Liga dos Campeões 2016/2017

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

O jogo era complicado para os Turcos, e a derrota não era um resultado impossível...mas por estes números cheira a esturro.

Gamanço forte e feio... É veres a "falta" que dá o penalty para o 2-0.

É muito estranho, mas como é habitual a UEFA vai assobiar para o ar.
Já agora o sorteio para os oitavos será na próxima segunda-feira às 12h00CET, às 11h de Lisboa.

O sorteio para os dezasseis-avos da liga europa, será no mesmo dia, uma hora depois do início do sorteio da champions, ou seja às 12h de Lisboa.

Ambos terão cobertura em directo pelo stream da uefa.

Vi agora o lance em "jogo corrido" no resumo. Dou de barato que o árbitro não considere falta do jogador do Dínamo, dou de barato que marque o penalty mas ele nunca pode mandar o jogador para a rua por causa daquilo. Esse sim é o maior erro.

Bom golo do Arsenal o 2º.

E o Yarmolenko se não esteve nos 6 golos do Dinamo esteve em 5. Está ali a mais
Lol, vi agora o dito penalty que dá o segundo golo ao Besiktas... Das coisas mais escandalosas que me lembro de ver. Incrível.
Vi agora o lance em "jogo corrido" no resumo. Dou de barato que o árbitro não considere falta do jogador do Dínamo, dou de barato que marque o penalty mas ele nunca pode mandar o jogador para a rua por causa daquilo. Esse sim é o maior erro.

Bom golo do Arsenal o 2º.

E o Yarmolenko se não esteve nos 6 golos do Dinamo esteve em 5. Está ali a mais

É falta claríssima do jogador do Dínamo...
Banho de bola do Nápoles. Incrível como, no conjunto dos dois jogos, eles vencem por 6-3 (4-2 em Itália e 2-1 hoje), e no entanto, fica a clara sensação de que a diferença de 3 golos é muito insuficiente face à diferença entre as equipas. Se o Nápoles tivesse goleado com violência em ambos os jogos, não seria escândalo nenhum.
"If God had meant football to be played in the air, he would have put grass in the sky" - Brian Clough

“Quando treinava o Saragoça, um jogador veio ter comigo no início da época e disse-me, todo contente: ‘Mister, estou melhor do que nunca fisicamente.’ Olhei para ele e respondi-lhe: ‘Isso é a pior notícia que me podias dar. Agora vais estar em mais sítios errados mais vezes, c*****.’” - Juan Manuel Lillo
Banho de bola do Nápoles. Incrível como, no conjunto dos dois jogos, eles vencem por 6-3 (4-2 em Itália e 2-1 hoje), e no entanto, fica a clara sensação de que a diferença de 3 golos é muito insuficiente face à diferença entre as equipas. Se o Nápoles tivesse goleado com violência em ambos os jogos, não seria escândalo nenhum.

Que biolencia oh @Poeira.

Ps. Concordo.


Sent from my iPhone using Tapatalk
"O bom ambiente é sempre necessário, mas só acredito em bons grupos quando existem vitórias. No dia em que existir no Sporting um bom grupo e não existirem vitórias é porque são todos uns bons rapazes e andam aqui a enganar o Clube. Quando não se ganha, as pessoas têm de estar chateadas.

João Benedito
O jogo era complicado para os Turcos, e a derrota não era um resultado impossível...mas por estes números cheira a esturro.

Gamanço forte e feio... É veres a "falta" que dá o penalty para o 2-0.

É muito estranho, mas como é habitual a UEFA vai assobiar para o ar.

Claro que é estranho... daqui a uns 10 anos lá deve aparecer este jogo na lista dos suspeitos de ilegalidade com apostas ou algo do género.
Pena hoje não poder ver o jogo de Madrid.
Ao Real interessa passar para a frente do grupo, mas ao Dortmund interessa manter a liderança.
Até posso pôr esse jogo no ecrã do PC, mas duvido que olhe sequer para esse ecrã...
«Opiniões divergentes não significam ataques pessoais»
E o Yarmolenko se não esteve nos 6 golos do Dinamo esteve em 5. Está ali a mais

 Ao tempo que o peço para o Tottenham .. Ainda por cima o tipo gosta mais do futebol, do que propriamente dinheiro ou projetos megamalómanos. Está a mais na Ucrânia e há alguns anos.
“We have to be compact, close together tactically, and if you are close then you have options to play with. You don't always have to try the most risky ball if you are compact. You have to run, to fight, until the moment, and then ... bang, you take it.”

Jurgen Klopp
O que aconteceu com o Besiktas é inqualificável. Seis árbitros em campo e até sentado nas torres de iluminação, de olhos semicerrados se vê que aquela m**** não é penalty. Isto não tem nada a ver com a passagem de outros, isso não em dá abalos nenhuns. Isto tem é simplesmente olhar para aquilo e ver que nem cego por gás pimenta um árbitro apita aquilo. mesmo que considerasse carga de ombro do Derlis (e já é rebuscado, face à posição da bola), nunca na vida um árbitro pode considerar que um corpo que é empurrado e por isso cai é responsável pela queda do tipo que está nas costas dele.

E depois, o vermelho. E a tripla penalização. Segundo Colina, sobre o fim da tripla penalização (penalty+vermelho+suspensão), no início desta época desportiva:
Citar
[...] A mudança restaura a justiça: o castigo de penalti, vermelho e suspensão era muito duro quando há uma tentativa genuína de ganhar a bola, quando um jogador tenta fazer o seu trabalho, mas chega um pouco tarde. O penalti vê a oportunidade de golo restaurada», disse o italiano

Deveria ter uma conversa com os árbitros.

Aquela porcaria só pode ser apostas. Há malta que ontem se fartou de ganhar dinheiro com este resultado.
“A lot of football success is in the mind. You must believe you are the best and then make sure that you are.” - Bill Shankly
O que aconteceu com o Besiktas é inqualificável. Seis árbitros em campo e até sentado nas torres de iluminação, de olhos semicerrados se vê que aquela m**** não é penalty. Isto não tem nada a ver com a passagem de outros, isso não em dá abalos nenhuns. Isto tem é simplesmente olhar para aquilo e ver que nem cego por gás pimenta um árbitro apita aquilo. mesmo que considerasse carga de ombro do Derlis (e já é rebuscado, face à posição da bola), nunca na vida um árbitro pode considerar que um corpo que é empurrado e por isso cai é responsável pela queda do tipo que está nas costas dele.

E depois, o vermelho. E a tripla penalização. Segundo Colina, sobre o fim da tripla penalização (penalty+vermelho+suspensão), no início desta época desportiva:
Citar
[...] A mudança restaura a justiça: o castigo de penalti, vermelho e suspensão era muito duro quando há uma tentativa genuína de ganhar a bola, quando um jogador tenta fazer o seu trabalho, mas chega um pouco tarde. O penalti vê a oportunidade de golo restaurada», disse o italiano

Deveria ter uma conversa com os árbitros.

Aquela porcaria só pode ser apostas. Há malta que ontem se fartou de ganhar dinheiro com este resultado.

Só pode, e também não ficaria surpreendido se alguns jogadores do Besiktas tivessem envolvidos.Foi demasiado descarado.

Mas isto é a Champions, e nunca a Uefa levantaria questões acerca disto.É preciso manter uma imagem da prova que casos destes colocariam em causa.

Eu pessoalmente não tenho dúvidas que á muito jogo sujo na Champions, alias o próprio Sporting já sentiu isso na pele (e não me esqueço pois tive presente nesse jogo, um roubo descarado).

Mas podemos esperar sentados pois tirando os adeptos nunca ninguém vai levantar questões acerca disto(nem a imprensa o faz...).


@Poeira

Concordo, sobretudo em relação ao jogo de ontem onde o resultado é super lisonjeiro para o benfica(levaram um banho de bola em todos os aspectos).

Porém jogar com Milik ou Gabbiadini não é mesmas coisa, o Sarri teve azar nesse aspecto (ainda para mais com o momento de forma fantástico que o Polaco atravessava).
mas quais apostas? o único beneficiário de tudo isto é muito claro.
Arrisco a dizer que gastaram mais ontem do que receberam com a passagem aos oitavos. Comprar o Kiev e o escocês não é a mesma coisa que o fazer ao Tondela e ao Capela.
Citar
UEFA muda modelo de distribuição das receitas da Champions e Liga Europa

Clubes portugueses vão à partida receber mais dinheiro

O modelo de distribuição das receitas da UEFA vai mudar a partir de 2018: essa é uma das novidades que saiu da reunição do Comité Executivo, que contou com a presença de Fernando Gomes, presidente da Federação e membro do Comité.

Assim sendo, refira-se, o modelo de distribuição das receitas de Liga dos Campeões e de Liga Europa deixa de abranger apenas três partes, para passar a distribuir-se por quatro.

Até aqui, recorde-se, o modelo de distribuição dividia-se em prémio de participação, prémios de performance (pontos e apuramentos, por exemplo) e market pool.

A partir de 2018 é acrescentada mais uma parte: prémio pela classificação do ranking da UEFA dos últimos dez anos, que considera também os títulos conquistados internacionalmente pelos clubes do país. Passam a ser portanto quatro partes.

Ora desta forma, o peso dado ao market pool diminui consideravelmente: agora significa 40 por cento do total de receitas, a partir de 2018 significa apenas 15 por cento.

Isto beneficia os clubes portugueses, naturalmente, já que o mercado português é pequeno, pelo que o proveito com o market pool é inferior a muitos clubes de países maiores. Já a classificação de Portugal no ranking da UEFA nos últimos anos é boa, o futebol nacional chegou a ser o quinto do ranking, pelo que os clubes vão à partida receber mais dinheiro relativamente ao que acontece com o market pool.

Mas para isso, claro, é preciso manter um bom lugar no ranking UEFA.

Refira-se, a esse propósito, que se Portugal conseguir ficar num quinto ou sexto lugar, o impacto da mudança é positivo. Se Portugal cair para oitavo lugar, ou abaixo disso, então a mudança terá um efeito negativo nos prémios a receber pelos clubes nacionais.

Resta dizer que Fernando Gomes, presidente da Federação, reuniu com o Sporting, Benfica, FC Porto e Sp. Braga há cerca de quinze dias, na Cidade do Futebol, e que por isso os clubes estivram sempre muito informados sobre o tema.

Com esta alteração, que entra em vigor em 2018 e se prolonga até 2021, fica afastada, pelo menos até 2021, a possibilidade de haver Superliga Europeia de Clubes.

Por outro lado, este modelo vai gerar cerca de mais três mil milhões de euros em receitas por época (conjunto de Champions e Liga Europa) do que acontece agora, sendo que as verbas de solidariedade para os clubes portugueses também aumentam (esta época receberam 41 milhões de euros).

Fonte: MaisFutebol