"NOVO LÍDER PERDE LIEDSON"

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

* Maio 10, 2005, 09:50 am
Este é o título de trampa de hoje na pasquinada.

Então, não eram estes os tais que não queriam contribuir para o tal clima de guerrilha que agride quem gosta de futebol? Não eram estes os tais candidatos a um movimento verdadeiramente regenerador no futebol português? Não são estes que ao longo da semana se iam comprometer a não publicar, por opção editorial, todas as afirmações de dirigentes, de treinadores, de jogadores, de árbitros e até de colunistas que optassem por expressões, atitudes, ou comportamentos que apelassem à violência e ao desrespeito por princípios éticos desportivos e a não ser igualmente, por decisão própria, veículos da violência verbal, da suspeição, da manipulação de todos os que entendessem que tudo valia para atingir os fins[/u]?

Se formos campeões, sou capaz de ir lá à baiúca deles e escarrar-lhes nas trombas. Porcos de trampa!...  :evil:
As mulheres são como as piscinas: o seu custo de manutenção é muito elevado e não é compensado pelo tempo que passamos dentro delas.

Um homem é como um soalho flutuante: se for bem montado, pode ser pisado durante mais de 30 anos.
**** Maio 10, 2005, 09:52 am
Foi o único motivo de alegria para eles esta semana, mas ... vão estar muito enganados, vão vão  :wink:
**** Maio 10, 2005, 09:53 am
Não concordo. Neste aspecto, a verdade é que o novo líder perdeu mesmo Liedson. Não vejo nenhum motivo para criticar o pasquim, é mera informação que todos os comentadores evidenciaram ontem ao fim do jogo.

Agora, as consequências é que não sabemos, e a interpretação é de cada um.
**** Maio 10, 2005, 10:19 am
PINIPINIPINIPINIGOOOOOOL!...
Vítor Damas (1947-2003)

2 Campeonatos Nacionais (69/70 e 73/74)
3 Taças de Portugal (70/71, 72/73 e 73/74)
* Maio 10, 2005, 12:07 pm
Citação de: "miguel"
Não concordo. Neste aspecto, a verdade é que o novo líder perdeu mesmo Liedson. Não vejo nenhum motivo para criticar o pasquim, é mera informação que todos os comentadores evidenciaram ontem ao fim do jogo.

Agora, as consequências é que não sabemos, e a interpretação é de cada um.


Não está em causa se o Sporting perdeu ou não o Liedson - disso já todos temos conhecimento; o que está aqui em causa é o facto do pasquim fazer disso 1ª página. Não creio que esse aspecto tenha sido o mais relevante do jogo, porque não teve influência directa ou indirecta no resultado final. Porque não fazer um título do género: NOVO LÍDER, MESMO COM PENALTY ROUBADO? Essa seria igualmente uma realidade indesmentível e que poderia ter tido influência no resultado final. A questão aqui reside muito simplesmente no facto de que a impossibilidade de um jogador do Sporting não poder jogar contra os merdosos, ser para o pasquim merecedor de urras e vivas e tão ou mais importante que a vitória no jogo, a ponto de aparecer na 1ª página.

Eu pergunto: dar urras e vivas porquê? Não ganhámos já sem o Liedson? Não perdemos já com ele? Não será isto um «veículo de violência verbal e de manipulação de todos os que entendem que tudo vale para atingir os fins»?

Abram os olhos.  :!:
As mulheres são como as piscinas: o seu custo de manutenção é muito elevado e não é compensado pelo tempo que passamos dentro delas.

Um homem é como um soalho flutuante: se for bem montado, pode ser pisado durante mais de 30 anos.
*** Maio 10, 2005, 12:39 pm
Não é nada a que não estejamos habituados. Se há algum tempo ainda ficava aborrecido com isso, nesta altura só me dá prazer imaginar a azia daquela gente a fazer tudo por tudo para reduzir o impacto da passagem do Sporting para o primeiro lugar. Então quando me lembro das primeiras páginas daquele mesmo jornal quando os lampiões passaram para a frente, ainda mais prazer tiro. Imagem então se formos campeões...  :twisted: