Futebol Brasileiro

ajtr1987 e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Mas no meio da confusão que são os campeonatos brasileiros, pelo menos não aderiram à moda dos torneios Apertura e Clausura, modelo comum na maioria nos países da América Latina, e aquele sistema manhoso de descidas de divisão que eles para lá têm, com médias de pontos de várias épocas e sei lá mais o quê.

Nesses campeonatos não é nenhuma surpresa ou escândalo, uns tipos serem campeões e no mês seguinte virem por aí abaixo e lutarem para não descer. :mrgreen:



Quando ao Paulo Bento nunca alinhei nessa história de que defendeu muito o clube e isso tudo. Ele defendeu os seus próprios interesses, e isso viu-se quando as coisas estavam no buraco, e em que continuava agarrado tipo lapa ao tacho.

Às vezes lá pelo meio defendia os interesses do Sporting, afinal de contas estavam ligados, ou não ? Mas quando picavam o menino ou apareciam as críticas, lá saía da casca, como foi o exemplo do famoso "querem espectáculos, vão ao cinema"
« Última modificação: Ontem às 17:31 por SCP Fan »


EU VI O ÉDER DAR-NOS O EURO 2016 !!!! NÃO SONHEI !!!!
O Vasco sempre desceu?!
Julguei que tinham sacado duma cambalhota daquelas na última jornada.

Não se conseguiu  safar, esteve muito perto. Mas para o ano está de volta à 1ª com um excelente treinador e uma equipa mais rotinada.
Ok, obrigado a todos pelas informações.
«O importante é ganhar. Quer se goste mais de umas coisas e menos de outras, quer se tenha uma opinião mais para a esquerda ou mais para a direita, o que realmente importa é que cada um de nós ponha sempre os interesses do Sporting Clube de Portugal acima de qualquer gosto particular, de qualquer ataque dos nossos adversários, e tão alto que nada nem ninguém nos impeça de sermos cada vez mais fortes, ganhadores e campeões».
Os mandatos não são para cumprir, os mandatos são para ser honrados. E quando não se honra aquilo para que se foi mandatado, não devem ser nada cumpridos. Devem ser interrompidos, como é lógico
«O importante é ganhar. Quer se goste mais de umas coisas e menos de outras, quer se tenha uma opinião mais para a esquerda ou mais para a direita, o que realmente importa é que cada um de nós ponha sempre os interesses do Sporting Clube de Portugal acima de qualquer gosto particular, de qualquer ataque dos nossos adversários, e tão alto que nada nem ninguém nos impeça de sermos cada vez mais fortes, ganhadores e campeões».
gg wp Bentolas. Até ele sabia que isto ía acontecer.
@Filipe Barros
O Brasileirão é o campeonato nacional, em que não há playoffs, é a pontos corridos,  como o nosso.
Quando acaba o Brasileirão começam os estaduais (Paulista,  Carioca, etc,) em que o sistema varia de estado para estado, mas normalmente há playoffs.
Por serem mais antigos e terem mais tradição, para alguns clubes o estadual é considerado mais importante que o nacional.

Obrigado.

Basicamente, Brasileirão é a 1ª divisão, e depois nos estaduais há playoffs para aceder ao Brasileirão, é isso?

Não, não tem nada a ver, são competições independentes. Os estaduais são campeonatos normais mas claro, apenas para os participantes de cada estado. No fim apura-se o campeão e fica por aí. Alias, mesmo nos estaduais há várias divisões, e subidas e descidas. Nos principais, Rio, São Paulo, etc até acho que há mais que duas divisões.

Depois entra é a típica confusão à moda brasileira, em que muitas vezes dão nomes às fases finais dos próprios estaduais, tipo Taça Qualquer Coisa, e fazem daquilo mais um troféu.

O campeonato nacional é a Serie A e funciona como cá (actualmente até já é também por pontos corridos), e tem descidas de divisão como na Europa.

Pelo meio há a Copa do Brasil, que ainda hoje não percebi a importância que aquilo tem, é que uns clubes não lhe ligam grande coisa, mas já vi comentadores a referirem-se de forma pomposa à competição, e falando dos vencedores como "campeão da Copa do Brasil". Esta taça é que não funciona como as taças na Europa, acho que os participantes de cada ano são os primeiros classificados de cada estadual. Este ano até inventaram mais um torneio (agora escapa-me o nome) com clubes de vários estaduais, que se disputa no mesmo período dos próprios estaduais, o que até chegou a motivar algumas ausências.  :lol: :o

A Libertadores é a Champions lá do sítio, para clubes da América do Sul e com clubes mexicanos lá metidos pelo meio. O que é curioso já que os clubes mexicanos também já participam na Liga dos Campeões da CONCACAF. Depois há uma espécie de Liga Europa, cujo o nome actual é Copa Sudamericana (?). E já se chamou Copa Mercosur.

Confuso ? Brasil !!  :mrgreen:


PS. Pelo meio disto engraçado é ver plantéis a serem construídos para X meses, para apostarem forte por exemplo na Libertadores, e depois andarem em poupanças no campeonato nacional, enfim, há-de tudo.
O sistema brasileiro é fácil compreender, tenta é explicar o argentino :mrgreen:
Dou os meus parabéns ao Bento. Um treinador com a capacidade e adaptabilidade que ele tem, conseguiu durar muito mais por lá do que seria expectável.

Pensei mesmo que ele iria ver q final do Euro em casa... Afinal durou ainda mais duas semanas. Talvez tenha sido o efeito de ter ganho um jogo ao líder Verdão lá pelo meio.

Não desejo sorte ao Bento. Desejo sorte ao Cruzeiro, clube simpático e muito grande que não merecia isto. Sempre foi um clube muito organizado, de uma das mais importantes cidades do Brasil... Foi bicampeão e em 2015 tudo começou a correr mal. E deram a machadada final agora ao contratarem o Bento. Pelo menos não fizeram como o Palmeiras com o Scolari há uns anos, mantiveram-no lá até não haver nada a fase e acabarem por descer de divisão.
"O Sporting é nosso outra vez!"
Eu por acaso acho piada ao campeonato brasileiro e costumo segui-lo.
Quando estive por lá assisti a um Sport-Náutico ao vivo, com estádio cheio 30 mil pessoas. É um derby da cidade de Recife e esteve um ambiente incrível.

É um campeonato muito competitivo onde em 10 anos és bem capaz de ter 10 vencedores diferentes e a Libertadores também é bastante competitiva.

Numa coisa para mim eles são MUITO melhores que nós, que é nos comentadores desportivos que acompanham os jogos. Os gajos analisam tudo ao detalhe, normalmente com comentários que acrescentam valor durante o jogo.
Por aqui é uma tristeza...
O campeonato brasileiro é um dos melhores do mundo em termos de espectáculo (pessoalmente só o trocava pelo ingles). E o desdém que alguns portugueses têm pelo seu nível de qualidade é cómico considerando que muitas equipas portuguesas da 1a divisão sobrevivem à base de refugo brasileiro.
My name is Ash and I am a slave. As far as I can tell, the year is 1300 A.D and I'm being dragged to my death. It wasn't always like this, I had a normal life, once.....
O campeonato brasileiro é um dos melhores do mundo em termos de espectáculo (pessoalmente só o trocava pelo ingles). E o desdém que alguns portugueses têm pelo seu nível de qualidade é cómico considerando que muitas equipas portuguesas da 1a divisão sobrevivem à base de refugo brasileiro.

Se ainda fosse refugo de 1ª divisão estavam essas equipas bem

O pior é que vêm do Madureira, do ASA, Guarentinguetá e por ai fora.
A aguardar serenamente por reforços
- Nasyrov - 25 Julho
O campeonato brasileiro é um dos melhores do mundo em termos de espectáculo (pessoalmente só o trocava pelo ingles). E o desdém que alguns portugueses têm pelo seu nível de qualidade é cómico considerando que muitas equipas portuguesas da 1a divisão sobrevivem à base de refugo brasileiro.

Se ainda fosse refugo de 1ª divisão estavam essas equipas bem

O pior é que vêm do Madureira, do ASA, Guarentinguetá e por ai fora.

Exato. Nao estava a pensar em refugo de 1a divisao. Esse costumava vir para o Sporting.
My name is Ash and I am a slave. As far as I can tell, the year is 1300 A.D and I'm being dragged to my death. It wasn't always like this, I had a normal life, once.....
O campeonato brasileiro é um dos melhores do mundo em termos de espectáculo (pessoalmente só o trocava pelo ingles). E o desdém que alguns portugueses têm pelo seu nível de qualidade é cómico considerando que muitas equipas portuguesas da 1a divisão sobrevivem à base de refugo brasileiro.
:arrow: :arrow:

Depois gosto daquelas frases feitas: "Marca muitos golos lá no Brasil, com aquelas defesas fracas", vamos a ver as defesas na Europa e estão carregadas de jogadores brasileiros, alguns de divisões secundárias.
Aí então aparece a resposta: "Aprenderam a defender cá na Europa". Sim aprendem algumas coisas, tal como ensinam outras que trazem de lá.
Outra treta é a do futebol lento que por lá se pratica. É certo que há jogos mais lentos, principalmente quando estão a jogar de baixo de 40º, mas há outros tão ou mais rápidos que os de cá.
Logo para começar no Brasil joga-se quase sempre duas vezes por semana. Despacham o Brasileirão em metade do ano e depois jogam os estaduais. O ritmo é tão forte que nem sequer se pára quando joga o escrete.
Depois ao contrário de Portugal que só tem três clubes grandes no Brasil são uns 10-12 que têm aspirações a ganhar o título de campeão. O Cruzeiro foi recentemente campeão do mundo e agora está no fundo da tabela. O Vasco da Gama que também já foi campeão do mundo está na segunda divisão, o que não o impediu de ganhar o último campeonato carioca. Palmeiras e Fluminense foram recentemente à segunda divisão e agora lutam pelo título.

Relativamente ao Paulo Bento, parece-me que este projecto estava vetado ao fracasso desde o início, PB entrou com o campeonato já a meio e com o plantel em formação. Penso que PB fez bem em aceitar o desafio, aprende-se muito mais a jogar duas vezes por semana do que a jogar 12 vezes no ano como treinador de selecção, foram só dois meses mas jogou 17 jogos o que equivale a meia-época em Portugal.

Eu perdi grande parte do respeito que tinha por PB depois da convocatória para o Mundial do Brasil. Até esse momento, apesar das suas limitações enquanto treinador sempre o vi como um homem recto que não abdicava dos seus princípios. Foi sobretudo devido a essa rectidão que teve relativo sucesso no Sporting num dos períodos mais difíceis da história do clube. Num certo sentido o "projecto Roquette" morreu com a saída, depois disso a equipa de futebol nunca mais teve rumo até chegar Bruno de Carvalho.

Pela forma dedicada como serviu o clube como jogador e depois como treinador e também pela forma altamente digna como saiu do Sporting- fazendo questão de não receber um único dia de ordenado que não tivesse trabalhado, continuo a ter uma grande simpatia pela pessoa.

« Última modificação: Hoje às 13:35 por José Silva »
E a relva alta dos campos brasileiros?  :mrgreen: