar 'secar' eventuais candidaturas que surjam da linha da continuidade.
http://www.record.pt/noticia.aspx?id=85c05b02-96d2-465d-be14-36e125196a98&idCanal=00000024-0000-0000-0000-000000000024

Se Souto acredita no que afirmou ontem no Estoril Open, ter a certeza que RA não se candidatará por o ter referido várias vezes no passado, porque razão adiou ele a sua candidatura baseado no facto de não se querer candidatar contra FSF?

FSF anunciou a sua saída do Sporting em Janeiro, e desde essa altura confirmou sempre, nas muitas alturas em que lhe fizeram a pergunta, que não seria candidato.

No entanto Souto nunca avançou, foi sempre referindo que só sabendo que FSF não seria candidato é que avançaria ele. E agora produz estas declarações!!!

Eu não gosto de incoerências, e muito menos que façam de mim parvo.

Penso que sao situações que nao se podem comparar.
Em relação a RA,Souto referia-se a afirmações produzidas no dia anterior no programa da TVI.
Quanto a FSF era uma posição de Janeiro que era possivel de ser mudada aias já o foi no passado.Acresce que Souto deveria saber perfeitamente que existia uma grande pressao para que FSF voltasse atras na decisao e que inclusive estaria a meditar sobre esse possivel volte-face.
É a minha leitura da coisa.

SL
Modelo anglo-saxónixo? Que raio de coisa é essa? :eh:

 :rotfl:

Não é nada. Isto não é "mero marketing" como disse o 106, é muito mais do que isso: é palavreado para comer analfabetos e papalvos, numa peça jornalística especialmente montada para o efeito. É o alimentar de uma obsessão com o estrangeiro que está não raras vezes associada com sentimento de inferioridade ou com incapacidade de perceber sequer o que se faz cá dentro: somos pobres e pequeninos e não percebemos nada disto…por isso não resta senão imitar os outros, porque “lá fora é que se faz bem”.

E a mesma malta que no dia 17 votou SIM “para não terem que se deslocar a Lisboa em futuras AGs” vê este palavreado tecnocrata dos CEO e dos modelos anglo-saxónicos, não percebe nada mas tudo lhes soa como música aos ouvidos: porque se vem lá de fora, só pode ser boa ideia, e se não percebem é porque deve ser uma coisa muito inovadora e pioneira.

Poupem-me. As pessoas podem ter a opinião que quiserem e podem seguir o modelo que quiserem. Podem achar que o caminho melhor é a perda de maioria da SAD, podem seguir o modelo anglo-saxónico, podem seguir o modelo esquimó e até podem achar que o Sporting se deve fundir com o beifica. Os donos do clube, que são os sócios, cá estarão para decidir. Mas que se explique o porquê das coisas, que se apresentem os devidos argumentos e que não se entre pela verborreia de frases soltas que recolhem os aplausos dos “yes-man”. Este artigo, na forma, em nada se distingue da propaganda que tem sido feita pela Situação que sempre tomou os sócios e adeptos por papalvos, por isso reservo-me desde já o direito de pensar que uma candidatura de PPS em nada rompe com o status quo.

Se gente desta estirpe continuar com as rédeas do clube é a morte do Sporting com que me identifico e só não rasgarei o cartão de sócio…porque ainda não mo enviaram.
Quod scripsi, scripsi.:
Tudo pelo Sporting, nada contra o Sporting.
Banca, Academia, Paulo Bento.
Evolução na continuidade.
Orgulhosamente sós a bater palmas ao mau futebol. Para Alvalade, rapidamente e em força.
Modelo anglo-saxónixo? Que raio de coisa é essa? :eh:

 :rotfl:

Não é nada. Isto não é "mero marketing" como disse o 106, é muito mais do que isso: é palavreado para comer analfabetos e papalvos, numa peça jornalística especialmente montada para o efeito. É o alimentar de uma obsessão com o estrangeiro que está não raras vezes associada com sentimento de inferioridade ou com incapacidade de perceber sequer o que se faz cá dentro: somos pobres e pequeninos e não percebemos nada disto…por isso não resta senão imitar os outros, porque “lá fora é que se faz bem”.

E a mesma malta que no dia 17 votou SIM “para não terem que se deslocar a Lisboa em futuras AGs” vê este palavreado tecnocrata dos CEO e dos modelos anglo-saxónicos, não percebe nada mas tudo lhes soa como música aos ouvidos: porque se vem lá de fora, só pode ser boa ideia, e se não percebem é porque deve ser uma coisa muito inovadora e pioneira.

 :arrow: