"SPORTING SAD 2014" ... sai um empréstimo de 20 milhões.

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.


A meterem 9% ao ano sobre a dívida existente estao no bom caminho para levarem o Sporting à falencia

A meterem 9% ao ano sobre a dívida existente estao no bom caminho para levarem o Sporting à falencia

 :arrow:

mas há quem pense que não..  :inde:

A meterem 9% ao ano sobre a dívida existente estao no bom caminho para levarem o Sporting à falencia

Vamos lá ver uma coisa. A SAD do SCP depende do sucesso do futebol. Se houver sucesso do futebol existirá retorno que irá gerar abate de passivo. Se esse sucesso tiver uma estrutura que a suporte, repetitiva, uma fórmula implementada que resulte (não tem resultado ao longo de muitos anos, mas actualmente está-se a ir por outro caminho e é notório que sim), então a SAD e o SCP podem coexistir do sucesso um do outro. É apenas disto que se trata. Se o futebol tiver sucesso, se houver milhões a entrar via futebol, a SAD não vai a falência nenhuma.


A meterem 9% ao ano sobre a dívida existente estao no bom caminho para levarem o Sporting à falencia

Vamos lá ver uma coisa. A SAD do SCP depende do sucesso do futebol. Se houver sucesso do futebol existirá retorno que irá gerar abate de passivo. Se esse sucesso tiver uma estrutura que a suporte, repetitiva, uma fórmula implementada que resulte (não tem resultado ao longo de muitos anos, mas actualmente está-se a ir por outro caminho e é notório que sim), então a SAD e o SCP podem coexistir do sucesso um do outro. É apenas disto que se trata. Se o futebol tiver sucesso, se houver milhões a entrar via futebol, a SAD não vai a falência nenhuma.



pois mas o problema está aí.. eu não acredito que este ano vá haver resultados desportivos.. se a isto aliarmos um aumento do passivo, o que acontece às acções cotadas em bolsa? Descem? até que ponto não poderá haver a perda da maioria das acções da SAD por parte do Sporting?  :inde:

A meterem 9% ao ano sobre a dívida existente estao no bom caminho para levarem o Sporting à falencia

Vamos lá ver uma coisa. A SAD do SCP depende do sucesso do futebol. Se houver sucesso do futebol existirá retorno que irá gerar abate de passivo. Se esse sucesso tiver uma estrutura que a suporte, repetitiva, uma fórmula implementada que resulte (não tem resultado ao longo de muitos anos, mas actualmente está-se a ir por outro caminho e é notório que sim), então a SAD e o SCP podem coexistir do sucesso um do outro. É apenas disto que se trata. Se o futebol tiver sucesso, se houver milhões a entrar via futebol, a SAD não vai a falência nenhuma.



O ciclo vicioso positivo teoricamente é interessante. Na prática não conhecemos situações em que tal ciclo resulta. Os riscos associados ao futebol são demasiado grandes. O Porto poderá estar mais próximo de o conseguir, mas não conheço a realidade das suas contas para o poder afirmar. Está completamente dependente da entrada na Champions e na venda de jogadores para atingir exercícios positivos. Nem sempre acontece ou é suficiente devido à sua pesada estrutura de custos.

O Sporting não tem forma de conseguir pagar o seu passivo. Com a venda dos 3 melhores jogadores vai ter um prejuízo a rondar os 10/15 milhões de euro. Conseguirá o Sporting vender jogadores no valor de 25 milhões de euro todas as épocas? Caso mantenha a actual estrutura de custos terá de o fazer obrigatoriamente.

O Sporting anda a tentar o ciclo vicioso positivo há diversos anos e não o conseguiu, quando apresentou resultados foi à custa da venda de património e de vendas excepcionais como do Nani.

O peso da dívida do Sporting é insustentável, o património tem sido vendido, a avaliação da equipa de futebol é irrisória comparativamente com o passivo. O passado recente tem mostrado a incapacidade do Sporting em valorizar jogadores.

A única solução para o Sporting ter viabilidade financeira terá de passar por:
Renegociação da dívida/Carência de Juros/Não pagar aos seus credores;
Aposta exclusiva ou quase na formação;
Redução da estrutura de custos;
Resta saber se com isto terá viabilidade desportiva...
"Reforçamos ainda a solução que temos vindo a defender para a sustentabilidade do Clube:
a)   O afastamento do Clube de todos os dirigentes envolvidos no “Projecto Roquette” e com responsabilidades na gravíssima situação actual, apuradas após a realização de uma verdadeira auditoria de gestão. Pedido de indemnização cível pelos danos causados ao Sporting Clube de Portugal;
b)    A renegociação firme, corajosa e realista da dívida bancária, de forma a reduzir drasticamente os encargos financeiros anuais; 
c)    A redução drástica dos custos com pessoal, como ponto de partida para que se alcance o equilíbrio da exploração operacional. Se analisarmos as últimas épocas, bem como o descalabro no balanço entre contratações e vendas de jogadores, facilmente verificamos duas realidades: (i) maior investimento não tem sido sinónimo de maior rendimento desportivo, (ii) os maiores encaixes financeiros com venda de jogadores foram com jogadores formados no Clube, e não com jogadores adquiridos pelas administrações e gestores de activos profissionais da SAD."
 - Candidatura Independente ao Conselho Fiscal e Disciplinar
O SCP não tem de pagar passivo, tem é de valorizar o activo. Que é o que faz a lampionagem por exemplo.

Os jogadores procurados e adquiridos pelo SCP este defeso visam essa valorização para posterior venda, com margem de lucro. E depois há que repetir. O porto baseia a sua estratégia nitidamente nas presenças na champions, e repete, por isso as contas estão aparentemente melhores (não é fácil sustentar aquela folha salarial, como bem dizes). Esse é claramente o objectivo mínimo para um SCP com "saúde". Agora, só há um rurmo, que é ganhar, e se não der para ganhar ao menos ir á champions, todos os anos. É um negócio como outro qualquer.

Não há certezas, nem posso dizer que "este ano é que é", o futebol depende de muitas coisas, mas até ver tudo tem estado a ser feito com um propósito que é o de tentar que o sucesso possa ser atingido. Eu acreditar acredito sempre, mas se falarmos em probabilidades não tenho a mínima dúvida que é certo que vamos fazer muito melhor do que nos últimos anos. Se isso é suficiente, não sei.
« Última modificação: Julho 20, 2011, 01:45 am por Majestade »

A meterem 9% ao ano sobre a dívida existente estao no bom caminho para levarem o Sporting à falencia

Vamos lá ver uma coisa. A SAD do SCP depende do sucesso do futebol. Se houver sucesso do futebol existirá retorno que irá gerar abate de passivo. Se esse sucesso tiver uma estrutura que a suporte, repetitiva, uma fórmula implementada que resulte (não tem resultado ao longo de muitos anos, mas actualmente está-se a ir por outro caminho e é notório que sim), então a SAD e o SCP podem coexistir do sucesso um do outro. É apenas disto que se trata. Se o futebol tiver sucesso, se houver milhões a entrar via futebol, a SAD não vai a falência nenhuma.



O ciclo vicioso positivo teoricamente é interessante. Na prática não conhecemos situações em que tal ciclo resulta. Os riscos associados ao futebol são demasiado grandes. O Porto poderá estar mais próximo de o conseguir, mas não conheço a realidade das suas contas para o poder afirmar. Está completamente dependente da entrada na Champions e na venda de jogadores para atingir exercícios positivos. Nem sempre acontece ou é suficiente devido à sua pesada estrutura de custos.

O Sporting não tem forma de conseguir pagar o seu passivo. Com a venda dos 3 melhores jogadores vai ter um prejuízo a rondar os 10/15 milhões de euro. Conseguirá o Sporting vender jogadores no valor de 25 milhões de euro todas as épocas? Caso mantenha a actual estrutura de custos terá de o fazer obrigatoriamente.

O Sporting anda a tentar o ciclo vicioso positivo há diversos anos e não o conseguiu, quando apresentou resultados foi à custa da venda de património e de vendas excepcionais como do Nani.

O peso da dívida do Sporting é insustentável, o património tem sido vendido, a avaliação da equipa de futebol é irrisória comparativamente com o passivo. O passado recente tem mostrado a incapacidade do Sporting em valorizar jogadores.

A única solução para o Sporting ter viabilidade financeira terá de passar por:
Renegociação da dívida/Carência de Juros/Não pagar aos seus credores;
Aposta exclusiva ou quase na formação;
Redução da estrutura de custos;
Resta saber se com isto terá viabilidade desportiva...

mas assim nunca mais ninguém nos emprestava dinheiro...
O SCP não tem de pagar passivo, tem é de valorizar o activo. Que é o que faz a lampionagem por exemplo. O porto baseia a sua estratégia nitidamente nas presenças na champions, e repete, por isso as contas estão aparentemente melhores (não é fácil sustentar aquela folha salarial, como bem dizes). Esse é claramente o objectivo mínimo para um SCP com "saúde". Agora, claramente só há um rurmo, que é tentar ganhar, e se não der para ganhar ao menos ir á champions, todos os anos. É um negócio como outro qualquer.

Não há certezas, nem posso dizer que "este ano é que é", o futebol depende de muitas coisas, mas até ver tudo tem estado a ser fito com um propósito que é o de tentar que o sucesso possa ser atingido. Eu acreditar acredito sempre, mas se falarmos em probabilidades não tenho a mínima dúvida que é certo que vamos fazer muito melhor do que nos últimos anos. Se isso é suficiente, não sei.


O Sporting tem de abater passivo, reduzir o seu serviço de dívida e valorizar o activo.
O Histórico do Sporting e a competitividade dos seus concorrente slb e fcp não me deixam optimista.

Experimenta fazer uma análise optimista de valorização de activos e sua venda obrigatória no final do ano. Achas que conseguimos fazer 25 milhões de lucro em vendas, voltar a investir e manter/aumentar a competitividade no plantel.

Até seria um exercício giro de fazer com o próximo relatório e contas, pegar nos custos/receitas. Fazer estimativas:
a) Optimistas; Aumento de receitas/Venda de jogadores
b) Razoáveis; Manter as receitas/Manter a venda de jogadores do exercício passado
c) Negativas; Pior só mesmos se não existir venda de jogadores.

Seria uma boa forma de ver a viabilidade do negócio e vermos em concreto o que é que o Sporting teria de fazer, onde é que teriamos de cortar e quais seriam os objectivos mínimos a atingir.

Podíamos também fazer um comparativo com várias relatórios e contas e ver a expressão que determinadas receitas podem ter, consoante o rendimento da equipa.
"Reforçamos ainda a solução que temos vindo a defender para a sustentabilidade do Clube:
a)   O afastamento do Clube de todos os dirigentes envolvidos no “Projecto Roquette” e com responsabilidades na gravíssima situação actual, apuradas após a realização de uma verdadeira auditoria de gestão. Pedido de indemnização cível pelos danos causados ao Sporting Clube de Portugal;
b)    A renegociação firme, corajosa e realista da dívida bancária, de forma a reduzir drasticamente os encargos financeiros anuais; 
c)    A redução drástica dos custos com pessoal, como ponto de partida para que se alcance o equilíbrio da exploração operacional. Se analisarmos as últimas épocas, bem como o descalabro no balanço entre contratações e vendas de jogadores, facilmente verificamos duas realidades: (i) maior investimento não tem sido sinónimo de maior rendimento desportivo, (ii) os maiores encaixes financeiros com venda de jogadores foram com jogadores formados no Clube, e não com jogadores adquiridos pelas administrações e gestores de activos profissionais da SAD."
 - Candidatura Independente ao Conselho Fiscal e Disciplinar

A meterem 9% ao ano sobre a dívida existente estao no bom caminho para levarem o Sporting à falencia

Vamos lá ver uma coisa. A SAD do SCP depende do sucesso do futebol. Se houver sucesso do futebol existirá retorno que irá gerar abate de passivo. Se esse sucesso tiver uma estrutura que a suporte, repetitiva, uma fórmula implementada que resulte (não tem resultado ao longo de muitos anos, mas actualmente está-se a ir por outro caminho e é notório que sim), então a SAD e o SCP podem coexistir do sucesso um do outro. É apenas disto que se trata. Se o futebol tiver sucesso, se houver milhões a entrar via futebol, a SAD não vai a falência nenhuma.



O ciclo vicioso positivo teoricamente é interessante. Na prática não conhecemos situações em que tal ciclo resulta. Os riscos associados ao futebol são demasiado grandes. O Porto poderá estar mais próximo de o conseguir, mas não conheço a realidade das suas contas para o poder afirmar. Está completamente dependente da entrada na Champions e na venda de jogadores para atingir exercícios positivos. Nem sempre acontece ou é suficiente devido à sua pesada estrutura de custos.

O Sporting não tem forma de conseguir pagar o seu passivo. Com a venda dos 3 melhores jogadores vai ter um prejuízo a rondar os 10/15 milhões de euro. Conseguirá o Sporting vender jogadores no valor de 25 milhões de euro todas as épocas? Caso mantenha a actual estrutura de custos terá de o fazer obrigatoriamente.

O Sporting anda a tentar o ciclo vicioso positivo há diversos anos e não o conseguiu, quando apresentou resultados foi à custa da venda de património e de vendas excepcionais como do Nani.

O peso da dívida do Sporting é insustentável, o património tem sido vendido, a avaliação da equipa de futebol é irrisória comparativamente com o passivo. O passado recente tem mostrado a incapacidade do Sporting em valorizar jogadores.

A única solução para o Sporting ter viabilidade financeira terá de passar por:
Renegociação da dívida/Carência de Juros/Não pagar aos seus credores;
Aposta exclusiva ou quase na formação;
Redução da estrutura de custos;
Resta saber se com isto terá viabilidade desportiva...

mas assim nunca mais ninguém nos emprestava dinheiro...

Terias que ter uma estrutura que conseguisse ser auto suficiente sem empréstimos. Teria de conseguir resolver os seus problemas de tesouraria de outra forma. Seja com venda parcial de passe de jogadores. A curto prazo os empréstimos resolvem problemas, a médio/longo prazo com a taxa de juro praticamente é catastrófico.
"Reforçamos ainda a solução que temos vindo a defender para a sustentabilidade do Clube:
a)   O afastamento do Clube de todos os dirigentes envolvidos no “Projecto Roquette” e com responsabilidades na gravíssima situação actual, apuradas após a realização de uma verdadeira auditoria de gestão. Pedido de indemnização cível pelos danos causados ao Sporting Clube de Portugal;
b)    A renegociação firme, corajosa e realista da dívida bancária, de forma a reduzir drasticamente os encargos financeiros anuais; 
c)    A redução drástica dos custos com pessoal, como ponto de partida para que se alcance o equilíbrio da exploração operacional. Se analisarmos as últimas épocas, bem como o descalabro no balanço entre contratações e vendas de jogadores, facilmente verificamos duas realidades: (i) maior investimento não tem sido sinónimo de maior rendimento desportivo, (ii) os maiores encaixes financeiros com venda de jogadores foram com jogadores formados no Clube, e não com jogadores adquiridos pelas administrações e gestores de activos profissionais da SAD."
 - Candidatura Independente ao Conselho Fiscal e Disciplinar
O SCP não tem de pagar passivo, tem é de valorizar o activo. Que é o que faz a lampionagem por exemplo.

Os jogadores procurados e adquiridos pelo SCP este defeso visam essa valorização para posterior venda, com margem de lucro. E depois há que repetir.

Desculpa lá Majestade mas valorizar que activo? Os donos dos passes dos jogadores que têm vindo sao os investidores secretos do Godinho Lopes. Quando houver valorizacao sao esses que ganham.
A promessa do Godinho Lopes antes das eleicoes é q era o Sporting a comprar os jogadores. Se tivesse prometido o que está a fazer, tudo bem, mas nao, está a fazer exactamente ao contrário do que prometeu.
Já antes das eleicoes havia dito que a unica promessa que acreditava que GL cumpria, era a vinda do Domingos. E assim foi
O SCP não tem de pagar passivo, tem é de valorizar o activo. Que é o que faz a lampionagem por exemplo.

Os jogadores procurados e adquiridos pelo SCP este defeso visam essa valorização para posterior venda, com margem de lucro. E depois há que repetir.

Desculpa lá Majestade mas valorizar que activo? Os donos dos passes dos jogadores que têm vindo sao os investidores secretos do Godinho Lopes. Quando houver valorizacao sao esses que ganham.
A promessa do Godinho Lopes antes das eleicoes é q era o Sporting a comprar os jogadores. Se tivesse prometido o que está a fazer, tudo bem, mas nao, está a fazer exactamente ao contrário do que prometeu.
Já antes das eleicoes havia dito que a unica promessa que acreditava que GL cumpria, era a vinda do Domingos. E assim foi

acredita que se nem essa cumpri-se não estava lá a esta hora.. isso e o Duque bater com a porta!  :great:
http://www.ojogo.pt/27-201/artigo937493.asp

Citar
Empréstimo obrigacionista subscrito na totalidade

O período de subscrição pública do empréstimo obrigacionista de 20 milhões de euros lançado pela SAD chegou ontem ao fim com total sucesso, numa operação que os responsáveis do Sporting consideravam essencial para o futuro próximo do clube e da equipa de futebol. De acordo com as informações fornecidas à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), o empréstimo foi subscrito na totalidade, dotando a empresa que gere o futebol verde e branco dos recursos pretendidos.

Esta é apenas uma das medidas de curto prazo implantadas pelo novo presidente, Godinho Lopes, seguindo-se a constituição do fundo de jogadores, que também já estava prevista.

parabéns pelo sucesso, tanto quanto sei isto era indispensável. O GL prometeu que seria o último, o que implica sucesso desportivo e nas contratacoes suficiente para pagar este novo empréstimo. Espero que funcione!


Felizmente parece que foi totalmente subsescrito.
Vou aguardar se foi realmente o ultimo ou nao.

SL
É um pau de dois bicos o actual volume de despesas da SAD... Por um lado estão claramente acima daquilo que deveriam, tendo em conta as receitas que a Sporting SAD tem conseguido captar. Por outro lado, ainda são curtas para poder formar equipas que lutem realmente por títulos e, dessa forma, tenham rentabilização desportiva e, posteriormente, financeira.

É por isso que acho que este meio termo em que o Sporting anda há anos não ajuda em nada. Ou se assume que não há condições para lutar por títulos nos próximos anos e se corta brutalmente as despesas actuais, com uma grande redução no orçamento da equipa, ou então chuta-se o problema para a frente, investe-se em força e criam-se equipas que possam ser as favoritas a lutar por títulos.

Como está é que não. Nas últimas duas épocas a SAD do Sporting tinha despesas elevadíssimas com os seus planteis para a qualidade que existia e que permitia apenas lutar pelo 3º lugar, algo que era evidente logo no início de cada época. Isto é péssimo, não são épocas que correm mal, são épocas em que não há qualquer aspiração a sucesso desportivo mas cujos gastos estão claramente acima do que deveriam para uma equipa que apenas lute por um 3º lugar em Portugal!

PS: Não subscrevi, como disse, porque achei que o risco de investir na SAD com o paradigma de gestão dos últimos anos era muito elevado e sou uma pessoa relativamente conservadora no que toca a investimentos financeiros. Mas fico satisfeito por o empréstimo ter sido subscrito na totalidade, visto que foi o mecanismo em que a SAD apostou para pagar o empréstimo anterior. Agora quero ver a Administração a criar condições para pagar este empréstimo daqui a 3 anos sem que seja necessário emitir outro, conforme o presidente cooptado da administração da SAD assumiu publicamente.
"O Sporting é nosso outra vez!"
É um pau de dois bicos o actual volume de despesas da SAD... Por um lado estão claramente acima daquilo que deveriam, tendo em conta as receitas que a Sporting SAD tem conseguido captar. Por outro lado, ainda são curtas para poder formar equipas que lutem realmente por títulos e, dessa forma, tenham rentabilização desportiva e, posteriormente, financeira.

É por isso que acho que este meio termo em que o Sporting anda há anos não ajuda em nada. Ou se assume que não há condições para lutar por títulos nos próximos anos e se corta brutalmente as despesas actuais, com uma grande redução no orçamento da equipa, ou então chuta-se o problema para a frente, investe-se em força e criam-se equipas que possam ser as favoritas a lutar por títulos.

Como está é que não. Nas últimas duas épocas a SAD do Sporting tinha despesas elevadíssimas com os seus planteis para a qualidade que existia e que permitia apenas lutar pelo 3º lugar, algo que era evidente logo no início de cada época. Isto é péssimo, não são épocas que correm mal, são épocas em que não há qualquer aspiração a sucesso desportivo mas cujos gastos estão claramente acima do que deveriam para uma equipa que apenas lute por um 3º lugar em Portugal!


PS: Não subscrevi, como disse, porque achei que o risco de investir na SAD com o paradigma de gestão dos últimos anos era muito elevado e sou uma pessoa relativamente conservadora no que toca a investimentos financeiros. Mas fico satisfeito por o empréstimo ter sido subscrito na totalidade, visto que foi o mecanismo em que a SAD apostou para pagar o empréstimo anterior. Agora quero ver a Administração a criar condições para pagar este empréstimo daqui a 3 anos sem que seja necessário emitir outro, conforme o presidente cooptado da administração da SAD assumiu publicamente.

 :arrow:

100% de acordo.
"Reforçamos ainda a solução que temos vindo a defender para a sustentabilidade do Clube:
a)   O afastamento do Clube de todos os dirigentes envolvidos no “Projecto Roquette” e com responsabilidades na gravíssima situação actual, apuradas após a realização de uma verdadeira auditoria de gestão. Pedido de indemnização cível pelos danos causados ao Sporting Clube de Portugal;
b)    A renegociação firme, corajosa e realista da dívida bancária, de forma a reduzir drasticamente os encargos financeiros anuais; 
c)    A redução drástica dos custos com pessoal, como ponto de partida para que se alcance o equilíbrio da exploração operacional. Se analisarmos as últimas épocas, bem como o descalabro no balanço entre contratações e vendas de jogadores, facilmente verificamos duas realidades: (i) maior investimento não tem sido sinónimo de maior rendimento desportivo, (ii) os maiores encaixes financeiros com venda de jogadores foram com jogadores formados no Clube, e não com jogadores adquiridos pelas administrações e gestores de activos profissionais da SAD."
 - Candidatura Independente ao Conselho Fiscal e Disciplinar


Temos que cooptar o Skinner para Presidente da SAD  :mrgreen:

SL


Temos que cooptar o Skinner para Presidente da SAD  :mrgreen:

SL

Não tenho o factor X da credibilidade.  ;)
"O Sporting é nosso outra vez!"


Temos que cooptar o Skinner para Presidente da SAD  :mrgreen:

SL

 :arrow:

100% de acordo

PS: Para votar nele teria que trazer o Tonel de volta...  :mrgreen:
"Reforçamos ainda a solução que temos vindo a defender para a sustentabilidade do Clube:
a)   O afastamento do Clube de todos os dirigentes envolvidos no “Projecto Roquette” e com responsabilidades na gravíssima situação actual, apuradas após a realização de uma verdadeira auditoria de gestão. Pedido de indemnização cível pelos danos causados ao Sporting Clube de Portugal;
b)    A renegociação firme, corajosa e realista da dívida bancária, de forma a reduzir drasticamente os encargos financeiros anuais; 
c)    A redução drástica dos custos com pessoal, como ponto de partida para que se alcance o equilíbrio da exploração operacional. Se analisarmos as últimas épocas, bem como o descalabro no balanço entre contratações e vendas de jogadores, facilmente verificamos duas realidades: (i) maior investimento não tem sido sinónimo de maior rendimento desportivo, (ii) os maiores encaixes financeiros com venda de jogadores foram com jogadores formados no Clube, e não com jogadores adquiridos pelas administrações e gestores de activos profissionais da SAD."
 - Candidatura Independente ao Conselho Fiscal e Disciplinar


Temos que cooptar o Skinner para Presidente da SAD  :mrgreen:

SL

Não tenho o factor X da credibilidade.  ;)

Passas a dizer 'credibilidade 100x por dia'. Vais ver que resulta!  :whistle: