Fórum SCP

Votação

Deveria a prova rainha de clubes europeus regressar nas clássicas noites de 3ª Feira?

Sim, no formato antigo
19 (46.3%)
Sim, mas num formato novo
8 (19.5%)
Sim, como Taça Europeia num cenário de Liga Europeia de Clubes e fim dos campeonatos nacionais para as equipas de topo
0 (0%)
Não há enquadramento possível
14 (34.1%)

Votos totais: 41

Taça dos Clubes Vencedores de Taças

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Quem gostaria de ver o regresso da mítica?



Tinha 6 anos da última vez que jogámos esta competição, portanto não me lembro de nada da mesma e não sinto a sua falta.
Sim deveria regressar, mas num formato em que fosse somente disputada por todos os vencedores das taças europeias dos seus países.

Assim como a liga dos campeões deveria ser só dos campeões ou então mude-se o nome é que segundos terceiros ou quintos tipo Liverpool é ridículo.
23-03-2013 A noite mais feliz da minha vida como Sportinguista.
A partir de agora mandamos nós e o Sporting terá o seu caminho novamente, quero vos agradecer a todos e dizer claramente para que toda a gente oiça:
Viva o Sporting Clube de Portugal! É nosso outra vez!
Palavras do Presidente do Sporting Clube de Portugal, Bruno de Carvalho. Bem haja Presidente!
Tirando obviamente o que há pa ver sobre a nossa conquista de há 50 anos, sei 0 sobre esta competição ... pelos vistos, da última vez que se realizou, tinha uns 10 anos, não me lembro da sua existência, não sei quem se qualificava (vá ... o nome é explicito: os vencedores das taças de cada país), em que moldes era disputada etc, portanto não me faz diferença.


Não sei também até que ponto há espaço para mais uma competição europeia. A Liga Europa já é a tristeza (desvalorizada por muitos e pouco atractiva financeiramente) que é enquanto "parente pobre" da Champions ... ter mais uma competição europeia teoricamente inferior (em termos de prémios, eventualmente de clubes, etc), não me parece que fosse boa ideia.
não me lembro da sua existência, não sei quem se qualificava (vá ... o nome é explicito: os vencedores das taças de cada país), em que moldes era disputada etc, portanto não me faz diferença.

Para quem cresceu com ela, ainda hoje faz diferença! Era a competição «gémea» da Taça dos Clubes Campeões Europeus, surgiu 5 anos depois desta. Ambos os torneios eram tão fortes que se criou a Supertaça como tira-teimas.

Participantes: Simples, todos os vencedores das taças nacionais ou os finalistas em caso de dobradinha + o vencedor da época anterior. Nos anos 90, os jogos eram sempre à 3ª, a LC à 4ª e a UEFA à 5ª.

A Liga Europa/Taça UEFA era a competição menos importante e surgiu a partir da Intercities Fairs Cup. O que hoje é a Liga Europa era uma iniciativa privada de selecções de cada cidade: London XI, Barcelona XI, etc. Cada cidade escolhia uma equipa representante, desde que tivesse uma feira ou certame anual. Esta chamada Taça das Feiras tornou-se num sucesso e foi vendida à UEFA que, por sua vez, perverteu o modelo e transformou-a numa taça de consolação para 2º, 3º e 4ºs  classificados dos campeonatos.

Como sabes/sabem, com a ideia de se criar uma Liga Europeia, integraram-se os 2ºs e depois 3ºs e 4ºs classificados na LC e a Taça UEFA ficou tão fraca que absorveu os vencedores das taças nacionais para não desaparecer e assim a Taça das Taças acabou por ser sacrificada com alguma surpresa.
« Última modificação: Novembro 23, 2014, 13:03 pm por Viridis »
No actual modelo não faz qualquer sentido.

O que dá força às competições é ter as melhores equipas nelas e não uma dispesão por várias competições como havia no modelo antigo.
Era puto mas ainda me lembro bem da Taça das Taças. Ainda segui esta competição a partir de 1995 e a nossa ultima participação em 1996/1997 (eliminados na 2ª eliminatória pelo Rapid Viena, 2-0 Alvalade, 0-4 Viena AP).

Não creio que haja enquadramento para voltar a disputar esta competição. Já na altura era uma competição pouco atractiva, que se disputava á 5ª feira (3ª Taça UEFA, 4ª Champions). Não tinha grande "cartaz" e clubes interessantes que dessem interesse nesta competição.

Fizeram bem em acabar com ela e fundir com a Taça Uefa, criando a Liga Europa.

32 na Champions + 48 na Liga Europa parece-me o plano ideal.

Uma alteração que fazia, seria valorizar financeiramente a Liga Europa. Não digo a valores de Champions (1M€ V, 0,5M€ E), mas pelo menos a metade desses valores. Certamente os clubes encarariam esta competição mais a sério e valorizava esta competição.

Esforço, Dedicação e Devoção servem de pouco se não houver Competência e Rigor.

Acrescente-se definitivamente estes 2 pilares ao ADN do Sporting, para atingirmos a Gloria.
Já para o fim, pouco se ligava à Taça das Taças, até a então Taça UEFA tinha mais importância.
E a razão era simples: os vencedores das taças dos principais campeonatos iam para a Champions porque obtinham classificação no seu campeonato para isso, o que fazia com que para a Taça das Taças fossem os finalistas vencidos, normalmente equipas de 2º plano nos seus campeonatos.
Ou seja, faltavam os grandes nomes na prova, e por isso ela foi definhando aos poucos até acabar.
Como essa razão se mantém ainda hoje e até com mais força, não vejo qualquer motivo para fazer regressar esta prova.
não me lembro da sua existência, não sei quem se qualificava (vá ... o nome é explicito: os vencedores das taças de cada país), em que moldes era disputada etc, portanto não me faz diferença.

Para quem cresceu com ela, ainda hoje faz diferença! Era a competição «gémea» da Taça dos Clubes Campeões Europeus, surgiu 5 anos depois desta. Ambos os torneios eram tão fortes que se criou a Supertaça como tira-teimas.

Participantes: Simples, todos os vencedores das taças nacionais ou os finalistas em caso de dobradinha + o vencedor da época anterior. Nos anos 90, os jogos eram sempre à 3ª, a LC à 4ª e a UEFA à 5ª.

A Liga Europa/Taça UEFA era a competição menos importante e surgiu a partir da Intercities Fairs Cup. O que hoje é a Liga Europa era uma iniciativa privada de selecções de cada cidade: London XI, Barcelona XI, etc. Cada cidade escolhia uma equipa representante, desde que tivesse uma feira ou certame anual. Esta chamada Taça das Feiras tornou-se num sucesso e foi vendida à UEFA que, por sua vez, perverteu o modelo e transformou-a numa taça de consolação para 2º, 3º e 4ºs  classificados dos campeonatos.

Como sabes/sabem, com a ideia de se criar uma Liga Europeia, integraram-se os 2ºs e depois 3ºs e 4ºs classificados na LC e a Taça UEFA ficou tão fraca que absorveu os vencedores das taças nacionais para não desaparecer e assim a Taça das Taças acabou por ser sacrificada com alguma surpresa.

 :great: Obrigado pelas infos.
Fiquei surpreendido que, em 15 anos, a Taça das Taças já se tivesse desligado assim tanto do imaginário das pessoas.

Também não sei como poderia haver um regresso, especialmente quando os principais clubes só pensam na Liga dos Campeões... mas apenas 2 troféus europeus por época? é manifestamente pouco para mais de 50 países e 250 clubes.

Ainda por cima, com as passagens da LC para a LE, o leque de vencedores é cada vez menor. Os troféus estão a ficar concentrados em poucos clubes.
@Viridis

Mas o problema não está só na questão da quantidade das taças mas sim nos patrocínios.

Se re-ativassem essa Taça os patrocínios deveriam ser poucos.

Não digo que não deveria existir atenção..

Na minha humilde opinião seria muito bem vinda, fazia mais sentido do que a Liga Intertoto.

Seria 1º , 2º Lugar para LC
Seria 3º , 4º Lugar para LE
Seria Vencedor da Taça de PT para a TdT (Sendo o Finalista Vencido em caso de Dobradinha).

Qual é o problema? Patrócionios e Prestígio.. Os valores pagos pela LE são manifestamente inferiores à LC, e dá pouco prestígio...

Além de que defenderia houvesse também o seguinte:

Vencedor da LC -> Apurado directamente para a LC do próximo ano (mesmo que ficasse abaixo dos lugares na sua competição interna)

Vencedor da LE -> Apurado directamente para a LC do próximo ano (mesmo que ficasse abaixo dos lugares na sua competição interna)

Vencedor das TdT -> Apurado para a LE do próximo ano (mesmo que ficasse abaixo dos lugares na sua competição interna)
Interessa sim o símbolo na parte da frente da camisola, muito mais do que o nome na parte de trás. by 34.169
Eu também tenho as minhas dúvidas acerca da viabilidade.

O que me parece mesmo estranho é que o pessoal pense que a Taça das Taças era uma espécie de prova menor... ou menos oficial! :think:

É preciso avivar a memória das pessoas que a TdT era a 2ª competição mais importante da UEFA, o prestígio era enorme! Era a Taça das Taças que apurava o outro finalista da Supertaça, a Taça UEFA estava abaixo (EC3).
Vamos lá ver....eu sou um saudosista nato. Nostálgico mesmo. E a Taça das Taças recorda-me muitos momentos da minha infância, porque sim, era uma competição interessante. Era a 2a competição europeia....a seguir á Taça dos Campeões, onde só iam mesmo os campeões.

Agora, nos moldes atuais, não creio que se justifique a existência desta competição.
O problema apareceu quando a UEFA decidiu concentrar o maior nº de equipas fortes possível na Liga dos Campeões, permitindo a 2os, 3os e até 4ºs classificados irem á mesma. Trouxe mais dinheiro, mais prestígio e mais visibilidade a essa competição, mas praticamente acabou com as outras.
Sinceramente, o que eu acho que faria sentido,era uma de duas soluções:

1) Concentrar tudo numa única competição. Acabar com a LE, que é considerada claramente secundária, por todos. Jogadores, treinadores, patrocinadores, a própria UEFA, etc. Desta forma far-se-ia uma divisão monetária dentro da própria Champions, se calhar mais justa do que a existente hoje se olharmos para a LE. Acabava-se também com a farsa utilizada por alguns clubes para ganhar pontos no ranking e assim ficarem no Pote 1 em sorteios da LC.

2) Voltar aos moldes anteriores onde apenas campeões iam á Taça dos Campeões, e aí sim, faria sentido existir a Taça das Taças.

Sinceramente, acho que no futuro teremos apenas uma competição....
A Taça das Taças, sendo disputada no sistema de eliminatórias, não traz qualquer vantagem monetária à UEFA.

Logo, esqueçam isso.
No princípio dos anos 90 o que a UEFA queria mesmo era uma liga europeia de clubes, esse era o propósito da Champions League, sendo que a "Taça UEFA" seria a 2ª divisão e a Taça das Taças a taça propriamente dita.

A ideia só agradou aos milionários, posto que a UEFA fingiu recuar. Mas na prática a liga europeia de clubes está a ser paulatinamente implementada.

A Liga dos Campeões vai tomando o lugar dos campeonatos nacionais e a Taça UEFA tem vindo a ser progressivamente transformada numa 2ª Divisão da Champions, com formato semelhante, recebendo as «despromoções» da Champions... e agora, sem surpresa, o vencedor da Liga Europa vai passar a ser promovido no sentido inverso.

Mais 20 anos e clubes como o Real, Barcelona, Milan, Bayern ou PSG abandonam os seus campeonatos e dão o passo. Eles já pouco se identificam com os seus campeonatos, o público-alvo e a grande base de apoio já são internacionais.
Com a Liga Europa seria sobrecarregar o calendário.
A menos que fosse esporádica, com eleminatórias até à final. Mas, aí, seria subvalorizada, com recompensas monetárias baixas.
Inside every cynical person, there is a disappointed idealist.
George Carlin
No princípio dos anos 90 o que a UEFA queria mesmo era uma liga europeia de clubes, esse era o propósito da Champions League, sendo que a "Taça UEFA" seria a 2ª divisão e a Taça das Taças a taça propriamente dita.

A ideia só agradou aos milionários, posto que a UEFA fingiu recuar. Mas na prática a liga europeia de clubes está a ser paulatinamente implementada.

A Liga dos Campeões vai tomando o lugar dos campeonatos nacionais e a Taça UEFA tem vindo a ser progressivamente transformada numa 2ª Divisão da Champions, com formato semelhante, recebendo as «despromoções» da Champions... e agora, sem surpresa, o vencedor da Liga Europa vai passar a ser promovido no sentido inverso.

Mais 20 anos e clubes como o Real, Barcelona, Milan, Bayern ou PSG abandonam os seus campeonatos e dão o passo. Eles já pouco se identificam com os seus campeonatos, o público-alvo e a grande base de apoio já são internacionais.

 Seria a morte do futebol europeu. Os verdadeiros adeptos desses clubes milionários deixariam de se identificar com os clubes, para além do facto de que uma liga europeia com um sistema fechado sem promoções ou descidas de divisão seria um fracasso pois, não só no final da época iria haver imensos jogos sem interesse, como seria uma liga altamente corrupta e manipulável, sendo que eu dava no máximo 5 anos até um projecto desses colapsar e os clubes milionários voltarem aos seus campeonatos de origem. Ainda há o facto do desinteresse dos restantes países no futebol, matando a modalidade na maior parte da Europa, o que seria a principal razão do fracasso duma liga europeia fechada.